As novas competências para o profissional
da Ciência da Informação!
Quais as novas competências para o profissional
da Ciê...
Profissional da Informação:
“Pessoa que consagra a sua atividade profissional a uma ocupação
da Informação-Documentação, a...
Competência :
“Capacidade de agir eficazmente em um tipo de situação.
Capacidade que se apoia em conhecimentos, mas não se...
Características do profissional:
Profissional
Facilitador
do processo
de educação
Orientador
Auxiliar na
busca de
caminhos...
Cinco grupos para as competências do profissional
da ciência da informação:
Grupo I -
Informação
Grupo T -
Tecnologias
Gru...
Grupo I
• Informação:
• O Profissional deve ser competente e estar em permanente formação.
Grupo T
• Tecnologias:
• O Prof...
Refletindo…
Esta é uma profissão que, de certa forma, obriga o profissional a uma
atualização/formação constante para que ...
 
COMPETÊNCIAS E NOVAS CONDUTAS DE GESTÃO: DIFERENCIAIS DE
BIBLIOTECAS E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO
A globalização da economia...
•  os processos de negócios envolvem equipa de diferentes áreas, perfis profissionais e
linguagens.
Interdisciplinaridade
...
Estratégias de desenvolvimento
Ø  “Preparar diretrizes para iniciativas conjuntas (entre professor e
bibliotecário, por e...
Bibliografia
BASSETTO, C. L.; Belluzzo, R. C. B. (2013). “A competência em informação como
diferencial competitivo para os...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

As novas competências para o profissional da ciência da informação

232 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
232
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

