SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 6
Baixar para ler offline
E.E.I.F SANTO INÁCIO 
SIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA-5ºANO (OUTUBRO/2014) 
ALUNO (A):_________________________________________________________________________________________________________ 
Leia o texto abaixo para responder a questão 01. 
BEIJA-FLORES: BALÉ NO AR 
Eles são exibidos, inventam piruetas, vão de um lado para o outro numa velocidade incrível, conseguem parar no ar e até voar para trás. Temos a impressão de assistir a um balé. A única diferença é que os atores desse espetáculo não têm pernas e braços e sim asas. Estamos falando dos beija-flores! 
Durante o dia, dificilmente eles pousam para descansar. O rápido bater das asas e as acrobacias durante o vôo fazem com que os beija-flores gastem muita energia. Eles a repõem se alimentando: quando dizemos que estão beijando as flores, na verdade estão sugando o néctar, uma substância açucarada que fica no cálice das flores e é a refeição favorita dessas pequenas aves. 
Adaptado do artigo originalmente publicado na Ciência Hoje das Crianças 74 escrito por: Ana Beatriz de Aroeira Soares, Departamento de Zoologia, Universidade Federal do Rio de Janeiro e Fernanda Marques 
QUESTÃO 01 
De acordo com o texto, para repor as energias, os beija-flores 
(A) fazem acrobacias e piruetas durante o vôo. (B) pousam em vários lugares para descansar. 
(C) sugam o néctar das flores. (D) param no ar e voam para trás, como num balé. 
Leia o texto abaixo para responder a questão 02. 
CANÇÃO DO EXÍLIO 
Minha terra tem palmeiras, 
Onde canta o Sabiá; 
As aves, que aqui gorjeiam, 
Não gorjeiam como lá. 
Nosso céu tem mais estrelas, 
Nossas várzeas têm mais flores, 
Nossos bosques têm mais vida, 
Nossa vida mais amores. 
Em cismar, sozinho, à noite, 
Mais prazer encontro eu lá; 
Minha terra tem palmeiras, 
Onde canta o Sabiá. 
Minha terra tem primores, 
Que tais não encontro eu cá; 
Em cismar –sozinho, à noite– 
Mais prazer eu encontro lá; 
Minha terra tem palmeiras, 
Onde canta o Sabiá. 
Não permita Deus que eu morra, 
Sem que eu volte para lá; 
Sem que desfrute os primores 
Que não encontro por cá; 
Sem qu'inda aviste as palmeiras, 
Onde canta o Sabiá. 
GONÇALVES DIAS, A.”Poesias Completas 2 ed.SP:Saraiva,1975.p.83-84 
QUESTÃO 02 
De acordo com o texto pode-se afirmar que o autor 
(A) Mora na cidade onde nasceu. (B) Sente saudades de sua terra natal. 
(C) Faz elogios ao lugar onde está morando. (D) Quer morrer no lugar onde está vivendo.
Leia o texto abaixo para responder a questão 03. 
QUEM VAI SALVAR A VIDA 
(...) No dia seguinte era sábado, e meu pai pegou o Trovão, nosso cachorro, e já ia saindo com ele pra passear. Eu então perguntei: 
— Ô, pai, que tal levar um saquinho para pegar a sujeira do Trovão? 
— Pegar a sujeira? — ele perguntou. 
— Então, pai, não se pode deixar sujeira no meio da rua... 
— Ora, ora — meu pai respondeu —, a rua é pra isso mesmo! 
— Pai, que absurdo! A rua é de todos! É como se você levasse seu cachorro pra sujar a casa dos outros. Você não vê que a gente pisa nessa sujeira e traz pra casa? Não vê que tem crianças pequenas que andam na rua e sujam os pés? 
Meu pai me olhou torto, torto. 
E foi embora. 
Mas, quando ele voltou, eu vi que ele tinha um saquinho, que ele atirou no lixo (...). 
Ruth Rocha. Quem vai salvar a vida? São Paulo, FTD, 2009 
QUESTÃO 03 
A expressão destacada na frase “Meu pai me olhou torto, torto.” quer dizer que o pai olhou o menino com 
(A) alegria. (B) insatisfação. 
(C) desrespeito. (D) orgulho. 
Leia o texto abaixo para responder a questão 04. 
Miguel Paiva. Chiquinha. O Globo, 19 maio 2007. Globinho 
QUESTÃO 04 
A sequência de falas da mãe e a fala da personagem no último quadrinho reforçam a ideia de que as histórias infantis 
(A) divertem os adultos. (B) exigem concentração. 
(C) estimulam a criatividade. (D) apresentam violência. 
Leia o texto abaixo para responder a questão 05. 
ELEVADOR CAI DO 4º ANDAR E FERE 8 EM SÃO CARLOS– SP 
Um elevador despencou ontem do 4º. Andar de um edifício em São Carlos, no interior paulista, com 11 pessoas dentro. O Corpo de Bombeiros socorreu dez vítimas do acidente, sendo que cinco foram levadas à Santa Casa da cidade, mas apenas com ferimentos leves. Outras três pessoas tiveram escoriações. ― “O elevador, que tinha saído do 7º. andar, tem capacidade para seis pessoas, cinco a menos que a lotação no momento do acidente.” 
