SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 221
Baixar para ler offline
STF 102175
~"II./~ ~~
3628 - DIREITO PENAL I CRIMES PREVISl'OS NA LEGISLACĂO EXTRAVAGANTE I CRIMES DE "LAV~.GEM"
OU OCULTACAO DE BENS, DIREITOS OU 1jţ..LORES
3555 - DIREITO PENAL I CRIMES PRATICADOS POR t:'UNCIONARIOS PUBLICaS CQN'l'P.A A
ADM.INIS'l'R.~CĂO EM GERAL I CORRUPC;Ao ?ASSIVA
352l - DIREITO PENAL I CRIMES CONTRA A PAZ PUBLICA I QUADRILHA OU BAN DO
Supremo Tribunal Federal
Supremo Trlbunal Federal
·I"q 0003989·09/03/2015 14:28·· ,
0000048-45.2015.1.00.0000
IIIIII~~IIIII I I COMIS
APENSOS
Inquerito
INQUERITO 3989
PB.OCED. : DISTHITO FEDERAL DISTRIBUI(".~O EH 09/03/2015
0PIGEM. : PET-5?'60-SUPREMO TRIBuNAL FE;DERl-L
RELATOR(A): MIN. TEORI ZAVASCKI
JI.'JTORU/Sj (ES) MINISTERIO pOBLIca FEDERAL
PRi)C. (A/s) (25) PROCCRJI.DOR-·GErtlI.L DJI. REPUBLJCA
INVEStf. (A/S) AGUINALDO 'JELLOSO BORGES RIBEIRO
F.DV. ("''/S) ROBEHTO PODVAL
ADV. (AI Ş) "DJI.NTEL ROMEIRQ
INVEST. (A/S) ALINE LEt10S COR,RE". DE OLIVEIRJ~ ANDRADE
}.DV. (A/S, EDUARDO lNTONIO LUCliO FERRJO E OUTRO (7/5)
I~VEST. lAIS) }NIBAL FE.k.kEIPA Gm1ES
Continua .. .
ADV. (?./S)
INVEST. (A/S)
hDV. (A/3l
I~·JSS1'. IA/S)
ADV.(j..IS)
INVf,ST. (A/SI
ADV _ (A/S)
IN·JEST. (A/S)
.ADV. ('-/S)
GUSTAVO ADOLPHO DANTAS SOUTO
ARTHUR CESAR PEREIRA OF. LIR..!I.
PIERPAOLO CRU2. B(;'l"TINI E OfJTRO (A/S)
BENED:;:TO DE: LIRA
SEM REPRESENTA:ÂO NOS AUTOS
CARLOS MAGNQ RiMOS
M!CHEL SALIEA OLI'/ElRA
CIPa NOGUElRA LlMA FILHO
},NTONIO CARLOS DE ALMEIDA CASTRO E OUTRO (A/S) Continua<;:ăo 1
)
INVEST. (A/S)
ADV. lAIS)
ADV. (A/S)
INVEST. (.~/S)
ADV. (A/S)
IHVEST. (A/S)
ADV _ (A/SJ
IN'JEST _ LD../ S)
ADV. (A!S)
INIJEST. (A/S)
.lDV. (A/S)
JNVE2T. (A/S)
.Zl.DV _ (A/S)
INVEST. (A/S)
AOV. (A/S)
INVEST. (AI s)
ADI}. (A/S)
INVEST. (A/S)
ADV. lAIS)
INVEST. (A/5)
ADV.IA/S)
INVEST. IAlSI
ADV.I'/SI
lNVEST. (A/S)
l-l.~V. (A/S)
ADV, (A/S)
INVES'I', {A/S}
ADV. lAIS)
INVEST. (A/S)
AD? (A/S)
H1VEST. (A/S)
.n.DV. (A/S)
INVEST. (A/S)
ADV. (A/S)
INVEST. (A/S)
ADV. U'/S)
INVEST. (A/S)
AD'!. (!'.IS)
JNVEST. (A/S)
ADV.IA/S)
INVEST. (A/S)
ADV. (AiS)
INVEST. lAIS)
ADV. (A/S)
INVEST. (A/S)
ADV. (A/S)
INVEST. (A/S)
ADV. (A/S)
INVES1. (f'i./S)
ADV. (A/S)
INVEST. (A/S)
ADV. (AlS)
INVEST. (A/S)
ADV. (A/S)
INVEST. (A/S)
Anv. (A/S)
INVEST. (A/S)
ADV. (A/S)
INVEST. (J>';S)
ADV. (A/S)
INVEST _ (A/S)
ADV. (A/S)
INVEST. (A/S)
ADV. (A/S)
ADV. (A/S)
INVEST. (A/S)
ADV. (A/S)
DILCEU JOAO SPERAFICO
ANDERSON SQUZA PEP.ElRA E OUTRO(A/S)
EVÂNIO JOSE DE M01JRA SANTOS
ED1SON LOHAo
ANTONIO CARLOS D~ ALMEIDA CASTRO E OUTRO(A/S)
EDUARDO HENRIQUE DA FONTE DE ALBUQUEf<QUE SILVA
HAMILTON CARVALHIDO E OUTRO{A/S)
FERNANDO ANTâNIO FALCn.o $OARES
SEM REPRESE~TACAo NOS AUTOS
GLADISON DE; L::::MA CAMELI
PERNANDO NEVES DA 51LVA E OUTRO(A/S)
,TERONIMO PIZZOLOTTO GOERGEN
G1JSTAVO BOHRER PAHi
JOAO ALBERTO PIZZOLATI JUNIOR
MI CHEL SALIBA OLIVEIRA
JOAO FELIPE DE SOUZA LEAO
GJl.MIL FOPPEL
JOAO LUI2 ARGOLQ FILHQ
SEM REPRESENTACAo NQS AUTOS
J01O SANDES JUr-HOR
SEM REPRESENTA<;ĂO NOS AUTO::;
JOAO VACCARI NETO
LUIZ FLĂVIO BORGES D'URSO
JOSE ALFONSO EBERT HAMM
CARLOS PEREIRA THOMPSON FLORES
CARLQS EDU.r...RDO ~INTO LArt"EGO E OUTRQ (AI S)
JOSE LINHARES PONTE
CÂHOIDO .r...LBUQUERQUE E OUTRO (A/S)
JOSE OLÎt1PIO SILVEIRA MORAES
ANDERSON POI'1INl E OUTRO (A/S)
JOSE OTAvIO GERMANO
MARCELO LUIZ AVILA DE BESSA
JOSE RENAN VASCONCELOS CALHE1ROS
EUGENIO PACELLI DE OLIVEIRA E OUTRO(A/SJ
LAzARO BOTBLHO MARTINS
HICHEL SALIBA OLIVEIRA
LUIS CARLOS l-iE1NZE
ANDREI ZENKNER SC!ij'iIDT E OUTRO (A/S)
LlJIZ FERl'lANDO RAMOS FAP.!./).
Nl"RCELO LUIZ AVILA. DE BESSA
MARIO SILVIO MENDES NEGROtlONTE
C.Zl..RLOS IiUMBERTO FAUAZE 2ILHO E OUTRO{A/Si
NE:SSON !'I,.EURER
"'nCHEL SALTEA OLIVElRA
PEDRO DA SILVA CORREA DE OLTVEIRA ANDRADE NETO
MICHEL SALI BA OLIVElRA
PEDRQ HENRY NETO
SEM REPRESENTACĂO NOS AUTOS
RENATO DELMAR MOLLING
VANIR DE MATTOS E OUTRO(A/S)
ROBERTO EGÎDIO BALESTRA
SEM REPRESEN1'iC1O NOS Auros
ROBERTO PP.REIRA DE BRITTO
EVÂNIO JOSE DE MOURA SANTOS E OUTRO{A/S)
ROBERTO SERGIO RIBEIRO COUTINHO TEIXEIRA
MI CHEL SALIBA OLIVEIRA
ROMERO JUCA FILHO
ANTONIO CARLOS DE ALHEIDA C.n.STRO E OUTRO(A/S)
SIMAO SESSIM
RAFAEL ALMEIDA DE PIRO E OUTRO(A/S)
VALDIR RAUPP DE MATOS
N1LSON VITAL NAVES E OUTRO(A/S)
VILSON LUIZ CQVATTI
DECIO GIANELLI RODRIGUES MARTINS E OllTROiA/S)
DAIHEL RADIeI JljNG
WALDIR MARAMHĂG CAROOSO
NICHEL SALIBA OLIVEIRA E OUTRO{A/S)
Conti.nua9âo 2
Conti.nua9ao 3
Continua9ao 4
Continuac;ăo 6
Continua9âo 7
Conti.nua9ao e
Continua9ăo 9
,-
SERVI<;:O PUBLICO FEDERAL
MINISTERIO DA JUSTI<;A
DEPARTAMENTO DE POLicIA FEDERAL
I DIRETORIA DE INVESTIGAyĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO
! GRUPO DE INQUERITOS DO STF (INQ. 3989 - STF)
I RE N° 0008/2015-1 TOMBO 2015111
· 'Ja. ______________________________________________/
I
I VOLUME XII
ETIQUETA JUSTI<;:A
ETIQUETA JUSTI<;:A
DPF - 309
,- -,.
•
•
SERVI<;O PUBLICO FEDERAL
MJ - DEPARTAMENTO DE POLiCIA FEDERAL
DlRETORIA DE INVESTIGA<;ĂO E COMBATE AO CRlME ORGANIZADO
GINQ/STF/DICOR - GRUPO DE INQUERITOS DO STI'
TERMO DE ABERTURA DE VOLUME
Ao(,)08 dia(,)do miis de setembro de 2015, nesta Diretoria de Investiga,ao e Combate
ao Crime Organizado - DICOR/DPF, em Brasilia/DF, em cumprimento ao item 1 do
Despacho exarado il II. 2443 dos autos do presente apurat6rio, procedo il ABERTURA
do VOLUME 12 deste Registro Especial n,o 0008/2015-1 (Inquerit 989 - STF),
o qual se inicia com a lolha n.' 2444, do que, para constar, eu,%_-",,'.Jf-_' OEZER
SOUSA BARROSO, Escrivao de Policia Federal, Matricula/DP~
em exercicio na DICOR/DPF, lavro este termo.
RE N° 000812015-1
•
•
SERVIC;;O PlJBLICO FEDERAL
MJ - DEPARTAMENTO DE POLicIA FEDERAL
DIRETORIA DE INVESTIGAC;;ĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO
GINQ/STF/DICOR - GRUPO DE INQUERITOS DO STF
JUNTADA
AOj,) 08 di8(,) do mos de setembro de 2015, la,o juntada aos
autos dOj,)doeumento(,)releridol')nOj,)ite"1")2 a 10 do Despaeho
exar do ăt,) 11(,) 2443 dos autos deste Registro Espeeial n.'
15-1 - GINQJSTF/DICOR (Inquerito n.' 3989 - STF). Eu,
OEZER SOUSA BARROSO, Eserivao de Policia
1, l' Classe, Matrieula/DPF n.' 14.368, 10tadOj,) e em
e ieio na Diretoria de Investiga,ao e Combate ao Crime
Organizado - DICORlDPF, que o lavrei.
RE N° 000812015-1 fis. 1 /1
•
•
•SERVI~O PUBLICO FEDERAL
MJ - DEPARTAMENTO DE POLiCIA FEDERAL
DICORlllPF
FI' 2q45
/,1Rub.
DIRETORIA DE INVESTIGA~ĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO
GINQ/STFIDICOR - GRUPO DE INQUERITOS DO STF
TERMO DE DECLARACOES
que presta PEDRO HENRY NETO:
Ao(,) 26 dia(,) do mes de agosto de 2015, nesta cidade de(,) Cuiaba/MT, na sede do,,)
Superintendencia Regional de Policia Federal no Estado do Mato Grosso, onde
presente se encontrava 0(,) Delegado(,) de Policia Federal JOSELIO AZEVEDO DE
SOUSA, Classe Especial, Matricula/DPF n· 9518, lotado(,) e em exerdcio no(,)
Diretoria de Investiga9ao e Combate ao Crime Organizado, compareceu PEDRO
HENRY NETO, brasileiro, Terceiro Grau Completo, natural de(,) Santo Andn§/SP,
casado, filho(,) de Mario Duilio Evaristo Henry e de Hortencia Henry, nascido(,) aos
19/04/1957, Medico, portador(,) do Documento de Identidade n· 617.431 - SSP/MT,
inscrito(,) no CPF/MF sob o n· 175.068.671-68, residente no,,) Avenida Sao
Sebastiao, n.o 2105, Edificio Maison Renoir, Apto. 1601, Bairro Popular, Cuiaba/MT,
CEP 78045-400, celular (65) 9971-0457. Cienlificado acerca dos seus direitos
conslilucionais, inclusive o de permanecer calado, inquirido(,) pela Auloridade
Policial a respeito dos fatos em apura~âo. o Declaranle RESPONDEU QUE:
exerceu o mandato de Deputado Federal por cinco legislaturas, nas anos de 1996 a
2013; QUE, salva engano, ingressou no Partida Progressista no ano de 2001; QUE
ingressou no Partida Progressista a convite de FRANCISCO DORNELLES, a quem foi
apresentado por AECIO NEVES; QUE foi Lider do Partida nas anos de 2003 e 2004;
QUE no ano de 2004 foi destituido da condi9ao de Lider do Partida em uma disputa
interna cam JOSE JANENE; QUE indagado do motiva de sua destitui9ao, o
Declarante diz que isto se deu por conta de disputas politicas corn JOSE JANENE;
QUE conheceu JOSE JANENE quando de seu ingresso no Partida, no ano de 2001,
uma vez que JOSE JANENE ja era Deputado Federal pela Partida Progressista; QUE
afirma que a rela980 cam JOSE JANENE nao era uma rela9ao amigavel; QUE
conheceu PAULO ROBERTO COSTA em um jantar realizado na residencia de JOSE
JANENE no ano de 2004; QUE JOSE JANENE realizou este jantar para apresentar
PAULO ROBERTO COSTA il Bancada do Partida; QUE afirma que este jantar
ocorreu apas a apresenta9ao do nome de PAULO ROBERTO COSTA, ao Governo
Federal, coma o nome indicado pela Partida Progressista para assumir a Diretoria de
Abastecimento da PETROBRAS; QUE ate este jantar PAULO ROBERTO COSTA
ainda nao havia sido nomeado para tai cargo; QUE reafirma que ate este momento
nao conhecia PAULO ROBERTO COSTA; QUE nao tratau de qualquer reuniao cam
representantes do Governo Federal cam o objetivo de apresentar o nome de PAULO
ROBERTO COSTA para assumir a Diretoria de Abastecimento da PETROBRAS; QUE
esclarece que no ano de 2003 a Comissaa de Minas e Energia da Câmara era
presidida por JOSE JANENE, sendo seu Vice o Deputado JOAO PIZZOLATII; QUE
no ano de 2004 os papeis se inverteram e JOSE JANENE passou a ser o Vice-
E N.O000B12015-1 - GINQ/STF/DICOR {INQ. N.O 39B9 - s~
•
•
DICQRlDPF
FI, 244
Rub.
(
SERVIC;:O FEDERAL
MJ - DEPARTAMENTO DE POLiCIA FEDERAL
DIRETORIA DE INVESTIGAC;:ÂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO
GINQ/STF/DICOR - GRUPO DE INQUERITOS DO STI'
Presidente desta Comissao, dirigida por JOÂO PIZZOLATTI; QUE, a esta epoca,
PAULO ROBERTO COSTA era Diretor de uma Subsidiaria da PETROBRAS, cujo
nome nao se recorda; QUE acredita que JOSE JANENE conheceu PAULO
ROBERTO COSTA durante este periodo, em razao da pertinencia tematica cam a
Comissao de Minas e Energia; QUE a apresentagao do nome de PAULO ROBERTO
COSTA ao Governo Federal para uma Diretoria da PETROBRAS partiu da Diregao do
PP; QUE a Dire,ao do Partida a esta epoca era formada, principalmente, pela seu
entao Tesoureiro JOSE JANENE e pela Presidente do Partida, o Deputado PEDRO
CORREA; QUE PEDRO CORREA foi Presidente do PP ate o ano de 2006; QUE
acredita que o nome de PAULO ROBERTO COSTA foi apresentado ao entao
Ministro-Chefe da Casa Civil JOSE DIRCEU; QUE afirma que em momento algum do
jantar realizado por JANENE para apresentagao de PAULO ROBERTO COSTA,
JANENE mencionou que a indica,ao de PAULO ROBERTO COSTA tinha coma
objetivo a gera,ao de vantagens indevidas para Parlamentares do Partida
Progressista a partir dos contratos celebrados por aquela Diretoria; QUE este jantar
contau cam aproximadamente trinta Parlamentares do PP; QUE foi Lider da Bancada
ate novembro de 2004; QUE o Declarante nao tratau da nomea,ao de PAULO
ROBERTO COSTA para a Diretoria de Abastecimento da PETROBRAS cam qualquer
representante do Governo Federal; QUE pode haver ocorrido de, na condi,ao de Lider
da Bancada, em alguma reuniao cam o entao Ministro JOSE DIRCEU, em conjunto
cam PEDRO CORREA e JOSE JANENE, o tema da nomea,ao de PAULO ROBERTO
COSTA possa ter sido tratado ou por JANENE, ou por PEDRO CORREA, cam o entao
Ministro-Chefe da Casa Civil; QUE jamais tratau da nomeagao de PAULO ROBERTO
COSTA cam o entao Presidente LULA; QUE, igualmente, nao tem conhecimento se
PEDRO CORREA e JOSE JANENE trataram deste assunto cam o Ex-Presidente;
QUE em sendo lida o Termo de Declara,oes n,o 01 prestado por PAULO ROBERTO
COSTA (reinquiri,ao), o Declarante afirma que nao se recorda de haver se encontrado
cam PAULO ROBERTO COSTA em seu Gabinete na Camara dos Deputados; QUE
refuta a afirma,ao de PAULO ROBERTO COSTA de que o Declarante apresentou seu
nome ao Palacio do Planalto coma sendo a indicagao do Partida Progressista para
assumir o cargo de Diretor de Abastecimento da PETROBRAS; QUE indagado se
participava dos processos de apresentagao e defesa junto ao Governo Federal da
indica,ao de nomes para cargos importantes da Administra,ao Publica Federal, o
Declarante afirma que na condi,ao de Lider da Bancada na Câmara nao era seu
papel realizar tai atividade; QUE tai atividade era desempenhada pela Presidente do
Partida, na epoca o Deputado PEDRO CORREA; QUE, em sendo lida outro trecho do
Termo de Declara,oes n° 01 de PAULO ROBERTO COSTA (reinquirigâo), o
Declarante afirma que nem que quisesse poderia trancar a pauta do Congresso
Nacional a fim de pressionar o Governo a nomear PAULO ROBERTO COSTA, uma
vez que o tema e Regimental; QUE indagado do motivo pelo qual PAULO ROBERTO
COSTA afirmau que tratou com o Declarante e o mesmo haveria se comprometido a
levar o nome deie (PAULO ROBERTO COSTA) ao Palacio do Planalto para assumir a
RE N,o 0008/2015-1 _GINO/STF/DICOR (INO, N,o 3989 - ST")$
r fl, 2/~
•
•
DICORlDPF
FI, 2447
Ro'. /.
SERVI<;:O PUBLICO FEDERAL
MJ - DEPARTAMENTO DE POLiCIA FEDERAL
DIRETORIA DE INVESTIGA<;:ĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO
GINQ/STF/DICOR - GRUPO DE INQUERITOS DO STI'
Diretoria de Abastecimento, o Declarante afirma que nao tem a menor ideia do motivo
que levou PAULO ROBERTO COSTA a fazer tai afirmayao; QUE em sendo lido
trecho do Termo de Declarayoes n° 04 (reinquiriyM) de ALBERTO YOUSSEF, o
Declarante afirma que tais declarayoes sao descabidas e nao duvida, inclusive, que
tais afirmayoes possam ter sido uma bravata de JOSE JANENE a fim de demonstrar
poder; QUE reitera que mesmo na condiyao de Lider da Bancada, o Declarante nao
pOderia promover o trancamento da pauta que Ihe e atribuido; QUE no ano de 2013
renunciou a seu mandato de Deputado Federal; QUE teve um unica contato com
ALBERTO YOUSSEF; QUE este contato se deu em um jantar realizado por JOSE
JANENE, provavelmente no ano de 2007; QUE apas esta ocasiao nao teve qualquer
outro encontro com ALBERTO YOUSSEF; QUE indagado se tinha conhecimento da
existencia de um esquema de corrupyao na Diretoria de Abastecimento da
PETROBRAS que beneficiava Parlamentares do PP, o Declarante afirma que nao
tinha conhecimento de tai fato; QUE somente apas os fatos se tornarem publicos e
que tomou conhecimento que dezenas de Parlamentares do PP pudessem estar
recebendo, de maneira indevida, vantagens da PETROBRAS; QUE nao recebeu
valores em especie entregues por ALBERTO YOUSSEF, alguem a mando deste, ou a
mando de JOSE JANENE; QUE indagado a respeito da doayao de cem mii reais
realizada pela CONSTRUTORA QUEIROZ GALVAO para a sua campanha nas
Eleiyoes de 2010, o Declarante afirma que foi comunicado por FRANCISCO
DORNELLES, entao Presidente do Partido, que receberia tai doayao; QUE nao
conhece qualquer representante da CONSTRUTORA QUEIROZ GALVAO; QUE, apas
o recebimento desta doayao, alguem do Partido, provavelmente o Sr. CEMBRANEL,
solicitou a emissao de um recibo referente il doayao; QUE indagado a respeito da
doayao de cem mii reais realizada pela JARAGUA EQUIPAMENTOS INDUSTRIAIS
LTDA, o Declarante afirma que tai doayao seguiu o mesmo rito da anterior, ou seja, foi
informado pelo entao Presidente FRANCISCO DORNELLES que receberia tai doayao;
QUE nao conhece qualquer representante da JARAGUA; QUE esteve na Sede da
PETROBRAS no Rio de Janeiro para falar com PAULO ROBERTO COSTA por uma
ou duas vezes; QUE o objetivo de sua ida foi para tratar de assunto referente il
produyao de ureia; QUE este assunto era de interesse do Declarante em razao de que
a ureia e produzida a partir de gas natural e a cidade de Caceres/MT, que eseu
reduto eleitoral, por conta do GASODUTO BRASIL-BOLivIA, teria interesse em se
valer desta condiyao para a produyao de ureia; QUE como resultado destas tratativas
quatro tecnicos da PETROBRAS se deslocaram il cidade de Caceres/MT; Ăs
perguntas da Detesa, o DecIarante RESPONDEU QUE: apas ser destituido da
Lideranya da Bancada do Partido, em novembro de 2004, o Declarante foi excluido do
processo decisario do PP; QUE isto ocorreu pelo fato de que apas sua saida da
Lideranya, JOSE JANENE apresentou o nome de SEVERINO CAVALCANTE para
disputar a Presidencia da Câmara; QUE o Declarante achava que SEVERINO
CAVALCANTE nao reunia as condiyoes necessarias para assumir a Presidencia da
C sa e, por isto, o Declarante passou a apoiar o Candidato LUIZ EDUARDO
RE N.Q 0008/2015-1 - GINQ/STF/DICOR (INQ. N,O 3989 - ST~
r
•
•
DICOR/DPF
FI' 2448
Reb. /.
SERVI<;:O PUBLICO FEDERAL
MJ - DEPARTAMENTO DE POLiCIA FEDERAL
DIRETORIA DE INVESTIGA<;:ĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO
G1NQ/STF/DICOR - GRlPO DE INQUERITOS DO STF
GREENHALGH; QUE por conta destes fatos afirma que foi "escanteado" dentro do
Partido, nao assumindo mais nenhuma fun~ao por indica~ao do mesmo. Nada mais
disse e nem Ihe foi perguntado(,). Foi entao advertido(,) da obrigatoriedade de
comunica~ao de eventuais mudan~as de endere~o em face das prescri~ăes do Art.
224 do CPP. Encerrado o presente que, lido e achado conforme, assinam com 0(,)
Declarante, na presen~a de seul'"') Advogado(,) RICARDO GOMES DE ALMEIDA,
inscrito(,) na OAB/MT sob o n.o 5985, do(,) Escritario RICARDO ALMEIDA
ADVOGADOS ASSOCIADOS, situado(,) nOi') Avenida Historiador Rubens de
Mendon~a, n.o 1894, 21 0
Andar, Centro Empresarial Maruana, Bairro Bosque da
Saude, Cuiabâ/MT, CEP 78050-000, comercial (65) 3023-0002, celular (65) 9973-
0880, e-mail: ricardo@ricardoalmeida.adv.br.e.comigo. OEZER SOUSA BARROSO,
Escrivao(.) de Policia Federal, Primeira Classe, Matricula/DPF n.o
14368, lotado(,) e
em exercicio nOi') Diretoria de Investiga~ao e ao Crime Organizado, que o
lavrei.
AUTORI DADE POLICIAL :...........'0'.,;;..,;...,';c'"s''ii'}tOA~~'J')0DEsousA. M~i;j~;i~PF;;9518 ..........
DECLARANTE :............... c~~ii
NETO
V",AL""IC'A. OABIMT n.(> 5985
ESCRIVĂO(Â)
EP'~~B.SJ~...._ilb';o.. MatriculalDPF n.o 14368
RE N.Q
0008/2015-1 - GINQ/STF/DICOR (INQ. N.o 3989 - STF) fis. 4/4
•
•
•
.• ~
SERVI<;O PlJBLICO FEDERAL
MI - DEPARTAMENTO DE POLiCIA FEDERAL
DIRETORIA DE INVESTIGA<;ĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO
GINQ/STF/DICOR - GRUPO DE INQUERITOS DO STF
TERMO DE DECLARAC;OES
que presta ANisAL FERREIRA GOMES:
Ao(,) 27 dia(,) do mas de agosto de 2015, neste(a) Edificio-Sede do Departamento de
Policia Federal, em Brasilia/DF, onde presente se encontrava JOSELIO AZEVEDO DE
SOUSA, Delegado de POlicia Federal, Classe Especial, Matricula/DPF n.o 9.518,
lotado(a)e em exercicio nO(a)Diretoria de Investigagao e Combate ao Crime Organizado -
DICOR/DPF, compareceu ANÎBAL FERREIRA GOMES, sexe masculino,
nacionalidade brasileira, casado(a) filho(a) de Amadeu Ferreira Gomes e Francisca
Silveira Gomes, nascido(a) aos 07/06/1953, natural do Rio de Janeiro/RJ, instrugao
terceiro grau completo, Deputado Federal, portador do Documento de Identidade n.o
2.405.925 - SSP/DF, inscrito(a) no CPF/MF sob o n.o 042.409.523-87, residente nfl1o)
SQN 302, Bloco "A", Apto. 201, bairro Asa Norte, CEP 70723-010, Brasilia/DF,
enderego profissional na(o) Praga dos Tras Poderes - Câmara dos Deputados, Gabinete
731 - Anexo IV, bairro Zona Civico-Administrativa, CEP 70160-900, Brasilia/DF, fone
(61) 3215-5731, e-mail: dep.anibalgomes@camara.leg.br. Cientificado acerca dos
seus direitos constitucionais, inclusive o de permanecer calado, inquiridO(a) a
respeito dos fatos peta Autoridade Poticial, RESPONDEU: aUE esta no sexlo
exercicio de seu mandate como Deputado Federal; aUE ingressou nos quadros do
PMDB ha trinta anos, aproximadamente; aUE nao ingressou no PMDB a convite de
alguma Lideranga especifica; aUE conheceu o Senador RENAN CALHEIROS, no ano
de 1995 ou 1996, atraves do irmao do Senador, OLAVO CALHEIROS; QUE nao
possui relagao de amizade com o Senador RENAN CALHEIROS; aUE sua relagao
com o Senador e principalmente partidaria, em rama da grande influancia que o
mesmo possui junto il Bancada do PMDB na Câmara; aUE, atualmente, RENAN '
CALHEIROS ja nao exerce uma influancia tao grande na Bancada do Partida na
Câmara, uma vez que o Partido e atualmente muito homogeneo e a lideranga de
RENAN ocorria principalmente nas situag6es de disputas internas; QUE conheceu
PAULO ROBERTO COSTA ha, aproximadamente, dez anos atras; aUE foi
apresentado ao mesma por uma pessoa cujo o nome nâo se recorda; QUE o primeiro
contato que teve com ele foi por meio de uma audiancia solicitada pela Declarante
para ser recebido por PAULO ROBERTO COSTA na Sede da PETROBRAS no Rio de
Janeiro; QUE procurou PAULO ROBERTO COSTA para tratar com ele a respeito da
implantagao de uma refinaria no Estado do Ceara; aUE sua relagao com PAULO
ROBERTO COSTA sempre foi uma relagao cordial, porem, nao possuia relagao de
amizade corn o mesma; QUE por voita de quatro anos atras, ou mais, o Declarante se
encontrou com PAULO ROBERTO COSTA na Sede da PETROBRAS; aUE nesta
ocasiao PAULO ROBERTO COSTA Ihe disse que corria risca de ser destituido do
cargo de Diretor de Abastecimento; QUE, segundo informado por PAULO ROBERTO
COSTA, o mesmo havia ficado afastado por motivo de doenga por um periodo de dois
RE N° 0008/2015-1
.,jt./l
O' IJ
.'
•
•
,~,~
RU~-;J
meses; aUE, 80 reternar, sua situa~âo no carga se encontrava instavel em rama de
que havia uma outra pessoa, cujo nome nao ser recorda, que estava pleiteando seu
cargo; QUE entao o Declarante se ofereceu para buscar apoio politico junto ao PMDB
a fim de manter PAULO ROBERTO no cargo; QUE afirma que, neste primeiro
momento, disse a PAULO ROBERTO COSTA que o apoio seria pleiteado junto as
Lideran,as do PMDB; QUE vinte dias ap6s esta conversa PAULO ROBERTO COSTA
veio a BrasfliaJDF e procurou o Declarante; QUE entao disse a PAULO ROBERTO
COSTA que iria viabilizar um encontro com o Senador RENAN CALHEIROS; QUE
indicou o Senador RENAN CALHEIROS pela fato de o mesmo ser a epoca Presidente
ou Lider do Partido, ou seja, uma pessoa de destaque dentro do Partido; QUE ligou
para o Senador RENAN CALHEIROS e perguntou se o mesmo poderia receber o
Declarante e PAULO ROBERTO COSTA; QUE RENAN se encontrava reunido com
demais Parlamentares do PMDB; QUE o Declarante nao sabe ao certa se RENAN
estava em um almo,o ou em um jantar com os demais Parlamentares do PMDB; QUE,
ap6s a anuemcia de RENAN, deslocou-se com PAULO ROBERTO COSTA ate a
residencia de RENAN CALHEIROS, nao se recordando se era residencia oficial ou
pessoal de RENAN CALHEIROS; QUE ao chegar no local estavam presentes, alem do
Senador RENAN CALHEIROS, o Deputado HENRIQUE EDUARDO ALVES, o
Senador ROMERO JUCA, e uma quarta pessoa, que năo se recorda se era o Senador
VALDIR RAUPP ou o Senador EDISON LOBÂO; QUE, entao, o Declarante expâs aos
presentes o motivo de sua ida; QUE na ocasiăo buscou junto a tais Lideran,as que
PAULO ROBERTO COSTA fosse mantido na Diretoria de Abastecimento ou que fosse
apoiado pelo Partido para assumir a Diretoria de Exploragăo; QUE em relagao a sua
manutengăo no carga de Diretor de Abastecimento, os Parlamentares presentes nâo
deram uma resposta, apenas ouviram; QUE em relagao a PAULO ROBERTO ser
designado para a Diretoria de Exploragao, foi dito que isto nao seria possivel uma vez
que esta Diretoria era uma indicagao do Partido dos Trabalhadores; QUE, em sendo
lido trecho do Termo de Declarag6es do Senador ROMERO JUCA (fis. 1912/1915), o
Declarante confirma a versao apresentada, mas ressalva que, ao contraria do afirmado
por ROMERO JUCA, o Declarante nao havia conversado com o PP; QUE afirma que
nao possuia abertura para tratar de tai assunto com o PP, Partido responsavel pela
indica,ăo e manutengao de PAULO ROBERTO COSTA no cargo de Diretor de
Abastecimento; QUE indagado do motivo pelo qual apresentou PAULO ROBERTO
COSTA a RENAN CALHEIROS e outras Liderangas do PMDB a fim de dar a ele apoio
politico, afirma que isto se deu pela fato de que PAULO ROBERTO COSTA sempre foi
uma pessoa muito cortes corn o Declarante, atendendo seus pleitos institucionais e
tambem porque estava il frente da implantagao da refinaria no Ceara; QUE afirma que
năo propâs ou impâs a PAULO ROBERTO COSTA qualquer condigăo em troca do
apoio politico do PMDB; QUE, em sendo lido trecho do Termo de Declarag6es n.o
03
de PAULO ROBERTO COSTA (fis. 2363/2364), o Declarante reluta as afirma,6es
feitas por PAULO ROBERTO COSTA; QUE indagado do motivo das afirmag6es de
PAULO ROBERTO COSTA, o Declarante afirma que talvez ele esteja querendo atingir
o Partido; QUE indagado que motivos PAULO ROBERTO COSTA teria para tentar
atingir o PMDB, o Declarante afirma que talvez PAULO ROBERTO COSTA tenha
ficado insatisfeito em nao receber o apoio desejado do Partido; QUE pelo que tem
conhecimento PAULO ROBERTO COSTA nao foi apoiado pelo PMDB para se manter
no cargo de Diretor de Abastecimento; QUE em sendo lido outro trecho do Termo de
Declarag6es n.o 03 de PAULO ROBERTO COSTA (fI. 236~ o Declarante afirma,qu,e
teve apenas uma unica reuniao com PAULO ROBERTO COSTA e co EN N
~.oo_'" ( Ix
•
•
DP~/N
FI:~
Rub, ---1
<
CALHEIROS, aquela acima narrada; QUE nega haver participado de outras reunioes
com RENAN CALHEIROS e PAULO ROBERTO COSTA, onde tenham sido tratados
temas da PETROBRAS, especialmente aqueles narrados por PAULO ROBERTO em
suas Declaragoes; QUE indagado do motivo das mais de quarenta visitas a PAULO
ROBERTO COSTA entre maia de 2007 a dezembro de 2011, o Declarante afirma que
em sua maioria estas visitas se deram para possibilitar agendas com PAULO
ROBERTO de empresarios e pessoas que procuravam o Declarante a fim de se
encontrar com PAULO ROBERTO COSTA; QUE tais pessoas que procuravam o
Declarante se queixavam da dificuldade de falar com PAULO ROBERTO COSTA, as
vezes passando por mais de seis meses de espera; QUE indagado a respeito dos
nomes e das empresas que teria levado para conversar com PAULO ROBERTO
COSTA, o Declarante cita TOME, da TOME ENGENHARIA, PAULO, da SERVENG e
CESAR, da ALUSA; QUE nâo se recorda no momento o nome de outras empresas e
seus respectivos representantes que o Declarante levou para tratar com PAULO
ROBERTO COSTA; QUE na maioria das vezes em que esteve com PAULO
ROBERTO COSTA na Sede da PETROBRAS, o Declarante foi sozinho; QUE
indagado do motivo pelo qual estes empresarios procuraram o Declarante a fim de
conversar com PAULO ROBERTO COSTA, o Declarante afirma que tais empresas
sabiam que o Oeclarante tinha um acesso facilitado com PAULO ROBERTO COSTA;
QUE indagado do motivo pelo qual tinha um acesso facilitado a PAULO ROBERTO
COSTA, o Declarante afirma que e porque PAULO ROBERTO COSTA sempre foi
muito cortes com o Declarante; QUE por voita de oitenta por cento das vezes em que
se reuniu com PAULO ROBERTO COSTA foi para levar solicitagoes de empresas
interessadas em se cadastrar para participar de licitagoes da PETROBRAS; QUE
reitera que tais empresas o procuraram pois tinham dificuldade de marcar audiencias
com PAULO ROBERTO COSTA; QUE com relagâo ao objeto das reunioes com as
empresas ALUSA, SERVENG e TOME, o Declarante afirma que nâo recorda o objeto
das reunioes com as empresas TOME ENGENHARIA e ALUSA; QUE com relagâo il
reuniâo com os representantes da SERVENG, afirma que esta foi para propor a
PETROBRAS uma parceria no sentido de que esta alugasse parte de um porto que a
SERVENG pretendia construir na cidade de Sâo Sebastiâo/SP com recursos de um
empresa chinesa denominada SINOPEC; QUE tai pleito foi encaminhado por PAULO
ROBERTO COSTA a um outro setor da PETROBRAS, cujo nome nâo se recorda, e ali
foi indeferido; QUE indagado se ja solicitou ou se recebeu alguma vantagem indevida
atraves de PAULO ROBERTO COSTA, o Declarante afirma que nunca recebeu ou fez
tai solicitagâo a PAULO ROBERTO COSTA; QUE conheceu JORGE LUZ ha
aproximadamente sete anos; QUE JORGE LUZ foi apresentado ao Declarante por
uma pessoa que no momento nâo se recorda; QUE JORGE LUZ procurou o
Declarante em razâo de uma agâo de investigagâo de paternidade que ele (JORGE
LUZ) estava respondendo; QUE JORGE LUZ buscava junto ao Declarante um apoio
para apresentar ao Ministro do STJ que estava com o caso um memorial que ele havia
preparado neste processo; QUE nâo se recorda quem era o Relator do caso e tambem
nâo o conhecia, razâo pela qual nâo atendeu ao pedido de JORGE LUZ; QUE teve
ainda duas ou tres reunioes com JORGE LUZ; QUE JORGE LUZ tinha uma empresa
de abastecimento de aeronaves em varios aeroportos no Brasil; QUE o Declarante se
intereSSDu por tai atividade e buscou montar uma empresa para si; aUE, porem, nao
chegou a constituir qualquer pessoa juridica para tai atlvidade, nem tampouco aportou~
recursos na empresa de JORGE LUZ; QUE nâo se, recorda o nome da em resa de
~.~~'" f /~ -V O;'
.'.
