SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 31
SÓ O VELHO TESTAMENTO
A nova onda de judaização da Igreja tem sido mais uma
investida ressuscitada nos dias atuais. Digo ressuscitada
porque a Igreja Primitiva já passou por esses mesmos
problemas, e encontrou a objeção dos apóstolos.
Atualmente temos visto o crescente aumento do número
de cristãos que usam a kipá, tocam o shofar nos cultos,
usam a bandeira de Israel e a estrela de Davi nas igrejas,
promovem a observação das festas judaicas e guarda da
Lei cerimonial.
Bem, cremos que todas essas coisas, além de
fazerem parte da religião judaica e não do
cristianismo bíblico ensinado por Cristo e pelos
apóstolos, compõem o quadro que a Bíblia
apresenta sobre a situação da Igreja nos últimos
dias, que seria composta por muitos que
apostatariam da fé (1Tm 4:1; 2Ts 2:3).
Símbolos Judaicos.
O que é Judaização?
Características da judaização
Argumentos dos judaizantes
O que a Bíblia nos ensina?
1
2
3
4
5
INTRODUÇÃO
Símbolos do judaísmo
O que é Judaização?
JUDAIZAÇÃO
É o processo de levar a Igreja de volta
às práticas da religião judaica.
“Observar os ritos e leis dos judeus”
(Dicionário Aurélio)
1. Uso de Kipás;
2. Busca de Genealogia judaica;
3. Uso do Shophar;
4. Nova unção;
5. Retirada dos bancos do templo;
6. Roupas de pano de saco;
8. Banhar-se com cinzas;
9. Comemoração de festas judaicas;
10. Circuncisão;
11 O nome de Jesus (Yeshua ou Yehôshua)
Características da Judaização
1. Uso de Kipás
“É "arco", que fica compreensível quando pensamos em seu
formato. A kipá é um lembrete constante da presença de Deus.
Relembra o homem de que existe alguém acima dele, de que
há Alguém Maior que o está acompanhando em todos os
lugares e está sempre o protegendo, como o arco, e o guiando.
Onde quer que vá, o judeu estará sempre acompanhado de
Deus.”
(http://geracaoresgate.blogspot.com/2008/07/o-significado-do-kip.html)
Nós (Geração Resgate) estamos entrando em um propósito de
40 dias em que só entraremos nas dependências da igreja de
posse de um kipá em uso.
Características da Judaização
3. Uso do Shophar
Nós somos uma geração abençoada, uma geração
profética. E estes são os dias de restauração de todas
as coisas ... Espiritualmente, o Shofar não só cumpre o
propósito de juntar o povo do Senhor, mas também
prepara o ouvido da Igreja nestes dias, para que nos
sintonizemos à voz do Espírito Santo ... O Shofar libera
e anuncia no Reino do Espírito, aquilo que Deus está
fazendo, como um despertar espiritual para aquele
que está dormindo. Preparando a Igreja para se
encontrar com Jesus em Sua vinda.
(http://www.shofar.com.br/estudos/mci/01shofar.html)
Características da Judaização
Nova unção
Nova Unção de Vigilante;
Nova Unção peniana;
Nova Unção dos quatro seres;
Nova Unção do riso;
Nova Unção do arrebatamento;
Nova Unção do avivamento;
Nova Unção das festas judaicas;
Nova Unção de Frutificação;
Nova Unção da Reprodução de Caráter;
Nova Unção em Israel;
Nova Unção do Manto (capacitação);
Nova Unção de Vencedor (conquista);
Nova Unção de Ousadia;
Nova Unção para a Igreja ...
Características da Judaização
Nova unção
Características da Judaização
+ Alguma coisa nova
Alguma coisa nova+
2 Co 1:21,22
“Mas o que nos confirma convosco em Cristo, e o que nos ungiu, é Deus,
o qual também nos selou e deu o penhor do Espírito em nossos
corações.”
1 Jo 2:20,21,27
“E vós tendes a unção do Santo, e sabeis tudo. Não vos escrevi porque
não soubésseis a verdade, mas porque a sabeis, e porque nenhuma
mentira vem da verdade ... E a unção que vós recebestes dele, fica em
vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a
sua unção vos ensina todas as coisas, e é verdadeira, e não é mentira,
como ela vos ensinou, assim nele permanecereis.”
JESUS
BÍBLIA
Com a Palavra, a Irmã White e o Seu Anjo
A irmã White nasceu nos Estados Unidos da América e desenvolveu sua
extensa obra literária em inglês. "Jesus", em inglês, se escreve "Jesus" –
exatamente da mesma maneira como se escreve em português! Durante
longos anos a pena inspirada sempre escreveu "Jesus", nunca Yeshua ou
Yehôshua. Estaria Ellen White blasfemando o nome do Salvador ao longo
deste extenso período? Alguns defensores da nova luz de Yeshua
argumentam que Ellen White não tinha luz sobre o assunto e, portanto, Deus
não imputou sobre ela o pecado de blasfêmia. E agora que temos "luz" sobre
a o assunto o que fazer? Substituir nos escritos de Ellen White todas as
menções de Jesus pelo original hebraico? Ou continuamos a ler da forma
como ela escreveu?
Numa visão dada em 27 de junho de 1850, meu anjo
acompanhante disse: "O tempo está quase terminado.
Refletis, como deveis, a amorável imagem de Jesus?" –
Primeiros Escritos, 15.
Prezados Irmãos e Irmãs: O Senhor mostrou-me em visão
algumas coisas concernentes à igreja em seu atual estado de
mornidão, as quais vos passo a relatar. A igreja me foi
apresentada em visão. Disse o anjo à igreja: "Jesus te diz: 'Sê
zeloso e arrepende-te'“.Apoc. 3:19. – Testemunhos Seletos,
vol I, 40.
Não estariam estes anjos blasfemando o nome do Salvador ao
chamá-lo de Jesus? Será que os anjos que dialogavam com
Ellen White não sabiam que Jesus significa “Deus Cavalo”? Será
que estes anjos tinham luz sobre esta suposta blasfêmia? Deus
imputou este "pecado" sobre os anjos? Por que os anjos de luz
nunca se referiram ao Salvador pronunciando seu nome em
hebraico para Ellen White? Só pode haver uma resposta: O nome
"Jesus" é o mais apropriado para designar o Salvador, assim
como o nome "Cristo" ou "Messias" é o mais apropriado para
designar o Ungido de Deus. Não há qualquer blasfêmia embutida
no nome de Jesus.
