SlideShare uma empresa Scribd logo
Religião
Definindo e compreendendo o termo
Religião Etimologia
• Religionem
Religio
- Relegere
- Religare
- Reeleger
Religionem
A palavra portuguesa religião
deriva da palavra latina
religionem (religio no
nominativo), mas desconhece-se
Aparentemente no mundo latino
anterior ao surgimento do
cristianismo, religionem referia-se
a um estilo de comportamento
marcado pela rigidez e pela
precisão.
Religio
Historicamente foram propostas
várias etimologias para a origem
de religio.
- Relegere
- Religare
- Relileger
Relegere
Cícero, na sua obra De natura
deorum, (45 a.C.) afirma que o
termo se refere a relegere, reler,
sendo característico das pessoas
religiosas prestarem muita atenção
a tudo o que se relacionava com
os deuses, relendo as escrituras.
Religare
Mais tarde, Lactâncio (século III e
IV d.C.) rejeita a interpretação de
Cícero e afirma que o termo vem
de religare, religar, argumentando
que a religião é um laço de
piedade que serve para religar os
seres humanos a Deus.
Religer
No livro "A Cidade de Deus"
Agostinho de Hipona (século IV
d.C.) afirma que religio deriva de
religere, "reeleger". Através da
religião a humanidade reelegia de
novo a Deus, do qual se tinha
separado. Mais tarde, na obra De
vera religione Agostinho retoma a
interpretação de Lactâncio, que
via em religio uma relação com
"religar"..
Religião
« Religionem »
« Religio »
« Religare »
«religião é um laço de piedade
que serve para religar os seres
humanos a Deus».
Conclusão
Religião
– Definição
– Origens
– Religião organizada
– Valor
– Desenvolvimento
Definição
• é uma coleção organizada de sistemas de crenças,
de sistemas culturais e visões do mundo que
relacionam a humanidade com a espiritualidade e,
às vezes, a valores morais. Muitas religiões têm
narrativas, símbolos, tradições e histórias sagradas
que se destinam a dar sentido à vida ou para
explicar a origem da vida ou do Universo. A partir
de suas ideias sobre o cosmos e a natureza humana,
elas tendem a derivar a moralidade, a ética, as leis
religiosas ou um estilo de vida preferido. De acordo
com algumas estimativas, existem cerca de 4.200
religiões do mundo.
Origens
- Os primeiros indícios de ideias
religiosas remonta centenas de
milhares de anos para o período do
Paleolítico Médio e Paleolítico
Inferior. Arqueólogos referem-se a
aparentes enterros intencionais de
Homo sapiens já a partir de 300 mil
anos atrás, como evidência de ideias
religiosas.
Religião Organizada
- A religião organizada traça as suas
raízes para a revolução neolítica, que
começou 11.000 anos atrás no
Oriente Próximo, mas pode ter
ocorrido independentemente em
vários outros locais ao redor do
mundo. A invenção da agricultura
transformou muitas sociedades
humanas a partir de um estilo de vida
caçador coletor para um estilo de vida
sedentário.
Religião Organizada
• A religião organizada surgiu como
um meio de proporcionar a
estabilidade social e econômica
para grandes populações através
das seguintes formas:
Valor
• A religião organizada serviu para justificar a autoridade
central, que por sua vez possuía o direito de cobrar
impostos em troca de prestação de serviços sociais e de
segurança para o estado. Os impérios do antigo Egito e
da Mesopotâmia eram teocracias, com chefes, reis e
imperadores de função dupla : líderes políticos e
espirituais. Praticamente todas as sociedades estaduais e
chefias ao redor do mundo têm as mesmas estruturas
políticas, onde a autoridade política é justificado pela
sanção divina
• A religião organizada, serviu também como forma de
manter a paz entre indivíduos não aparentados.
Desenvolvimento
O desenvolvimento da religião assumiu diferentes
formas em diferentes culturas. Algumas religiões
colocam uma ênfase na crença, enquanto outras
enfatizam a prática. Algumas religiões focam-se na
experiência subjetiva do indivíduo religioso, enquanto
outras consideram as atividades da comunidade religiosa
mais importante. Algumas religiões afirmam ser
universais e acreditam que suas leis e cosmologia são
para todos, enquanto outras se destinam a serem
praticadas apenas por um grupo bem definido ou
localizado.
Religião
Dados Globais
As principais religiões
1. Cristãos – 2.1 biliões
2. Muçulmanos – 1.5 biliões
3. Ateus, agnósticos – 1.1 biliões
4. Hindus – 1 bilião
5. Taoistas – 394 milhões
6. Budistas – 376 milões
7. Judaicos – 14 milhões
Cristianismo
32%
Islamismo
23%
Sem religião
17%
Hinduismo
15%
Budismo
7%
Chinesas
6%
Judaismo
0%
Distribuição População mundial
Divisão Primária
Divisão Primária
das 5 principais
• Religiões abraâmicas são as
religiões monoteístas cuja
origem comum é reconhecida
em Abraão ou o reconhecimento
de uma tradição espiritual
identificada com ele
• JUDAÍSMO
• CRISTIANISMO
• ISLAMISMO
Cristianismo Islamismo Judaísmo
Fundação Data 33 d.C. 622 d.C. 1500-2000 a.C.
Fundação Local Médio Oriente -
Palestina
Arábia Saudita Médio Oriente -
Palestina
Fundador Jesus Mohammad (Abraão) Hebreus
Moisés Fundador
Linguagem original Aramaico Árabe Hebreu
Escrituras Sagradas Bíblia Velho e Novo
Testamento
Alcorão Tanakh e Tora
Autoridade Padres, Pastores , Bispos Imames Rabis
Templos Igrejas , Catedrais e
capelas.
Mesquitas Sinagogas
Dia de veneração Domingo Sexta Sábado
Trindade Sagrada Pai , Filho e Espirito
Santo
Não aceite Não aceite ou
Não esclarece
Cristianismo Islamismo Judaísmo
Tipo de teísmo Monoteísmo Monoteísmo Monoteísmo
Nome de Deus Jeová Eloim Alá Jeová Eloim
Ultima Realidade Um Deus Um Deus Um Deus
Relação com Deus Eu e Deus Eu e Deus Eu e Deus
Outros seres
Superiores
Anjos / Demónios Anjos/Demónios e
jins.(Génios)
Anjos /Demónios
Humanos
Revenerados
Santos , profetas Profetas e Imames Profetas
Identidade de Jesus O Filho de Deus , Deus
incarnado , e o salvador
do mundo.
Verdadeiro profeta de
Deus ,cuja mensagem
foi corrompida
Falso profeta
Nascimento de Jesus Nasceu de uma Virgem Nasceu de uma virgem Nascimento
normal
Morte de jesus Morreu na cruz Não morreu ,mas
ascendeu ao céu e um
discípulo tomou o seu
lugar na cruz.
Morreu na cruz
Cristianismo Islamismo Judaísmo
Ressurreição Afirmada Negada Negada
2ª vinda de jesus Afirmada Afirmada Negada
Divina revelação Por profetas e por jesus
(encarnação de Deus)
gravado na Bíblia
Por Mohamed , gravado
no Alcorão.
Por profetas ,
gravado na Tora.
Situação / Natureza
humana
Pecado Original , a
queda do paraíso
tendência para fazer o
mal .
Igual habilidade para
fazer o bem ou o mal.
Dois impulsos
iguais , um bom
outro mau.
Propósito de vida do
ser humano.
Redimir todos os
pecados e procurar de
novo a comunhão com
Deus
Seres humanos tem que
se submeter a Deus ,de
forma a obter o paraíso
na próxima vida.
Obedecer os
comandos de Deus
,viver eticamente
focado nesta vida e
não na próxima .
Salvação Crença correta , boas
ações , sacramentos e fé
em Cristo
Crença correta , boas
ações e os 5 pilares
Crença em Deus ,
e boas ações
Papel de Deus na
Salvação
Predestinação , e outras
várias formas de obter a
Predestinação Divina revelação e
pela misericórdia e
Cristianismo Islamismo Judaísmo
Dia do Julgamento Na 2º vinda de Cristo
serão Julgados os vivos e
os mortos
Todos serão
individualmente
julgados com base nas
suas ações.
O Messias Virá e
os mortos serão
ressuscitados
Vida para além da
Morte
Eterno céu ou eterno
inferno --purgatório
temporário--
Paraíso ou Inferno Ou não há , ou
será eterno céu ou
inferno .
Karma Não explicito Não Explicito Não explicito
Reincarnação Não existe Não existe Não Existe
Práticas obrigatórias Páscoa/Liturgia/Oração Os 5 Pilares Shabath /
• Religiões Indianas são as
religiões politeístas, panteístas e
ateístas, que não tem uma clara
definição nem fundação.
• Surgem de várias fontes e
tradições, e aglomeram vários
ensinamentos.
Cristianismo Islamismo Judaísmo
Principais Divisões Católicos
Ortodoxos 1054 d.C.
Protestantes 1500d.C:
Xiitas
Zunis
Conservadores
Reformistas
Ortodoxos
Visão sobre as
restantes religiões
abraâmicas
Judaísmo é uma religião
verdadeira , mas com
revelação incompleta ,
Islamismo é uma falsa
religião.
Judeus e Cristãos são
respeitados como povo
de Deus , mas tem
crenças erradas e
apenas parte da
revelação.
Cristianismo e
islamismo são
falsas
interpretações e
extensões do
judaísmo.
• Hinduísmo
• Budismo
Hinduísmo Budismo
Fundação Data Antigo 6000 a. C.
Moderno 1500 a.C.
500 a.C.
Fundação Local India India
Fundador Não tem Buda (Siddhartha
Gautama)
Linguagem original Sânscrito Sânscrito
Escrituras Sagradas Vedas Trypitaca tradição oral
Autoridade Brâmanes , Sacerdotes Monges
Templos Templos Mosteiros
Trindade Sagrada Brahma ,Vishnu , Shiva Não esclarece
Tipo de teísmo Politeísmo Panteísmo
Nome de Deus Vários Deuses Não Tem
Ultima Realidade Brahma O universo
Hinduísmo Budismo
Relação com Deus Eu sou atman e nada é
separado de Deus.
Nada é separado no
universo .
Outros seres
Superiores
Devas
Avatares Bodhisattvas
Humanos
Revenerados Yogi’s Dali lamas
Divina revelação Através de Avatares –
tradição escrita
Buda – tradição oral
Situação / Natureza
humana
Os humanos estão presos
á ignorância e ilusão ,
mas podem escapar.
Tudo é impermanente.
A vida é Sofrimento .
Propósito de vida do
ser humano.
Libertar mo nos da roda
de incarnações, ou obter
um melhor nascimento
na próxima vida
Superar o sofrimento e
obter iluminação.
Escapar á roda de
incarnações.(samsara)
Salvação Não há , Implica o fim
de samsara e karma .
Não existe , apenas o
fim de samsara e
Hinduísmo Budismo
Papel de Deus na
Salvação
Atman é o ser superior
que reconhecerá
Brahma.
Deus é impessoal, e
não tem influência
direta no destino.
Vida para além da
Morte
Após iluminação , vida
eterna .
Após iluminação , vida
eterna , no estado de
Buda .
Karma Acção / consequência
Estende-se por várias
vidas
É a força que faz a roda
girar . (samsara)
Reincarnação Ciclo de incarnações ,
até obter iluminação.
Ciclo de incarnações
até obter iluminação .
Práticas Yoga 4 verdades
8 nobres leis
Principais Divisões vixnuísmo, o xivaísmo, o
smartismo e shaktismo
Escola Mahayana
Escola Theravada
• Bramânicas
• Indianas
Bramânicas Indianas
Tempo Linear/ Singular Cíclico/ Repete-se
Deus Mono Poli ou Panteísta
Relação com Deus Dualidade – Eu e Deus. Unidade – Eu Deus
Ultima Realidade Um Deus Um Deus universal
Vida depois da Morte Uma vida
Julgamento; Céu ou inferno
Várias vidas
Reincarnações; Eterno
contentamento.
A Condição Humana Queda , Pecado original;
Separação de Deus , devido
a más ações
Ignorância e Karma ,
impureza da alma, devido a
más ações.
Solução / Liberação Redenção de pecados ,
Salvação.
Eliminação de ignorância e
karma . Fim de Samsara
Bramânicas Indianas
Revelação Deus manifesta-se no
mundo em Milagres ou
fenómenos sob naturais,
Deus manifesta-se no
mundo por realidades
abstratas, realizadas na
mente por intermédio de
sabedoria.
Forma de Veneração. Rituais /Cerimónias/
cânticos e rezas
Práticas holísticas , rotinas,
treinamento , cânticos e
rezas.
Máxima Obediência Disciplina
Sistemas Dogmáticos e Burocráticos Comportamentais e Práticos
Cristo
Definindo e compreendendo o termo
Cristo Etimologia
Cristo é o termo usado em
português para traduzir a palavra
grega (Khristós) que significa
"Ungido".
O termo grego, por sua vez, é uma
tradução do termo hebraico
“Messias”.
Cristo Significado
A palavra geralmente é interpretada
como o sobrenome de Jesus por causa
das várias menções a "Jesus Cristo" na
Bíblia. A palavra é, na verdade, um
título, daí o seu uso tanto em ordem
direta "Jesus Cristo" como em ordem
inversa "Cristo Jesus", significando neste
último O Ungido, Jesus.
Cristo Significado
Os seguidores de Jesus são chamados de
cristãos porque acreditam que Jesus é o Cristo,
ou Messias, sobre quem falam as profecias da
Tanakh(Antigo Testamento). A maioria dos
judeus rejeitam essa reivindicação e ainda
esperam a vinda do Cristo. A maioria dos
cristãos esperam pela Segunda vinda de Cristo
quando acreditam que ele cumprirá o resto das
profecias messiânicas.
Gnosis
Definindo e compreendendo o termo
Gnosis
Gnosis é o substantivo comum de origem
grega que significa “Conhecimento”.
Mas Gnosis não é um conhecimento
racional, científico, filosófico, teórico e
empírico
(a "Episteme" dos gregos),
é pois de caráter intuitivo e transcendental;
Sabedoria.
Gnosis
É usada para designar um conhecimento profundo
e superior do mundo e do homem, que dá sentido à
vida humana, que a torna plena de significado
porque permite o encontro do homem com sua
essência eterna, maravilhosa e Crística divindade
pela via do coração É uma realidade vivente
sempre ativa, que apenas é compreendida quando
experimentada e vivenciada. Assim sendo jamais
pode ser assimilada de forma abstrata, intelectual e
discursiva.
Gnosis e Religião
A Gnosis como religião leva o homem á realização
intima do ser, que é a união completa com ao
nosso Deus interior. Também estuda a ciência das
religiões de forma profunda, não se limitando as
teorias, crenças e interpretações literais dos seus
significados simbólicos, a gnosis como religião vai
ao real e prático, aquilo que realmente pode ser
vivido por todos nós, em vez de ficar teorizando, e
á espera de algo divino, a gnosis expilica como
conectar com a divindade.
Gnosis e Religião
A Gnosis não é Dogma ou Crença, mas sim
verdade transcendental que pode ser
experimentada e comprovada por todos, pois faz
parte da ciência universal, que é herança e divino
direito de todos.
Ciência
