“Só as crianças e os velhos conhecem a volúpia
de viver dia a dia, hora a hora,
e suas esperas e desejos nunca se estendem...
A “menina” está com quase setenta anos.
Nesse meio tempo, depois que “sessentou”,
Adquiriu muitos direitos. Além dos direi...
Ela tem direito a carinhos especiais e extremosos...
... Ser paparicada pelo dedicado marido,
por seus filhos; Genro, nora...
Conquistou o direto de ser ela mesma,
O direito de escrever as suas imaginações e memórias.
Libertou-se das exigências familiares.
Dos policiamentos da família, sob boas intenções.
Acha-se livre para dispensar as m...
Deu-se a liberdade de elogiar aqueles lindos olhos verdes,
Um sorriso cativante ou um par de olhos azuis,
Pedindo que os e...
Conquistou o direito de dar boas gargalhadas...
Ela sabe que seu cérebro e seus ossos têm a sua idade,
Sessenta e cinco an...
Assim “sessentada”, a matriarca da família conquistou
Mais tempo para si, também, para o amor de sua vida,
Dedicando-lhe s...
Imagens: Internet
Música: Violinos Mágicos:
Eu sonhei que tu estavas tão linda.
inesdedes@gmail.com
Conquista da liberdade
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Conquista da liberdade

334 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
334
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
67
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Conquista da liberdade

  1. 1. “Só as crianças e os velhos conhecem a volúpia de viver dia a dia, hora a hora, e suas esperas e desejos nunca se estendem além de cinco minutos...” ---Mário Quintana---27-01-011.
  2. 2. A “menina” está com quase setenta anos. Nesse meio tempo, depois que “sessentou”, Adquiriu muitos direitos. Além dos direitos legais: Aposentadoria, isenção de filas nos bancos, respeitos, até asilos. Transportes coletivos gratuitos e outros. Também, acha-se com o direito de sentir-se indisposta, A negligenciada “preguiça”.
  3. 3. Ela tem direito a carinhos especiais e extremosos... ... Ser paparicada pelo dedicado marido, por seus filhos; Genro, nora e netos!...
  4. 4. Conquistou o direto de ser ela mesma, O direito de escrever as suas imaginações e memórias.
  5. 5. Libertou-se das exigências familiares. Dos policiamentos da família, sob boas intenções. Acha-se livre para dispensar as meias de nylon, por serem agarradas por demais.
  6. 6. Deu-se a liberdade de elogiar aqueles lindos olhos verdes, Um sorriso cativante ou um par de olhos azuis, Pedindo que os embrulhassem para levar consigo. É uma forma de empatia elogiosa, prazerosa e gratificante. Quantos bombons ela ofertou pela graciosidade de olhares radiantes emoldurados por belos sorrisos!
  7. 7. Conquistou o direito de dar boas gargalhadas... Ela sabe que seu cérebro e seus ossos têm a sua idade, Sessenta e cinco anos. E estão perfeitos e saudáveis.
  8. 8. Assim “sessentada”, a matriarca da família conquistou Mais tempo para si, também, para o amor de sua vida, Dedicando-lhe seu tempo semi-integral. 10/07/010. - Na Bienal do livro- 2012
  9. 9. Imagens: Internet Música: Violinos Mágicos: Eu sonhei que tu estavas tão linda. inesdedes@gmail.com

×