“A Bíblia é a história mais antiga e mais compreensiva que os
homens possuem. Procede diretamente da Fonte da verdade
eterna; e através dos séculos a mão divina lhe preservou a
pureza”. – Patriarcas e Profetas, pág. 596.
“A Bíblia é a mais vasta e mais instrutiva história que os
homens possuem. Ela veio pura da fonte da verdade eterna,
e uma divina mão preservou sua pureza através dos
séculos.” – Conselhos Sobre Educação, pág. 63.
Retirada dos bancos do templo
Roupas de pano de saco
Banhar-se com cinzas
Características da Judaização
10. Comemoração de festas judaicas
Festas do Senhor:
Festas da primavera
1. Páscoa [Ex 12; Lv 23:5] (Libertação de Israel no Egito)
2. Primícias [Lv 23:9-14] (Gratidão pela colheita)
3. Pães Asmos [Lv 23:6-8] (Forma da retirada do Egito)
4. Pentecostes [Lv 23:15-22] (Celebração da colheita)
Festas do Outono
5. Trombetas [Lv 23:23-25]
6. Expiação [Lv 23:26-32; 16:1-34]
7. Tabernáculos [Lv 23:33-43] (Colheita, fim do trabalho, salvação)
Características da Judaização
Comemoração de festas judaicas
Festas do judaísmo:
1. Purim [Et 9:21-22] (Salvação dos judeus no império persa)
2. Hanucah [Jo 10:22] (Reinauguração do templo em 165 a.C.)
Deus orienta que as festas eram para Israel
Ex 31:16; Ex 12:3,14; Lv 23:10; Nm 18:19; 2Cr
2:4; Ex 12:17; Ex 27:21; Lv 23:41; Nm 10:8; Nm
18:19.
Características da Judaização
Nossos pioneiros adventistas entenderam
claramente que a observância do dia da festa
havia cessado. Veja o que eles disseram:
"Quando a cidade (de Jerusalém) foi
destruída... cessou completamente suas festas, e,
como conseqüência, dos sábados anuais... As
festas judaicas foram totalmente extintas com a
destruição final de Jerusalém ". (JN
Andrews, The History of the Sabbath, p. 90). 
 "Os dias de festa, luas novas e sábados
cerimoniais... acabaram na cruz" (Uriah Smith, O
Instituto Bíblico, p. 139). "As luas novas, e os dias
de festa, e os sábados da lei judaica cessou"
(James White, Review and Herald, 07 março de
1854
Nossos pioneiros adventistas entenderam claramente que
a observância do dia da festa havia cessado. Veja o que eles
disseram:
"Quando a cidade (de Jerusalém) foi destruída... cessou
completamente suas festas, e, como conseqüência, dos sábados
anuais... As festas judaicas foram totalmente extintas com a
destruição final de Jerusalém ". (JN Andrews, The History of
the Sabbath, p. 90). 
 "Os dias de festa, luas novas e sábados cerimoniais...
acabaram na cruz" (Uriah Smith, O Instituto Bíblico, p. 139). "As
luas novas, e os dias de festa, e os sábados da lei judaica
cessou" (James White, Review and Herald, 07 março de 1854).
 "Os dias de festa, luas novas e sábados
cerimoniais... acabaram na cruz" (Uriah Smith, O
Instituto Bíblico, p. 139). "As luas novas, e os dias
de festa, e os sábados da lei judaica cessou"
(James White, Review and Herald, 07 março de
1854
“Quando o Salvador rendeu Sua vida no Calvário,
cessou a significação da Páscoa, e a ordenança da
Ceia do Senhor foi instituída como memorial do
mesmo acontecimento de que a Páscoa fora tipo.
( Patriarcas e Profetas pág.539).
Ao comer a páscoa com Seus discípulos, instituiu
em seu lugar o serviço que havia de comemorar
Seu grande sacrifício. Passaria para sempre a
festa nacional dos judeus. O serviço que Cristo
estabeleceu devia ser observado por Seus
seguidores em todas as terras e por todos os
séculos.(Desejado de Todas as Nações pág.652)
Circuncisão
“retirada cirúrgica do prepúcio, praticada por
razões higiênicas e/ou religiosas”.
(Dicionário Houaiss)
“Todo macho entre vós será circuncidado. Circuncidareis a
carne do vosso prepúcio; será isso por sinal de aliança entre
mim e vós” (Gênesis 17:10-11)
1) Deus faria uma grande nação dos descendentes de Abraão;
2) Daria-lhes uma terra como herança.
3) Sinal da dilaceração do corpo de Cristo (Cl 2:11-13; Fp 3:3; Gl 6:15).
Características da Judaização
Tito 1:9 - Retendo firme a fiel palavra, que é conforme a
doutrina, para que seja poderoso, tanto para admoestar
com a sã doutrina, como para convencer os
contradizentes.
10 - Porque há muitos desordenados, faladores, vãos e
enganadores, principalmente os da circuncisão,
11 - Aos quais convém tapar a boca; homens que
transtornam casas inteiras ensinando o que não
convém, por torpe ganância.
Sair de Roma e voltar para Jerusalém
Será que as práticas atuais são herança de Roma?
1.Festas e costumes judaicos
Sair do cristianismo e voltar para o judaísmo
Sair da Graça e voltar para a Lei cerimonial
Sair da liberdade e voltar à escravidão
Sair da luz e voltar para as trevas
Argumentos dos judaizantes
Restauração do Sacerdócio
No AT precisava-se do sacerdote para ter acesso a Deus;
No NT todo crente tem livre acesso ao Pai.
No AT a liderança era elitizada;
No NT a liderança e democratizada.
No AT só os da tribo de Levi podiam dirigir o louvor;
No NT todos, salvos, podem dirigir o louvor.
No AT o sacerdote intercedia pelos pecados individuais;
No NT o crente pode pedir perdão diretamente.
1 Pe 2:9
Argumentos dos judaizantes
(1) Visão comercial & (2) Teologia fraca
(1) * Viagens à Israel
(2) * Batismo no Rio Jordão;
* Água do Jordão e da Galiléia,
pedra do Carmelo, tocar na tumba...
* Superstição e macumbaria evangélica
O N.T. interpreta o A.T. e não o
contrário
PARA PENSAR!
1. Judaizar a Igreja é negar a obra de Cristo
2. Para estarmos perto de Deus não necessitamos
de rituais religiosos e indumentárias judaicas
3. Adotar o judaísmo é abandonar a fé
4. Praticar a Lei cerimonial é o mesmo que
abandonar a Graça
5. Não somos judeus! Somos gentios adotados por
Cristo.
LIÇÕES BÍBLICAS
DEFENDENDO O VERDADEIRO
ADVENTISMO HISTÓRICO
PEQUENO GRUPO DE COTIA