O outro lado da questão
Ciência
Em sentido amplo e diversificado, ciência
(do latim scientia, traduzido por
"conhecimento") refere-se a qualquer
conhecimento ou prática sistemática. Em
sentido estrito, ciência refere-se ao sistema de
adquirir conhecimento baseado no método
científico bem como ao corpo organizado de
conhecimento conseguido através de tais
pesquisas.
Ciência
• A ciência é o esforço para descobrir e aumentar o
conhecimento humano de como o Universo funciona.
Refere-se á:
• Investigação ou estudo racional do Universo, direcionado
à descoberta da verdade e/ou realidade universal. Tal
estudo ou investigação é metódico e compulsoriamente
realizado em acordo com o método científico – um
processo de avaliar o conhecimento empírico;
• corpo organizado de conhecimentos adquiridos por tais
estudos e pesquisas.
Conhecimento
Exotérico vs. Esotérico
• “ Man know thyselfe and
you will know the gods
and the universe”
Pythagoras
Exotérico
• eksôterikos, (eksô =
fora)
• no exterior, destinado
aos leigos e massas em
geral.
Esotérico
• esôterikos, (esô =
dentro)
• no interior, destinado e
revelado aos discípulos
e iniciados.
Conhecimento Esotérico
Fundamentos
Bíblicos
Escrituras
• O cristianismo considera a Bíblia, a máxima
autoridade enquanto palavra de Deus.
A Bíblia inclui livros das escrituras judaicas, o
Tanakh, e outros livros adicionais,
reorganizando-os em duas partes: os livros do
Antigo Testamento, principalmente provenientes
do Tanakh (com algumas variações), e os 27
livros do Novo Testamento, contendo livros
originalmente escritos em grego, principalmente.
• Na antiguidade, duas escolas de exegese
desenvolveram-se na Alexandria e na Antioquia.
A interpretação alexandrina, exemplificada por
Origen, tende a ler as escrituras alegoricamente,
enquanto a interpretação antioquiana aderiu ao
sentido literal, sustentando que outros
significados (chamados teoria) só poderiam ser
aceites se baseados no significado literal.
A teologia católica romana distingue dois
sentidos da Escritura: o literal e o espiritual.
Esoterismo
• Esoterismo: é o nome genérico que
designa um conjunto de tradições e
interpretações filosóficas das
doutrinas e religiões que buscam
desvendar seu sentido oculto.
O Conhecimento Esotérico
Respondendo, disse-lhes:
«A vós é dado a conhecer
os mistérios do Reino do
Céu, mas a eles não lhes é
dado. (Mateus 13:11)
O Conhecimento Esotérico
Disse-lhes: «A vós foi dado a
conhecer os mistérios do Reino
de Deus; mas aos outros fala-
se-lhes em parábolas, a fim de
que, vendo, não vejam e,
ouvindo, não entendam.»
(Lucas 8:10)
Visão de vida:
• Independente de opção religiosa
ou de visão de mundo filosófica,
qualquer um que eleve seu
pensamento ao amor infinito de
Deus, agradecendo sua sagrada
presença, estará no caminho
certo para enfrentar as
dificuldades e se projetar para
um nível de energia mais
aprimorado, melhorando assim
O Caminho:
Jesus respondeu-lhe:
«Eu sou o Caminho, a Verdade
e a Vida. Ninguém pode ir até
ao Pai senão por mim».
(João14:6)
Vivência Mística
(disciplina)
• Os que querem ascender ao divino, os
discípulos e iniciados, tem que renunciar
ao ego (o seu eu inferior), e prestar
serviço a Deus (o seu eu superior).
A Vivência Mística
(o coração)
Jesus disse, então, aos
discípulos: «Se alguém quiser
vir comigo, renuncie a si
mesmo, tome a sua cruz e siga-
me.
(Mateus 16:24)
A Vivência Mística
(o coração)
Depois, dirigindo-se a todos,
disse: «Se alguém quer vir
após mim, negue-se a si
mesmo, tome a sua cruz, dia
após dia, e siga-me.
(Lucas 9:23)
Ideia Central
• Pesquisar o conhecimento
perdido e utilizar todas as
técnicas possíveis para que cada
homem consiga transmutar o
velho em novo, as trevas em
luz, o mal em bem. Enfim, para
que o esotérico consiga fazer a
alquimia da sua própria alma
e ascender rumo ao Criador.
O Estudo esotérico
(a mente)
Em verdade vos digo: quem
não receber o Reino de Deus
como um pequenino, não
entrará nele.» (Marcos 10:15)
O Estudo esotérico
(a mente)
e disse: «Em Verdade vos
digo: Se não voltardes a ser
como as criancinhas, não
podereis entrar no Reino do
Céu. (Mateus 18:3)
Alquimia
Exotérico vs. Esotérico
Alquimia Etimologia :
• Do Latim ALCHIMICUS,
• Do Árabe AL-KIMIYA,
• Do Grego KHEMEIOA,
Khymeia.
Alquimia o que era? :
• Método experimental da idade média
que através da mistura química de
várias matérias e materiais procurava
obter ouro.
• O praticante de tal método chamava-se
de Alquimista.
Ponto de vista exotérico
Objetivos do Alquimista:
• Descobrir a pedra filosofal.
• Transformação de metais
inferiores em ouro.
• Produzir o elixir da juventude.
Ponto de vista esotérico
Objetivos do Alquimista:
• Manipular a energia vital ou
sexual.
• Transmutação espiritual.
• Obtenção de alma eternamente
jovem.
Ser Superior
Corpo e anatomia do Ser superior
Distinção
• Corpo Fisico
• Órgãos
• Coluna
vertebral
• S.circulatório/
Veias
• Sémen
• Sangue
• Corpos
superiores
• Chacras
• Sushumna
• Meridianos
(Nadis)
• Energia vital
(chi ,ou Prana)
• Kundalini
Fohat
ou Eletricidade
Cósmica
3 2 1
Prâna
ou Vitalidade
Aspectos do Logos
Kundalini
ou Fogo
Serpentino
As Forças Solares
FÍSICO DENSO (STHÛLA)
DUPLO ETÉRICO (PRÂNAMAYA)
ASTRAL-MENTAL (KÂMA)
CAUSAL (KÂRANA)
EU (ÂTMA -- BUDDHI -- MANAS)
A
PERSONALIDADE
A Constituição
do Ser Humano
MÔNADA (TURIYÂTMA)
1. Duplo Etérico
2- Emocional
3. Mental
4. Astral
5. Mental Superior
6. Búdico
7. Atmico
Chacras o que
são?
O que são?
Do sânscrito, chakra significa roda, disco,
centro, plexo. São vórtices (redemoinhos) de
energia vital, espirais girando em alta
velocidade, vibrando em pontos vitais de nosso
corpo.
São centros energéticos existentes no corpo
etérico de um ser vivo.
Para que
Servem ?
Função: para que servem?
Transportam e manipulam correntes eletromagnéticas ou etéricas
(energia vital – Prana) que se manifestam no plano etérico.
Funcionam como captadores, acumuladores, e distribuidores de
energia vital que nutrem nossos órgãos internos;
Controlam o metabolismo;
Cada um destes centros está associado com uma das sete glândulas
endócrinas, e também com um grupo de nervos chamados plexos;
É através do desequilíbrio destes chakras que as pessoas adoecem
e perdem a ligação com o divino;
Onde Se
Encontram?
Onde se encontram?
Corpo Duplo Etérico
Veículo pelo qual fluem as correntes vitais que mantêm
vivo o corpo material. A função mais importante do corpo
etérico é a transferência de energia vital ou de vitalidade do
campo universal para o campo individual (macro para o micro).
Estão dispostos desde a base da coluna vertebral até o alto da
cabeça e individualmente posicionados conforme a função que
desempenham.
Como
funcionam?
Imagem dos Chakras
Vortice de rotação rápida, de 2 a
6 polegadas, aberto na superficie
do Duplo Etérico
Talo conectado a seu
centro correspondente
na Coluna
A estrutura do Chakra
A Força Vital do
Logos Solar, a
suga à partir de
outra dimensão
A Força Primária
move seus raios
para fora
A Força
Secundária é
rotativa
Como funcionam?
Todas as rodas ou chakras giram incessantemente, e pelo cubo ou
boca aberta de cada uma delas, flui continuamente a energia do
mundo superior, como se fossem pequenos redemoinhos ou ciclones
em miniatura, que fazem circular as energias numa determinada
vibração. Eles atuam em todo ser humano, ainda que nas pessoas
pouco evoluídas seu movimento seja mais lento (o estritamente
necessário para formar o vórtice adequado ao influxo de energia). No
ser humano bastante evoluído, entretanto, os chakras refulgem e
palpitam com vívida luz, de maneira que por eles passa uma
quantidade muitíssimo maior de energia, e o indivíduo obtem como
resultado o acréscimo de suas potências e faculdades.
Nomes
e
funções
Chakra Raíz
(Mûlâdhâra)
Pétalas: 4.
Localização: Base
da Espinha.
Cor: Vermelho.
Elemento: Terra.
Chakra Base/Raiz
Mûlâdhâra - ("Base e fundamento"; "Suporte”
Localização e relação:Localizado nos órgãos genitais e na pélvis,
relacionado com as gônadas (glândulas sexuais), governa o sistema
reprodutor
Funções :
Governa o sistema reprodutor, anima a substância do corpo físico,
lida com o poder e o instinto de sobrevivência. É a ligação com a
terra. Concentra as energias da Kundaliní, que uma vez despertas
progridem coluna acima, seguindo um padrão geométrico similar ao
apresentado na dupla hélice das moléculas de DNA que contém o
código da vida.
Chakra Base/Raiz
Aspectos : Sobrevivência, alimento, conhecimento, auto-realização,
valores (segurança financeira), sexo (procriação), longevidade e
prazer.
Forma geométrica: quadrado, possuindo grande relação ao
conhecimento ligado à terra, às quatro dimensões e às quatro
direções.
Chakra Esplênico
Svâdhishthâna
Pétalas: 6.
Localização:
Abaixo do umbigo.
Cor: Laranja.
Elemento: Água
Chakra Sexual/Esplênico
Svâdhishthâna - Lugar-Morada do Ser ou o "Fundamento de si
próprio".
Localização e Relação: Localizado na lombar e abaixo do umbigo,
está relacionado com as glândulas supra-renais.
Funções: Rege a coluna vertebral e os rins. Rege também, o sistema
reprodutor, circulatório e bexiga. As energias como a paixão,
sensualidade e a criatividade são manifestadas através deste chakra.
Aspectos: Poder de seduzir criatividade e relacionamento.
Forma Geométrica: Círculo. Representa a forma crescente da lua.
Chakra Umbilical
(Manipûra)
Pétalas: 10.
Localização:
Abaixo da barriga.
Cor: Amarelo.
Elemento: Fogo
Manipura - ”Cidade das Gemas” ou “Cidade das pedras
preciosas”.
Localização e relação: Localizado um pouco acima do umbigo
está relacionado com o pâncreas.
Funções : A área de influência deste chakra é o sistema
digestivo: estômago, fígado e a vesícula biliar, além do sistema
nervoso.
Aspetos: Aquilo que você quer. Individualidade e poder pessoal
(como você se vê), a sua identidade no mundo.
Forma Geométrica: Triângulo invertido, sugerindo o movimento
descendente da energia.
.
Chakra Plexo Solar/Umbilical
Chakra Cardiaco
(Anâhata)
Pétalas: 12
Localização:
Coração
Cor: Verde
Elemento: Ar
Anahata: "Intocado" ou "O Som não produzido" (batidas do
coração).
Localização e relação: Situa-se na região do tórax e está
conectado com a glândula timo,
Funções: Responsável pelo funcionamento do sistema
imunológico. É o chakra do coração, centro energético do amor.
A elevação das energias do chakra do plexo solar até o coração
acontece em indivíduos que estão desenvolvendo a capacidade de
pensar e atuar em termos de coletividade. As doenças do coração,
sistema circulatório e sangue podem ser tratadas através deste
chakra.
Chakra Coração/Cardiaco
Aspectos: Amor incondicional, compaixão, perdão, verdade e
gratidão.
Forma Geométrica: Hexagrama - dois triângulos
sobrepostos, um voltado para cima, simboliza Shiva, o princípio
masculino. O outro triângulo, voltado para baixo, simboliza
Shakti, o princípio feminino. Atinge-se o equilíbrio quando estas
duas forças estão unidas em harmonia.
Funções especiais: Intermedia os chakras superiores e inferiores;
impulso de se abraçar a sua Verdade, ao Amor; reequilíbrio;
altruísmo; compaixão. Este chakra se expande em todas as
direções e dimensões, como uma estrela de seis pontas
Chakra Coração/Cardiaco
Chakra Laringeo
(Vishuddha)
Pétalas: 16
Localização:
Garganta
Cor: Azul
Elemento: Éter
Chakra Garganta/Laringeo
Vishuddha: Puro ou "Centro da Pureza".
Localização e relação: Localizado sobre a garganta, se comunica
com a glândula tireóide.
Funções: Responsável pela irrigação energética da boca, garganta
e órgãos respiratórios. Serve de bloqueio para que as energias
emocionais não cheguem ao chakras frontal e coronário.
.
Chakra Garganta/Laringeo
Aspectos: Comunicação interna e externa - esclarecimento que
conduz a um estado elevado de consciência. Está ligado à
inspiração, a comunicação e a expressão com o mundo. Auto
conhecimento; felicidade; O indivíduo se eleva e se purifica de
todos os carmas; morre-se para o passado e nasce-se novamente
para a realização da unidade
Forma Geométrica: Lua crescente.
Chakra Frontal
(Âjnâ)
Pétalas: 2
Localização: Entre
as sobrancelhas
Cor: Índigo
Elemento:
Todos os 5
elementos
Chakra do 3º olho/Frontal
Ajná - Autoridade, poder, comando intuitivo.
Localização e relação: Localizado entre as sobrancelhas,
relaciona-se com a glândula pituária (hipófise).
Funções: Revitaliza sistema nervoso e a visão. É o chakra
sede das Faculdades do Conhecimento Buddhi:
(conhecimento intuicional), Ahankara (eu), Indriyas
(sentidos) e Manas (a mente).
Chakra do 3º olho/Frontal
Aspectos: Intuição (fenômenos paranormais) e a
consciência. Capacidade de se observar sem julgamento.
Forma Geométrica: Círculo (bindo)
Chakra Coronário
(Sahasrâra)
Pétalas: 1000
Localização:
No topo da
cabeça, centro
Cor: Violeta
Elemento:
Todos os 5
elementos
Chakra Coronário
SahasrÂra: Chakra das Mil Pétalas.
Localização e relação: Localizado no topo da cabeça. E o
portal da espiritualidade, do reconhecimento de Deus/Deusa
em nós e no outro , relaciona-se com glãndula pineal
(Épifese).
Aspectos : O indivíduo que atinge a consciência do sétimo
chakra realiza os planos da irradiação (torna-se iluminado
como o sol), das vibrações primordiais, da supremacia sobre
o prana, do intelecto positivo, da felicidade, da indolência".
Forma Geométrica: Círculo como a lua cheia.
Uma glândula endócrina secreta substâncias que são lançadas
diretamente na corrente sanguínea, ao contrário das glândulas
