Tempo de Carnaval

2.631 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.631
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.135
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
36
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tempo de Carnaval

  1. 1. Tempo de Carnaval
  2. 2. O Carnaval foi introduzido no Brasil, pelos portugueses, provavelmente, no sec. XVII com o nome de entrudo. Essa forma de brincar; persistiu, durante a Colonía, e a Mornaquía, consistia num folguedo alegre mas violento. As pessoas atiravam uma nas outras água com bisnagas ou limões de cera e depois pó, cal e tudo que tivesse nas mãos.
  3. 3. Combatido como jogo selvagem, o entrudo prevaleceu até aparecerem objetos menos agressivos, como o confete, a serpentina e o lança-perfumes. Daí, em diante através dos tempos o carnaval no Rio de Janeiro, foi inovando. Em 1846 surgiu o Zé Pereira, grupo dos foliões de rua com bombos, e tambores.
  4. 4. Vieram depois os cordões, as sociedades carnavalescas, blocos e ranchos. O Corso, hoje desaparecido, consistia num desfile de carros pelas ruas da cidade, todos de capotas arriadas, com foliões, fantasiados atirando confetes e serpentinas, uns nos outros. Em 1929, com a fundação da primeira escola de samba. (Deixa Falar), no bairro carioca de Estácio, o carnaval passou a ter como ponto alto o desfile dessas entidades.
  5. 5. Foi á partir de abre-alas (1899), da maestrina Chiquinha Gonzaga, que a folia passou a ser animada por composições, especialmente elaboradas para ela. São a marcha-rancho, o samba, a marchinha, a batucada, e o samba-enredo, no Rio de Janeiro, e o frevo, de rua ou de salão, característico, do carnaval Pernambucano.
  6. 6. O carnaval reveste-se de característica próprias seguindo o lugar em que ocorre. Distinguem-se, entre si, os carnavais de Nice, Veneza, Roma, Florença, e Nova Orleans, e Brasil. Diferenciando-se do Brasil, No Rio de Janeiro,hoje, o evento mais importante, do carnaval são os bailes de salão, e os desfiles das escolas de samba.
  7. 7. Em Salvador, predomina o carnaval de rua, ao som de trios elétricos, e ao som e ritmos dos blocos afro-brasileiros de afoxés. Em Pernambuco, sobretudo, em Olinda e no Recife, o que domina são os blocos de frevo e maracatu.
  8. 8. São apontadas também ligações como as festas dos doidos, das danças macabras e medievais, sendo provável que todas essas formas de divertimento, tenham se transformado, tempos afora. Considera-se o carnaval uma reminiscência das festas dionisíacas da Grécia antiga, das bacanais,saturnais romanas, todas de caráter orgiástico. Nos bailes de máscaras do Renascimento e nos carnavais dos tempos modernos.
  9. 9. http//www.mensagensvirtuais.com.br Musica Nelson Gonçalves Texto Larousse Cultural Formatação Álvaro Cardoso

×