MINHA METAMORFOSE !
Um  longo tempo fiquei no casulo. Tão só, tão triste... Tantas dores... Tanta solidão!..
Chegou um tempo, em que parecia não me caber mais. Um aperto, quase a me faltar o ar. Eu precisava me libertar!..
Um fio de luz reluziu lá de fora. Apenas uma pequenina fresta. Precisei coragem para lutar,  e,escancarei a pequenina fres...
O medo do desconhecido era tamanho. Mas, pela fresta já aberta,  aos poucos, fui saindo. Corpo úmido, dorido, cansado...
A luz que do casulo eu via,  era o brilho do Sol, que,com seu calor,  meu corpo secou. O peso se desfez, tornei-me leve, s...
Ahhh ...como são lindas minhas asas!. Entendi que posso voar, agora!.. Livre, solta pelo ar...
Deu-se então a Metamorfose  deixei de ser uma insignificante lagarta  para ser eu mesma.... liberta das dores e da solidão...
Eu, timidamente... Livre, para Voar!..  para Viver!..  para Amar!.. Livre, para ser  Amada!..
AUTOR:THAIS S.FRANCISCO "BEIJA FLOR" IMAGENS:COLHIDAS NA NET FORMATAÇÃO:MILTON ZANETTE COLABORAÇÃO:MARA CRISTINA
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Minha metamorfose

794 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
794
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
32
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Minha metamorfose

  1. 1. MINHA METAMORFOSE !
  2. 2. Um longo tempo fiquei no casulo. Tão só, tão triste... Tantas dores... Tanta solidão!..
  3. 3. Chegou um tempo, em que parecia não me caber mais. Um aperto, quase a me faltar o ar. Eu precisava me libertar!..
  4. 4. Um fio de luz reluziu lá de fora. Apenas uma pequenina fresta. Precisei coragem para lutar, e,escancarei a pequenina fresta!..
  5. 5. O medo do desconhecido era tamanho. Mas, pela fresta já aberta, aos poucos, fui saindo. Corpo úmido, dorido, cansado...
  6. 6. A luz que do casulo eu via, era o brilho do Sol, que,com seu calor, meu corpo secou. O peso se desfez, tornei-me leve, senti que tinha asas... poderia voar!..
  7. 7. Ahhh ...como são lindas minhas asas!. Entendi que posso voar, agora!.. Livre, solta pelo ar...
  8. 8. Deu-se então a Metamorfose deixei de ser uma insignificante lagarta para ser eu mesma.... liberta das dores e da solidão!..
  9. 9. Eu, timidamente... Livre, para Voar!.. para Viver!.. para Amar!.. Livre, para ser Amada!..
  10. 10. AUTOR:THAIS S.FRANCISCO "BEIJA FLOR" IMAGENS:COLHIDAS NA NET FORMATAÇÃO:MILTON ZANETTE COLABORAÇÃO:MARA CRISTINA

×