Uma Face da Contestação « A Educação do meu Umbigo                                                                        ...
Uma Face da Contestação « A Educação do meu Umbigo                                           http://educar.wordpress.com/2...
Uma Face da Contestação « A Educação do meu Umbigo                                          http://educar.wordpress.com/20...
Uma Face da Contestação « A Educação do meu Umbigo                                            http://educar.wordpress.com/...
Uma Face da Contestação « A Educação do meu Umbigo                                              http://educar.wordpress.co...
Uma Face da Contestação « A Educação do meu Umbigo                            http://educar.wordpress.com/2008/01/21/uma-f...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Uma Face Da ContestaçãO « A EducaçãO Do Meu Umbigo 1

1.031 visualizações

Publicada em

Ameaça em pleno Umbigo (http://educar.wordpress.com/2008/01/21/uma-face-da-contestacao/#comment-26590)
No blog do Paulo Guinote

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.031
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
23
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Uma Face Da ContestaçãO « A EducaçãO Do Meu Umbigo 1

  1. 1. Uma Face da Contestação « A Educação do meu Umbigo http://educar.wordpress.com/2008/01/21/uma-face-da-contestacao/#... Principal BD - Tutorman Correio da Educação Uma Espécie de Perfil A Educação do meu Umbigo Gaveta aberta de textos e memórias a pretexto da Educação que vamos tendo. Contacto: guinote@gmail.com Janeiro 21, 2008 Uma Face da Contestação Posted by Paulo Guinote under Educação, Leituras, Lutas Encontra-se em alguns dos textos incluídos na actual edição do Correio da Educação. O meu contributo foi este. Longo e palavroso como de costume. Entretanto aqui fica também um texto do colega Mário Machaqueiro, com a posição do seu Departamento Curricular sobre toda esta insanidade que nos cerca (mm.doc). Por fim, e para não fazer uma dezena de post a abrir a semana, deixo registo da evolução semanal das entradas no Umbigo ao longo dos último meses, sendo de destacar que na semana terminada ontem foi atingido o máximo de sempre com mais de 22.500 acessos, o que significa mais de 3.000 entradas diárias, incluindo fins de semana. [retirei daqui o gráfico da evolução das entradas no blogue, porque aparentemente feriu sensibilidades e causou pelo menos um desvario come ntarístico. Quem sou eu para provocar úlceras a quem não percebe, desde o título do blogue, que eu não estou aqui para fingir que sou um poço de virtudes. Arre, que também a paciência se encurta com alguns ataques sem sentido.] O que pode significar pouco, mas também pode significar que existe um número muito apreciável de colegas e não só que se mobiliza pelo menos para ler o que se vai escrevendo sobre estes assuntos (bisbilhotei as estatísticas do Terrear do J. M. Alves e também anda muito por cima dos 2.000-2500 acessos diários). O que pode ser um bom ponto de partida para algo mais. 28 Respostas to “Uma Face da Contestação” 1. maria lisboa Diz: Janeiro 21, 2008 at 10:02 pm Dois excelentes textos! Pena que quem precisa de os ler não o faça. 2. António Coelho Diz: Janeiro 21, 2008 at 10:16 pm Concordo inteiramente com o algo mais, mas tem de ser algo mais inteiramente diferente e não algo mais de alguma coisa que já existe! Um abraço António 3. é só tangas Diz: Janeiro 21, 2008 at 10:25 pm Tretas! Essas estatísticas estão muito mal interpretadas. Você sozinho pelas vezes que pública Posts e vai ler os comentários deve entrar durante uma semana no mínimo umas 150 vezes. Se 200 visitantes fizerem a mesma coisa, dá 30 mil acessos. Como vê essa das 3000 entradas diárias está na linha daquelas interpretações estatísticas em que você se “especializou”. 4. Paulo Guinote Diz: Janeiro 21, 2008 at 10:59 pm Como não sabe que o Wordpress não é manipulado por mim e não contabiliza as entradas do autor do blogue, não lhe chamo aquilo que merece. 5. Elsie Diz: Janeiro 21, 2008 at 11:24 pm 1 de 6 22/01/2008 00:51
