Successfully reported this slideshow.

Como controlar cartão de crédito no Minhas Economias.

41.261 visualizações

Publicada em

Como controlar cartão de crédito no Minhas Economias

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Como controlar cartão de crédito no Minhas Economias.

  1. 1. Como controlar seu cartão de crédito no Minhas Economias Copyright Minhas Economias. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução parcial ou integral do conteúdo desta apresentação em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia escrita do Minhas Economias.
  2. 2. Controlando pagamentos simples no cartão de crédito
  3. 3. Saldo inicial do cartão <ul><li>Cadastre sua “conta” de cartão de crédito e informe o saldo inicial </li></ul><ul><ul><li>O saldo inicial deve contemplar todos os gastos já efetuados e não quitados e que ainda não foram lançados; </li></ul></ul><ul><ul><li>O valor do saldo inicial deve ser negativo pois refere-se a despesas. No exemplo abaixo, o usuário já estava devendo R$ 100 no cartão de crédito, sendo que as despesas relacionadas não haviam sido lançadas; </li></ul></ul><ul><li>Lembre-se: o cartão de crédito é apenas um meio de pagamento. Não se trata de uma forma de despesa. </li></ul>
  4. 4. Lançamento de gastos Ao lançar os gastos realizados no cartão de crédito, o saldo da conta é atualizado refletindo o limite já utilizado…
  5. 5. Pagamento da fatura <ul><li>Para lançar o pagamento da fatura realize uma transferência entre o meio de pagamento da fatura (no exemplo, a conta bancária) e o cartão de crédito. </li></ul>
  6. 6. Novo saldo do cartão <ul><li>Com o pagamento da fatura, o saldo do cartão de crédito aparecerá com um valor menos negativo. </li></ul>
  7. 7. Controlando pagamentos parcelados no cartão de crédito
  8. 8. Controlando pagamentos parcelados no cartão de crédito - Alternativas <ul><li>Um bom controle do cartão de crédito implica em: </li></ul><ul><ul><li>Saber o saldo total devedor; </li></ul></ul><ul><ul><li>Saber o valor a ser quitado em cada fatura mensal; </li></ul></ul><ul><li>Alternativas: </li></ul><ul><ul><li>Lançar todas as parcelas na data de compra; </li></ul></ul><ul><ul><li>Lançar cada parcela na data esperada de sua quitação; </li></ul></ul><ul><ul><li>Lançar as parcelas na data de compra e também na data esperada de quitação. </li></ul></ul>
  9. 9. Controlando pagamentos parcelados no cartão de crédito - Alternativas <ul><li>Para ilustrar cada uma das alternativas, iremos utilizar os seguintes gastos: </li></ul><ul><ul><li>Em 10/08/09 – Gasolina – parcela única de R$ 80; </li></ul></ul><ul><ul><li>Em 12/08/09 – Farmácia – 2 parcelas de R$ 30; </li></ul></ul><ul><ul><li>Em 14/08/09 – Vestuário – 3 parcelas de R$ 50; </li></ul></ul><ul><li>O pagamento da fatura é realizado no dia 25 de cada mês; </li></ul><ul><li>O saldo inicial da conta “Cartão de Crédito” é zero. </li></ul>
  10. 10. Controlando pagamentos parcelados no cartão de crédito Alternativa 1 - Lançar todas as parcelas na data de compra
  11. 11. Alternativa 1 - Lançar todas as parcelas na data de compra <ul><li>Após lançar as três despesas, o saldo devedor apresentado é de R$ 290,00, o qual corresponde exatamente ao valor apresentado no box “Contas”. </li></ul>
  12. 12. Alternativa 1 - Lançar todas as parcelas na data de compra <ul><li>As despesas serão todas lançadas no mês da compra: ago/09. </li></ul>
  13. 13. Alternativa 1 - Lançar todas as parcelas na data de compra <ul><li>No dia 25/08, ocorre o pagamento da fatura no valor total de R$ 160 (R$ 80 + R$ 30 + R$ 50) e o saldo do cartão passa a ser devedor em R$ 130. No entanto, não há como identificar os valores a serem pagos nas próximas faturas. </li></ul>
  14. 14. Controlando pagamentos parcelados no cartão de crédito Alternativa 2 - Lançar cada parcela na data esperada de sua quitação
  15. 15. Alternativa 2 - Lançar cada parcela na data esperada de sua quitação Nesta alternativa, o saldo da conta “Cartão de Crédito” permanece com valor zero, pois os lançamentos são realizados em datas futuras (data esperada da quitação).
  16. 16. Alternativa 2 - Lançar cada parcela na data esperada de sua quitação Filtrando-se apenas a conta “Cartão de Crédito” é possível visualizar as parcelas a serem pagas ao longo dos meses seguintes.
  17. 17. Alternativa 2 - Lançar cada parcela na data esperada de sua quitação <ul><li>A vantagem desta alternativa é que permite visualizar o total devido da fatura em cada mês, no caso R$ 160 em ago/09. Uma forma simples e rápida de se fazer isso é através do gráfico de saldos: </li></ul>
  18. 18. Alternativa 2 - Lançar cada parcela na data esperada de sua quitação <ul><li>Em 25/08, com o pagamento da fatura, o saldo observado é zero. O saldo da conta bancária é debitado em R$ 160. No entanto, ainda há parcelas no valor total de R$ 130 a serem pagas nos meses seguintes. </li></ul>
  19. 19. Alternativa 2 - Lançar cada parcela na data esperada de sua quitação <ul><li>Ao visualizar o relatório, as despesas aparecerão “quebradas” entre os meses de ago/09, set/09 e out/09, não refletindo corretamente os gastos realizados em cada mês. </li></ul>