Funcionários da Polícia Científica do município fizeram hoje a vistoria do elevador do Edifício Ana Paula, no bairro Vila Nery. Moradores já reclamavam a substituição do antigo elevador e pagaram nos últimos meses uma taxa de condomínio para que fosse feita a troca. A Polícia Científica investiga se a causa do acidente foi mesmo o excesso de pessoas. 
Agência Estado. Disponível em: http:// 
www.globo.com> (P050017A9_SUP) 
QUESTÃO 05 
Qual é o assunto desse texto? 
(A) Uma briga no elevador. (B) Uma morte dentro do elevador. 
(C) Um acidente com um elevador. (D) Um incêndio no elevador.
Leia o texto abaixo para responder a questão 06. 
O LOBO E A OVELHA 
Um lobo, muito ferido devido a várias mordidas de cachorros, descansava doente e bastante alquebrado em sua toca. Como estava com fome, ele chamou uma ovelha que passava ali perto, e pediu-lhe para trazer um pouco da água de um riacho que corria ao lado dela. 
Assim, falou o lobo: ― “se você me trouxer água, eu ficarei em condições de conseguir meu próprio alimento.” ― “Claro!” respondeu a ovelha. 
― “Se eu levar água para você, sem dúvida eu serei esse alimento.” 
http://cantinhodasfabulas.vilabol.uol.com.br/oloboeaove lha.html 
QUESTÃO 06 
Qual é a frase que apresenta uma opinião de um dos personagens do texto? 
(A) ― “Como estava com fome, ele chamou uma ovelha que ia passando” 
(B) O lobo pediu que a ovelha trouxesse água para ele. 
(C) “Se eu levar água para você, sem dúvida eu serei esse alimento”. 
(D) Um lobo repousava doente e bastante debilitado. 
Leia o texto abaixo para responder a questão 07. 
QUESTÃO 07 
Uma revista que apresenta esta capa vai falar sobre 
(A) promoções. 
(B) números. 
(C) anos. 
(D) carros. 
Leia o texto abaixo para responder a questão 08. 
QUESTÃO 08 
Esse gênero textual é 
(A) um artigo de divulgação científica. (B) um cartaz de campanha educativa. 
(C) um manual de instrução. (D) um anúncio publicitário.
Leia o texto abaixo para responder a questão 09. 
QUESTÃO 09 
A finalidade desse texto é 
(A) mostrar a importância dos livros. (B) divulgar uma feira de livros 
(C) explicar como são feitos os livros. (D) indicar locais onde se vendem livros. 
Leia o texto abaixo para responder a questão 10. 
A GRALHA VAIDOSA 
Júpiter deu a notícia de que pretendia escolher um rei para os pássaros e marcou uma data para que todos eles comparecessem diante de seu trono. O mais bonito seria declarado rei. Querendo arrumar-se o melhor possível, os pássaros foram tomar banho e alisar as penas às margens de um arroio. A gralha também estava lá no meio dos outros, só que tinha certeza de que nunca ia ser a escolhida, porque suas penas eram muito feias. 
“Vamos dar um jeito”, pensou ela. 
Depois que os outros pássaros foram embora, muitas penas ficaram caídas pelo chão; a gralha recolheu as mais bonitas e prendeu em volta do corpo. O resultado foi deslumbrante: nenhum pássaro era mais vistoso que ela. Quando o dia marcado chegou, os pássaros se reuniram diante do trono de Júpiter; Júpiter examinou todo mundo e escolheu a gralha para rei. Já ia fazer a declaração oficial quando todos os outros pássaros avançaram para o futuro rei e arrancaram suas penas falsas uma a uma, mostrando a gralha exatamente como ela era. 
Moral: Belas penas não fazem belos pássaros. 
Fonte: http://www.metaforas.com.br/infantis/agralhavaidosa.htm 
QUESTÃO 10 
O problema da gralha vaidosa começou quando ela 
(A) Decidiu participar do concurso. 
(B) Teve as penas arrancadas. 
(C) Apresentou-se diante de Júpiter. 
(D) Usou as penas que não eram dela. 
Leia os textos abaixo para responder a questão 11. 
Texto I 
1. Faça, pelo menos, 5 refeições por dia; 
2. Comece sempre as refeições por um caprichado prato de saladas; 
3. Não faça uma alimentação baseada em somente um tipo de alimento ou nutriente; 
4. Frutas e iogurtes light são excelentes lanches; 
5. Evite beber refrigerantes, mesmo os light ou diet; 
6. Prefira sucos naturais; 
7. Ingira bastante água durante o dia. No mínimo, 1,5 litro ou 8 copos; 
8. Ingira todos os dias legumes; 
9. Evite alimentos fritos. Dê preferência aos grelhados ou cozidos. 
FONTE: (http://www1.uol.com.br/cyberdiet/colunas/030102_nut_60dicas.htm) 
Texto II 