•
•
OPF/MJ
FI:
~~
Au :
JORGE LUZ; QUE ha aproximadamente quatro anos năo se encontra pessoalmente
cam JORGE LUZ; QUE por voita de oito meses atras JORGE LUZ ligou para o
Declarante; QUE tai ligagăo năo tinha um objetivo especifico, sendo apenas para ter
noticias do Declarante; QUE conheceu NESTOR CERVER6 quando o Diretor da
PETROBRAS era DELCiDIO AMARAL; QUE NESTOR CERVER6 trabalhava cam
DELCiDIO, năo recordando qual cargo ocupava; QUE foi apresentado a NESTOR
CERVER6 pela entăo Deputado FLAVIO DERZI; QUE se encontrou cam NESTOR
CERVER6 na Sede da PETROBRAS por voita do ano de 2007; QUE năo se recorda
do motiva desta sua visita a NESTOR CERVER6; QUE no ano passado se encontrou
por uma ou duas vezes cam NESTOR CERVER6 na BR DISTRIBUIDORA; QUE o
motiva destas visitas foi para tratar do parcelamento de dividas de combustivel das
empresas TAF - TRANSPORTE AEREO FORTALEZA e uma outra cujo nome năo se
recorda, que prestavam servigo no Aeroporto de Fortaleza; QUE năo conhece e nunca
teve qualquer contato, publica ou privado, cam ALBERTO YOUSSEF; QUE conheceu
LAERCIO TOME, Presidente da TOME ENGENHARIA, no Aeroporto de Fortaleza ha
aproximadamente quatro anos atras; QUE năo se recorda quem os apresentou; QUE,
nesta ocasiăo, TOME indagou ao Declarante se ele conhecia PAULO ROBERTO
COSTA; QUE TOME tinha interessado em agendar uma reuniăo cam PAULO
ROBERTO COSTA; QUE o Declarante entăo se prontificou a informar aTOMI" quando
estaria no Rio de Janeiro, a fim de que pudesse leva-Io para ter uma reuniăo cam
PAULO ROBERTO COSTA; QUE um mes ap6s o encontro cam TOME no aeroporto, o
Declarante combinau cam o mesmo para irem se encontrar cam PAULO ROBERTO
COSTA; QUE o Declarante năo recorda qual foi o pleito apresentado por TOME a
PAULO ROBERTO COSTA; QUE, tai coma costumava fazer, o Declarante năo
acompanhou a conversa entre PAULO ROBERTO COSTA e LAERCIO TOME, tendo
apenas o apresentado e depois se retirado; gUE afirma gue estas foram as duas
ocasi6es em que esteve pessoalmente cam LAERCIO TOME; QUE ap6s a reuniăo na
PETROBRAS, o Declarante năo teve mais qualquer outro contato, inclusive telefânico,
cam LAERCIO TOME; QUE afirma que jamais recebeu qualquer vantagem indevida de
LAERCIO TOME; QUE em sendo lida trecho do Termo de Declarag6es n.o 05 de
ALBERTO YOUSSEF (fis. 2350/2351), o Declarante nega que tenha recebido R$
1.400.00,00 (um milMo e quatrocentos mii reais) pagos por LAERCIO TOME; QUE
năo sabe por qual motiva ALBERTO YOUSSEF fez tais afirmag6es; QUE indagado a
respeito de sua evolu<;ao patrimonial, se comparadas as Declarag6es de Sens
apresentadas il Justiga Eleitoral nas anos de 2006, no valor de menos de R$
300.000,00 (trezentos mii reais), e de 2010, no valor de R$ 6.800.000,00 (seis milh6es
e oitocentos mii reais), o Declarante afirma que năo sabe explicar tai evolugăo; QUE
pediu a seu Contador, conhecido por "TIM", que apresentasse uma justificativa para a
evolugăo patrimonial constatada a partir destas duas Declarag6es; QUE năo sabe o
nome completa de seu Contador; QUE o mesmo presta servigos ao Declarante ha
mais de vinte anos; QUE indagado da origem do valor de R$ 1.300.000,00 (um milhăo
e trezentos mii reais), em especie, constantes de sua Declaragăo il Justiga Eleitoral de
2010, o Declarante afirma que este valor decorre da venda de sua participagăo em
uma empresa cujo nome nao se recorda; QUE sua participagâo nesta empresa foi
vendida ou para seus irmăos, ou para seus filhos; QUE seus irmăos săo JOĂO
BOSCO FERREIRA GOMES, AMADEU FERREIRA GOMES FILHO, FRANCISCO
FLÂVIO SILVEIRA GOMES, MANOEL DUCA DA SILVEIRA NETO e UDuiNA
FERREIRA GOMES; QUE eprovavel que a venda tEmha sido feita para JOĂO B CO
rfIV'î~ ;X
RE W0008/2015-1
,
•
•
DPFjMJ
FI' ') A 1:
Rub~_<J
FERREIRA GOMES; QUE O nome de seus filhos e AMANDA BORBOREMA
FERREIRA GOMES, Dentista, ARMANDO BORBOREMA FERREIRA GOMES,
Medico, e RAQUEL BORBOREMA FERREIRA GOMES, tambem Medica; QUE
indagado a respeito das fazendas no Estado do Tocantins listadas em sua Declaragăo
de 2010, O Declarante afirma que săo na verdade lotes de aproximadamente
seiscentos a oitocentos hectares; QUE indagado a origem dos recursos com os quais
adquiriu tais fazendas, o Declarante afirma que năo se recorda; QUE indagado do
motivo pela qual possuia R$ 1.300.000,00 (um milMo e trezentos mii reais) em
especie na sua casa, em 2010, o Declarante afirma que em periodo eleitoral
costumava ter valores em especie consigo; QUE indagado da origem da quantia de R$
1.805.000,00 (um milhăo, oitocentos e cinco mii reais), em especie, constantes de sua
Declaragăo il Justiga Eleitoral no ano de 2014, o Declarante afirma que năo sabe a
origem da mesma, podendo esta ser explicada pelo seu Contador; QUE deste valor
tinha R$ 1.500.000,00 (um milMo e meio de reais) consigo em casa; QUE tinha R$
300.000,00 (trezentos mii reais) emprestados para 'terceiros; QUE indagado quem
detinha a quantia de R$ 1.805.000,00 (um milhăo, oitocentos e cinco mii reais)
declarada, o Declarante afirma agora que nunca teve tai valor consigo; QUE o valor
que possuia efetivamente era em tomo de R$ 200.000,00 (duzentos mii reais); QUE
năo sabe por que consta R$ 1.805.000,00 (um milhăo, oitocentos e cinco mii reais) em
especie em sua Declaragăo de 2014 il Justiga Eleitoral; QUE tai dado pode ser
esclarecido por seu Contador; QUE neste ato se compromete a apresentar a
justificativa de seu incremento patrimonial citada nas respectivas Declaragoes il Justiga
Eleitoral, assim que o Contador conclui-Ia; QUE e s6cio de varias pessoas juridicas;
QUE indagado o name das pessoas jurÎdicas das quais â socia, o Declarante afirma
que năo se recorda; QUE năo possui bens em nome de terceiros; QUE năo movimenta
valores por meia de tereeiras; QUE ha pele menos dois anos vive exclusivamente corn
os rendimentos de seu salario como Deputado; QUE indagado de quais pessoas
juridicas ja recebeu rendimentos, o Declarante cita a Empresa SUCASA e outras cujos
nomes năo se recorda; QUE obtinha destas pessoas juridicas um rendimento
equivalente ao salario que recebia da Câmara dos Deputados; QUE todos os
rendimentos obtidos foram informados em suas Declaragoes Anuais il Receita Federal;
QUE todos os seus bens foram igualmente declarados il Receita Federal, inclusive as
cabegas de gado que possui na FAZENDA SANTA CLARA, no Municipio de
Itarema/CE, de propriedade de seu pai, AMADEU FERREIRA GOMES; QUE neste ato
se compromete a fomecer os numeros de celulares que fazia uso no periodo de 2007
a 2012; QUE providenciara a obtengăo destes numeros com sua Secretaria particular,
ANA PERCIA; QUE indagado da origem dos R$ 200.000,00 (duzentos mii reais) em
especie que o pr6prio Declarante depositou em sua conta de campanha nas Elei,oes
de 2014, o Declarante afirma que tais valores procedem de pequenas quantias doadas
por amigos do Declarante; QUE indagado do motivo pela qual as pessoas năo
realizavam tais doagoes diretamente em sua conta de campanha, o Declarante afirma
que isto se deu em razăo de os valores recebidos serem quantias pequenas, motiva
pelo qual pedia que as pessoas doassem diretamente para o Declarante; QUE pela
menos metade destes R$ 200.000,00 (duzentos mii reais) corresponde a doagoes
realizadas diretamente ao Declarante, principalmente por amigos e parentes; As
perguntas do Ministerio Publico Federal, RESPONDEU: QUE indagado se possuia
R$ 1.300.000,00 (um milhăo e trezentos mii reais), em especie, tai como consta de sua~
Declaragăo il Justiga Eleitoral no ano de 2010, o Deelarante afirma que năo pos al,
RE N'0008/2015-1 O'III-"'î 5/7
•
•
•
OPFjMJ
~~b.2454
quantia em especie; QUE tai langamento constante de sua Declaragao podera ser
explicado por seu Contador; QUE atualmente nao tem consigo qualquer valor em
especie; QUE afirma que seu patrim6nio e pequeno e que tem dividas com o cheque
especial; QUE estima em R$ 1.000.000,00 (um milhao de reais) o seu patrim6nio total
atual; QUE ap6s o almogo em que levou PAULO ROBERTO COSTA ate RENAN
CALHEIROS e as demais Liderangas do PMDB citadas, o Declarante afirma que nao
conversou mais com RENAN CALHEIROS a respeito da permanencia de PAULO
ROBERTO COSTA no cargo de Diretor de Abastecimento; QUE jamais deu motivos
para que PAULO ROBERTO COSTA fizesse a afirmagao de que o Declarante agia em
nome de RENAN CALHEIROS; QUE nunca teve amizade com JOSE JANENE; QUE
nunca tratou com Parlamentares do PP acerca do assunto PETROBRAS; QUE esteve
uma unica vez com PAULO TWIASCHOR em seu Gabinete na Camara dos
Deputados; QUE empregou em seu Gabinete RODRIGO CALHEIROS, filho do
Senador RENAN CALHEIROS; QUE RODRIGO CALHEIROS trabalhou no Gabinete
do Declarante, como Assessor Parlamentar, por um periodo aproximado de dois anos,
em data que nao se recorda; QUE se encontrou um unica vez com FERNANDO
BAIANO; QUE este encontro se deu na CHURRASCARIA PORcAo do Rio de Janeiro;
QUE FERNANDO BAIANO estava no restaurante, em outra mesa, efai apresentado
ao Declarante, nao se recordando por quem; QUE nao conhece e nunca esteve com
WILSON OUINTELLA; QUE ate o ano passado tinha uma divida com um agiota, divida
essa objeto de a,ao judicial na qual o Declarante e o agiota chegaram a um acorda;
QUE se compromete neste ata a juntar a c6pia da decisao, cam o nome do agiota e o
valor quitado pelo Declarante. Nada mais disse e nem Ihe foi perguntado. Foi entao
adverlidola) da obrigatoriedade de comunica,ao de eventuais mudan,as de enderego
em face das prescri,6es do Ari. 224 do CPP. Encerrado o presente que, lido e achado
conforme, assinam corn O(a) Declarante, na presenga de seu(sua. s) Advogado(a, s)
GUSTAVO ADOLPHO DANTAS SOUTO, inscritOla) na OAB/DF sob o n.o
14717, e
MANOEL ÂGUIMON PEREIRA ROCHA, inscritOla) na OAB/DF sob o n.o 27230, ambos
com escrit6rio situado nOla)Setor de Habitag6es Individuais Sul (SHIS), Ouadra Interna
(OI) 11, Conjunto 10, Casa 20, Bairro Lago Sul, CEP 71625-300, Brasilia/DF, comercial
(61) 3321-0487, celulares (61) 9925-6565 e (61) 9863-6068, respectivamente, com 0la.,)
Representantes do Ministerio Publico Federal, Procuradorla) da Republica BRUNO
FREIRE DE CARVALHO CALABRICH e Promotorla)de Justi,a WILTON OUEIROZ DE
UMA, e, comigo, OEZER SOUSA BARROSO, Escrivao de Policia Federal, 1a Classe,
Matricula/DPF n.o 14.368, lotadol') e em exercicio nOla) Diretoria de Investigagao e
Combate ao Crime Organizado - DICOR/DPF, que lavrei.
AUTORIDADE POUCIAL :.............................. ... . .....................................................
DPF JOSEU A'i.!iliJE60DE SOUSA, Matrfcu/aJDPF n.o 9.518
DECLARANTE ...............",-.....::-V- ""-"II4~............_...__.~ ....................
AN EIRA GOMES
ADVOGADOIA) .................:/..............................
'AN AS SGUrG, oAJn o 14717
fls 6/7
I,J~ X
GUSTAVQ
RE N° 0008/2015-1
•
•
ADVOGADO(Aj
OPF/MJ
FI, '2A1ir;J
Rutr. -;z~
(
PROCURADOR(AjDA REPUBLICA :................... 21........................... .........................
BRUN FREIRE DE CARVALHO CALABRICH
PROMOTOR(AjDE JUSTIi;A :.·.......................;...WiLTO,:::u:;.:r:;LiMA.........·..................
ESCRIVÂO(Ăj
''l~~~'j§l!.&-;O:so, Matricula/DPF n.0
14.368
RE N° 0008/2015-1 fis. 7 /7
,
•
•
DPF/MJ
F', !)..4.1:; 6Rut!.- "2 "'Vi
/Ii
SERVI(:O PlJBUCO FEDERAL
MJ - DEPARTAMENTO DE POLiCIA FEDERAL
DIRETORIA DE INVESTIGA(:ÂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO
GINQ/STF/DICOR - GRUPO DE INQUERITOS DO STF
TERMO DE DECLARACOES
que presta ARTHUR CESAR PEREIRA DE LIRA:
Ao,,) 28 dial') do mes de agosto de 2015, nestela) Edificio-Sede do Departamento de
Policia Federal, em Brasilia/DF, onde presente se encontrava JOSELIO AZEVEDO DE
SOUSA, Delegado de Policia Federal, Classe Especial, Matricula/DPF n.o 9.518,
lotado(a)8 em exercfcio nO(a)Diretoria de Investigagăo e Combate ao Crime Organizado -
DICOR/DPF, compareceu ARTHUR CESAR PEREIRA DE LIRA, sexe masculino,
nacionalidade brasileira, casado(a) filhola) de Benedito de Ura e de Ivanete Pereira de
Ura, nascidola)aos 25/06/1969, natural de Maceio/AL, instrugăo terceiro grau completo,
Deputado Federal, portador do Documento de Identidade n.O 687257 - SSP/AL, inscrito
no CPF/MF sob o n.o 678.210.904-25, residente n"'o)Avenida Doutor Antânio Gouveia,
n.o 1505, Apto. 202, Bairro Ponta Verde, CEP 57035-180, Maceio/AL, enderego
profissional nalo) Praga dos Tres Poderes - Câmara dos Deputados, Gabinete 942,
Anexo IV, Bairro Zona Civico-Administrativa, CEP 70160-900, Brasilia/DF, fone (61)
3215-5942, e-mail: dep.arthurlira@camara.leg.br. Cientificado acerca dos seus
direitos constitucionais, inclusive o de permanecer ·calado, inquiridO(a) a respeito
dos fatos pela Autoridade POlicial, RESPONDEU: QUE esteve por tres vezes no
escrit6rio de ALBERTO YOUSSEF localizado na Avenida Săo Gabriel; QUE reitera os
termos de suas Declaragâes ja prestadas (fis. 1986/1989); QUE as tres vezes em que
esteve no escrit6rio de ALBERTO YOUSSEF foram para tratar de assuntos
relacionados a doag6es eleitorais para a campanha de seu pai, BENEOITO DE LIRA;
QUE, tai como afirmado em seu primeiro Termo, năo sabia que este escrit6rio era de
ALBERTO YOUSSEF e sequer conhecia tai pessoa; QUE na primeira vez foi ate o
escrit6rio para se encontrar com JOSE JANENE para tratar da obtengăo da doagăo, tai
coma narrado na termo citado; QUE este primeiro encontro ocorreu na ano de 2010;
QUE passado o periodo eleitoral, retomou ao escrit6rio de ALBERTO YOUSSEF a fim
de que o mesmo apresentasse o Oeclarante ao dono da CONSTRAN, a fim de
agradecer a doagăo obtida para a campanha de seu pai; QUE afirma haver agradecido
a todas as empresas que realizaram doag6es para a campanha de seu pai; QUE a
CONSTRAN foi a unica empresa fora do Estado de Alagoas que realizou doagăo para
a campanha de seu pai; QUE nunca esteve pessoalmente com JOSE JANENE, mas
falou com o mesmo pelo telefone; QUE o Declarante era Deputado Estadual ate o ano
de 2010 e que, portanto, năo tinha contato com JOSE JANENE; QUE JOSE JANENE
năo participou da primeira reuniăo que o Declarante teve com ALBERTO YOUSSEF;
QUE afirma que somente tratou da questăo das doag6es corn ALBERTO YOUSSEF
porque o mesmo se identificou como preposto de JOSE JANENE para tratar de tai
assunto; QUE a terceira vez em que foi ate o escrit6rio de ALBERTO YOUSSEF foi
para se encontrar corn o mesma e se dirigirem ate um restaurante, cujo nome năo se
recorda, para ser apresentado ao Presidente daCONSTRAN; QUE, " a segunda,
RE N°OOOB!2015·1 ryt?-) ~ t2- (r ~
•
•
[DPFlMJI
(24~Aub:
quanta a terceira ida aa escritoria de ALBERTO YOUSSEF acarreram por voita do final
de 2010 e inicia de 2011; QUE nega haver ido uma quarta vez aa escrit6ria de
ALBERTO YOUSSEF; QUE afirma que naa tinha qualquer tipa de relagaa mais
pr6xima cam ALBERTO YOUSSEF; QUE os cantatas que teve cam o mesma se
resumem a estes eventas ja citadas; QUE ja esteve haspedada por diversas vezes na
HOTEL EMILlANO, na Avenida Oscar Freire, na cidade de Saa Paula/SP; QUE em
senda lida trecha do Terma de Declaragoes n.o 01 de ALBERTO YOUSSEF (fis. 2329),
o Declarante afirma que ista se trata de uma leviandade de ALBERTO YOUSSEF;
QUE o Declarante acredita que ALBERTO YOUSSEF esta canfundinda a sua pessaa
cam a de algum autra alagoana; QUE indagado se saberia quem e este outra
alagaano, o Declarante afirma que nao sabe quem seria esta autra pessaa; QUE, da
mesma forma, nao possuia qualquer relagaa cam PAULO ROBERTO COSTA; QUE
indagado a respeito de quantas vezes encontrou-se cam PAULO ROBERTO COSTA
fora da Sede da PETROBRAS, o Declarante afirma que esteve cam ele uma vez em
um jantar organizado pela PP e uma segunda vez na cidade do Ria de Janeiro; QUE
neste jantar naa foi apresentado pessoalmente a PAULO ROBERTO COSTA; QUE se
reuniu cam PAULO ROBERTD COSTA na cidade do Rio de Janeiro, por voita do final
de 2011 e inicia de 2012; QUE participaram desta reuniao AGUINALDO RIBEIRO,
EDUARDO DA FONTE e CIRO NOGUEIRA; QUE nao se recorda se ja se encantrava
na cidade do Rio de Janeiro ou se deslocau-se ate la; QUE nao se recorda por meio de
qual dos Parlamentares citados tamou conhecimenta da realizagaa desta reuniao;
QUE nao se recorda quem o canvidou para participar dessa reuniao; QUE nao era
Lider do Partida quando de sua participagaa na reuniaa; QUE o objetivo desta reuniao
foi tratar do apoio politica a fim de que PAULO ROBERTO COSTA pudesse se manter
no cargo de Diretor de Abastecimento da PETROBRAS; QUE foi o pr6pria PAULO
ROBERTO COSTA quem pediu a realizagao desta reuniao; QUE indagado do motiva
de sua participagaa nesta reuniaa, o Declarante afirma que ja era uma Lideranga
Politica dentro do grupa de Parlamentares do PP insatisfeitos cam as Liderangas
antigas do Partida; QUE nao participau de qualquer outra reuniaa para tratar de apaia
politica a manutengao de pessaas indicadas pela PP em qualquer cargo da
Administragao Publica Federal; QUE indagada se naa seria mais logica que PAULO
ROBERTO COSTA viesse ate BrasiliaJDF para tratar do apoio politica que pleiteava, o
Declarante afirma que na epoca PAULO ROBERTO COSTA era uma pessaa muito
importante e que năo viu problema em ir ate o Rio de Janeiro para ter uma reuniao
cam o mesmo; QUE afirma que naa se recorda se quando foi ao encontro de PAULO
ROBERTO COSTA, se ja sabia o abjetivo da reuniao; QUE em sendo lida trecho do
Termo de Calaboragao n.o 13 de PAULO ROBERTO COSTA (fI. 17), o Declarante
afirma que saa mentirosas as afirmagoes feitas por PAULO ROBERTO COSTA; QUE
conheceu HENRY HOYER quando da realizagao da reuniao no Rio de Janeiro; QUE
tai reuniaa acarreu na casa de HENRY HOYER; QUE HENRY HOYER naa participau
da reuniaa, tendo apenas cedido o imovel; QUE acredita que HENRY HOYER e
PAULO ROBERTO COSTA eram amigos; QUE naa tem certeza do tempo de duragaa
da reuniao; QUE, provavelmente, deve ter durado entre meia e uma hora; QUE nao foi
tratada qualquer outro assunta alem do pedido de apoio politica, a situagaa do Partida
e amenidades; QUE os Parlamentares presentes ouviram o pedido de PAULO
ROBERTO COSTA, porem, naa Ihe deram uma resposta nesta ocasiaa; QUE foi dito a
PAULO ROBERTO COSTA que o assunto ia ser levado para discussao ):Gf11 autros
Parlamentares do Partida; QUE naa sabe infprmar quem do partido(equalÎto tempo
""-,,, r 1'"  ;Y IL-- I .~
•
•
DPF/MJ
FI:
Ru·"b"','-";R
depois comunicau a PAULO ROBERTO COSTA que o Partida năo apoiaria
politicamente a sua manutengăo no cargo; QUE indagado do motiva pela qual o
Partida deixou de apoiar PAULO ROBERTO COSTA, respondeu que o Partida
entendeu que a PETROBRAS năo atuava na linha de agăes politicas nas quais o nava
grupa do Partida buscava atuar; QUE afirma que abriram măo da Diretoria de
Abastecimento; QUE afirma que năo pleitearam a manutengăo de PAULO ROBERTO
COSTA na Diretoria de Abastecimento, pois buscavam uma atua,ăo politica junto ao
Ministerio das Cidades; QUE indagado, afirma que nunca recebeu de PAULO
ROBERTO COSTA ou de ALBERTO YOUSSEF vantagens indevidas decorrentes do
esquema de corrup,ăo na PETROBRAS; QUE foi Lider do PP na Câmara de fevereira
de 2012 a outubra de 2013; QUE no segundo semestre de 2012 teve um segundo
encontro cam HENRY HOYER; QUE HENRY HOYER ligou para o Declarante a fim de
ter cam ele uma audiencia; QUE, entăo, o Declarante comunicau a HENRY HOYER
que estaria se dirigindo ao Rio de Janeiro e que poderiam se encontrar naquela
cidade; QUE năo se recorda do motiva pela qual ja estava se dirigindo para a cidade
do Rio de Janeiro; QUE atendeu ao pedido de reuniăo de HENRY HOYER assim coma
atende aos demais pedidos que chegam a seu Gabinete; QUE encontrau-se cam
HENRY HOYER no RESTAURANTE ANTIQUARIUS para almo,arem juntos; QUE năo
havia uma terceira pessoa nesta ocasiăo; QUE HENRY HOYER apresentou ao
Declarante uma sOlicita,ăo de ajuda em um projeto de pre-moldados para unidades de
saude que o mesmo pretendia levar adiante; QUE tai conversa năo teve
prasseguimento, uma vez que o Declarante năo teria coma ajuda-Io; QUE năo se
recorda de haver tido qualquer outro contato, pessoal ou telefonica, cam HENRY
HOYER; QUE afirma que quando deste segundo encontro cam HENRY HOYER,
PAULO ROBERTO COSTA ja năo era Diretor de Abastecimento da PETROBRAS;
QUE conheceu RICARDO PESSOA em um jantar na cidade de Brasilia/DF, no
primeiro semestre de 2011, quando foi apresentado ao mesmo por algum outro politica
cujo nome năo se recorda; QUE nesta ocasiăo solicitau uma reuniăo cam RICARDO
PESSOA a fim de estreitar la,os cam o mesmo e visando tambem futuras doa,ăes
eleitorais; QUE, depois deste primeiro encontra, encontrau-se cam RICARDO
PESSOA na sede da UTC na cidade de Săo Paulo/SP, no segundo semestre de 2011;
QUE nesta reuniăo trataram de temas politicos, especialmente os conflitos intemos do
PP; QUE a reuniâo durou na maxima uma hora; QUE năo se recorda se uma terceira
pessoa participau desta reuniâo; QUE este foi o unica encontro que teve corn
RICARDO PESSOA; QUE indagado, afirma que jamais solicitou vantagens indevidas
decorrentes do esquema de corrupgăo na PETROBRAS a RICARDO PESSOA; QUE
nunca recebeu valores em dinheira pracedentes de RICARDO PESSOA; QUE na
reuniăo que teve com RICARDO PESSOA, o mesmo disse ao Declarante que
procurasse um funcionario seu para saber se, posteriormente, a empresa poderia fazer
alguma doa,ăo ao Declarante; QUE năo se recorda o nome do funcionario indicado
por RICARDO PESSOA; QUE, entăo, ligou para o funcionario indicado; QUE năo sabe
quantas Iiga,ăes fez para este funcionario; QUE năo esteve pessoalmente cam o
funcionario de RICARDO PESSOA; QUE indagado se foi WALMIR PINHEIRO, o
funcionario indicado por RICARDO PESSOA, O Declarante afirma que năo se recorda;
QUE indagado da origem dos R$ 130.000,00 (cento e trinta mii reais), em especie,
depositados pelo Declarante em sua conta de campanha para as Elei,ăes de 2014,
afirma que tais recursos saa provenientes de suas economias; QUE năo costuma
manter consigo dinheira em especie; QUE e socio da AF PROMO<;:6 EVENTOS
.._-"" r /'~ '~
•
•
DPF/MJ
• F1 245Rub:
(
e da D'lIRA AGROPECUARIA; QUE năo participa de sociedades por meio de
terceiros; QUE năo possui outros bens alem daqueles declarados il Justiga Eleitoral
nas Eleig6es de 2014; QUE năo possui bens em nome de terceiros; QUE possui como
fontes de rendimento, alem de seu salario como Deputado, os rendimentos recebidos
de suas participag6es na AF PROMO<;OES E EVENTOS e na D'lIRA
AGROPECUARIA, e tambem rendimentos obtidos atraves da venda de gado; QUE
possui, aproximadamente, entre seiscentas e novecentas cabegas de gado; QUE tai
informagăo consta de sua Declaragăo Anual de Imposto de Renda, que neste ato se
compromete a apresentar. As perguntas do Ministerio Publico Federal,
RESPONDEU: QUE indagado do motivo pela qual HENRY HOYER procurou a sua
pessoa para apresentar o pleito que tinha, o Declarante acredita que foi em razăo do
mesmo ser, aepoca, Uder do Partido na Câmara; QUE com relagăo il manutengăo de
PAULO ROBERTO COSTA, o Partido năo se empenhou politicamente a fim de
mantii-lo no cargo e que a decisăo de exonera-Io partiu da Presidencia da Republica;
QUE o Declarante acredita, uma vez que nâo se encontrava em Brasilia/DF il epoca,
que PAULO ROBERTO COSTA era na verdade apoiado politicamente por diversos
Partidos alem do PP; QUE exemplifica isso com o fato de que quando surgia o boato
de que ele sairia do cargo, diversos Partidos atuavam a fim de mante-Io; QUE acredita
que PAULO ROBERTO COSTA era uma especie de holding e que era apadrinhado
pela PP, PMDB e PT, dentre outros; QUE reitera que menciona tais fatos por ouvir
dizer, uma vez que năo estava em Brasflia/DF il epoca destes fatos. As perguntas da
Defesa, RESPONDEU: QUE năo tinha conhecimento, il epoca de suas reuni6es com
ALBERTO YOUSSEF, que o mesmo tinha envolvimento com atos ilicitos e mesmo que
o mesma fosse doleiro; QUE reitera que ALBERTO YOUSSEF se apresentau ao
Declarante como um preposto do entăo Tesoureiro JOSE JANENE; QUE reitera que
nâo conhecia HENRY HOYER ate a realizagăo da reuniăo acima descrita; QUE năo
teve qualquer contato com PAULO ROBERTO COSTA no jantar oferecido para o
mesmo; QUE PAULO ROBERTO COSTA foi exonerado dois ou tres meses apes a
reuniăo no Rio de Janeiro; QUE PAULO ROBERTO COSTA foi exonerado um mes
ap6s o Declarante assumir a Lideranga do Partido; QUE ate o ano passado năo havia
indicado qualquer pessoa para assumir qualquer cargo publico; QUE atribui as
acusag6es feitas por PAULO ROBERTO COSTA e ALBERTO YOUSSEF ao fato de
que ambos foram excluidos das areas de atuagăo que tinham com o antigo grupo
politico que comandava o PP; QUE nem a UTC, nem a CONSTRAN, realizaram
doag6es para a campanha do Declarante nas ultimas Eleig6es; QUE tambem năo
recebeu doag6es destas empresas nas Eleig6es de 2012; QUE acredita que isto
ocorreu por resquicios das disputas internas do Partido, tratadas com RICARDO
PESSOA. Nada mais disse e nem Ihe foi perguntado. Foi entăo advertido(.) da
obrigatoriedade de comunicagâo de eventuais mudangas de enderego em face das
prescrig6es do Art. 224 do CPP. Encerrado o presente que, lido e achado conforme,
assinam com o(,)Declarante, na presenga de seu(,",,)Advogado(,.,)PIERPAOLO CRUZ
BOTTINI, inscrito(.) na OAB/SP sob n.' 163657, e THIAGO BRUGGER DA BOUZA,
inscrito(,)na OAB/DF sob n.' 20883, ambos, do Escriterio BOTTINI&TAMASAUSKAS
ADVOGADOS, situado no(.) SHS, Quadra 06, Conjunto "A", Bloco "E", Edificio Brasil
21, Salas 1020 e 1021, Bairro Asa Sul, CEP 70316-902, Brasflia/DF, comercial (61)
3323-2250, celulares (61) 8194-0089 e (61) 9267-2621, respectivamente, e-mail's:
pierpaolo@btadvogados.com.br e thiago.bouza@btadvogados.com.br,
respectivamente, corn O{a) Representante do Ministerio Publica Federal~romotor(a) de
Justiga WILTON QUEIROZ DE lIMA e. com/gg...QEZER SOUSA BARRoSO, Escrivâo
RENOOOOB/2015·1 ( li~ )~ h- (f- '!§7
•
•
~g~~J
, RJil'"" v
(
de Polieia Federal, l' Classe, MatrieulaJDPF n.o 14.368...Aotado(,) e em exercieio nOta)
Diretoria de Investigagâo e Combate ao Crime Or nizado - DICOR/DPF, que Olavrei.