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A natureza humana de Cristo
A natureza humana de CristoA natureza humana de Cristo
A natureza humana de CristoLuciano Armando
 
Resposta a questão sobre a trindade
Resposta a questão sobre a trindadeResposta a questão sobre a trindade
Resposta a questão sobre a trindadeLuciano Armando
 
O que Jesus fez? E-book gratuito
O que Jesus fez? E-book gratuitoO que Jesus fez? E-book gratuito
O que Jesus fez? E-book gratuitoSammis Reachers
 
A ressurreição de_ cristo_parte_01
A  ressurreição  de_ cristo_parte_01A  ressurreição  de_ cristo_parte_01
A ressurreição de_ cristo_parte_01Pr Neto
 
A razão da existência do adventismo
A razão da existência do adventismoA razão da existência do adventismo
A razão da existência do adventismoEduardo Sousa Gomes
 
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitiva
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitivaLição 9 - O legado missionário da igreja primitiva
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitivaErberson Pinheiro
 
Lição 9 - A necessidade de termos uma vida santa
Lição 9 - A necessidade de termos uma vida santa Lição 9 - A necessidade de termos uma vida santa
Lição 9 - A necessidade de termos uma vida santa Erberson Pinheiro
 
A teologia de satanás nos últimos dias
A teologia de satanás nos últimos diasA teologia de satanás nos últimos dias
A teologia de satanás nos últimos diasEduardo Sousa Gomes
 
História da Trindade na Igreja Adventista do Sétimo Dia
História da Trindade na Igreja Adventista do Sétimo DiaHistória da Trindade na Igreja Adventista do Sétimo Dia
História da Trindade na Igreja Adventista do Sétimo DiaWalter Mendes
 
O Outro Consolador e as Duas Naturezas de Jesus
O Outro Consolador e as Duas Naturezas de JesusO Outro Consolador e as Duas Naturezas de Jesus
O Outro Consolador e as Duas Naturezas de JesusASD Remanescentes
 
Fé_Completo
Fé_CompletoFé_Completo
Fé_CompletoPr Neto
 
O arrependimento - Texto Básico: Salmos 32
O arrependimento - Texto Básico: Salmos 32O arrependimento - Texto Básico: Salmos 32
O arrependimento - Texto Básico: Salmos 32Pr Neto
 