“A alimentação está para o corpo humano assim como o combustível está para uma máquina. Proteínas, açúcares, gorduras, vitaminas e sais minerais, que estão contidos nos alimentos que consumimos diariamente, são os nutrientes para nosso corpo. Hambúrguer com refrigerante e cachorro-quente com fritas podem parecer apetitosos e irresistíveis, mas não são a base da alimentação. O leite e seus derivados, a carne e os ovos são as principais fontes de proteínas. Já as frutas, legumes e verduras são ricos em vitaminas e sais minerais. Na sua alimentação também não pode faltar água. Ela é fundamental para o equilíbrio do corpo, pois é indispensável ao metabolismo do movimento muscular. “ 
FONTE: (http://www.drashirleydecampos.com.br/noticias. php? noticiaid=8504&assunto=Dicas+da+Dra.+Shirley)
QUESTÃO 11 
Do que tratam os dois textos? 
(A) alimentação saudável. (B) diversas doenças. 
(C) ervas medicinais. (D) remédio caseiro. 
Leia o texto abaixo para responder a questão 12. 
UM CRAQUE DE BOLA DIFERENTE 
Os japoneses não são os campeões de futebol, mas em tecnologia estão entre os mais avançados do mundo. Uma das últimas novidades nessa área é o robô Qrio. Ele, sim, é o craque da bola, capaz de driblar e fazer gol. 
Achou demais? Pois saiba que esse robô ainda usa gestos e voz para responder a perguntas. 
As crianças da índia foram as primeiras a conhecer a novidade cibernética. 
FONTE: Revista Gênios, Ano 1, nº 1, abril de 2005. 
QUESTÃO 12 
No trecho “Ele, sim é o craque da bola (...)” (l.2), a palavra sublinhada refere-se 
(A) aos campeões de futebol. (B) aos mais avançados do mundo. 
(C) aos japoneses. (D) ao robô Qrio. 
Leia o texto abaixo para responder a questão 13. 
A CIGARRA E A FORMIGA 
A cigarra passou todo o verão cantando, juntando seus grãos. 
Quando chegou o inverno, a cigarra veio à casa da formiga pedir que lhe desse o que comer. 
A formiga então perguntou a ela: 
- E o que é que você fez durante todo o verão? 
- Durante o verão eu cantei – disse a cigarra. 
E a formiga respondeu: 
Muito bem, pois agora dance! 
Fonte: ROCHA, Ruth. Fábulas de Esopo. São Paulo: FTD, 1993. 
QUESTÃO13 
No trecho: “Quando chegou o inverno, a cigarra veio à casa da formiga pedir que lhe desse o que comer”. A palavra destacada dar ideia de 
(A) intensidade. (B) lugar. 
(C) modo. (D) tempo. 
Leia o texto abaixo para responder a questão 14. 
RIXAS E FANIQUITOS 
Rita e Renata têm um gênio ruim e quando brigam é um rebuliço! 
– Sua ridícula! 
– Olha quem fala. Raquítica! 
– Rechonchuda! 
– Rabugenta! 
– Ranheta! 
– Repelente! 
Um dia reconheceram que as rusgas eram sem razão e que era ridículo brigar com tantos erres. Aí resolveram fazer as pazes. Uma ficou fã da outra. Foi fabuloso! Não tinha mais fofoca, fuxico, futrica. Era o fim do fuzuê! 
A família em festa fez uma farta feijoada para festejar. Final feliz! Ufa! 
Isabella Carpaneda, Angiolina Bragança. Porta Aberta – Nova edição 
Glossário (Fonte: Dicionário Aurélio) 
Rusgas - pequenas brigas ou desentendimentos. 
Rixa - disputa; briga, discórdia; desordem, tumulto. 
Futrica - fuxico, intriga. 
Fuzuê - conflito, briga, barulho, confusão. 
QUESTÃO 14 
No diálogo entre as duas personagens, o uso do ponto de exclamação (!) reforça 
(A) o fim da confusão entre as personagens. (B) o final feliz da história. 
(C) a discórdia entre as meninas. (D) a decisão de festejar a amizade.
Leia o texto abaixo para responder a questão 15. 
OS PREGUIÇOSOS 
Dois preguiçosos estão sentados, cada um na sua cadeira de balanço, sem vontade nem de balançar. Um deles diz: 
— Será que está chovendo? 
O outro: 
— Acho que está. 
— Será? 
— Não sei. 
— Vai lá fora ver. 
— Eu não. Vai você. 
— Eu não. 
— Chama o cachorro. 
— Chama você. 
—- Tupi! 
O cachorro entra da rua e senta entre os dois preguiçosos. 
— E então? 
— O cachorro tá seco... 
FONTE: (Fonte: O Santinho. Luís Fernando Veríssimo. Rio de Janeiro: Objetiva, 2000. pág. 31) 
QUESTÃO 15 
O humor no texto acima está no fato 
(A) dos personagens serem preguiçosos e curiosos. 
(B) de como os personagens descobriram que não estava chovendo. 
(C) do nome do cachorro chamado ser Tupi. 
(D) de que os dois personagens falam muito pouco. 
Leia o texto abaixo para responder a questão 16. 
QUESTÃO 16 
Pela linguagem do texto percebe-se que quem está falando é 
(A) um adulto. 
(B) um adolescente. 
(C) uma criança. 
(D) uma idosa.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Simulado 26 av. externa (port. 5º ano)
Simulado 26   av. externa (port. 5º ano)Simulado 26   av. externa (port. 5º ano)
Simulado 26 av. externa (port. 5º ano)Cidinha Paulo
 