/
AUTORIDADE POLICIAL :................................
DPFJOS~LlO
DECLARANTE
ART, UR C AR PEREIRA DE LIRA
ADVOGADO(A)
---- ~
~-= ---=:..,:;;;:<........................."".....".~.............................PIERPAOLO CRUZ BOIT/NI, OAB7SP n. 163657
ADVOGADO(A) tIVQ:::......................................1c1.': "...............................................
THIAGO BROGGER DA aouZA, OABlDF n.. 20883
"~t:. ]
PROMOTOA[A)DE JUSTlyA :.····.·........·....::.......wiL'f;;;60EiROZ·ăE·UM;,·······.....................
ESCRIVĂO(Ă) ki'~~..................................................
RE N°0008/2015-1 fis. 5/5
•
•
OICOR/OPF
_Fl,2461
Rub. /.1
SERVI<;:O FEDERAL
MJ - DEPARTAMENTO DE POLiclA FEDERAL
DlRETORIA DE INVESTIGA<;:ĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO
GINQ/STFIDICOR - GRUPO DE INQUERITOS DO STF
TERMO DE DECLARAC;:OES
que presta JOSE RENAN VASCONCELOS CALHEIROS:
Ao(s) 31 dia(s) do mas de ag0510 de 2015, nesta cidade de(o) Brasflia/DF, neste(a) Edificio-Sede
do Departaml?nto de Policia Federal, onde presente se encontrava O(a) DelegadO(al de Pollcia
Federal JOSELIO AZEVEDO DE SOUSA, Classe Especial, MatriculalDPF n.' 9518, lotado,,)
e em exercfcio nOta) Diretoria de Investigagao e Combate ao Crime Organizado - DICOR/OPF,
compareceu JOSE RENAN VASCONCELOS CALHEIROS, brasileiro, tereeiro grau completa,
natural de(ol Murici/AL, casado(a), filho{a) de Olava Calheiras Novais e de Ivanilda Vasconcelos
Calheiros, nascido(a) aos 16/09/1955, Senador(a) da Republica, possuidor(a) do Documenta de
Identidade n.' 229771 - SSP/AL, inscrito,,) no CPF/MF sob an.' 110.786.854-87, residente
nOe,) SHIS, OL 12, Conjunto 11, Casa 03, Bairro Lago Sul, CEP 71630-315, BrasilialDF,
enderego profissional nO(a) Praga dos Tras Poderes - Senado Federal, Anexo 1, 152 Andar,
Bairro Zona Civica-Administrativa, CEP 70165-900, BrasilialDF, telefone profissional (61)
3303-2261, e-mail: renan.calheiros@senador.leg.br. Cientificado acerca dos seus direitos
constitucionais, inclusive o de permanecer calado, inquirido(a) pela Autoridade Policial
a respeito dos fatos em apuracăo, o Declarante RESPONDEU aUE: se encontra no
exercfcio de seu terceiro mandato consecutivo coma Senador da Republica; aUE e desde o
ano de 2013 Presidente do Congresso Nacional; aUE, antes deste perfodo, foi tambem
Presidente do Congresso Nacional do periodo de 2005 a, provavelmente, junho ou julho de
2007, quando se afastou de tai cargo; QUE, nas anos de 2007 e 2008, exerceu apenas seu
mandate coma Senador da Republica, nao tendo ocupado qualquer outro cargo no
Congresso Nacional ou dentro da estrutura burocratica do Partido; aUE, salva engano, no
ano de 2009 foi eleito Lider da Bancada do PMDB no Senado Federal; QUE exerceu a
Lideranc;:a na Bancada ate o ano de 2013, quando foi eleito Presidente do Congresso
Nacional; QUE sua rela,ao cam o Deputado ANIBAL GOMES era uma rela,ao "protocolar' e
ANÎBAL GOMES procurava o Declarante para tratar de assuntos partidarios; QUE os
assuntos tratados corn ANfBAL GOMES eram assuntos referentes a disputas partidârias,
eleic;6es internas da Bancada e temas corriqueiros; aUE, alem de ANÎBAL GOMES, outros
Parlamentares do Partido tambem procuravam o Declarante; aUE nao possui relac;ao de
amizade corn ANÎBAL GOMES e que os encontros corn o mesmo foram eventuais; aUE
conheceu ANÎBAL GOMES atraves de seu irmao, OLAVO CALHEIROS, em ano que nao se
recorda, lembrando apenas que ANiBAL GOMES ja se encontrava no exercicio de mandate
parlamentar quando o conheceu; aUE nâo conhece e jamais teve qualguer contato, publico
ou particular, cam FERNANDO SOARES; QUE conhece o Ex-Diretor da Area Internacional da
PETROBRAS, NESTOR CERVERO; QUE nao se recorda quando e coma conheceu
NESTOR CERVERO; QUE nao participau e o PMDB tambem nao apoiou a indica,ao do
nome de NESTOR CERVERO para o Cargo de Diretor da Area Internacional da
PETROBRAS; QUE faz-se uma confusao sobre este suposto apoio feito pela PMDB para o ~
cargo da Area Internacional; QUE o que ocorreu foi um apoio dada a DELCÎDIO AMARAL,
ainda no governo de FERNANDO HENRIOUE CARDOSO para que o mesmo assumisse a
Diretoria da Area Internacional; QUE o apoio prestado a DELCjDIO AMARAL foi feito pela
Bancada do PMDB corno um todo; aUE afirma nâo haver se envolvido ou participado
RE N.I! 0008/2015·1 - GINO!STF/DICOR (INQ. N.I! 3989· STF)
(( f("~
•
•
DICOA/DPF
:':b2An~

SERV](;:O FEDERAL
Ml - DEPARTAMENTO DE POLiCIA FEDERAL
DIRETORIA DE INVESTIGAt;:ÂO E COMBATE AO CRIME ORGANlZADO
GINQ/STFIDICOR - GRUPO DE INQUERITOS DO STF
diretamente do processo polftica que levou DELCiDIO AMARAL a assumir a Diretoria da Area
Internacional; OUE, sucedeu DELCiDIO AMARAL a pessoa de JORGE ZELADA; OUE
JORGE ZELADA recebeu apoio politico do PMDB da Câmara para assumir a Diretoria da
Area Internacional; QUE indagado sobre quem do PMDB da Câmara teria apoiada a
indica9ao e nomea9ao de JORGE ZELADA, o Declarante afirma que nao sabe; OUE nao
conhece JORGE ZELADA e tampouco participau do processo politica que o levou a assumir o
cargo; OUE esteve por duas ou tres vezes com NESTOR CERVERO; OUE estes contatos
foram contatos institucionais; QUE nao se recorda se ja esteve corn NESTOR CERVERO em
sua residencia, particular ou oficial; QUE acredita que os contatos que teve corn NESTOR
CERVERO se deram nas dependencias do Congresso Nacional; QUE nao sabe precisar as
datas em que se encontrou corn NESTOR CERVER6; QUE nao recorda se estes encontros
foram privados ou corn a presen~a de outras pessoas; QUE conheceu o Empresârio JORGE
LUZ por voita do final da decada de oitenta; OUE conheceu JORGE LUZ atraves da pessoa
de JOSE MORAES, entăo Vereador e hoje Conselheiro do Tribunal de Contas do Municipio
do Rio de Janeiro; OUE desde esta epoca nao mantem contato com JORGE LUZ; OUE,
portanto, nâo possui rela~âo de amizade corn o mesmo; QUE conheceu PAULO ROBERTO
COSTA por voita do ano de 2009 ou 2010; QUE PAULO ROBERTO COSTA foi levado ate a
pessoa do Declarante por ANiBAL GOMES; QUE o Declarante estava alm09ando em sua
residencia particular juntamente corn o Senador ROMERO JUcA, entâo Lider do Governo no
Senado, e com o Deputado HENRIQUE EDUARDO ALVES, entăo Lider do PMDB na
Câmara; OUE, sem previo agendamento, ANiBAL GOMES levou PAULO ROBERTO COSTA
ate a casa do Declarante; OUE nesta ocasiăo PAULO ROBERTO COSTA pediu o apoio dos
Parlamentares ali presentes a fim de assumir a Diretoria de Explora~âo da PETROBRAS;
OUE a negativa do apoio foi dada a PAULO ROBERTO COSTA nesta mesma ocasiao; OUE
nao recorda qual dos presentes disse a PAULO ROBERTO COSTA que o pedido de apoio
nao poderia ser atendido; OUE o pedido de PAULO ROBERTO COSTA era impraticavel, uma
vez que o mesmo ja ocupava a Diretoria de Abastecimento e tambem porque a Diretoria que
ele pleiteava foi uma indica~ăo do Partido dos Trabalhadores; QUE, alem disso, PAULO
ROBERTO COSTA era apoiado pelo PP, Partido corn o qual o Declarante tinha disputas
polfticas em seu Estado natal; QUE ao todo, teve dois ou tres contatos corn PAULO
ROBERTO COSTA; OUE nao recorda se teve algum outro contato com PAULO ROBERTO
COSTA antes do evento adma descrito; QUE afirma jamais haver tido contatos privados com
PAULO ROBERTO COSTA; OUE nao recorda se PAULO ROBERTO COSTA esteve alguma
outra vez em suas residencias, particular ou oficial; QUE indagado se prestou apoio politico a
PAULO ROBERTO COSTA a fim de que ele se mantivesse no cargo de Diretor de
Abastecimento da PETROBRAS, o Declarante afirma que nao houve tai apoio; OUE indagado
se nos encontros que teve com PAULO ROBERTO COSTA foi tratado de apoio politico a fim
de que o mesmo se mantivesse na Diretoria de Abastecimento, o Declarante afirma que
nunca houve tai conversa com PAULO ROBERTO COSTA; OUE afirma que nao havia a
menor chance do PMDB prestar apoio politico a PAULO ROBERTO COSTA; OUE a
impossibilidade do apoio decorre do fato de que PAULO ROBERTO COSTA era uma
indica~ăo do Partido Progressista; QUE indagado se autorizou ou pediu a JORGE LUZ para
que oferecesse apoio politico do PMDB a PAULO ROBERTO COSTA, a fim de mante-Io na ~
Diretoria de Abastecimento, o Declarante nega veementemente que tenha autorizado ou
pedido tai interlocu~âo; QUE, igualme,nte, jamais autorizou, credenciou ou consentiu que
FERNANDO SOARES, o Deputado ANIBAL GOMES ou qualquer outra pessoa pudesse falar
RE N.Q 0008/2015·1 . GINQlSTF/DICOR (INO. N.Q 3989 • STF)
flS.2/~
•
•
SERVI~O PUBLICO FEDERAL
MJ - DEPARTAMENTO DE POLiCIA FEDERAL
DlRETORIA DE INVESTIGA~ĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO
GINQ/STFIDICOR - GRUPO DE INQUERITOS DO STF
em seu nome a fim de oferecer apoio politico do PMDB a PAULO ROBERTO COSTA; OUE
em sendo lido trechos dos Termos de Declara90es de PAULO ROBERTO COSTA (fis.
2363/2364), o Declarante nega a veracidade das afirma90es feitas por PAULO ROBERTO
COSTA aeerca da atua~ăo do Declarante quanto ao suposto apoio politica oferecido a
PAULO ROBERTO COSTA; OUE reitera que nao conhece FERNANDO SOARES, vulgo
"FERNANDO BAIANO", e que se tivesse tomado conhecimento de que estaria ocorrendo as
tratativas, tomaria as provid€mcias cabiveis; QUE em senda lido autro trecho do Termo de
Declara90es de PAULO ROBERTO COSTA (fI. 2365), o Declarante nega e considera
absurdas as afirmayoes do mesma de que teria tratado a respeito de comissionamentos
sobre contratos da Diretoria de Abastecimento da PETROBRAS; OUE indagado a que atribui
as declara90es de PAULO ROBERTO COSTA, o Declarante acredita que as declara90es do
mesma possam ter sido realizadas a pedido de alguem; aUE, porem, nao tem condi90es de
dizer quem poderia ter influenciado PAULO ROBERTO COSTA a fazer tais declara90es; OUE
indagado se recebeu vantagens indevidas deeorrentes do esquema de corruP9ăo na
PETROBRAS, o Declarante nega veementemente ter recebido qualquer tipa de vantagem
deste esquema; aUE, igualmente, jamais teve conhecimento ou soube da existencia deste
esquema; QUE foi o pr6prio Declarante quem captou os recursOs obtidos pelo Diret6rio
Estadual do PMDB de Alagoas para a sua campanha nas Elei90es de 2010; OUE a capta9ao
de recursos consiste em uma consulta aos doadores a fim de que eles informem a
possibilidade ou nao de fazer uma doaQăo; QUE indagado a respeito de quem foram os
doadores que aportaram os recursos ao Diret6rio Estadual de Alagoas e que foram
posteriormente revertidos para a sua campanha nas Eleic;6es de 2010, o Declarante afirma
que nao sabe dize·los no momento, mas que se compromete a apresentar a relac;ao de
pessoas fisicas e juridicas, com os respectivos contatos, que aportaram recursos para a sua
campanha nas Eleic;6es de 2010; QUE buscara a obten(fao do nome das pessoas cujas
informa90es esteiam disponiveis ao Declarante; OUE e sacio quotista da AGROPECUARIA
ALAGOAS; QUE nao participa de qualquer sociedade por meio de terceiros; QUE nao possui
bens em nome de terceiros; QUE nao movimenta valores por meio de terceiros; QUE ah~m de
seu salario como Senador da Republica, possui como outras fontes de rendimento a sua
participa9ao na AGROPECUARIA ALAGOAS e eventuais emprestimos contraidos; OUE
todas estas informac;6es estâo devidamente comunicadas em suas Declarac;6es Anuais de
Imposto de Renda; OUE ha varios anos utiliza o telefone celular de numero (61) 8155-1500.
As perguntas do Ministerio Publico Federal, RESPONDEU: OUE nunca teve qualquer
rela9ao comercial com o Deputado ANiBAL GOMES; OUE o filho do Declarante, RODRIGO
CALHEIROS, trabalhou por dois anos, enquanto era estudante, no Gabinete do Deputado
ANisAL GOMES, em data que nao se recorda no momento, mas que pode informa·la; QUE o
filho do Declarante trabalhou no Gabinete de ANiBAL GOMES em razao de pedido feito pelo
seu irmao, OLAVO CALHEIROS, il. epoca tam bem Deputado Federal; OUE nao tem rela9ao
pessoal ou profissional com o Empresario JULIO CAMARGO; QUE nao conhece e nao se
recorda de ia haver estado com JULIO CAMARGO; OUE ia falou por telefone com PAULO
ROBERTO COSTA; OUE nao se recorda quantas vezes falou com o mesmo por telefone e
tampouco o assunto tratado; OUE a AGROPECUARIA ALAGOAS funciona na cidade de
Murici/AL, basicamente com a atividade de pecuaria; QUE a mesma euma empresa familiar e ţ
tem como socios a esposa do Declarante e seus filhos; QUE todos os emprestimos
contrafdos pelo Declarante foram obtidos junto a Instituic;6es Financeiras. Nada mais disse e
nem Ihe foi perguntado(a). Foi entao advertido(a) da obrigatoriedade de comunica(fao de
RE N.2 0008/2015-1 - GINQ/STF/DICOA (INO. N.Q 3989 - STF)
flS3/~
•
•
Rub.
SERVI<;:O PUBLICO FEDERAL
MJ - DEPARTAMENTO DE POLÎCIA FEDERAL
DIRETORIA DE INVESTIGA<;:ÂO E COMBATE AO CRIME ORGANlZADO
GINQ/STFIDICOR - GRUPO DE INQUERITOS DO STF
eventuais mudanc;as de enderec;o em face das prescric;5es do Art. 224 do CPP. Encerrado o
presente que, lido e achado conforme, assinam com o(a) Declarante, na presen<ţa de seu(sua)
Advogado,,) EUGENIO PACELLI DE OLiVEIRA, inscrito,,) na OAB/DF sob o n.' 45288, do,,)
Escrit6rio EUGENIO PACELLI SOCIEDADE DE ADVOGADOS, situado,,) no,,) SAUS, Quadra
01, Edificio Terra Brasilis, Sala 610, CEP 70070-010, BrasiliaJDF, comercial (61) 4141-4552,
celular (31) 9272-8778, e-mail: i l . .br, com o". ,) Representante,,) do
Ministerio Publico Federal, Promotor,,) de SERGIO BRUNO CABRAL FERNANDES,
e, comigo, OEZER SOUSA BARROSO, de Policia Federal, Primeira Classe,
MatriculaJDPF n.' 14368, lotado,,) e em, i de Investiga9âo e Combate ao
Crime Organizado - DICORlDPF, que o lavrei.
AUTORIDADE POLICIAL :.................;..,.,.,ii/ci, ,ru""j'O'E.s'ou.;iA,M····..·········..······..·..·..··..·..·····..VED( , MatriculaJDPF n. P 9518
;~'sij,~Ei~~rv.A·;..s·c..o...~..~!·iţ;s· ec;AA;L·HEiROS..·····························
ADVOGADO,A)
EU~'ENIp PACELLI DE OLIVEIRA, OAB/DF n.f! 45288
PROMOTOR,A) DE JUSTI<;:A:...... .....•............ ..•............
10 BRU o CA AL FERNANDES
ESCRIVAo,Ă) ................................. ...~IJ~ ................................................................QS>ii'-'l<""''''''~ROSO, MatriculaJOPF n. P 14368
RE N.II 0008/2015·1 - GINQ/STF/DICOR (INQ. N.Q 3989 - STF) fis. 4/4
Oficia n° 21533/2015
Brasflia, 13 de agosto de 2015.
Peti<;:ăo n° 5670
REQTE.(S) : DELEGADO DE POLICIA FEDERAL
(5e<;:.30 de Processas Origini3rios Criminais)
Senhor Delegada,
De ardem, comunicQ-lhe que o Senhor Ministro Teori Zavascki, Refator,
proferiu despacho/decisâo nas autos em epigrafe, cuja copia segue anexa.
Acompanha, ainda, este expediente copia da manifesta<;:âa do
Procurador-Geral da Republica de fis. 7-8.
Ne ensejo, apresento votos de elevada estima e considera<;:ao.
A Sua Excelencia o Senhor
Joăo Bosco Marcial de Castra
Secretârio Judiciârio
Documenta assinado digitalmente
1. A,,;"r~'fA,.
, .
c<>J>rA
~
Delegado THIAGO MACHADO DELABARY
DICOR - Grupa de Inqueritos do STF
4'~ c-<>.u?pc-M
T rV'c 1> J'r< H<' f ?".'"-+
fi ,'} .Lt .c. A-c.A-1J. ,
~~~ -
Documento assinado digitalmente Gonforme MP n" 2.200-212001 de 24/08/2001, que institui a Infra-eslrulura de Chaves
dOGumel1!o pode ser acessado no el1dereyo elelr6nico hllp./lwww stf,jus,brlportallaulenlicacaolaulenticarDocumento,asp
2465
(V
010.061.015.219
•
•
24~SERVI<;:O PlJBUCO FEDERAL
MJ - DEPARTAMENTO DE POLicIA FEDERAL
DIRETORlA DE INVESTIGA<;:ĂO E COMBATE AO CRlME ORGANIZADO
GRUPO DE INQUERlTOS DO STF E STJ
INFORMACĂO POLICIAL 66/2015-GRUPO 03
Assunto: Verificac;:ăo de registro dos escrit6rios de ALBERTO YOUSSEF
Referencia: Memorando n' 0579/2015 - RE 00812015 - GINQ/STF/DICOR
Senhor Delegado,
Em atendimento ao solicitado, informamos que foram pesquisados os
registros de entrada dos dois escrit6rios utilizados por ALBERTO YOUSSEF na cidade
de sAa PAULO/SP, o da empresa JPJPAP ASSESSORIA E PARTICIPACOES SIC
LTDA - ME, situada na Av. Sao Gabriel, 149, e o da empresa GFD INVESTIMENTOS,
situado na Rua Dr. Renato Paes de Barros, 778, Itaim.
Ressaltamos que releridos registros Ioram solicitados ă SRlDPF/PR
atraves do Memorando n' 0260/2015-RE0013/2015 DPF/MJ e encaminhados atraves
do Memorando n' 5135/2015-IPL 1041/2013-SR/DPF/PR, em 22/05/2015 (c6pia
anexa).
Apresentamos, a seguir, os registros de entrada para cada um dos
investigados:
1) ALiNE LEMOS CORREA DE OLlVEIRA ANDRADE
Foram localizados 15 registros de entrada da ex-deputada ALINE LEMOS
CORREA DE OLiVEIRA ANDRADE no escritario da Av. SaD Gabriel.
Destacamos, na planilha, os registros de entrada, em horârios pr6ximos
aos de ALiNE CORREA, de sua ex-secretaria, TAIANA DE SOUZA CAMARGO, de
seu companheiro LAUDO APARECIDO DALLA COSTA ZIANI, e de seu pai, o ex-
deputado PEDRO DA SILVA CORREA DE OLlVEIRA ANDRADE NETO.
.. .... -- - .. .
NomePessoa Documenta NomeVlsitado UnidadeVisitado DATA Hora..
AliNE CORREA lEMOS 4198963 FERNANDO MENDONt;A
JPJPAP ASSESSORIA
11/08/2010 16:57
E PART
TAIANA CAMARGO 533818254
JOAO PROCOPIO J P DE JPJPAP ASSESSQRIA
25/02/2011 15:42
AlMEIDA PRADO E PART ..
II
Pagina 1 de 18 r
•
•
SERVII;:O P(JBLICO FEDERAL
MJ - DEPARTAMENTO DE POLicIA FEDERAL
DIRETORIA DE INVESTIGAI;:ĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO
GRUPO DE INQUERITOS DO STF E STJ
NomePessoa Documenta NomeVisitado UnldadeVisitado DATA- " .. -
ALiNE (ORREA LEMQS 4198963 FERNANDO MENDON~A
JPJPAP A5$ESSQRIA
25/02/2011
EPART
ALiNE CORREA lEMQS 4198963 fERNANDO MENDON!;A
JP1PAP ASSESSORIA
28/02/2011
E PART
LAUDa APARECIDO
4535612
JQAQ PROCOPIO J PDE JPJPAP ASSESSQRIA
28/02/2011
DAlLA AlMEIDA PRADO EPART
ALlNE [DRREA LEMQS 4198963 FERNANDO MENDON<;:A
lPJPAP ASSESSORIA
01/03/2011
E PART
ALiNE (DRREA LEMQS 4198963 fERNANDO MENDONI;:A
lP1PAP ASSESSQRIA
05/04/2011
EPART
LAUDa APARECIDO
4535612
JOAO PROCOPIO J P DE lPJPAP ASSESSORIA
05/04/2011
DALLA ALMEIDA PRADQ EPART
ALiNE CORREA LEM05 4198963 fERNANDO MENDON~A
lPJPAP A55E550RIA
02/05/2011
EPART
LAUDO APARECIDO
4535612
JOAO PROCOPIO J PDE JPJPAP A55E550RIA
05/05/2011
DAlLA AlMEIDA PRADO EPART
AliNE CORREA lEM05 4198963 FERNANDO MENDON~
JPJPAP A55E550RIA
05/05/2011
E PART
LAUDO APARECIDO
4535612
JOAO PROCOPIO J PDE JPJPAP ASSESSORIA
22/06/2011
DAlLA AlMEIDA PRADO EPART -
AliNE CORREA lEMOS 4198963 FERNANDO MENDON~
JPJPAP A55E550RIA
22/06/2011
EPART
AliNE CORREA lEM05 4198963 FERNANDO MENDON~A
JPJPAP AS5E550RIA
09/08/2011
EPART
AliNE CORREA lEM05 4198963 FERNANDO MENDON~
JPJPAP A55ESSORIA
06/10/2011
EPART
AliNE CORREA lEMOS 4198963 FERNANDO MENDON~A
JPJPAP A55E550RIA
10/11/2011
EPART
AliNE CORREA lEM05 4198963 FERNANDO MENDON~A
JPJPAP A55E550RIA
30/01/2012
EPART
LAUDO APARECIDO
4535612
JOAO PROCOPIO J PDE JPJPAP A55E550RIA
30/01/2012
DAlLA AlMEIDA PRADO EPART
AliNE CORREA lEM05 4198963 FERNANDO MENDONCA
jPjPAP A55E550RIA
21/06/2012
EPART
AliNE CORREA lEM05 4198963 FERNANDO MENDON:A
JPJPAP A55E550RIA
30/07/2012
EPART
-JOAO PROCOPIO J P DE JPjPAP A55E550RIA
PEDRO CORREA 559448
AlMEIDA PRADO EPART
30/07/2012
AliNE CORREA lEM05 4198963 FERNANDO MENDON~A
JPJPAP A55E550RIA
11/09/2012
EPART
247(J0
Hora
15:55
15:55
15:55
16:09
7:45
7:46
15:40
15:08
15:09
9:30
9:30
10:51
17:43
11:53
12:56
12:56
16:44
8:07
8:08
14:52
Pagina 2 de 18
•
•
2471
SERVI<;:O PUBLICO FEDERAL
(J
MJ - DEPARTAMENTO DE POLicIA FEDERAL
DIRETORIA DE INVESTIGA<;:ĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO
GRUPO DE INQUItRiTOS DO STF E STJ
,
-.J
Fot,ogiiafiai de ALiNE CORREA
no escrit6rio da Săo Gabriel
Na sede do escrit6rio da Paes de Barros, foram encontrados 12 registras
de entrada e saida de ALINE CORREA, juntamente corn seu pai PEDRO CORREA,
sua măe MARIA ADELIA LEMOS CORREA OLIVEIRA eseu companheiro LAUDO
APARECIDO ZIANE.
. _ _ o •
Cod Foto SentidoDm Hora .. RG Nome . .. . Empresa
20573 26/08/2013 15:20 O 4198963 ALlNE lEMOS DE OliVEIRA ANDRADE PART
.
20572 26/08/2013 15:21 O 668517 MARIA ADELIA L CORREA DE QllVEIRA PART
16766 26/08/2013 15:21 O 2896 PEDRQ DA SILVA CORREIA DE O NETO PART -
20573 26/08/2013 16:36 1 4198963 AUNE LEMOS DE OUVEIRA ANDRAOE PART
20572 26/08/2013 16:36 1 668517 MARIA AOELIA LCORREA DE OUVEIRA PART
16766 26/08/2013 16:36 1 2896 PEDRO DA SllVACQRREIA DE O NETa PART
20573 16/01/2014 11:37 O 4198963 AliNE lEMOS DE OlIVEIRA ANDRADE PART
- -- ..
6215 16/01/2014 11:37 O 4535612 tAUDO APARECIDO ZlANE PART
20573 16/01/2014 12:49 1 4198963 AliNE lEMOS DE OllVEIRA ANDRADE PART
...
6215 16/01/2014 12:49 1 4535612 LAUDe APARECIDO ZIANE PART
20573 10/03/2014 15:19 O 4198963 AliNE lEMOS DE OllVEIRAANDRADE PART
20573 10/03/2014 15:31 1 4198963 AliNE lEMOS DE OliVEIRA ANDRADE PART
Păgina 3 de 18
•
•
2472
SERVI<;:O PimLICO FEDERAL
MJ - DEPARTAMENTO DE POLiclA FEDERAL
DIRETORlA DE INVESTlGA<;:ĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO
GRUPO DE INQUERITOS DO STF E STJ
Foiog;;ifiide cadastro de
no escrit6rio da Sâa Gabriel
2) ARTHUR CESAR PEREIRA DE LIRA
Com rela~o a ARTHUR CESAR PEREIRA DE LIRA, Ioram localizados
tr;;s registros de entrada na sede da empresa JPJPAP ASSESSORIA E
PARTICIPA<;OES SIC LTDA - ME. No escrit6rio da PAES DE BARROS nao Ioram
localizados registros de entrada.
Notem que o documento cadastrado por ARTHUR CESAR, 687257, e o
mesmo do cadastro da identidade e ARTHUR CESAR PEREIRA DE LIRA: 687257/SP.
No dia 03/02/2011, as 13:20, consta o registro de entrada de ARTHUR
CESAR PEREIRA DE LIRA, utilizando o documento 687257.
-
Nome Pessoa Documenta Nome Visitado DATA Hora..
ARTHUR CESAR PEREIRA 687257
JOAD PROCQPIO J P DE AlMEIDA
PRADO
03/02/2011 13:20:35
Outro registro de entrada de ARTHUR CESAR no escrit6ria de ALBERTO
YOUSSEF na Saa Gabriel se deu no dia 24/02/2011, as 18:43.
--
Nome Pessoa Documenta Nome Visitado DATA Hora.. -
ARTHUR (ESAR PEREIRA 687257
JOAO PROCDPID J P DE ALMEIDA
24/02/2011 18:43:05
PRADO
(J
•
•
SERVI<;:O PlJBLICO FEDERAL
247~
MJ - DEPARTAMENTO DE POLiClA FEDERAL
DlRETORIA DE INVESTlGA<;:ĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO
GRUPO DE INQUERITOS DO STF E STJ
Finalmente, no dia 07/07/2011, as 17:02, consta o registro de uma visita
de ARTHUR CESAR PEREIRA para ALBERTO YOUSSEF.
Nome Pessoa Documente Nome Visitado DATA Hora
ARTHUR (ESAR PEREIRA 687257 CARLOS AlBERTO YOUSSEF I PRIMO 07/07/2011 17:02:13
Alem dessas entradas, ha tambem o registro de sua fotografia constando
nas propriedades do arquivo a data de 16 de junho de 2010, as 14:40:41 .
quartafeirn. 16 de junho de 2010, 14:40:41
3) JOÂO ALBERTO PIZZOLATTI JUNIOR
Apresentamos os registros de entrada de JOÂO PIZZOLATTI no
escrit6rio do YOUSSEF da Av. Sao Gabriel, juntamente corn os dados de outras
pessoas que entraram praticamente juntas corn ele, dentre as quais destacamas:
• O ex-Deputado PEDRO DA SILVA CORREA DE OLIVEIRA ANDRADE NETO;
• O filho de PEDRO CORREA, FABIO CORREA DE OLlVEIRA ANDRADE NETO
corn sua esposa MARCIA DANZI RUSSO CORREA DE OLlVEIRA;
• A ex-secretaria da Deputada ALiNE CORREA, TAIANA DE SOUZA
CAMARGO;
O Deputado ROBERTO SERGIO RIBEIRO COUTlNHO TEIXEIRA; ~
Pagina 5 de 18 r
•
•
•
2474
(VSERVI<;:O PUBLICO FEDERAL
MJ - DEPARTAMENTO DE POLicIA FEDERAL
D.lRETORIA DE INVESTIGA<;:ÂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO
GRUPO DE INQUERITOS DO STF E STJ
• O Diretor Presidente da BANCO MAxiMA, SAUL DUTRA SABBA
• RODRIGO PAES DE BARROS CARSTENS (cadastrada cama RODRIGO
CARSINS) - acianista da CTSUL (Central Termaeletrica Sul);
• Os tambem investigados NELSON MEURER e LUIZ FERNANDO RAMOS
FARIA;
• O empreiteira ENIO CUNHA JUNIOR;
• Os advagadas LUIS GUSTAVO RODRIGUES FLORES e ANTONIO AUGUSTO
LOPES FIGUEIREDO BASTO;
• O vice-presidente da construtora ENGEVIX, GERSON DE MELLO ALMADA.
Abaixa apresentamas as 28 registros de entrada de JOĂO PIZZOLATI no
escrit6ria da sAa GABRIEL, juntamente corn a registra das pessaas que entraram em
horarios pr6ximos aos do ex-deputado.
NomePessoa 00< NomeV"lSitado UnldadeVlsltado DATA Ho~
......
755407
JOAO PROCOPIO J PDE ALMEIDA lP1PAP ASSESSORIA E
OS/02/2011 11523010AO PIUOOlATTt:
PRADO PART
PEDRO DA SllVA CORREA DE OUVEIRA lOAQ PROCQPIQ J P DE ALMEIDA jPjPAP ASSESSORIA E
08/02/2011 115710
ANDRADE NETO
559448
PRADO PARr
... , ....,
10AO PROCOPIO J PDE ALMEIDA lPlPAP ASSESSORIA E
. -
10AO PIZZOOLATTE 755407
PARr
22/02/2011 115158
PRADO
PEORD DA SILVA CORREA DE OLlVEIRA
559448
10AO PROCOPIOJ PDE ALMEIDA JP1PAP ASSESSORIA E
22/02/2011 115221
ANDRAOE NEW PRADO PARr
75$407
10AO PROCOf>IQ J P DE ALMEIDA jP1PAP ASSESSORIA E
22/02/2011 160932JOAO PIZZOOlATTE
PRADO PART
PEDRO DA 51LVA CORREA DE OLlVEIRA
559448
JOAO PROCOPIO J P DE AtMEIDA JPJPAP ASSESSORIA E
22/02/2011 161347
ANDRADE NETO PRADO .. PART
MARCIA CORREA 4648986 FERNANDO MENDON~
lPlPAP ASSESSORIA E
PART
01/03/2011 102914
fi
Pagina 6 de 18 dJ
•
•
SERVIC;:O PUBLICO FEDERAL
MJ - DEPARTAMENTO DE POLicIA FEDERAL
DIRETORIA DE INVESTIGAC;:ĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO
GRUPO DE INQUERITOS DO STF E STJ
._- . .
NomePl!S$Oa Do< NomeVlsltado UnldadeVlsttado DATA
.
