Criancas

1.000 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.000
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
598
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Criancas

  1. 1. Crianças
  2. 2. Cuidem bem delas, pois um dia, com certeza, serão vocês as crianças nas mãos delas.
  3. 3. Faço aqui um apelo moral que deve ser o mais possível, propagado e divulgado.
  4. 4. Devemos olhar para aquilo que nossos filhos, sobrinhos, filhos de amigos, olham. Enfim, olhar para tudo que uma criança tem que digerir no seu dia-a-dia.
  5. 5. Devemos prestar atenção a que tipo de entretenimento visual estão assistindo na televisão, quais as brincadeiras habituais que mantém com seus colegas.
  6. 6. Qual a qualidade destas atividades e se há realmente afeto em seus lares.
  7. 7. Não devemos transmitir a eles nossos aborrecimentos, infortúnios e angústias.
  8. 8. E, muito menos, descontar neles toda a ira das amarguras de "nosso" dia-a-dia tão atribulado.
  9. 9. Óbvio que não devemos com isso fechá-los em uma redoma de vidro e deixá-los alheios ao mundo.
  10. 10. Mas deveremos trabalhar de uma forma a não destemperá-los pois, apesar de virmos todos para cá com um destino, com tarefas, características pré determinadas, somos forjados, tal qual o aço, a cada nova encarnação.
  11. 11. Vamos acompanhar mais de perto o que estas crianças, nossos filhos ou não, fazem.
  12. 12. Vamos agir com cautela, quando percebermos seu envolvimento com drogas. Lamúrias de nada adiantam: "Por que comigo, o que fiz de errado, onde eu errei? Eu não mereço isso!".
  13. 13. São frases efêmeras, ocas e providas apenas de sentimentos de auto-piedade que encobrem, lá no fundo, raiva, muita raiva.
  14. 14. Não percamos tempo com isso, vamos ao foco. Vamos nos tornar mais presentes nas vidas destas crianças e jovens.
  15. 15. Há que se fazer alguma coisa, há que se tomar uma atitude. Se não é qualificado o que assistem, aproximem-se e expliquem. Mas expliquem com lógica porque aquilo não é bom.
  16. 16. Como vocês sabem, muitos dizem: porque sim ou porque não. Isso não é resposta porque este ser, que por certo já encarnou várias e várias vezes, sabe que tudo tem um porquê, embora ele ainda não consiga entender.
  17. 17. Deixem a preguiça de lado, vençam o cansaço, esforcem-se em melhorar para poder dar o melhor de si, pois terão que conviver neste mundo por muito tempo, ainda. Quanto melhor for o ser humano, melhor o mundo será e mais benefícios vocês mesmos terão.
  18. 18. Apresentação: [email_address]

×