Vigitel 2011 I Diabetes

4.243 visualizações

Publicada em

Dados sobre Diabetes no Brasil, obtidos por meio da Vigitel 2011 - Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico.

Publicada em: Saúde e medicina
  • Seja o primeiro a comentar

Vigitel 2011 I Diabetes

  1. 1. Dados sobre Diabetes
  2. 2. Introdução Plano de Ações estratégicas para o enfrentamento das Doenças Crônicas NãoTransmissíveis (DCNT) no Brasil 2011 – 2022  Define e prioriza ações e investimentos necessários para o enfrentamento das DCNT nos próximos 10 anos Objetivos  Promover o desenvolvimento e implementação de políticas públicas efetivas, integradas e sustentáveis para a prevenção e o controle das DCNT e seus fatores de risco  Fortalecer os serviços de saúde voltados para cuidados crônicos
  3. 3. Introdução Diabetes é considerado problema de saúde pública prevalente, emascendência, oneroso do ponto vista social e econômico;Grande impacto na morbimortalidade - complicaçõescardíacas, cerebrovasculares, vasculares periféricas, oculares,renais, neuropáticas, acelerar a morte e incapacidadesPrincipais fatores de risco:  excesso de peso  sedentarismo  tabagismo  alimentação inadequada
  4. 4. Introdução Estima-se que a proporção de diabetes não diagnosticada emdiversos países no mundo está entre 30% e 60% VIGITEL* Argentina¹ Chile²** EUA³* Prevalência (2011) * % % % % Diabetes 5,6 9,6 6,3 8,7 * Autoreferido ¹ Encuesta Nacional de Factores de Riesgo 2009 (25 a 64 anos) ** Aferido ² Encuesta Nacional de Salud 2009-2010 (≥15 anos) ³ BRFSS, 2009/2010 (≥18 anos)
  5. 5. VIGITEL 2011 Sistema de Monitoramento de Fatores de Risco e Proteção paraDoenças Crônicas Não Transmissíveis, por meio de Inquérito TelefônicoObjetivos: Medir a prevalência de fatores de risco e proteção para doenças não-transmissíveis na população brasileira Subsidiar ações de promoção da saúde e de prevenção de doençasPeriodicidade: anual - 2006 a 2011População monitorada: adultos (≥ 18 anos) residentes em domicílios comtelefone fixo nas capitais dos 26 estados brasileiros e DF.Parceria: SVS/MS, NUPENS/USP
  6. 6. VIGITEL 2011 Avaliação do desempenho, VIGITEL 2006-2011Desempenho 2006 2007 2008 2009 2010 2011Entrevistas (N) 54.369 54.251 54.353 54.367 54.339 54.144Recusa (%) 9,1 7,7 5,8 3,0 2,3 2,2Duração (min) 7,4 8,5 10,3 11 9,5 9,5 02/8/06 Jan a Jan a Jan a 16/7 a 01/04 aPeríodo a dez dez dez 30/12 12/12 08/1/07 2009 2010 2011
  7. 7. Diabetes - morbidade referida por sexoPercentual de adultos (> 18 anos) com diagnóstico médico referido para diabetes, em 26 capitais do Brasil e Distrito Federal segundo sexo, VIGITEL 2011 6,0 5,6 5,2 %
  8. 8. Diabetes - morbidade referida por faixa etária Percentual de adultos (> 18 anos) com diagnóstico médico referido para diabetes, em 26 capitais do Brasil e Distrito Federal segundo faixa etária, VIGITEL 2011 21,6% 15,2%% 0,6% Faixa etária (anos)
  9. 9. Diabetes - morbidade referida por escolaridade Percentual de adultos (> 18 anos) com diagnóstico médicoreferido para diabetes, em 26 capitais do Brasil e Distrito Federal segundo escolaridade, VIGITEL 2011 7,5 % anos de estudo
  10. 10. Diabetes - morbidade referida por regiãoPercentual de adultos (> 18 anos) com diagnóstico médico referidopara diabetes, em 26 capitais do Brasil e Distrito Federal , segundo região do Brasil. VIGITEL 2011. Região Total (%) Masculino (%) Feminino (%) Norte 4.1 4.1 5.2 Nordeste 5.5 5.5 6.0 Centro-Oeste 4.0 4.0 5.5 Sudeste 5.8 5.8 6.1 Sul 4.3 4.3 6.4 Total 5.6 5.2 6.0
  11. 11. Diabetes - morbidade referida por capital Percentual de adultos (≥ 18 anos) com diagnóstico médico referidopara diabetes, segundo as capitais dos estados brasileiros e Distrito Federal. VIGITEL, 2011.
  12. 12. Diabetes – série históricaEvolução da prevalência de diagnóstico médico referido para diabetes entre adultos (≥ 18 anos), VIGITEL 2006 a 2011. ** p<0,05
  13. 13. Diabetes – número de internações 148.452 131.734 Média de permanência:Fonte: Ministério da Saúde - Sistema de Informações Hospitalares do SUS (SIH/SUS). ~ 6 dias1. Situação da base de dados nacional em 25/01/2012.2. Dados de 2011 (até dezembro) sujeitos a retificação.3. IBGE - Estimativas elaboradas no âmbito do Projeto UNFPA/IBGE (BRA/4/P31A)
  14. 14. Diabetes – valor das internações 87,9 mi Ano de processamento Valor Médio AIH (2011): R$ 603,28Fonte: Ministério da Saúde - Sistema de Informações Hospitalares do SUS (SIH/SUS).1. Situação da base de dados nacional em 25/01/2012.2. Dados de 2011 (até dezembro) sujeitos a retificação.
  15. 15. Diabetes - mortalidade Mortalidade (óbitos/100.000) Fonte: MS/SVS/DASIS - Sistema de Informaçõessobre Mortalidade - SIM
  16. 16. Excesso de peso**Evolução da frequência de excesso de peso, VIGITEL 2006 a 2011 ** p<0,05 **IMC> 25
  17. 17. Transição demográficaFonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Projeção da População do Brasil porSexo e Idade para o período 1980-2050 – Revisão 2008.
  18. 18. Acesso a medicamentosAcesso gratuito aos medicamentos“Saúde Não Tem Preço” - “ Aqui tem Farmácia Popular”Abril/2012: 1.078.195 usuários atendidosCerca de 20.000 farmácias conveniadasMedicamentos: insulina, hipoglicemiantes
  19. 19. Avanços DCNT Plano de Ações Estratégicas para o Enfrentamento das Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT) 2011- 2022 Programa Academia da Saúde – 4000 unidades Semana Programa Saúde Escola – obesidade infantil Fortalecimento e qualificação da rede de atenção básica de saúde Acordos voluntários com indústria para redução do sal Tabaco: Lei 12546/ 14 nov. 2011 (ambientes livres tabaco, taxação, propaganda), regulamentação da ANVISA proibição aditivos do tabaco
  20. 20. Taxa de internação hospitalar por doenças crônicasselecionadas, Brasil 2000 a 2009SIH – Sistema de Informação Hospitalar – cobre 80% das internações (hospitaispúblicos e conveniados ao SUS).
  21. 21. Muito obrigada!cgdant@saude.gov.br

×