Estudo bíblico pessoal 23

145 visualizações

Publicada em

Estudo bíblico pessoal

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
145
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estudo bíblico pessoal 23

  1. 1. ESTUDO BÍBLICO PESSOAL – 23 Disciplina e perdão na igreja – 1 O propósito da disciplina 1. O propósito da disciplina não é a punição, exclusão ou afastamento da pessoa, mas sim a restauração e a saúde dela no Corpo de Cristo. Mateus 18:15-20 mostra como o alvo é a restauração do irmão. Os passos da disciplina bíblica 1. Primeiro passo - Ir ao irmão (Mt. 18:15)
  2. 2. Se o irmão, genuinamente, mostra- se arrependido, nosso dever é o de perdoá-lo e restaurá-lo. Claro que se algum erro é cometido, o irmão arrependido fará tudo ao seu alcance para reparar a falha, tal como pagar o roubo, perdoar o agressor, procuraro ofendido, etc. Quando feito com a atitude correta, é a prova do verdadeiro arrependimento. Como lidar com o adultério? Da mesma forma que se lida como fofoqueiro ou beberrão. O propósito da disciplina não é punir, excluir ou afastar a pessoa, mas restaurar a saúdeno Corpo de Cristo. 2. Segundo passo – Levar uma ou duas testemunhas (Mt. 18:16) Caso o irmão persista no pecado (verifique se realmente é pecado e não legalismo de sua parte), “Leve consigo um ou dois outros...”(v.16 a).
  3. 3. O crente, diante do fato, deve buscarajuda de mais dois irmãos ou irmãs maduros e amorosos. Eles devem tratar firmemente com o irmão em pecado. Se ele persistir no erro, vamos para o terceiro passo. Terceiro passo - Conte à Igreja (Mt. 18:17) “...conte à igreja; e se ele recusar a ouvir também a igreja”. Em persistindo no pecado, a comunidade deve exortá-lo. O propósito de modo algum deve ser envergonhá-lo, mas sim, a última tentativa de restauração. Espera-se que a comunidade o procure para exortá-lo.

×