Definição de Objetivos Ciências da Educação

1.954 visualizações

Publicada em

Este ppt foi concebido para a unidade curricular de Formação e Educação Online, pertencente ao plano curricular do Mestrado em Ciências da Educação.

Melanie Magalhães

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.954
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.021
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Definição de Objetivos Ciências da Educação

  1. 1. Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação Universidade de Coimbra Ano Letivo 2014/2015 Formação e Educação Online Melanie Magalhães, Estagiária UC_D Orientadora: Prof. Doutora Teresa Pessôa
  2. 2. Definição “Formulações que descrevem intenções de desenvolvimento” O que pretendo/pretendemos que os alunos sejam capazes de fazer/pensar, após passarem por uma determinada sequência pedagógica? Estruturar, de modo consciente, o processo educacional de modo a oportunizar mudanças de pensamentos, ações e condutas.
  3. 3. Os objetivos de aprendizagem (learning outcomes) estabelecem o que o estudante deve ser capaz de saber e de saber fazer de modo a completar com sucesso um determinado período de aprendizagem. Google.com
  4. 4. Vantagens • Permitem organizar cuidadosamente e estruturar o ensino, em cada momento, de modo a perceber que aspetos do desenvolvimento já foram adquiridos e que aspetos devem ser adquiridos; • Facilitam a aprendizagem; • Permitem a articulação entre os diversos agentes educativos (professores, alunos, EE).
  5. 5. Dificuldades • Nem sempre se consegue definir as intenções pedagógicas; • Complexidade técnica inerente à utilização dos objetivos: terminologia e a diversidade de tipologias; • Dificuldade na comunicação: R-E;
  6. 6. Graus de Generalidade Objetivos GERAIS Objetivos ESPECÍFICOS Objetivos OPERACIONAIS
  7. 7. Objetivos GERAIS • Refletem o propósito de uma aula em relação às outras e dentro do contexto geral do curso. • Devem expressar de maneira sucinta e clara a habilidade ou conhecimento principal a ser adquirido pelos alunos. • Exemplo: Compreender os objetivos de aprendizagem
  8. 8. • Learning outcomes (literalmente, resultados da aprendizagem) são metas bastante específicas que satisfazem certas necessidades educacionais. • Devem ser focados em ações ou comportamentos observáveis e mensuráveis. • Por esta razão, são sempre expressos através de verbos que comunicam expectativas do professor em relação ao que deve ser aprendido. • Exemplo: Definir objetivos de aprendizagem Objetivos ESPECÍFICOS
  9. 9. Regras Devem ser formulados na perspetiva do formando Devem explicitar uma lista de intenções. Devem produzir um enunciado (1 linha). Objetivos Gerais, Específicos e Operacionais Não devem produzir um texto! Não devem explicitar uma lista de conteúdosDevem ser formulados com um verbo de ação.
  10. 10. Regras Objetivos Operacionais Devem definir comportamentos Comportamentos concretos, observáveis e sintomáticos de que os objetivos gerais foram atingidos. Incluir apenas um comportamento em cada formulação . Estabelecer objetivos em termos de produto E não de processo
  11. 11. Objetivos SMART S - Específicos M - Mensuráveis A - Alcançáveis R – Relevantes T - Com tempo definido/prazo
  12. 12. CRAva Concreto Realista Avaliável
  13. 13. Taxonomias • Hierarquias de propósitos de desenvolvimento, que correspondem a capacidades humanas. • Podem ser utilizadas como uma “ferramenta” de apoio para a definição de objetivos de aprendizagem e para a sua avaliação da consecução.
  14. 14. Domínios Pensamento; Capacidades Intelectuais e Linguísticas; como por exemplo o conhecimento, a compreensão, a análise, a criatividade e recordação Capacidades motoras e à sua coordenação e envolve: coordenação e expressões corporais. Relacionamento consigo e com os outros e envolve: sentimentos, interesses, atitudes e valores
  15. 15. Taxonomia de Bloom Outras Fontes
  16. 16. Taxonomia de Bloom para a era Digital Google.com
  17. 17. Exercício de Aplicação Google.com
  18. 18. Atendendo ao grau de generalidade indique o grau de cada objetivo. • Entender as Taxonomias de Bloom • Organizar objetivos em grau de generalidade • Definir exelearning • Analisar objetivos de aprendizagem • Reconhecer objetos de aprendizagem
  19. 19. Indique os objetivos que estão bem formulados e discuta os erros dos objetivos mal formulados • Tipos de linguagem • Desenvolver a capacidade leitura. • Definir Scratch e utilizar as suas componentes • Descarregar o documento e de seguida ler o documento, além de trazer para a aula. • Identifica os diversos tipos de ferramentas. • Analisar o texto. • Comparar Softwares Educativos
  20. 20. Bibliografia • Barreira, C. & Pinheiro, M. R. (2012)Planificação, Gestão e Avaliação de Projectos. Coimbra: FPCEUC • Bloom, B. S. et al. (1956) Taxonomy of educational objectives (Vol.1).New York: David Mckay • Damião, M. H. (1998). Pré, inter e pós-acção: Planificação e avaliação em pedagogia. Coimbra: Minerva. • Belhot, R.V & Ferraz, A.P (2010)Taxonomia de Bloom: revisão teórica e apresentação das adequações do instrumento para definição de objetivos instrucionais (Vol.17) (pp.421-431 ). São Carlos

×