Sistema genital feminino seminário histologia e citologia

33.595 visualizações

Publicada em

Seminário de Histologia sobre Sistema Genital Feminino - 1° Ano Biomedicina 2011 - FACULDADES INTEGRADAS DE BAURU - SP

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
17 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
33.595
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
14
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
749
Comentários
0
Gostaram
17
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sistema genital feminino seminário histologia e citologia

  1. 1. Sistema Genital FEMININO Por : Aron Roger Mirele Alves Priscila Mariano Sefany Cristini
  2. 2. <ul><li>Mais um componente do sistema reprodutor </li></ul><ul><li>Mais complexo do que o do homem </li></ul><ul><li>Compõe-se de órgãos gametógenos, gametóforos e o útero </li></ul>
  3. 3. Funções <ul><li>Fornecer gametas </li></ul><ul><li>Receber gametas (masc.) </li></ul><ul><li>Fecundação “Receber, alojar e manter o produto conceptual em desenvolvimento” </li></ul><ul><li>Expulsão no parto. </li></ul>
  4. 4. Órgãos genitais femininos <ul><li>Ovários: </li></ul><ul><li>Produz Óvulo </li></ul><ul><li>Produz Hormônios </li></ul><ul><li>(Estrógeno e progesterona) </li></ul><ul><li>- Projetam-se da escavação reto-uterina </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Os ovários são presos ao: </li></ul><ul><li>Lig. largo pelo (mesovário) parte posterior </li></ul><ul><li>Lig. próprio do ovário </li></ul><ul><li>Lig. suspensor do ovário </li></ul><ul><li>Não são revestidos pelo peritônio </li></ul>
  6. 6. <ul><li>O estroma do ovário </li></ul><ul><li>produzem hormônios sexuais, principalmente androgênios . </li></ul><ul><li>A hiperplasia destas células - hiperandrogenismo (hirsutismo) - ovários policísticos. </li></ul>
  7. 9. Curiosidades <ul><li>1ª ovulação: O ovário é liso e rosado </li></ul><ul><li>Depois torna-se branco-acinzentado e rugoso </li></ul><ul><li>Na velhice diminui de tamanho </li></ul><ul><li>Por volta dos 50 anos (não há mais formação de óvulos pelo ovário) </li></ul>
  8. 10. <ul><li>Tuba uterina </li></ul><ul><li>Transportam os óvulos que romperam a superfície do ovário </li></ul><ul><li>Nela, os espermatozóides passam em direções opostas </li></ul><ul><li>A fecundação acontece dentro dela </li></ul><ul><li>LOCALIZAÇÃO – borda superior do ligamento largo do útero </li></ul><ul><li>Constituída por quatro camadas de tc: seroso, tela subserosa, túnica muscular e túnica mucosa. </li></ul>
  9. 12. Infundíbulo da tuba uterina <ul><li>A porção mais distal da tuba </li></ul><ul><li>Comparado a um funil cuja boca apresenta um rebordo muito irregular, tomando o aspecto de franjas. </li></ul>
  10. 13. <ul><li>A túnica muscular, representada por fibras musculares lisas, permite movimentos peristálticos à tuba, auxiliando a migração do óvulo em direção ao útero </li></ul>
  11. 14. <ul><li>A ampola é considerada o local onde normalmente se processa a fecundação do óvulo pelo espermatozóide. </li></ul><ul><li>Parte principal do órgão </li></ul>
  12. 15. Ístimo da tuba uterina <ul><li>Continuação da ampola </li></ul><ul><li>Curta e estreitada </li></ul><ul><li>Dirige-se para o corpo do útero </li></ul><ul><li>Abre-se na cavidade uterina pelo óstio uterino da tuba uterina </li></ul><ul><li>É um lugar onde há menos contrações rítmicas </li></ul>
