Pratica de IdeAção 2

90 visualizações

Publicada em

Tenha um Brainstorming organizado e focado! ;)

Links do material:
http://www.learning30.co/home
http://res.cloudinary.com/learning30/image/upload/v1460721426/LearningCanvas_EN_FEB15_w6geyh.pdf

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
90
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pratica de IdeAção 2

  1. 1. Prática de IdeAção 2 Mayra R Souza
  2. 2. Analista de negócios na Thoughtworks, facilitadora de Inception, práticas ágeis e workshops. É apaixonada por facilitação! ;) Tem 15 anos de experiência em gestão e desenvolvimento de pessoas, com foco na qualidade e entrega de valor. Empreendedora em sua jornada profissional atuou com empresas de diversos mercados: varejo, telecomunicação, construção e tecnologia da informação. Curte muito compartilhar conhecimento e está se formando em Engenharia de Produção na PUCRS. https://br.linkedin.com/in/mayrarodriguesdesouza @paola_mayra
  3. 3. Você tem um problema? ou Quer melhorar o que tem hoje? Se já tem um problema vá para etapa de Gerar Ideias & Plano de Ação! 3 ? ? ? ? ? ? ? ?
  4. 4. O que pode ser melhorado?
  5. 5. Técnica Matriz de Pugh O que é? Ferramenta para comparação de soluções competindo contra uma referência. Objetivo: Comparar o produto ou serviço atual com as opções do mercado para identificar pontos de melhoria. Para responder as perguntas: O que posso melhorar? Qual é a nossa força e fraqueza? Criada por Stuart Pugh na década de 90 foi um engenheiro de projeto de grande sucesso e excepcional e gerente. Sua experiência na indústria levou-o a prosseguir uma carreira secundária na academia, onde ele publicou seu trabalho seminal sobre "Design Total". "Total design é a atividade sistemática necessário, a partir da identificação da necessidade de mercado / user, à venda do produto de sucesso para satisfazer essa necessidade. - Uma atividade que engloba produtos, processos, pessoas e organização" - Stuart Pugh
  6. 6. Como aplicar a Matriz de Pugh? 1. LINHA: Listar os requisitos ou critérios de avaliação dos conceitos. Ex.: usabilidade, segurança, processo, apoio, preço.. (pode ter sub requisitos); 2. COLUNA: Inserir em cada uma os produtos/ serviços que serão comparados com o de referência, escolha um para ser a referência; 3. COLUNA: Com o produto/ serviço de referência todas as linhas ficaram com = (igual) 4. PLUS - COLUNA: Pode incluir uma coluna com os pesos de importância (valor de negócio de cada critério) 5. Nas linhas inserir +, - ou = ao comparar o requisito de um dos conceitos com o de referência. Pode colocar se for muito superior (++) ou inferior (--). 6 + : Vantagem sobre o conceito de referência - : Desvantagem sobre o conceito de referência = : Equivalente ao conceito de referência
  7. 7. Matriz de Pugh 7 + : Vantagem sobre o conceito de referência - : Desvantagem sobre o conceito de referência = : Equivalente ao conceito de referência
  8. 8. Gerar ideias & plano de ação! 8
  9. 9. Técnica Brainstorming - Learning Canvas O que é Brainstorming - Learning Canvas? Organiza o problema, identifica as experiências e ideias, que por fim, converge em possíveis soluções de forma colaborativa. Por sua estruturação, os envolvidos na reunião se mantém mais focados e disciplinados. A ferramenta possui 3 papéis chaves: Asker (responsável pela ação), Sharers (participantes) e Facilitator (facilitador(a)). http://www.learning30.co/home Objetivo: Gerar ideias a partir do resultado da Matriz de Pugh. Agrupe-os por similaridade os requisitos com maior pontuação negativa (-) e formule um tema para cada ponto que podem ser melhorados. Trabalhe com um tema por vez! ;) 9
  10. 10. Template 10
  11. 11. 1º 3º 4º 2º 5º
  12. 12. Como aplicar? 1. Desenhe no quadro o Learning Canvas e insira o Tema (requisito para ser melhorado, um Canvas para cada Tema) e se necessário: asker, sharers; 2. Problemas e Sintomas: De acordo com o tema todos colocam post-its com o que observam dos pontos de problema/ melhoria, ao final todos podem dar mais contexto (principalmente o asker), unir por similaridade; 3. Resultados esperados: O objetivo é ter a visão futura que os problemas não mais existirão ou o que esperamos com a melhoria, que servirá para a validação do plano de ação do Asker. Todos colocam em post-its o que esperam desta ação de melhoria, ao final todos podem dar mais contexto (principalmente o asker), unir por similaridade; 4. Experiências: Todos colocam em post-it experiências vividas ou observadas de perto sobre algo relativo ao problema/ requisito a ser melhorado. Após isso, cada um explica seu post-it compartilhando sua experiência e unem por similaridade; 5. Ideias: Todos listam e comentam ideias para o problema/ requisito a ser melhorado. A regra é que são somente ideias, é o momento para a imaginação fluir. Ao final o Asker observa e confronta com sua realidade, o caminho para a “aprendizagem emergente é conhecimento confrontado com a realidade”. 6. Tentar (plano de ação): Todos montam e compartilham o seu plano de ação em tudo que foi apresentado. O plano pode conter ideias ou experiências apresentadas ou novas ideias. Pode separar em grupos após apresentam e entram em um consenso. 12
  13. 13. Exemplo do template no Quadro 13
  14. 14. Para decidir qual tema iniciar insira os planos de ações para medir qual valor e esforço de cada um. 14 Qual esforço e valor das ideais antes do plano de ação?
  15. 15. Aplicar o quadrante para os planos de ação 15
  16. 16. Dúvidas, sugestões e feedbacks? https://br.linkedin.com/in/mayrarodriguesdesouza @paola_mayra msouza@thoughtworks.com
  17. 17. Grata!

×