Simulado Saresp com descritores e gabarito
Simulado Saresp com descritores e gabaritoSimulado Saresp com descritores e gabarito
Simulado Saresp com descritores e gabaritoRoseli Aparecida Tavares
 
Avaliação diagnóstica portugues 2016
Avaliação diagnóstica portugues 2016Avaliação diagnóstica portugues 2016
Avaliação diagnóstica portugues 2016Nilda Silva
 
Simulado 19 (port. 5º ano)
Simulado 19 (port. 5º ano)Simulado 19 (port. 5º ano)
Simulado 19 (port. 5º ano)Cidinha Paulo
 
8. diagnostico _5ano_lp
8. diagnostico _5ano_lp8. diagnostico _5ano_lp
8. diagnostico _5ano_lpMara Sueli
 
Simulado com descritores PROEB português 5º ano
Simulado com descritores PROEB português 5º anoSimulado com descritores PROEB português 5º ano
Simulado com descritores PROEB português 5º anoSilvânia Silveira
 
8. diagnostico _5ano_lp
8. diagnostico _5ano_lp8. diagnostico _5ano_lp
8. diagnostico _5ano_lpCarla Cucoloto
 
Simulado 14 (port. 5º ano)
Simulado 14 (port. 5º ano)Simulado 14 (port. 5º ano)
Simulado 14 (port. 5º ano)Cidinha Paulo
 
Simulado 13 (port. 5º ano)
Simulado 13 (port. 5º ano)Simulado 13 (port. 5º ano)
Simulado 13 (port. 5º ano)Cidinha Paulo
 
Modelo de atividades para o 5º ano. doc
Modelo de atividades para o 5º ano. docModelo de atividades para o 5º ano. doc
Modelo de atividades para o 5º ano. docpedagogicosjdelrei
 
Simulado de língua portuguesa
Simulado de língua portuguesaSimulado de língua portuguesa
Simulado de língua portuguesaMara Sueli
 
Modelos atividades 5 ano
Modelos atividades 5 anoModelos atividades 5 ano
Modelos atividades 5 anosabarage
 

Mais procurados (20)

Simulado 26 av. externa (port. 5º ano)
Simulado 26   av. externa (port. 5º ano)Simulado 26   av. externa (port. 5º ano)
Simulado 26 av. externa (port. 5º ano)
 
Simulado Saresp com descritores e gabarito
Simulado Saresp com descritores e gabaritoSimulado Saresp com descritores e gabarito
Simulado Saresp com descritores e gabarito
 
Língua portuguesa 5 ano
Língua portuguesa  5 anoLíngua portuguesa  5 ano
Língua portuguesa 5 ano
 
Avaliação diagnóstica portugues 2016
Avaliação diagnóstica portugues 2016Avaliação diagnóstica portugues 2016
Avaliação diagnóstica portugues 2016
 
Simulado 19 (port. 5º ano)
Simulado 19 (port. 5º ano)Simulado 19 (port. 5º ano)
Simulado 19 (port. 5º ano)
 
8. diagnostico _5ano_lp
8. diagnostico _5ano_lp8. diagnostico _5ano_lp
8. diagnostico _5ano_lp
 
D14 (5º ano l.p.)
D14 (5º ano   l.p.)D14 (5º ano   l.p.)
D14 (5º ano l.p.)
 
Simulado com descritores PROEB português 5º ano
Simulado com descritores PROEB português 5º anoSimulado com descritores PROEB português 5º ano
Simulado com descritores PROEB português 5º ano
 
8. diagnostico _5ano_lp
8. diagnostico _5ano_lp8. diagnostico _5ano_lp
8. diagnostico _5ano_lp
 
Simulado 14 (port. 5º ano)
Simulado 14 (port. 5º ano)Simulado 14 (port. 5º ano)
Simulado 14 (port. 5º ano)
 
Simulado de português 5ºano 2016
Simulado de português 5ºano 2016Simulado de português 5ºano 2016
Simulado de português 5ºano 2016
 
Simulado 13 (port. 5º ano)
Simulado 13 (port. 5º ano)Simulado 13 (port. 5º ano)
Simulado 13 (port. 5º ano)
 
Modelo de atividades para o 5º ano. doc
Modelo de atividades para o 5º ano. docModelo de atividades para o 5º ano. doc
Modelo de atividades para o 5º ano. doc
 
AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 5º ANO DO 2º CICLO - 4º BIMESTRE
AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 5º ANO DO 2º CICLO - 4º BIMESTREAVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 5º ANO DO 2º CICLO - 4º BIMESTRE
AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 5º ANO DO 2º CICLO - 4º BIMESTRE
 
Questões portugues arrumadas
Questões portugues arrumadasQuestões portugues arrumadas
Questões portugues arrumadas
 
Português 5º ano.fase 2
Português 5º ano.fase 2Português 5º ano.fase 2
Português 5º ano.fase 2
 
Simulado de língua portuguesa
Simulado de língua portuguesaSimulado de língua portuguesa
Simulado de língua portuguesa
 
Simulado - 4º ano E.F.
Simulado - 4º ano E.F.Simulado - 4º ano E.F.
Simulado - 4º ano E.F.
 
Modelos atividades 5 ano
Modelos atividades 5 anoModelos atividades 5 ano
Modelos atividades 5 ano
 
Simulado 5c2ba-ano-lp-8
Simulado 5c2ba-ano-lp-8Simulado 5c2ba-ano-lp-8
Simulado 5c2ba-ano-lp-8
 

Semelhante a Simul.lp5ºano aluno

7°série ef tarde
7°série ef tarde7°série ef tarde
7°série ef tardeBreno Fostek
 
Simulado 20 (port. 5º ano)
Simulado 20 (port. 5º ano)Simulado 20 (port. 5º ano)
Simulado 20 (port. 5º ano)Cidinha Paulo
 
Prova de lingua portuguesa OMLPM 4 ano versão final corrigida.pdf
Prova de lingua portuguesa OMLPM 4 ano versão final corrigida.pdfProva de lingua portuguesa OMLPM 4 ano versão final corrigida.pdf
Prova de lingua portuguesa OMLPM 4 ano versão final corrigida.pdfCaroline Assis
 
Avaliacao diagnostica lp 5 ef
Avaliacao diagnostica lp 5 efAvaliacao diagnostica lp 5 ef
Avaliacao diagnostica lp 5 efMarcia Oliveira
 