  2. 2. Uma Face da Contestação « A Educação do meu Umbigo http://educar.wordpress.com/2008/01/21/uma-face-da-contestacao/#... Concordo com o que foi dito. Há necessidade de inovar as formas de contestação e de luta. Depois do Plenário sindical de hoje ficou no ar uma impotência e uma frustração desesperada que custa sacudir da alma, peganhenta e insidiosa como humidade… Mais: hoje comentei em pequeno grupo que aquilo que me está verdadeiramente a assustar é o completo alheamento, a verdadeira desinformação, dos colegas. Não sabem, nem querem saber! Confesso que nunca fui das pessoas mais activas e bem informadas. Hoje deparo com a evidência de que, no meu agrupamento, parece que sou das mais bem informadas. Assustador! Desabafo todos os dias, em voz bem alta, na sala de professores, exortando à acção, à leitura, à tomada de posição, e só me olham cara atónitas, ou entre o divertido e o complacente, dizendo “simmm, maaaaaaaaassssss, que podemos fazer?…” Ninguém acredita em nada, e deixam-se naufragar, carneiros, sem tugir, nem mugir! Tal como já tinha sido aqui anunciado, os titulares nem sonhavam o que se estava a preparar para eles (parecem, paradoxalmente, os mais iludidos), e ainda não conseguiram distinguir bem o que lhes vai cair em cima. E são estes que me vão avaliar?!!! Preciso de fazer algo! Mas algo diferente das habituais acções de “a luta continua”. Berrar e pregar na escola é a solução imediata. Das duas uma: ou alguém me ouve e junta a sua voz à minha; ou me dão como louca e incapaz, o que nos dias que correm até pode ser uma mais valia.:)) Não vou poder estar na Baixa da Banheira, mas vou estar atenta aos vossos comentários. 6. Paulo Guinote Diz: Janeiro 21, 2008 at 11:27 pm Em breve divulgarei uma muito sumária ordem de trabalhos e farei a ligação para um fórum de discussão para troca de ideias sobre o que se pode fazer. 7. joão portuense Diz: Janeiro 21, 2008 at 11:30 pm Queria que lhe explicasse num post passado uma coisa, mas não expliquei, caro Paulo Guinote. Não é preciso! Aqui está! Para quê isto “amigo”? O que pretende? Pronto, confesso:VOCÊ É O MAIOR! O maior da sua rua, mesmo quando lá não está ninguém. como se diz no Porto! Meu deus! Vaidade, vaidade, vaidade! Você é de um narcisismo primário que toca as raias do infantilismo! Claramente o mito de Narciso! Ó “Home”, voxê desgraça-se, e de tanto olhar o espelho em que revê, ou se petrifica, ou se afoga! Tenha calma, ou siga o ditado biblíco: que a tua esquerda, não saiba o que a direita…! Repare não é inveja, é Psicanálise, essa suave impostura! Mas…que digo eu,o Paulo é Acima de Psicanálise, é mais que exegeta biblíco: Ele é tudo, Omnisciente e Omnipresente blogosférico! Calma Paulo, porque teho receio que tanta coisa termine nos célebres tricíclicos Cipramil, Lexapro, Tolvon, ou outros il ou on, ( pois já sei que vai dizer que devo ser cosumidor habitual, mas não…só Guiness e Tullamore Drew , sem bebedeiras), este comentário! Você ganhou um prémio e ganhou bem, sinceramente, porque escreve bem, muito bem mesmo, porque pensa bem, e, sobretudo, porque na maioria das vezes faz excelente figura. Este