O slideshow foi denunciado.

Ensino 05 o planejamento da formação

7.441 visualizações

Publicada em

RCC PARANÁ

Publicada em: Espiritual
  • Seja o primeiro a comentar

Ensino 05 o planejamento da formação

  1. 1. marcelobernini.formador@ymil.com
  2. 2.  A Formação tem dado muitos frutos em todo o Brasil, porém, precisamos organizá-las para frutificar ainda mais.
  3. 3.  Criação de uma formação básica, fundamental da RCC;  Alinhamento da linguagem das expressões de serviço da RCC;  Descoberta do Batismo no Espírito Santo;  Formação da liderança da RCC;  Descoberta do Catecismo da Igreja Católica;  Descoberta dos documentos da CNBB;  Vivência da identidade do movimento da RCC;  Entre outros... (FF 1 - pág. 33)
  4. 4.  Diante de um planejamento, precisamos adequar a formação e seus módulos à realidade de cada Estado, diocese e, principalmente de cada GO, pois com a Formação do Módulo Básico, queremos chegar o mais próximo possível do Grupo de Oração.
  5. 5.  Na linguagem de marketing, poderíamos dizer que Jesus atendia as pessoas com encantamento e satisfação.  Com o planejamento da formação, queremos prestar um serviço de qualidade e encantamento através da Escola Permanente de Formação.
  6. 6.  Agora, vamos discernir um método, ou seja, uma padronização do Serviço/ Ministério de Formação para que possamos fazer um controle das metas que traçamos.
  7. 7.  1° passo – METAS PROPOSTAS: o que nós queremos com a Formação?
  8. 8.  AÇÃO: execução do serviço de formação. Ministrando os encontros de formações para os formandos – treinamento de pessoal. A partir dessa capacitação, eles realizarão o serviço, sempre visando realizá-lo com qualidade.
  9. 9.  VERIFICAÇÃO DOS RESULTADOS: quais os frutos que a formação está dando, ou melhor, a formação está atingindo as METAS propostas inicialmente?
  10. 10.  4° passo – CORREÇÃO: depois de identificar o que precisa ser corrigido, volta-se ao primeiro passo do planejamento, depois a execução e assim por diante.
  11. 11.  1. Definir METAS a serem atingidas em um espaço de tempo também definido. Ex: a. Atingir a liderança de GO de uma região da diocese em 1 ano; b. Atingir membros do Núcleo de GO de toda a diocese em 2 anos; c. Atingir os membros de núcleo de GO de 50% das dioceses em 2 anos.
  12. 12.  2. Público alvo: a. Liderança de grupo de Oração; b. Membros de ministério; c. Membros de Núcleo de grupos de oração; d. Membros de conselhos e ministérios diocesanos; e. Membros de conselhos e ministérios estaduais.
  13. 13.  3. Formações a serem dadas e números de encontros: a. Módulo Básico: 11 encontros; b. Módulo Reavivando a Chama: 4 encontros; c. Módulo de Formação de Coordenadores: 6 d. Módulo Bíblia (em formação)
  14. 14.  4. Público alvo de cada Módulo: a. Básico: liderança de GO; b. Reavivando a Chama: membros do Núcleo de GO; c. Formação de Coordenadores: membros de Núcleos de Grupo de oração e ministérios; d. Formação Humana: participantes de grupo de oração que fizeram o Seminário de Vida no Espírito Santo e/ou Experiência de Oração; e. Bíblia: participantes de grupo de oração que fizeram Seminário de vida no Espírito Santo e/ou Experiência de Oração.
  15. 15.  5. Tempo: a. Duração de 1-2 anos; b. Duração de 2-3 anos; c. Duração de 3-4 anos;  6. Periodicidade das Formações: a. Mensal; b. Bimestral (2/2 meses); c. Trimestral (3/3 meses); d. Semanal.
  16. 16.  7. Formas: a. Finais de semana (aberto); b. Finais de semana (fechado); c. Dois sábados seguidos; d. Dois domingos seguidos; e. Oito dias contínuos; f. Semanal (manhã); g. Semanal (tarde); h. Semanal (noite).
  17. 17.  8. Datas que não deverão ter formações por motivos diversos: Carnaval, Semana Santa, Dia dos Pais, Dia das Mães, Dia do Padroeiro da Cidade, Congresso Nacional da RCC, Encontro Nacional de Ministérios, Natal, Ano Novo, Congresso Estadual, Pentecostes, outras a pedido do conselho diocesano.
  18. 18.  9. Local: a. Centros de Formação da Paróquia; b. Escritórios diocesano da RCC; c. Casa de Retiro; d. Escolas Públicas ou Particulares; e. Galpões.  10. Número de formandos por encontro: a. 50 alunos; b. 100 alunos; c. 150 alunos.
  19. 19.  11. Números de formandos por turma: a. 40 alunos; b. 50 alunos; c. 60 alunos.  12. Número de formadores por encontro: a. dois; b. Três; c. Quatro.
  20. 20.  13. Número de formadores por turma: a. Turma de 50 alunos (1 formador); b. Turma de 60 a 100 alunos (2 formadores); c. Turma de 110 a 150 alunos (3 formadores).  14. Convites: a. Via Escritório Estadual; b. Via Escritório Diocesano; c. Via coordenador de GO; d. Via coordenadores de Ministérios; e. Via comunicação paroquial/comunidade.
  21. 21.  15. Inscrições: a. cartas/correios; b. Escritório da RCC; c. No local do Encontro.  16. Avaliação do Planejamento: serve para avaliarmos se as metas estão sendo alcançadas ou estão se desviando da vontade de Deus.

×