SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 36
Evolução do MetabolismoEvolução do Metabolismo
Profa
Adriana Nogueira
HipóteseHipótese heterotróficaheterotrófica
HipóteseHipótese autotróficaautotrófica
Existem diversas opiniões sobre a origem da vida.
A hipótese que vem ganhando mais aceitação atualmente é a
autotrófica.
Camadas de FeO3 (BIF)
CO2
H2O
N2
H2
HipóteseHipótese heterotróficaheterotrófica
- seres estruturalmente muito simples, e o
metabolismo também
- meio marinho é rico em substâncias nutritivas
- alimento abundante ao seu redor
- primeiros seres vivos eram heterótrofos
- sem oxigênio – degradação do alimento =
anaeróbico
HipóteseHipótese heterotróficaheterotrófica
- aumento da população através da reprodução e
- mudanças nas condições climáticas da Terra
(diminuição da síntese prebiótica de matéria orgânica)
- escassez de alimentos
- aparecimento das primeiras células autotróficas.
- primeiros seres eram simples.
- viviam no mar --- rico em substâncias
nutritivas – caldo nutritivo e sem O2
- abundância de alimentos --- 1º seres
utilizavam alimentos já prontos como fonte de
energia - (heterótrofos)
HipóteseHipótese heterotróficaheterotrófica
O alimento tem que ser
degradado para obtenção de
energia.
- via metabólica mais simples
sem O2 = fermentação
(processo anaeróbico)
- mais comum é a alcoólica
(glicose → álcool etílico + 2 CO2 + E)
HipóteseHipótese heterotróficaheterotrófica
- fotossíntese - modificação na composição da
atmosfera
- com o O2 na atmosfera – sobrevivência dos seres
capazes de utilizar esse O2 na degradação dos
alimentos para obtenção de E (seres aeróbicos)
Respiração aeróbica: C6H12O6 + 6 O2 → 6 CO2 + 6 H2O + E
Respiração anaeróbica: C6H12O6 → 2 C2H5OH + 2 CO2 + E
etanol
HipóteseHipótese heterotróficaheterotrófica
Hipótese Heterótrofa
Fermentação (glicose → etanol + CO2 + E )
Fotossíntese (CO2 + H2O + luz → glicose + O2)
Respiração (O2 + glicose → CO2 + H2O + E)
A fermentação, a fotossíntese e a
respiração permanecem ao longo do
tempo e ocorrem nos organismos que
vivem atualmente na Terra
Hipótese heterotrófica
Fermentação
Fotossíntese
Respiração
- primeiros seresprimeiros seres
vivosvivos
produziam oproduziam o
próprio alimento.próprio alimento.
(autótrofos)(autótrofos)
Hipótese autotróficaHipótese autotrófica
Aceitando-se a hipótese autotrófica, somosAceitando-se a hipótese autotrófica, somos
obrigados a acreditar que repentinamente surgiu um serobrigados a acreditar que repentinamente surgiu um ser
vivo já muito complexo logo de início.vivo já muito complexo logo de início.
Contra essa hipótese existe uma objeção muitoContra essa hipótese existe uma objeção muito
séria: os autótrofos sintetizam alimentos orgânicos a custaséria: os autótrofos sintetizam alimentos orgânicos a custa
de uma série extremamente complexa de reaçõesde uma série extremamente complexa de reações
químicas, exigindo que o organismo também sejaquímicas, exigindo que o organismo também seja
complexo.complexo.
A teoria da evolução biológica, contra a qual não háA teoria da evolução biológica, contra a qual não há
objeções sérias, afirma que os primeiros seres vivos devemobjeções sérias, afirma que os primeiros seres vivos devem
ter sido bastante simples, levando muito tempo para seter sido bastante simples, levando muito tempo para se
tornarem complexos, portanto, os biólogos não aceitamtornarem complexos, portanto, os biólogos não aceitam
esta hipótese, pois vai contra a teoria da evolução.esta hipótese, pois vai contra a teoria da evolução.
Hipótese autotróficaHipótese autotrófica
- 1977 descobertas as fontes termais submarinas,
locais de onde emanam gases quentes e sulfurosos
que saem de aberturas no assoalho marinho. Nestes
locais a vida é abundante.
Muitas bactérias que aí vivem são autótrofas.
- processo diferente da fotossíntese (sem luz)
- quimiossíntese: obtenção de energia a partir da
reação entre substâncias inorgânicas
Hipótese autotróficaHipótese autotrófica
QuimiossínteseQuimiossíntese
 Reação que libera energia química, convertida da energiaReação que libera energia química, convertida da energia
de ligação dos compostos inorgânicos oxidados.de ligação dos compostos inorgânicos oxidados.
 A energia quimica liberada é empregada na produção deA energia quimica liberada é empregada na produção de
compostos orgânicos e liberação de gás oxigênio (Ocompostos orgânicos e liberação de gás oxigênio (O22), a), a
partir da reação entre o dióxido de carbono (COpartir da reação entre o dióxido de carbono (CO22) e água) e água
molecular (Hmolecular (H22O).O).
- Primeira etapa- Primeira etapa
Composto Inorgânico + OComposto Inorgânico + O22 → Compostos Inorgânicos→ Compostos Inorgânicos
oxidados + Energia Químicaoxidados + Energia Química
- Segunda etapa- Segunda etapa
A energia liberada por esta reação pode ser usada pelas
bactérias para quebrar o CO2 do meio e aproveitar o C na
síntese de compostos orgânicos essenciais para vida.
Sendo assim, a quimiossíntese
(processo autótrofo) teria surgido
primeiro.
Depois teriam surgido a FERMENTAÇÃO,
FOTOSSÍNTESE E A RESPIRAÇÃO.
Hipótese autotróficaHipótese autotrófica
O CO2, liberado para o ambiente pela fermentação, ao
lado da evolução dos seres para sistemas mais