exócrinas. Os hormônios são o produto de secreção destas
glândulas. Têm como característica principal estarem presentes
em toda a circulação, desta maneira banhando todas as células, e
exercerem sua ação distantes de sua origem. A palavra
"endócrino" significa "secretar diretamente em", e descreve
bem estas glândulas, visto que elas secretam hormônios direto na
corrente sanguínea. À medida que o coração bombeia o sangue
pelo corpo, os hormônios vão a grande velocidade para vários
destinos, onde realizam seu trabalho.
Glandulas Endócrinas
Chakras Glândulas Endócrinas Efeitos terapêuticos
7 - Coronário - Coroa da
cabeça
Pineal - Parte posterior e
interna do cérebro.
Purificação dos corpos inferiores:
físico, etérico, emocional e
mental.
6 - Frontal – Entre as
sobrancelhas
Pituitária - Abaixo e à frente
do cérebro, no osso
esfenóide.
Desenvolvimento das intuições.
Interação com o Eu Superior.
5 - Laríngeo – Garganta Tireóide - Região da
garganta.
Melhoria nos julgamentos e
comunicações.
4 - Cardíaco - Região do
coração
Timo - Tórax - osso esterno. Amor no sentido amplo.Vínculo
microcosmo com
o macrocosmo.
3 - Solar - Região do
diafragma
Pâncreas - No abdômen. Eliminação de comportamentos
negativos, valorização da força
de vontade.
2 – Sexual – Abaixo do
umumbigo
Supra-renais - Sobre os rins. Eliminação de conflitos,
preocupações sexuais,
valorização do prazer.
1 – Raiz - Base da coluna
vertebral
Gônadas - Ovários (mulher) e
tes Testículo (homem).
Eliminação de comportamentos
negativos, valorização dos
instintos físicos e ligação com a
natureza e com o planeta.
Conectando
os pontos…
Susumna Nadi
Path of Prana
Shakti
Sahasrara
Ajna
Vishuddha
Anahata
Manipura
Svadhisthana
Muladhara
Ida
Pingala
Sushumna Nadi
Sushumna
Sushumna Nadi liga o chakra básico para o chakra da coroa. É
muito importante no Yoga e Tantra em geral. A medicina
alternativa também se refere a Sushumna às vezes. Em Raja Yoga
ou Yoga de Patanjali, quando a mente é acalmada por Yama,
Niyama Asana, e Pranayama, o estado de Pratyahara começa.
Uma pessoa que entra neste estado está completamente focado.
Esta é caracterizada pela observação dos movimentos /
empurrões em Sushumna, o canal central do corpo sutil. Os
movimentos indicam o fluxo de Prana através do canal central e,
no processo, o sushumna faz o caminho para a ascensão da
Kundalini
Ida está associada com a energia lunar.
A palavr ida a significa "conforto" em sânscrito.
Ida tem uma natureza lunar é energia feminina
com um efeito de resfriamento. Ele gere os cursos
do testículo direito até a narina esquerda e
corresponde ao rio Ganges. Ida nadi controla
todos os processos mentais enquanto Pingala nadi
controla todos os processos vitais.
Ida Nadi
Pingala Nadi
Pingala tem uma natureza como o sol é a energia
masculina. O seu efeito é de aquecimento e gere os
cursos do testículo esquerdo até a narina direita.
Ela corresponde ao rio Yamuna. Ida e Pingala
nadis são muitas vezes vistos como uma referência
para os dois hemisférios do cérebro. Pingala é o
nadi, extrovertido solar, e corresponde ao lado
esquerdo do cérebro. Ida é a nadi, introvertido
lunar, e refere-se ao lado direito do cérebro.
Juntos, o Ida e Pingala nadis formam as
cobras do caduceu, enquanto o Sushumna
forma o staff pessoal. As cobras se cruzam
nos chacras, como fazem os nadis descritos
acima.
No chacra Ajna, entre as sobrancelhas,
existem duas pétalas, uma de cada lado,
assim como existem duas alas, na parte
superior da caduceus
Caduceu
Meridianos
Meridiano é um dos nomes pelos quais são conhecidos os
"canais de energia" utilizados na acupuntura e outros métodos
terapêuticos da medicina tradicional chinesa.
Segundo esta literatura, existem vários tipos de energias que
percorrem o corpo. A energia que recebemos de nossos
ancestrais, a energia que adquirimos pelo ar e alimentos, que
circula internamente, e a energia protetora, que circula mais
externamente.
Os meridianos são os canais por onde estas energias percorrem
o corpo. Através de estímulos em determinados pontos do
meridiano, pode-se reequilibrar as energias do corpo e de órgãos
KUNDALA
• O QUE É KUNDALINI? A palavra sânscrita (língua da
índia) tem sido traduzida de várias maneiras:
• KUND – Que significa "Queimar" este é o significado
essencial pois a Kundalini é fogo em seu sentido de
abrasamento.
• KUNDA – Que significa "Orifício ou Cavidade" Isso nos dá
uma idéia do recipiente onde o fogo arde.
• KUNDALA – Que significa "Bobina Espiral ou Anel"
Temos aqui uma noção do modo pelo qual o fogo atua e se
desenvolve.
Kundalini
• Kundalini deriva de uma palavra em sânscrito que
significa, literalmente, enroscar-se como uma
cobra. O símbolo do caduceu é considerado como
uma antiga representação simbólica da fisiologia da
kundalini. O conceito de kundalini é originário da
filosofia ioga e refere-se à aparição da inteligência
divina, possível de ocorrer por meio do "despertar"
ioga e pelo amadurecimento espiritual (Sovatsky,
1998). ...
i
Conclusão
• Esta "serpente do poder“, é a energia
espiritual que permanece adormecida na base
da coluna vertebral de todos os seres humanos.
Que quando desperta no aspirante espiritual,
passa através dos centros de consciência
(chakras) no canal central da espinha
(sushmna), até chegar ao cimo da cabeça onde
tem por objectivo estimular e re-ativar a
glándula pineal .
Iluminando
os Mitos
Este é Moisés
e
Moisés anda sempre
sempre…sempre….
SEMPRE!!!
com o seu cajado ….
E disse o SENHOR a Moisés: “Faze-
te uma serpente ardente, e põe-na
sobre uma haste; e será que viverá
todo o que, tendo sido picado, olhar
para ela.
NM 21:8
Sushmna &Kundalini
“E, como Moisés levantou a serpente
no deserto, assim importa que o Filho
do homem seja levantado; Para que
todo aquele que nele crê não pereça,
mas tenha a vida eterna…”
JO 3:14 - 17
Sushmna & Kundalini
Trazendo nova
Luz ... A velhos assuntos
A vida pode ser…
Céu ou Inferno
O Inferno é simplesmente o
nível mais baixo de consciência.
A consciência presa no mundo
material de ilusão, aqui está o homem
de instinto animal (A “Besta”!!!)
È governado por energias da mais
baixa vibração, vive na dualidade e
separação, escravizado pela ignorância
no “inferno” da vida.
Inferno
As Bestas, os Escravos, os Miseráveis,,
os Malvadosos os Anjos Caídos, os
Demónios, todos estão neste nível de
Consciência.
Presos á ignorância…
Prestam serviço ao Anti-Cristo.
O Céu é o nível mais alto de
consciência dos primeiros 7
apresentados . A consciência
em poder sobre os vários planos
de existência….
A iluminação, o Ser Humano angélico.
Livre de toda a ilusão!!!
È Governado por energias de alta
vibração, é uno em si e com o universo,
tem acesso ao
“Céu” ao paraíso
da vida.
Céu
“Quando o Cordeiro abriu o sétimo
selo, houve silêncio no céu cerca de
meia hora. Então, vi os sete anjos
que se acham em pé diante de Deus,
e lhes foram dadas sete trombetas”
Apocalipse 8.1-6
O 7º SELO
Os Sábios. os Virtuosos, os
gentis que se iluminaram
os Magos, os Budas os
Avatares , e os Anjos …
Vivem em liberdade
Prestam serviço a Cristo
á Lei de um..
Desculpe pode me indicar a direção
para o….
?
Ascensão e Salvação
A direção para o céu?
A Espinha Dorsal ou Coluna Vertebral (Sushmna) é a escada
para o Céu, tem 33 Degraus (33 Vertebras).
A energia crística (kundalini) ascende pela prática consistente
de meditação e/ou outros exercícios, segundo os méritos do
coração de cada praticante.
Ela parte do Coxis, onde está situado o chacra base ou raiz (o
inferno) ; até chegar ao chacra Coronário no topo da cabeça
(o Céu), onde após ativar a glândula pineal ilumina todo o
cérebro. A consciência acorda e se liberta do ego, o ser torna-
se um iluminado , chama-se a este processo ascensão.
A Escada para o Céu
Ascensão ou Salvação
A ascensão acontece individualmente, e em
harmonia com as leis divinas e imutáveis do
universo, quem se ilumina totalmente, não mais é
obrigado a voltar ao mundo físico da 3º dimensão ,
nem a encarnar.
Retêm o total conhecimento de todas as vidas por
onde passou e possui todos os níveis de sabedoria
em todos aspetos energéticos da vida terrestre, a isto
se chama “Salvação”, ou seja a alma está salva e
purificada, pronta para ser cristificada.
O Selo de Deus
A Glandula Pineal
A epífise neural, glândula pineal ou simplesmente pineal é
uma pequena glândula endócrina localizada perto do centro do
cérebro, entre os dois hemisférios, acima do aqueduto d Sylvius
e abaixo do bordelete do corpo caloso, na parte anterior e
superior dos tubérculos quadrigêmeos e na parte posterior do
ventrículo médio.
Está presa por diversos pedúnculos. Apesar das funções desta
glândula serem muito discutidas, parece não haver dúvidas
quanto ao importante papel que ela exerce na regulação dos
chamados ciclos circadianos, que são os ciclos vitais
(principalmente o sono) e no controle das atividades sexuais e
de reprodução
Glândula Pineal
A glândula Pineal quando ativa é a marca e o Selo de Deus
falado na Bíblia.
As tradições místicas e esotéricas sabem há muito tempo que
esta área no meio do cérebro é o elo de ligação entre o mundo
físico e espiritual. Considerada a mais poderosa fonte de
energia etérica no corpo do ser humano.
Permite acesso á consciência superior do Ser, acesso a
ilimitada energia cósmica ou etérica, acesso a outras
dimensões, o inicio de Auto programação e recuperação da
essência original , tudo isto faz com que o Ser se torne um
Super –homem.
O Selo de Deus
lhe disse: «Passa pelo meio da
cidade, pelo meio de Jerusalém, e
marca com um sinal a testa dos
homens que suspiram e gemem por
causa de todas as abominações que
se cometem no meio dela».
Glândula pituitária
A glândula pituitária é aproximadamente do tamanho de uma
ervilha e está localizado atrás do centro de nossa testa, entre os
olhos. Portanto, o sexto chacra é muitas vezes chamado de Chacra
Frontal. A glândula pituitária é conhecida como a glândula mestra
porque atua como um centro de controle principal, que envia
mensagens para todas as outras glândulas de seus dois lobos, o
posterior e o anterior. A glândula pituitária pede o bom
crescimento das glândulas e órgãos e regula o desenvolvimento
sexual. A glândula pituitária é chamado de "sede da mente" com o
lobo frontal regula pensamentos emocionais, tais como poesia e
música, e do lobo anterior regulação pensamento concreto e
conceitos intelectuais. Por outro lado, a glândula pineal é
conhecido como o "banco de consciência intuição, iluminação
cósmica".
"O olho é a lâmpada do corpo Então,
se o seu olho é saudável, todo o seu
corpo será cheio de luz,., Mas se o
seu olho não é saudável, todo o seu
corpo será cheio de escuridão Se,
então, a luz em ti é de escuridão,
quão grande será tal escuridão! “
Mateus6:22:23
Chacra Frontal / 3º olho
Os Escolhidos
Os principais
Centros (ou Chacras)
são sete.
Cada centro se
simboliza como uma “Flor de Lotus”
por ter pétalas distribuidas simétricamente
Que partem de um ponto central.
Cada Chacra
tem um número
específico de pétalas
(cada pétala é um atributo)
48
A soma das pétalalas
destes primeros cinco
Chacras nos dao um
total de
Laríngeo
Cardíaco
Solar
Sacro
Base 4
6
10
12
16
Frontal
Laríngeo
Cardíaco
Solar
Sacro
Base 4
6
10
12
16
48
Quando a pessoa abre e
activa o 6º centro de
consciência :
O Chacra Frontal de 2
pétalas.
Este duplica a actividade
dos primeiros 5 chacras.
Que somam 48 pétalas
(2 x 48 … 96 pétalas no total)
96
144
A soma agora
é de 144
Coronario
Frontal
Laríngeo
Cardíaco
Solar
Sacro
Base 4
6
10
12
16
Se a este número
144, multiplicarmos
o número de pétalas
do 7º centro de consciência:
O Centro coronario de ?
Pétalas.
96
144
1000
Coronario
Frontal
Laríngeo
Cardíaco
Solar
Sacro
Base 4
6
10
12
16
96
144 000
1000
Obtemos o número exacto dos que
serão salvos segundo o livro da Biblia
“Revelacões”
OS ESCOLHIDOS!!!!!!!
144,000
“E ouvi o número dos assinalados, e
eram cento e quarenta e quatro mil
assinalados, de todas as tribos dos
filhos de Israel”
Apocalipse 7:4
OS ESCOLHIDOS
Cristo
O Ser Humano no seu estado original de
perfeição pura, é um Ser Crístico, possui
consciência multidimensional com poderes
igualáveis a aquilo que imaginamos e
chamamos de Deus.
Atingir essa perfeição e voltar a um estado de
graça permanente, é o objetivo principal da
vida como a conhecemos.
No entanto poucos o conseguiram na
plenitude, e por isso seus nomes são bastante
conhecidos:
Cristo ou Cristos?
Hórus ; Krishna; Príncipe Siddártha(Buda);
Jesus; Moisés; Maomé; Lao Tzu; Confúcio; e
outros ….
São todos exemplos de seres que encarnaram
Cristo após terem vencido os desafios da vida
terrestre.
Por isso mereceram o titulo de Cristo, que
mais não é que o modelo do ser humano na
sua forma original e plenitude
potencial, pronto a ser integrado na enorme
família cósmica.
Egipto
3000 a.C.
KRISHNA
India
3228 a.C.
BUDA
Nepal
563 a.C.
China
551 a.C.
Confúcio
China
600 a.C:
LAO TZU
Em algum momento, enquanto buscas o teu eu interior,
o teu ser espiritual ...
uma corrente de eletricidade irá cobrir o teu sistema
nervoso, todo o teu corpo queimará no calor ...
renascerás e serás de novo batizado no fogo….
"Batismo do Fogo"
Terás um corpo de luz, e ai estarás próximo de descobrir
o que é estar diante de Deus.
pois….
só a perfeicão pode existir perto da
perfeicão….
E… “A luz” que existe no homem…
já nao será máis “de Escuridão… “
«Eu sou o Caminho, a
Verdade e a Vida.
Ninguém pode ir até ao
Pai senão por mim».
FIM

