Trabalho de gestão ciclos economicos

902 visualizações

Publicada em

Ciclos econômicos

Publicada em: Economia e finanças
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
902
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho de gestão ciclos economicos

  1. 1. TRABALHO DE GESTÃO CICLOS ECONÔMICOS PROF: JULIANA NOME: MICHELE E LILIANE TURMA:231
  2. 2. INTRODUÇÃO  Os ciclos econômicos podem ser definidos basicamente em quatro fases: o auge, a recessão, a depressão e a recuperação.  Um exemplo: a Grande Depressão, que foi a crise econômica mais difícil que ocorreu no ano de 1930, a qual podemos enquadrar inteiramente na teoria do ciclo econômico. (BADARÓ, 2008)  Desta forma, o ciclo segue uma simples lógica: um súbito crescimento é seguido por uma retração ou vice-versa, ou seja, tudo que sobe uma hora desce.
  3. 3. TIPOS DE CICLOS ECONÔMICOS NO BRASIL  No Brasil Colonial, ocorreu inúmeros ciclos principalmente no ramo agrônomo-cultural-exportadora, a começar pelo Ciclo do Pau-Brasil.  O declínio se dava por fatores que fazem parte das regras de mercado : - Saturação do Mercado: acontece por excesso de oferta do produto no mercado. - Esgotamento das fontes do produto: ocorre quando se trata de um produto cujas fontes não são renováveis. - Retração dos importadores: geralmente provocada por uma depressão econômica, epidemia, guerras civis que geram uma inibição das importações. (FURTADO, 1998)
  4. 4. CICLO DO PAU-BRASIL A partir de 1501, com a primeira expedição exploradora de Portugal em território brasileiro deu-se início à exploração de vegetais e animais, dentre estes estava o pau-de-tinta, como também era conhecido, por ser uma madeira tinturial, muito usado na Europa para tingir tecidos e confeccionar peças nobres de carpintaria e armação de naus.
  5. 5. CICLO DA CANA-DE-AÇÚCAR  O consumo generalizado de açúcar na Europa, se tornou produto conjuntural a ser produzido em sua colônia americana e que serviu de base para fixação definitiva do Europeu no Brasil. Na segunda metade do século XVI até fins do século XVII o açúcar brasileiro dominou o comércio mundial. A importância comercial deste produto e a sua grande expansão em terras Brasileiras constituíram fatores geradores da Economia Colonial.
  6. 6. CICLO DA MINERAÇÃO (1697-1760)  Por volta de 1697 iniciou-se o ciclo do ouro brasileiro causando grande alarde e atraindo atenções locais e internacionais. As demais atividades declinaram diante da importância deste metal que atraiu para Minas Gerais, junto com as classes dominantes, um contingente populacional carregado da ilusão do enriquecimento rápido. Os índios encontraram o ouro mineiro na região das cidades históricas de Minas Gerais. Deu início a corrida ao ouro brasileiro que, durante um século ocuparia o centro nervoso da Economia.
  7. 7. CICLO DO CAFÉ  No final do séculoXVIII e início do século XX o Brasil produzia café e exportava em pequenas quantidades. “O aumento do consumo interno, com a vinda da Corte Portuguesa, estimulou maior plantio nas encostas das montanhas do Rio de Janeiro, logo se estendendo às elevações às margens do Rio Paraíba, onde o café encontrou condições favoráveis para sua cultura. A produção aumentou em escala crescente, passando o café a se destacar na pauta de exportações, a partir de 1832. A produção de café no Brasil cresceu 206%, entre 1820 e 1840.
  8. 8. O presente trabalho teve como finalidade fazer com que entendêssemos como se dão os Ciclos Econômicos no Brasil e no Mundo. Portanto, concluímos que o Ciclo Econômico é imprevisível, e por isso é necessário que haja medidas governamentais eficazes para superar as Crises Econômicas e não cair em uma Grande Depressão Com relação ao Setor Privado de qualquer atividade econômica, é necessário tomar iniciativa de desenvolvimento para não perder sua posição e manter a Demanda no Mercado Consumidor. Diante a esses Fenômenos Econômicos, entendemos também o quanto é essencial que cada cidadão conheça algo sobre os Sistemas Econômicos e observá-los para se certificar que a situação econômica no Mundo não é estável.

×