complexos e, ainda, da alta competição pela matéria
orgânica favoreceu os seres que eram capazes de
utilizar o CO2, luz solar e água para produzir sua
matéria orgânica, liberando o O2 para atmosfera.
Esses foram os primeiros AUTÓTROFOS (anaeróbios).
Com a quantidade maior de O2 disponível e uma
complexidade maior puderam evoluir os primeiros
HETERÓTROFOS.
Hipótese autotróficaHipótese autotrófica
De acordo com a hipótese heterotrófica a vida teria surgido por
meio das seguintes etapas:
- Formação de Aminoácidos
- Formação de Proteínas
- Formação de Coacervados
- Obtenção de Energia
- Capacidade de Reprodução
- Aparecimento de Autotrófos
- Predomínio de Autotrófos
- Aparecimento de Aeróbios
- HIPÓTESE HETEROTRÓFICA
Os primeiros seres vivos eram
heterótrofos.
Devido à escassez de alimento –
surgimento dos autótrofos.
PRIMEIRO SER VIVO
- HIPÓTESE
AUTOTRÓFICA
Os primeiros seres
vivos eram
autótrofos
quimiossintetizantes.
(ARQUEOBACTÉRIAS)
PROVÁVEL SEQUÊNCIA EVOLUTIVA
SERES QUIMIOSSINTETIZANTES
SERES FERMENTADORES
SERES FOTOSSINTETIZANTES
SERES AERÓBIOS
Organismos unicelularesOrganismos unicelulares
MultiplicamMultiplicam-se-se
Gastando os compostosGastando os compostos
orgânicos já formadosorgânicos já formados
Luz SolarLuz Solar
Para formar compostos orgânicosPara formar compostos orgânicos
(através da liberação de O(através da liberação de O22))
= Células fotossintéticas == Células fotossintéticas =
Oxigênio
O2
Ozônio
O3 (Retém as radiações)
O que permite...
Aos seres marinhos colonizarem e evoluírem em ambiente terrestre.
Por quê ?
Porque a camada de ozônio filtra os raios UV,, logo a temperatura diminui.
1. Podemos dizer que as primeiras células surgiram
por geração espontânea?
Sim. Gases inorgânicos da atmosfera primitiva reagiram
para formarem as primeiras moléculas orgânicas .
2. Essa ideia de geração espontânea é igual à defendida
pelos seguidores da abiogênese?
Não. A abiogênese defendia que até hoje certos seres surgiam
a partir da matéria inanimada graças ao princípio vital nela
contida.
A geração espontânea aconteceu unicamente na Terra
primitiva – há 3,4 bilhões de anos – para formar os primeiros
seres e a partir de então cada ser surge de outro pré-
existente.
3. Qual foi o acontecimento que marcou o
surgimento da primeira célula?
A combinação de COACERVADOS – aglomerados
protéicos – Isso possibilitou o surgimento da
reprodução que caracteriza a VIDA.
4. Como eram os primeiros genes?
As primeiras moléculas hereditárias eram
cadeias pequenas de RNA.
Origem das células
O problema da origem das células procarióticas e eucarióticas está
diretamente relacionado com a origem da vida em nosso planeta. Nos
itens anteriores, vimos que antes da evolução biológica houve um
longo período de evolução prebiótica durante o qual se formaram as
moléculas orgânicas.
É razoável supor que a primeira célula que surgiu era estruturalmente
simples certamente um procarionte heterotrófico.
Admite-se que, com o passar do tempo, tenham surgido em células
procariontes um sistema capaz de utilizar a energia do sol, permitindo
a realização da fotossíntese. Surgiam, assim, as células procariotas
autótrofas. Supõe-se que o passo seguinte no processo evolutivo,
tenha sido o aparecimento das células eucariotas a partir das
procariotas.
Origem das células
As primeiras célulasAs primeiras células
As primeiras células
PROCARIÓTICAS
Não se tem certeza da data exata do surgimento do 1º ser
vivo.
Os cientistas têm encontrado indícios de vida em rochas que
datam de 3,8 bilhões de anos na Groelândia, mas esses
indícios baseiam-se em formas do C14
que representam a
atividade metabólica de seres vivos.
O registro fóssil mais antigo de um ser vivo que se conhece
até hoje data de cerca de 3,5 bilhões de anos.
As primeiras células
PROCARIÓTICASSeres como esses foram encontrados em rochas chamadas
estromatólitos, no sul da África e oeste da Austrália.
Essas rochas são muito semelhantes aos “tapetes” estratificados
formados atualmente em algumas lagunas de oceanos de águas quentes.
Os fósseis mais antigos encontrados nos estromatólitos parecem ser de
procariontes fotossintetizantes.
O surgimento das células
EUCARIÓTICAS
O registro fóssil da primeira célula eucariótica data
de 1,7 bilhão de anos, mas supõem-se que os
eucariontes tenham surgido um pouco antes.
Teriam surgido a partir das células procarióticas
que apresentaram evaginações e invaginações da
membrana plasmática, tornando-se mais
complexas.
A
B
EVOLUÇÃO DE PROCARIONTE PARA EUCARIONTE
Teoria endossimbióticaTeoria endossimbiótica
Provável origem das mitocôndrias eProvável origem das mitocôndrias e
cloroplastos.cloroplastos.
Formação da Lua
Formam-se os Oceanos
Cometas lançados por Jupiter
Finda a fase de
impactos frequentes
Rochas δ13
C
Isua GroenlandiaCamadas de FeO3 (BIF)
Vida desenvolvida
Estromatólitos Australia
Fósseis mais antigosO2 livre na atmosfera
Impactos esterilizantes Vida estável
4,56 4,52 4,45 4,00 3,86 3,80 3,46 G. anos
Formação da LuaFormam-se os Oceanos
Cometas lançados por Jupiter
Finda a fase de
impactos frequentes
Rochas δ13
C
Isua GroenlandiaCamadas de FeO3 (BIF)
Vida desenvolvida
Estromatólitos Australia
Fósseis mais antigosO2 livre na atmosfera
TEMPO
Impactos esterilizantes Vida estável

