Tg comunicação e linguagens leitura e produção de textos na graduação

372 visualizações

Publicada em

A importância da leitura e da produção de textos na atuação profissional

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
372
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tg comunicação e linguagens leitura e produção de textos na graduação

  1. 1. UNIVERSIDADE DE UBERABA MICHELE PEREIRA SOUTO, MAITÊ RIBEIRO DIAS, TAISY MARIA BICALHO RODRIGUES A importância da leitura e da produção de textos na atuação profissional CASTELO- ES 2015
  2. 2. Introdução O seguinte trabalho tem como objetivo apresentar a importância da leitura e da produção de textos na atuação profissional, no contexto profissional, tem como objetivo a comunicação na qual evidencia com mais precisão, as razões pelas quais se está falando ou escrevendo. Nos dias de hoje percebemos que a leitura e, conseqüentemente, uma eficaz produção textual estão se tornando uma prática defasada nos tempos moderno em que vivemos.
  3. 3. Desenvolvimento O mundo moderno está cada vez mais exigente e seletivo, por isso provoca transformações nos perfis daqueles que almejam ingressar no mercado de trabalho, demanda quebra de paradigmas daqueles que já fazem parte desse mercado, e aumenta a necessidade de desenvolvimento de múltiplas habilidades profissionais, exigidas em todas as áreas de atuação na busca por melhores oportunidades. A comunicação é uma ferramenta nas relações de trabalho, assim saber se comunicar tem sido um pré requisito imprescindível para qualquer profissional, desta forma a apresentação do entrevistado a uma necessidade de funcionário acaba ficando marcado com a forma de se comunicar. Diferença entre linguagem falada e a escrita- Enquanto a língua falada é espontânea e natural, a língua escrita precisa seguir algumas regras. Embora sejam expressões de um mesmo idioma, cada uma tem a sua especialidade. A língua falada é mais natural, aprendemos a falas imitando o que ouvimos. A língua escrita, por seu lado, só é aprendida depois que dominamos a língua falada. E ela não é uma simples transcrição do que falamos, ela está mais subordinada às normas gramaticais. Portanto requer mais atenção e conhecimento de quem fala. Além disso, a língua escrita é um registro, permanece ao longo do tempo, não tem o caráter efêmero da língua falada. Temos ainda outro vilão da escrita, são as tecnologias, as redes sociais que vêm "arrasando" com a língua portuguesa, com tanta abreviações de palavras, as pessoas não sabem mais escrever, lêem muito pouco ou nada, e quando precisam escrever textos que exigem utilização de um bom português, não sabem, e acabam cometendo erros gravíssimos á língua portuguesa. A área da Pedagogia é onde os professores mais precisam se atentar a isso, jamais pode deixar se "contaminar” pela massa em geral. Devem fazer intervenções necessárias e vigiar suas ações, pois é uma área que exige habilidade em comunicar-se e escreve, e ambos exigem a habilidade precisa da língua portuguesa (conhecer as regras gramaticais e ortográficas), pois é através desses dois meios que seu trabalho (comunicação e escrita) se desenvolverá ou não, isso irá refletir em nossos alunos, eles (os alunos) funcionarão como termômetro, para que ele mesmo possa medir suas habilidades tanto na fala como na escrita, e é claro respeitando os alunos que têm dificuldades por si só. A língua é um sistema de signos específico, histórico e social, que possibilita a homens e mulheres significar o mundo e a sociedade. (PCN, 1998: 20)
  4. 4. Conclusão Conclui-se que a nossa sociedade esta tendo uma grande dificuldade com língua local, a leitura e a escrita estão ficando em segundo plano, só sentem a necessidade, na hora de ir ao mercado de trabalho. Uma pessoa que tem um português correto tem mais facilidade de se expressar, e interpretar, sabendo à hora certa de começar e à hora certa de parar, vai saber se portar numa entrevista de emprego e terá uma boa relação com os futuros colegas.
  5. 5. Referências http://www.unicamp.br/iel/site/alunos/publicacoes/textos/e00013.htm https://www.youtube.com/watch?v=hGlkDKYQ3Xk https://www.youtube.com/watch?v=ygNTfjFScjg https://www.youtube.com/watch?v=mvkjrhsJ5K8 IVANILDA BARBOSA; FARAÍDES M. DE FREITAS. Comunicação e linguagens: leitura e produção de textos na graduação, São Paulo, 2010. 77, 95 p.

×