post é um pouco de cavaleiro da outra figura , e também não digo, porque o Paulo é formado em novelístia espanhola. Modere-se Homem, não seja vaidoso, vaidosão empedernido, porque nem precisa! Para ser porta estandarte de uma luta, não necesita dar-nos com bandeira e tudo! E juro-lhe de todo o coração, que gosto do que escreve a maioria das vezes, principalmente de didáctica, de afectos, de relações humanos, embora escreva pouco. Outras vezes, veneno, valeriana de cheiro insopurtável, e sempre esse eu, essa megalomania , mascarrada de sapiência. Você às vezes parece o Marcelo, o Pacheco, o Vitorino e outros que tais que tanto critica;: um vate, um régulo, um soba educativo! Tenha calma! Porque pode até ter três mil leitores, mas curiosamente acho que está a causar um efeito contrário ao que pretende: cansaço, desinteresse,”chateza” ! Ah! Faça o favor não critique as minhas vírgulas, pontos, vernáculo, e outros, porque, não sou lá muito bom da bola, digo, escrita, e até penso fazer uma acção de escrita criativa. Para terminar, se na sua prática pedagógica, tiver o mesmo alento com que escreve, “chiça” vão ser precisos 10 supervisores pedagógicos! Leve isto com humor…se faz o favor! Porque, como se diz no Porto ” Juro!Eu até seja ceguinho, se não gosto de si!” 8. Moriae Diz: Janeiro 21, 2008 at 11:31 pm Paulo, dá assim tanto gozo mostrar essas estatísticas? 9. Paulo Guinote Diz: Janeiro 21, 2008 at 11:46 pm Moriae, não dá gozo especial. Significa apenas que as pessoas devem saber que não andam sozinhas em busca de algo. Serve para não pensarem que somos 100 ou 200 taradinhos aqui a repetirem-se. Quanto ao João Portuense, levo tudo à conta de necessidade de dormir um sono sossegado. Já reparou nos seus dois comentários mais recentes: releia-os e veja-se ao espelho. 2 de 6 22/01/2008 00:51
  3. 3. Uma Face da Contestação « A Educação do meu Umbigo http://educar.wordpress.com/2008/01/21/uma-face-da-contestacao/#... Mas tudo bem: eu apago o gráfico se isso incomoda as vossas sensibilidades. 10. joão portuense Diz: Janeiro 22, 2008 at 12:02 am Ah! Esquecia-me fui imediatamente ler o seu texto e surpresa das surpresas, diria quase que me dava um ataque, juro! Eu imaginava-o quase exactamente como é ( Porra, para que colocar fotos ? Bem dizia o Vergilio que o que está mais perto de nós ão os olhos, e esses não os conseguimos ver), entre o intelectual,e uma mistura de Luís Portugal dos Jáfumega e John Lennon , mas ao estilo nacional! Não se zangue, mas as colegas resistem-lhe ? Ao seu encanto intelectual( não subentenda o que eu não quis escrever), claro! Eu sou feio que deus me livre! Ah! Fazendo uma análise ao seu retrato ( raios da TV e dessas séries de investigação), tem ar de futuro Secretário de Estado, ou adjunto de gabinete!Mas, com gravata, sapatinho de bico, Gant ( que a gente aganta-os!)e fatinho Pierre Cardin. Não se amofine, porque só quis vir a este blogue, trazer um bocadinho de humor,arredio de mim nestes tempos conturbados, em que tenho de aturar uma ministra feia, feia, feia, cruzes, parece uma abadessa de um convento de reclusão, estilo carmelo, um secretário de estado, não menos feio, gordo, gordíssimo, de barriga lauta(quase tão grande como a estreiteza da outra bola), em que a gravata pede messas para assentar arraiais, e um outro de nome pedreira , que de nome diz tudo, e você ao menos apresenta-se! Ah! Não o conhecendo, imagino-lhe a voz! Como se diz no Porto,ou como diz a miudagem “fosga-se”, que estou a ficar virado, obcecado no Paulo Guinote! Gosto de brincar, só isto Paulo, porque não quero acreditar que seja um cinzentão! 