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Fluxo de energia no ecossistema
Fluxo de energia no ecossistemaFluxo de energia no ecossistema
Fluxo de energia no ecossistema
 
Fluxo de energia e pirâmides ecológicas
Fluxo de energia e pirâmides ecológicasFluxo de energia e pirâmides ecológicas
Fluxo de energia e pirâmides ecológicas
 
Celula ensinomedio
Celula ensinomedioCelula ensinomedio
Celula ensinomedio
 
Diversidade da vida - Reinos e domínios
Diversidade da vida - Reinos e domíniosDiversidade da vida - Reinos e domínios
Diversidade da vida - Reinos e domínios
 
Reprodução sexuada
Reprodução sexuadaReprodução sexuada
Reprodução sexuada
 
Níveis de organização - 2014 - 1º ano
Níveis de organização - 2014 - 1º anoNíveis de organização - 2014 - 1º ano
Níveis de organização - 2014 - 1º ano
 
Origem da vida 1º ano
Origem da vida   1º anoOrigem da vida   1º ano
Origem da vida 1º ano
 
Fotossintese
FotossinteseFotossintese
Fotossintese
 
Aula respiração celular
Aula respiração celularAula respiração celular
Aula respiração celular
 
Protozoarios
ProtozoariosProtozoarios
Protozoarios
 
Reino Animal
Reino AnimalReino Animal
Reino Animal
 
I. 2 Origem da vida
I. 2 Origem da vidaI. 2 Origem da vida
I. 2 Origem da vida
 
Origem da Vida
Origem da VidaOrigem da Vida
Origem da Vida
 
_ciclos biogeoquímicos ppt.pptx
_ciclos biogeoquímicos ppt.pptx_ciclos biogeoquímicos ppt.pptx
_ciclos biogeoquímicos ppt.pptx
 