JOAO PIZZOOLATTE 755407
JOAO PROCOPIO J P DE ALMEIDA lPlPAP A55E5S0RIA E
01/03/2011
PRADO PART
PEDRO DA 51LVA CORREA DE OLlVE1RA
559448
lOAO PROCOPIO 1 P DE ALMEIDA lPlPAP AS5ESSORIA E
01/03/2011
ANDRADE NETO PRADO PART
FABIO CORREA DE OLlVEIRA ANDRADE 3488205 FERNANDO MENDONCA
lPlPAP A55ESSORIA E
01/03/2011
PART
MARCIA CORREA 4648985 FERNANDO MENDQNCA
lPlPAP AS5ESSORIA E
01/03/2011
PART
JOAO PIZZOOLATTE 755407
JOAO PROCOPIO J P DE ALMEIOA lPlPAP AS5E5S0RIA E
01/03/2011
PRADO PART
.. .
lOAO PROCOPIO 1 P OE AlMEIDA lPlPAP ASSESSORIA E
lOAO PIZZOOLATTE 755407
PRADO PART
15/03/2011
lOAO PIZZOOLATTE 755407
lOAO PROCOPIOJ P DE ALMEIDA JPJPAP AS5E5S0RIA E
15/03/2011
PRADO PART
lOAO PIZZOOLATTE 755407
JOAO PROCOPIO J P DE AlMEIDA JPlPAP ASSESSORIA E
22/03/2011
PRADO PART
..-
lOAO PROCOPIO J P DE ALMEIDA JpJPAP ASSESSORIA E
JOAO PIZZOOLATTE 755407 29/03/2011
PRADO PART
PEDRO DA SllVA CORREA DE OLlVE1RA
559448
lOAO PROCOPIO J P DE AlMEIOA JPIPAP ASSESSORIA E
05/04/2011
ANORAOE NETO PRAOO PART
IOAO PIZZQOLATTE 755407
JOAO PROCOPIO J P DE ALMEIOA lPIPAP ASSESSORIA E
05/04/2011
PRADO PART
. - .
lOAO PROCOPIO J P DE ALMEIDA lPlPAP ASSE5S0RIA E
lOAO P1UOOLATTE 755407 19/04/2011
PRADO PART
PEDRO DA 51LVA CORREA DE OLlVEIRA
559448
JOAO PROCOPIOJ P DE ALMEIDA lPlPAP AS5ESSORIA E
19/04/2011
ANDRADE NETO PRADO PART
PEORO DA 51lVA CORREA DE OLlVEIRA
559448
lOAO PROCOPIO J P DE ALMEIDA JPIPAP ASSE550RIA E
19/04/2011
ANDRADE NETO PRADO PART
IOAO PIZZOOLATTE 755407
JOAO PROCOPIOJ P DE ALMEIDA lPlPAP AS5ESSORIA E
19/04/2011
PRADO PART
WALDOMIRO DE OLlVEIRA 3952350
lOAO PROCOPIO J P DE ALMEIDA lPlPAP ASSE5S0RIA E
19/04/2011
PRADO _.- PART
lOAO PIZZOOLATTE 755407
lOAO PROCOPIOJ P DE ALMEIDA JP1PAP AS5E5S0RIA E
05/05/2011
PRADO PART
lOAO PROCOP10 J P DE ALMEIDA
.
lPlPAP ASSE5S0RIA E
lOAO PIZZOOLATTE 755407
PRADO PART
12/05/2011
-_.. ...-..
TAIANA CAMARGO
53381825 lOAO PROCOPIO 1 P DE ALMEIDA lP1PAP AS5E5S0RIA E
07/05/2011
4 PRADO PART
_._- - - - - JOAO PROCOPIOJ P DE ALMEIDA JPlPAP ASSE5S0RIA E
IOAO PIZZOOLATTE 755407
PRADO PART
07/06/2011
PEDRO DA SllVA CORREA DE OllVEIRA
559448
lOAO PROCOPIO J P DE ALMEIDA lPJPAP AS5ESSORIA E
07/05/2011
ANDRADE NETO PRADO PART .
PEDRO DA 51lVA CORREA DE OLlVEIRA
559448
lOAO PROCOPIO 1 P DE ALMEIDA lPlPAP ASSE5S0RIA E
14/06/2011
ANDRADE NETO PRADO PART
ROBERTO RIBEIRO 1659284 RAFAELANGULO lOPE2
lPlPAP AS5E5S0RIA E
14/06/2011
PART
lOAO P1ZZOOLATTE 755407
lOAO PROCOPIO 1 P DE ALMEIDA lPlPAP A5SE5S0R1A E
14/06/2011
PRADO PART
lOAO PIZZOOLATTE 755407
lOAO PROCOPIO 1 P DE ALMEIDA lPlPAP A55E5S0RIA E
14/06/2011
PRADO PART
PEDRO DA 51lVA CORREA DE OLlVEIRA
559448
lOAO PROCOPIO 1 P DE ALMEIDA JPJPAP ASSE5S0RIA E
14/06/2011
ANDRADE NETO PRADO PART
SAUL OUTRA 5ABBA 2533279 CARLQS ALBERTO YOUS5EF / PRIMO
lPlPAP AS5E5S0RIA E
14/06/2011
PART
RODRIGO CAR51N5 57498382 CARtQS ALBERTO YOUSSEF / PRIMO
JPJPAP ASSESSOR!A E
14/06/2011
PART
PEDRO DA51LVA CORREA DE OLIVEIRA
559448
lOAO PROCOPIO 1 P DE ALMEIDA lPlPAP ASSES50RIA E
14/05/2011
ANDRADE NETO PRADO PART
lOAO PIZZOOLATTE 755407
JOAO PROCOPIO J P DE ALMEIDA JPJPAP A5SESSORIA E
14/06/2011
PRADO PART
lOAO PROCOPIO J P DE ALMEIDA
.
lPlPAP A5SE5S0R1A E
lOAO PIZZOOLATTE 755407 20/07/2011
PRADO PART
PEDRO DA 51lVA CORREA DE OLlVEIRA
559448
JOAO PROCOPIOJ P DE ALMEIDA JPJPAP A5SESSORIA E
20/07/2011
ANDRADE NETO PRAOO .. PART
lOAO PIZZQOLATTE 755407
lOAO PROCOPIO 1 P DE ALMEIDA lPlPAP ASSES50RIA E
01/09/2011
PRADO PART
2475
t1
Hora
103427
145152
145201
145207
145218
141353
151424
121107
104145
111248
111823
120701
120725
140951
141000
141141
100856
161237
151933
152104
152130
..
113136
113141
113202
135034
135044
162044
162755
163034
163042
105223
105349
131721
.Pagina 7 de 18
•
•
SERVI(:O PirnLICO FEDERAL
MJ - DEPARTAMENTO DE POLicIA FEDERAL
DIRETORIA DE INVESTIGA(:ĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO
GRUPO DE INQUERITOS DO STF E STJ
NomePessoa 00< NomeVisltado UnldadeVisltado DATA
-
PEORD DA SllVA CORREA DE OllVEIRA
559448
lDAC PROCOPIDJ P DE ALMEIDA lP1PAP ASSESSORIA E
01/09/2011ANORAOE NfTQ PRADO PART
NHSDN MEURER 7043198 FERNANOQ MENOONCA
JPjPAP ASSESSORIA E
01/09/2011
PART
lOAO PIZZOOlATTE 755407
JOAO PROCOJ>ID J P DE ALMEIOA lP1PAP ASSESSORIA E
06/09/2011
PRADO PART
ADALBERTQ SEDLACK 120857 CARLOS ALBERTO YOUSSEF JPRIMa
jP1PAP ASSE5S0RIA E
06/09/2011
PART
PEORD DA SILVA CORREA DE QLlVEIRA
559448
JOAO PROCQPLD J P DE ALMEIDA lP1PAP A5SESSORIA E
20/09/2011
ANORADE NETO PRADO PA"
lDAO PIZZOOlATTE 755407
lOAO PROCOPIOl P DE ALMEIDA JPJPAP ASSESSORIA E
20/09/2011
PRADO PART
LUIZ HRNADQ FAfi.IA 818939 CARLOS AlBERTO VOUS5H / PRIMO
lP1PAP AS5E5S0RIA E
20/09/2011
PART
lOAO PROCOPIOl P DEAlMEIDA
,
lP1PAP AS5E5S0RIA E
JOAO PIZZOOLATIE 755407
PRADa PA"
27/09/2011
PEDRO DA 51LVA CORREA DE OLlVEIRA
559448
JOAO PROCOPIO 1 P DE ALMEIDA JPJPAP AS5E5S0RIA E
27/09/2011
ANDRADE NITO PRADO PART
ENIO CUNHA 9424857 CARLOS AL8ERTO vOUSSEF / PRIMO
JP1PAP AS5ESSORJA E
27/09/2011
PART
tulZGUSTAVO 61202331 RAFAEl ANGULO lOPEZ
jP1PAP AS5ESSORIA E
27/09/2011
PART
ANTONIO AUGU5TO LOPE5 37609358 RAFAELANGUtO lOPEZ
jP1PAP A5SE550RIA E
27/09/2011
PART "
._-_...... -
tulZ GU5TAVO 61202331 RAFAElANGULO LOPEZ
lP1PAP A5SES50RIA E
04/10/2011
PART
lOAO PIZZOOLATTE 755407
lOAO PROCOPIOl P DE ALMEIDA lP1PAP ASSE5S0RIA E
04/10/2011
PRADO PART
755407
lOAO PROCOPIO 1 P DE ALMElDA lP1PAP AS5E5S0RIA E
11/10/2011lOAO PIZZOOLATIE
PRADO PART .- _..
lOAO PIZZOOLATTE 755407
lOAO PROCOPID 1P DE ALME1DA lP1PAP AS5E550RIA E
19{10/2011
PRADO PART
559448
lOAO PROCOPIOl P DE ALMflDA lP1PAP AS5E550RIA E
19{10/2011PEDRO CORREA
PRADO PART
, , , - ,
JOAO PROCOPIOl P DE ALMEIDA lP1PAP ASSESSORIA E
lOAO PIZZOOLATTE 755407
PRAOO PART
16/11/2011
,-
lOAO PIZZOOLATIE 755407
lOAO PROCOPIO 1P DE AlMEIDA lP1PAP ASSE550RIA E
24{11/2011
PRADO PART
GERSON AlMADA 4408755 FERNANOO MENDON~
lP1PAP A5SES50RIA E
24/11/2011
PART
"
,
JOAO PROCOPIO J P DE AlMEIOA JP1PAP ASSES50RIA E
JOAO PIZZOOLATIE 755407 16/02/2012
PRADO PART ._-_. . - ~ .
lOAO PROCOPIOl P DE ALMEIDA lPlPAP AS5E550RIA E
24/04/2012PEDRO CORREA 559448
PRADO PART
lOAO PIZZOOLATTE 755407
lOAO PROCOPIO J P DE ALMEIDA lP1PAP A55E5S0RIA E
24/04/2012
PRADO PART
2476
(J
Horil
131738
131803
151108
1$1136
104334
104857
104930
151123
151132
151214
151302
151316
135521
135635
112053
103550
103603
143327
185127
185449
154432
133914
140237
Nao Ioram encontrados registros de entrada de JOÂO PIZZOLATII no
escriterio da GFD INVESTIMENTOS,
! •
fiPagina 8 de 18 r•
2477
SERVIC;:O PUBLICO FEDERAL (J
MJ - DEPARTAMENTO DE POLicIA FEDERAL
DIRETORIA DE INVESTIGAC;:ĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO
GRUPO DE INQUI':RITOS DO STF E STJ
4) JOÂO LUIZ ARGOLO FILHO
Foram localizados registros de entrada de LUIZ ARGOLO, tanto na Sao
Gabriel quanto na Paes de Barros.
Na Paes de Barros ha o cadastro de "JOAO DOS SANTOS", com o
numero de documento 689103632, e "JOAO SANTOS", com o documento 689103635,
muito proximos il identidade do Deputado LUIZ ARGOLO: 0689103637 (diferen"" no
ultimo digito). Notem que as fotografias cadastradas na portaria saa bastante
• semelhantes il do registro do Passaporte de JOĂO LUIZ CORREIA ARGOLO DOS
SANTOS (outro nome utilizado por LUIZ ARGOLO).
• Na sAa GABRIEL ha o cadastro de "JOAO SANTOS", identidade
689103635, e "JOAO SANTO", identidade 16913635, sendo essa ultima um pouco
diferente das demais. Ne entanto, novamente as fotografias cadastradas saa muito
semelhantes il do Deputado LUIZ ARGOLO.
Pagina 9 de 18 ~
•
•
2478
~SERVIC;:O PUBLICO FEDERAL
MJ - DEPARTAMENTO DE POLicIA FEDERAL
DIRETORIA DE INVESTIGAC;:ĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO
GRUPO DE INQUERITOS DO STF E STJ
Apresentamos, primeiramente, os 31 registros de entrada e saida da
Paes de Barros.
. ,~ .~
-
Data Hora Sentido RG Nome -
21/11/2012 17:16 O 689103632 JOAO DOS SANTOS
21/11/2012 19:36 1 689103632 JOAO DOS SANTOS
27/11/2012 10:56 O 689103632 JOAO DOS SANTOS
27/11/2012 11:36 1 689103632 JOAO DOS SANTOS
27/11/2012 13:16 O 689103632 JOAO DOS SANTOS
14/03/2013 17:26 O 689103635 JOAO $ANTOS
14/03/2013 18:42 1 689103635 JOAO SANTOS
19/03/2013 10:33 O 689103635 JOAO SANTOS
19/03/2013 13:24 1 689103635 JOAO SANTOS
26/03/2013 08:39 O 689103635 JOAO $ANTOS
26/03/2013 10:39 1 689103635 JOAO SANTOS
06/05/2013 08:22 O 689103635 JOAO SANTOS
06/05/2013 09:06 1 689103635 . JOAO SANTOS
23/05/2013 10:27 O 689103635 JOAO 5ANTOS
23/05/2013 16:11 1 689103635 JOAO SANTOS
24/05/2013 09:25 O 689103635 JOAO SANTOS
24/05/2013 13:44 1 689103635 JOAO SANTOS
28/05/2013 17:22 O 689103635 JOAOSANTOS
28/05/2013 18:34 1 689103635 JOAO SANTOS
23/07/2013 08:40 O 689103635 JOAO SANTOS
23/07/2013 14:29 1 689103635 JOAO 5ANTOS
14/10/2013 15:22 O 689103635 JOAO SANTOS
24/10/2013 13:49 1 689103635 JOAO SANTOS
29/10/2013 10:38 O 689103635 JOAOSANTOS
29/10/2013 11:20 1 689103635 JOAO 5ANTOS
09/01/2014 08:30 O 689103635 JOAO SANTOS
09/01/2014 09:44 1 689103635 JOAO 5ANTOS
24/01/2014 12:34 O 689103635 JOAQ SANTOS
13/02/2014 14:42 1 689103635 JOAO SANTOS
13/02/2014 14:43 O 689103635 JOAO SANTOS
18/02/2014 08:12 1 689103635 JOAO SANTOS
No escril6rio da JPJPAP da Av. Sao Gabriel foram localizados 54
registros:
(1Pagina 10 de 18
•
•
2479
SERVIC;:O PUBLICO FEDERAL
MJ - DEPARTAMENTO DE POLicIA FEDERAL
DIRETORIA DE INVESTIGAC;:ĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO
GRUPO DE INQUERITOS DO STF E STJ
, ...",-- ~, . ,. --- - .__.... . .. ......_-- , .., . .. .'- --- "-~ -- - _.-- _. "',.- ._.._-
Nome Doc NomeVisitado UnidadeVlsitado DATA Hora
lDAO SANTa 16913635 FERNANDO MENDON~ JP1PAP ASSESSORIA E PART 01/07/2011 083211
JOAO SANTO 16913635 FERNANOO MENDONI;A JPJPAP ASSESSQRIA E PART 18/11/2011 073242
lOAD SANTOS 689103635 FERNANDO MENDONI;A JP1PAP ASSESSORIA E PART 03/02/2011 185635
JQAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON~ JPJPAP ASSESSOR1A E PART 03/02/2011 191417
JOAO SANTOS 689103635 fERNANDO MENOONC;:A JPJPAP ASSESSQRIA E PART 10/02/2011 115719
JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDONr;A JPJPAP ASSESSORIA E PART 10/02/2011 140118
JOAO $ANTOS 689103635 FERNANDO MENDONC;:A lPJPAP ASSESSORIA E PART 17/02/2011 104655
JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON<;A JPJPAP ASSESSORIA E PART 17/02/2011 191208
JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON~A JPJPAP ASSESSORIA E PART 24/02/2011 115452
JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON<;A JPJPAP ASSESSORIA E PART 17/03/2011 113054
JOAO SANTOS 689103635 FERNANOO MENDONţA JPJPAP ASSESSORIA E PART 17/03/2011 152714
JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENOON~A JPJPAP ASSESSORIA E PART 24/03/2011 155949
JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENOON~A JPJPAP ASSESSORIA E PART 07/04/2011 125711
JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENOONc;A JPJPAP ASSESSORIA E PART 07/04/2011 165104
JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON<;A JPJPAP AS5ESSORIA E PART 05/05/2011 153501
JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON~A JPJPAP A5SESSORIA E PART 23/05/2011 083701
JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON~A JPJPAP ASSESSORIA E PART 23/05/2011 130550
JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENOONţA lPJPAP ASSESSORIA E PART 06/06/2011 150820
JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDONc;A JP1PAP ASSESSORIA E PART 30/06/2011 173202
JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON<;A JPJPAP ASSESSORIA E PART 01/07/2011 121507
JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDONţA JPJPAP ASSESSORIA E PART 12/07/2011 123445
JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDONţA JPJPAP ASSESSORIA E PART 19/07/2011 151526
JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON~A JPJPAP ASSESSORIA E PART 04/08/2011 091842
JOAO 5ANTOS 689103635 FERNANDO MENDONc;A lP1PAP A5SESSORIA E PART 10/10/2011 105823
lOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON<;A JPJPAP A5SESSORIA E PART 11/10/2011 160329
JOAO SANTOS 689103635 FERNANOO MENDON~A lPJPAP AS5ESSORIA E PART 17/10/2011 143535
JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON~A JP1PAP AS5ESSORIA E PART 28/10/2011 153816
JOAO SANTOS 689103635 FERNANOO MENDONţA JPJPAP ASSE5S0RIA E PART 01/11/2011 180816
JOAO 5ANT05 689103635 FERNANDO MENOONc;A lPJPAP A5SESSORIA E PART 24/11/2011 080951
JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDONc;A JPJPAP ASSESSORIA E PART 02/12/2011 123337
JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON<;A JPJPAP ASSESSORIA E PART 02/12/2011 141304
JOAO SANTOS 689103635 FERNANOO MENDON~A JPJPAP AS5ESSORIA E PART 08/12/2011 172912
JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENOON~A JPJPAP ASSESSORIA E PART 26/12/2011 171347
JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENOON~A JPJPAP ASSESSORIA E PART 19/01/2012 092726
JOAO SANT05 689103635 FERNANDO MENOON<;A lPJPAP AS5ESSORIA E PART 09/02/2012 095947
JOAO SANTOS 689103635 FERNANOO MENDON~A lP1PAP ASSESSORIA E PART 08/03/2012 114835
JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON~A JPJPAP AS5ESSORIA E PART 19/03/2012 101711
JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDONc;A JPJPAP ASSESSORIA E PART 12/04/2012 214037
JOAO SANT05 689103635 FERNANDO MENOONc;A JPJPAP ASSESSORIA E PART 13/04/2012 081812
JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDONc;A JPJPAP AS5ESSORIA E PART 18/05/2012 092256
JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDONc;A JPJPAP AS5ESSORIA E PART 18/05/2012 131807
JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON~A JPJPAP ASSES50RIA E PART 04/07/2012 135654
JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON~A JPJPAP A5SESSORIA E PART 04/07/2012 142802
JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENOON~A lPJPAP A5SE5S0RIA E PART 18/07/2012 175923
JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDONc;A JPJPAP ASSESSORIA E PART 25/07/2012 115956
JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON~A JPJPAP ASSE5S0RIA E PART 26/07/2012 145240
JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON~A JPJPAP ASSESSORIA E PART 31/07/2012 120207
JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON~A JPJPAP ASSESSORIA E PART 01/08/2012 094002
JOAO SANT05 689103635 FERNANDO MENOON<;A JPJPAP ASSESSORIA E PART 01/08/2012 122304
.
Pagina 11 de 18
(V
Iv
• 2480
SERVI(:O PUBLICO FEDERAL
MJ - DEPARTAMENTO DE POLiclA FEDERAL
DlRETORIA DE INVESTIGA(:ĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO
GRUPO DE INQUltRlTOS DO STF E STJ
~
.. ,~ . --
Nome ODe NomeVisitado UnidadeVisitado DATA Hora~ ~ ~
JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDONI;A lP1PAP ASSESSDRIA E PART 06/08/2012 200352
lOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON<;A lP1PAP ASSESSQRIA E PART 09/08/2012 072117
JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDONc;A JP1PAP ASSESSORIA EPART 23/08/2012 183249
JOAO SANTQS 689103635 FERNANDO MENOONc;A JPJPAP ASSESSDRIA E PART 05/09/2012 074941
JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON<;:A lP1PAP ASSESSQRIA E PART 10/10/2012 103300
5) JOĂO VACCARI NETO
(J
Corn rela<;âo a JOĂO VACCARI NETO constam apenas dois registros no
• escrit6rio da PAES DE BARROS, no dia 1110212014, sendo um de entrada as 10:27 e o
outro de saida as 10:31.
•
. ~
Data Hora Sentido RG Nome Empresa ,..
11/02/2014 10:27 O 94724106 JOAO VACCARI NETO PART
11/02/2014 10:31 1 94724106 lOAO VACCARI NETO PART
Nao foi localizado nenhum registro no escrit6rio da sAa GRABRIEL.
6) LUIZ FERNANDO RAMOS FARIA
Foi localizado apenas um registro de entrada de LUIZ FERNANDO
RAMOS FARIA na sede da empresa de ALBERTO YOUSSEF, na Av. Sao Gabriel, no
dia 2010912011, as 10:49, tendo ido visitar CARLOS ALBERTO YOUSSEF.
o registro foi feito em nome de "LUIZ FERNADO FARIA" (sic), constando1/o mesmo do documento de identidade LUIZ FERNANDO RAMOS FARIA, MG 818939~ r
~..C).•,. Pagina 12 de 18
•
•
•
2481
SERV[(;O PlJBLICO FEDERAL
MJ - DEPARTAMENTO DE POLicIA FEDERAL
(V
DIRETORIA DE INVESTIGA<;:ĂOE COMBATE AO CRIME ORGANIZADO
GRUPO DE INQUERITOS DO STF E STJ
SSP/MG, sendo que a fotografia cadastrada na entrada do edificio (reproduzida abaixo)
e semelhante il do Deputado.
Poucos minutos antes da entrada de LUIZ FERNANDO FARIA, entraram
tambem no edificio os ex-deputados PEDRO DA SILVA CORREA DE OLiVEIRA
ANDRADE NETO e JOĂO ALBERTO PIZZOLATTI JUNIOR
559448 20/09/2011 10:43
lPJPAP ASSESSQRIA EJOAO PROCDPIO J P DE AlMEIDA
755407 20/09/2011
PRADO PART
10:48
LUIZ FERNADO FARIA 818939 CARlOS AlBERTO YOUSSEF I PRIMO 20/09/2011 10:49
Fotografias cadastradas na entrada do edificio da Av. Sao Gabriel:
Nao consta nenhuma entrada de LUIZ FERNANDO FARIA no escritario
da PAES DE BARROS.
7) NELSON MEURER
Foram identificados tres registros de entrada de NELSON MEURER no
escrit6rio de YOUSSEF da.Av. Saa Gabriel, sendo que no dia 01/09/2011 ele entrou.ilI
praticamente junto com JOAO PIZZOLATTI e PEDRO cORREA. No outro escritano de y.t
YOUSSEF nao foi localizado nenhum registro.,
rfPagina 13 de 18
•
•
2482
SERVIC;:O PllBLlCOFEDERAL
MJ - DEPARTAMENTO DE POLiCIA FEDERAL
DIRETORIA DE INVESTlGAC;:ĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO
GRUPO DE INQuERITOS DO STF E STJ
Registres do escrit6rio da SĂO GABRIEL:
Nome Pe5S0a Do< Nome Vlsltado Unidade Vlsitado DATA Horn
NELSON MEURER 7043198 FERNANOO MENDONc;A
jP1PAP ASSESSORlA E
26/05/2011 10:27
PART
JOAO PIZZQOLATII: 755407 10AO PROCOPIQ J PDE ALMElDA PRADO
jPjPAP ASSESSORIA E
PART
01/09/2011 13:17
PEDRD DA SllVA CQRREA DE OLlVEIRA
559448 10AO PRCCOPIO J P DE ALMEIDA PRADa
lP1PAP ASSESSORIA E
01/09/2011
ANDRADE NETO PART
13:17
NEL50N MEURER 7043198 FERNANOO MENDONc;A
lP1PAP ASSESSORIA E
01/09/2011 13:18
PART
NELSON MEURER 7043198 FERNANOO MENDQNc;A
lP1PAP ASSESSORIA E
07/05/2012 14:04
PART
8) PEDRO DA SILVA CORREA DE OLlVEIRA ANDRADE NETO
Foram localizados 64 registres no escrit6rio da Sâo Gabriel de PEDRO
DA SILVA CORREA DE OLIVEIRA NETO, tambem cadastrado como PEDRO
CORREA (utilizando o mesmo documento de identidade).
"."., .-.-
NomeVisrt3do
... 0.0
NomePesS03 Do< DATA Hora. ,._" --~
PEDRO CORREA 559448 JOAO PROCDPID J PDE ALMEIQA PRADO 10/10/2011 170740
PEDRO CORREA 559448 10AO PROCQPIO J P DE AtMEIOA PRADO 18/10/2011 115923
PEDRO CORREA 559448 JOAO PROCOPIO J PDE ALMEIOA PRADO 19/10/2011 103603
PEORO CORREA 559448 JOAO PROCOPIO J PDE AtMEIOA PRAOO 25/10/2011 112027
PEORO CORREA 559448 JOAO PROCOPIO J P DE AtMEIOA PRADO 08/11/2011 111202
PEORO CORREA 559448 JOAO PROCO~IO J P DE ALMEIOA PRAOO 08/11/2011 151111
~EORO CORREA 559448 JOAO PROCOPIO J P DE ALMEIOA PRADO 16/11/2011 134349
PEORO CORREA 559448 JOAO PROCOPIO J P DE ALMEIOA PRADO 10/01/2012 135208
PEORO CORREA 559448 JOAO PROCOPIO J PDE ALMEIDA PRAOO 30/01/2012 110124
PEDRO CORREA 559448 JOAO PROCOPIO J PDE ALMEIDA PRAOO 23/03/2012 114645
PEDRO CORREA 559448 JOAO PROCO~IO J P DE ALMEIOA PRADO 24/04/2012 133914
PEORO CORREA 559448 JOAO PROCOPIOJ P DEALMEIDA PRAOO 14/05/2012 174120
PEDRO CORREA 559448 JOAO PROCOPIO J PDE ALMEIDA PRAOO 15/05/2012 114004
PEDRO CORREA 559448 JOAO PROCOPIO J P DE ALMEIOA PRADO 30/07/2012 080809
PEDRO CORREA 559448 JOAO PROCOPIO J PDE ALMEIDA PRAOO 31/07/2012 115525
PEDRO CORREA 559448 JOAO PROCOPIO J PDE ALMEIOA PRAOO 15/08/2012 094718
PEDRO CORREA 559448 JOAO PROCOPIO J P DE AlMEIOA PRADO 16/08/2012 093334
PEORO CORREA 559448 JOAO PROCOPIOJ P OEALMEIOA PRAOO 05/09/2012 113428
PEDRO CORREA 559448 JOAO PROCOPIO J PDE ALMElDA PRAOO 13/09/2012 080453
;U
J
Pâgina 14 de 18
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula
Inquérito manipulado da pf c lula

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O PETRÓLEO É DELES?
O PETRÓLEO É DELES?O PETRÓLEO É DELES?
O PETRÓLEO É DELES?Isaura Miike
 
Odebrecht -- 20160322175641 0eac435fe2a024a2c481da7c130775d8
Odebrecht -- 20160322175641 0eac435fe2a024a2c481da7c130775d8Odebrecht -- 20160322175641 0eac435fe2a024a2c481da7c130775d8
Odebrecht -- 20160322175641 0eac435fe2a024a2c481da7c130775d8Luiz Carlos Azenha
 
Hemobrás: MPF aponta má-fé de ministro e pede compra de medicamento
Hemobrás: MPF aponta má-fé de ministro e pede compra de medicamentoHemobrás: MPF aponta má-fé de ministro e pede compra de medicamento
Hemobrás: MPF aponta má-fé de ministro e pede compra de medicamentoPortal NE10
 
Representação Santa Catarina
Representação Santa CatarinaRepresentação Santa Catarina
Representação Santa CatarinaMarcianoBortolin
 
Operação lava jato denúncias contra Camargo Correa e UTC
Operação lava jato denúncias contra Camargo Correa e UTCOperação lava jato denúncias contra Camargo Correa e UTC
Operação lava jato denúncias contra Camargo Correa e UTCJosé Ripardo
 
Representação Santa Catarina
Representação Santa CatarinaRepresentação Santa Catarina
Representação Santa CatarinaMarcianoBortolin
 
Representação Santa Catarina
Representação Santa CatarinaRepresentação Santa Catarina
Representação Santa CatarinaMarcianoBortolin
 
Odebrecht -- 20160322180444 dc8180bf1c401f5b957b439df464004e
Odebrecht -- 20160322180444 dc8180bf1c401f5b957b439df464004eOdebrecht -- 20160322180444 dc8180bf1c401f5b957b439df464004e
Odebrecht -- 20160322180444 dc8180bf1c401f5b957b439df464004eLuiz Carlos Azenha
 
Odebrecht -- 20160322175440 3c72d58a97451615a1564e6689f68ad6
Odebrecht -- 20160322175440 3c72d58a97451615a1564e6689f68ad6Odebrecht -- 20160322175440 3c72d58a97451615a1564e6689f68ad6
Odebrecht -- 20160322175440 3c72d58a97451615a1564e6689f68ad6Luiz Carlos Azenha
 
Proc 456 10
Proc 456 10Proc 456 10
Proc 456 10gmmb2011
 
Odebrecht -- 20160322180844 d3239ee7e3bbb39543741f06cd47ce1b
Odebrecht -- 20160322180844 d3239ee7e3bbb39543741f06cd47ce1bOdebrecht -- 20160322180844 d3239ee7e3bbb39543741f06cd47ce1b
Odebrecht -- 20160322180844 d3239ee7e3bbb39543741f06cd47ce1bLuiz Carlos Azenha
 
Odebrecht -- 20160322180844 b5741418af9205a92a3f000c9e08340e
Odebrecht -- 20160322180844 b5741418af9205a92a3f000c9e08340eOdebrecht -- 20160322180844 b5741418af9205a92a3f000c9e08340e
Odebrecht -- 20160322180844 b5741418af9205a92a3f000c9e08340eLuiz Carlos Azenha
 
Odebrecht -- 20160322180444 9a6f61f8ed1a178937e89c8f2f863bab (1)
Odebrecht -- 20160322180444 9a6f61f8ed1a178937e89c8f2f863bab (1)Odebrecht -- 20160322180444 9a6f61f8ed1a178937e89c8f2f863bab (1)
Odebrecht -- 20160322180444 9a6f61f8ed1a178937e89c8f2f863bab (1)Luiz Carlos Azenha
 
Odebrecht -- 20160322175440 97acccaf0a26bf4398cc685a9fa6a666
Odebrecht -- 20160322175440 97acccaf0a26bf4398cc685a9fa6a666Odebrecht -- 20160322175440 97acccaf0a26bf4398cc685a9fa6a666
Odebrecht -- 20160322175440 97acccaf0a26bf4398cc685a9fa6a666Luiz Carlos Azenha
 

Mais procurados (18)

O PETRÓLEO É DELES?
O PETRÓLEO É DELES?O PETRÓLEO É DELES?
O PETRÓLEO É DELES?
 
O petróleo é deles!
O petróleo é deles!O petróleo é deles!
O petróleo é deles!
