Entendendo a tradução

42 visualizações

Publicada em

Muitas vezes, tradutores que trabalham remotamente têm pouca (ou nenhuma) noção da complexidade do processo de tradução em uma empresa. Nesta apresentação, você verá esse processo completo e as várias funções envolvidas em um projeto.

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
42
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
0
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • DTP (Desktop Publishing) - é o processo de diagramação ou rediagramação de um documento ou imagem que será localizado, ou criado para localização, em um ou mais idiomas.
     
    Essa é uma definição mais simplista, pois o DTPer pode fazer a análise e estimativa de produção dos arquivos, definir ferramentas de editoração e também prestar suporte ao gerente com essas métricas.

    Um exemplo mais simples. Aqueles guias rápidos multilíngues da Dell, com várias tripas de texto com instruções... Inicialmente o documento foi criado e o tamanho para encaixar os demais foi estimado (nem sempre). Após a tradução de cada um, todos os textos precisam ser organizados em espaços "iguais".

  • Um exemplo mais simples. Aqueles guias rápidos multilíngues da Dell, com várias tripas de texto com instruções... Inicialmente o documento foi criado e o tamanho para encaixar os demais foi estimado (nem sempre).
    Mas o source que recebemos de referência costuma ser esse e, dependendo de como o projeto foi estruturado é capaz de não recebermos instrução de que o manual é realmente um multilingue e que são 5 idiomas (e isso é um dado importante).
    Se o trabalho veio de agência, você pergunta pro PM “E aí, tem alguma restrição de caracteres?” e o gerente responde “O cliente não disse.” e todo mundo traduz sem se preocupar com o tamanho.

    Aí…
  • Após a tradução de cada um, todos os textos precisa ser organizado em espaços "iguais".

    Ness exemplo temos 5 idiomas e cada um deles tem um espaço para ser encaixado no manual. Existe uma limitação horizontal e vertical para o texto e os textos em BR, ES e FR estão bem maiores que o US. Dependendo das especificações do cliente podemos apertar a fonte aqui e ali para fazer com que essas linhas e órfãs (palavras sozinhas em uma linha) sejam corrigidas.
  • Projetos com DTP normalmente são compostos por arquivos source editáveis, um arquivo no formato final "publicado" (normalmente um pdf ou imagem), memórias, glossários e guias de estilo. Isso um projeto preparado para tradução, claro.
     
    O importante nesse processo é definir o que o tradutor precisa receber e da forma mais compacta possível. Não é simplesmente um "Olha, tenho esse PDF aqui. Pode pegar e me devolver traduzido e formatado igual?". Algumas empresas passam esse tipo de trabalho e, por falta de conhecimento, enviam apenas um PDF, que é o que eles têm na maioria dos casos, e quase nenhuma instrução sobre o que deve ser feito (isso quando enviam). O tradutor pode conseguir extrair as strings, mas talvez não seja capaz de reproduzir a formatação ou mesmo explicar esse processo para o cliente.
    E as perguntas que aparecem inicialmente são "Que ferramenta usar? Como exportar? Guia de estilo? E as imagens?", e por aí vai.
  • Talvez exista um pouco de confusão entre quem faz o quê. O que acontece muito é uma interseção entre as tarefas, o que é completamente normal no mercado.

    Um especialista em DTP pode ter conhecimento em ferramentas CAT (o que é desejável inclusive), saber analisar um material de tradução e auxiliar o gerente com prazos e na resolução de problemas;
    Um ENG pode saber usar ferramentas de editoração para processar todo um projeto.
    Vamos ver uma definição mais apurada de cada um, assim podemos tirar essa dúvida (se é que ela existe).

    DTP - Desktop Publisher, um profissional de editoração com conhecimento em diagramação e ferramentas de edição de texto/imagens. Ele garante que a formatação dos documentos atenda as especificações do cliente em termos de formatação, estilos, tamanhos de página e demais infos relacionadas. Mantém as fontes corretamente configuradas para cada idioma (europa-ocidental, europa-oriental, asiáticos, cirílicos, árabes) e garante a qualidade das imagens e gráficos após a tradução.