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Trabalho de filosofia religiões
Trabalho de filosofia religiõesTrabalho de filosofia religiões
Trabalho de filosofia religiões
Liliane Ennes
 
Educafro sociologia religioes
Educafro sociologia religioesEducafro sociologia religioes
Educafro sociologia religioes
educafro
 
A religião. Trabalho realizado pelos alunos António Fernandes, Diogo Mendonça...
A religião. Trabalho realizado pelos alunos António Fernandes, Diogo Mendonça...A religião. Trabalho realizado pelos alunos António Fernandes, Diogo Mendonça...
A religião. Trabalho realizado pelos alunos António Fernandes, Diogo Mendonça...
Helena Serrão
 
Antropologia, histótia e sociologia da religião
Antropologia, histótia e sociologia da religiãoAntropologia, histótia e sociologia da religião
Antropologia, histótia e sociologia da religião
Werkson Azeredo
 
Apresentação de sociologia sobre religião
Apresentação de sociologia sobre religiãoApresentação de sociologia sobre religião
Apresentação de sociologia sobre religião
profroberto2009
 
A Relação entre o Homem e a Religião
A Relação entre o Homem e a ReligiãoA Relação entre o Homem e a Religião
A Relação entre o Homem e a Religião
complementoindirecto
 

Mais procurados (19)

Religião
ReligiãoReligião
Religião
 
Religião
ReligiãoReligião
Religião
 
Trabalho de filosofia religiões
Trabalho de filosofia religiõesTrabalho de filosofia religiões
Trabalho de filosofia religiões
 
Sociologia - Religião
Sociologia - ReligiãoSociologia - Religião
Sociologia - Religião
 
Eae 74 - ciencia e religião 3a. parte
Eae   74 - ciencia e religião 3a. parteEae   74 - ciencia e religião 3a. parte
Eae 74 - ciencia e religião 3a. parte
 
Educafro sociologia religioes
Educafro sociologia religioesEducafro sociologia religioes
Educafro sociologia religioes
 
A religião. Trabalho realizado pelos alunos António Fernandes, Diogo Mendonça...
A religião. Trabalho realizado pelos alunos António Fernandes, Diogo Mendonça...A religião. Trabalho realizado pelos alunos António Fernandes, Diogo Mendonça...
A religião. Trabalho realizado pelos alunos António Fernandes, Diogo Mendonça...
 
Antropologia, histótia e sociologia da religião
Antropologia, histótia e sociologia da religiãoAntropologia, histótia e sociologia da religião
Antropologia, histótia e sociologia da religião
 
O Problema Religioso e a Origem da religião
O Problema Religioso e a Origem da religiãoO Problema Religioso e a Origem da religião
O Problema Religioso e a Origem da religião
 
Religiões do Mundo
Religiões do MundoReligiões do Mundo
Religiões do Mundo
 
Apresentação de sociologia sobre religião
Apresentação de sociologia sobre religiãoApresentação de sociologia sobre religião
Apresentação de sociologia sobre religião
 
As religiões
As religiõesAs religiões
As religiões
 
Religião
ReligiãoReligião
Religião
 
História das-religiões
História das-religiõesHistória das-religiões
História das-religiões
 
A CIENCIA E A FÉ
A CIENCIA E A FÉA CIENCIA E A FÉ
A CIENCIA E A FÉ
 
A Relação entre o Homem e a Religião
A Relação entre o Homem e a ReligiãoA Relação entre o Homem e a Religião
A Relação entre o Homem e a Religião
 
Geografia das Religiões
Geografia das ReligiõesGeografia das Religiões
Geografia das Religiões
 
Apostila de movimento religiosos
Apostila de movimento religiososApostila de movimento religiosos
Apostila de movimento religiosos
 
Diversidade religiosa parte 1
Diversidade religiosa parte 1Diversidade religiosa parte 1
Diversidade religiosa parte 1
 

Destaque

A Ponte Entre A CiêNcia E A ReligiãO
A Ponte Entre A CiêNcia E A ReligiãOA Ponte Entre A CiêNcia E A ReligiãO
A Ponte Entre A CiêNcia E A ReligiãO
dianaesnero
 
Seminário Ciência, Religião e Des Envolvimento
Seminário Ciência, Religião e Des EnvolvimentoSeminário Ciência, Religião e Des Envolvimento
Seminário Ciência, Religião e Des Envolvimento
gilbraz
 
Apostila sociologia da religião
Apostila sociologia da religiãoApostila sociologia da religião
Apostila sociologia da religião
Antonio Rodrigues
 
Trabalho religioes afro brasileira
Trabalho religioes afro brasileiraTrabalho religioes afro brasileira
Trabalho religioes afro brasileira
Gabriel Mayer
 
Aula 6º ano - O Universo e o Sistema Solar
Aula 6º ano - O Universo e o Sistema SolarAula 6º ano - O Universo e o Sistema Solar
Aula 6º ano - O Universo e o Sistema Solar
Leonardo Kaplan
 

Destaque (20)

Eae 74 - ciencia e religião 2a. parte
Eae   74 - ciencia e religião 2a. parteEae   74 - ciencia e religião 2a. parte
Eae 74 - ciencia e religião 2a. parte
 
