P R A I A  D E S E R T A
NAS AREIAS DA PRAIA DESERTA, AS MARCAS DE SEUS PÉS NÚS. CAMINHA SÓ, EM PASSADAS LARGAS, VENTO CONTRA O ROSTO AMARGURADO.
O PASSADO VEM AO SEU ENCONTRO, TRAZENDO O VULTO DA MULHER AMADA . . . ELA SURGE AO SEU LADO ENTRE AS ONDAS, DESTE MAR QUE ...
HÁ QUANTO TEMPO ELA PARTIU ? ELE NEM SABE MAIS RECORDAR ASSIM NO CAIS DESSE PORTO ELE FICOU , A ESPERAR O SEU AMOR . . .
POR QUE SERÁ QUE ELA PARTIU , PERGUNTA AO VENTO , CÉU E MAR SE A FELICIDADE ENTRE OS DOIS SEMPRE EXISTIU . . .
RELEMBRANDO SEU PASSADO OLHA O MAR E PENSA ENTÃO QUE COMO AS ONDAS QUE VÃO E VEM ELA UM DIA HÁ DE VOLTAR .
ELE CAMINHA E NÃO CANSA DE ESPERAR . . . Poema de: FAUSTA NOGUEIRA PACHECO Apresentação:  [email_address] www.mensagensvir...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Praia deserta

634 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
634
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
61
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Praia deserta

  1. 1. P R A I A D E S E R T A
  2. 2. NAS AREIAS DA PRAIA DESERTA, AS MARCAS DE SEUS PÉS NÚS. CAMINHA SÓ, EM PASSADAS LARGAS, VENTO CONTRA O ROSTO AMARGURADO.
  3. 3. O PASSADO VEM AO SEU ENCONTRO, TRAZENDO O VULTO DA MULHER AMADA . . . ELA SURGE AO SEU LADO ENTRE AS ONDAS, DESTE MAR QUE É A SUA ESTRADA.
  4. 4. HÁ QUANTO TEMPO ELA PARTIU ? ELE NEM SABE MAIS RECORDAR ASSIM NO CAIS DESSE PORTO ELE FICOU , A ESPERAR O SEU AMOR . . .
  5. 5. POR QUE SERÁ QUE ELA PARTIU , PERGUNTA AO VENTO , CÉU E MAR SE A FELICIDADE ENTRE OS DOIS SEMPRE EXISTIU . . .
  6. 6. RELEMBRANDO SEU PASSADO OLHA O MAR E PENSA ENTÃO QUE COMO AS ONDAS QUE VÃO E VEM ELA UM DIA HÁ DE VOLTAR .
  7. 7. ELE CAMINHA E NÃO CANSA DE ESPERAR . . . Poema de: FAUSTA NOGUEIRA PACHECO Apresentação: [email_address] www.mensagensvirtuais.com.br

×