    ENG - Localization Engineer, o profissional responsável por definir o melhor fluxo no processo de tradução (embora muitos pensem que é só apertar um botão e voilà, arquivo pronto). Ele tem conhecimento em diversas ferramentas CAT, seus problemas e como solucioná-los, o fluxo de trabalho de cada setor (tradução, DTP, QA, Teste) e precisa encaixar o melhor processo de acordo com as demandas do gerente de projeto.
  • Esse slide é apenas para tirar uma dúvida sobre as atividades. O eng de software é relacionado ao desenvolvimento e manutenção de softwares. O eng de localização é relacionado ao desenvolvimento de processos, suporte e CAT. Claro que pode existir uma interseção entre as atividades (como sempre existe em qualquer área de TI), mas as atividades não podem ser confundidas (assim como DTP e ENG), pois os profissionais trabalham de formas completamente diferentes.
  • Os clientes podem ter os arquivos originais e não compartilharem por questões de confidencialidade (eles podem estar pesquisando preços e não quererem liberar os sources, o que é justo), outros porque não os têm mesmo.
    Muitas empresas com sede local recebem um PDF da matriz e só... Elas não ficam com o original editável para enviar para tradução, não pedem e, se você pede, não sabem o que é.

    Cada formato de arquivo, aplicativo ou volume têm sua produtividade estimada. Tudo isso deve ser levado em conta durante a análise para o DTP.

  • Aí entramos nesse exemplo.
    O cliente, muitas vezes ingênuo ou desconhecedor do processo, entra em contato pedindo uma cotação de arquivos e…
  • … envia isso pra você.
    Dá pra fazer? Conversando e arrumando um prazo, dá sim…
  • Como dito anteriormente, os documentos originais são importantes para vocês terem uma visão geral do texto. Nem todas as ferramentas oferecem um preview da tradução para todos os formatos (indesign, framemaker e imagens). Muitas das vezes, traduzir uma lista de palavras que foram extraídas de uma imagem fica completamente sem sentido, mas ao ver a imagem original, você consegue encaixar as palavras no contexto certo... ou então mais dúvidas podem surgir, porque um deles é termo de UI e isso não foi informado antes e por aí vai...

    Enfim, o que o tradutor precisa receber para trabalhar? Na maioria das vezes, arquivo bilingual (isso inclui qual ferramenta será utilizada. Você será previamente contatado para confirmar sua disponibilidade e capacidade ferramental), o arquivo source gerado (para consulta), guias de estilo, glossários e demais instruções relacionadas à tradução.

    Mais uma vez. O documento source sempre é importante para captar o contexto da tradução. Uma frase solta, apesar de ter uma tradução óbvia, pode ser um título de destaque e nem sempre a tradução mais óbvia é a que serve. A regra é nunca complicar, mas um pouco de bom senso é importante.
  • Existem horas que realmente não é possível fugir do mar de tags que é um arquivo indesign, por exemplo (tudo bem que o exemplo aqui é de Word), mas sempre que possível e a reformatação for simples, o arquivo deve ser enviado com o mínimo de tags possível para diminuir o trabalho do tradutor e também para manter uma TM mais limpa.
  • O colaborador receberá o arquivo traduzido e convertido no formato editável (indesign, word, powerpoint, framemaker...) para que ele inicie o processo de DTP de acordo com as instruções passadas pelo gerente. No caso de imagens traduzíveis, ele receberá as imagens originais e deverá editá-las inserindo a tradução enviada em um doc a parte (AMS).