A Ponte Entre A CiêNcia E A ReligiãO
A Ponte Entre A CiêNcia E A ReligiãOA Ponte Entre A CiêNcia E A ReligiãO
A Ponte Entre A CiêNcia E A ReligiãO
 
Seminário Enfermagem UFF - Espiritualidade Saude 2009
Seminário Enfermagem UFF - Espiritualidade Saude 2009Seminário Enfermagem UFF - Espiritualidade Saude 2009
Seminário Enfermagem UFF - Espiritualidade Saude 2009
 
Seminário Ciência, Religião e Des Envolvimento
Seminário Ciência, Religião e Des EnvolvimentoSeminário Ciência, Religião e Des Envolvimento
Seminário Ciência, Religião e Des Envolvimento
 
Eae 74 ciencia e religião rev 02 mat didatico
Eae  74   ciencia e religião   rev 02   mat didaticoEae  74   ciencia e religião   rev 02   mat didatico
Eae 74 ciencia e religião rev 02 mat didatico
 
louvores para data show
 louvores  para data show louvores  para data show
louvores para data show
 
Cultura afro descendente
Cultura afro descendenteCultura afro descendente
Cultura afro descendente
 
Religião afro brasileiras
Religião afro brasileirasReligião afro brasileiras
Religião afro brasileiras
 
Eae 74 - ciencia e religião 1a parte
Eae   74 - ciencia e religião 1a parteEae   74 - ciencia e religião 1a parte
Eae 74 - ciencia e religião 1a parte
 
Apostila sociologia da religião
Apostila sociologia da religiãoApostila sociologia da religião
Apostila sociologia da religião
 
Religião x ciência
Religião x ciênciaReligião x ciência
Religião x ciência
 
Espiritualidade e mistagogia
Espiritualidade e mistagogiaEspiritualidade e mistagogia
Espiritualidade e mistagogia
 
Trabalho religioes afro brasileira
Trabalho religioes afro brasileiraTrabalho religioes afro brasileira
Trabalho religioes afro brasileira
 
Psicologia da religião
Psicologia da religião  Psicologia da religião
Psicologia da religião
 
Deuses egípcios Rita Rosado
Deuses egípcios  Rita RosadoDeuses egípcios  Rita Rosado
Deuses egípcios Rita Rosado
 
Religião egipcia
Religião egipciaReligião egipcia
Religião egipcia
 
Religiões
ReligiõesReligiões
Religiões
 
8. ciencia e fe 1
8. ciencia e fe 18. ciencia e fe 1
8. ciencia e fe 1
 
Aula 6º ano - O Universo e o Sistema Solar
Aula 6º ano - O Universo e o Sistema SolarAula 6º ano - O Universo e o Sistema Solar
Aula 6º ano - O Universo e o Sistema Solar
 
Apostila Para as 40 aulas de Educação Religiosa
Apostila Para as 40 aulas de Educação ReligiosaApostila Para as 40 aulas de Educação Religiosa
Apostila Para as 40 aulas de Educação Religiosa
 

Semelhante a Religião e a ciência universal

Religioes da humanidade
Religioes da humanidade  Religioes da humanidade
Religioes da humanidade
Paulo Henrique
 
Lei de adoracao e espiritualide
Lei de adoracao e espiritualideLei de adoracao e espiritualide
Lei de adoracao e espiritualide
Claudio Macedo
 
Religioes da humanidade
Religioes da humanidadeReligioes da humanidade
Religioes da humanidade
Over Lane
 
Religiões da humanidade
Religiões da humanidadeReligiões da humanidade
Religiões da humanidade
Over Lane
 
Religiões, Seitas e Heresias - Aula 1
Religiões, Seitas e Heresias - Aula 1Religiões, Seitas e Heresias - Aula 1
Religiões, Seitas e Heresias - Aula 1
PIBJA
 
Religião,sistemade crenças,feitiçaria e magiA
Religião,sistemade crenças,feitiçaria e magiAReligião,sistemade crenças,feitiçaria e magiA
Religião,sistemade crenças,feitiçaria e magiA
JeisonBR
 
%80%a0%a6%c9tica e religi%80%a0%a6%e3o
%80%a0%a6%c9tica e religi%80%a0%a6%e3o%80%a0%a6%c9tica e religi%80%a0%a6%e3o
%80%a0%a6%c9tica e religi%80%a0%a6%e3o
Paula Rodrigues
 
Religiões da humanidade
Religiões da  humanidadeReligiões da  humanidade
Religiões da humanidade
Antenor Antenor
 
Cap 20 origem, conceitos e caracteristicas das religiões
Cap 20 origem, conceitos e caracteristicas das religiõesCap 20 origem, conceitos e caracteristicas das religiões
Cap 20 origem, conceitos e caracteristicas das religiões
Joao Balbi
 

Semelhante a Religião e a ciência universal (20)

Religioes da humanidade
Religioes da humanidade  Religioes da humanidade
Religioes da humanidade
 
Lei de adoracao e espiritualide
Lei de adoracao e espiritualideLei de adoracao e espiritualide
Lei de adoracao e espiritualide
 
Relig mund aula 2
Relig mund aula 2Relig mund aula 2
Relig mund aula 2
 
Religiões da humanidade.
Religiões da humanidade.Religiões da humanidade.
Religiões da humanidade.
 
Religioes da humanidade
Religioes da humanidadeReligioes da humanidade
Religioes da humanidade
 
Religiões da humanidade
Religiões da humanidadeReligiões da humanidade
Religiões da humanidade
 
Algumas Religiões.8 Série
Algumas Religiões.8 SérieAlgumas Religiões.8 Série
Algumas Religiões.8 Série
 
Algumas formas de religião.
Algumas formas de religião.Algumas formas de religião.
Algumas formas de religião.
 
Religiões, Seitas e Heresias - Aula 1
Religiões, Seitas e Heresias - Aula 1Religiões, Seitas e Heresias - Aula 1
Religiões, Seitas e Heresias - Aula 1
 
Religioes
ReligioesReligioes
Religioes
 
Judaísmo
JudaísmoJudaísmo
Judaísmo
 
Religião,sistemade crenças,feitiçaria e magiA
Religião,sistemade crenças,feitiçaria e magiAReligião,sistemade crenças,feitiçaria e magiA
Religião,sistemade crenças,feitiçaria e magiA
 
Historia cultura e religiao
Historia cultura e religiaoHistoria cultura e religiao
Historia cultura e religiao
 
Historia refeito
Historia refeitoHistoria refeito
Historia refeito
 
%80%a0%a6%c9tica e religi%80%a0%a6%e3o
%80%a0%a6%c9tica e religi%80%a0%a6%e3o%80%a0%a6%c9tica e religi%80%a0%a6%e3o
%80%a0%a6%c9tica e religi%80%a0%a6%e3o
 
Religiões da humanidade
Religiões da  humanidadeReligiões da  humanidade
Religiões da humanidade
 
IBADEP MÉDIO - RELIGIÕES E SEITAS AULA 1
IBADEP MÉDIO - RELIGIÕES E SEITAS AULA 1 IBADEP MÉDIO - RELIGIÕES E SEITAS AULA 1
IBADEP MÉDIO - RELIGIÕES E SEITAS AULA 1
 
Cap 20 origem, conceitos e caracteristicas das religiões
Cap 20 origem, conceitos e caracteristicas das religiõesCap 20 origem, conceitos e caracteristicas das religiões
Cap 20 origem, conceitos e caracteristicas das religiões
 
Budismo
BudismoBudismo
Budismo
 
Introdução ao pensamento religioso
Introdução ao pensamento religiosoIntrodução ao pensamento religioso
Introdução ao pensamento religioso
 

Último

Último (8)

Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
 
Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De Cássia
 
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
 
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
GUIA DE ESTUDO BIBLICO [Teologia sistemática e Vida Cristã]
GUIA DE ESTUDO BIBLICO [Teologia sistemática e Vida Cristã]GUIA DE ESTUDO BIBLICO [Teologia sistemática e Vida Cristã]
GUIA DE ESTUDO BIBLICO [Teologia sistemática e Vida Cristã]
 
1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt
1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt
1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt
 
JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]
JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]
JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]
 

