Saúde na mídia                                                                     Brasília, 04 de julho de 2011          ...
Saúde na mídia                                                                               Brasília, 04 de julho de 2011...
Saúde na mídia                                          Brasília, 04 de julho de 2011                                     ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Novo exame aumenta precisão de diagnóstico de meningite bacteriana

2.078 visualizações

Publicada em

Coma tecnologiaPCR em tempo real, bastam apenas de oito a dez bactérias para diagnosticar a doença, que passa a ser identificada em 3 horas - contras as 48
atuais; Ministérioda Saúdeplaneja ampliar número de Estados que utilizam técnica no País

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.078
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Novo exame aumenta precisão de diagnóstico de meningite bacteriana

  1. 1. Saúde na mídia Brasília, 04 de julho de 2011 O Estado de S. Paulo/BR Ministério da Saúde | Institucional Novo exame aumenta precisão de diagnóstico de meningite bacteriana VIDACom a tecnologia PCR em tempo real, bastam apenas Muitas vezes, quando o liquor é colhido para exame,de oito a dez bactérias para diagnosticar a doença, a pessoa já tomou antibióticos com ação bactericidaque passa a ser identificada em 3 horas - contras as 48 (que mata as bactérias) ou bacteriostática (que im-atuais; Ministério da Saúde planeja ampliar número pede sua reprodução). "Os microrganismos não estãode Estados que utilizam técnica no País mais aptos para serem cultivados em laboratório", explica Sacchi. Desta forma, muitos exames dão umAlexandre Gonçalves - O Estado de S.Paulo falso resultado negativo.A incorporação de um novo exame na rede pública de Outra vantagem do PCR em tempo real é a rapidez.saúde promete diminuir os diagnósticos incorretos de Depois de três horas de processamento, sai o re-meningite bacteriana. É o que mostra um estudo pu- sultado. O método da cultura em laboratório pode le-blicado recentemente na revista científica PLoS One var até 48 horas para oferecer um diagnóstico.por pesquisadores brasileiros e americanos. Participaram do estudo nove hospitais paulistanos eA tecnologia - conhecida como PCR em tempo real três de Campinas (SP). As amostras coletadas de ca-(mais informações nesta página) - possui uma enor- sos suspeitos da doença eram enviadas ao IAL, emme sensibilidade. Na amostra de liquor da medula es- São Paulo, ou para a sede regional do órgão em Cam-pinhal, bastam oito ou dez bactérias, que podem estar pinas.mortas, para que o resultado do exame dê positivo.Os pesquisadores compararam o desempenho da es- Planos. O Ministério da Saúde deseja ampliar o nú-tratégia ao tradicional método de cultura da bactéria mero de Estados que incorporam o PCR em tempoem laboratório para posterior identificação com pro- real à rotina dos seus procedimentos de diagnósticocessos bioquímicos. para meningite bacteriana.Segundo o trabalho, com a adoção do novo exame, Atualmente, dois Estados - São Paulo e Paraná - uti-houve um aumento de 85% no número de diag- lizam a técnica. Gabriela Andrade, consultora téc-nósticos de meningite causada pela bactéria Neis- nica da Coordenação Geral de Laboratórios de Saúdeseria meningitidis. Para a bactéria Streptococcus Pública, afirma que o número de Estados que ofe-pneumoniae, o aumento foi de 52%. Elas são res- recem o serviço deve aumentar até o fim do ano.ponsáveis, respectivamente, por 63% e 33% dos Estão na lista Pernambuco, Ceará, Amazonas, Santacasos de meningite bacteriana em São Paulo. A me- Catarina, Rio, Minas, Alagoas e Goiás. Todos já re-lhora de diagnósticos para Haemophilus influenzae ceberam treinamento no IAL, que desenvolveu o pro-foi mais discreta, porém também significativa: 20%. tocolo para diagnóstico no País.A razão para uma diferença tão grande entre os dois São necessárias máquinas de R$ 100 mil a R$ 150 milmétodos está no consumo de antibióticos, afirma para aplicar a técnica. Mas, depois do investimentoClaudio Sacchi, coautor do estudo e pesquisador do inicial, o custo de cada exame gira em torno de R$ 30,Instituto Adolfo Lutz (IAL), órgão ligado à Se- cerca de metade do valor de um método chamadocretaria de Estado da Saúde. aglutinação pelo látex, muito usado, mas que não é tão abrangente e preciso. Gabriela explica que mui-Saúde na mídia pg.1
  2. 2. Saúde na mídia Brasília, 04 de julho de 2011 O Estado de S. Paulo/BR Ministério da Saúde | Institucional Continuação: Novo exame aumenta precisão de diagnóstico de meningite bacterianatos centros já receberam as máquinas necessárias pa- (236).ra o PCR em tempo real durante a pandemia de gripesuína em 2009. Na semana passada, a região de Campinas registrou a morte de duas crianças com suspeita da doença. UmaA farmacêutica Joice Pedreira, da Universidade Fe- delas morreu em Monte Mor e a outra, em Hor-deral da Bahia, explica que o novo exame não vai sub- tolândia.stituir a cultura de bactérias em laboratório. "Serãocomplementares", explica. A cultura é importante A DOENÇApara a realização de testes que indiquem quais an-tibióticos são mais eficazes contra determinadas ce- O que épas. A meningite é uma doença grave que pode ser cau- sada bactérias, vírus, parasitas e fungos. É um pro-PARA LEMBRAR cesso inflamatório das meninges, membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal.São Paulo foi o Estado com mais mortes SintomasSão Paulo liderou o ranking de mortes por meningite Crianças acima de 1 ano de idade e adultos têm febremeningocócica em 2010, com 277 casos. O dado é do alta que começa abruptamente, dor de cabeça intensaMinistério da Saúde. O Rio de Janeiro foi o segundo e contínua, vômito, náuseas, rigidez de nuca e man-colocado na lista, com 85 mortes, e a Bahia o terceiro, chas vermelhas na pele. Em crianças menores de 1com 64 casos. ano, os sintomas podem não ser tão evidentes e de- ve-se atentar para a presença de moleira tensa ou ele-A região Sudeste concentra as mortes por esse tipo de vada e rigidez corporal, com ou sem convulsões.meningite - foram 403 óbitos no total. Espírito Santoteve 8 mortes e Minas Gerais, 33. Já o Nordeste re- Como se pegagistrou 104. A transmissão é de pessoa a pessoa, por via res- piratória, por meio de gotículas e secreções do nariz eEm São Paulo, o número de mortes em 2010 foi um garganta.pouco superior ao de 2009 (234 casos) e de 2008Saúde na mídia pg.2
  3. 3. Saúde na mídia Brasília, 04 de julho de 2011 O Estado de S. Paulo/BR Ministério da Saúde | Institucional Continuação: Novo exame aumenta precisão de diagnóstico de meningite bacterianaSaúde na mídia pg.3

×