APOSTILA DE TEXTOS E INTERPRETAÇÃO 4 E 5 ANOS CC (1).pdf
APOSTILA DE TEXTOS E INTERPRETAÇÃO 4 E 5 ANOS CC (1).pdfAPOSTILA DE TEXTOS E INTERPRETAÇÃO 4 E 5 ANOS CC (1).pdf
APOSTILA DE TEXTOS E INTERPRETAÇÃO 4 E 5 ANOS CC (1).pdfNonata CEJA nonata
 
Avaliacao diagnostica lp 7 ef
Avaliacao diagnostica lp 7 efAvaliacao diagnostica lp 7 ef
Avaliacao diagnostica lp 7 efMarcia Oliveira
 
Caderno de avaliação 3º ano língua portuguesa aluno
Caderno de avaliação 3º ano língua portuguesa  alunoCaderno de avaliação 3º ano língua portuguesa  aluno
Caderno de avaliação 3º ano língua portuguesa alunoSilvânia Silveira
 
Caderno de avaliação 3º ano língua portuguesa aluno
Caderno de avaliação 3º ano língua portuguesa  alunoCaderno de avaliação 3º ano língua portuguesa  aluno
Caderno de avaliação 3º ano língua portuguesa alunoSilvânia Silveira
 
Simulado 17 (port. 5º ano)
Simulado 17 (port. 5º ano)Simulado 17 (port. 5º ano)
Simulado 17 (port. 5º ano)Cidinha Paulo
 

Semelhante a Simul.lp5ºano aluno (20)

WORD: AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - I CICLO
WORD: AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - I CICLOWORD: AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - I CICLO
WORD: AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - I CICLO
 
7°série ef tarde
7°série ef tarde7°série ef tarde
7°série ef tarde
 
Simulado 20 (port. 5º ano)
Simulado 20 (port. 5º ano)Simulado 20 (port. 5º ano)
Simulado 20 (port. 5º ano)
 
Prova de lingua portuguesa OMLPM 4 ano versão final corrigida.pdf
Prova de lingua portuguesa OMLPM 4 ano versão final corrigida.pdfProva de lingua portuguesa OMLPM 4 ano versão final corrigida.pdf
Prova de lingua portuguesa OMLPM 4 ano versão final corrigida.pdf
 
Avaliacao diagnostica lp 5 ef
Avaliacao diagnostica lp 5 efAvaliacao diagnostica lp 5 ef
Avaliacao diagnostica lp 5 ef
 
Interpretação de textos
Interpretação de textosInterpretação de textos
Interpretação de textos
 
Prova lp 3º ano cii_completo
Prova lp 3º ano cii_completoProva lp 3º ano cii_completo
Prova lp 3º ano cii_completo
 
Provalp1bi5ano
Provalp1bi5anoProvalp1bi5ano
Provalp1bi5ano
 
Quiz prova brasil bloco i e ii
Quiz prova brasil bloco i e iiQuiz prova brasil bloco i e ii
Quiz prova brasil bloco i e ii
 
APOSTILA DE TEXTOS E INTERPRETAÇÃO 4 E 5 ANOS CC (1).pdf
APOSTILA DE TEXTOS E INTERPRETAÇÃO 4 E 5 ANOS CC (1).pdfAPOSTILA DE TEXTOS E INTERPRETAÇÃO 4 E 5 ANOS CC (1).pdf
APOSTILA DE TEXTOS E INTERPRETAÇÃO 4 E 5 ANOS CC (1).pdf
 
AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - 2º CICLO
AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - 2º CICLOAVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - 2º CICLO
AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - 2º CICLO
 
Língua portuguesa 5 ano
Língua portuguesa  5 anoLíngua portuguesa  5 ano
Língua portuguesa 5 ano
 
Avaliacao diagnostica lp 7 ef
Avaliacao diagnostica lp 7 efAvaliacao diagnostica lp 7 ef
Avaliacao diagnostica lp 7 ef
 
Caderno de avaliação 3º ano língua portuguesa aluno
Caderno de avaliação 3º ano língua portuguesa  alunoCaderno de avaliação 3º ano língua portuguesa  aluno
Caderno de avaliação 3º ano língua portuguesa aluno
 
Caderno de avaliação 3º ano língua portuguesa aluno
Caderno de avaliação 3º ano língua portuguesa  alunoCaderno de avaliação 3º ano língua portuguesa  aluno
Caderno de avaliação 3º ano língua portuguesa aluno
 
8. diagnostico _5ano_lp
8. diagnostico _5ano_lp8. diagnostico _5ano_lp
8. diagnostico _5ano_lp
 
Simulado 17 (port. 5º ano)
Simulado 17 (port. 5º ano)Simulado 17 (port. 5º ano)
Simulado 17 (port. 5º ano)
 
SIMULADO 11_merged.pdf
SIMULADO 11_merged.pdfSIMULADO 11_merged.pdf
SIMULADO 11_merged.pdf
 
1º dia 7º ano
1º dia 7º ano1º dia 7º ano
1º dia 7º ano
 
P04_SITE.pdf
P04_SITE.pdfP04_SITE.pdf
P04_SITE.pdf
 

Mais de Maurício Marques

Conceitos importantes para os estudos históricos 7º ano
Conceitos importantes para os estudos históricos 7º anoConceitos importantes para os estudos históricos 7º ano
Conceitos importantes para os estudos históricos 7º anoMaurício Marques
 
2º simulado do 2º ano aplicador lp
2º simulado do 2º ano aplicador lp2º simulado do 2º ano aplicador lp
2º simulado do 2º ano aplicador lpMaurício Marques
 