Religião e a ciência universal

  • 2. Religião Etimologia • Religionem Religio - Relegere - Religare - Reeleger
  • 3. Religionem A palavra portuguesa religião deriva da palavra latina religionem (religio no nominativo), mas desconhece-se Aparentemente no mundo latino anterior ao surgimento do cristianismo, religionem referia-se a um estilo de comportamento marcado pela rigidez e pela precisão.
  • 4. Religio Historicamente foram propostas várias etimologias para a origem de religio. - Relegere - Religare - Relileger
  • 5. Relegere Cícero, na sua obra De natura deorum, (45 a.C.) afirma que o termo se refere a relegere, reler, sendo característico das pessoas religiosas prestarem muita atenção a tudo o que se relacionava com os deuses, relendo as escrituras.
  • 6. Religare Mais tarde, Lactâncio (século III e IV d.C.) rejeita a interpretação de Cícero e afirma que o termo vem de religare, religar, argumentando que a religião é um laço de piedade que serve para religar os seres humanos a Deus.
  • 7. Religer No livro "A Cidade de Deus" Agostinho de Hipona (século IV d.C.) afirma que religio deriva de religere, "reeleger". Através da religião a humanidade reelegia de novo a Deus, do qual se tinha separado. Mais tarde, na obra De vera religione Agostinho retoma a interpretação de Lactâncio, que via em religio uma relação com "religar"..
  • 8. Religião « Religionem » « Religio » « Religare » «religião é um laço de piedade que serve para religar os seres humanos a Deus».
  • 10. Religião – Definição – Origens – Religião organizada – Valor – Desenvolvimento
  • 11. Definição • é uma coleção organizada de sistemas de crenças, de sistemas culturais e visões do mundo que relacionam a humanidade com a espiritualidade e, às vezes, a valores morais. Muitas religiões têm narrativas, símbolos, tradições e histórias sagradas que se destinam a dar sentido à vida ou para explicar a origem da vida ou do Universo. A partir de suas ideias sobre o cosmos e a natureza humana, elas tendem a derivar a moralidade, a ética, as leis religiosas ou um estilo de vida preferido. De acordo com algumas estimativas, existem cerca de 4.200 religiões do mundo.
  • 12. Origens - Os primeiros indícios de ideias religiosas remonta centenas de milhares de anos para o período do Paleolítico Médio e Paleolítico Inferior. Arqueólogos referem-se a aparentes enterros intencionais de Homo sapiens já a partir de 300 mil anos atrás, como evidência de ideias religiosas.
  • 13. Religião Organizada - A religião organizada traça as suas raízes para a revolução neolítica, que começou 11.000 anos atrás no Oriente Próximo, mas pode ter ocorrido independentemente em vários outros locais ao redor do mundo. A invenção da agricultura transformou muitas sociedades humanas a partir de um estilo de vida caçador coletor para um estilo de vida sedentário.
  • 14. Religião Organizada • A religião organizada surgiu como um meio de proporcionar a estabilidade social e econômica para grandes populações através das seguintes formas:
  • 15. Valor • A religião organizada serviu para justificar a autoridade central, que por sua vez possuía o direito de cobrar impostos em troca de prestação de serviços sociais e de segurança para o estado. Os impérios do antigo Egito e da Mesopotâmia eram teocracias, com chefes, reis e imperadores de função dupla : líderes políticos e espirituais. Praticamente todas as sociedades estaduais e chefias ao redor do mundo têm as mesmas estruturas políticas, onde a autoridade política é justificado pela sanção divina • A religião organizada, serviu também como forma de manter a paz entre indivíduos não aparentados.
  • 16. Desenvolvimento O desenvolvimento da religião assumiu diferentes formas em diferentes culturas. Algumas religiões colocam uma ênfase na crença, enquanto outras enfatizam a prática. Algumas religiões focam-se na experiência subjetiva do indivíduo religioso, enquanto outras consideram as atividades da comunidade religiosa mais importante. Algumas religiões afirmam ser universais e acreditam que suas leis e cosmologia são para todos, enquanto outras se destinam a serem praticadas apenas por um grupo bem definido ou localizado.
  • 18. As principais religiões 1. Cristãos – 2.1 biliões 2. Muçulmanos – 1.5 biliões 3. Ateus, agnósticos – 1.1 biliões 4. Hindus – 1 bilião 5. Taoistas – 394 milhões 6. Budistas – 376 milões 7. Judaicos – 14 milhões
  • 22. • Religiões abraâmicas são as religiões monoteístas cuja origem comum é reconhecida em Abraão ou o reconhecimento de uma tradição espiritual identificada com ele
  • 24. Cristianismo Islamismo Judaísmo Fundação Data 33 d.C. 622 d.C. 1500-2000 a.C. Fundação Local Médio Oriente - Palestina Arábia Saudita Médio Oriente - Palestina Fundador Jesus Mohammad (Abraão) Hebreus Moisés Fundador Linguagem original Aramaico Árabe Hebreu Escrituras Sagradas Bíblia Velho e Novo Testamento Alcorão Tanakh e Tora Autoridade Padres, Pastores , Bispos Imames Rabis Templos Igrejas , Catedrais e capelas. Mesquitas Sinagogas Dia de veneração Domingo Sexta Sábado Trindade Sagrada Pai , Filho e Espirito Santo Não aceite Não aceite ou Não esclarece
  • 25. Cristianismo Islamismo Judaísmo Tipo de teísmo Monoteísmo Monoteísmo Monoteísmo Nome de Deus Jeová Eloim Alá Jeová Eloim Ultima Realidade Um Deus Um Deus Um Deus Relação com Deus Eu e Deus Eu e Deus Eu e Deus Outros seres Superiores Anjos / Demónios Anjos/Demónios e jins.(Génios) Anjos /Demónios Humanos Revenerados Santos , profetas Profetas e Imames Profetas Identidade de Jesus O Filho de Deus , Deus incarnado , e o salvador do mundo. Verdadeiro profeta de Deus ,cuja mensagem foi corrompida Falso profeta Nascimento de Jesus Nasceu de uma Virgem Nasceu de uma virgem Nascimento normal Morte de jesus Morreu na cruz Não morreu ,mas ascendeu ao céu e um discípulo tomou o seu lugar na cruz. Morreu na cruz
  • 26. Cristianismo Islamismo Judaísmo Ressurreição Afirmada Negada Negada 2ª vinda de jesus Afirmada Afirmada Negada Divina revelação Por profetas e por jesus (encarnação de Deus) gravado na Bíblia Por Mohamed , gravado no Alcorão. Por profetas , gravado na Tora. Situação / Natureza humana Pecado Original , a queda do paraíso tendência para fazer o mal . Igual habilidade para fazer o bem ou o mal. Dois impulsos iguais , um bom outro mau. Propósito de vida do ser humano. Redimir todos os pecados e procurar de novo a comunhão com Deus Seres humanos tem que se submeter a Deus ,de forma a obter o paraíso na próxima vida. Obedecer os comandos de Deus ,viver eticamente focado nesta vida e não na próxima . Salvação Crença correta , boas ações , sacramentos e fé em Cristo Crença correta , boas ações e os 5 pilares Crença em Deus , e boas ações Papel de Deus na Salvação Predestinação , e outras várias formas de obter a Predestinação Divina revelação e pela misericórdia e
  • 27. Cristianismo Islamismo Judaísmo Dia do Julgamento Na 2º vinda de Cristo serão Julgados os vivos e os mortos Todos serão individualmente julgados com base nas suas ações. O Messias Virá e os mortos serão ressuscitados Vida para além da Morte Eterno céu ou eterno inferno --purgatório temporário-- Paraíso ou Inferno Ou não há , ou será eterno céu ou inferno . Karma Não explicito Não Explicito Não explicito Reincarnação Não existe Não existe Não Existe Práticas obrigatórias Páscoa/Liturgia/Oração Os 5 Pilares Shabath /
  • 28. • Religiões Indianas são as religiões politeístas, panteístas e ateístas, que não tem uma clara definição nem fundação. • Surgem de várias fontes e tradições, e aglomeram vários ensinamentos. Cristianismo Islamismo Judaísmo Principais Divisões Católicos Ortodoxos 1054 d.C. Protestantes 1500d.C: Xiitas Zunis Conservadores Reformistas Ortodoxos Visão sobre as restantes religiões abraâmicas Judaísmo é uma religião verdadeira , mas com revelação incompleta , Islamismo é uma falsa religião. Judeus e Cristãos são respeitados como povo de Deus , mas tem crenças erradas e apenas parte da revelação. Cristianismo e islamismo são falsas interpretações e extensões do judaísmo.
  • 30. Hinduísmo Budismo Fundação Data Antigo 6000 a. C. Moderno 1500 a.C. 500 a.C. Fundação Local India India Fundador Não tem Buda (Siddhartha Gautama) Linguagem original Sânscrito Sânscrito Escrituras Sagradas Vedas Trypitaca tradição oral Autoridade Brâmanes , Sacerdotes Monges Templos Templos Mosteiros Trindade Sagrada Brahma ,Vishnu , Shiva Não esclarece Tipo de teísmo Politeísmo Panteísmo Nome de Deus Vários Deuses Não Tem Ultima Realidade Brahma O universo
  • 31. Hinduísmo Budismo Relação com Deus Eu sou atman e nada é separado de Deus. Nada é separado no universo . Outros seres Superiores Devas Avatares Bodhisattvas Humanos Revenerados Yogi’s Dali lamas Divina revelação Através de Avatares – tradição escrita Buda – tradição oral Situação / Natureza humana Os humanos estão presos á ignorância e ilusão , mas podem escapar. Tudo é impermanente. A vida é Sofrimento . Propósito de vida do ser humano. Libertar mo nos da roda de incarnações, ou obter um melhor nascimento na próxima vida Superar o sofrimento e obter iluminação. Escapar á roda de incarnações.(samsara) Salvação Não há , Implica o fim de samsara e karma . Não existe , apenas o fim de samsara e
  • 32. Hinduísmo Budismo Papel de Deus na Salvação Atman é o ser superior que reconhecerá Brahma. Deus é impessoal, e não tem influência direta no destino. Vida para além da Morte Após iluminação , vida eterna . Após iluminação , vida eterna , no estado de Buda . Karma Acção / consequência Estende-se por várias vidas É a força que faz a roda girar . (samsara) Reincarnação Ciclo de incarnações , até obter iluminação. Ciclo de incarnações até obter iluminação . Práticas Yoga 4 verdades 8 nobres leis Principais Divisões vixnuísmo, o xivaísmo, o smartismo e shaktismo Escola Mahayana Escola Theravada
  • 34. Bramânicas Indianas Tempo Linear/ Singular Cíclico/ Repete-se Deus Mono Poli ou Panteísta Relação com Deus Dualidade – Eu e Deus. Unidade – Eu Deus Ultima Realidade Um Deus Um Deus universal Vida depois da Morte Uma vida Julgamento; Céu ou inferno Várias vidas Reincarnações; Eterno contentamento. A Condição Humana Queda , Pecado original; Separação de Deus , devido a más ações Ignorância e Karma , impureza da alma, devido a más ações. Solução / Liberação Redenção de pecados , Salvação. Eliminação de ignorância e karma . Fim de Samsara
  • 35. Bramânicas Indianas Revelação Deus manifesta-se no mundo em Milagres ou fenómenos sob naturais, Deus manifesta-se no mundo por realidades abstratas, realizadas na mente por intermédio de sabedoria. Forma de Veneração. Rituais /Cerimónias/ cânticos e rezas Práticas holísticas , rotinas, treinamento , cânticos e rezas. Máxima Obediência Disciplina Sistemas Dogmáticos e Burocráticos Comportamentais e Práticos
  • 37. Cristo Etimologia Cristo é o termo usado em português para traduzir a palavra grega (Khristós) que significa "Ungido". O termo grego, por sua vez, é uma tradução do termo hebraico “Messias”.
  • 38. Cristo Significado A palavra geralmente é interpretada como o sobrenome de Jesus por causa das várias menções a "Jesus Cristo" na Bíblia. A palavra é, na verdade, um título, daí o seu uso tanto em ordem direta "Jesus Cristo" como em ordem inversa "Cristo Jesus", significando neste último O Ungido, Jesus.
  • 39. Cristo Significado Os seguidores de Jesus são chamados de cristãos porque acreditam que Jesus é o Cristo, ou Messias, sobre quem falam as profecias da Tanakh(Antigo Testamento). A maioria dos judeus rejeitam essa reivindicação e ainda esperam a vinda do Cristo. A maioria dos cristãos esperam pela Segunda vinda de Cristo quando acreditam que ele cumprirá o resto das profecias messiânicas.
  • 41. Gnosis Gnosis é o substantivo comum de origem grega que significa “Conhecimento”. Mas Gnosis não é um conhecimento racional, científico, filosófico, teórico e empírico (a "Episteme" dos gregos), é pois de caráter intuitivo e transcendental; Sabedoria.
  • 42. Gnosis É usada para designar um conhecimento profundo e superior do mundo e do homem, que dá sentido à vida humana, que a torna plena de significado porque permite o encontro do homem com sua essência eterna, maravilhosa e Crística divindade pela via do coração É uma realidade vivente sempre ativa, que apenas é compreendida quando experimentada e vivenciada. Assim sendo jamais pode ser assimilada de forma abstrata, intelectual e discursiva.
  • 43. Gnosis e Religião A Gnosis como religião leva o homem á realização intima do ser, que é a união completa com ao nosso Deus interior. Também estuda a ciência das religiões de forma profunda, não se limitando as teorias, crenças e interpretações literais dos seus significados simbólicos, a gnosis como religião vai ao real e prático, aquilo que realmente pode ser vivido por todos nós, em vez de ficar teorizando, e á espera de algo divino, a gnosis expilica como conectar com a divindade.
  • 44. Gnosis e Religião A Gnosis não é Dogma ou Crença, mas sim verdade transcendental que pode ser experimentada e comprovada por todos, pois faz parte da ciência universal, que é herança e divino direito de todos.
  • 45. Ciência O outro lado da questão