  • Um exemplo de como um projeto é processado pela Engenharia e DTP é esse. Claro, estou excluindo o PM do processo para evitar muitos detalhes (mais do que já temos aqui).
    O arquivo chega do cliente e o engenheiro o identifica, recebe as instruções do cliente em relação a tradução, ferramentas utilizadas e decide o melhor fluxo a ser seguido.
    O DTP fornece as métricas para cada ferramenta e volume de páginas/imagens a serem processadas.
    O ENG faz o wordcount e exporta os arquivos para o tradutor (que também tem suas métricas de produtividade)
    O Tradutor recebe os arquivos, os processa e devolve traduzidos. Nesse meio tempo, as dúvidas sobre CAT são respondidas pelo ENG;
    O ENG reimporta os textos para o documento e os envia para o DTP reformatar ou proceder com as instruções do cliente;
    O DTP recebe os arquivos e os processa;
    Pode haver uma revisão linguística no caminho e, nesse caso, o revisor faz anotações para que o DTP as implemente;
    Após a implementação, os arquivos são devolvidos para o ENG e ele os empacota e devolve para o cliente.
  • É esperado um incremento de ~30% nas traduções de inglês para BR e ES. Mas em boa parte das vezes, o cliente quer que o texto encaixe no mesmo espaço do source... Aí entra um pouco o trabalho em equipe, pois talvez tradução precise ser reduzida ou abreviada (embora todos odeiem abreviar) e tradução e DTP precisam ficar em contato (com o intermédio do PM as vezes).
     
    O que mais fazemos são documentos single language, mas mesmo assim o trabalho é razoável, pois existem regras específicas por cliente e por idioma (viúvas, órfãs, imagens, formatação para termos de UI).

  • Existem diversos tipos de projetos onde o DTP pode ser necessário, a maior parte deles envolve documentação, mas podemos ter projetos Web que precisam de imagens tratadas e documentação online. Projetos de tradução de software que envolvem apenas UI (User Interface), utilizam basicamente os serviços de DTP para o tratamento de imagens; projetos UA (User Assistence), também chamados de UX (User eXperience) ou UE (User Education) (depende do cliente) incluem documentação e imagens para tratamento.

    Dependendo do projeto, uma ou mais ferramentas serão utilizadas e, nesse caso, o gerente (junto ao eng ou ao DTP) deve indagar o cliente a respeito dos formatos de arquivo a serem trabalhados e devolvidos ao final.

    Entre em contato com seu gerente pois ele encaminhará a pergunta quem tem mais condições de responder. Muitas vezes os arquivos preparados possuem links ou "placeholders" que não são autoexplicáveis e isso pode interferir, e muito, no tipo ou qualidade da tradução aplicada.
     
    Não vou entrar muito em detalhe sobre o que fazer com os seus clientes diretos, mas se você recebeu um projeto não preparado (pdf, indesign, framemaker) e não sabe como preparar os arquivos, entre em contato com o cliente para acertar esses detalhes sobre preparação ou contate alguém que possa ajudá-lo no processo e renegocie... Não entube um projeto com DTP se não tiver conhecimento, pode ser ruim para ambos os lados.