11. joão portuense Diz: Janeiro 22, 2008 at 12:08 am Pronto estragou tudo! O Paulo , então?! Espelho, e você manda-me dormir, e olhar-me ao espelho? Mas…Olho-me ao espelho, ou vou dormir um sono sossegado! Está a ver a sua impulsividade, o seu nervoso miudinho, quando lhe calcam algum calo narcísico!? Ó home, mande-me à merda, assim : João Portuense, vá á bardamerda! Você é mesmo um caso curioso de análise, para a minha tese. 12. Elsie Diz: Janeiro 22, 2008 at 12:10 am “Pessoas brilhantes falam sobre idéias. Pessoas medíocres falam sobre coisas. Pessoas pequenas falam sobre outras pessoas.” (Dick Corrigan) A inveja vê sempre tudo com lentes de aumento que transformam pequenas coisas em grandiosas, anões em gigantes, indícios em certezas. (Miguel Cervantes) 13. Paulo Guinote Diz: Janeiro 22, 2008 at 12:19 am João, A foto foi exigência do Correio. Está lá nas crónicas desde há coisa de um ano. É uma foto antiga. Agora não me reconheceria e o mais certo seria fugir de mim, pensando que eu venho das selvas da Colômbia para me intrometer no seu remanso portuense bucólico. Nervoso miudinho? Não. Entediado com bílis disfarçada de humor. Ao menos eu assumo os meus defeitos. Ninguém cria e escreve um blogue para as paredes. Artistas amargurados e pseudo-não compreendidos que ninguém vê ou lê (mas têm sempre subsídios) não fazem o meu género. E embora tenha alguma experiência do vernáculo gaio-portuense, sempre achei que um palavrão bem medido é tão mais eficaz quanto a sua adequação à situação e ao interlocutor. No seu caso seria um desperdício. Nunca gostei de fazer a vontade a quem me empurra para o óbvio. Desculpe lá qualquer coisinha se lhe desagradei. Não foi com intenção, mas para a próxima pode vir a ser. 14. joão portuense Diz: Janeiro 22, 2008 at 12:19 am O Elsie, o que bem a seguir? Isto é para mim? Sicários agora? O Paulo não precisa! Citações, Ó querida colega, leu o que escrevi (toquei em Cervantes) e foi logo a um livrito de citações? O que bem a seguir? Paulo Coelho, Margarida, Rita Ferro ? Ai, Ai, assim vai a cultura docente! 15. Moriae Diz: Janeiro 22, 2008 at 12:23 am Bolas … não tinha lido o anterior a mim qdo escrevi. 3 de 6 22/01/2008 00:51
  4. 4. Uma Face da Contestação « A Educação do meu Umbigo http://educar.wordpress.com/2008/01/21/uma-face-da-contestacao/#... Acho que não deverias ter retirado o gráfico. E … já tinha resposta para ti lá no cantinho … gráfico copiado pronto a postar, só para ver se dava mesmo gozo Jinho Calma amigo. 16. Paulo Guinote Diz: Janeiro 22, 2008 at 12:23 am João, Essa é a sua noção de humor? Fernando Rocha? Moriae, mais calmo não posso ser. Aliás por aqui tenho uma paciência de buda sentado e narcoléptico. Ao vivo, sou bem menos pacífico. Mas isso é só para quem ousa chegar perto. 17. Moriae Diz: Janeiro 22, 2008 at 12:25 am Paulo, mostra lá o IP dele 18. Moriae Diz: Janeiro 22, 2008 at 12:26 am Não aprecio que me respondas a par com essa BESTA 19. joão portuense Diz: Janeiro 22, 2008 at 12:29 am Caro Paulo,pronto,vou-me embora por duas razões: A- Fiquei com medo de si!Borrado de medo de si, principalmente com aspecto de selva da Colombia, eu que só conheço navalha de ponta e mola, estava feito. B- Você ganha sempre, é impossível! aponte lá no seu bloco: Paulo Guinote 1: contestante zero! C- Como acha que ganha sempre deve ser benfiquista…ou portista!? Eu sou do Alpendurada. D- Vou mesmo fugir com o rabo entre as pernas,derrotado sem apelo nem agravo, pelas FARC colombianas. 