As novas competências para o profissional da ciência da informação

  1. 1. As novas competências para o profissional da Ciência da Informação! Quais as novas competências para o profissional da Ciência da Informação? “Uma escola sem biblioteca é um instrumento imperfeito.” Lourenço Filho (1994) UC: Literacia da Informação Célia Bento Maria Vieira Mónica Martins
  2. 2. Profissional da Informação: “Pessoa que consagra a sua atividade profissional a uma ocupação da Informação-Documentação, aplicando as regras do ofício, independentemente do quadro profissional em que exerce a sua atividade.” in, Glossário do Euro-Referencial I-D (2005) Profissão cuja missão é encontrar informação (depois de ter sabido procurá-la; tratá-la de modo a aumentar as suas qualidades de utilização, geri-la, torná-la facilmente acessível e transmiti-la aos que dela necessitem, utilizadores ou clientes. É o que fazem os bibliotecários, documentalistas, arquivistas, conservadores e outros ainda);
  3. 3. Competência : “Capacidade de agir eficazmente em um tipo de situação. Capacidade que se apoia em conhecimentos, mas não se reduz a eles.” Perrenoud (1999, p. 7) Isto é… O profissional deve saber exprimir-se e fazer-se compreender em diferentes contextos. Profissional Saber agir e reagir com pertinência Saber combinar recursos e mobilizá-los num contexto Saber transpor (capacidade de aprendizado e adaptação Saber aprender e aprender a aprender Saber envolver--se
  4. 4. Características do profissional: Profissional Facilitador do processo de educação Orientador Auxiliar na busca de caminhos Missão do profissional - desenvolver nos jovens mecanismos de: Processamento da informação; Elaboração da informação; Assimilação da informação. Antunes (1986)
  5. 5. Cinco grupos para as competências do profissional da ciência da informação: Grupo I - Informação Grupo T - Tecnologias Grupo C - Comunicação Grupo M – Gestão (Management) Grupo S – Outros saberes
  6. 6. Grupo I • Informação: • O Profissional deve ser competente e estar em permanente formação. Grupo T • Tecnologias: • O Profissional deve recorrer às TIC e à Internet. Grupo C • Comunicação: • Competência indispensável a um profissional da informação-documentação. Grupo M • Gestão (menagement): • O Profissional deve ser um bom gestor, o que lhe permite ser um interlocutor esclarecido. Grupo S • Outros Saberes: • O Profissional deve possuir competências relacionadas com o domínio da sua atividade.
  7. 7. Refletindo… Esta é uma profissão que, de certa forma, obriga o profissional a uma atualização/formação constante para que consiga acompanhar a evolução tecnológica cada vez mais eficiente, colocando-se assim ao nível da Sociedade do Conhecimento em que está inserido. Estes profissionais devem mesmo reivindicar o acesso à formação, uma vez que são confrontados diariamente com a necessidade de adaptar as suas competências às conceções da atual sociedade. Conceções que se resumem a três grandes grupos: Digital Conceção com ênfase na tecnologia da informação e da comunicação. Informação Conceção com ênfase nos processos cognitivos. Social Conceção com ênfase na inclusão social (aprendizagem ao longo da vida e exercício da cidadania). In Regina Belluzo (2005, p. 14)
  8. 8.   COMPETÊNCIAS E NOVAS CONDUTAS DE GESTÃO: DIFERENCIAIS DE BIBLIOTECAS E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO A globalização da economia, apoiada pela tecnologia da informação e da comunicação, é uma realidade indiscutível. As chamadas novas tecnologias, bem como as novas formas de organização do trabalho, têm impulsionado a inovação dos métodos tradicionais de gestão. Ainda, de acordo com o referido por Regina Belluzzo, o dia-a-dia de um gestor envolve, atualmente, elementos numa realidade caracterizada por (2010. v.1, p.23-54):
  9. 9. •  os processos de negócios envolvem equipa de diferentes áreas, perfis profissionais e linguagens. Interdisciplinaridade •  as situações carregam cada vez mais um número maior de variáveis. Complexidade •  o processo decisório está cada vez mais espremido em curtos espaços de tempo, e os prazos de ação/reação são cada vez mais limitados. Exiguidade •  tanto as formas de gestão, quanto a tecnologia da informação e da comunicação, estão a oferecer constantemente novas oportunidades e ameaças. Inovação •  o ambiente de mercado é cada vez mais competitivo, não só em relação aos competidores tradicionais, mas principalmente pelos novos entrantes e produtos substitutos. Competitividade •  o gestor está exposto a situações de trabalho com elementos externos ao seu ambiente nativo, e, por conseguinte com outras culturas: clientes, fornecedores, parceiros, terceiros, equipas de outras unidades organizacionais, inclusive do estrangeiro. Multiculturalidade
  10. 10. Estratégias de desenvolvimento Ø  “Preparar diretrizes para iniciativas conjuntas (entre professor e bibliotecário, por exemplo), onde se considere parte integrante do curriculo a competência em informação.” Ø  “Definir as condições para que essas iniciativas possam ser apoiadas por políticas públicas e também pelas comunidades assistidas.” Ø  “Implementar e criar mecanismos de manutenção e avaliação das práticas pedagógicas e informacionais atualizadas (…), incluindo-se o uso crescente das tecnologias digitais e das redes de comunicação interativa.” Regina Belluzo (2005, p. 48)
  11. 11. Bibliografia BASSETTO, C. L.; Belluzzo, R. C. B. (2013). “A competência em informação como diferencial competitivo para os profissionais de informação no contexto da sociedade informacional”, in: Anais do Congresso Brasileiro de Biblioteconomia, Documentação e Ciência da Informação-FEBAB (Vol. 25, pp. 3064-3079). BELLUZZO, Regina Célia Baptista, (2005) “Competências na era digital: desafios tangíveis para bibliotecários e educadores” in ETD - Educação Temática Digital, Campinas, Vol. 6, nº 2, pp. 30-50. ECIA-European Council of Information Associations, (2005) Euro-Referencial I-D. Lisboa: INCITE. BELLUZZO, R.C.B. Competências e novas condutas de gestão: diferenciais de bibliotecas e sistemas de informação. In: VALENTIM, M.L.P. (Org.) Ambientes e fluxos de informação. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2010. v.1, p.23-54. OCHÔA, P.; PINTO, L.G. (2007) – “Observatório da profissão de informação- documentação: a construção europeia da certificação profissional” in Luís Pardal et. al (org.) – Educação e trabalho: representações, competências e trajectórias. Aveiro: Universidade de Aveiro. Departamento de Ciências da Educação.

×