Lição 10 - As manifestações do espírito santo
Lição 10 - As manifestações do espírito santoLição 10 - As manifestações do espírito santo
Lição 10 - As manifestações do espírito santoErberson Pinheiro
 
Regeneração
RegeneraçãoRegeneração
RegeneraçãoPr Neto
 
O santuário parte 1 - Autor. Ribamar Cantanhede
O santuário parte 1 - Autor. Ribamar CantanhedeO santuário parte 1 - Autor. Ribamar Cantanhede
O santuário parte 1 - Autor. Ribamar CantanhedeRibamar Cantanhede
 

Mais procurados (20)

A natureza humana de Cristo
A natureza humana de CristoA natureza humana de Cristo
A natureza humana de Cristo
 
Resposta a questão sobre a trindade
Resposta a questão sobre a trindadeResposta a questão sobre a trindade
Resposta a questão sobre a trindade
 
Quem e o pai
  Quem e o pai  Quem e o pai
Quem e o pai
 
A verdade presente
A verdade presenteA verdade presente
A verdade presente
 
A filiação de jesus
A filiação de jesusA filiação de jesus
A filiação de jesus
 
Judaização da igreja
Judaização da igrejaJudaização da igreja
Judaização da igreja
 
O que Jesus fez? E-book gratuito
O que Jesus fez? E-book gratuitoO que Jesus fez? E-book gratuito
O que Jesus fez? E-book gratuito
 
A ressurreição de_ cristo_parte_01
A  ressurreição  de_ cristo_parte_01A  ressurreição  de_ cristo_parte_01
A ressurreição de_ cristo_parte_01
 
A razão da existência do adventismo
A razão da existência do adventismoA razão da existência do adventismo
A razão da existência do adventismo
 
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitiva
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitivaLição 9 - O legado missionário da igreja primitiva
Lição 9 - O legado missionário da igreja primitiva
 
Lição 9 - A necessidade de termos uma vida santa
Lição 9 - A necessidade de termos uma vida santa Lição 9 - A necessidade de termos uma vida santa
Lição 9 - A necessidade de termos uma vida santa
 
A teologia de satanás nos últimos dias
A teologia de satanás nos últimos diasA teologia de satanás nos últimos dias
A teologia de satanás nos últimos dias
 
Apostasia
ApostasiaApostasia
Apostasia
 
História da Trindade na Igreja Adventista do Sétimo Dia
História da Trindade na Igreja Adventista do Sétimo DiaHistória da Trindade na Igreja Adventista do Sétimo Dia
História da Trindade na Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
O Outro Consolador e as Duas Naturezas de Jesus
O Outro Consolador e as Duas Naturezas de JesusO Outro Consolador e as Duas Naturezas de Jesus
O Outro Consolador e as Duas Naturezas de Jesus
 
Fé_Completo
Fé_CompletoFé_Completo
Fé_Completo
 
O arrependimento - Texto Básico: Salmos 32
O arrependimento - Texto Básico: Salmos 32O arrependimento - Texto Básico: Salmos 32
O arrependimento - Texto Básico: Salmos 32
 
Lição 10 - As manifestações do espírito santo
Lição 10 - As manifestações do espírito santoLição 10 - As manifestações do espírito santo
Lição 10 - As manifestações do espírito santo
 
Regeneração
RegeneraçãoRegeneração
Regeneração
 
O santuário parte 1 - Autor. Ribamar Cantanhede
O santuário parte 1 - Autor. Ribamar CantanhedeO santuário parte 1 - Autor. Ribamar Cantanhede
O santuário parte 1 - Autor. Ribamar Cantanhede
 

Semelhante a Judaizaodaigreja 120418204529-phpapp02

Historia de israel aula 10 páscoa
Historia de israel aula 10 páscoaHistoria de israel aula 10 páscoa
Historia de israel aula 10 páscoaRICARDO CARDOSO
 
Lição 14 - Entre a Páscoa e o Pentecostes
Lição 14 - Entre a Páscoa e o PentecostesLição 14 - Entre a Páscoa e o Pentecostes
Lição 14 - Entre a Páscoa e o PentecostesÉder Tomé
 
Religiao De Jesus
Religiao De JesusReligiao De Jesus
Religiao De Jesusockotber
 
Religiao De Jesus
Religiao De JesusReligiao De Jesus
Religiao De Jesusockotber
 
Cristo e a lei de Moisés_Lição_original com textos_222014
Cristo e a lei de Moisés_Lição_original com textos_222014Cristo e a lei de Moisés_Lição_original com textos_222014
Cristo e a lei de Moisés_Lição_original com textos_222014Gerson G. Ramos
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...ParoquiaDeSaoPedro
 
Perseguição aos cristãos no sec. i e ii
Perseguição aos cristãos no sec. i e iiPerseguição aos cristãos no sec. i e ii
Perseguição aos cristãos no sec. i e iiWerkson Azeredo
 
Perseguição aos cristãos no sec. I e II
Perseguição aos cristãos no sec. I e IIPerseguição aos cristãos no sec. I e II
Perseguição aos cristãos no sec. I e IIWerkson Azeredo
 