  20. 20. Controlando pagamentos parcelados no cartão de crédito Alternativa 3 - Lançar as parcelas na data de compra e também na data esperada de quitação
  21. 21. Alternativa 3 - Lançar as parcelas na data de compra e também na data esperada de quitação <ul><li>Esta alternativa é mais trabalhosa, pois faz-se necessário duplicar os lançamentos. Em compensação, permite visualizar o saldo devedor total, ou seja, o limite já utilizado do cartão de crédito, e também os valores devidos em cada fatura mensal. Desta forma, esta solução contempla as vantagens das duas alternativas anteriores. </li></ul><ul><li>O primeiro passo envolve a criação de uma nova conta, a qual demos o nome de “Fatura cartão”. Esta conta deve ser utilizada exclusivamente para a finalidade de controle do cartão de crédito. </li></ul>
  22. 22. <ul><li>O segundo passo é lançar as despesas na data de compra. O saldo devedor total irá aparecer corretamente no box “Contas” no valor de R$ - 290. </li></ul>Alternativa 3 - Lançar as parcelas na data de compra e também na data esperada de quitação
  23. 23. Alternativa 3 - Lançar as parcelas na data de compra e também na data esperada de quitação <ul><li>O terceiro passo é lançar transferências das parcelas da conta “Fatura cartão” para a conta “Cartão de Crédito”, usando as datas esperadas de liquidação de cada uma. </li></ul>
  24. 24. Alternativa 3 - Lançar as parcelas na data de compra e também na data esperada de quitação
  25. 25. Alternativa 3 - Lançar as parcelas na data de compra e também na data esperada de quitação <ul><li>Com isso, pode-se visualizar no dia 14/08/09 o saldo devedor total do cartão de crédito e também os valores das próximas faturas. Veja que a fatura com vencimento em 25/08 é de apenas R$ 160, conforme ilustrado no relatório. </li></ul>
  26. 26. Alternativa 3 - Lançar as parcelas na data de compra e também na data esperada de quitação <ul><li>Como as parcelas foram lançadas como transferências entre as contas “Fatura cartão” e “Cartão de Crédito” no dia 25/08, ao chegar nesta data, o saldo da conta “Cartão de Crédito” passa a ser de R$ -130 e o saldo da conta “Fatura cartão” R$ -160. </li></ul>Com o pagamento da fatura de R$ 160, o saldo da conta “Fatura cartão” passa a ser de R$ 0 e o saldo da conta “Conta Banco 1” é debitado em R$ 160 e passa a ser de R$ 840. É interessante reparar que o valor do “Saldo Atual” não é alterado, refletindo sempre o real patrimônio disponível.
  27. 27. Alternativa 3 - Lançar as parcelas na data de compra e também na data esperada de quitação <ul><li>No relatório, filtrando-se apenas a conta “Fatura cartão”, observa-se que o mês de Ago/09 aparece com o saldo de R$ 0. Os demais meses mostram os valores da faturas a serem quitadas. </li></ul>
  28. 28. Controlando pagamentos parcelados no cartão de crédito Conclusão e dicas
  29. 29. Conclusão <ul><li>As alternativas 1 e 2 são mais simples, mas oferecem um controle incompleto. A solução proporcionada pela alternativa 3 é mais trabalhosa, pois exige que cada parcela de despesa realizada no cartão de crédito seja duplicada e a criação de uma nova conta. Entretanto, possibilita um melhor controle dos gastos realizados. </li></ul><ul><li>A conta “Fatura cartão” facilita o trabalho caso resolva pagar a fatura do cartão com um meio de pagamento diferente do habitual. Caso a transferência fosse realizada diretamente contra a conta-corrente, por exemplo, e em determinado mês o pagamento fosse realizado em dinheiro, o usuário teria que trocar a conta origem de cada uma das parcelas daquele mês. </li></ul>Uma forma de diminuir o trabalho de lançar tantas transações é utilizar a funcionalidade de importar os dados de uma planilha Excel. As despesas devem ser lançadas com valor negativo. As transferências das parcelas para a conta “Fatura cartão” devem ter valores positivos.
  30. 30. Dica para lançamento de transações - Importar dados do Excel <ul><li>Caso tenha muitas despesas a serem lançadas, uma dica é cadastrá-las em uma planilha Excel e depois importá-las. </li></ul>
  31. 31. Dica para lançamento de transações - Importar dados do Excel <ul><li>Utilize nosso modelo padrão para lançar as despesas no Excel e importe-as para a conta “Cartão de Crédito”. </li></ul>
  32. 32. Dica para lançamento de transações - Importar dados do Excel <ul><li>Categorize as despesas realizadas diretamente na tela de importação. </li></ul>
  33. 33. Dica para lançamento de transações - Importar dados do Excel <ul><li>Reclassifique o tipo de lançamento para “Transferência” (no caso das parcelas) e coloque como “Conta origem” a conta “Fatura cartão”. </li></ul>
  34. 34. Dica para lançamento de transações - Importar dados do Excel <ul><li>Após realizar as categorizações e as correções, basta clicar em “Importar arquivo”. Suas transações já estarão lançadas no Minhas Economias ! </li></ul>
  35. 35. Dúvidas? <ul><li>Envie para: </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul>Copyright Minhas Economias. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução parcial ou integral do conteúdo desta apresentação em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização prévia escrita do Minhas Economias.

×