  13. 16. <ul><li>Útero </li></ul><ul><li>Recebe o óvulo que foi fecundado na trompa (tuba uterina) </li></ul><ul><li>Aloja o embrião (gravidez) </li></ul><ul><li>Desenvolvimento do embrião </li></ul>
  14. 18. O UTERO VARIA DE FORMA, ESTRUTURA E POSIÇÃO <ul><li>Depende da idade </li></ul><ul><li>do estado </li></ul><ul><li>Da plenitude e vacuidade da bexiga e do reto </li></ul><ul><li>Depende do estado da gestação </li></ul>
  15. 20. Posição normal do útero <ul><li>Curvado anteriormente sobre si mesmo </li></ul><ul><li>O corpo angula em relação ao colo uterino (anteflexão) </li></ul><ul><li>O corpo roda em torno de um eixo que passa pelo ístimo (anteversão) </li></ul>
  16. 21. Estrutura do útero <ul><li>Possui 3 camadas </li></ul>
  17. 22. <ul><li>Vagina </li></ul><ul><li>Órgão feminino de cópula </li></ul><ul><li>Recebe o sêmen </li></ul><ul><li>Escoamento do sangue menstrual </li></ul><ul><li>No parto, da passagem para o produto conceptual </li></ul>
  18. 23. <ul><li>Glândula de Bartholin </li></ul><ul><li>Localizada de cada lado dos lábios menores da vagina (uma em cada lado) </li></ul><ul><li>Libera um fluido lubrificante. </li></ul><ul><li>RUGAS VAGINAIS </li></ul><ul><li>Pequenas pregas </li></ul>
  19. 24. Monte do púbis <ul><li>Coxim gorduroso acima do osso do púbis da mulher. </li></ul>
  20. 25. Lábio maior <ul><li>Duas pregas alongadas abaixo do monte da pube. </li></ul><ul><li>São correspondentes ao saco escrotal do homem. </li></ul>
  21. 26. Lábio menor <ul><li>Duas pequenas pregas de pele localizadas entre os lábios maiores, uma de cada lado da vagina. </li></ul><ul><li>Encontram-se escondidos pelos lábios maiores. </li></ul>
  22. 27. Glande do clitóris <ul><li>Composto de tecido erétil - aumenta de quando estimulado sexualmente </li></ul><ul><li>Região bastante sensível </li></ul>
  23. 28. Óstio externo da uretra <ul><li>é o orifício externo da uretra , por onde sai a urina . </li></ul>
  24. 29. Óstio da vagina <ul><li>Abertura da vagina </li></ul><ul><li>Recoberta pela membrana himenal. </li></ul>
  25. 30. Tipos de hímen <ul><li>O hímem apresenta-se com um orifício por onde a menstruação se exterioriza, este orifício pode ser central ou ser múltiplo </li></ul>
  26. 31. Citologia Básica do Trato Genital Feminino <ul><li>O Epitélio Escamoso Estratificado não queratinizado característico dos pequenos lábios, canal vaginal e ectocérvice, contribui com a citologia ginecológica com três tipos básicos celulares: </li></ul><ul><li>Células Superficiais Células Intermediárias. Células Parabasais. </li></ul>
  27. 32. As células superficiais apresentam em sua maioria citoplasma acidofílico, com formato que lembra estrutura geométricas e núcleo picnótico.
  28. 33. As células intermediárias são de caracteristica cianofílica, apresentam núcleo ovalado com cromatina frouxa ou granular.
  29. 34. As células parabasais possuem característica esférica e apresentam núcleo com cromatina frouxa.
  30. 35. As células metaplásicas são oriundas da JEC. Apresentam contornos irregulares no citoplasma e núcleo esférico com cromatina granular.
  31. 36. As células endocervicais são provenientes do epitélio cilíndrico simples da endocérvice; possuem cromatina frouxa, citoplasma claro e normalmente estão dispostas em &quot;favo de mel&quot;.
  32. 37. As células endometriais são provenientes do endométrio, possuem citoplasma mal conservado e núcleo finamente granulado. Costumam aparecer em aglomerados.

×