 
Odebrecht -- 20160322175641 0eac435fe2a024a2c481da7c130775d8
Odebrecht -- 20160322175641 0eac435fe2a024a2c481da7c130775d8Odebrecht -- 20160322175641 0eac435fe2a024a2c481da7c130775d8
Odebrecht -- 20160322175641 0eac435fe2a024a2c481da7c130775d8
 
ADI - Escolas
ADI - EscolasADI - Escolas
ADI - Escolas
 
Hemobrás: MPF aponta má-fé de ministro e pede compra de medicamento
Hemobrás: MPF aponta má-fé de ministro e pede compra de medicamentoHemobrás: MPF aponta má-fé de ministro e pede compra de medicamento
Hemobrás: MPF aponta má-fé de ministro e pede compra de medicamento
 
Representação Santa Catarina
Representação Santa CatarinaRepresentação Santa Catarina
Representação Santa Catarina
 
Operação lava jato denúncias contra Camargo Correa e UTC
Operação lava jato denúncias contra Camargo Correa e UTCOperação lava jato denúncias contra Camargo Correa e UTC
Operação lava jato denúncias contra Camargo Correa e UTC
 
Contestacao
ContestacaoContestacao
Contestacao
 
Em defesa da Petrobrás
Em defesa da PetrobrásEm defesa da Petrobrás
Em defesa da Petrobrás
 
Representação Santa Catarina
Representação Santa CatarinaRepresentação Santa Catarina
Representação Santa Catarina
 
Representação Santa Catarina
Representação Santa CatarinaRepresentação Santa Catarina
Representação Santa Catarina
 
Odebrecht -- 20160322180444 dc8180bf1c401f5b957b439df464004e
Odebrecht -- 20160322180444 dc8180bf1c401f5b957b439df464004eOdebrecht -- 20160322180444 dc8180bf1c401f5b957b439df464004e
Odebrecht -- 20160322180444 dc8180bf1c401f5b957b439df464004e
 
Odebrecht -- 20160322175440 3c72d58a97451615a1564e6689f68ad6
Odebrecht -- 20160322175440 3c72d58a97451615a1564e6689f68ad6Odebrecht -- 20160322175440 3c72d58a97451615a1564e6689f68ad6
Odebrecht -- 20160322175440 3c72d58a97451615a1564e6689f68ad6
 
Proc 456 10
Proc 456 10Proc 456 10
Proc 456 10
 
Odebrecht -- 20160322180844 d3239ee7e3bbb39543741f06cd47ce1b
Odebrecht -- 20160322180844 d3239ee7e3bbb39543741f06cd47ce1bOdebrecht -- 20160322180844 d3239ee7e3bbb39543741f06cd47ce1b
Odebrecht -- 20160322180844 d3239ee7e3bbb39543741f06cd47ce1b
 
Odebrecht -- 20160322180844 b5741418af9205a92a3f000c9e08340e
Odebrecht -- 20160322180844 b5741418af9205a92a3f000c9e08340eOdebrecht -- 20160322180844 b5741418af9205a92a3f000c9e08340e
Odebrecht -- 20160322180844 b5741418af9205a92a3f000c9e08340e
 
Odebrecht -- 20160322180444 9a6f61f8ed1a178937e89c8f2f863bab (1)
Odebrecht -- 20160322180444 9a6f61f8ed1a178937e89c8f2f863bab (1)Odebrecht -- 20160322180444 9a6f61f8ed1a178937e89c8f2f863bab (1)
Odebrecht -- 20160322180444 9a6f61f8ed1a178937e89c8f2f863bab (1)
 
Odebrecht -- 20160322175440 97acccaf0a26bf4398cc685a9fa6a666
Odebrecht -- 20160322175440 97acccaf0a26bf4398cc685a9fa6a666Odebrecht -- 20160322175440 97acccaf0a26bf4398cc685a9fa6a666
Odebrecht -- 20160322175440 97acccaf0a26bf4398cc685a9fa6a666
 

Destaque

Infográfico - 5 motivos para a sua marca ter um aplicativo
Infográfico - 5 motivos para a sua marca ter um aplicativoInfográfico - 5 motivos para a sua marca ter um aplicativo
Infográfico - 5 motivos para a sua marca ter um aplicativoLinx
 
Carlon E943JW
Carlon E943JWCarlon E943JW
Carlon E943JWsavomir
 
Final teaching demo with narration- social structure
Final teaching demo with narration- social structureFinal teaching demo with narration- social structure
Final teaching demo with narration- social structureWillette Brye
 
Infecciones de transmision sexual
Infecciones de transmision sexual Infecciones de transmision sexual
Infecciones de transmision sexual Omar Merced Perez
 
De-Mystifying Twitter for Small Business - 2016
De-Mystifying Twitter for Small Business - 2016De-Mystifying Twitter for Small Business - 2016
De-Mystifying Twitter for Small Business - 2016Charlie Conard
 
Secretaria ejecutiva
Secretaria ejecutivaSecretaria ejecutiva
Secretaria ejecutivasantamaria20
 
Manejo Control De Datos
Manejo Control De DatosManejo Control De Datos
Manejo Control De DatosSergio Perez
 
Panorama actual de la educación básica en méxico
Panorama actual de la educación básica en méxicoPanorama actual de la educación básica en méxico
Panorama actual de la educación básica en méxicoJANETH BARRETERO
 
Виртуальная сфера - Безопасность - Хакеры и Терроризм
Виртуальная сфера - Безопасность -  Хакеры и ТерроризмВиртуальная сфера - Безопасность -  Хакеры и Терроризм
Виртуальная сфера - Безопасность - Хакеры и ТерроризмSL.GH VIPNET T.C
 
IPS Coaching Classes in India
IPS Coaching Classes in IndiaIPS Coaching Classes in India
IPS Coaching Classes in IndiaNeha L
 
International Brochure_Overview
International Brochure_OverviewInternational Brochure_Overview
International Brochure_OverviewZach Ticha
 
Sagar Gawande New Resume
Sagar Gawande New ResumeSagar Gawande New Resume
Sagar Gawande New Resumesagar gawande
 
Parameter study of stable walking gaits for nao humanoid robot
Parameter study of stable walking gaits for nao humanoid robotParameter study of stable walking gaits for nao humanoid robot
Parameter study of stable walking gaits for nao humanoid roboteSAT Journals
 

Destaque (17)

Infográfico - 5 motivos para a sua marca ter um aplicativo
Infográfico - 5 motivos para a sua marca ter um aplicativoInfográfico - 5 motivos para a sua marca ter um aplicativo
Infográfico - 5 motivos para a sua marca ter um aplicativo
 
Carlon E943JW
Carlon E943JWCarlon E943JW
Carlon E943JW
 
Final teaching demo with narration- social structure
Final teaching demo with narration- social structureFinal teaching demo with narration- social structure
Final teaching demo with narration- social structure
 
Infecciones de transmision sexual
Infecciones de transmision sexual Infecciones de transmision sexual
Infecciones de transmision sexual
 
De-Mystifying Twitter for Small Business - 2016
De-Mystifying Twitter for Small Business - 2016De-Mystifying Twitter for Small Business - 2016
De-Mystifying Twitter for Small Business - 2016
 
Fases berthier
Fases berthierFases berthier
Fases berthier
 
Secretaria ejecutiva
Secretaria ejecutivaSecretaria ejecutiva
Secretaria ejecutiva
 
Estática de fluidos
Estática de fluidosEstática de fluidos
Estática de fluidos
 
RESUME__Mayur
RESUME__MayurRESUME__Mayur
RESUME__Mayur
 
Privilegios de ser un hijo de dios
Privilegios de ser un hijo de diosPrivilegios de ser un hijo de dios
Privilegios de ser un hijo de dios
 
Manejo Control De Datos
Manejo Control De DatosManejo Control De Datos
Manejo Control De Datos
 
Panorama actual de la educación básica en méxico
Panorama actual de la educación básica en méxicoPanorama actual de la educación básica en méxico
Panorama actual de la educación básica en méxico
 
Виртуальная сфера - Безопасность - Хакеры и Терроризм
Виртуальная сфера - Безопасность -  Хакеры и ТерроризмВиртуальная сфера - Безопасность -  Хакеры и Терроризм
Виртуальная сфера - Безопасность - Хакеры и Терроризм
 
IPS Coaching Classes in India
IPS Coaching Classes in IndiaIPS Coaching Classes in India
IPS Coaching Classes in India
 
International Brochure_Overview
International Brochure_OverviewInternational Brochure_Overview
International Brochure_Overview
 
Sagar Gawande New Resume
Sagar Gawande New ResumeSagar Gawande New Resume
Sagar Gawande New Resume
 
Parameter study of stable walking gaits for nao humanoid robot
Parameter study of stable walking gaits for nao humanoid robotParameter study of stable walking gaits for nao humanoid robot
Parameter study of stable walking gaits for nao humanoid robot
 

Semelhante a Inquérito manipulado da pf c lula

Veja a íntegra da denúncia contra Gleisi e Paulo Bernardo
Veja a íntegra da denúncia contra Gleisi e Paulo BernardoVeja a íntegra da denúncia contra Gleisi e Paulo Bernardo
Veja a íntegra da denúncia contra Gleisi e Paulo BernardoRadar News
 
Mppe petrolina-juliolossio
Mppe petrolina-juliolossioMppe petrolina-juliolossio
Mppe petrolina-juliolossioRevista do Vale
 
Operação lava jato denúncias contra oas
Operação lava jato denúncias contra oasOperação lava jato denúncias contra oas
Operação lava jato denúncias contra oasJosé Ripardo
 
Parlamentares pedem afastamento de Geddel e apuração de possíveis crimes
Parlamentares pedem afastamento de Geddel e apuração de possíveis crimesParlamentares pedem afastamento de Geddel e apuração de possíveis crimes
Parlamentares pedem afastamento de Geddel e apuração de possíveis crimesLiderança da Oposição
 
MPF e Adalberto Cavalcanti
MPF e Adalberto CavalcantiMPF e Adalberto Cavalcanti
MPF e Adalberto CavalcantiJamildo Melo
 
Denúncia contra Tacla Duran do MPF - 11 de abril de 2017
Denúncia contra Tacla Duran  do MPF - 11 de abril de 2017Denúncia contra Tacla Duran  do MPF - 11 de abril de 2017
Denúncia contra Tacla Duran do MPF - 11 de abril de 2017Miguel Rosario
 
A ÍNTEGRA DA DECISÃO DE MORO
A ÍNTEGRA DA DECISÃO DE MORO A ÍNTEGRA DA DECISÃO DE MORO
A ÍNTEGRA DA DECISÃO DE MORO Radar News
 
Empresa do Grupo Globo transferiu R$ 450 mil a Lula
Empresa do Grupo Globo transferiu R$ 450 mil a LulaEmpresa do Grupo Globo transferiu R$ 450 mil a Lula
Empresa do Grupo Globo transferiu R$ 450 mil a LulaR7dados
 
Perfil dos Parlamentares - Guilherme de Oliveira - n° 12 - 1°CDB
Perfil dos Parlamentares - Guilherme de Oliveira - n° 12 - 1°CDBPerfil dos Parlamentares - Guilherme de Oliveira - n° 12 - 1°CDB
Perfil dos Parlamentares - Guilherme de Oliveira - n° 12 - 1°CDBdialogosedebates
 
Orlando Morando processa professor Andre
Orlando Morando processa professor AndreOrlando Morando processa professor Andre
Orlando Morando processa professor AndreDEOLHONAPOLITICAOfic
 

Semelhante a Inquérito manipulado da pf c lula (20)

Mensalão do PT - recebimento da denúncia
Mensalão do PT - recebimento da denúnciaMensalão do PT - recebimento da denúncia
Mensalão do PT - recebimento da denúncia
 
A denúncia
A denúnciaA denúncia
A denúncia
 
Veja a íntegra da denúncia contra Gleisi e Paulo Bernardo
Veja a íntegra da denúncia contra Gleisi e Paulo BernardoVeja a íntegra da denúncia contra Gleisi e Paulo Bernardo
Veja a íntegra da denúncia contra Gleisi e Paulo Bernardo
 
Mppe petrolina-juliolossio
Mppe petrolina-juliolossioMppe petrolina-juliolossio
Mppe petrolina-juliolossio
 
Operação lava jato denúncias contra oas
Operação lava jato denúncias contra oasOperação lava jato denúncias contra oas
Operação lava jato denúncias contra oas
 
Parlamentares pedem afastamento de Geddel e apuração de possíveis crimes
Parlamentares pedem afastamento de Geddel e apuração de possíveis crimesParlamentares pedem afastamento de Geddel e apuração de possíveis crimes
Parlamentares pedem afastamento de Geddel e apuração de possíveis crimes
 
MPF e Adalberto Cavalcanti
MPF e Adalberto CavalcantiMPF e Adalberto Cavalcanti
MPF e Adalberto Cavalcanti
 
Relatorio-PF-PCC-Moro.pdf
Relatorio-PF-PCC-Moro.pdfRelatorio-PF-PCC-Moro.pdf
Relatorio-PF-PCC-Moro.pdf
 
Nota de reconhecimento ao Sérgio Moro
Nota de reconhecimento ao Sérgio MoroNota de reconhecimento ao Sérgio Moro
Nota de reconhecimento ao Sérgio Moro
 
Sj2011
Sj2011Sj2011
Sj2011
 
Lista Odebrech 03
Lista Odebrech 03Lista Odebrech 03
Lista Odebrech 03
 
Odebrecht 4
Odebrecht 4Odebrecht 4
Odebrecht 4
 
3 de 12
3 de 123 de 12
3 de 12
 
Vol 2 (fls 356)
Vol 2 (fls 356)Vol 2 (fls 356)
Vol 2 (fls 356)
 
Denúncia contra Tacla Duran do MPF - 11 de abril de 2017
Denúncia contra Tacla Duran  do MPF - 11 de abril de 2017Denúncia contra Tacla Duran  do MPF - 11 de abril de 2017
Denúncia contra Tacla Duran do MPF - 11 de abril de 2017
 
A ÍNTEGRA DA DECISÃO DE MORO
A ÍNTEGRA DA DECISÃO DE MORO A ÍNTEGRA DA DECISÃO DE MORO
A ÍNTEGRA DA DECISÃO DE MORO
 
As palestras de Lula
As palestras de LulaAs palestras de Lula
As palestras de Lula
 
Empresa do Grupo Globo transferiu R$ 450 mil a Lula
Empresa do Grupo Globo transferiu R$ 450 mil a LulaEmpresa do Grupo Globo transferiu R$ 450 mil a Lula
Empresa do Grupo Globo transferiu R$ 450 mil a Lula
 
Perfil dos Parlamentares - Guilherme de Oliveira - n° 12 - 1°CDB
Perfil dos Parlamentares - Guilherme de Oliveira - n° 12 - 1°CDBPerfil dos Parlamentares - Guilherme de Oliveira - n° 12 - 1°CDB
Perfil dos Parlamentares - Guilherme de Oliveira - n° 12 - 1°CDB
 
Orlando Morando processa professor Andre
Orlando Morando processa professor AndreOrlando Morando processa professor Andre
Orlando Morando processa professor Andre
 

Inquérito manipulado da pf c lula

  • 1. STF 102175 ~"II./~ ~~ 3628 - DIREITO PENAL I CRIMES PREVISl'OS NA LEGISLACĂO EXTRAVAGANTE I CRIMES DE "LAV~.GEM" OU OCULTACAO DE BENS, DIREITOS OU 1jţ..LORES 3555 - DIREITO PENAL I CRIMES PRATICADOS POR t:'UNCIONARIOS PUBLICaS CQN'l'P.A A ADM.INIS'l'R.~CĂO EM GERAL I CORRUPC;Ao ?ASSIVA 352l - DIREITO PENAL I CRIMES CONTRA A PAZ PUBLICA I QUADRILHA OU BAN DO Supremo Tribunal Federal Supremo Trlbunal Federal ·I"q 0003989·09/03/2015 14:28·· , 0000048-45.2015.1.00.0000 IIIIII~~IIIII I I COMIS APENSOS Inquerito INQUERITO 3989 PB.OCED. : DISTHITO FEDERAL DISTRIBUI(".~O EH 09/03/2015 0PIGEM. : PET-5?'60-SUPREMO TRIBuNAL FE;DERl-L RELATOR(A): MIN. TEORI ZAVASCKI JI.'JTORU/Sj (ES) MINISTERIO pOBLIca FEDERAL PRi)C. (A/s) (25) PROCCRJI.DOR-·GErtlI.L DJI. REPUBLJCA INVEStf. (A/S) AGUINALDO 'JELLOSO BORGES RIBEIRO F.DV. ("''/S) ROBEHTO PODVAL ADV. (AI Ş) "DJI.NTEL ROMEIRQ INVEST. (A/S) ALINE LEt10S COR,RE". DE OLIVEIRJ~ ANDRADE }.DV. (A/S, EDUARDO lNTONIO LUCliO FERRJO E OUTRO (7/5) I~VEST. lAIS) }NIBAL FE.k.kEIPA Gm1ES Continua .. . ADV. (?./S) INVEST. (A/S) hDV. (A/3l I~·JSS1'. IA/S) ADV.(j..IS) INVf,ST. (A/SI ADV _ (A/S) IN·JEST. (A/S) .ADV. ('-/S) GUSTAVO ADOLPHO DANTAS SOUTO ARTHUR CESAR PEREIRA OF. LIR..!I. PIERPAOLO CRU2. B(;'l"TINI E OfJTRO (A/S) BENED:;:TO DE: LIRA SEM REPRESENTA:ÂO NOS AUTOS CARLOS MAGNQ RiMOS M!CHEL SALIEA OLI'/ElRA CIPa NOGUElRA LlMA FILHO },NTONIO CARLOS DE ALMEIDA CASTRO E OUTRO (A/S) Continua<;:ăo 1 )
  • 2. INVEST. (A/S) ADV. lAIS) ADV. (A/S) INVEST. (.~/S) ADV. (A/S) IHVEST. (A/S) ADV _ (A/SJ IN'JEST _ LD../ S) ADV. (A!S) INIJEST. (A/S) .lDV. (A/S) JNVE2T. (A/S) .Zl.DV _ (A/S) INVEST. (A/S) AOV. (A/S) INVEST. (AI s) ADI}. (A/S) INVEST. (A/S) ADV. lAIS) INVEST. (A/5) ADV.IA/S) INVEST. IAlSI ADV.I'/SI lNVEST. (A/S) l-l.~V. (A/S) ADV, (A/S) INVES'I', {A/S} ADV. lAIS) INVEST. (A/S) AD? (A/S) H1VEST. (A/S) .n.DV. (A/S) INVEST. (A/S) ADV. (A/S) INVEST. (A/S) ADV. U'/S) INVEST. (A/S) AD'!. (!'.IS) JNVEST. (A/S) ADV.IA/S) INVEST. (A/S) ADV. (AiS) INVEST. lAIS) ADV. (A/S) INVEST. (A/S) ADV. (A/S) INVEST. (A/S) ADV. (A/S) INVES1. (f'i./S) ADV. (A/S) INVEST. (A/S) ADV. (AlS) INVEST. (A/S) ADV. (A/S) INVEST. (A/S) Anv. (A/S) INVEST. (A/S) ADV. (A/S) INVEST. (J>';S) ADV. (A/S) INVEST _ (A/S) ADV. (A/S) INVEST. (A/S) ADV. (A/S) ADV. (A/S) INVEST. (A/S) ADV. (A/S) DILCEU JOAO SPERAFICO ANDERSON SQUZA PEP.ElRA E OUTRO(A/S) EVÂNIO JOSE DE M01JRA SANTOS ED1SON LOHAo ANTONIO CARLOS D~ ALMEIDA CASTRO E OUTRO(A/S) EDUARDO HENRIQUE DA FONTE DE ALBUQUEf<QUE SILVA HAMILTON CARVALHIDO E OUTRO{A/S) FERNANDO ANTâNIO FALCn.o $OARES SEM REPRESE~TACAo NOS AUTOS GLADISON DE; L::::MA CAMELI PERNANDO NEVES DA 51LVA E OUTRO(A/S) ,TERONIMO PIZZOLOTTO GOERGEN G1JSTAVO BOHRER PAHi JOAO ALBERTO PIZZOLATI JUNIOR MI CHEL SALIBA OLIVEIRA JOAO FELIPE DE SOUZA LEAO GJl.MIL FOPPEL JOAO LUI2 ARGOLQ FILHQ SEM REPRESENTACAo NQS AUTOS J01O SANDES JUr-HOR SEM REPRESENTA<;ĂO NOS AUTO::; JOAO VACCARI NETO LUIZ FLĂVIO BORGES D'URSO JOSE ALFONSO EBERT HAMM CARLOS PEREIRA THOMPSON FLORES CARLQS EDU.r...RDO ~INTO LArt"EGO E OUTRQ (AI S) JOSE LINHARES PONTE CÂHOIDO .r...LBUQUERQUE E OUTRO (A/S) JOSE OLÎt1PIO SILVEIRA MORAES ANDERSON POI'1INl E OUTRO (A/S) JOSE OTAvIO GERMANO MARCELO LUIZ AVILA DE BESSA JOSE RENAN VASCONCELOS CALHE1ROS EUGENIO PACELLI DE OLIVEIRA E OUTRO(A/SJ LAzARO BOTBLHO MARTINS HICHEL SALIBA OLIVEIRA LUIS CARLOS l-iE1NZE ANDREI ZENKNER SC!ij'iIDT E OUTRO (A/S) LlJIZ FERl'lANDO RAMOS FAP.!./). Nl"RCELO LUIZ AVILA. DE BESSA MARIO SILVIO MENDES NEGROtlONTE C.Zl..RLOS IiUMBERTO FAUAZE 2ILHO E OUTRO{A/Si NE:SSON !'I,.EURER "'nCHEL SALTEA OLIVElRA PEDRO DA SILVA CORREA DE OLTVEIRA ANDRADE NETO MICHEL SALI BA OLIVElRA PEDRQ HENRY NETO SEM REPRESENTACĂO NOS AUTOS RENATO DELMAR MOLLING VANIR DE MATTOS E OUTRO(A/S) ROBERTO EGÎDIO BALESTRA SEM REPRESEN1'iC1O NOS Auros ROBERTO PP.REIRA DE BRITTO EVÂNIO JOSE DE MOURA SANTOS E OUTRO{A/S) ROBERTO SERGIO RIBEIRO COUTINHO TEIXEIRA MI CHEL SALIBA OLIVEIRA ROMERO JUCA FILHO ANTONIO CARLOS DE ALHEIDA C.n.STRO E OUTRO(A/S) SIMAO SESSIM RAFAEL ALMEIDA DE PIRO E OUTRO(A/S) VALDIR RAUPP DE MATOS N1LSON VITAL NAVES E OUTRO(A/S) VILSON LUIZ CQVATTI DECIO GIANELLI RODRIGUES MARTINS E OllTROiA/S) DAIHEL RADIeI JljNG WALDIR MARAMHĂG CAROOSO NICHEL SALIBA OLIVEIRA E OUTRO{A/S) Conti.nua9âo 2 Conti.nua9ao 3 Continua9ao 4 Continuac;ăo 6 Continua9âo 7 Conti.nua9ao e Continua9ăo 9
  • 3. ,- SERVI<;:O PUBLICO FEDERAL MINISTERIO DA JUSTI<;A DEPARTAMENTO DE POLicIA FEDERAL I DIRETORIA DE INVESTIGAyĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO ! GRUPO DE INQUERITOS DO STF (INQ. 3989 - STF) I RE N° 0008/2015-1 TOMBO 2015111 · 'Ja. ______________________________________________/ I I VOLUME XII ETIQUETA JUSTI<;:A ETIQUETA JUSTI<;:A DPF - 309 ,- -,.
  • 4. • • SERVI<;O PUBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLiCIA FEDERAL DlRETORIA DE INVESTIGA<;ĂO E COMBATE AO CRlME ORGANIZADO GINQ/STF/DICOR - GRUPO DE INQUERITOS DO STI' TERMO DE ABERTURA DE VOLUME Ao(,)08 dia(,)do miis de setembro de 2015, nesta Diretoria de Investiga,ao e Combate ao Crime Organizado - DICOR/DPF, em Brasilia/DF, em cumprimento ao item 1 do Despacho exarado il II. 2443 dos autos do presente apurat6rio, procedo il ABERTURA do VOLUME 12 deste Registro Especial n,o 0008/2015-1 (Inquerit 989 - STF), o qual se inicia com a lolha n.' 2444, do que, para constar, eu,%_-",,'.Jf-_' OEZER SOUSA BARROSO, Escrivao de Policia Federal, Matricula/DP~ em exercicio na DICOR/DPF, lavro este termo. RE N° 000812015-1
  • 5. • • SERVIC;;O PlJBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLicIA FEDERAL DIRETORIA DE INVESTIGAC;;ĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO GINQ/STF/DICOR - GRUPO DE INQUERITOS DO STF JUNTADA AOj,) 08 di8(,) do mos de setembro de 2015, la,o juntada aos autos dOj,)doeumento(,)releridol')nOj,)ite"1")2 a 10 do Despaeho exar do ăt,) 11(,) 2443 dos autos deste Registro Espeeial n.' 15-1 - GINQJSTF/DICOR (Inquerito n.' 3989 - STF). Eu, OEZER SOUSA BARROSO, Eserivao de Policia 1, l' Classe, Matrieula/DPF n.' 14.368, 10tadOj,) e em e ieio na Diretoria de Investiga,ao e Combate ao Crime Organizado - DICORlDPF, que o lavrei. RE N° 000812015-1 fis. 1 /1
  • 6. • • •SERVI~O PUBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLiCIA FEDERAL DICORlllPF FI' 2q45 /,1Rub. DIRETORIA DE INVESTIGA~ĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO GINQ/STFIDICOR - GRUPO DE INQUERITOS DO STF TERMO DE DECLARACOES que presta PEDRO HENRY NETO: Ao(,) 26 dia(,) do mes de agosto de 2015, nesta cidade de(,) Cuiaba/MT, na sede do,,) Superintendencia Regional de Policia Federal no Estado do Mato Grosso, onde presente se encontrava 0(,) Delegado(,) de Policia Federal JOSELIO AZEVEDO DE SOUSA, Classe Especial, Matricula/DPF n· 9518, lotado(,) e em exerdcio no(,) Diretoria de Investiga9ao e Combate ao Crime Organizado, compareceu PEDRO HENRY NETO, brasileiro, Terceiro Grau Completo, natural de(,) Santo Andn§/SP, casado, filho(,) de Mario Duilio Evaristo Henry e de Hortencia Henry, nascido(,) aos 19/04/1957, Medico, portador(,) do Documento de Identidade n· 617.431 - SSP/MT, inscrito(,) no CPF/MF sob o n· 175.068.671-68, residente no,,) Avenida Sao Sebastiao, n.o 2105, Edificio Maison Renoir, Apto. 1601, Bairro Popular, Cuiaba/MT, CEP 78045-400, celular (65) 9971-0457. Cienlificado acerca dos seus direitos conslilucionais, inclusive o de permanecer calado, inquirido(,) pela Auloridade Policial a respeito dos fatos em apura~âo. o Declaranle RESPONDEU QUE: exerceu o mandato de Deputado Federal por cinco legislaturas, nas anos de 1996 a 2013; QUE, salva engano, ingressou no Partida Progressista no ano de 2001; QUE ingressou no Partida Progressista a convite de FRANCISCO DORNELLES, a quem foi apresentado por AECIO NEVES; QUE foi Lider do Partida nas anos de 2003 e 2004; QUE no ano de 2004 foi destituido da condi9ao de Lider do Partida em uma disputa interna cam JOSE JANENE; QUE indagado do motiva de sua destitui9ao, o Declarante diz que isto se deu por conta de disputas politicas corn JOSE JANENE; QUE conheceu JOSE JANENE quando de seu ingresso no Partida, no ano de 2001, uma vez que JOSE JANENE ja era Deputado Federal pela Partida Progressista; QUE afirma que a rela980 cam JOSE JANENE nao era uma rela9ao amigavel; QUE conheceu PAULO ROBERTO COSTA em um jantar realizado na residencia de JOSE JANENE no ano de 2004; QUE JOSE JANENE realizou este jantar para apresentar PAULO ROBERTO COSTA il Bancada do Partida; QUE afirma que este jantar ocorreu apas a apresenta9ao do nome de PAULO ROBERTO COSTA, ao Governo Federal, coma o nome indicado pela Partida Progressista para assumir a Diretoria de Abastecimento da PETROBRAS; QUE ate este jantar PAULO ROBERTO COSTA ainda nao havia sido nomeado para tai cargo; QUE reafirma que ate este momento nao conhecia PAULO ROBERTO COSTA; QUE nao tratau de qualquer reuniao cam representantes do Governo Federal cam o objetivo de apresentar o nome de PAULO ROBERTO COSTA para assumir a Diretoria de Abastecimento da PETROBRAS; QUE esclarece que no ano de 2003 a Comissaa de Minas e Energia da Câmara era presidida por JOSE JANENE, sendo seu Vice o Deputado JOAO PIZZOLATII; QUE no ano de 2004 os papeis se inverteram e JOSE JANENE passou a ser o Vice- E N.O000B12015-1 - GINQ/STF/DICOR {INQ. N.O 39B9 - s~
  • 7. • • DICQRlDPF FI, 244 Rub. ( SERVIC;:O FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLiCIA FEDERAL DIRETORIA DE INVESTIGAC;:ÂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO GINQ/STF/DICOR - GRUPO DE INQUERITOS DO STI' Presidente desta Comissao, dirigida por JOÂO PIZZOLATTI; QUE, a esta epoca, PAULO ROBERTO COSTA era Diretor de uma Subsidiaria da PETROBRAS, cujo nome nao se recorda; QUE acredita que JOSE JANENE conheceu PAULO ROBERTO COSTA durante este periodo, em razao da pertinencia tematica cam a Comissao de Minas e Energia; QUE a apresentagao do nome de PAULO ROBERTO COSTA ao Governo Federal para uma Diretoria da PETROBRAS partiu da Diregao do PP; QUE a Dire,ao do Partida a esta epoca era formada, principalmente, pela seu entao Tesoureiro JOSE JANENE e pela Presidente do Partida, o Deputado PEDRO CORREA; QUE PEDRO CORREA foi Presidente do PP ate o ano de 2006; QUE acredita que o nome de PAULO ROBERTO COSTA foi apresentado ao entao Ministro-Chefe da Casa Civil JOSE DIRCEU; QUE afirma que em momento algum do jantar realizado por JANENE para apresentagao de PAULO ROBERTO COSTA, JANENE mencionou que a indica,ao de PAULO ROBERTO COSTA tinha coma objetivo a gera,ao de vantagens indevidas para Parlamentares do Partida Progressista a partir dos contratos celebrados por aquela Diretoria; QUE este jantar contau cam aproximadamente trinta Parlamentares do PP; QUE foi Lider da Bancada ate novembro de 2004; QUE o Declarante nao tratau da nomea,ao de PAULO ROBERTO COSTA para a Diretoria de Abastecimento da PETROBRAS cam qualquer representante do Governo Federal; QUE pode haver ocorrido de, na condi,ao de Lider da Bancada, em alguma reuniao cam o entao Ministro JOSE DIRCEU, em conjunto cam PEDRO CORREA e JOSE JANENE, o tema da nomea,ao de PAULO ROBERTO COSTA possa ter sido tratado ou por JANENE, ou por PEDRO CORREA, cam o entao Ministro-Chefe da Casa Civil; QUE jamais tratau da nomeagao de PAULO ROBERTO COSTA cam o entao Presidente LULA; QUE, igualmente, nao tem conhecimento se PEDRO CORREA e JOSE JANENE trataram deste assunto cam o Ex-Presidente; QUE em sendo lida o Termo de Declara,oes n,o 01 prestado por PAULO ROBERTO COSTA (reinquiri,ao), o Declarante afirma que nao se recorda de haver se encontrado cam PAULO ROBERTO COSTA em seu Gabinete na Camara dos Deputados; QUE refuta a afirma,ao de PAULO ROBERTO COSTA de que o Declarante apresentou seu nome ao Palacio do Planalto coma sendo a indicagao do Partida Progressista para assumir o cargo de Diretor de Abastecimento da PETROBRAS; QUE indagado se participava dos processos de apresentagao e defesa junto ao Governo Federal da indica,ao de nomes para cargos importantes da Administra,ao Publica Federal, o Declarante afirma que na condi,ao de Lider da Bancada na Câmara nao era seu papel realizar tai atividade; QUE tai atividade era desempenhada pela Presidente do Partida, na epoca o Deputado PEDRO CORREA; QUE, em sendo lida outro trecho do Termo de Declara,oes n° 01 de PAULO ROBERTO COSTA (reinquirigâo), o Declarante afirma que nem que quisesse poderia trancar a pauta do Congresso Nacional a fim de pressionar o Governo a nomear PAULO ROBERTO COSTA, uma vez que o tema e Regimental; QUE indagado do motivo pelo qual PAULO ROBERTO COSTA afirmau que tratou com o Declarante e o mesmo haveria se comprometido a levar o nome deie (PAULO ROBERTO COSTA) ao Palacio do Planalto para assumir a RE N,o 0008/2015-1 _GINO/STF/DICOR (INO, N,o 3989 - ST")$ r fl, 2/~
  • 8. • • DICORlDPF FI, 2447 Ro'. /. SERVI<;:O PUBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLiCIA FEDERAL DIRETORIA DE INVESTIGA<;:ĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO GINQ/STF/DICOR - GRUPO DE INQUERITOS DO STI' Diretoria de Abastecimento, o Declarante afirma que nao tem a menor ideia do motivo que levou PAULO ROBERTO COSTA a fazer tai afirmayao; QUE em sendo lido trecho do Termo de Declarayoes n° 04 (reinquiriyM) de ALBERTO YOUSSEF, o Declarante afirma que tais declarayoes sao descabidas e nao duvida, inclusive, que tais afirmayoes possam ter sido uma bravata de JOSE JANENE a fim de demonstrar poder; QUE reitera que mesmo na condiyao de Lider da Bancada, o Declarante nao pOderia promover o trancamento da pauta que Ihe e atribuido; QUE no ano de 2013 renunciou a seu mandato de Deputado Federal; QUE teve um unica contato com ALBERTO YOUSSEF; QUE este contato se deu em um jantar realizado por JOSE JANENE, provavelmente no ano de 2007; QUE apas esta ocasiao nao teve qualquer outro encontro com ALBERTO YOUSSEF; QUE indagado se tinha conhecimento da existencia de um esquema de corrupyao na Diretoria de Abastecimento da PETROBRAS que beneficiava Parlamentares do PP, o Declarante afirma que nao tinha conhecimento de tai fato; QUE somente apas os fatos se tornarem publicos e que tomou conhecimento que dezenas de Parlamentares do PP pudessem estar recebendo, de maneira indevida, vantagens da PETROBRAS; QUE nao recebeu valores em especie entregues por ALBERTO YOUSSEF, alguem a mando deste, ou a mando de JOSE JANENE; QUE indagado a respeito da doayao de cem mii reais realizada pela CONSTRUTORA QUEIROZ GALVAO para a sua campanha nas Eleiyoes de 2010, o Declarante afirma que foi comunicado por FRANCISCO DORNELLES, entao Presidente do Partido, que receberia tai doayao; QUE nao conhece qualquer representante da CONSTRUTORA QUEIROZ GALVAO; QUE, apas o recebimento desta doayao, alguem do Partido, provavelmente o Sr. CEMBRANEL, solicitou a emissao de um recibo referente il doayao; QUE indagado a respeito da doayao de cem mii reais realizada pela JARAGUA EQUIPAMENTOS INDUSTRIAIS LTDA, o Declarante afirma que tai doayao seguiu o mesmo rito da anterior, ou seja, foi informado pelo entao Presidente FRANCISCO DORNELLES que receberia tai doayao; QUE nao conhece qualquer representante da JARAGUA; QUE esteve na Sede da PETROBRAS no Rio de Janeiro para falar com PAULO ROBERTO COSTA por uma ou duas vezes; QUE o objetivo de sua ida foi para tratar de assunto referente il produyao de ureia; QUE este assunto era de interesse do Declarante em razao de que a ureia e produzida a partir de gas natural e a cidade de Caceres/MT, que eseu reduto eleitoral, por conta do GASODUTO BRASIL-BOLivIA, teria interesse em se valer desta condiyao para a produyao de ureia; QUE como resultado destas tratativas quatro tecnicos da PETROBRAS se deslocaram il cidade de Caceres/MT; Ăs perguntas da Detesa, o DecIarante RESPONDEU QUE: apas ser destituido da Lideranya da Bancada do Partido, em novembro de 2004, o Declarante foi excluido do processo decisario do PP; QUE isto ocorreu pelo fato de que apas sua saida da Lideranya, JOSE JANENE apresentou o nome de SEVERINO CAVALCANTE para disputar a Presidencia da Câmara; QUE o Declarante achava que SEVERINO CAVALCANTE nao reunia as condiyoes necessarias para assumir a Presidencia da C sa e, por isto, o Declarante passou a apoiar o Candidato LUIZ EDUARDO RE N.Q 0008/2015-1 - GINQ/STF/DICOR (INQ. N,O 3989 - ST~ r
