ADOTAREI O AMOR  Autor: ® Gibran Khalil Gibran   Formatação: Gi Manteli Email:  [email_address] Repasse s/ retirar os créd...
Adotarei o amor por companheiro e  o escutarei cantando,  e o beberei como vinho, e o  usarei como vestimenta .  Na aurora...
Ao meio dia, conduzir-me-á  à sombra das árvores onde  me protegerei do sol como os pássaros.  Ao entardecer conduzir-me-á...
À noite, o amor abraçar-me-á,  e sonharei com os mundos  superiores onde moram as almas  dos enamorados e dos poetas.  Na ...
e seguiremos as pegadas da vida,  que são as violetas e as  margaridas; e beberemos a água da chuva,  acumulada nos poços,...
No verão, deitar-me-ei ao  lado do amor sobre camas  feitas com feixes de espigas,  tendo o firmamento por  cobertor e a l...
No outono, irei com o amor aos  vinhedos e nos sentaremos no lagar,  e contemplaremos as árvores se despindo das suas vest...
No inverno, sentar-me-ei com  o amor diante da lareira  e conversaremos sobre os acontecimentos  dos séculos  e os anais d...
O amor permanecerá comigo até  o fim da vida,  até que a morte chegue,  e a mão de Deus nos reúna de novo.  Fim... www.men...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Adotarei o amor

301 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
301
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
23
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Adotarei o amor

  1. 1. ADOTAREI O AMOR Autor: ® Gibran Khalil Gibran Formatação: Gi Manteli Email: [email_address] Repasse s/ retirar os créditos
  2. 2. Adotarei o amor por companheiro e o escutarei cantando, e o beberei como vinho, e o usarei como vestimenta . Na aurora, o amor me acordará e me conduzirá aos prados distantes.
  3. 3. Ao meio dia, conduzir-me-á à sombra das árvores onde me protegerei do sol como os pássaros. Ao entardecer conduzir-me-á ao poente, onde ouvirei a melodia da natureza despedindo-se da luz, e contemplarei as sombras da quietude adejando no espaço.
  4. 4. À noite, o amor abraçar-me-á, e sonharei com os mundos superiores onde moram as almas dos enamorados e dos poetas. Na primavera, andarei com o amor, lado a lado, e cantaremos juntos entre as colinas;
  5. 5. e seguiremos as pegadas da vida, que são as violetas e as margaridas; e beberemos a água da chuva, acumulada nos poços, em taças feitas de narciso e lírios.
  6. 6. No verão, deitar-me-ei ao lado do amor sobre camas feitas com feixes de espigas, tendo o firmamento por cobertor e a lua e as estrelas por companheiras.
  7. 7. No outono, irei com o amor aos vinhedos e nos sentaremos no lagar, e contemplaremos as árvores se despindo das suas vestimentas douradas e os bandos de aves migratórias voando para as costas do mar.
  8. 8. No inverno, sentar-me-ei com o amor diante da lareira e conversaremos sobre os acontecimentos dos séculos e os anais das nações e povos. O amor será meu tutor na juventude, meu apoio na maturidade, e meu consolo na velhice.
  9. 9. O amor permanecerá comigo até o fim da vida, até que a morte chegue, e a mão de Deus nos reúna de novo. Fim... www.mensagensvirtuais.com.br

×