Como discípulos anunciamos a morte e ressurreição de jesus 27 03 2005 - dom...
Como discípulos anunciamos a morte e ressurreição de jesus   27 03 2005 - dom...Como discípulos anunciamos a morte e ressurreição de jesus   27 03 2005 - dom...
Como discípulos anunciamos a morte e ressurreição de jesus 27 03 2005 - dom...Paulo Dias Nogueira
 
2 - O periodo dos apostolos.pptx
2 - O periodo dos apostolos.pptx2 - O periodo dos apostolos.pptx
2 - O periodo dos apostolos.pptxPIB Penha - SP
 
Formação de Formadores III - Documentos Concílio.pptx
Formação de Formadores III - Documentos Concílio.pptxFormação de Formadores III - Documentos Concílio.pptx
Formação de Formadores III - Documentos Concílio.pptxVivianeGomes635254
 

Semelhante a Judaizaodaigreja 120418204529-phpapp02 (20)

Judaização da igreja
Judaização da igrejaJudaização da igreja
Judaização da igreja
 
A_Verdade_a_Cerca_do_Natal.pdf
A_Verdade_a_Cerca_do_Natal.pdfA_Verdade_a_Cerca_do_Natal.pdf
A_Verdade_a_Cerca_do_Natal.pdf
 
Historia de israel aula 10 páscoa
Historia de israel aula 10 páscoaHistoria de israel aula 10 páscoa
Historia de israel aula 10 páscoa
 
Lição 14 - Entre a Páscoa e o Pentecostes
Lição 14 - Entre a Páscoa e o PentecostesLição 14 - Entre a Páscoa e o Pentecostes
Lição 14 - Entre a Páscoa e o Pentecostes
 
Lição 2 - A Salvação na Páscoa Judaica
Lição 2 - A Salvação na Páscoa JudaicaLição 2 - A Salvação na Páscoa Judaica
Lição 2 - A Salvação na Páscoa Judaica
 
Religiao De Jesus
Religiao De JesusReligiao De Jesus
Religiao De Jesus
 
Religiao De Jesus
Religiao De JesusReligiao De Jesus
Religiao De Jesus
 
Cristo e a lei de Moisés_Lição_original com textos_222014
Cristo e a lei de Moisés_Lição_original com textos_222014Cristo e a lei de Moisés_Lição_original com textos_222014
Cristo e a lei de Moisés_Lição_original com textos_222014
 
Lbcpad
LbcpadLbcpad
Lbcpad
 
Estudo Sobre Atos
Estudo Sobre AtosEstudo Sobre Atos
Estudo Sobre Atos
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Dezemb...
 
Basicão em pdf
Basicão em pdfBasicão em pdf
Basicão em pdf
 
Edição Março 2021
Edição Março 2021Edição Março 2021
Edição Março 2021
 
Perseguição aos cristãos no sec. i e ii
Perseguição aos cristãos no sec. i e iiPerseguição aos cristãos no sec. i e ii
Perseguição aos cristãos no sec. i e ii
 
Perseguição aos cristãos no sec. I e II
Perseguição aos cristãos no sec. I e IIPerseguição aos cristãos no sec. I e II
Perseguição aos cristãos no sec. I e II
 
Livreto ieq-20161103
Livreto ieq-20161103Livreto ieq-20161103
Livreto ieq-20161103
 
Como discípulos anunciamos a morte e ressurreição de jesus 27 03 2005 - dom...
Como discípulos anunciamos a morte e ressurreição de jesus   27 03 2005 - dom...Como discípulos anunciamos a morte e ressurreição de jesus   27 03 2005 - dom...
Como discípulos anunciamos a morte e ressurreição de jesus 27 03 2005 - dom...
 
QUERIGMA
QUERIGMAQUERIGMA
QUERIGMA
 
2 - O periodo dos apostolos.pptx
2 - O periodo dos apostolos.pptx2 - O periodo dos apostolos.pptx
2 - O periodo dos apostolos.pptx
 
Formação de Formadores III - Documentos Concílio.pptx
Formação de Formadores III - Documentos Concílio.pptxFormação de Formadores III - Documentos Concílio.pptx
Formação de Formadores III - Documentos Concílio.pptx
 

Mais de Monteiro07

Uso da linhaça
Uso da linhaçaUso da linhaça
Uso da linhaçaMonteiro07
 
Alimentos a comer e evitar
Alimentos a comer e evitarAlimentos a comer e evitar
Alimentos a comer e evitarMonteiro07
 
Dieta original
Dieta originalDieta original
Dieta originalMonteiro07
 
Dieta original
Dieta originalDieta original
Dieta originalMonteiro07
 
Dieta original
Dieta originalDieta original
Dieta originalMonteiro07
 
A verdade 4 - quem esp santo
A verdade 4 - quem esp santoA verdade 4 - quem esp santo
A verdade 4 - quem esp santoMonteiro07
 
A verdade 10 - saudacoes paulo
A verdade 10 - saudacoes pauloA verdade 10 - saudacoes paulo
A verdade 10 - saudacoes pauloMonteiro07
 