Simulado 2ºano2014 lp-aplicador
Simulado 2ºano2014 lp-aplicadorSimulado 2ºano2014 lp-aplicador
Simulado 2ºano2014 lp-aplicadorMaurício Marques
 

Mais de Maurício Marques (6)

Poema visual 8º ano
Poema visual 8º anoPoema visual 8º ano
Poema visual 8º ano
 
Conceitos importantes para os estudos históricos 7º ano
Conceitos importantes para os estudos históricos 7º anoConceitos importantes para os estudos históricos 7º ano
Conceitos importantes para os estudos históricos 7º ano
 
Artigo produção
Artigo produçãoArtigo produção
Artigo produção
 
Anúncio publicitário
Anúncio publicitárioAnúncio publicitário
Anúncio publicitário
 
2º simulado do 2º ano aplicador lp
2º simulado do 2º ano aplicador lp2º simulado do 2º ano aplicador lp
2º simulado do 2º ano aplicador lp
 
Simulado 2ºano2014 lp-aplicador
Simulado 2ºano2014 lp-aplicadorSimulado 2ºano2014 lp-aplicador
Simulado 2ºano2014 lp-aplicador
 

Último

Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfRafaela Vieira
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º BimestreProfaCintiaDosSantos
 
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdf
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdfAula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdf
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdfaulasgege
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesGilbraz Aragão
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfSandra Pratas
 
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita PhytonAlgumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita PhytonRosiniaGonalves
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Mary Alvarenga
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTEJoaquim Colôa
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdfSandra Pratas
 
Pizza_literaria.pdf projeto de literatura
Pizza_literaria.pdf projeto de literaturaPizza_literaria.pdf projeto de literatura
Pizza_literaria.pdf projeto de literaturagomescostamma
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMHenrique Pontes
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 

Último (20)

Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
 
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdf
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdfAula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdf
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdf
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das Religiões
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
 
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita PhytonAlgumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
 
Pizza_literaria.pdf projeto de literatura
Pizza_literaria.pdf projeto de literaturaPizza_literaria.pdf projeto de literatura
Pizza_literaria.pdf projeto de literatura
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 

