A festa da solidão Você está só. No seu apartamento O seu pensamento É o seu tormento.
Você está só. Vagamente a canção que toca lhe diz Uma história de amor infeliz. Contraponto de sua emoção sufocada. Porque...
Você está só nessa roda De estranhos amigos. Amigos? São mesmo? Quem é essa gente? Querendo ter graça naquilo que fala? Be...
Você está só. Como um cão, num canto sentada, Olhando na cara de quem chega e parte, Sem cumprimentar... Sem se despedir.....
Você está só. E sozinha, sorriso escondendo A falta do abraço... Do beijo... Do afago... Do amante na cama...No jogo, o pa...
E, à meia luz desta festa Sem rumo, sem  jeito, Esconde calada O desejo contido que bate no peito.
No entanto, você sabe que existe! Se você gritasse isso, agora, Se você chorasse, nessa hora, Se você quebrasse o cristal ...
Cada um Deixaria esta festa Guardando com medo, Seu próprio segredo Jamais revelado. Poesia e formatação: Sonia Quartin Mú...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A festa da solidao

718 visualizações

Publicada em

Publicada em: Diversão e humor, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
718
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
82
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A festa da solidao

  1. 1. A festa da solidão Você está só. No seu apartamento O seu pensamento É o seu tormento.
  2. 2. Você está só. Vagamente a canção que toca lhe diz Uma história de amor infeliz. Contraponto de sua emoção sufocada. Porque chorar não é moda!!!
  3. 3. Você está só nessa roda De estranhos amigos. Amigos? São mesmo? Quem é essa gente? Querendo ter graça naquilo que fala? Bebendo cerveja...tragando fumaça... Contando piada... E dando risada Sujando seu chão? Desculpe! Foi nada!
  4. 4. Você está só. Como um cão, num canto sentada, Olhando na cara de quem chega e parte, Sem cumprimentar... Sem se despedir... Assim, de repente,sem pedir licença, Só ignorando a sua presença. A sua procura? A sua loucura?
  5. 5. Você está só. E sozinha, sorriso escondendo A falta do abraço... Do beijo... Do afago... Do amante na cama...No jogo, o parceiro... Na vida, o amigo... O amante no jogo da vida?
  6. 6. E, à meia luz desta festa Sem rumo, sem jeito, Esconde calada O desejo contido que bate no peito.
  7. 7. No entanto, você sabe que existe! Se você gritasse isso, agora, Se você chorasse, nessa hora, Se você quebrasse o cristal transparente Que conduz, com cuidado, entre dedos gelados, E sem medo cortasse assim, de repente, Suas veias azuis, no meio da festa, Olhando nos olhos de toda essa gente, Qual deles, então, pensaria no fato Na loucura do ato, Em si, Daqui há pouco?
  8. 8. Cada um Deixaria esta festa Guardando com medo, Seu próprio segredo Jamais revelado. Poesia e formatação: Sonia Quartin Música : Crasy www.mensagensvirtuais.com.br

×