Alerta para diabetes

786 visualizações

Publicada em

No dia mundial da doença, lembradoem mais de 160
países, dados do governo local revelam que o DFtem
60 mil dos 366 milhões de portadores do mal no planeta

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
786
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Alerta para diabetes

  1. 1. Saúde na mídia Ministério da Saúde Clipping da imprensa Brasília, 16 de novembro de 2011 às 01h25
  2. 2. Saúde na mídia Brasília, 15 de novembro de 2011 Correio Braziliense/BR Ministério da Saúde | Institucional Saúde na mídia pg.2 Alerta para diabetes CIDADE Antonio Cunha/Esp. CB/D.A Press No início da noite de ontem, a Catedral Metropolitana foi iluminada de azul. Um círculo dessa cor representa a união das pessoas contra a doença SAÚDE No dia mundialdadoença, lembradoem mais de160 países,dados do governolocalrevelam queo DFtem 60 mil dos 366 milhões de portadores do mal no pla- neta LEILANE MENEZES O Dia Mundial do Diabetes foi lembrado ontem, em Brasília. A Catedral Metropolitana recebeu ilu- minação azul, às 20h. A marca da campanha da So- ciedade Brasileira de Diabetes (SBD), projetada no templo,éumcírculodessa cor,querepresentaaunião da sociedade contra a doença. No sábado anterior, quem passou pela Rodoviária do Plano Piloto re- cebeu atendimentogratuitopara medir o nível degli- cose no sangue e teve orientações sobre alimentação e outros cuidados. De acordo com dados do Ministério da Saúde, di- vulgadosno site daSecretaria deSaúdedo DF,hápe- lo menos 60 mil portadores de diabetes tipos1 e 2, no Distrito Federal (ver arte abaixo). Nem todos estão cadastrados para receber tratamento. Atualmente, mais de366 milhões depessoas convivemcom o dia- betes em todo o mundo. O tipo 2 responde por mais de 95% dos casos, de acordo com a Federação In- ternacional do Diabetes (IDF). Causas Há justificativas para o avanço desse mal. "O au- mento de casos de diabetes, especialmente do tipo 2 em paísesem desenvolvimento,decorre dealgunsfa- tores como aumento da obesidade, do sedentarismo, dos maus hábitos alimentares e do próprio en- velhecimento da população", explicou Walter Mi- nicucci, vice-presidente da SBD e médico assistente da Disciplina de Endocrinologia da Unicamp. No Brasil, um em cada 10 adultos é portador de dia- betes tipo 2, segundo o Ministério da Saúde. Es- pecialistas alertam para os riscos de não controlar a doença. O diabetes pode causar cegueira e até a am- putação de membros, quando não é controlado. Os desdobramentos envolvem inclusive questões neu- rológicas. "O diabetes mata uma pessoa a cada 8 segundos e não discrimina. Ele acomete mulheres e homens, jovens e adultos, ricos e pobres. Em muitos casos, o cérebro também perde desempenho", ex- plicouoneurologistaRicardoTeixeira, em artigopu- blicadono blogSaúdepara todos, dajornalista Maria Vitória, do Correio. O médico chama a atenção para as possíveis com- plicações. "O impacto do diabetessobre afunção ce- rebral é maior em duas fases da vida: durante o desenvolvimento cerebral nainfância assimcomo na
  3. 3. Saúde na mídia Brasília, 15 de novembro de 2011 Correio Braziliense/BR Ministério da Saúde | Institucional Saúde na mídia pg.3 Continuação: Alerta para diabetes velhice, quando o cérebro passa por alterações de- generativas. O diabetes é um dos reconhecidos fa- tores de risco para o transtorno cognitivo leve dos idosos, assim como para a demência vascular e a doença de Alzheimer", alertou. É possível perceber alguns sinais do diabetes, como sede excessiva, perda de peso, fome exagerada, can- saço sem explicação, má cicatrização e vontade de urinar com frequência anormal. A fórmula da pre- venção é simples: exercícios físicos somados a dieta alimentar saudável. Além disso, aconselha-se con- trolar a pressão arterial e evitar bebidas alcoólicas e cigarro. O Dia Mundial do Diabetes é marcado por ações em mais de 160 países. Desde 2007, a Organização das Nações Unidas (ONU) publicou uma resolução que fixou 14 de novembro como Dia Mundial do Dia- betes. A escolha não foi aleatória. A intenção é lem- brar o nascimento do cientista canadense Frederick Banting,quecom Charles Best,teveaideiaquelevou aodescobrimento dainsulina, em 1922. No Brasil, as ações são coordenadas pela SBD.

×