  • Entendendo a tradução

    1. 1. Entendendo a tradução Negociação, gerenciamento da qualidade, DTP e resultados Eduardo Gama Mitsue Siqueira
    2. 2. Eduardo Gama Nome completo: Eduardo da Silva Gama Cargo: Localization Engineer Seguindo a Ccaps desde: 2013 Acredita: na disciplina oriental Aniversário: 11 de fevereiro Signo do zodíaco: Aquário Horóscopo chinês: Carneiro de Terra Uma palavra, qualquer idioma: Manteiga Hobbies: Video games, filmes e dirigir Curte: Café e saquê Não curte: Filas E-mail: egama@ccaps.net
    3. 3. Mitsue Siqueira Nome completo: Mitsue Siqueira da Silva Cargo: Language Specialist Seguindo a Ccaps desde: 2012 Acredita: num texto bem redondo Aniversário: 27 de novembro Signo do zodíaco: Sagitário Horóscopo chinês: Cavalo de Metal Uma palavra, qualquer idioma: Obrigada Hobbies: Viajar e jogar vôlei Curte: Aniversário, chocolates e bolos Não curte: Pessoas que maltratam os animais E-mail: msiqueira@ccaps.net
    4. 4. Vamos ao que interessa Negociação DTP/Engenhari a Avaliação de qualidade Resultados (2013-
    5. 5. Negociação com seu gerente/cliente 1
    6. 6. 1 Negociação com seu gerente ou cliente De quais informações você precisa? Arquivos Referências Prazo Volume
    7. 7. 1 Negociação com seu gerente ou cliente Arquivos Peça para olhar os arquivo s antes de aceitar o projeto Não caia no famoso mas são só XXX palavras !
    8. 8. 1 Negociação com seu gerente ou cliente Volume De que maneira o volume é distribuído ? Peça a tabela de Weighted Word Count ? WW C
    9. 9. Exemplo
    10. 10. 1 Negociação com seu gerente ou cliente Prazo Defina prazos e horários específicos “Amanhã de manhã” quando? EOB (End of Business) é muito relativo! . ? !
    11. 11. 1 Negociação com seu gerente ou cliente Referências Instruçõe s Glossário s Arquivos originais Capturas de tela Guias de estilo
    12. 12. Engenharia e DTP são a mesma coisa? 2
    13. 13. 2 Engenharia e DTP são a mesma coisa? Definições Guias Multilíngue Manuais Documentação Whitepapers DTP – Diagramação, Formatação, Recriação
    14. 14. Engenharia e DTP são a mesma coisa?
    15. 15. 2 Engenharia e DTP são a mesma coisa? Definições Indesign Framemaker Word Powerpoin t Publisher Quark… Documentos Imagens e Gráficos Animações e apresentações feitas em Captivate, Flash, Storyline...
    16. 16. 2 Engenharia e DTP são a mesma coisa? DTP x ENG • Editoração • Diagramação • Ferramentas de edição de texto/imagens DTP • CAT • Suporte • Definição do melhor fluxo de produção • Conversões EN G
    17. 17. 2 Engenharia e DTP são a mesma coisa? DTP x ENG Engenharia de software Engenharia de localização
    18. 18. 2 Engenharia e DTP são a mesma coisa? Fluxo de projeto # de páginas/slides Contagem de palavras # de Imagens Tempo de Animação Análise inicial dos arquivos Trados Studio MemoQ … Definição de ferramenta Melhor interface para o tradutor e menor perda de formatação possível
    19. 19. Olá, tenho um PDF com um texto que precisa ser traduzido. É tranquilo, é só fazer um OCR que o texto está bem legível. Depois preciso que ele volte na formatação original, ok? Como o texto é pequeno, pode entregar hoje? Obrigado!
    20. 20. Documento_trad.pdf
    21. 21. 2 Engenharia e DTP são a mesma coisa? Fluxo de projeto Arquivos bilingual Source para referência Guias de e glossários O que tradutor deve receber em um projeto com DTP?
    22. 22. 2 Engenharia e DTP são a mesma coisa? Fluxo de projeto E o que o DTP deve receber? Imagens, animações originais Arquivos traduzidos convertidos Fontes e de formatação específicas do cliente