O chifre pequeno
O chifre pequenoO chifre pequeno
O chifre pequenoMonteiro07
 
Sabados cerimoniais
Sabados cerimoniaisSabados cerimoniais
Sabados cerimoniaisMonteiro07
 
Test de jeova e a trindade
Test de jeova e a trindadeTest de jeova e a trindade
Test de jeova e a trindadeMonteiro07
 
Jesus o filho de deus
Jesus o filho de deusJesus o filho de deus
Jesus o filho de deusMonteiro07
 
A natureza humana de cristo
A natureza humana de cristoA natureza humana de cristo
A natureza humana de cristoMonteiro07
 
Sempre a minoria
Sempre a minoriaSempre a minoria
Sempre a minoriaMonteiro07
 

Mais de Monteiro07 (17)

Uso da linhaça
Uso da linhaçaUso da linhaça
Uso da linhaça
 
Alimentos a comer e evitar
Alimentos a comer e evitarAlimentos a comer e evitar
Alimentos a comer e evitar
 
Dieta original
Dieta originalDieta original
Dieta original
 
Dieta original
Dieta originalDieta original
Dieta original
 
Dieta original
Dieta originalDieta original
Dieta original
 
A verdade 4 - quem esp santo
A verdade 4 - quem esp santoA verdade 4 - quem esp santo
A verdade 4 - quem esp santo
 
A verdade 10 - saudacoes paulo
A verdade 10 - saudacoes pauloA verdade 10 - saudacoes paulo
A verdade 10 - saudacoes paulo
 
O chifre pequeno
O chifre pequenoO chifre pequeno
O chifre pequeno
 
Sabados cerimoniais
Sabados cerimoniaisSabados cerimoniais
Sabados cerimoniais
 
Test de jeova e a trindade
Test de jeova e a trindadeTest de jeova e a trindade
Test de jeova e a trindade
 
Jesus o filho de deus
Jesus o filho de deusJesus o filho de deus
Jesus o filho de deus
 
A criacao
A criacaoA criacao
A criacao
 
A natureza humana de cristo
A natureza humana de cristoA natureza humana de cristo
A natureza humana de cristo
 