I.3 classificação seres vivos
I.3 classificação seres vivosI.3 classificação seres vivos
I.3 classificação seres vivos
 
Reino Monera
Reino MoneraReino Monera
Reino Monera
 
1 introdução à botânica
1 introdução à botânica1 introdução à botânica
1 introdução à botânica
 
Aula Classificação dos Seres Vivos
Aula Classificação dos Seres VivosAula Classificação dos Seres Vivos
Aula Classificação dos Seres Vivos
 
Aula 1º Ano Ensino Médio: Embriologia animal/humana
Aula 1º Ano Ensino Médio: Embriologia animal/humanaAula 1º Ano Ensino Médio: Embriologia animal/humana
Aula 1º Ano Ensino Médio: Embriologia animal/humana
 
Pirâmides ecológicas
Pirâmides ecológicasPirâmides ecológicas
Pirâmides ecológicas
 

Semelhante a Hipotese Heterotrófica e Autotrófica

Teorias sobre-origem-da-vida-
Teorias sobre-origem-da-vida-Teorias sobre-origem-da-vida-
Teorias sobre-origem-da-vida-profatatiana
 
www.CentroApoio.com - Biologia - Origem da Vida e Biocélula - Vídeo Aula
www.CentroApoio.com - Biologia - Origem da Vida e  Biocélula  - Vídeo Aulawww.CentroApoio.com - Biologia - Origem da Vida e  Biocélula  - Vídeo Aula
www.CentroApoio.com - Biologia - Origem da Vida e Biocélula - Vídeo AulaVídeo Aulas Apoio
 
01 aula origem da vida
01 aula   origem da vida01 aula   origem da vida
01 aula origem da vidaCIN
 
Origem do 1º ser vivo alunos
Origem do 1º ser vivo   alunosOrigem do 1º ser vivo   alunos
Origem do 1º ser vivo alunosguicabral6
 
1 s aula2 _origem da célula_ março 2015
1 s aula2 _origem da célula_ março 20151 s aula2 _origem da célula_ março 2015
1 s aula2 _origem da célula_ março 2015Ionara Urrutia Moura
 
Origem dos seres vivos e evolução biologica - Profª shirley - 7º ano
Origem dos seres vivos e evolução biologica - Profª shirley - 7º anoOrigem dos seres vivos e evolução biologica - Profª shirley - 7º ano
Origem dos seres vivos e evolução biologica - Profª shirley - 7º anoAlpha Colégio e Vestibulares
 
1°S_Aula 2 _origem da célula_ fev-2014
1°S_Aula 2 _origem da célula_ fev-2014 1°S_Aula 2 _origem da célula_ fev-2014
1°S_Aula 2 _origem da célula_ fev-2014 Ionara Urrutia Moura
 
AULA 002- ORIGEM DA AULA 002- ORIGEM DA VIDA.ppt
AULA 002- ORIGEM DA AULA 002- ORIGEM DA VIDA.pptAULA 002- ORIGEM DA AULA 002- ORIGEM DA VIDA.ppt
AULA 002- ORIGEM DA AULA 002- ORIGEM DA VIDA.pptFranciscaalineBrito
 
Diversidade biol e conser das especies unid 4
Diversidade biol e conser das especies unid 4Diversidade biol e conser das especies unid 4
Diversidade biol e conser das especies unid 4Marilay Zac
 
Origem da vida
Origem da vidaOrigem da vida
Origem da vidareneesb
 
9 ano origem da vida
9  ano origem da vida9  ano origem da vida
9 ano origem da vidaJane Jeiza
 
Apostila quimica organica_usp
Apostila quimica organica_uspApostila quimica organica_usp
Apostila quimica organica_uspJulinha Brazil
 
Cap 9 a origem da vida
Cap 9 a origem da vidaCap 9 a origem da vida
Cap 9 a origem da vidaJoao Balbi
 

Semelhante a Hipotese Heterotrófica e Autotrófica (20)

Teorias sobre-origem-da-vida-
Teorias sobre-origem-da-vida-Teorias sobre-origem-da-vida-
Teorias sobre-origem-da-vida-
 
www.CentroApoio.com - Biologia - Origem da Vida e Biocélula - Vídeo Aula
www.CentroApoio.com - Biologia - Origem da Vida e  Biocélula  - Vídeo Aulawww.CentroApoio.com - Biologia - Origem da Vida e  Biocélula  - Vídeo Aula
www.CentroApoio.com - Biologia - Origem da Vida e Biocélula - Vídeo Aula
 