Simul.lp5ºano aluno

  • 1. E.E.I.F SANTO INÁCIO SIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA-5ºANO (OUTUBRO/2014) ALUNO (A):_________________________________________________________________________________________________________ Leia o texto abaixo para responder a questão 01. BEIJA-FLORES: BALÉ NO AR Eles são exibidos, inventam piruetas, vão de um lado para o outro numa velocidade incrível, conseguem parar no ar e até voar para trás. Temos a impressão de assistir a um balé. A única diferença é que os atores desse espetáculo não têm pernas e braços e sim asas. Estamos falando dos beija-flores! Durante o dia, dificilmente eles pousam para descansar. O rápido bater das asas e as acrobacias durante o vôo fazem com que os beija-flores gastem muita energia. Eles a repõem se alimentando: quando dizemos que estão beijando as flores, na verdade estão sugando o néctar, uma substância açucarada que fica no cálice das flores e é a refeição favorita dessas pequenas aves. Adaptado do artigo originalmente publicado na Ciência Hoje das Crianças 74 escrito por: Ana Beatriz de Aroeira Soares, Departamento de Zoologia, Universidade Federal do Rio de Janeiro e Fernanda Marques QUESTÃO 01 De acordo com o texto, para repor as energias, os beija-flores (A) fazem acrobacias e piruetas durante o vôo. (B) pousam em vários lugares para descansar. (C) sugam o néctar das flores. (D) param no ar e voam para trás, como num balé. Leia o texto abaixo para responder a questão 02. CANÇÃO DO EXÍLIO Minha terra tem palmeiras, Onde canta o Sabiá; As aves, que aqui gorjeiam, Não gorjeiam como lá. Nosso céu tem mais estrelas, Nossas várzeas têm mais flores, Nossos bosques têm mais vida, Nossa vida mais amores. Em cismar, sozinho, à noite, Mais prazer encontro eu lá; Minha terra tem palmeiras, Onde canta o Sabiá. Minha terra tem primores, Que tais não encontro eu cá; Em cismar –sozinho, à noite– Mais prazer eu encontro lá; Minha terra tem palmeiras, Onde canta o Sabiá. Não permita Deus que eu morra, Sem que eu volte para lá; Sem que desfrute os primores Que não encontro por cá; Sem qu'inda aviste as palmeiras, Onde canta o Sabiá. GONÇALVES DIAS, A.”Poesias Completas 2 ed.SP:Saraiva,1975.p.83-84 QUESTÃO 02 De acordo com o texto pode-se afirmar que o autor (A) Mora na cidade onde nasceu. (B) Sente saudades de sua terra natal. (C) Faz elogios ao lugar onde está morando. (D) Quer morrer no lugar onde está vivendo.
  • 2. Leia o texto abaixo para responder a questão 03. QUEM VAI SALVAR A VIDA (...) No dia seguinte era sábado, e meu pai pegou o Trovão, nosso cachorro, e já ia saindo com ele pra passear. Eu então perguntei: — Ô, pai, que tal levar um saquinho para pegar a sujeira do Trovão? — Pegar a sujeira? — ele perguntou. — Então, pai, não se pode deixar sujeira no meio da rua... — Ora, ora — meu pai respondeu —, a rua é pra isso mesmo! — Pai, que absurdo! A rua é de todos! É como se você levasse seu cachorro pra sujar a casa dos outros. Você não vê que a gente pisa nessa sujeira e traz pra casa? Não vê que tem crianças pequenas que andam na rua e sujam os pés? Meu pai me olhou torto, torto. E foi embora. Mas, quando ele voltou, eu vi que ele tinha um saquinho, que ele atirou no lixo (...). Ruth Rocha. Quem vai salvar a vida? São Paulo, FTD, 2009 QUESTÃO 03 A expressão destacada na frase “Meu pai me olhou torto, torto.” quer dizer que o pai olhou o menino com (A) alegria. (B) insatisfação. (C) desrespeito. (D) orgulho. Leia o texto abaixo para responder a questão 04. Miguel Paiva. Chiquinha. O Globo, 19 maio 2007. Globinho QUESTÃO 04 A sequência de falas da mãe e a fala da personagem no último quadrinho reforçam a ideia de que as histórias infantis (A) divertem os adultos. (B) exigem concentração. (C) estimulam a criatividade. (D) apresentam violência. Leia o texto abaixo para responder a questão 05. ELEVADOR CAI DO 4º ANDAR E FERE 8 EM SÃO CARLOS– SP Um elevador despencou ontem do 4º. Andar de um edifício em São Carlos, no interior paulista, com 11 pessoas dentro. O Corpo de Bombeiros socorreu dez vítimas do acidente, sendo que cinco foram levadas à Santa Casa da cidade, mas apenas com ferimentos leves. Outras três pessoas tiveram escoriações. ― “O elevador, que tinha saído do 7º. andar, tem capacidade para seis pessoas, cinco a menos que a lotação no momento do acidente.” Funcionários da Polícia Científica do município fizeram hoje a vistoria do elevador do Edifício Ana Paula, no bairro Vila Nery. Moradores já reclamavam a substituição do antigo elevador e pagaram nos últimos meses uma taxa de condomínio para que fosse feita a troca. A Polícia Científica investiga se a causa do acidente foi mesmo o excesso de pessoas. Agência Estado. Disponível em: http:// www.globo.com> (P050017A9_SUP) QUESTÃO 05 Qual é o assunto desse texto? (A) Uma briga no elevador. (B) Uma morte dentro do elevador. (C) Um acidente com um elevador. (D) Um incêndio no elevador.
  • 3. Leia o texto abaixo para responder a questão 06. O LOBO E A OVELHA Um lobo, muito ferido devido a várias mordidas de cachorros, descansava doente e bastante alquebrado em sua toca. Como estava com fome, ele chamou uma ovelha que passava ali perto, e pediu-lhe para trazer um pouco da água de um riacho que corria ao lado dela. Assim, falou o lobo: ― “se você me trouxer água, eu ficarei em condições de conseguir meu próprio alimento.” ― “Claro!” respondeu a ovelha. ― “Se eu levar água para você, sem dúvida eu serei esse alimento.” http://cantinhodasfabulas.vilabol.uol.com.br/oloboeaove lha.html QUESTÃO 06 Qual é a frase que apresenta uma opinião de um dos personagens do texto? (A) ― “Como estava com fome, ele chamou uma ovelha que ia passando” (B) O lobo pediu que a ovelha trouxesse água para ele. (C) “Se eu levar água para você, sem dúvida eu serei esse alimento”. (D) Um lobo repousava doente e bastante debilitado. Leia o texto abaixo para responder a questão 07. QUESTÃO 07 Uma revista que apresenta esta capa vai falar sobre (A) promoções. (B) números. (C) anos. (D) carros. Leia o texto abaixo para responder a questão 08. QUESTÃO 08 Esse gênero textual é (A) um artigo de divulgação científica. (B) um cartaz de campanha educativa. (C) um manual de instrução. (D) um anúncio publicitário.