A biblia
A bibliaA biblia
A biblia
 
A biblia
A bibliaA biblia
A biblia
 
Dogmas
Dogmas Dogmas
Dogmas
 
Sempre a minoria
Sempre a minoriaSempre a minoria
Sempre a minoria
 

Judaizaodaigreja 120418204529-phpapp02

  • 1. SÓ O VELHO TESTAMENTO
  • 2. A nova onda de judaização da Igreja tem sido mais uma investida ressuscitada nos dias atuais. Digo ressuscitada porque a Igreja Primitiva já passou por esses mesmos problemas, e encontrou a objeção dos apóstolos. Atualmente temos visto o crescente aumento do número de cristãos que usam a kipá, tocam o shofar nos cultos, usam a bandeira de Israel e a estrela de Davi nas igrejas, promovem a observação das festas judaicas e guarda da Lei cerimonial.
  • 3. Bem, cremos que todas essas coisas, além de fazerem parte da religião judaica e não do cristianismo bíblico ensinado por Cristo e pelos apóstolos, compõem o quadro que a Bíblia apresenta sobre a situação da Igreja nos últimos dias, que seria composta por muitos que apostatariam da fé (1Tm 4:1; 2Ts 2:3).
  • 4. Símbolos Judaicos. O que é Judaização? Características da judaização Argumentos dos judaizantes O que a Bíblia nos ensina? 1 2 3 4 5 INTRODUÇÃO
  • 6. O que é Judaização? JUDAIZAÇÃO É o processo de levar a Igreja de volta às práticas da religião judaica. “Observar os ritos e leis dos judeus” (Dicionário Aurélio)
  • 7. 1. Uso de Kipás; 2. Busca de Genealogia judaica; 3. Uso do Shophar; 4. Nova unção; 5. Retirada dos bancos do templo; 6. Roupas de pano de saco; 8. Banhar-se com cinzas; 9. Comemoração de festas judaicas; 10. Circuncisão; 11 O nome de Jesus (Yeshua ou Yehôshua) Características da Judaização
  • 8. 1. Uso de Kipás “É "arco", que fica compreensível quando pensamos em seu formato. A kipá é um lembrete constante da presença de Deus. Relembra o homem de que existe alguém acima dele, de que há Alguém Maior que o está acompanhando em todos os lugares e está sempre o protegendo, como o arco, e o guiando. Onde quer que vá, o judeu estará sempre acompanhado de Deus.” (http://geracaoresgate.blogspot.com/2008/07/o-significado-do-kip.html) Nós (Geração Resgate) estamos entrando em um propósito de 40 dias em que só entraremos nas dependências da igreja de posse de um kipá em uso. Características da Judaização
  • 9. 3. Uso do Shophar Nós somos uma geração abençoada, uma geração profética. E estes são os dias de restauração de todas as coisas ... Espiritualmente, o Shofar não só cumpre o propósito de juntar o povo do Senhor, mas também prepara o ouvido da Igreja nestes dias, para que nos sintonizemos à voz do Espírito Santo ... O Shofar libera e anuncia no Reino do Espírito, aquilo que Deus está fazendo, como um despertar espiritual para aquele que está dormindo. Preparando a Igreja para se encontrar com Jesus em Sua vinda. (http://www.shofar.com.br/estudos/mci/01shofar.html) Características da Judaização
  • 10. Nova unção Nova Unção de Vigilante; Nova Unção peniana; Nova Unção dos quatro seres; Nova Unção do riso; Nova Unção do arrebatamento; Nova Unção do avivamento; Nova Unção das festas judaicas; Nova Unção de Frutificação; Nova Unção da Reprodução de Caráter; Nova Unção em Israel; Nova Unção do Manto (capacitação); Nova Unção de Vencedor (conquista); Nova Unção de Ousadia; Nova Unção para a Igreja ... Características da Judaização
  • 11. Nova unção Características da Judaização + Alguma coisa nova Alguma coisa nova+ 2 Co 1:21,22 “Mas o que nos confirma convosco em Cristo, e o que nos ungiu, é Deus, o qual também nos selou e deu o penhor do Espírito em nossos corações.” 1 Jo 2:20,21,27 “E vós tendes a unção do Santo, e sabeis tudo. Não vos escrevi porque não soubésseis a verdade, mas porque a sabeis, e porque nenhuma mentira vem da verdade ... E a unção que vós recebestes dele, fica em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a sua unção vos ensina todas as coisas, e é verdadeira, e não é mentira, como ela vos ensinou, assim nele permanecereis.” JESUS BÍBLIA
  • 12. Com a Palavra, a Irmã White e o Seu Anjo A irmã White nasceu nos Estados Unidos da América e desenvolveu sua extensa obra literária em inglês. "Jesus", em inglês, se escreve "Jesus" – exatamente da mesma maneira como se escreve em português! Durante longos anos a pena inspirada sempre escreveu "Jesus", nunca Yeshua ou Yehôshua. Estaria Ellen White blasfemando o nome do Salvador ao longo deste extenso período? Alguns defensores da nova luz de Yeshua argumentam que Ellen White não tinha luz sobre o assunto e, portanto, Deus não imputou sobre ela o pecado de blasfêmia. E agora que temos "luz" sobre a o assunto o que fazer? Substituir nos escritos de Ellen White todas as menções de Jesus pelo original hebraico? Ou continuamos a ler da forma como ela escreveu?
  • 13. Numa visão dada em 27 de junho de 1850, meu anjo acompanhante disse: "O tempo está quase terminado. Refletis, como deveis, a amorável imagem de Jesus?" – Primeiros Escritos, 15. Prezados Irmãos e Irmãs: O Senhor mostrou-me em visão algumas coisas concernentes à igreja em seu atual estado de mornidão, as quais vos passo a relatar. A igreja me foi apresentada em visão. Disse o anjo à igreja: "Jesus te diz: 'Sê zeloso e arrepende-te'“.Apoc. 3:19. – Testemunhos Seletos, vol I, 40.
  • 14. Não estariam estes anjos blasfemando o nome do Salvador ao chamá-lo de Jesus? Será que os anjos que dialogavam com Ellen White não sabiam que Jesus significa “Deus Cavalo”? Será que estes anjos tinham luz sobre esta suposta blasfêmia? Deus imputou este "pecado" sobre os anjos? Por que os anjos de luz nunca se referiram ao Salvador pronunciando seu nome em hebraico para Ellen White? Só pode haver uma resposta: O nome "Jesus" é o mais apropriado para designar o Salvador, assim como o nome "Cristo" ou "Messias" é o mais apropriado para designar o Ungido de Deus. Não há qualquer blasfêmia embutida no nome de Jesus.