  • 9. • • DICOR/DPF FI' 2448 Reb. /. SERVI<;:O PUBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLiCIA FEDERAL DIRETORIA DE INVESTIGA<;:ĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO G1NQ/STF/DICOR - GRlPO DE INQUERITOS DO STF GREENHALGH; QUE por conta destes fatos afirma que foi "escanteado" dentro do Partido, nao assumindo mais nenhuma fun~ao por indica~ao do mesmo. Nada mais disse e nem Ihe foi perguntado(,). Foi entao advertido(,) da obrigatoriedade de comunica~ao de eventuais mudan~as de endere~o em face das prescri~ăes do Art. 224 do CPP. Encerrado o presente que, lido e achado conforme, assinam com 0(,) Declarante, na presen~a de seul'"') Advogado(,) RICARDO GOMES DE ALMEIDA, inscrito(,) na OAB/MT sob o n.o 5985, do(,) Escritario RICARDO ALMEIDA ADVOGADOS ASSOCIADOS, situado(,) nOi') Avenida Historiador Rubens de Mendon~a, n.o 1894, 21 0 Andar, Centro Empresarial Maruana, Bairro Bosque da Saude, Cuiabâ/MT, CEP 78050-000, comercial (65) 3023-0002, celular (65) 9973- 0880, e-mail: ricardo@ricardoalmeida.adv.br.e.comigo. OEZER SOUSA BARROSO, Escrivao(.) de Policia Federal, Primeira Classe, Matricula/DPF n.o 14368, lotado(,) e em exercicio nOi') Diretoria de Investiga~ao e ao Crime Organizado, que o lavrei. AUTORI DADE POLICIAL :...........'0'.,;;..,;...,';c'"s''ii'}tOA~~'J')0DEsousA. M~i;j~;i~PF;;9518 .......... DECLARANTE :............... c~~ii NETO V",AL""IC'A. OABIMT n.(> 5985 ESCRIVĂO(Â) EP'~~B.SJ~...._ilb';o.. MatriculalDPF n.o 14368 RE N.Q 0008/2015-1 - GINQ/STF/DICOR (INQ. N.o 3989 - STF) fis. 4/4
  • 10. • • • .• ~ SERVI<;O PlJBLICO FEDERAL MI - DEPARTAMENTO DE POLiCIA FEDERAL DIRETORIA DE INVESTIGA<;ĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO GINQ/STF/DICOR - GRUPO DE INQUERITOS DO STF TERMO DE DECLARAC;OES que presta ANisAL FERREIRA GOMES: Ao(,) 27 dia(,) do mas de agosto de 2015, neste(a) Edificio-Sede do Departamento de Policia Federal, em Brasilia/DF, onde presente se encontrava JOSELIO AZEVEDO DE SOUSA, Delegado de POlicia Federal, Classe Especial, Matricula/DPF n.o 9.518, lotado(a)e em exercicio nO(a)Diretoria de Investigagao e Combate ao Crime Organizado - DICOR/DPF, compareceu ANÎBAL FERREIRA GOMES, sexe masculino, nacionalidade brasileira, casado(a) filho(a) de Amadeu Ferreira Gomes e Francisca Silveira Gomes, nascido(a) aos 07/06/1953, natural do Rio de Janeiro/RJ, instrugao terceiro grau completo, Deputado Federal, portador do Documento de Identidade n.o 2.405.925 - SSP/DF, inscrito(a) no CPF/MF sob o n.o 042.409.523-87, residente nfl1o) SQN 302, Bloco "A", Apto. 201, bairro Asa Norte, CEP 70723-010, Brasilia/DF, enderego profissional na(o) Praga dos Tras Poderes - Câmara dos Deputados, Gabinete 731 - Anexo IV, bairro Zona Civico-Administrativa, CEP 70160-900, Brasilia/DF, fone (61) 3215-5731, e-mail: dep.anibalgomes@camara.leg.br. Cientificado acerca dos seus direitos constitucionais, inclusive o de permanecer calado, inquiridO(a) a respeito dos fatos peta Autoridade Poticial, RESPONDEU: aUE esta no sexlo exercicio de seu mandate como Deputado Federal; aUE ingressou nos quadros do PMDB ha trinta anos, aproximadamente; aUE nao ingressou no PMDB a convite de alguma Lideranga especifica; aUE conheceu o Senador RENAN CALHEIROS, no ano de 1995 ou 1996, atraves do irmao do Senador, OLAVO CALHEIROS; QUE nao possui relagao de amizade com o Senador RENAN CALHEIROS; aUE sua relagao com o Senador e principalmente partidaria, em rama da grande influancia que o mesmo possui junto il Bancada do PMDB na Câmara; aUE, atualmente, RENAN ' CALHEIROS ja nao exerce uma influancia tao grande na Bancada do Partida na Câmara, uma vez que o Partido e atualmente muito homogeneo e a lideranga de RENAN ocorria principalmente nas situag6es de disputas internas; QUE conheceu PAULO ROBERTO COSTA ha, aproximadamente, dez anos atras; aUE foi apresentado ao mesma por uma pessoa cujo o nome nâo se recorda; QUE o primeiro contato que teve com ele foi por meio de uma audiancia solicitada pela Declarante para ser recebido por PAULO ROBERTO COSTA na Sede da PETROBRAS no Rio de Janeiro; QUE procurou PAULO ROBERTO COSTA para tratar com ele a respeito da implantagao de uma refinaria no Estado do Ceara; aUE sua relagao com PAULO ROBERTO COSTA sempre foi uma relagao cordial, porem, nao possuia relagao de amizade corn o mesma; QUE por voita de quatro anos atras, ou mais, o Declarante se encontrou com PAULO ROBERTO COSTA na Sede da PETROBRAS; aUE nesta ocasiao PAULO ROBERTO COSTA Ihe disse que corria risca de ser destituido do cargo de Diretor de Abastecimento; QUE, segundo informado por PAULO ROBERTO COSTA, o mesmo havia ficado afastado por motivo de doenga por um periodo de dois RE N° 0008/2015-1 .,jt./l O' IJ
  • 11. .' • • ,~,~ RU~-;J meses; aUE, 80 reternar, sua situa~âo no carga se encontrava instavel em rama de que havia uma outra pessoa, cujo nome nao ser recorda, que estava pleiteando seu cargo; QUE entao o Declarante se ofereceu para buscar apoio politico junto ao PMDB a fim de manter PAULO ROBERTO no cargo; QUE afirma que, neste primeiro momento, disse a PAULO ROBERTO COSTA que o apoio seria pleiteado junto as Lideran,as do PMDB; QUE vinte dias ap6s esta conversa PAULO ROBERTO COSTA veio a BrasfliaJDF e procurou o Declarante; QUE entao disse a PAULO ROBERTO COSTA que iria viabilizar um encontro com o Senador RENAN CALHEIROS; QUE indicou o Senador RENAN CALHEIROS pela fato de o mesmo ser a epoca Presidente ou Lider do Partido, ou seja, uma pessoa de destaque dentro do Partido; QUE ligou para o Senador RENAN CALHEIROS e perguntou se o mesmo poderia receber o Declarante e PAULO ROBERTO COSTA; QUE RENAN se encontrava reunido com demais Parlamentares do PMDB; QUE o Declarante nao sabe ao certa se RENAN estava em um almo,o ou em um jantar com os demais Parlamentares do PMDB; QUE, ap6s a anuemcia de RENAN, deslocou-se com PAULO ROBERTO COSTA ate a residencia de RENAN CALHEIROS, nao se recordando se era residencia oficial ou pessoal de RENAN CALHEIROS; QUE ao chegar no local estavam presentes, alem do Senador RENAN CALHEIROS, o Deputado HENRIQUE EDUARDO ALVES, o Senador ROMERO JUCA, e uma quarta pessoa, que năo se recorda se era o Senador VALDIR RAUPP ou o Senador EDISON LOBÂO; QUE, entao, o Declarante expâs aos presentes o motivo de sua ida; QUE na ocasiăo buscou junto a tais Lideran,as que PAULO ROBERTO COSTA fosse mantido na Diretoria de Abastecimento ou que fosse apoiado pelo Partido para assumir a Diretoria de Exploragăo; QUE em relagao a sua manutengăo no carga de Diretor de Abastecimento, os Parlamentares presentes nâo deram uma resposta, apenas ouviram; QUE em relagao a PAULO ROBERTO ser designado para a Diretoria de Exploragao, foi dito que isto nao seria possivel uma vez que esta Diretoria era uma indicagao do Partido dos Trabalhadores; QUE, em sendo lido trecho do Termo de Declarag6es do Senador ROMERO JUCA (fis. 1912/1915), o Declarante confirma a versao apresentada, mas ressalva que, ao contraria do afirmado por ROMERO JUCA, o Declarante nao havia conversado com o PP; QUE afirma que nao possuia abertura para tratar de tai assunto com o PP, Partido responsavel pela indica,ăo e manutengao de PAULO ROBERTO COSTA no cargo de Diretor de Abastecimento; QUE indagado do motivo pelo qual apresentou PAULO ROBERTO COSTA a RENAN CALHEIROS e outras Liderangas do PMDB a fim de dar a ele apoio politico, afirma que isto se deu pela fato de que PAULO ROBERTO COSTA sempre foi uma pessoa muito cortes corn o Declarante, atendendo seus pleitos institucionais e tambem porque estava il frente da implantagao da refinaria no Ceara; QUE afirma que năo propâs ou impâs a PAULO ROBERTO COSTA qualquer condigăo em troca do apoio politico do PMDB; QUE, em sendo lido trecho do Termo de Declarag6es n.o 03 de PAULO ROBERTO COSTA (fis. 2363/2364), o Declarante reluta as afirma,6es feitas por PAULO ROBERTO COSTA; QUE indagado do motivo das afirmag6es de PAULO ROBERTO COSTA, o Declarante afirma que talvez ele esteja querendo atingir o Partido; QUE indagado que motivos PAULO ROBERTO COSTA teria para tentar atingir o PMDB, o Declarante afirma que talvez PAULO ROBERTO COSTA tenha ficado insatisfeito em nao receber o apoio desejado do Partido; QUE pelo que tem conhecimento PAULO ROBERTO COSTA nao foi apoiado pelo PMDB para se manter no cargo de Diretor de Abastecimento; QUE em sendo lido outro trecho do Termo de Declarag6es n.o 03 de PAULO ROBERTO COSTA (fI. 236~ o Declarante afirma,qu,e teve apenas uma unica reuniao com PAULO ROBERTO COSTA e co EN N ~.oo_'" ( Ix
  • 12. • • DP~/N FI:~ Rub, ---1 < CALHEIROS, aquela acima narrada; QUE nega haver participado de outras reunioes com RENAN CALHEIROS e PAULO ROBERTO COSTA, onde tenham sido tratados temas da PETROBRAS, especialmente aqueles narrados por PAULO ROBERTO em suas Declaragoes; QUE indagado do motivo das mais de quarenta visitas a PAULO ROBERTO COSTA entre maia de 2007 a dezembro de 2011, o Declarante afirma que em sua maioria estas visitas se deram para possibilitar agendas com PAULO ROBERTO de empresarios e pessoas que procuravam o Declarante a fim de se encontrar com PAULO ROBERTO COSTA; QUE tais pessoas que procuravam o Declarante se queixavam da dificuldade de falar com PAULO ROBERTO COSTA, as vezes passando por mais de seis meses de espera; QUE indagado a respeito dos nomes e das empresas que teria levado para conversar com PAULO ROBERTO COSTA, o Declarante cita TOME, da TOME ENGENHARIA, PAULO, da SERVENG e CESAR, da ALUSA; QUE nâo se recorda no momento o nome de outras empresas e seus respectivos representantes que o Declarante levou para tratar com PAULO ROBERTO COSTA; QUE na maioria das vezes em que esteve com PAULO ROBERTO COSTA na Sede da PETROBRAS, o Declarante foi sozinho; QUE indagado do motivo pelo qual estes empresarios procuraram o Declarante a fim de conversar com PAULO ROBERTO COSTA, o Declarante afirma que tais empresas sabiam que o Oeclarante tinha um acesso facilitado com PAULO ROBERTO COSTA; QUE indagado do motivo pelo qual tinha um acesso facilitado a PAULO ROBERTO COSTA, o Declarante afirma que e porque PAULO ROBERTO COSTA sempre foi muito cortes com o Declarante; QUE por voita de oitenta por cento das vezes em que se reuniu com PAULO ROBERTO COSTA foi para levar solicitagoes de empresas interessadas em se cadastrar para participar de licitagoes da PETROBRAS; QUE reitera que tais empresas o procuraram pois tinham dificuldade de marcar audiencias com PAULO ROBERTO COSTA; QUE com relagâo ao objeto das reunioes com as empresas ALUSA, SERVENG e TOME, o Declarante afirma que nâo recorda o objeto das reunioes com as empresas TOME ENGENHARIA e ALUSA; QUE com relagâo il reuniâo com os representantes da SERVENG, afirma que esta foi para propor a PETROBRAS uma parceria no sentido de que esta alugasse parte de um porto que a SERVENG pretendia construir na cidade de Sâo Sebastiâo/SP com recursos de um empresa chinesa denominada SINOPEC; QUE tai pleito foi encaminhado por PAULO ROBERTO COSTA a um outro setor da PETROBRAS, cujo nome nâo se recorda, e ali foi indeferido; QUE indagado se ja solicitou ou se recebeu alguma vantagem indevida atraves de PAULO ROBERTO COSTA, o Declarante afirma que nunca recebeu ou fez tai solicitagâo a PAULO ROBERTO COSTA; QUE conheceu JORGE LUZ ha aproximadamente sete anos; QUE JORGE LUZ foi apresentado ao Declarante por uma pessoa que no momento nâo se recorda; QUE JORGE LUZ procurou o Declarante em razâo de uma agâo de investigagâo de paternidade que ele (JORGE LUZ) estava respondendo; QUE JORGE LUZ buscava junto ao Declarante um apoio para apresentar ao Ministro do STJ que estava com o caso um memorial que ele havia preparado neste processo; QUE nâo se recorda quem era o Relator do caso e tambem nâo o conhecia, razâo pela qual nâo atendeu ao pedido de JORGE LUZ; QUE teve ainda duas ou tres reunioes com JORGE LUZ; QUE JORGE LUZ tinha uma empresa de abastecimento de aeronaves em varios aeroportos no Brasil; QUE o Declarante se intereSSDu por tai atividade e buscou montar uma empresa para si; aUE, porem, nao chegou a constituir qualquer pessoa juridica para tai atlvidade, nem tampouco aportou~ recursos na empresa de JORGE LUZ; QUE nâo se, recorda o nome da em resa de ~.~~'" f /~ -V O;'
  • 13. .'. • • OPF/MJ FI: ~~ Au : JORGE LUZ; QUE ha aproximadamente quatro anos năo se encontra pessoalmente cam JORGE LUZ; QUE por voita de oito meses atras JORGE LUZ ligou para o Declarante; QUE tai ligagăo năo tinha um objetivo especifico, sendo apenas para ter noticias do Declarante; QUE conheceu NESTOR CERVER6 quando o Diretor da PETROBRAS era DELCiDIO AMARAL; QUE NESTOR CERVER6 trabalhava cam DELCiDIO, năo recordando qual cargo ocupava; QUE foi apresentado a NESTOR CERVER6 pela entăo Deputado FLAVIO DERZI; QUE se encontrou cam NESTOR CERVER6 na Sede da PETROBRAS por voita do ano de 2007; QUE năo se recorda do motiva desta sua visita a NESTOR CERVER6; QUE no ano passado se encontrou por uma ou duas vezes cam NESTOR CERVER6 na BR DISTRIBUIDORA; QUE o motiva destas visitas foi para tratar do parcelamento de dividas de combustivel das empresas TAF - TRANSPORTE AEREO FORTALEZA e uma outra cujo nome năo se recorda, que prestavam servigo no Aeroporto de Fortaleza; QUE năo conhece e nunca teve qualquer contato, publica ou privado, cam ALBERTO YOUSSEF; QUE conheceu LAERCIO TOME, Presidente da TOME ENGENHARIA, no Aeroporto de Fortaleza ha aproximadamente quatro anos atras; QUE năo se recorda quem os apresentou; QUE, nesta ocasiăo, TOME indagou ao Declarante se ele conhecia PAULO ROBERTO COSTA; QUE TOME tinha interessado em agendar uma reuniăo cam PAULO ROBERTO COSTA; QUE o Declarante entăo se prontificou a informar aTOMI" quando estaria no Rio de Janeiro, a fim de que pudesse leva-Io para ter uma reuniăo cam PAULO ROBERTO COSTA; QUE um mes ap6s o encontro cam TOME no aeroporto, o Declarante combinau cam o mesmo para irem se encontrar cam PAULO ROBERTO COSTA; QUE o Declarante năo recorda qual foi o pleito apresentado por TOME a PAULO ROBERTO COSTA; QUE, tai coma costumava fazer, o Declarante năo acompanhou a conversa entre PAULO ROBERTO COSTA e LAERCIO TOME, tendo apenas o apresentado e depois se retirado; gUE afirma gue estas foram as duas ocasi6es em que esteve pessoalmente cam LAERCIO TOME; QUE ap6s a reuniăo na PETROBRAS, o Declarante năo teve mais qualquer outro contato, inclusive telefânico, cam LAERCIO TOME; QUE afirma que jamais recebeu qualquer vantagem indevida de LAERCIO TOME; QUE em sendo lida trecho do Termo de Declarag6es n.o 05 de ALBERTO YOUSSEF (fis. 2350/2351), o Declarante nega que tenha recebido R$ 1.400.00,00 (um milMo e quatrocentos mii reais) pagos por LAERCIO TOME; QUE năo sabe por qual motiva ALBERTO YOUSSEF fez tais afirmag6es; QUE indagado a respeito de sua evolu<;ao patrimonial, se comparadas as Declarag6es de Sens apresentadas il Justiga Eleitoral nas anos de 2006, no valor de menos de R$ 300.000,00 (trezentos mii reais), e de 2010, no valor de R$ 6.800.000,00 (seis milh6es e oitocentos mii reais), o Declarante afirma que năo sabe explicar tai evolugăo; QUE pediu a seu Contador, conhecido por "TIM", que apresentasse uma justificativa para a evolugăo patrimonial constatada a partir destas duas Declarag6es; QUE năo sabe o nome completa de seu Contador; QUE o mesmo presta servigos ao Declarante ha mais de vinte anos; QUE indagado da origem do valor de R$ 1.300.000,00 (um milhăo e trezentos mii reais), em especie, constantes de sua Declaragăo il Justiga Eleitoral de 2010, o Declarante afirma que este valor decorre da venda de sua participagăo em uma empresa cujo nome nao se recorda; QUE sua participagâo nesta empresa foi vendida ou para seus irmăos, ou para seus filhos; QUE seus irmăos săo JOĂO BOSCO FERREIRA GOMES, AMADEU FERREIRA GOMES FILHO, FRANCISCO FLÂVIO SILVEIRA GOMES, MANOEL DUCA DA SILVEIRA NETO e UDuiNA FERREIRA GOMES; QUE eprovavel que a venda tEmha sido feita para JOĂO B CO rfIV'î~ ;X RE W0008/2015-1 ,
  • 14. • • DPFjMJ FI' ') A 1: Rub~_<J FERREIRA GOMES; QUE O nome de seus filhos e AMANDA BORBOREMA FERREIRA GOMES, Dentista, ARMANDO BORBOREMA FERREIRA GOMES, Medico, e RAQUEL BORBOREMA FERREIRA GOMES, tambem Medica; QUE indagado a respeito das fazendas no Estado do Tocantins listadas em sua Declaragăo de 2010, O Declarante afirma que săo na verdade lotes de aproximadamente seiscentos a oitocentos hectares; QUE indagado a origem dos recursos com os quais adquiriu tais fazendas, o Declarante afirma que năo se recorda; QUE indagado do motivo pela qual possuia R$ 1.300.000,00 (um milMo e trezentos mii reais) em especie na sua casa, em 2010, o Declarante afirma que em periodo eleitoral costumava ter valores em especie consigo; QUE indagado da origem da quantia de R$ 1.805.000,00 (um milhăo, oitocentos e cinco mii reais), em especie, constantes de sua Declaragăo il Justiga Eleitoral no ano de 2014, o Declarante afirma que năo sabe a origem da mesma, podendo esta ser explicada pelo seu Contador; QUE deste valor tinha R$ 1.500.000,00 (um milMo e meio de reais) consigo em casa; QUE tinha R$ 300.000,00 (trezentos mii reais) emprestados para 'terceiros; QUE indagado quem detinha a quantia de R$ 1.805.000,00 (um milhăo, oitocentos e cinco mii reais) declarada, o Declarante afirma agora que nunca teve tai valor consigo; QUE o valor que possuia efetivamente era em tomo de R$ 200.000,00 (duzentos mii reais); QUE năo sabe por que consta R$ 1.805.000,00 (um milhăo, oitocentos e cinco mii reais) em especie em sua Declaragăo de 2014 il Justiga Eleitoral; QUE tai dado pode ser esclarecido por seu Contador; QUE neste ato se compromete a apresentar a justificativa de seu incremento patrimonial citada nas respectivas Declaragoes il Justiga Eleitoral, assim que o Contador conclui-Ia; QUE e s6cio de varias pessoas juridicas; QUE indagado o name das pessoas jurÎdicas das quais â socia, o Declarante afirma que năo se recorda; QUE năo possui bens em nome de terceiros; QUE năo movimenta valores por meia de tereeiras; QUE ha pele menos dois anos vive exclusivamente corn os rendimentos de seu salario como Deputado; QUE indagado de quais pessoas juridicas ja recebeu rendimentos, o Declarante cita a Empresa SUCASA e outras cujos nomes năo se recorda; QUE obtinha destas pessoas juridicas um rendimento equivalente ao salario que recebia da Câmara dos Deputados; QUE todos os rendimentos obtidos foram informados em suas Declaragoes Anuais il Receita Federal; QUE todos os seus bens foram igualmente declarados il Receita Federal, inclusive as cabegas de gado que possui na FAZENDA SANTA CLARA, no Municipio de Itarema/CE, de propriedade de seu pai, AMADEU FERREIRA GOMES; QUE neste ato se compromete a fomecer os numeros de celulares que fazia uso no periodo de 2007 a 2012; QUE providenciara a obtengăo destes numeros com sua Secretaria particular, ANA PERCIA; QUE indagado da origem dos R$ 200.000,00 (duzentos mii reais) em especie que o pr6prio Declarante depositou em sua conta de campanha nas Elei,oes de 2014, o Declarante afirma que tais valores procedem de pequenas quantias doadas por amigos do Declarante; QUE indagado do motivo pela qual as pessoas năo realizavam tais doagoes diretamente em sua conta de campanha, o Declarante afirma que isto se deu em razăo de os valores recebidos serem quantias pequenas, motiva pelo qual pedia que as pessoas doassem diretamente para o Declarante; QUE pela menos metade destes R$ 200.000,00 (duzentos mii reais) corresponde a doagoes realizadas diretamente ao Declarante, principalmente por amigos e parentes; As perguntas do Ministerio Publico Federal, RESPONDEU: QUE indagado se possuia R$ 1.300.000,00 (um milhăo e trezentos mii reais), em especie, tai como consta de sua~ Declaragăo il Justiga Eleitoral no ano de 2010, o Deelarante afirma que năo pos al, RE N'0008/2015-1 O'III-"'î 5/7
  • 15. • • • OPFjMJ ~~b.2454 quantia em especie; QUE tai langamento constante de sua Declaragao podera ser explicado por seu Contador; QUE atualmente nao tem consigo qualquer valor em especie; QUE afirma que seu patrim6nio e pequeno e que tem dividas com o cheque especial; QUE estima em R$ 1.000.000,00 (um milhao de reais) o seu patrim6nio total atual; QUE ap6s o almogo em que levou PAULO ROBERTO COSTA ate RENAN CALHEIROS e as demais Liderangas do PMDB citadas, o Declarante afirma que nao conversou mais com RENAN CALHEIROS a respeito da permanencia de PAULO ROBERTO COSTA no cargo de Diretor de Abastecimento; QUE jamais deu motivos para que PAULO ROBERTO COSTA fizesse a afirmagao de que o Declarante agia em nome de RENAN CALHEIROS; QUE nunca teve amizade com JOSE JANENE; QUE nunca tratou com Parlamentares do PP acerca do assunto PETROBRAS; QUE esteve uma unica vez com PAULO TWIASCHOR em seu Gabinete na Camara dos Deputados; QUE empregou em seu Gabinete RODRIGO CALHEIROS, filho do Senador RENAN CALHEIROS; QUE RODRIGO CALHEIROS trabalhou no Gabinete do Declarante, como Assessor Parlamentar, por um periodo aproximado de dois anos, em data que nao se recorda; QUE se encontrou um unica vez com FERNANDO BAIANO; QUE este encontro se deu na CHURRASCARIA PORcAo do Rio de Janeiro; QUE FERNANDO BAIANO estava no restaurante, em outra mesa, efai apresentado ao Declarante, nao se recordando por quem; QUE nao conhece e nunca esteve com WILSON OUINTELLA; QUE ate o ano passado tinha uma divida com um agiota, divida essa objeto de a,ao judicial na qual o Declarante e o agiota chegaram a um acorda; QUE se compromete neste ata a juntar a c6pia da decisao, cam o nome do agiota e o valor quitado pelo Declarante. Nada mais disse e nem Ihe foi perguntado. Foi entao adverlidola) da obrigatoriedade de comunica,ao de eventuais mudan,as de enderego em face das prescri,6es do Ari. 224 do CPP. Encerrado o presente que, lido e achado conforme, assinam corn O(a) Declarante, na presenga de seu(sua. s) Advogado(a, s) GUSTAVO ADOLPHO DANTAS SOUTO, inscritOla) na OAB/DF sob o n.o 14717, e MANOEL ÂGUIMON PEREIRA ROCHA, inscritOla) na OAB/DF sob o n.o 27230, ambos com escrit6rio situado nOla)Setor de Habitag6es Individuais Sul (SHIS), Ouadra Interna (OI) 11, Conjunto 10, Casa 20, Bairro Lago Sul, CEP 71625-300, Brasilia/DF, comercial (61) 3321-0487, celulares (61) 9925-6565 e (61) 9863-6068, respectivamente, com 0la.,) Representantes do Ministerio Publico Federal, Procuradorla) da Republica BRUNO FREIRE DE CARVALHO CALABRICH e Promotorla)de Justi,a WILTON OUEIROZ DE UMA, e, comigo, OEZER SOUSA BARROSO, Escrivao de Policia Federal, 1a Classe, Matricula/DPF n.o 14.368, lotadol') e em exercicio nOla) Diretoria de Investigagao e Combate ao Crime Organizado - DICOR/DPF, que lavrei. AUTORIDADE POUCIAL :.............................. ... . ..................................................... DPF JOSEU A'i.!iliJE60DE SOUSA, Matrfcu/aJDPF n.o 9.518 DECLARANTE ...............",-.....::-V- ""-"II4~............_...__.~ .................... AN EIRA GOMES ADVOGADOIA) .................:/.............................. 'AN AS SGUrG, oAJn o 14717 fls 6/7 I,J~ X GUSTAVQ RE N° 0008/2015-1
  • 16. • • ADVOGADO(Aj OPF/MJ FI, '2A1ir;J Rutr. -;z~ ( PROCURADOR(AjDA REPUBLICA :................... 21........................... ......................... BRUN FREIRE DE CARVALHO CALABRICH PROMOTOR(AjDE JUSTIi;A :.·.......................;...WiLTO,:::u:;.:r:;LiMA.........·.................. ESCRIVÂO(Ăj ''l~~~'j§l!.&-;O:so, Matricula/DPF n.0 14.368 RE N° 0008/2015-1 fis. 7 /7 ,
  • 17. • • DPF/MJ F', !)..4.1:; 6Rut!.- "2 "'Vi /Ii SERVI(:O PlJBUCO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLiCIA FEDERAL DIRETORIA DE INVESTIGA(:ÂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO GINQ/STF/DICOR - GRUPO DE INQUERITOS DO STF TERMO DE DECLARACOES que presta ARTHUR CESAR PEREIRA DE LIRA: Ao,,) 28 dial') do mes de agosto de 2015, nestela) Edificio-Sede do Departamento de Policia Federal, em Brasilia/DF, onde presente se encontrava JOSELIO AZEVEDO DE SOUSA, Delegado de Policia Federal, Classe Especial, Matricula/DPF n.o 9.518, lotado(a)8 em exercfcio nO(a)Diretoria de Investigagăo e Combate ao Crime Organizado - DICOR/DPF, compareceu ARTHUR CESAR PEREIRA DE LIRA, sexe masculino, nacionalidade brasileira, casado(a) filhola) de Benedito de Ura e de Ivanete Pereira de Ura, nascidola)aos 25/06/1969, natural de Maceio/AL, instrugăo terceiro grau completo, Deputado Federal, portador do Documento de Identidade n.O 687257 - SSP/AL, inscrito no CPF/MF sob o n.o 678.210.904-25, residente n"'o)Avenida Doutor Antânio Gouveia, n.o 1505, Apto. 202, Bairro Ponta Verde, CEP 57035-180, Maceio/AL, enderego profissional nalo) Praga dos Tres Poderes - Câmara dos Deputados, Gabinete 942, Anexo IV, Bairro Zona Civico-Administrativa, CEP 70160-900, Brasilia/DF, fone (61) 3215-5942, e-mail: dep.arthurlira@camara.leg.br. Cientificado acerca dos seus direitos constitucionais, inclusive o de permanecer ·calado, inquiridO(a) a respeito dos fatos pela Autoridade POlicial, RESPONDEU: QUE esteve por tres vezes no escrit6rio de ALBERTO YOUSSEF localizado na Avenida Săo Gabriel; QUE reitera os termos de suas Declaragâes ja prestadas (fis. 1986/1989); QUE as tres vezes em que esteve no escrit6rio de ALBERTO YOUSSEF foram para tratar de assuntos relacionados a doag6es eleitorais para a campanha de seu pai, BENEOITO DE LIRA; QUE, tai como afirmado em seu primeiro Termo, năo sabia que este escrit6rio era de ALBERTO YOUSSEF e sequer conhecia tai pessoa; QUE na primeira vez foi ate o escrit6rio para se encontrar com JOSE JANENE para tratar da obtengăo da doagăo, tai coma narrado na termo citado; QUE este primeiro encontro ocorreu na ano de 2010; QUE passado o periodo eleitoral, retomou ao escrit6rio de ALBERTO YOUSSEF a fim de que o mesmo apresentasse o Oeclarante ao dono da CONSTRAN, a fim de agradecer a doagăo obtida para a campanha de seu pai; QUE afirma haver agradecido a todas as empresas que realizaram doag6es para a campanha de seu pai; QUE a CONSTRAN foi a unica empresa fora do Estado de Alagoas que realizou doagăo para a campanha de seu pai; QUE nunca esteve pessoalmente com JOSE JANENE, mas falou com o mesmo pelo telefone; QUE o Declarante era Deputado Estadual ate o ano de 2010 e que, portanto, năo tinha contato com JOSE JANENE; QUE JOSE JANENE năo participou da primeira reuniăo que o Declarante teve com ALBERTO YOUSSEF; QUE afirma que somente tratou da questăo das doag6es corn ALBERTO YOUSSEF porque o mesmo se identificou como preposto de JOSE JANENE para tratar de tai assunto; QUE a terceira vez em que foi ate o escrit6rio de ALBERTO YOUSSEF foi para se encontrar corn o mesma e se dirigirem ate um restaurante, cujo nome năo se recorda, para ser apresentado ao Presidente daCONSTRAN; QUE, " a segunda, RE N°OOOB!2015·1 ryt?-) ~ t2- (r ~
