DOIS LOBOSAutomático   Ligue o som
Um menino procurou seu avô porquehavia sido injustiçado porum amigo eestava com muita raiva dele:
Deixe-me contar-lhe uma história- disse o avô:– Eu mesmo,algumas vezes,senti muito ódiodaqueles que de alguma maneira me f...
Mas acabei descobrindo que o ódio na verdade mecorroia em vez de ferir o outro. Era como tomarveneno desejando que a
O menino estava atento às palavras doavô,que continuou:
Era como se existissem dois lobos dentro domeu coraçãoUm deles era justo,não magoava,vivia emharmonia comtodos em seu redo...
Ele só lutava quando julgava certo fazer isto,e ofazia de de maneira correta.Mas o outro lobo,ah! Este eracheio de raiva.
Mesmo as pequeninas coisas o lançavam num ataque deira!Ele brigava com todos sem qualquer motivo.
Sua raiva era tão grande que não conseguia nem pensar direito.
Era uma raiva inútil,pois ela não iria mudar coisaalguma!As vezes, era difícil conviver com esses dois lobosdentro de mim,...
O menino olhou intensamente nos olhos deseu avô e perguntou:_ E qual deles venceu,vovô?
O avô sorriu e respondeucarinhosamente:
_ Aquele que eu mais alimentei.
Cabe a nós controlarmos as nossas emoçõese fazer esse bem ao nosso ser.
E vocês,qual lobo pretendemalimentar?
Formatação: Maria da graça ReisImagens: Internetgracy.reis.2009@gmail.comMúsica: Strausswww.mensagensvirtuais.com.br
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Dois lobos

3.422 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.422
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.570
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dois lobos

  1. 1. DOIS LOBOSAutomático Ligue o som
  2. 2. Um menino procurou seu avô porquehavia sido injustiçado porum amigo eestava com muita raiva dele:
  3. 3. Deixe-me contar-lhe uma história- disse o avô:– Eu mesmo,algumas vezes,senti muito ódiodaqueles que de alguma maneira me fizerammal na vida.
  4. 4. Mas acabei descobrindo que o ódio na verdade mecorroia em vez de ferir o outro. Era como tomarveneno desejando que a
  5. 5. O menino estava atento às palavras doavô,que continuou:
  6. 6. Era como se existissem dois lobos dentro domeu coraçãoUm deles era justo,não magoava,vivia emharmonia comtodos em seu redor,e não se ofendia quando nãohavia
  7. 7. Ele só lutava quando julgava certo fazer isto,e ofazia de de maneira correta.Mas o outro lobo,ah! Este eracheio de raiva.
  8. 8. Mesmo as pequeninas coisas o lançavam num ataque deira!Ele brigava com todos sem qualquer motivo.
  9. 9. Sua raiva era tão grande que não conseguia nem pensar direito.
  10. 10. Era uma raiva inútil,pois ela não iria mudar coisaalguma!As vezes, era difícil conviver com esses dois lobosdentro de mim, pois ambos tentavam dominar o meu coração.
  11. 11. O menino olhou intensamente nos olhos deseu avô e perguntou:_ E qual deles venceu,vovô?
  12. 12. O avô sorriu e respondeucarinhosamente:
  13. 13. _ Aquele que eu mais alimentei.
  14. 14. Cabe a nós controlarmos as nossas emoçõese fazer esse bem ao nosso ser.
  15. 15. E vocês,qual lobo pretendemalimentar?
  16. 16. Formatação: Maria da graça ReisImagens: Internetgracy.reis.2009@gmail.comMúsica: Strausswww.mensagensvirtuais.com.br

×