  • 4. Leia o texto abaixo para responder a questão 09. QUESTÃO 09 A finalidade desse texto é (A) mostrar a importância dos livros. (B) divulgar uma feira de livros (C) explicar como são feitos os livros. (D) indicar locais onde se vendem livros. Leia o texto abaixo para responder a questão 10. A GRALHA VAIDOSA Júpiter deu a notícia de que pretendia escolher um rei para os pássaros e marcou uma data para que todos eles comparecessem diante de seu trono. O mais bonito seria declarado rei. Querendo arrumar-se o melhor possível, os pássaros foram tomar banho e alisar as penas às margens de um arroio. A gralha também estava lá no meio dos outros, só que tinha certeza de que nunca ia ser a escolhida, porque suas penas eram muito feias. “Vamos dar um jeito”, pensou ela. Depois que os outros pássaros foram embora, muitas penas ficaram caídas pelo chão; a gralha recolheu as mais bonitas e prendeu em volta do corpo. O resultado foi deslumbrante: nenhum pássaro era mais vistoso que ela. Quando o dia marcado chegou, os pássaros se reuniram diante do trono de Júpiter; Júpiter examinou todo mundo e escolheu a gralha para rei. Já ia fazer a declaração oficial quando todos os outros pássaros avançaram para o futuro rei e arrancaram suas penas falsas uma a uma, mostrando a gralha exatamente como ela era. Moral: Belas penas não fazem belos pássaros. Fonte: http://www.metaforas.com.br/infantis/agralhavaidosa.htm QUESTÃO 10 O problema da gralha vaidosa começou quando ela (A) Decidiu participar do concurso. (B) Teve as penas arrancadas. (C) Apresentou-se diante de Júpiter. (D) Usou as penas que não eram dela. Leia os textos abaixo para responder a questão 11. Texto I 1. Faça, pelo menos, 5 refeições por dia; 2. Comece sempre as refeições por um caprichado prato de saladas; 3. Não faça uma alimentação baseada em somente um tipo de alimento ou nutriente; 4. Frutas e iogurtes light são excelentes lanches; 5. Evite beber refrigerantes, mesmo os light ou diet; 6. Prefira sucos naturais; 7. Ingira bastante água durante o dia. No mínimo, 1,5 litro ou 8 copos; 8. Ingira todos os dias legumes; 9. Evite alimentos fritos. Dê preferência aos grelhados ou cozidos. FONTE: (http://www1.uol.com.br/cyberdiet/colunas/030102_nut_60dicas.htm) Texto II “A alimentação está para o corpo humano assim como o combustível está para uma máquina. Proteínas, açúcares, gorduras, vitaminas e sais minerais, que estão contidos nos alimentos que consumimos diariamente, são os nutrientes para nosso corpo. Hambúrguer com refrigerante e cachorro-quente com fritas podem parecer apetitosos e irresistíveis, mas não são a base da alimentação. O leite e seus derivados, a carne e os ovos são as principais fontes de proteínas. Já as frutas, legumes e verduras são ricos em vitaminas e sais minerais. Na sua alimentação também não pode faltar água. Ela é fundamental para o equilíbrio do corpo, pois é indispensável ao metabolismo do movimento muscular. “ FONTE: (http://www.drashirleydecampos.com.br/noticias. php? noticiaid=8504&assunto=Dicas+da+Dra.+Shirley)
  • 5. QUESTÃO 11 Do que tratam os dois textos? (A) alimentação saudável. (B) diversas doenças. (C) ervas medicinais. (D) remédio caseiro. Leia o texto abaixo para responder a questão 12. UM CRAQUE DE BOLA DIFERENTE Os japoneses não são os campeões de futebol, mas em tecnologia estão entre os mais avançados do mundo. Uma das últimas novidades nessa área é o robô Qrio. Ele, sim, é o craque da bola, capaz de driblar e fazer gol. Achou demais? Pois saiba que esse robô ainda usa gestos e voz para responder a perguntas. As crianças da índia foram as primeiras a conhecer a novidade cibernética. FONTE: Revista Gênios, Ano 1, nº 1, abril de 2005. QUESTÃO 12 No trecho “Ele, sim é o craque da bola (...)” (l.2), a palavra sublinhada refere-se (A) aos campeões de futebol. (B) aos mais avançados do mundo. (C) aos japoneses. (D) ao robô Qrio. Leia o texto abaixo para responder a questão 13. A CIGARRA E A FORMIGA A cigarra passou todo o verão cantando, juntando seus grãos. Quando chegou o inverno, a cigarra veio à casa da formiga pedir que lhe desse o que comer. A formiga então perguntou a ela: - E o que é que você fez durante todo o verão? - Durante o verão eu cantei – disse a cigarra. E a formiga respondeu: Muito bem, pois agora dance! Fonte: ROCHA, Ruth. Fábulas de Esopo. São Paulo: FTD, 1993. QUESTÃO13 No trecho: “Quando chegou o inverno, a cigarra veio à casa da formiga pedir que lhe desse o que comer”. A palavra destacada dar ideia de (A) intensidade. (B) lugar. (C) modo. (D) tempo. Leia o texto abaixo para responder a questão 14. RIXAS E FANIQUITOS Rita e Renata têm um gênio ruim e quando brigam é um rebuliço! – Sua ridícula! – Olha quem fala. Raquítica! – Rechonchuda! – Rabugenta! – Ranheta! – Repelente! Um dia reconheceram que as rusgas eram sem razão e que era ridículo brigar com tantos erres. Aí resolveram fazer as pazes. Uma ficou fã da outra. Foi fabuloso! Não tinha mais fofoca, fuxico, futrica. Era o fim do fuzuê! A família em festa fez uma farta feijoada para festejar. Final feliz! Ufa! Isabella Carpaneda, Angiolina Bragança. Porta Aberta – Nova edição Glossário (Fonte: Dicionário Aurélio) Rusgas - pequenas brigas ou desentendimentos. Rixa - disputa; briga, discórdia; desordem, tumulto. Futrica - fuxico, intriga. Fuzuê - conflito, briga, barulho, confusão. QUESTÃO 14 No diálogo entre as duas personagens, o uso do ponto de exclamação (!) reforça (A) o fim da confusão entre as personagens. (B) o final feliz da história. (C) a discórdia entre as meninas. (D) a decisão de festejar a amizade.
  • 6. Leia o texto abaixo para responder a questão 15. OS PREGUIÇOSOS Dois preguiçosos estão sentados, cada um na sua cadeira de balanço, sem vontade nem de balançar. Um deles diz: — Será que está chovendo? O outro: — Acho que está. — Será? — Não sei. — Vai lá fora ver. — Eu não. Vai você. — Eu não. — Chama o cachorro. — Chama você. —- Tupi! O cachorro entra da rua e senta entre os dois preguiçosos. — E então? — O cachorro tá seco... FONTE: (Fonte: O Santinho. Luís Fernando Veríssimo. Rio de Janeiro: Objetiva, 2000. pág. 31) QUESTÃO 15 O humor no texto acima está no fato (A) dos personagens serem preguiçosos e curiosos. (B) de como os personagens descobriram que não estava chovendo. (C) do nome do cachorro chamado ser Tupi. (D) de que os dois personagens falam muito pouco. Leia o texto abaixo para responder a questão 16. QUESTÃO 16 Pela linguagem do texto percebe-se que quem está falando é (A) um adulto. (B) um adolescente. (C) uma criança. (D) uma idosa.