  • 18. • • [DPFlMJI (24~Aub: quanta a terceira ida aa escritoria de ALBERTO YOUSSEF acarreram por voita do final de 2010 e inicia de 2011; QUE nega haver ido uma quarta vez aa escrit6ria de ALBERTO YOUSSEF; QUE afirma que naa tinha qualquer tipa de relagaa mais pr6xima cam ALBERTO YOUSSEF; QUE os cantatas que teve cam o mesma se resumem a estes eventas ja citadas; QUE ja esteve haspedada por diversas vezes na HOTEL EMILlANO, na Avenida Oscar Freire, na cidade de Saa Paula/SP; QUE em senda lida trecha do Terma de Declaragoes n.o 01 de ALBERTO YOUSSEF (fis. 2329), o Declarante afirma que ista se trata de uma leviandade de ALBERTO YOUSSEF; QUE o Declarante acredita que ALBERTO YOUSSEF esta canfundinda a sua pessaa cam a de algum autra alagoana; QUE indagado se saberia quem e este outra alagaano, o Declarante afirma que nao sabe quem seria esta autra pessaa; QUE, da mesma forma, nao possuia qualquer relagaa cam PAULO ROBERTO COSTA; QUE indagado a respeito de quantas vezes encontrou-se cam PAULO ROBERTO COSTA fora da Sede da PETROBRAS, o Declarante afirma que esteve cam ele uma vez em um jantar organizado pela PP e uma segunda vez na cidade do Ria de Janeiro; QUE neste jantar naa foi apresentado pessoalmente a PAULO ROBERTO COSTA; QUE se reuniu cam PAULO ROBERTD COSTA na cidade do Rio de Janeiro, por voita do final de 2011 e inicia de 2012; QUE participaram desta reuniao AGUINALDO RIBEIRO, EDUARDO DA FONTE e CIRO NOGUEIRA; QUE nao se recorda se ja se encantrava na cidade do Rio de Janeiro ou se deslocau-se ate la; QUE nao se recorda por meio de qual dos Parlamentares citados tamou conhecimenta da realizagaa desta reuniao; QUE nao se recorda quem o canvidou para participar dessa reuniao; QUE nao era Lider do Partida quando de sua participagaa na reuniaa; QUE o objetivo desta reuniao foi tratar do apoio politica a fim de que PAULO ROBERTO COSTA pudesse se manter no cargo de Diretor de Abastecimento da PETROBRAS; QUE foi o pr6pria PAULO ROBERTO COSTA quem pediu a realizagao desta reuniao; QUE indagado do motiva de sua participagaa nesta reuniaa, o Declarante afirma que ja era uma Lideranga Politica dentro do grupa de Parlamentares do PP insatisfeitos cam as Liderangas antigas do Partida; QUE nao participau de qualquer outra reuniaa para tratar de apaia politica a manutengao de pessaas indicadas pela PP em qualquer cargo da Administragao Publica Federal; QUE indagada se naa seria mais logica que PAULO ROBERTO COSTA viesse ate BrasiliaJDF para tratar do apoio politica que pleiteava, o Declarante afirma que na epoca PAULO ROBERTO COSTA era uma pessaa muito importante e que năo viu problema em ir ate o Rio de Janeiro para ter uma reuniao cam o mesmo; QUE afirma que naa se recorda se quando foi ao encontro de PAULO ROBERTO COSTA, se ja sabia o abjetivo da reuniao; QUE em sendo lida trecho do Termo de Calaboragao n.o 13 de PAULO ROBERTO COSTA (fI. 17), o Declarante afirma que saa mentirosas as afirmagoes feitas por PAULO ROBERTO COSTA; QUE conheceu HENRY HOYER quando da realizagao da reuniao no Rio de Janeiro; QUE tai reuniaa acarreu na casa de HENRY HOYER; QUE HENRY HOYER naa participau da reuniaa, tendo apenas cedido o imovel; QUE acredita que HENRY HOYER e PAULO ROBERTO COSTA eram amigos; QUE naa tem certeza do tempo de duragaa da reuniao; QUE, provavelmente, deve ter durado entre meia e uma hora; QUE nao foi tratada qualquer outro assunta alem do pedido de apoio politica, a situagaa do Partida e amenidades; QUE os Parlamentares presentes ouviram o pedido de PAULO ROBERTO COSTA, porem, naa Ihe deram uma resposta nesta ocasiaa; QUE foi dito a PAULO ROBERTO COSTA que o assunto ia ser levado para discussao ):Gf11 autros Parlamentares do Partida; QUE naa sabe infprmar quem do partido(equalÎto tempo ""-,,, r 1'" ;Y IL-- I .~
  • 19. • • DPF/MJ FI: Ru·"b"','-";R depois comunicau a PAULO ROBERTO COSTA que o Partida năo apoiaria politicamente a sua manutengăo no cargo; QUE indagado do motiva pela qual o Partida deixou de apoiar PAULO ROBERTO COSTA, respondeu que o Partida entendeu que a PETROBRAS năo atuava na linha de agăes politicas nas quais o nava grupa do Partida buscava atuar; QUE afirma que abriram măo da Diretoria de Abastecimento; QUE afirma que năo pleitearam a manutengăo de PAULO ROBERTO COSTA na Diretoria de Abastecimento, pois buscavam uma atua,ăo politica junto ao Ministerio das Cidades; QUE indagado, afirma que nunca recebeu de PAULO ROBERTO COSTA ou de ALBERTO YOUSSEF vantagens indevidas decorrentes do esquema de corrup,ăo na PETROBRAS; QUE foi Lider do PP na Câmara de fevereira de 2012 a outubra de 2013; QUE no segundo semestre de 2012 teve um segundo encontro cam HENRY HOYER; QUE HENRY HOYER ligou para o Declarante a fim de ter cam ele uma audiencia; QUE, entăo, o Declarante comunicau a HENRY HOYER que estaria se dirigindo ao Rio de Janeiro e que poderiam se encontrar naquela cidade; QUE năo se recorda do motiva pela qual ja estava se dirigindo para a cidade do Rio de Janeiro; QUE atendeu ao pedido de reuniăo de HENRY HOYER assim coma atende aos demais pedidos que chegam a seu Gabinete; QUE encontrau-se cam HENRY HOYER no RESTAURANTE ANTIQUARIUS para almo,arem juntos; QUE năo havia uma terceira pessoa nesta ocasiăo; QUE HENRY HOYER apresentou ao Declarante uma sOlicita,ăo de ajuda em um projeto de pre-moldados para unidades de saude que o mesmo pretendia levar adiante; QUE tai conversa năo teve prasseguimento, uma vez que o Declarante năo teria coma ajuda-Io; QUE năo se recorda de haver tido qualquer outro contato, pessoal ou telefonica, cam HENRY HOYER; QUE afirma que quando deste segundo encontro cam HENRY HOYER, PAULO ROBERTO COSTA ja năo era Diretor de Abastecimento da PETROBRAS; QUE conheceu RICARDO PESSOA em um jantar na cidade de Brasilia/DF, no primeiro semestre de 2011, quando foi apresentado ao mesmo por algum outro politica cujo nome năo se recorda; QUE nesta ocasiăo solicitau uma reuniăo cam RICARDO PESSOA a fim de estreitar la,os cam o mesmo e visando tambem futuras doa,ăes eleitorais; QUE, depois deste primeiro encontra, encontrau-se cam RICARDO PESSOA na sede da UTC na cidade de Săo Paulo/SP, no segundo semestre de 2011; QUE nesta reuniăo trataram de temas politicos, especialmente os conflitos intemos do PP; QUE a reuniâo durou na maxima uma hora; QUE năo se recorda se uma terceira pessoa participau desta reuniâo; QUE este foi o unica encontro que teve corn RICARDO PESSOA; QUE indagado, afirma que jamais solicitou vantagens indevidas decorrentes do esquema de corrupgăo na PETROBRAS a RICARDO PESSOA; QUE nunca recebeu valores em dinheira pracedentes de RICARDO PESSOA; QUE na reuniăo que teve com RICARDO PESSOA, o mesmo disse ao Declarante que procurasse um funcionario seu para saber se, posteriormente, a empresa poderia fazer alguma doa,ăo ao Declarante; QUE năo se recorda o nome do funcionario indicado por RICARDO PESSOA; QUE, entăo, ligou para o funcionario indicado; QUE năo sabe quantas Iiga,ăes fez para este funcionario; QUE năo esteve pessoalmente cam o funcionario de RICARDO PESSOA; QUE indagado se foi WALMIR PINHEIRO, o funcionario indicado por RICARDO PESSOA, O Declarante afirma que năo se recorda; QUE indagado da origem dos R$ 130.000,00 (cento e trinta mii reais), em especie, depositados pelo Declarante em sua conta de campanha para as Elei,ăes de 2014, afirma que tais recursos saa provenientes de suas economias; QUE năo costuma manter consigo dinheira em especie; QUE e socio da AF PROMO<;:6 EVENTOS .._-"" r /'~ '~
  • 20. • • DPF/MJ • F1 245Rub: ( e da D'lIRA AGROPECUARIA; QUE năo participa de sociedades por meio de terceiros; QUE năo possui outros bens alem daqueles declarados il Justiga Eleitoral nas Eleig6es de 2014; QUE năo possui bens em nome de terceiros; QUE possui como fontes de rendimento, alem de seu salario como Deputado, os rendimentos recebidos de suas participag6es na AF PROMO<;OES E EVENTOS e na D'lIRA AGROPECUARIA, e tambem rendimentos obtidos atraves da venda de gado; QUE possui, aproximadamente, entre seiscentas e novecentas cabegas de gado; QUE tai informagăo consta de sua Declaragăo Anual de Imposto de Renda, que neste ato se compromete a apresentar. As perguntas do Ministerio Publico Federal, RESPONDEU: QUE indagado do motivo pela qual HENRY HOYER procurou a sua pessoa para apresentar o pleito que tinha, o Declarante acredita que foi em razăo do mesmo ser, aepoca, Uder do Partido na Câmara; QUE com relagăo il manutengăo de PAULO ROBERTO COSTA, o Partido năo se empenhou politicamente a fim de mantii-lo no cargo e que a decisăo de exonera-Io partiu da Presidencia da Republica; QUE o Declarante acredita, uma vez que nâo se encontrava em Brasilia/DF il epoca, que PAULO ROBERTO COSTA era na verdade apoiado politicamente por diversos Partidos alem do PP; QUE exemplifica isso com o fato de que quando surgia o boato de que ele sairia do cargo, diversos Partidos atuavam a fim de mante-Io; QUE acredita que PAULO ROBERTO COSTA era uma especie de holding e que era apadrinhado pela PP, PMDB e PT, dentre outros; QUE reitera que menciona tais fatos por ouvir dizer, uma vez que năo estava em Brasflia/DF il epoca destes fatos. As perguntas da Defesa, RESPONDEU: QUE năo tinha conhecimento, il epoca de suas reuni6es com ALBERTO YOUSSEF, que o mesmo tinha envolvimento com atos ilicitos e mesmo que o mesma fosse doleiro; QUE reitera que ALBERTO YOUSSEF se apresentau ao Declarante como um preposto do entăo Tesoureiro JOSE JANENE; QUE reitera que nâo conhecia HENRY HOYER ate a realizagăo da reuniăo acima descrita; QUE năo teve qualquer contato com PAULO ROBERTO COSTA no jantar oferecido para o mesmo; QUE PAULO ROBERTO COSTA foi exonerado dois ou tres meses apes a reuniăo no Rio de Janeiro; QUE PAULO ROBERTO COSTA foi exonerado um mes ap6s o Declarante assumir a Lideranga do Partido; QUE ate o ano passado năo havia indicado qualquer pessoa para assumir qualquer cargo publico; QUE atribui as acusag6es feitas por PAULO ROBERTO COSTA e ALBERTO YOUSSEF ao fato de que ambos foram excluidos das areas de atuagăo que tinham com o antigo grupo politico que comandava o PP; QUE nem a UTC, nem a CONSTRAN, realizaram doag6es para a campanha do Declarante nas ultimas Eleig6es; QUE tambem năo recebeu doag6es destas empresas nas Eleig6es de 2012; QUE acredita que isto ocorreu por resquicios das disputas internas do Partido, tratadas com RICARDO PESSOA. Nada mais disse e nem Ihe foi perguntado. Foi entăo advertido(.) da obrigatoriedade de comunicagâo de eventuais mudangas de enderego em face das prescrig6es do Art. 224 do CPP. Encerrado o presente que, lido e achado conforme, assinam com o(,)Declarante, na presenga de seu(,",,)Advogado(,.,)PIERPAOLO CRUZ BOTTINI, inscrito(.) na OAB/SP sob n.' 163657, e THIAGO BRUGGER DA BOUZA, inscrito(,)na OAB/DF sob n.' 20883, ambos, do Escriterio BOTTINI&TAMASAUSKAS ADVOGADOS, situado no(.) SHS, Quadra 06, Conjunto "A", Bloco "E", Edificio Brasil 21, Salas 1020 e 1021, Bairro Asa Sul, CEP 70316-902, Brasflia/DF, comercial (61) 3323-2250, celulares (61) 8194-0089 e (61) 9267-2621, respectivamente, e-mail's: pierpaolo@btadvogados.com.br e thiago.bouza@btadvogados.com.br, respectivamente, corn O{a) Representante do Ministerio Publica Federal~romotor(a) de Justiga WILTON QUEIROZ DE lIMA e. com/gg...QEZER SOUSA BARRoSO, Escrivâo RENOOOOB/2015·1 ( li~ )~ h- (f- '!§7
  • 21. • • ~g~~J , RJil'"" v ( de Polieia Federal, l' Classe, MatrieulaJDPF n.o 14.368...Aotado(,) e em exercieio nOta) Diretoria de Investigagâo e Combate ao Crime Or nizado - DICOR/DPF, que Olavrei. / AUTORIDADE POLICIAL :................................ DPFJOS~LlO DECLARANTE ART, UR C AR PEREIRA DE LIRA ADVOGADO(A) ---- ~ ~-= ---=:..,:;;;:<........................."".....".~.............................PIERPAOLO CRUZ BOIT/NI, OAB7SP n. 163657 ADVOGADO(A) tIVQ:::......................................1c1.': "............................................... THIAGO BROGGER DA aouZA, OABlDF n.. 20883 "~t:. ] PROMOTOA[A)DE JUSTlyA :.····.·........·....::.......wiL'f;;;60EiROZ·ăE·UM;,·······..................... ESCRIVĂO(Ă) ki'~~.................................................. RE N°0008/2015-1 fis. 5/5
  • 22. • • OICOR/OPF _Fl,2461 Rub. /.1 SERVI<;:O FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLiclA FEDERAL DlRETORIA DE INVESTIGA<;:ĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO GINQ/STFIDICOR - GRUPO DE INQUERITOS DO STF TERMO DE DECLARAC;:OES que presta JOSE RENAN VASCONCELOS CALHEIROS: Ao(s) 31 dia(s) do mas de ag0510 de 2015, nesta cidade de(o) Brasflia/DF, neste(a) Edificio-Sede do Departaml?nto de Policia Federal, onde presente se encontrava O(a) DelegadO(al de Pollcia Federal JOSELIO AZEVEDO DE SOUSA, Classe Especial, MatriculalDPF n.' 9518, lotado,,) e em exercfcio nOta) Diretoria de Investigagao e Combate ao Crime Organizado - DICOR/OPF, compareceu JOSE RENAN VASCONCELOS CALHEIROS, brasileiro, tereeiro grau completa, natural de(ol Murici/AL, casado(a), filho{a) de Olava Calheiras Novais e de Ivanilda Vasconcelos Calheiros, nascido(a) aos 16/09/1955, Senador(a) da Republica, possuidor(a) do Documenta de Identidade n.' 229771 - SSP/AL, inscrito,,) no CPF/MF sob an.' 110.786.854-87, residente nOe,) SHIS, OL 12, Conjunto 11, Casa 03, Bairro Lago Sul, CEP 71630-315, BrasilialDF, enderego profissional nO(a) Praga dos Tras Poderes - Senado Federal, Anexo 1, 152 Andar, Bairro Zona Civica-Administrativa, CEP 70165-900, BrasilialDF, telefone profissional (61) 3303-2261, e-mail: renan.calheiros@senador.leg.br. Cientificado acerca dos seus direitos constitucionais, inclusive o de permanecer calado, inquirido(a) pela Autoridade Policial a respeito dos fatos em apuracăo, o Declarante RESPONDEU aUE: se encontra no exercfcio de seu terceiro mandato consecutivo coma Senador da Republica; aUE e desde o ano de 2013 Presidente do Congresso Nacional; aUE, antes deste perfodo, foi tambem Presidente do Congresso Nacional do periodo de 2005 a, provavelmente, junho ou julho de 2007, quando se afastou de tai cargo; QUE, nas anos de 2007 e 2008, exerceu apenas seu mandate coma Senador da Republica, nao tendo ocupado qualquer outro cargo no Congresso Nacional ou dentro da estrutura burocratica do Partido; aUE, salva engano, no ano de 2009 foi eleito Lider da Bancada do PMDB no Senado Federal; QUE exerceu a Lideranc;:a na Bancada ate o ano de 2013, quando foi eleito Presidente do Congresso Nacional; QUE sua rela,ao cam o Deputado ANIBAL GOMES era uma rela,ao "protocolar' e ANÎBAL GOMES procurava o Declarante para tratar de assuntos partidarios; QUE os assuntos tratados corn ANfBAL GOMES eram assuntos referentes a disputas partidârias, eleic;6es internas da Bancada e temas corriqueiros; aUE, alem de ANÎBAL GOMES, outros Parlamentares do Partido tambem procuravam o Declarante; aUE nao possui relac;ao de amizade corn ANÎBAL GOMES e que os encontros corn o mesmo foram eventuais; aUE conheceu ANÎBAL GOMES atraves de seu irmao, OLAVO CALHEIROS, em ano que nao se recorda, lembrando apenas que ANiBAL GOMES ja se encontrava no exercicio de mandate parlamentar quando o conheceu; aUE nâo conhece e jamais teve qualguer contato, publico ou particular, cam FERNANDO SOARES; QUE conhece o Ex-Diretor da Area Internacional da PETROBRAS, NESTOR CERVERO; QUE nao se recorda quando e coma conheceu NESTOR CERVERO; QUE nao participau e o PMDB tambem nao apoiou a indica,ao do nome de NESTOR CERVERO para o Cargo de Diretor da Area Internacional da PETROBRAS; QUE faz-se uma confusao sobre este suposto apoio feito pela PMDB para o ~ cargo da Area Internacional; QUE o que ocorreu foi um apoio dada a DELCÎDIO AMARAL, ainda no governo de FERNANDO HENRIOUE CARDOSO para que o mesmo assumisse a Diretoria da Area Internacional; QUE o apoio prestado a DELCjDIO AMARAL foi feito pela Bancada do PMDB corno um todo; aUE afirma nâo haver se envolvido ou participado RE N.I! 0008/2015·1 - GINO!STF/DICOR (INQ. N.I! 3989· STF) (( f("~
  • 23. • • DICOA/DPF :':b2An~ SERV](;:O FEDERAL Ml - DEPARTAMENTO DE POLiCIA FEDERAL DIRETORIA DE INVESTIGAt;:ÂO E COMBATE AO CRIME ORGANlZADO GINQ/STFIDICOR - GRUPO DE INQUERITOS DO STF diretamente do processo polftica que levou DELCiDIO AMARAL a assumir a Diretoria da Area Internacional; OUE, sucedeu DELCiDIO AMARAL a pessoa de JORGE ZELADA; OUE JORGE ZELADA recebeu apoio politico do PMDB da Câmara para assumir a Diretoria da Area Internacional; QUE indagado sobre quem do PMDB da Câmara teria apoiada a indica9ao e nomea9ao de JORGE ZELADA, o Declarante afirma que nao sabe; OUE nao conhece JORGE ZELADA e tampouco participau do processo politica que o levou a assumir o cargo; OUE esteve por duas ou tres vezes com NESTOR CERVERO; OUE estes contatos foram contatos institucionais; QUE nao se recorda se ja esteve corn NESTOR CERVERO em sua residencia, particular ou oficial; QUE acredita que os contatos que teve corn NESTOR CERVERO se deram nas dependencias do Congresso Nacional; QUE nao sabe precisar as datas em que se encontrou corn NESTOR CERVER6; QUE nao recorda se estes encontros foram privados ou corn a presen~a de outras pessoas; QUE conheceu o Empresârio JORGE LUZ por voita do final da decada de oitenta; OUE conheceu JORGE LUZ atraves da pessoa de JOSE MORAES, entăo Vereador e hoje Conselheiro do Tribunal de Contas do Municipio do Rio de Janeiro; OUE desde esta epoca nao mantem contato com JORGE LUZ; OUE, portanto, nâo possui rela~âo de amizade corn o mesmo; QUE conheceu PAULO ROBERTO COSTA por voita do ano de 2009 ou 2010; QUE PAULO ROBERTO COSTA foi levado ate a pessoa do Declarante por ANiBAL GOMES; QUE o Declarante estava alm09ando em sua residencia particular juntamente corn o Senador ROMERO JUcA, entâo Lider do Governo no Senado, e com o Deputado HENRIQUE EDUARDO ALVES, entăo Lider do PMDB na Câmara; OUE, sem previo agendamento, ANiBAL GOMES levou PAULO ROBERTO COSTA ate a casa do Declarante; OUE nesta ocasiăo PAULO ROBERTO COSTA pediu o apoio dos Parlamentares ali presentes a fim de assumir a Diretoria de Explora~âo da PETROBRAS; OUE a negativa do apoio foi dada a PAULO ROBERTO COSTA nesta mesma ocasiao; OUE nao recorda qual dos presentes disse a PAULO ROBERTO COSTA que o pedido de apoio nao poderia ser atendido; OUE o pedido de PAULO ROBERTO COSTA era impraticavel, uma vez que o mesmo ja ocupava a Diretoria de Abastecimento e tambem porque a Diretoria que ele pleiteava foi uma indica~ăo do Partido dos Trabalhadores; QUE, alem disso, PAULO ROBERTO COSTA era apoiado pelo PP, Partido corn o qual o Declarante tinha disputas polfticas em seu Estado natal; QUE ao todo, teve dois ou tres contatos corn PAULO ROBERTO COSTA; OUE nao recorda se teve algum outro contato com PAULO ROBERTO COSTA antes do evento adma descrito; QUE afirma jamais haver tido contatos privados com PAULO ROBERTO COSTA; OUE nao recorda se PAULO ROBERTO COSTA esteve alguma outra vez em suas residencias, particular ou oficial; QUE indagado se prestou apoio politico a PAULO ROBERTO COSTA a fim de que ele se mantivesse no cargo de Diretor de Abastecimento da PETROBRAS, o Declarante afirma que nao houve tai apoio; OUE indagado se nos encontros que teve com PAULO ROBERTO COSTA foi tratado de apoio politico a fim de que o mesmo se mantivesse na Diretoria de Abastecimento, o Declarante afirma que nunca houve tai conversa com PAULO ROBERTO COSTA; OUE afirma que nao havia a menor chance do PMDB prestar apoio politico a PAULO ROBERTO COSTA; OUE a impossibilidade do apoio decorre do fato de que PAULO ROBERTO COSTA era uma indica~ăo do Partido Progressista; QUE indagado se autorizou ou pediu a JORGE LUZ para que oferecesse apoio politico do PMDB a PAULO ROBERTO COSTA, a fim de mante-Io na ~ Diretoria de Abastecimento, o Declarante nega veementemente que tenha autorizado ou pedido tai interlocu~âo; QUE, igualme,nte, jamais autorizou, credenciou ou consentiu que FERNANDO SOARES, o Deputado ANIBAL GOMES ou qualquer outra pessoa pudesse falar RE N.Q 0008/2015·1 . GINQlSTF/DICOR (INO. N.Q 3989 • STF) flS.2/~
  • 24. • • SERVI~O PUBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLiCIA FEDERAL DlRETORIA DE INVESTIGA~ĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO GINQ/STFIDICOR - GRUPO DE INQUERITOS DO STF em seu nome a fim de oferecer apoio politico do PMDB a PAULO ROBERTO COSTA; OUE em sendo lido trechos dos Termos de Declara90es de PAULO ROBERTO COSTA (fis. 2363/2364), o Declarante nega a veracidade das afirma90es feitas por PAULO ROBERTO COSTA aeerca da atua~ăo do Declarante quanto ao suposto apoio politica oferecido a PAULO ROBERTO COSTA; OUE reitera que nao conhece FERNANDO SOARES, vulgo "FERNANDO BAIANO", e que se tivesse tomado conhecimento de que estaria ocorrendo as tratativas, tomaria as provid€mcias cabiveis; QUE em senda lido autro trecho do Termo de Declara90es de PAULO ROBERTO COSTA (fI. 2365), o Declarante nega e considera absurdas as afirmayoes do mesma de que teria tratado a respeito de comissionamentos sobre contratos da Diretoria de Abastecimento da PETROBRAS; OUE indagado a que atribui as declara90es de PAULO ROBERTO COSTA, o Declarante acredita que as declara90es do mesma possam ter sido realizadas a pedido de alguem; aUE, porem, nao tem condi90es de dizer quem poderia ter influenciado PAULO ROBERTO COSTA a fazer tais declara90es; OUE indagado se recebeu vantagens indevidas deeorrentes do esquema de corruP9ăo na PETROBRAS, o Declarante nega veementemente ter recebido qualquer tipa de vantagem deste esquema; aUE, igualmente, jamais teve conhecimento ou soube da existencia deste esquema; QUE foi o pr6prio Declarante quem captou os recursOs obtidos pelo Diret6rio Estadual do PMDB de Alagoas para a sua campanha nas Elei90es de 2010; OUE a capta9ao de recursos consiste em uma consulta aos doadores a fim de que eles informem a possibilidade ou nao de fazer uma doaQăo; QUE indagado a respeito de quem foram os doadores que aportaram os recursos ao Diret6rio Estadual de Alagoas e que foram posteriormente revertidos para a sua campanha nas Eleic;6es de 2010, o Declarante afirma que nao sabe dize·los no momento, mas que se compromete a apresentar a relac;ao de pessoas fisicas e juridicas, com os respectivos contatos, que aportaram recursos para a sua campanha nas Eleic;6es de 2010; QUE buscara a obten(fao do nome das pessoas cujas informa90es esteiam disponiveis ao Declarante; OUE e sacio quotista da AGROPECUARIA ALAGOAS; QUE nao participa de qualquer sociedade por meio de terceiros; QUE nao possui bens em nome de terceiros; QUE nao movimenta valores por meio de terceiros; QUE ah~m de seu salario como Senador da Republica, possui como outras fontes de rendimento a sua participa9ao na AGROPECUARIA ALAGOAS e eventuais emprestimos contraidos; OUE todas estas informac;6es estâo devidamente comunicadas em suas Declarac;6es Anuais de Imposto de Renda; OUE ha varios anos utiliza o telefone celular de numero (61) 8155-1500. As perguntas do Ministerio Publico Federal, RESPONDEU: OUE nunca teve qualquer rela9ao comercial com o Deputado ANiBAL GOMES; OUE o filho do Declarante, RODRIGO CALHEIROS, trabalhou por dois anos, enquanto era estudante, no Gabinete do Deputado ANisAL GOMES, em data que nao se recorda no momento, mas que pode informa·la; QUE o filho do Declarante trabalhou no Gabinete de ANiBAL GOMES em razao de pedido feito pelo seu irmao, OLAVO CALHEIROS, il. epoca tam bem Deputado Federal; OUE nao tem rela9ao pessoal ou profissional com o Empresario JULIO CAMARGO; QUE nao conhece e nao se recorda de ia haver estado com JULIO CAMARGO; OUE ia falou por telefone com PAULO ROBERTO COSTA; OUE nao se recorda quantas vezes falou com o mesmo por telefone e tampouco o assunto tratado; OUE a AGROPECUARIA ALAGOAS funciona na cidade de Murici/AL, basicamente com a atividade de pecuaria; QUE a mesma euma empresa familiar e ţ tem como socios a esposa do Declarante e seus filhos; QUE todos os emprestimos contrafdos pelo Declarante foram obtidos junto a Instituic;6es Financeiras. Nada mais disse e nem Ihe foi perguntado(a). Foi entao advertido(a) da obrigatoriedade de comunica(fao de RE N.2 0008/2015-1 - GINQ/STF/DICOA (INO. N.Q 3989 - STF) flS3/~
  • 25. • • Rub. SERVI<;:O PUBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLÎCIA FEDERAL DIRETORIA DE INVESTIGA<;:ÂO E COMBATE AO CRIME ORGANlZADO GINQ/STFIDICOR - GRUPO DE INQUERITOS DO STF eventuais mudanc;as de enderec;o em face das prescric;5es do Art. 224 do CPP. Encerrado o presente que, lido e achado conforme, assinam com o(a) Declarante, na presen<ţa de seu(sua) Advogado,,) EUGENIO PACELLI DE OLiVEIRA, inscrito,,) na OAB/DF sob o n.' 45288, do,,) Escrit6rio EUGENIO PACELLI SOCIEDADE DE ADVOGADOS, situado,,) no,,) SAUS, Quadra 01, Edificio Terra Brasilis, Sala 610, CEP 70070-010, BrasiliaJDF, comercial (61) 4141-4552, celular (31) 9272-8778, e-mail: i l . .br, com o". ,) Representante,,) do Ministerio Publico Federal, Promotor,,) de SERGIO BRUNO CABRAL FERNANDES, e, comigo, OEZER SOUSA BARROSO, de Policia Federal, Primeira Classe, MatriculaJDPF n.' 14368, lotado,,) e em, i de Investiga9âo e Combate ao Crime Organizado - DICORlDPF, que o lavrei. AUTORIDADE POLICIAL :.................;..,.,.,ii/ci, ,ru""j'O'E.s'ou.;iA,M····..·········..······..·..·..··..·..·····..VED( , MatriculaJDPF n. P 9518 ;~'sij,~Ei~~rv.A·;..s·c..o...~..~!·iţ;s· ec;AA;L·HEiROS..····························· ADVOGADO,A) EU~'ENIp PACELLI DE OLIVEIRA, OAB/DF n.f! 45288 PROMOTOR,A) DE JUSTI<;:A:...... .....•............ ..•............ 10 BRU o CA AL FERNANDES ESCRIVAo,Ă) ................................. ...~IJ~ ................................................................QS>ii'-'l<""''''''~ROSO, MatriculaJOPF n. P 14368 RE N.II 0008/2015·1 - GINQ/STF/DICOR (INQ. N.Q 3989 - STF) fis. 4/4
  • 26. Oficia n° 21533/2015 Brasflia, 13 de agosto de 2015. Peti<;:ăo n° 5670 REQTE.(S) : DELEGADO DE POLICIA FEDERAL (5e<;:.30 de Processas Origini3rios Criminais) Senhor Delegada, De ardem, comunicQ-lhe que o Senhor Ministro Teori Zavascki, Refator, proferiu despacho/decisâo nas autos em epigrafe, cuja copia segue anexa. Acompanha, ainda, este expediente copia da manifesta<;:âa do Procurador-Geral da Republica de fis. 7-8. Ne ensejo, apresento votos de elevada estima e considera<;:ao. A Sua Excelencia o Senhor Joăo Bosco Marcial de Castra Secretârio Judiciârio Documenta assinado digitalmente 1. A,,;"r~'fA,. , . c<>J>rA ~ Delegado THIAGO MACHADO DELABARY DICOR - Grupa de Inqueritos do STF 4'~ c-<>.u?pc-M T rV'c 1> J'r< H<' f ?".'"-+ fi ,'} .Lt .c. A-c.A-1J. , ~~~ - Documento assinado digitalmente Gonforme MP n" 2.200-212001 de 24/08/2001, que institui a Infra-eslrulura de Chaves dOGumel1!o pode ser acessado no el1dereyo elelr6nico hllp./lwww stf,jus,brlportallaulenlicacaolaulenticarDocumento,asp 2465 (V 010.061.015.219
  • 27. • • 24~SERVI<;:O PlJBUCO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLicIA FEDERAL DIRETORlA DE INVESTIGA<;:ĂO E COMBATE AO CRlME ORGANIZADO GRUPO DE INQUERlTOS DO STF E STJ INFORMACĂO POLICIAL 66/2015-GRUPO 03 Assunto: Verificac;:ăo de registro dos escrit6rios de ALBERTO YOUSSEF Referencia: Memorando n' 0579/2015 - RE 00812015 - GINQ/STF/DICOR Senhor Delegado, Em atendimento ao solicitado, informamos que foram pesquisados os registros de entrada dos dois escrit6rios utilizados por ALBERTO YOUSSEF na cidade de sAa PAULO/SP, o da empresa JPJPAP ASSESSORIA E PARTICIPACOES SIC LTDA - ME, situada na Av. Sao Gabriel, 149, e o da empresa GFD INVESTIMENTOS, situado na Rua Dr. Renato Paes de Barros, 778, Itaim. Ressaltamos que releridos registros Ioram solicitados ă SRlDPF/PR atraves do Memorando n' 0260/2015-RE0013/2015 DPF/MJ e encaminhados atraves do Memorando n' 5135/2015-IPL 1041/2013-SR/DPF/PR, em 22/05/2015 (c6pia anexa). Apresentamos, a seguir, os registros de entrada para cada um dos investigados: 1) ALiNE LEMOS CORREA DE OLlVEIRA ANDRADE Foram localizados 15 registros de entrada da ex-deputada ALINE LEMOS CORREA DE OLiVEIRA ANDRADE no escritario da Av. SaD Gabriel. Destacamos, na planilha, os registros de entrada, em horârios pr6ximos aos de ALiNE CORREA, de sua ex-secretaria, TAIANA DE SOUZA CAMARGO, de seu companheiro LAUDO APARECIDO DALLA COSTA ZIANI, e de seu pai, o ex- deputado PEDRO DA SILVA CORREA DE OLlVEIRA ANDRADE NETO. .. .... -- - .. . NomePessoa Documenta NomeVlsitado UnidadeVisitado DATA Hora.. AliNE CORREA lEMOS 4198963 FERNANDO MENDONt;A JPJPAP ASSESSORIA 11/08/2010 16:57 E PART TAIANA CAMARGO 533818254 JOAO PROCOPIO J P DE JPJPAP ASSESSQRIA 25/02/2011 15:42 AlMEIDA PRADO E PART .. II Pagina 1 de 18 r