01 aula origem da vida
01 aula   origem da vida01 aula   origem da vida
01 aula origem da vida
 
Origem do 1º ser vivo alunos
Origem do 1º ser vivo   alunosOrigem do 1º ser vivo   alunos
Origem do 1º ser vivo alunos
 
1 s aula2 _origem da célula_ março 2015
1 s aula2 _origem da célula_ março 20151 s aula2 _origem da célula_ março 2015
1 s aula2 _origem da célula_ março 2015
 
Origem dos seres vivos e evolução biologica - Profª shirley - 7º ano
Origem dos seres vivos e evolução biologica - Profª shirley - 7º anoOrigem dos seres vivos e evolução biologica - Profª shirley - 7º ano
Origem dos seres vivos e evolução biologica - Profª shirley - 7º ano
 
Evolução - 7º ANO
Evolução - 7º ANOEvolução - 7º ANO
Evolução - 7º ANO
 
1_Origem da Vida (1).pptx
1_Origem da Vida (1).pptx1_Origem da Vida (1).pptx
1_Origem da Vida (1).pptx
 
Origem da vida
Origem da vidaOrigem da vida
Origem da vida
 
1°S_Aula 2 _origem da célula_ fev-2014
1°S_Aula 2 _origem da célula_ fev-2014 1°S_Aula 2 _origem da célula_ fev-2014
1°S_Aula 2 _origem da célula_ fev-2014
 
Origem da vida
Origem da vidaOrigem da vida
Origem da vida
 
Aula 2 bio
Aula 2 bioAula 2 bio
Aula 2 bio
 
Origem do primeiro ser vivo na terra
Origem do primeiro ser vivo na terraOrigem do primeiro ser vivo na terra
Origem do primeiro ser vivo na terra
 
AULA 002- ORIGEM DA AULA 002- ORIGEM DA VIDA.ppt
AULA 002- ORIGEM DA AULA 002- ORIGEM DA VIDA.pptAULA 002- ORIGEM DA AULA 002- ORIGEM DA VIDA.ppt
AULA 002- ORIGEM DA AULA 002- ORIGEM DA VIDA.ppt
 
9 ano origem da vida
9 ano origem da vida9 ano origem da vida
9 ano origem da vida
 
Diversidade biol e conser das especies unid 4
Diversidade biol e conser das especies unid 4Diversidade biol e conser das especies unid 4
Diversidade biol e conser das especies unid 4
 
Origem da vida
Origem da vidaOrigem da vida
Origem da vida
 
9 ano origem da vida
9  ano origem da vida9  ano origem da vida
9 ano origem da vida
 
Apostila quimica organica_usp
Apostila quimica organica_uspApostila quimica organica_usp
Apostila quimica organica_usp
 
Cap 9 a origem da vida
Cap 9 a origem da vidaCap 9 a origem da vida
Cap 9 a origem da vida
 

Mais de MatheusMesquitaMelo

9º ano reda cem - 9.32-arena e barra
9º ano   reda cem - 9.32-arena e barra9º ano   reda cem - 9.32-arena e barra
9º ano reda cem - 9.32-arena e barraMatheusMesquitaMelo
 
9º ano reda cem - 9.32-arena e barra
9º ano   reda cem - 9.32-arena e barra9º ano   reda cem - 9.32-arena e barra
9º ano reda cem - 9.32-arena e barraMatheusMesquitaMelo
 
8º ano reda cem - 8.32-todas as unidades
8º ano   reda cem - 8.32-todas as unidades8º ano   reda cem - 8.32-todas as unidades
8º ano reda cem - 8.32-todas as unidadesMatheusMesquitaMelo
 
7º ano reda cem - 7.32-barra e jpa
7º ano   reda cem - 7.32-barra e jpa7º ano   reda cem - 7.32-barra e jpa
7º ano reda cem - 7.32-barra e jpaMatheusMesquitaMelo
 
6º ano reda cem - 6.32-arena e barra
6º ano   reda cem - 6.32-arena e barra6º ano   reda cem - 6.32-arena e barra
6º ano reda cem - 6.32-arena e barraMatheusMesquitaMelo
 
2º série reda cem - 20.32-barra
2º série   reda cem -  20.32-barra2º série   reda cem -  20.32-barra
2º série reda cem - 20.32-barraMatheusMesquitaMelo
 