  • 15. “A Bíblia é a história mais antiga e mais compreensiva que os homens possuem. Procede diretamente da Fonte da verdade eterna; e através dos séculos a mão divina lhe preservou a pureza”. – Patriarcas e Profetas, pág. 596. “A Bíblia é a mais vasta e mais instrutiva história que os homens possuem. Ela veio pura da fonte da verdade eterna, e uma divina mão preservou sua pureza através dos séculos.” – Conselhos Sobre Educação, pág. 63.
  • 16. Retirada dos bancos do templo Roupas de pano de saco Banhar-se com cinzas Características da Judaização
  • 17. 10. Comemoração de festas judaicas Festas do Senhor: Festas da primavera 1. Páscoa [Ex 12; Lv 23:5] (Libertação de Israel no Egito) 2. Primícias [Lv 23:9-14] (Gratidão pela colheita) 3. Pães Asmos [Lv 23:6-8] (Forma da retirada do Egito) 4. Pentecostes [Lv 23:15-22] (Celebração da colheita) Festas do Outono 5. Trombetas [Lv 23:23-25] 6. Expiação [Lv 23:26-32; 16:1-34] 7. Tabernáculos [Lv 23:33-43] (Colheita, fim do trabalho, salvação) Características da Judaização
  • 18. Comemoração de festas judaicas Festas do judaísmo: 1. Purim [Et 9:21-22] (Salvação dos judeus no império persa) 2. Hanucah [Jo 10:22] (Reinauguração do templo em 165 a.C.) Deus orienta que as festas eram para Israel Ex 31:16; Ex 12:3,14; Lv 23:10; Nm 18:19; 2Cr 2:4; Ex 12:17; Ex 27:21; Lv 23:41; Nm 10:8; Nm 18:19. Características da Judaização
  • 19. Nossos pioneiros adventistas entenderam claramente que a observância do dia da festa havia cessado. Veja o que eles disseram: "Quando a cidade (de Jerusalém) foi destruída... cessou completamente suas festas, e, como conseqüência, dos sábados anuais... As festas judaicas foram totalmente extintas com a destruição final de Jerusalém ". (JN Andrews, The History of the Sabbath, p. 90). 
  • 20.  "Os dias de festa, luas novas e sábados cerimoniais... acabaram na cruz" (Uriah Smith, O Instituto Bíblico, p. 139). "As luas novas, e os dias de festa, e os sábados da lei judaica cessou" (James White, Review and Herald, 07 março de 1854
  • 21. Nossos pioneiros adventistas entenderam claramente que a observância do dia da festa havia cessado. Veja o que eles disseram: "Quando a cidade (de Jerusalém) foi destruída... cessou completamente suas festas, e, como conseqüência, dos sábados anuais... As festas judaicas foram totalmente extintas com a destruição final de Jerusalém ". (JN Andrews, The History of the Sabbath, p. 90).   "Os dias de festa, luas novas e sábados cerimoniais... acabaram na cruz" (Uriah Smith, O Instituto Bíblico, p. 139). "As luas novas, e os dias de festa, e os sábados da lei judaica cessou" (James White, Review and Herald, 07 março de 1854).
  • 22.  "Os dias de festa, luas novas e sábados cerimoniais... acabaram na cruz" (Uriah Smith, O Instituto Bíblico, p. 139). "As luas novas, e os dias de festa, e os sábados da lei judaica cessou" (James White, Review and Herald, 07 março de 1854
  • 23. “Quando o Salvador rendeu Sua vida no Calvário, cessou a significação da Páscoa, e a ordenança da Ceia do Senhor foi instituída como memorial do mesmo acontecimento de que a Páscoa fora tipo. ( Patriarcas e Profetas pág.539).
  • 24. Ao comer a páscoa com Seus discípulos, instituiu em seu lugar o serviço que havia de comemorar Seu grande sacrifício. Passaria para sempre a festa nacional dos judeus. O serviço que Cristo estabeleceu devia ser observado por Seus seguidores em todas as terras e por todos os séculos.(Desejado de Todas as Nações pág.652)
  • 25. Circuncisão “retirada cirúrgica do prepúcio, praticada por razões higiênicas e/ou religiosas”. (Dicionário Houaiss) “Todo macho entre vós será circuncidado. Circuncidareis a carne do vosso prepúcio; será isso por sinal de aliança entre mim e vós” (Gênesis 17:10-11) 1) Deus faria uma grande nação dos descendentes de Abraão; 2) Daria-lhes uma terra como herança. 3) Sinal da dilaceração do corpo de Cristo (Cl 2:11-13; Fp 3:3; Gl 6:15). Características da Judaização
  • 26. Tito 1:9 - Retendo firme a fiel palavra, que é conforme a doutrina, para que seja poderoso, tanto para admoestar com a sã doutrina, como para convencer os contradizentes. 10 - Porque há muitos desordenados, faladores, vãos e enganadores, principalmente os da circuncisão, 11 - Aos quais convém tapar a boca; homens que transtornam casas inteiras ensinando o que não convém, por torpe ganância.
  • 27. Sair de Roma e voltar para Jerusalém Será que as práticas atuais são herança de Roma? 1.Festas e costumes judaicos Sair do cristianismo e voltar para o judaísmo Sair da Graça e voltar para a Lei cerimonial Sair da liberdade e voltar à escravidão Sair da luz e voltar para as trevas Argumentos dos judaizantes
  • 28. Restauração do Sacerdócio No AT precisava-se do sacerdote para ter acesso a Deus; No NT todo crente tem livre acesso ao Pai. No AT a liderança era elitizada; No NT a liderança e democratizada. No AT só os da tribo de Levi podiam dirigir o louvor; No NT todos, salvos, podem dirigir o louvor. No AT o sacerdote intercedia pelos pecados individuais; No NT o crente pode pedir perdão diretamente. 1 Pe 2:9 Argumentos dos judaizantes
  • 29. (1) Visão comercial & (2) Teologia fraca (1) * Viagens à Israel (2) * Batismo no Rio Jordão; * Água do Jordão e da Galiléia, pedra do Carmelo, tocar na tumba... * Superstição e macumbaria evangélica O N.T. interpreta o A.T. e não o contrário PARA PENSAR!
  • 30. 1. Judaizar a Igreja é negar a obra de Cristo 2. Para estarmos perto de Deus não necessitamos de rituais religiosos e indumentárias judaicas 3. Adotar o judaísmo é abandonar a fé 4. Praticar a Lei cerimonial é o mesmo que abandonar a Graça 5. Não somos judeus! Somos gentios adotados por Cristo. LIÇÕES BÍBLICAS
  • 31. DEFENDENDO O VERDADEIRO ADVENTISMO HISTÓRICO PEQUENO GRUPO DE COTIA