  • 46. Ciência Em sentido amplo e diversificado, ciência (do latim scientia, traduzido por "conhecimento") refere-se a qualquer conhecimento ou prática sistemática. Em sentido estrito, ciência refere-se ao sistema de adquirir conhecimento baseado no método científico bem como ao corpo organizado de conhecimento conseguido através de tais pesquisas.
  • 47. Ciência • A ciência é o esforço para descobrir e aumentar o conhecimento humano de como o Universo funciona. Refere-se á: • Investigação ou estudo racional do Universo, direcionado à descoberta da verdade e/ou realidade universal. Tal estudo ou investigação é metódico e compulsoriamente realizado em acordo com o método científico – um processo de avaliar o conhecimento empírico; • corpo organizado de conhecimentos adquiridos por tais estudos e pesquisas.
  • 49. • “ Man know thyselfe and you will know the gods and the universe” Pythagoras
  • 50. Exotérico • eksôterikos, (eksô = fora) • no exterior, destinado aos leigos e massas em geral.
  • 51. Esotérico • esôterikos, (esô = dentro) • no interior, destinado e revelado aos discípulos e iniciados.
  • 53. Escrituras • O cristianismo considera a Bíblia, a máxima autoridade enquanto palavra de Deus. A Bíblia inclui livros das escrituras judaicas, o Tanakh, e outros livros adicionais, reorganizando-os em duas partes: os livros do Antigo Testamento, principalmente provenientes do Tanakh (com algumas variações), e os 27 livros do Novo Testamento, contendo livros originalmente escritos em grego, principalmente.
  • 54. • Na antiguidade, duas escolas de exegese desenvolveram-se na Alexandria e na Antioquia. A interpretação alexandrina, exemplificada por Origen, tende a ler as escrituras alegoricamente, enquanto a interpretação antioquiana aderiu ao sentido literal, sustentando que outros significados (chamados teoria) só poderiam ser aceites se baseados no significado literal. A teologia católica romana distingue dois sentidos da Escritura: o literal e o espiritual.
  • 55. Esoterismo • Esoterismo: é o nome genérico que designa um conjunto de tradições e interpretações filosóficas das doutrinas e religiões que buscam desvendar seu sentido oculto.
  • 56. O Conhecimento Esotérico Respondendo, disse-lhes: «A vós é dado a conhecer os mistérios do Reino do Céu, mas a eles não lhes é dado. (Mateus 13:11)
  • 57. O Conhecimento Esotérico Disse-lhes: «A vós foi dado a conhecer os mistérios do Reino de Deus; mas aos outros fala- se-lhes em parábolas, a fim de que, vendo, não vejam e, ouvindo, não entendam.» (Lucas 8:10)
  • 58. Visão de vida: • Independente de opção religiosa ou de visão de mundo filosófica, qualquer um que eleve seu pensamento ao amor infinito de Deus, agradecendo sua sagrada presença, estará no caminho certo para enfrentar as dificuldades e se projetar para um nível de energia mais aprimorado, melhorando assim
  • 59. O Caminho: Jesus respondeu-lhe: «Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém pode ir até ao Pai senão por mim». (João14:6)
  • 60. Vivência Mística (disciplina) • Os que querem ascender ao divino, os discípulos e iniciados, tem que renunciar ao ego (o seu eu inferior), e prestar serviço a Deus (o seu eu superior).
  • 61. A Vivência Mística (o coração) Jesus disse, então, aos discípulos: «Se alguém quiser vir comigo, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e siga- me. (Mateus 16:24)
  • 62. A Vivência Mística (o coração) Depois, dirigindo-se a todos, disse: «Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz, dia após dia, e siga-me. (Lucas 9:23)
  • 63. Ideia Central • Pesquisar o conhecimento perdido e utilizar todas as técnicas possíveis para que cada homem consiga transmutar o velho em novo, as trevas em luz, o mal em bem. Enfim, para que o esotérico consiga fazer a alquimia da sua própria alma e ascender rumo ao Criador.
  • 64. O Estudo esotérico (a mente) Em verdade vos digo: quem não receber o Reino de Deus como um pequenino, não entrará nele.» (Marcos 10:15)
  • 65. O Estudo esotérico (a mente) e disse: «Em Verdade vos digo: Se não voltardes a ser como as criancinhas, não podereis entrar no Reino do Céu. (Mateus 18:3)
  • 67. Alquimia Etimologia : • Do Latim ALCHIMICUS, • Do Árabe AL-KIMIYA, • Do Grego KHEMEIOA, Khymeia.
  • 68. Alquimia o que era? : • Método experimental da idade média que através da mistura química de várias matérias e materiais procurava obter ouro. • O praticante de tal método chamava-se de Alquimista.
  • 69. Ponto de vista exotérico Objetivos do Alquimista: • Descobrir a pedra filosofal. • Transformação de metais inferiores em ouro. • Produzir o elixir da juventude.
  • 70. Ponto de vista esotérico Objetivos do Alquimista: • Manipular a energia vital ou sexual. • Transmutação espiritual. • Obtenção de alma eternamente jovem.
  • 71. Ser Superior Corpo e anatomia do Ser superior
  • 72. Distinção • Corpo Fisico • Órgãos • Coluna vertebral • S.circulatório/ Veias • Sémen • Sangue • Corpos superiores • Chacras • Sushumna • Meridianos (Nadis) • Energia vital (chi ,ou Prana) • Kundalini
  • 73. Fohat ou Eletricidade Cósmica 3 2 1 Prâna ou Vitalidade Aspectos do Logos Kundalini ou Fogo Serpentino As Forças Solares
  • 74. FÍSICO DENSO (STHÛLA) DUPLO ETÉRICO (PRÂNAMAYA) ASTRAL-MENTAL (KÂMA) CAUSAL (KÂRANA) EU (ÂTMA -- BUDDHI -- MANAS) A PERSONALIDADE A Constituição do Ser Humano MÔNADA (TURIYÂTMA)
  • 75. 1. Duplo Etérico 2- Emocional 3. Mental 4. Astral 5. Mental Superior 6. Búdico 7. Atmico
  • 77. O que são? Do sânscrito, chakra significa roda, disco, centro, plexo. São vórtices (redemoinhos) de energia vital, espirais girando em alta velocidade, vibrando em pontos vitais de nosso corpo. São centros energéticos existentes no corpo etérico de um ser vivo.
  • 79. Função: para que servem? Transportam e manipulam correntes eletromagnéticas ou etéricas (energia vital – Prana) que se manifestam no plano etérico. Funcionam como captadores, acumuladores, e distribuidores de energia vital que nutrem nossos órgãos internos; Controlam o metabolismo; Cada um destes centros está associado com uma das sete glândulas endócrinas, e também com um grupo de nervos chamados plexos; É através do desequilíbrio destes chakras que as pessoas adoecem e perdem a ligação com o divino;
  • 81. Onde se encontram? Corpo Duplo Etérico Veículo pelo qual fluem as correntes vitais que mantêm vivo o corpo material. A função mais importante do corpo etérico é a transferência de energia vital ou de vitalidade do campo universal para o campo individual (macro para o micro). Estão dispostos desde a base da coluna vertebral até o alto da cabeça e individualmente posicionados conforme a função que desempenham.
  • 83. Imagem dos Chakras Vortice de rotação rápida, de 2 a 6 polegadas, aberto na superficie do Duplo Etérico Talo conectado a seu centro correspondente na Coluna
  • 84. A estrutura do Chakra A Força Vital do Logos Solar, a suga à partir de outra dimensão A Força Primária move seus raios para fora A Força Secundária é rotativa
  • 85. Como funcionam? Todas as rodas ou chakras giram incessantemente, e pelo cubo ou boca aberta de cada uma delas, flui continuamente a energia do mundo superior, como se fossem pequenos redemoinhos ou ciclones em miniatura, que fazem circular as energias numa determinada vibração. Eles atuam em todo ser humano, ainda que nas pessoas pouco evoluídas seu movimento seja mais lento (o estritamente necessário para formar o vórtice adequado ao influxo de energia). No ser humano bastante evoluído, entretanto, os chakras refulgem e palpitam com vívida luz, de maneira que por eles passa uma quantidade muitíssimo maior de energia, e o indivíduo obtem como resultado o acréscimo de suas potências e faculdades.
  • 87. Chakra Raíz (Mûlâdhâra) Pétalas: 4. Localização: Base da Espinha. Cor: Vermelho. Elemento: Terra.
  • 88. Chakra Base/Raiz Mûlâdhâra - ("Base e fundamento"; "Suporte” Localização e relação:Localizado nos órgãos genitais e na pélvis, relacionado com as gônadas (glândulas sexuais), governa o sistema reprodutor Funções : Governa o sistema reprodutor, anima a substância do corpo físico, lida com o poder e o instinto de sobrevivência. É a ligação com a terra. Concentra as energias da Kundaliní, que uma vez despertas progridem coluna acima, seguindo um padrão geométrico similar ao apresentado na dupla hélice das moléculas de DNA que contém o código da vida.
  • 89. Chakra Base/Raiz Aspectos : Sobrevivência, alimento, conhecimento, auto-realização, valores (segurança financeira), sexo (procriação), longevidade e prazer. Forma geométrica: quadrado, possuindo grande relação ao conhecimento ligado à terra, às quatro dimensões e às quatro direções.
  • 91. Chakra Sexual/Esplênico Svâdhishthâna - Lugar-Morada do Ser ou o "Fundamento de si próprio". Localização e Relação: Localizado na lombar e abaixo do umbigo, está relacionado com as glândulas supra-renais. Funções: Rege a coluna vertebral e os rins. Rege também, o sistema reprodutor, circulatório e bexiga. As energias como a paixão, sensualidade e a criatividade são manifestadas através deste chakra. Aspectos: Poder de seduzir criatividade e relacionamento. Forma Geométrica: Círculo. Representa a forma crescente da lua.
  • 92. Chakra Umbilical (Manipûra) Pétalas: 10. Localização: Abaixo da barriga. Cor: Amarelo. Elemento: Fogo
  • 93. Manipura - ”Cidade das Gemas” ou “Cidade das pedras preciosas”. Localização e relação: Localizado um pouco acima do umbigo está relacionado com o pâncreas. Funções : A área de influência deste chakra é o sistema digestivo: estômago, fígado e a vesícula biliar, além do sistema nervoso. Aspetos: Aquilo que você quer. Individualidade e poder pessoal (como você se vê), a sua identidade no mundo. Forma Geométrica: Triângulo invertido, sugerindo o movimento descendente da energia. . Chakra Plexo Solar/Umbilical
  • 95. Anahata: "Intocado" ou "O Som não produzido" (batidas do coração). Localização e relação: Situa-se na região do tórax e está conectado com a glândula timo, Funções: Responsável pelo funcionamento do sistema imunológico. É o chakra do coração, centro energético do amor. A elevação das energias do chakra do plexo solar até o coração acontece em indivíduos que estão desenvolvendo a capacidade de pensar e atuar em termos de coletividade. As doenças do coração, sistema circulatório e sangue podem ser tratadas através deste chakra. Chakra Coração/Cardiaco
  • 96. Aspectos: Amor incondicional, compaixão, perdão, verdade e gratidão. Forma Geométrica: Hexagrama - dois triângulos sobrepostos, um voltado para cima, simboliza Shiva, o princípio masculino. O outro triângulo, voltado para baixo, simboliza Shakti, o princípio feminino. Atinge-se o equilíbrio quando estas duas forças estão unidas em harmonia. Funções especiais: Intermedia os chakras superiores e inferiores; impulso de se abraçar a sua Verdade, ao Amor; reequilíbrio; altruísmo; compaixão. Este chakra se expande em todas as direções e dimensões, como uma estrela de seis pontas Chakra Coração/Cardiaco
  • 98. Chakra Garganta/Laringeo Vishuddha: Puro ou "Centro da Pureza". Localização e relação: Localizado sobre a garganta, se comunica com a glândula tireóide. Funções: Responsável pela irrigação energética da boca, garganta e órgãos respiratórios. Serve de bloqueio para que as energias emocionais não cheguem ao chakras frontal e coronário. .
  • 99. Chakra Garganta/Laringeo Aspectos: Comunicação interna e externa - esclarecimento que conduz a um estado elevado de consciência. Está ligado à inspiração, a comunicação e a expressão com o mundo. Auto conhecimento; felicidade; O indivíduo se eleva e se purifica de todos os carmas; morre-se para o passado e nasce-se novamente para a realização da unidade Forma Geométrica: Lua crescente.
  • 100. Chakra Frontal (Âjnâ) Pétalas: 2 Localização: Entre as sobrancelhas Cor: Índigo Elemento: Todos os 5 elementos
  • 101. Chakra do 3º olho/Frontal Ajná - Autoridade, poder, comando intuitivo. Localização e relação: Localizado entre as sobrancelhas, relaciona-se com a glândula pituária (hipófise). Funções: Revitaliza sistema nervoso e a visão. É o chakra sede das Faculdades do Conhecimento Buddhi: (conhecimento intuicional), Ahankara (eu), Indriyas (sentidos) e Manas (a mente).
  • 102. Chakra do 3º olho/Frontal Aspectos: Intuição (fenômenos paranormais) e a consciência. Capacidade de se observar sem julgamento. Forma Geométrica: Círculo (bindo)
  • 103. Chakra Coronário (Sahasrâra) Pétalas: 1000 Localização: No topo da cabeça, centro Cor: Violeta Elemento: Todos os 5 elementos
  • 104. Chakra Coronário SahasrÂra: Chakra das Mil Pétalas. Localização e relação: Localizado no topo da cabeça. E o portal da espiritualidade, do reconhecimento de Deus/Deusa em nós e no outro , relaciona-se com glãndula pineal (Épifese). Aspectos : O indivíduo que atinge a consciência do sétimo chakra realiza os planos da irradiação (torna-se iluminado como o sol), das vibrações primordiais, da supremacia sobre o prana, do intelecto positivo, da felicidade, da indolência". Forma Geométrica: Círculo como a lua cheia.
  • 105.
  • 106. Uma glândula endócrina secreta substâncias que são lançadas diretamente na corrente sanguínea, ao contrário das glândulas exócrinas. Os hormônios são o produto de secreção destas glândulas. Têm como característica principal estarem presentes em toda a circulação, desta maneira banhando todas as células, e exercerem sua ação distantes de sua origem. A palavra "endócrino" significa "secretar diretamente em", e descreve bem estas glândulas, visto que elas secretam hormônios direto na corrente sanguínea. À medida que o coração bombeia o sangue pelo corpo, os hormônios vão a grande velocidade para vários destinos, onde realizam seu trabalho. Glandulas Endócrinas