    23. 23. 2 Engenharia e DTP são a mesma coisa? Eng • Recebe arquivos • Define processos e CAT DTP • Métricas Eng • Wordcount • Extração Lang • Tradução • Revisão Eng • Reimportação • Preparação para DTP DTP • Rediagramação • Tratamento de imagens Lang • Leitura do arquivo no formato final (Proofing/LSO) DTP • Implementação do LSO ENG • Receber os arquivos finais e encaminhar para o cliente Fluxo de projeto
    24. 24. 2 Engenharia e DTP são a mesma coisa? Observações Redução de texto? Abreviaçõ Aumento de 30% no texto traduzido
    25. 25. 2 Engenharia e DTP são a mesma coisa? Adobe Indesign Adobe Framemaker Adobe Photoshop Adobe Illustrator Adobe Flash Ms Office (Word, Excel, Powerpoint, Publisher...) Quark Corel Articulate Storyline Adobe Captivate Pagemaker Ferramentas
    26. 26. Avaliação de qualidade - LQA - 3
    27. 27. 3 Avaliaçã o de qualidad e - LQA - Language Quality AssuranceAccurac y Languag e Style Country Terminolog y Instructio ns
    28. 28. 3 Avaliaçã o de qualidad e - LQA - Accuracy Mistranslation: traduções inadequadas, erros de decodificação de sintagmas Untranslated text: textos não traduzidos Formatting: erros de tags Addition/Omisson: adição/omissão de palavras
    29. 29. Por exemplo... Traduções inadequadas (“neologismos”): Assembly > Assemblagem / Deviation > Desviação Capitalization > Capitalização Decodificação de sintagmas: “Adjustable seat for the feet” Assento para os pés ajustáveis Tradução literal:
    30. 30. 3 Avaliaçã o de qualidad e - LQA - Language Grammar: erros de concordância e regência Punctuation: problemas de pontuação Spelling/Typo: erros de digitação e ortografia
    31. 31. Por exemplo... Ortografia: Organizing your office is the best way to... Organizar seu escrotório é a melhor forma... O que o corretor não corrige: Keep focus on your customers Mantenha o fofo nos clientes Condense access in your hands
    32. 32. 3 Avaliaçã o de qualidad e - LQA - Style Style Guide: o guia de estilo foi seguido? General style: fluência no texto, ou estilo inadequado.
    33. 33. Por exemplo... Fluência: “Inicialmente (honestamente), confundíamos continuamente e erradamente as tarefas...” Frases de duplo sentido: “... oferece desempenho e flexibilidade aprimorados para levantar o negócio do seu parceiro conforme as necessidades aumentam” “Estimule o crescimento do seu negócio com a
    34. 34. 3 Avaliaçã o de qualidad e - LQA - Terminology Glossary: o glossário foi devidamente seguido? Consistency: coerência no uso dos termos Industry-standard: termos comuns do setor
    35. 35. 3 Avaliaçã o de qualidad e - LQA - Country Locale suitability: os elementos culturais foram adaptados ao mercado? Country standards: formatos de data e hora, unidades de medida, moedas etc.
    36. 36. 3 Avaliaçã o de qualidad e - LQA - Instructions General instructions given prior to project start or during the project: as instruções foram seguidas? Adherence to previous LQA feedback: os LQAs anteriores foram considerados?
    37. 37. Resultados da Ccaps (2013-2014) 4
    38. 38. Resultado s da Ccaps (2013- 2014) 4 Total: 392 86% 14% Dados de abril de 2013 a setembro de 2014, no par EN>PT
    39. 39. Resultado s da Ccaps (2013- 2014) 4 Por categoria Accuracy Language Terminolog y Instruction s 1 % 40% 39% 11% 7% 2 %
    40. 40. Resultado s da Ccaps (2013- 2014) 4 Accuracy Mistranslatio n Untranslated Om./Add. Formatting65 % 24% 7% 4%
    41. 41. Resultado s da Ccaps (2013- 2014) 4 Language Grammar Punctuation Spelling 51 % 21% 28% Mais da metade dos erros de português é de otrogarfia
    42. 42. Resultado s da Ccaps (2013- 2014) 4 Conclusão da avaliação: Estamos bem, mas precisamos (e queremos) melhorar ainda mais!
    43. 43. Perguntas? ?
    44. 44. Obrigado! Eduardo Gama 2507-5989 (209) egama@ccaps.net Mitsue Siqueira 2507-5989 (214) msiqueira@ccaps.n et

    ×