20. fernandooliveiramartins Diz: Janeiro 22, 2008 at 12:30 am Paulo: Gostei do texto. Tem é que arranjar uma foto melhor, para que os moços de recados da “Confederação dos Pais e Amigos da Tia Milu”, os apaniguados do partido do Governo e afins visitem mais vezes este Blog e poderem colocar comentários melhores do que os antes apostos. 21. Elsie Diz: Janeiro 22, 2008 at 12:33 am Ao dito cujo, não vou gastar a minha preciosa ladaínha, nem energia física a procurar livritos de citações. Copy/paste da net para si basta! Boa noite a todos! 22. Moriae Diz: Janeiro 22, 2008 at 12:34 am Paulo: Gostei do texto. E esse fernandooliveiramartins soou mal de todo. Boa terça-feira! 23. Moriae Diz: Janeiro 22, 2008 at 12:35 am Psssst …. Paulito, tenciono aparecer no Sábado mas é segredo E estou com orelha e olho no Prós e contras e recomendo. Prepara-se a revolução Elsie, num ligues! 4 de 6 22/01/2008 00:51
  5. 5. Uma Face da Contestação « A Educação do meu Umbigo http://educar.wordpress.com/2008/01/21/uma-face-da-contestacao/#... 24. Paulo Guinote Diz: Janeiro 22, 2008 at 12:39 am João, Pelo contrário sou sportinguista, daí a paciência para suportar, nem que seja por 18 anos, a incontinência alheia. Já percebeu de onde me vem o estoicismo? 25. joão portuense Diz: Janeiro 22, 2008 at 12:39 am Cara ou Caro Morie! Eu não insultei nunguém, muito menos a VºExcª e não se meta em diálogo que não lhe diz respeito! Porque ao Paulo Guinote ainda lhe reconheço capacidade intelectual, agora a você? Pode procuar o meu ip ou o que quis er (que rica ou rico f..p de censor, não o Paulo, mas o que propõe), porque me ensaio pouco para dar uso à minha 6.35, está a entender! Até pode ser… que descubra o seu, percebeu sua alimária! 26. Paulo Guinote Diz: Janeiro 22, 2008 at 12:41 am João, não há manifestamente necessidade de entrar por esse caminho escuro, Eu vou-me embora. Não é por nada. É que me conseguiu entediar ao ponto da sonolência. É que já fui ao seu espaço e caramba que em matéria de pretensão e água benta, tenho muito que aprender. 27. joão portuense Diz: Janeiro 22, 2008 at 12:49 am Caro Paulo Guinote, mesmo para terminar: A minha ideia não foi insultá-lo, nem sequer massacrá-lo! Aliás or vezes dá gosto uma querelazinha mesmo que seja de bufões, apenas e só, trazer um pouco de “brincadeira” e dar a minha opinião sobre um coisa ou outra que pura e simplesmente me irrita no seu blogue (não é pecado), que é excelente e, sinal de que o leio. Lamento se não gostou da meu humor, ou falta dele, agora o que me dói e isto, esta miséria docente do apostolado. Você precisa de cortes, de aduladores, que vem defender a honra da dama ferida? Nem você é dama, nem me parece ser homem de KO, rápido! Se quiser peço-lhe desculpa e pública, agora ao “artista” que me chamou besta, vou guardar, porque menino de rua portuense não esquece facilmente, hei-de descobrir quem foi! 28. Moriae Diz: Janeiro 22, 2008 at 12:49 am http://educar.wordpress.com/2008/01/21/uma-face-da-contestacao/#comment-26590, fique ciente de que o que disse está gravado. Paulo, vou reportar este assunto à Judiciária. Bem dizia que o IP era importante. Deixe uma Resposta Moriae Nome (requerido) moriae.moriae@gmail.com E-Mail (não será publicado) (requerido) http://sinistraministra@gm Sítio Enviar Comentário Entrada Arquivada Data da Entrada: 5 de 6 22/01/2008 00:51
  6. 6. Uma Face da Contestação « A Educação do meu Umbigo http://educar.wordpress.com/2008/01/21/uma-face-da-contestacao/#... Janeiro 21, 2008 at 9:01 pm Categoria : Educação, Leituras, Lutas Faça Mais: You can leave a response, or trackback from your own site. Blog em WordPress.com. — Theme: Connections by www.vanillamist.com 6 de 6 22/01/2008 00:51

×