  • 107. Chakras Glândulas Endócrinas Efeitos terapêuticos 7 - Coronário - Coroa da cabeça Pineal - Parte posterior e interna do cérebro. Purificação dos corpos inferiores: físico, etérico, emocional e mental. 6 - Frontal – Entre as sobrancelhas Pituitária - Abaixo e à frente do cérebro, no osso esfenóide. Desenvolvimento das intuições. Interação com o Eu Superior. 5 - Laríngeo – Garganta Tireóide - Região da garganta. Melhoria nos julgamentos e comunicações. 4 - Cardíaco - Região do coração Timo - Tórax - osso esterno. Amor no sentido amplo.Vínculo microcosmo com o macrocosmo. 3 - Solar - Região do diafragma Pâncreas - No abdômen. Eliminação de comportamentos negativos, valorização da força de vontade. 2 – Sexual – Abaixo do umumbigo Supra-renais - Sobre os rins. Eliminação de conflitos, preocupações sexuais, valorização do prazer. 1 – Raiz - Base da coluna vertebral Gônadas - Ovários (mulher) e tes Testículo (homem). Eliminação de comportamentos negativos, valorização dos instintos físicos e ligação com a natureza e com o planeta.
  • 109. Susumna Nadi Path of Prana Shakti
  • 111. Sushumna Sushumna Nadi liga o chakra básico para o chakra da coroa. É muito importante no Yoga e Tantra em geral. A medicina alternativa também se refere a Sushumna às vezes. Em Raja Yoga ou Yoga de Patanjali, quando a mente é acalmada por Yama, Niyama Asana, e Pranayama, o estado de Pratyahara começa. Uma pessoa que entra neste estado está completamente focado. Esta é caracterizada pela observação dos movimentos / empurrões em Sushumna, o canal central do corpo sutil. Os movimentos indicam o fluxo de Prana através do canal central e, no processo, o sushumna faz o caminho para a ascensão da Kundalini
  • 112. Ida está associada com a energia lunar. A palavr ida a significa "conforto" em sânscrito. Ida tem uma natureza lunar é energia feminina com um efeito de resfriamento. Ele gere os cursos do testículo direito até a narina esquerda e corresponde ao rio Ganges. Ida nadi controla todos os processos mentais enquanto Pingala nadi controla todos os processos vitais. Ida Nadi
  • 113. Pingala Nadi Pingala tem uma natureza como o sol é a energia masculina. O seu efeito é de aquecimento e gere os cursos do testículo esquerdo até a narina direita. Ela corresponde ao rio Yamuna. Ida e Pingala nadis são muitas vezes vistos como uma referência para os dois hemisférios do cérebro. Pingala é o nadi, extrovertido solar, e corresponde ao lado esquerdo do cérebro. Ida é a nadi, introvertido lunar, e refere-se ao lado direito do cérebro.
  • 114. Juntos, o Ida e Pingala nadis formam as cobras do caduceu, enquanto o Sushumna forma o staff pessoal. As cobras se cruzam nos chacras, como fazem os nadis descritos acima. No chacra Ajna, entre as sobrancelhas, existem duas pétalas, uma de cada lado, assim como existem duas alas, na parte superior da caduceus Caduceu
  • 115. Meridianos Meridiano é um dos nomes pelos quais são conhecidos os "canais de energia" utilizados na acupuntura e outros métodos terapêuticos da medicina tradicional chinesa. Segundo esta literatura, existem vários tipos de energias que percorrem o corpo. A energia que recebemos de nossos ancestrais, a energia que adquirimos pelo ar e alimentos, que circula internamente, e a energia protetora, que circula mais externamente. Os meridianos são os canais por onde estas energias percorrem o corpo. Através de estímulos em determinados pontos do meridiano, pode-se reequilibrar as energias do corpo e de órgãos
  • 116.
  • 117. KUNDALA • O QUE É KUNDALINI? A palavra sânscrita (língua da índia) tem sido traduzida de várias maneiras: • KUND – Que significa "Queimar" este é o significado essencial pois a Kundalini é fogo em seu sentido de abrasamento. • KUNDA – Que significa "Orifício ou Cavidade" Isso nos dá uma idéia do recipiente onde o fogo arde. • KUNDALA – Que significa "Bobina Espiral ou Anel" Temos aqui uma noção do modo pelo qual o fogo atua e se desenvolve.
  • 118. Kundalini • Kundalini deriva de uma palavra em sânscrito que significa, literalmente, enroscar-se como uma cobra. O símbolo do caduceu é considerado como uma antiga representação simbólica da fisiologia da kundalini. O conceito de kundalini é originário da filosofia ioga e refere-se à aparição da inteligência divina, possível de ocorrer por meio do "despertar" ioga e pelo amadurecimento espiritual (Sovatsky, 1998). ... i
  • 119. Conclusão • Esta "serpente do poder“, é a energia espiritual que permanece adormecida na base da coluna vertebral de todos os seres humanos. Que quando desperta no aspirante espiritual, passa através dos centros de consciência (chakras) no canal central da espinha (sushmna), até chegar ao cimo da cabeça onde tem por objectivo estimular e re-ativar a glándula pineal .
  • 121. Este é Moisés e Moisés anda sempre sempre…sempre…. SEMPRE!!! com o seu cajado ….
  • 122. E disse o SENHOR a Moisés: “Faze- te uma serpente ardente, e põe-na sobre uma haste; e será que viverá todo o que, tendo sido picado, olhar para ela. NM 21:8 Sushmna &Kundalini
  • 123. “E, como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado; Para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna…” JO 3:14 - 17 Sushmna & Kundalini
  • 124. Trazendo nova Luz ... A velhos assuntos
  • 125. A vida pode ser… Céu ou Inferno
  • 126. O Inferno é simplesmente o nível mais baixo de consciência. A consciência presa no mundo material de ilusão, aqui está o homem de instinto animal (A “Besta”!!!) È governado por energias da mais baixa vibração, vive na dualidade e separação, escravizado pela ignorância no “inferno” da vida. Inferno
  • 127. As Bestas, os Escravos, os Miseráveis,, os Malvadosos os Anjos Caídos, os Demónios, todos estão neste nível de Consciência. Presos á ignorância… Prestam serviço ao Anti-Cristo.
  • 128. O Céu é o nível mais alto de consciência dos primeiros 7 apresentados . A consciência em poder sobre os vários planos de existência…. A iluminação, o Ser Humano angélico. Livre de toda a ilusão!!! È Governado por energias de alta vibração, é uno em si e com o universo, tem acesso ao “Céu” ao paraíso da vida. Céu
  • 129. “Quando o Cordeiro abriu o sétimo selo, houve silêncio no céu cerca de meia hora. Então, vi os sete anjos que se acham em pé diante de Deus, e lhes foram dadas sete trombetas” Apocalipse 8.1-6 O 7º SELO
  • 130. Os Sábios. os Virtuosos, os gentis que se iluminaram os Magos, os Budas os Avatares , e os Anjos … Vivem em liberdade Prestam serviço a Cristo á Lei de um..
  • 131. Desculpe pode me indicar a direção para o…. ?
  • 132. Ascensão e Salvação A direção para o céu?
  • 133. A Espinha Dorsal ou Coluna Vertebral (Sushmna) é a escada para o Céu, tem 33 Degraus (33 Vertebras). A energia crística (kundalini) ascende pela prática consistente de meditação e/ou outros exercícios, segundo os méritos do coração de cada praticante. Ela parte do Coxis, onde está situado o chacra base ou raiz (o inferno) ; até chegar ao chacra Coronário no topo da cabeça (o Céu), onde após ativar a glândula pineal ilumina todo o cérebro. A consciência acorda e se liberta do ego, o ser torna- se um iluminado , chama-se a este processo ascensão. A Escada para o Céu
  • 134. Ascensão ou Salvação A ascensão acontece individualmente, e em harmonia com as leis divinas e imutáveis do universo, quem se ilumina totalmente, não mais é obrigado a voltar ao mundo físico da 3º dimensão , nem a encarnar. Retêm o total conhecimento de todas as vidas por onde passou e possui todos os níveis de sabedoria em todos aspetos energéticos da vida terrestre, a isto se chama “Salvação”, ou seja a alma está salva e purificada, pronta para ser cristificada.
  • 135. O Selo de Deus
  • 136.
  • 137.
  • 138. A Glandula Pineal A epífise neural, glândula pineal ou simplesmente pineal é uma pequena glândula endócrina localizada perto do centro do cérebro, entre os dois hemisférios, acima do aqueduto d Sylvius e abaixo do bordelete do corpo caloso, na parte anterior e superior dos tubérculos quadrigêmeos e na parte posterior do ventrículo médio. Está presa por diversos pedúnculos. Apesar das funções desta glândula serem muito discutidas, parece não haver dúvidas quanto ao importante papel que ela exerce na regulação dos chamados ciclos circadianos, que são os ciclos vitais (principalmente o sono) e no controle das atividades sexuais e de reprodução
  • 139. Glândula Pineal A glândula Pineal quando ativa é a marca e o Selo de Deus falado na Bíblia. As tradições místicas e esotéricas sabem há muito tempo que esta área no meio do cérebro é o elo de ligação entre o mundo físico e espiritual. Considerada a mais poderosa fonte de energia etérica no corpo do ser humano. Permite acesso á consciência superior do Ser, acesso a ilimitada energia cósmica ou etérica, acesso a outras dimensões, o inicio de Auto programação e recuperação da essência original , tudo isto faz com que o Ser se torne um Super –homem.
  • 140. O Selo de Deus lhe disse: «Passa pelo meio da cidade, pelo meio de Jerusalém, e marca com um sinal a testa dos homens que suspiram e gemem por causa de todas as abominações que se cometem no meio dela».
  • 141. Glândula pituitária A glândula pituitária é aproximadamente do tamanho de uma ervilha e está localizado atrás do centro de nossa testa, entre os olhos. Portanto, o sexto chacra é muitas vezes chamado de Chacra Frontal. A glândula pituitária é conhecida como a glândula mestra porque atua como um centro de controle principal, que envia mensagens para todas as outras glândulas de seus dois lobos, o posterior e o anterior. A glândula pituitária pede o bom crescimento das glândulas e órgãos e regula o desenvolvimento sexual. A glândula pituitária é chamado de "sede da mente" com o lobo frontal regula pensamentos emocionais, tais como poesia e música, e do lobo anterior regulação pensamento concreto e conceitos intelectuais. Por outro lado, a glândula pineal é conhecido como o "banco de consciência intuição, iluminação cósmica".
  • 142. "O olho é a lâmpada do corpo Então, se o seu olho é saudável, todo o seu corpo será cheio de luz,., Mas se o seu olho não é saudável, todo o seu corpo será cheio de escuridão Se, então, a luz em ti é de escuridão, quão grande será tal escuridão! “ Mateus6:22:23 Chacra Frontal / 3º olho
  • 143.
  • 145. Os principais Centros (ou Chacras) são sete. Cada centro se simboliza como uma “Flor de Lotus” por ter pétalas distribuidas simétricamente Que partem de um ponto central.
  • 146. Cada Chacra tem um número específico de pétalas (cada pétala é um atributo) 48 A soma das pétalalas destes primeros cinco Chacras nos dao um total de Laríngeo Cardíaco Solar Sacro Base 4 6 10 12 16
  • 147. Frontal Laríngeo Cardíaco Solar Sacro Base 4 6 10 12 16 48 Quando a pessoa abre e activa o 6º centro de consciência : O Chacra Frontal de 2 pétalas. Este duplica a actividade dos primeiros 5 chacras. Que somam 48 pétalas (2 x 48 … 96 pétalas no total) 96 144 A soma agora é de 144
  • 148. Coronario Frontal Laríngeo Cardíaco Solar Sacro Base 4 6 10 12 16 Se a este número 144, multiplicarmos o número de pétalas do 7º centro de consciência: O Centro coronario de ? Pétalas. 96 144 1000
  • 149. Coronario Frontal Laríngeo Cardíaco Solar Sacro Base 4 6 10 12 16 96 144 000 1000 Obtemos o número exacto dos que serão salvos segundo o livro da Biblia “Revelacões” OS ESCOLHIDOS!!!!!!! 144,000
  • 150. “E ouvi o número dos assinalados, e eram cento e quarenta e quatro mil assinalados, de todas as tribos dos filhos de Israel” Apocalipse 7:4 OS ESCOLHIDOS
  • 151. Cristo
  • 152. O Ser Humano no seu estado original de perfeição pura, é um Ser Crístico, possui consciência multidimensional com poderes igualáveis a aquilo que imaginamos e chamamos de Deus. Atingir essa perfeição e voltar a um estado de graça permanente, é o objetivo principal da vida como a conhecemos. No entanto poucos o conseguiram na plenitude, e por isso seus nomes são bastante conhecidos: Cristo ou Cristos?
  • 153. Hórus ; Krishna; Príncipe Siddártha(Buda); Jesus; Moisés; Maomé; Lao Tzu; Confúcio; e outros …. São todos exemplos de seres que encarnaram Cristo após terem vencido os desafios da vida terrestre. Por isso mereceram o titulo de Cristo, que mais não é que o modelo do ser humano na sua forma original e plenitude potencial, pronto a ser integrado na enorme família cósmica.
  • 155.
  • 157.
  • 159.
  • 162. Em algum momento, enquanto buscas o teu eu interior, o teu ser espiritual ... uma corrente de eletricidade irá cobrir o teu sistema nervoso, todo o teu corpo queimará no calor ... renascerás e serás de novo batizado no fogo…. "Batismo do Fogo" Terás um corpo de luz, e ai estarás próximo de descobrir o que é estar diante de Deus.
  • 163. pois…. só a perfeicão pode existir perto da perfeicão…. E… “A luz” que existe no homem… já nao será máis “de Escuridão… “
  • 164. «Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém pode ir até ao Pai senão por mim». FIM

Notas do Editor

  1. Continue to feel and see your energy centers running up the midline of the body