  • 28. • • SERVII;:O P(JBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLicIA FEDERAL DIRETORIA DE INVESTIGAI;:ĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO GRUPO DE INQUERITOS DO STF E STJ NomePessoa Documenta NomeVisitado UnldadeVisitado DATA- " .. - ALiNE (ORREA LEMQS 4198963 FERNANDO MENDON~A JPJPAP A5$ESSQRIA 25/02/2011 EPART ALiNE CORREA lEMQS 4198963 fERNANDO MENDON!;A JP1PAP ASSESSORIA 28/02/2011 E PART LAUDa APARECIDO 4535612 JQAQ PROCOPIO J PDE JPJPAP ASSESSQRIA 28/02/2011 DAlLA AlMEIDA PRADO EPART ALlNE [DRREA LEMQS 4198963 FERNANDO MENDON<;:A lPJPAP ASSESSORIA 01/03/2011 E PART ALiNE (DRREA LEMQS 4198963 fERNANDO MENDONI;:A lP1PAP ASSESSQRIA 05/04/2011 EPART LAUDa APARECIDO 4535612 JOAO PROCOPIO J P DE lPJPAP ASSESSORIA 05/04/2011 DALLA ALMEIDA PRADQ EPART ALiNE CORREA LEM05 4198963 fERNANDO MENDON~A lPJPAP A55E550RIA 02/05/2011 EPART LAUDO APARECIDO 4535612 JOAO PROCOPIO J PDE JPJPAP A55E550RIA 05/05/2011 DAlLA AlMEIDA PRADO EPART AliNE CORREA lEM05 4198963 FERNANDO MENDON~ JPJPAP A55E550RIA 05/05/2011 E PART LAUDO APARECIDO 4535612 JOAO PROCOPIO J PDE JPJPAP ASSESSORIA 22/06/2011 DAlLA AlMEIDA PRADO EPART - AliNE CORREA lEMOS 4198963 FERNANDO MENDON~ JPJPAP A55E550RIA 22/06/2011 EPART AliNE CORREA lEM05 4198963 FERNANDO MENDON~A JPJPAP AS5E550RIA 09/08/2011 EPART AliNE CORREA lEM05 4198963 FERNANDO MENDON~ JPJPAP A55ESSORIA 06/10/2011 EPART AliNE CORREA lEMOS 4198963 FERNANDO MENDON~A JPJPAP A55E550RIA 10/11/2011 EPART AliNE CORREA lEM05 4198963 FERNANDO MENDON~A JPJPAP A55E550RIA 30/01/2012 EPART LAUDO APARECIDO 4535612 JOAO PROCOPIO J PDE JPJPAP A55E550RIA 30/01/2012 DAlLA AlMEIDA PRADO EPART AliNE CORREA lEM05 4198963 FERNANDO MENDONCA jPjPAP A55E550RIA 21/06/2012 EPART AliNE CORREA lEM05 4198963 FERNANDO MENDON:A JPJPAP A55E550RIA 30/07/2012 EPART -JOAO PROCOPIO J P DE JPjPAP A55E550RIA PEDRO CORREA 559448 AlMEIDA PRADO EPART 30/07/2012 AliNE CORREA lEM05 4198963 FERNANDO MENDON~A JPJPAP A55E550RIA 11/09/2012 EPART 247(J0 Hora 15:55 15:55 15:55 16:09 7:45 7:46 15:40 15:08 15:09 9:30 9:30 10:51 17:43 11:53 12:56 12:56 16:44 8:07 8:08 14:52 Pagina 2 de 18
  • 29. • • 2471 SERVI<;:O PUBLICO FEDERAL (J MJ - DEPARTAMENTO DE POLicIA FEDERAL DIRETORIA DE INVESTIGA<;:ĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO GRUPO DE INQUItRiTOS DO STF E STJ , -.J Fot,ogiiafiai de ALiNE CORREA no escrit6rio da Săo Gabriel Na sede do escrit6rio da Paes de Barros, foram encontrados 12 registras de entrada e saida de ALINE CORREA, juntamente corn seu pai PEDRO CORREA, sua măe MARIA ADELIA LEMOS CORREA OLIVEIRA eseu companheiro LAUDO APARECIDO ZIANE. . _ _ o • Cod Foto SentidoDm Hora .. RG Nome . .. . Empresa 20573 26/08/2013 15:20 O 4198963 ALlNE lEMOS DE OliVEIRA ANDRADE PART . 20572 26/08/2013 15:21 O 668517 MARIA ADELIA L CORREA DE QllVEIRA PART 16766 26/08/2013 15:21 O 2896 PEDRQ DA SILVA CORREIA DE O NETO PART - 20573 26/08/2013 16:36 1 4198963 AUNE LEMOS DE OUVEIRA ANDRAOE PART 20572 26/08/2013 16:36 1 668517 MARIA AOELIA LCORREA DE OUVEIRA PART 16766 26/08/2013 16:36 1 2896 PEDRO DA SllVACQRREIA DE O NETa PART 20573 16/01/2014 11:37 O 4198963 AliNE lEMOS DE OlIVEIRA ANDRADE PART - -- .. 6215 16/01/2014 11:37 O 4535612 tAUDO APARECIDO ZlANE PART 20573 16/01/2014 12:49 1 4198963 AliNE lEMOS DE OllVEIRA ANDRADE PART ... 6215 16/01/2014 12:49 1 4535612 LAUDe APARECIDO ZIANE PART 20573 10/03/2014 15:19 O 4198963 AliNE lEMOS DE OllVEIRAANDRADE PART 20573 10/03/2014 15:31 1 4198963 AliNE lEMOS DE OliVEIRA ANDRADE PART Păgina 3 de 18
  • 30. • • 2472 SERVI<;:O PimLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLiclA FEDERAL DIRETORlA DE INVESTlGA<;:ĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO GRUPO DE INQUERITOS DO STF E STJ Foiog;;ifiide cadastro de no escrit6rio da Sâa Gabriel 2) ARTHUR CESAR PEREIRA DE LIRA Com rela~o a ARTHUR CESAR PEREIRA DE LIRA, Ioram localizados tr;;s registros de entrada na sede da empresa JPJPAP ASSESSORIA E PARTICIPA<;OES SIC LTDA - ME. No escrit6rio da PAES DE BARROS nao Ioram localizados registros de entrada. Notem que o documento cadastrado por ARTHUR CESAR, 687257, e o mesmo do cadastro da identidade e ARTHUR CESAR PEREIRA DE LIRA: 687257/SP. No dia 03/02/2011, as 13:20, consta o registro de entrada de ARTHUR CESAR PEREIRA DE LIRA, utilizando o documento 687257. - Nome Pessoa Documenta Nome Visitado DATA Hora.. ARTHUR CESAR PEREIRA 687257 JOAD PROCQPIO J P DE AlMEIDA PRADO 03/02/2011 13:20:35 Outro registro de entrada de ARTHUR CESAR no escrit6ria de ALBERTO YOUSSEF na Saa Gabriel se deu no dia 24/02/2011, as 18:43. -- Nome Pessoa Documenta Nome Visitado DATA Hora.. - ARTHUR (ESAR PEREIRA 687257 JOAO PROCDPID J P DE ALMEIDA 24/02/2011 18:43:05 PRADO (J
  • 31. • • SERVI<;:O PlJBLICO FEDERAL 247~ MJ - DEPARTAMENTO DE POLiClA FEDERAL DlRETORIA DE INVESTlGA<;:ĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO GRUPO DE INQUERITOS DO STF E STJ Finalmente, no dia 07/07/2011, as 17:02, consta o registro de uma visita de ARTHUR CESAR PEREIRA para ALBERTO YOUSSEF. Nome Pessoa Documente Nome Visitado DATA Hora ARTHUR (ESAR PEREIRA 687257 CARLOS AlBERTO YOUSSEF I PRIMO 07/07/2011 17:02:13 Alem dessas entradas, ha tambem o registro de sua fotografia constando nas propriedades do arquivo a data de 16 de junho de 2010, as 14:40:41 . quartafeirn. 16 de junho de 2010, 14:40:41 3) JOÂO ALBERTO PIZZOLATTI JUNIOR Apresentamos os registros de entrada de JOÂO PIZZOLATTI no escrit6rio do YOUSSEF da Av. Sao Gabriel, juntamente corn os dados de outras pessoas que entraram praticamente juntas corn ele, dentre as quais destacamas: • O ex-Deputado PEDRO DA SILVA CORREA DE OLIVEIRA ANDRADE NETO; • O filho de PEDRO CORREA, FABIO CORREA DE OLlVEIRA ANDRADE NETO corn sua esposa MARCIA DANZI RUSSO CORREA DE OLlVEIRA; • A ex-secretaria da Deputada ALiNE CORREA, TAIANA DE SOUZA CAMARGO; O Deputado ROBERTO SERGIO RIBEIRO COUTlNHO TEIXEIRA; ~ Pagina 5 de 18 r •
  • 32. • • 2474 (VSERVI<;:O PUBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLicIA FEDERAL D.lRETORIA DE INVESTIGA<;:ÂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO GRUPO DE INQUERITOS DO STF E STJ • O Diretor Presidente da BANCO MAxiMA, SAUL DUTRA SABBA • RODRIGO PAES DE BARROS CARSTENS (cadastrada cama RODRIGO CARSINS) - acianista da CTSUL (Central Termaeletrica Sul); • Os tambem investigados NELSON MEURER e LUIZ FERNANDO RAMOS FARIA; • O empreiteira ENIO CUNHA JUNIOR; • Os advagadas LUIS GUSTAVO RODRIGUES FLORES e ANTONIO AUGUSTO LOPES FIGUEIREDO BASTO; • O vice-presidente da construtora ENGEVIX, GERSON DE MELLO ALMADA. Abaixa apresentamas as 28 registros de entrada de JOĂO PIZZOLATI no escrit6ria da sAa GABRIEL, juntamente corn a registra das pessaas que entraram em horarios pr6ximos aos do ex-deputado. NomePessoa 00< NomeV"lSitado UnldadeVlsltado DATA Ho~ ...... 755407 JOAO PROCOPIO J PDE ALMEIDA lP1PAP ASSESSORIA E OS/02/2011 11523010AO PIUOOlATTt: PRADO PART PEDRO DA SllVA CORREA DE OUVEIRA lOAQ PROCQPIQ J P DE ALMEIDA jPjPAP ASSESSORIA E 08/02/2011 115710 ANDRADE NETO 559448 PRADO PARr ... , ...., 10AO PROCOPIO J PDE ALMEIDA lPlPAP ASSESSORIA E . - 10AO PIZZOOLATTE 755407 PARr 22/02/2011 115158 PRADO PEORD DA SILVA CORREA DE OLlVEIRA 559448 10AO PROCOPIOJ PDE ALMEIDA JP1PAP ASSESSORIA E 22/02/2011 115221 ANDRAOE NEW PRADO PARr 75$407 10AO PROCOf>IQ J P DE ALMEIDA jP1PAP ASSESSORIA E 22/02/2011 160932JOAO PIZZOOlATTE PRADO PART PEDRO DA 51LVA CORREA DE OLlVEIRA 559448 JOAO PROCOPIO J P DE AtMEIDA JPJPAP ASSESSORIA E 22/02/2011 161347 ANDRADE NETO PRADO .. PART MARCIA CORREA 4648986 FERNANDO MENDON~ lPlPAP ASSESSORIA E PART 01/03/2011 102914 fi Pagina 6 de 18 dJ
  • 33. • • SERVIC;:O PUBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLicIA FEDERAL DIRETORIA DE INVESTIGAC;:ĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO GRUPO DE INQUERITOS DO STF E STJ ._- . . NomePl!S$Oa Do< NomeVlsltado UnldadeVlsttado DATA . JOAO PIZZOOLATTE 755407 JOAO PROCOPIO J P DE ALMEIDA lPlPAP A55E5S0RIA E 01/03/2011 PRADO PART PEDRO DA 51LVA CORREA DE OLlVE1RA 559448 lOAO PROCOPIO 1 P DE ALMEIDA lPlPAP AS5ESSORIA E 01/03/2011 ANDRADE NETO PRADO PART FABIO CORREA DE OLlVEIRA ANDRADE 3488205 FERNANDO MENDONCA lPlPAP A55ESSORIA E 01/03/2011 PART MARCIA CORREA 4648985 FERNANDO MENDQNCA lPlPAP AS5ESSORIA E 01/03/2011 PART JOAO PIZZOOLATTE 755407 JOAO PROCOPIO J P DE ALMEIOA lPlPAP AS5E5S0RIA E 01/03/2011 PRADO PART .. . lOAO PROCOPIO 1 P OE AlMEIDA lPlPAP ASSESSORIA E lOAO PIZZOOLATTE 755407 PRADO PART 15/03/2011 lOAO PIZZOOLATTE 755407 lOAO PROCOPIOJ P DE ALMEIDA JPJPAP AS5E5S0RIA E 15/03/2011 PRADO PART lOAO PIZZOOLATTE 755407 JOAO PROCOPIO J P DE AlMEIDA JPlPAP ASSESSORIA E 22/03/2011 PRADO PART ..- lOAO PROCOPIO J P DE ALMEIDA JpJPAP ASSESSORIA E JOAO PIZZOOLATTE 755407 29/03/2011 PRADO PART PEDRO DA SllVA CORREA DE OLlVE1RA 559448 lOAO PROCOPIO J P DE AlMEIOA JPIPAP ASSESSORIA E 05/04/2011 ANORAOE NETO PRAOO PART IOAO PIZZQOLATTE 755407 JOAO PROCOPIO J P DE ALMEIOA lPIPAP ASSESSORIA E 05/04/2011 PRADO PART . - . lOAO PROCOPIO J P DE ALMEIDA lPlPAP ASSE5S0RIA E lOAO P1UOOLATTE 755407 19/04/2011 PRADO PART PEDRO DA 51LVA CORREA DE OLlVEIRA 559448 JOAO PROCOPIOJ P DE ALMEIDA lPlPAP AS5ESSORIA E 19/04/2011 ANDRADE NETO PRADO PART PEORO DA 51lVA CORREA DE OLlVEIRA 559448 lOAO PROCOPIO J P DE ALMEIDA JPIPAP ASSE550RIA E 19/04/2011 ANDRADE NETO PRADO PART IOAO PIZZOOLATTE 755407 JOAO PROCOPIOJ P DE ALMEIDA lPlPAP AS5ESSORIA E 19/04/2011 PRADO PART WALDOMIRO DE OLlVEIRA 3952350 lOAO PROCOPIO J P DE ALMEIDA lPlPAP ASSE5S0RIA E 19/04/2011 PRADO _.- PART lOAO PIZZOOLATTE 755407 lOAO PROCOPIOJ P DE ALMEIDA JP1PAP AS5E5S0RIA E 05/05/2011 PRADO PART lOAO PROCOP10 J P DE ALMEIDA . lPlPAP ASSE5S0RIA E lOAO PIZZOOLATTE 755407 PRADO PART 12/05/2011 -_.. ...-.. TAIANA CAMARGO 53381825 lOAO PROCOPIO 1 P DE ALMEIDA lP1PAP AS5E5S0RIA E 07/05/2011 4 PRADO PART _._- - - - - JOAO PROCOPIOJ P DE ALMEIDA JPlPAP ASSE5S0RIA E IOAO PIZZOOLATTE 755407 PRADO PART 07/06/2011 PEDRO DA SllVA CORREA DE OllVEIRA 559448 lOAO PROCOPIO J P DE ALMEIDA lPJPAP AS5ESSORIA E 07/05/2011 ANDRADE NETO PRADO PART . PEDRO DA 51lVA CORREA DE OLlVEIRA 559448 lOAO PROCOPIO 1 P DE ALMEIDA lPlPAP ASSE5S0RIA E 14/06/2011 ANDRADE NETO PRADO PART ROBERTO RIBEIRO 1659284 RAFAELANGULO lOPE2 lPlPAP AS5E5S0RIA E 14/06/2011 PART lOAO P1ZZOOLATTE 755407 lOAO PROCOPIO 1 P DE ALMEIDA lPlPAP A5SE5S0R1A E 14/06/2011 PRADO PART lOAO PIZZOOLATTE 755407 lOAO PROCOPIO 1 P DE ALMEIDA lPlPAP A55E5S0RIA E 14/06/2011 PRADO PART PEDRO DA 51lVA CORREA DE OLlVEIRA 559448 lOAO PROCOPIO 1 P DE ALMEIDA JPJPAP ASSE5S0RIA E 14/06/2011 ANDRADE NETO PRADO PART SAUL OUTRA 5ABBA 2533279 CARLQS ALBERTO YOUS5EF / PRIMO lPlPAP AS5E5S0RIA E 14/06/2011 PART RODRIGO CAR51N5 57498382 CARtQS ALBERTO YOUSSEF / PRIMO JPJPAP ASSESSOR!A E 14/06/2011 PART PEDRO DA51LVA CORREA DE OLIVEIRA 559448 lOAO PROCOPIO 1 P DE ALMEIDA lPlPAP ASSES50RIA E 14/05/2011 ANDRADE NETO PRADO PART lOAO PIZZOOLATTE 755407 JOAO PROCOPIO J P DE ALMEIDA JPJPAP A5SESSORIA E 14/06/2011 PRADO PART lOAO PROCOPIO J P DE ALMEIDA . lPlPAP A5SE5S0R1A E lOAO PIZZOOLATTE 755407 20/07/2011 PRADO PART PEDRO DA 51lVA CORREA DE OLlVEIRA 559448 JOAO PROCOPIOJ P DE ALMEIDA JPJPAP A5SESSORIA E 20/07/2011 ANDRADE NETO PRAOO .. PART lOAO PIZZQOLATTE 755407 lOAO PROCOPIO 1 P DE ALMEIDA lPlPAP ASSES50RIA E 01/09/2011 PRADO PART 2475 t1 Hora 103427 145152 145201 145207 145218 141353 151424 121107 104145 111248 111823 120701 120725 140951 141000 141141 100856 161237 151933 152104 152130 .. 113136 113141 113202 135034 135044 162044 162755 163034 163042 105223 105349 131721 .Pagina 7 de 18
  • 34. • • SERVI(:O PirnLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLicIA FEDERAL DIRETORIA DE INVESTIGA(:ĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO GRUPO DE INQUERITOS DO STF E STJ NomePessoa 00< NomeVisltado UnldadeVisltado DATA - PEORD DA SllVA CORREA DE OllVEIRA 559448 lDAC PROCOPIDJ P DE ALMEIDA lP1PAP ASSESSORIA E 01/09/2011ANORAOE NfTQ PRADO PART NHSDN MEURER 7043198 FERNANOQ MENOONCA JPjPAP ASSESSORIA E 01/09/2011 PART lOAO PIZZOOlATTE 755407 JOAO PROCOJ>ID J P DE ALMEIOA lP1PAP ASSESSORIA E 06/09/2011 PRADO PART ADALBERTQ SEDLACK 120857 CARLOS ALBERTO YOUSSEF JPRIMa jP1PAP ASSE5S0RIA E 06/09/2011 PART PEORD DA SILVA CORREA DE QLlVEIRA 559448 JOAO PROCQPLD J P DE ALMEIDA lP1PAP A5SESSORIA E 20/09/2011 ANORADE NETO PRADO PA" lDAO PIZZOOlATTE 755407 lOAO PROCOPIOl P DE ALMEIDA JPJPAP ASSESSORIA E 20/09/2011 PRADO PART LUIZ HRNADQ FAfi.IA 818939 CARLOS AlBERTO VOUS5H / PRIMO lP1PAP AS5E5S0RIA E 20/09/2011 PART lOAO PROCOPIOl P DEAlMEIDA , lP1PAP AS5E5S0RIA E JOAO PIZZOOLATIE 755407 PRADa PA" 27/09/2011 PEDRO DA 51LVA CORREA DE OLlVEIRA 559448 JOAO PROCOPIO 1 P DE ALMEIDA JPJPAP AS5E5S0RIA E 27/09/2011 ANDRADE NITO PRADO PART ENIO CUNHA 9424857 CARLOS AL8ERTO vOUSSEF / PRIMO JP1PAP AS5ESSORJA E 27/09/2011 PART tulZGUSTAVO 61202331 RAFAEl ANGULO lOPEZ jP1PAP AS5ESSORIA E 27/09/2011 PART ANTONIO AUGU5TO LOPE5 37609358 RAFAELANGUtO lOPEZ jP1PAP A5SE550RIA E 27/09/2011 PART " ._-_...... - tulZ GU5TAVO 61202331 RAFAElANGULO LOPEZ lP1PAP A5SES50RIA E 04/10/2011 PART lOAO PIZZOOLATTE 755407 lOAO PROCOPIOl P DE ALMEIDA lP1PAP ASSE5S0RIA E 04/10/2011 PRADO PART 755407 lOAO PROCOPIO 1 P DE ALMElDA lP1PAP AS5E5S0RIA E 11/10/2011lOAO PIZZOOLATIE PRADO PART .- _.. lOAO PIZZOOLATTE 755407 lOAO PROCOPID 1P DE ALME1DA lP1PAP AS5E550RIA E 19{10/2011 PRADO PART 559448 lOAO PROCOPIOl P DE ALMflDA lP1PAP AS5E550RIA E 19{10/2011PEDRO CORREA PRADO PART , , , - , JOAO PROCOPIOl P DE ALMEIDA lP1PAP ASSESSORIA E lOAO PIZZOOLATTE 755407 PRAOO PART 16/11/2011 ,- lOAO PIZZOOLATIE 755407 lOAO PROCOPIO 1P DE AlMEIDA lP1PAP ASSE550RIA E 24{11/2011 PRADO PART GERSON AlMADA 4408755 FERNANOO MENDON~ lP1PAP A5SES50RIA E 24/11/2011 PART " , JOAO PROCOPIO J P DE AlMEIOA JP1PAP ASSES50RIA E JOAO PIZZOOLATIE 755407 16/02/2012 PRADO PART ._-_. . - ~ . lOAO PROCOPIOl P DE ALMEIDA lPlPAP AS5E550RIA E 24/04/2012PEDRO CORREA 559448 PRADO PART lOAO PIZZOOLATTE 755407 lOAO PROCOPIO J P DE ALMEIDA lP1PAP A55E5S0RIA E 24/04/2012 PRADO PART 2476 (J Horil 131738 131803 151108 1$1136 104334 104857 104930 151123 151132 151214 151302 151316 135521 135635 112053 103550 103603 143327 185127 185449 154432 133914 140237 Nao Ioram encontrados registros de entrada de JOÂO PIZZOLATII no escriterio da GFD INVESTIMENTOS, ! • fiPagina 8 de 18 r•
  • 35. 2477 SERVIC;:O PUBLICO FEDERAL (J MJ - DEPARTAMENTO DE POLicIA FEDERAL DIRETORIA DE INVESTIGAC;:ĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO GRUPO DE INQUI':RITOS DO STF E STJ 4) JOÂO LUIZ ARGOLO FILHO Foram localizados registros de entrada de LUIZ ARGOLO, tanto na Sao Gabriel quanto na Paes de Barros. Na Paes de Barros ha o cadastro de "JOAO DOS SANTOS", com o numero de documento 689103632, e "JOAO SANTOS", com o documento 689103635, muito proximos il identidade do Deputado LUIZ ARGOLO: 0689103637 (diferen"" no ultimo digito). Notem que as fotografias cadastradas na portaria saa bastante • semelhantes il do registro do Passaporte de JOĂO LUIZ CORREIA ARGOLO DOS SANTOS (outro nome utilizado por LUIZ ARGOLO). • Na sAa GABRIEL ha o cadastro de "JOAO SANTOS", identidade 689103635, e "JOAO SANTO", identidade 16913635, sendo essa ultima um pouco diferente das demais. Ne entanto, novamente as fotografias cadastradas saa muito semelhantes il do Deputado LUIZ ARGOLO. Pagina 9 de 18 ~
  • 36. • • 2478 ~SERVIC;:O PUBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLicIA FEDERAL DIRETORIA DE INVESTIGAC;:ĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO GRUPO DE INQUERITOS DO STF E STJ Apresentamos, primeiramente, os 31 registros de entrada e saida da Paes de Barros. . ,~ .~ - Data Hora Sentido RG Nome - 21/11/2012 17:16 O 689103632 JOAO DOS SANTOS 21/11/2012 19:36 1 689103632 JOAO DOS SANTOS 27/11/2012 10:56 O 689103632 JOAO DOS SANTOS 27/11/2012 11:36 1 689103632 JOAO DOS SANTOS 27/11/2012 13:16 O 689103632 JOAO DOS SANTOS 14/03/2013 17:26 O 689103635 JOAO $ANTOS 14/03/2013 18:42 1 689103635 JOAO SANTOS 19/03/2013 10:33 O 689103635 JOAO SANTOS 19/03/2013 13:24 1 689103635 JOAO SANTOS 26/03/2013 08:39 O 689103635 JOAO $ANTOS 26/03/2013 10:39 1 689103635 JOAO SANTOS 06/05/2013 08:22 O 689103635 JOAO SANTOS 06/05/2013 09:06 1 689103635 . JOAO SANTOS 23/05/2013 10:27 O 689103635 JOAO 5ANTOS 23/05/2013 16:11 1 689103635 JOAO SANTOS 24/05/2013 09:25 O 689103635 JOAO SANTOS 24/05/2013 13:44 1 689103635 JOAO SANTOS 28/05/2013 17:22 O 689103635 JOAOSANTOS 28/05/2013 18:34 1 689103635 JOAO SANTOS 23/07/2013 08:40 O 689103635 JOAO SANTOS 23/07/2013 14:29 1 689103635 JOAO 5ANTOS 14/10/2013 15:22 O 689103635 JOAO SANTOS 24/10/2013 13:49 1 689103635 JOAO SANTOS 29/10/2013 10:38 O 689103635 JOAOSANTOS 29/10/2013 11:20 1 689103635 JOAO 5ANTOS 09/01/2014 08:30 O 689103635 JOAO SANTOS 09/01/2014 09:44 1 689103635 JOAO 5ANTOS 24/01/2014 12:34 O 689103635 JOAQ SANTOS 13/02/2014 14:42 1 689103635 JOAO SANTOS 13/02/2014 14:43 O 689103635 JOAO SANTOS 18/02/2014 08:12 1 689103635 JOAO SANTOS No escril6rio da JPJPAP da Av. Sao Gabriel foram localizados 54 registros: (1Pagina 10 de 18
  • 37. • • 2479 SERVIC;:O PUBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLicIA FEDERAL DIRETORIA DE INVESTIGAC;:ĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO GRUPO DE INQUERITOS DO STF E STJ , ...",-- ~, . ,. --- - .__.... . .. ......_-- , .., . .. .'- --- "-~ -- - _.-- _. "',.- ._.._- Nome Doc NomeVisitado UnidadeVlsitado DATA Hora lDAO SANTa 16913635 FERNANDO MENDON~ JP1PAP ASSESSORIA E PART 01/07/2011 083211 JOAO SANTO 16913635 FERNANOO MENDONI;A JPJPAP ASSESSQRIA E PART 18/11/2011 073242 lOAD SANTOS 689103635 FERNANDO MENDONI;A JP1PAP ASSESSORIA E PART 03/02/2011 185635 JQAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON~ JPJPAP ASSESSOR1A E PART 03/02/2011 191417 JOAO SANTOS 689103635 fERNANDO MENOONC;:A JPJPAP ASSESSQRIA E PART 10/02/2011 115719 JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDONr;A JPJPAP ASSESSORIA E PART 10/02/2011 140118 JOAO $ANTOS 689103635 FERNANDO MENDONC;:A lPJPAP ASSESSORIA E PART 17/02/2011 104655 JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON<;A JPJPAP ASSESSORIA E PART 17/02/2011 191208 JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON~A JPJPAP ASSESSORIA E PART 24/02/2011 115452 JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON<;A JPJPAP ASSESSORIA E PART 17/03/2011 113054 JOAO SANTOS 689103635 FERNANOO MENDONţA JPJPAP ASSESSORIA E PART 17/03/2011 152714 JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENOON~A JPJPAP ASSESSORIA E PART 24/03/2011 155949 JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENOON~A JPJPAP ASSESSORIA E PART 07/04/2011 125711 JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENOONc;A JPJPAP ASSESSORIA E PART 07/04/2011 165104 JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON<;A JPJPAP AS5ESSORIA E PART 05/05/2011 153501 JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON~A JPJPAP A5SESSORIA E PART 23/05/2011 083701 JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON~A JPJPAP ASSESSORIA E PART 23/05/2011 130550 JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENOONţA lPJPAP ASSESSORIA E PART 06/06/2011 150820 JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDONc;A JP1PAP ASSESSORIA E PART 30/06/2011 173202 JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON<;A JPJPAP ASSESSORIA E PART 01/07/2011 121507 JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDONţA JPJPAP ASSESSORIA E PART 12/07/2011 123445 JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDONţA JPJPAP ASSESSORIA E PART 19/07/2011 151526 JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON~A JPJPAP ASSESSORIA E PART 04/08/2011 091842 JOAO 5ANTOS 689103635 FERNANDO MENDONc;A lP1PAP A5SESSORIA E PART 10/10/2011 105823 lOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON<;A JPJPAP A5SESSORIA E PART 11/10/2011 160329 JOAO SANTOS 689103635 FERNANOO MENDON~A lPJPAP AS5ESSORIA E PART 17/10/2011 143535 JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON~A JP1PAP AS5ESSORIA E PART 28/10/2011 153816 JOAO SANTOS 689103635 FERNANOO MENDONţA JPJPAP ASSE5S0RIA E PART 01/11/2011 180816 JOAO 5ANT05 689103635 FERNANDO MENOONc;A lPJPAP A5SESSORIA E PART 24/11/2011 080951 JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDONc;A JPJPAP ASSESSORIA E PART 02/12/2011 123337 JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON<;A JPJPAP ASSESSORIA E PART 02/12/2011 141304 JOAO SANTOS 689103635 FERNANOO MENDON~A JPJPAP AS5ESSORIA E PART 08/12/2011 172912 JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENOON~A JPJPAP ASSESSORIA E PART 26/12/2011 171347 JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENOON~A JPJPAP ASSESSORIA E PART 19/01/2012 092726 JOAO SANT05 689103635 FERNANDO MENOON<;A lPJPAP AS5ESSORIA E PART 09/02/2012 095947 JOAO SANTOS 689103635 FERNANOO MENDON~A lP1PAP ASSESSORIA E PART 08/03/2012 114835 JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON~A JPJPAP AS5ESSORIA E PART 19/03/2012 101711 JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDONc;A JPJPAP ASSESSORIA E PART 12/04/2012 214037 JOAO SANT05 689103635 FERNANDO MENOONc;A JPJPAP ASSESSORIA E PART 13/04/2012 081812 JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDONc;A JPJPAP AS5ESSORIA E PART 18/05/2012 092256 JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDONc;A JPJPAP AS5ESSORIA E PART 18/05/2012 131807 JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON~A JPJPAP ASSES50RIA E PART 04/07/2012 135654 JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON~A JPJPAP A5SESSORIA E PART 04/07/2012 142802 JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENOON~A lPJPAP A5SE5S0RIA E PART 18/07/2012 175923 JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDONc;A JPJPAP ASSESSORIA E PART 25/07/2012 115956 JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON~A JPJPAP ASSE5S0RIA E PART 26/07/2012 145240 JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON~A JPJPAP ASSESSORIA E PART 31/07/2012 120207 JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON~A JPJPAP ASSESSORIA E PART 01/08/2012 094002 JOAO SANT05 689103635 FERNANDO MENOON<;A JPJPAP ASSESSORIA E PART 01/08/2012 122304 . Pagina 11 de 18 (V Iv
  • 38. • 2480 SERVI(:O PUBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLiclA FEDERAL DlRETORIA DE INVESTIGA(:ĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO GRUPO DE INQUltRlTOS DO STF E STJ ~ .. ,~ . -- Nome ODe NomeVisitado UnidadeVisitado DATA Hora~ ~ ~ JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDONI;A lP1PAP ASSESSDRIA E PART 06/08/2012 200352 lOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON<;A lP1PAP ASSESSQRIA E PART 09/08/2012 072117 JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDONc;A JP1PAP ASSESSORIA EPART 23/08/2012 183249 JOAO SANTQS 689103635 FERNANDO MENOONc;A JPJPAP ASSESSDRIA E PART 05/09/2012 074941 JOAO SANTOS 689103635 FERNANDO MENDON<;:A lP1PAP ASSESSQRIA E PART 10/10/2012 103300 5) JOĂO VACCARI NETO (J Corn rela<;âo a JOĂO VACCARI NETO constam apenas dois registros no • escrit6rio da PAES DE BARROS, no dia 1110212014, sendo um de entrada as 10:27 e o outro de saida as 10:31. • . ~ Data Hora Sentido RG Nome Empresa ,.. 11/02/2014 10:27 O 94724106 JOAO VACCARI NETO PART 11/02/2014 10:31 1 94724106 lOAO VACCARI NETO PART Nao foi localizado nenhum registro no escrit6rio da sAa GRABRIEL. 6) LUIZ FERNANDO RAMOS FARIA Foi localizado apenas um registro de entrada de LUIZ FERNANDO RAMOS FARIA na sede da empresa de ALBERTO YOUSSEF, na Av. Sao Gabriel, no dia 2010912011, as 10:49, tendo ido visitar CARLOS ALBERTO YOUSSEF. o registro foi feito em nome de "LUIZ FERNADO FARIA" (sic), constando1/o mesmo do documento de identidade LUIZ FERNANDO RAMOS FARIA, MG 818939~ r ~..C).•,. Pagina 12 de 18 •
  • 39. • • 2481 SERV[(;O PlJBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLicIA FEDERAL (V DIRETORIA DE INVESTIGA<;:ĂOE COMBATE AO CRIME ORGANIZADO GRUPO DE INQUERITOS DO STF E STJ SSP/MG, sendo que a fotografia cadastrada na entrada do edificio (reproduzida abaixo) e semelhante il do Deputado. Poucos minutos antes da entrada de LUIZ FERNANDO FARIA, entraram tambem no edificio os ex-deputados PEDRO DA SILVA CORREA DE OLiVEIRA ANDRADE NETO e JOĂO ALBERTO PIZZOLATTI JUNIOR 559448 20/09/2011 10:43 lPJPAP ASSESSQRIA EJOAO PROCDPIO J P DE AlMEIDA 755407 20/09/2011 PRADO PART 10:48 LUIZ FERNADO FARIA 818939 CARlOS AlBERTO YOUSSEF I PRIMO 20/09/2011 10:49 Fotografias cadastradas na entrada do edificio da Av. Sao Gabriel: Nao consta nenhuma entrada de LUIZ FERNANDO FARIA no escritario da PAES DE BARROS. 7) NELSON MEURER Foram identificados tres registros de entrada de NELSON MEURER no escrit6rio de YOUSSEF da.Av. Saa Gabriel, sendo que no dia 01/09/2011 ele entrou.ilI praticamente junto com JOAO PIZZOLATTI e PEDRO cORREA. No outro escritano de y.t YOUSSEF nao foi localizado nenhum registro., rfPagina 13 de 18
  • 40. • • 2482 SERVIC;:O PllBLlCOFEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLiCIA FEDERAL DIRETORIA DE INVESTlGAC;:ĂO E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO GRUPO DE INQuERITOS DO STF E STJ Registres do escrit6rio da SĂO GABRIEL: Nome Pe5S0a Do< Nome Vlsltado Unidade Vlsitado DATA Horn NELSON MEURER 7043198 FERNANOO MENDONc;A jP1PAP ASSESSORlA E 26/05/2011 10:27 PART JOAO PIZZQOLATII: 755407 10AO PROCOPIQ J PDE ALMElDA PRADO jPjPAP ASSESSORIA E PART 01/09/2011 13:17 PEDRD DA SllVA CQRREA DE OLlVEIRA 559448 10AO PRCCOPIO J P DE ALMEIDA PRADa lP1PAP ASSESSORIA E 01/09/2011 ANDRADE NETO PART 13:17 NEL50N MEURER 7043198 FERNANOO MENDONc;A lP1PAP ASSESSORIA E 01/09/2011 13:18 PART NELSON MEURER 7043198 FERNANOO MENDQNc;A lP1PAP ASSESSORIA E 07/05/2012 14:04 PART 8) PEDRO DA SILVA CORREA DE OLlVEIRA ANDRADE NETO Foram localizados 64 registres no escrit6rio da Sâo Gabriel de PEDRO DA SILVA CORREA DE OLIVEIRA NETO, tambem cadastrado como PEDRO CORREA (utilizando o mesmo documento de identidade). "."., .-.- NomeVisrt3do ... 0.0 NomePesS03 Do< DATA Hora. ,._" --~ PEDRO CORREA 559448 JOAO PROCDPID J PDE ALMEIQA PRADO 10/10/2011 170740 PEDRO CORREA 559448 10AO PROCQPIO J P DE AtMEIOA PRADO 18/10/2011 115923 PEDRO CORREA 559448 JOAO PROCOPIO J PDE ALMEIOA PRADO 19/10/2011 103603 PEORO CORREA 559448 JOAO PROCOPIO J PDE AtMEIOA PRAOO 25/10/2011 112027 PEORO CORREA 559448 JOAO PROCOPIO J P DE AtMEIOA PRADO 08/11/2011 111202 PEORO CORREA 559448 JOAO PROCO~IO J P DE ALMEIOA PRAOO 08/11/2011 151111 ~EORO CORREA 559448 JOAO PROCOPIO J P DE ALMEIOA PRADO 16/11/2011 134349 PEORO CORREA 559448 JOAO PROCOPIO J P DE ALMEIOA PRADO 10/01/2012 135208 PEORO CORREA 559448 JOAO PROCOPIO J PDE ALMEIDA PRAOO 30/01/2012 110124 PEDRO CORREA 559448 JOAO PROCOPIO J PDE ALMEIDA PRAOO 23/03/2012 114645 PEDRO CORREA 559448 JOAO PROCO~IO J P DE ALMEIOA PRADO 24/04/2012 133914 PEORO CORREA 559448 JOAO PROCOPIOJ P DEALMEIDA PRAOO 14/05/2012 174120 PEDRO CORREA 559448 JOAO PROCOPIO J PDE ALMEIDA PRAOO 15/05/2012 114004 PEDRO CORREA 559448 JOAO PROCOPIO J P DE ALMEIOA PRADO 30/07/2012 080809 PEDRO CORREA 559448 JOAO PROCOPIO J PDE ALMEIDA PRAOO 31/07/2012 115525 PEDRO CORREA 559448 JOAO PROCOPIO J PDE ALMEIOA PRAOO 15/08/2012 094718 PEDRO CORREA 559448 JOAO PROCOPIO J P DE AlMEIOA PRADO 16/08/2012 093334 PEORO CORREA 559448 JOAO PROCOPIOJ P OEALMEIOA PRAOO 05/09/2012 113428 PEDRO CORREA 559448 JOAO PROCOPIO J PDE ALMElDA PRAOO 13/09/2012 080453 ;U J Pâgina 14 de 18