1ª serie reda cem - 10.32-arena
1ª serie   reda cem -  10.32-arena1ª serie   reda cem -  10.32-arena
1ª serie reda cem - 10.32-arenaMatheusMesquitaMelo
 
English cem high school 2nd grade - 20.15
English cem   high school 2nd grade - 20.15English cem   high school 2nd grade - 20.15
English cem high school 2nd grade - 20.15MatheusMesquitaMelo
 
English cem high school 1st grade - 10.15
English cem   high school 1st grade - 10.15English cem   high school 1st grade - 10.15
English cem high school 1st grade - 10.15MatheusMesquitaMelo
 
English cem 9th grade more 4 - 9.15
English cem   9th grade more 4 - 9.15English cem   9th grade more 4 - 9.15
English cem 9th grade more 4 - 9.15MatheusMesquitaMelo
 

Mais de MatheusMesquitaMelo (20)

9º ano reda cem - 9.32-arena e barra
9º ano   reda cem - 9.32-arena e barra9º ano   reda cem - 9.32-arena e barra
9º ano reda cem - 9.32-arena e barra
 
9º ano reda cem - 9.32-arena e barra
9º ano   reda cem - 9.32-arena e barra9º ano   reda cem - 9.32-arena e barra
9º ano reda cem - 9.32-arena e barra
 
8º ano reda cem - 8.32-todas as unidades
8º ano   reda cem - 8.32-todas as unidades8º ano   reda cem - 8.32-todas as unidades
8º ano reda cem - 8.32-todas as unidades
 
7º ano reda cem - 7.32-barra e jpa
7º ano   reda cem - 7.32-barra e jpa7º ano   reda cem - 7.32-barra e jpa
7º ano reda cem - 7.32-barra e jpa
 
6º ano reda cem - 6.32-jpa
6º ano   reda cem - 6.32-jpa6º ano   reda cem - 6.32-jpa
6º ano reda cem - 6.32-jpa
 
6º ano reda cem - 6.32-arena e barra
6º ano   reda cem - 6.32-arena e barra6º ano   reda cem - 6.32-arena e barra
6º ano reda cem - 6.32-arena e barra
 
2º série reda cem - 20.32-jpa
2º série   reda cem -  20.32-jpa2º série   reda cem -  20.32-jpa
2º série reda cem - 20.32-jpa
 
2º série reda cem - 20.32-barra
2º série   reda cem -  20.32-barra2º série   reda cem -  20.32-barra
2º série reda cem - 20.32-barra
 
1º série reda cem - 10.32-jpa
1º série   reda cem -  10.32-jpa1º série   reda cem -  10.32-jpa
1º série reda cem - 10.32-jpa
 
1ª serie reda cem - 10.32-arena
1ª serie   reda cem -  10.32-arena1ª serie   reda cem -  10.32-arena
1ª serie reda cem - 10.32-arena
 
9º ano reda cem - 9.32-jpa
9º ano   reda cem - 9.32-jpa9º ano   reda cem - 9.32-jpa
9º ano reda cem - 9.32-jpa
 
1º série reda cem - 10.31
1º série   reda cem -  10.311º série   reda cem -  10.31
1º série reda cem - 10.31
 
9º ano reda cem - 9.31
9º ano   reda cem - 9.319º ano   reda cem - 9.31
9º ano reda cem - 9.31
 
8º ano reda cem - 8.31
8º ano   reda cem - 8.318º ano   reda cem - 8.31
8º ano reda cem - 8.31
 
7º ano reda cem - 7.31
7º ano   reda cem - 7.317º ano   reda cem - 7.31
7º ano reda cem - 7.31
 
6º ano reda cem - 6.31
6º ano   reda cem - 6.316º ano   reda cem - 6.31
6º ano reda cem - 6.31
 
2º série reda cem - 20.31
2º série   reda cem -  20.312º série   reda cem -  20.31
2º série reda cem - 20.31
 
English cem high school 2nd grade - 20.15
English cem   high school 2nd grade - 20.15English cem   high school 2nd grade - 20.15
English cem high school 2nd grade - 20.15
 
English cem high school 1st grade - 10.15
English cem   high school 1st grade - 10.15English cem   high school 1st grade - 10.15
English cem high school 1st grade - 10.15
 
English cem 9th grade more 4 - 9.15
English cem   9th grade more 4 - 9.15English cem   9th grade more 4 - 9.15
English cem 9th grade more 4 - 9.15
 

Último

Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresLilianPiola
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfAdrianaCunha84
 
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.Susana Stoffel
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxfabiolalopesmartins1
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalJacqueline Cerqueira
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 anoandrealeitetorres
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdfJorge Andrade
 
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...LizanSantos1
 

Último (20)

Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
 
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
 
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
 

Hipotese Heterotrófica e Autotrófica

  • 1. Evolução do MetabolismoEvolução do Metabolismo Profa Adriana Nogueira
  • 2. HipóteseHipótese heterotróficaheterotrófica HipóteseHipótese autotróficaautotrófica Existem diversas opiniões sobre a origem da vida. A hipótese que vem ganhando mais aceitação atualmente é a autotrófica.
  • 3. Camadas de FeO3 (BIF) CO2 H2O N2 H2
  • 4.
  • 5. HipóteseHipótese heterotróficaheterotrófica - seres estruturalmente muito simples, e o metabolismo também - meio marinho é rico em substâncias nutritivas - alimento abundante ao seu redor - primeiros seres vivos eram heterótrofos - sem oxigênio – degradação do alimento = anaeróbico
  • 6. HipóteseHipótese heterotróficaheterotrófica - aumento da população através da reprodução e - mudanças nas condições climáticas da Terra (diminuição da síntese prebiótica de matéria orgânica) - escassez de alimentos - aparecimento das primeiras células autotróficas.
  • 7. - primeiros seres eram simples. - viviam no mar --- rico em substâncias nutritivas – caldo nutritivo e sem O2 - abundância de alimentos --- 1º seres utilizavam alimentos já prontos como fonte de energia - (heterótrofos) HipóteseHipótese heterotróficaheterotrófica
  • 8. O alimento tem que ser degradado para obtenção de energia. - via metabólica mais simples sem O2 = fermentação (processo anaeróbico) - mais comum é a alcoólica (glicose → álcool etílico + 2 CO2 + E) HipóteseHipótese heterotróficaheterotrófica
  • 9. - fotossíntese - modificação na composição da atmosfera - com o O2 na atmosfera – sobrevivência dos seres capazes de utilizar esse O2 na degradação dos alimentos para obtenção de E (seres aeróbicos) Respiração aeróbica: C6H12O6 + 6 O2 → 6 CO2 + 6 H2O + E Respiração anaeróbica: C6H12O6 → 2 C2H5OH + 2 CO2 + E etanol HipóteseHipótese heterotróficaheterotrófica
  • 10. Hipótese Heterótrofa Fermentação (glicose → etanol + CO2 + E ) Fotossíntese (CO2 + H2O + luz → glicose + O2) Respiração (O2 + glicose → CO2 + H2O + E)
  • 11. A fermentação, a fotossíntese e a respiração permanecem ao longo do tempo e ocorrem nos organismos que vivem atualmente na Terra Hipótese heterotrófica Fermentação Fotossíntese Respiração
  • 12. - primeiros seresprimeiros seres vivosvivos produziam oproduziam o próprio alimento.próprio alimento. (autótrofos)(autótrofos) Hipótese autotróficaHipótese autotrófica
  • 13. Aceitando-se a hipótese autotrófica, somosAceitando-se a hipótese autotrófica, somos obrigados a acreditar que repentinamente surgiu um serobrigados a acreditar que repentinamente surgiu um ser vivo já muito complexo logo de início.vivo já muito complexo logo de início. Contra essa hipótese existe uma objeção muitoContra essa hipótese existe uma objeção muito séria: os autótrofos sintetizam alimentos orgânicos a custaséria: os autótrofos sintetizam alimentos orgânicos a custa de uma série extremamente complexa de reaçõesde uma série extremamente complexa de reações químicas, exigindo que o organismo também sejaquímicas, exigindo que o organismo também seja complexo.complexo. A teoria da evolução biológica, contra a qual não háA teoria da evolução biológica, contra a qual não há objeções sérias, afirma que os primeiros seres vivos devemobjeções sérias, afirma que os primeiros seres vivos devem ter sido bastante simples, levando muito tempo para seter sido bastante simples, levando muito tempo para se tornarem complexos, portanto, os biólogos não aceitamtornarem complexos, portanto, os biólogos não aceitam esta hipótese, pois vai contra a teoria da evolução.esta hipótese, pois vai contra a teoria da evolução. Hipótese autotróficaHipótese autotrófica
  • 14. - 1977 descobertas as fontes termais submarinas, locais de onde emanam gases quentes e sulfurosos que saem de aberturas no assoalho marinho. Nestes locais a vida é abundante. Muitas bactérias que aí vivem são autótrofas. - processo diferente da fotossíntese (sem luz) - quimiossíntese: obtenção de energia a partir da reação entre substâncias inorgânicas Hipótese autotróficaHipótese autotrófica
  • 15. QuimiossínteseQuimiossíntese  Reação que libera energia química, convertida da energiaReação que libera energia química, convertida da energia de ligação dos compostos inorgânicos oxidados.de ligação dos compostos inorgânicos oxidados.  A energia quimica liberada é empregada na produção deA energia quimica liberada é empregada na produção de compostos orgânicos e liberação de gás oxigênio (Ocompostos orgânicos e liberação de gás oxigênio (O22), a), a partir da reação entre o dióxido de carbono (COpartir da reação entre o dióxido de carbono (CO22) e água) e água molecular (Hmolecular (H22O).O). - Primeira etapa- Primeira etapa Composto Inorgânico + OComposto Inorgânico + O22 → Compostos Inorgânicos→ Compostos Inorgânicos oxidados + Energia Químicaoxidados + Energia Química - Segunda etapa- Segunda etapa
  • 16. A energia liberada por esta reação pode ser usada pelas bactérias para quebrar o CO2 do meio e aproveitar o C na síntese de compostos orgânicos essenciais para vida. Sendo assim, a quimiossíntese (processo autótrofo) teria surgido primeiro. Depois teriam surgido a FERMENTAÇÃO, FOTOSSÍNTESE E A RESPIRAÇÃO. Hipótese autotróficaHipótese autotrófica
  • 17. O CO2, liberado para o ambiente pela fermentação, ao lado da evolução dos seres para sistemas mais complexos e, ainda, da alta competição pela matéria orgânica favoreceu os seres que eram capazes de utilizar o CO2, luz solar e água para produzir sua matéria orgânica, liberando o O2 para atmosfera. Esses foram os primeiros AUTÓTROFOS (anaeróbios). Com a quantidade maior de O2 disponível e uma complexidade maior puderam evoluir os primeiros HETERÓTROFOS. Hipótese autotróficaHipótese autotrófica
  • 18. De acordo com a hipótese heterotrófica a vida teria surgido por meio das seguintes etapas: - Formação de Aminoácidos - Formação de Proteínas - Formação de Coacervados - Obtenção de Energia - Capacidade de Reprodução - Aparecimento de Autotrófos - Predomínio de Autotrófos - Aparecimento de Aeróbios
  • 19. - HIPÓTESE HETEROTRÓFICA Os primeiros seres vivos eram heterótrofos. Devido à escassez de alimento – surgimento dos autótrofos. PRIMEIRO SER VIVO
  • 20. - HIPÓTESE AUTOTRÓFICA Os primeiros seres vivos eram autótrofos quimiossintetizantes. (ARQUEOBACTÉRIAS)
  • 21. PROVÁVEL SEQUÊNCIA EVOLUTIVA SERES QUIMIOSSINTETIZANTES SERES FERMENTADORES SERES FOTOSSINTETIZANTES SERES AERÓBIOS
  • 22. Organismos unicelularesOrganismos unicelulares MultiplicamMultiplicam-se-se Gastando os compostosGastando os compostos orgânicos já formadosorgânicos já formados Luz SolarLuz Solar Para formar compostos orgânicosPara formar compostos orgânicos (através da liberação de O(através da liberação de O22)) = Células fotossintéticas == Células fotossintéticas = Oxigênio O2 Ozônio O3 (Retém as radiações) O que permite... Aos seres marinhos colonizarem e evoluírem em ambiente terrestre. Por quê ? Porque a camada de ozônio filtra os raios UV,, logo a temperatura diminui.
  • 23. 1. Podemos dizer que as primeiras células surgiram por geração espontânea? Sim. Gases inorgânicos da atmosfera primitiva reagiram para formarem as primeiras moléculas orgânicas . 2. Essa ideia de geração espontânea é igual à defendida pelos seguidores da abiogênese? Não. A abiogênese defendia que até hoje certos seres surgiam a partir da matéria inanimada graças ao princípio vital nela contida. A geração espontânea aconteceu unicamente na Terra primitiva – há 3,4 bilhões de anos – para formar os primeiros seres e a partir de então cada ser surge de outro pré- existente.
  • 24. 3. Qual foi o acontecimento que marcou o surgimento da primeira célula? A combinação de COACERVADOS – aglomerados protéicos – Isso possibilitou o surgimento da reprodução que caracteriza a VIDA. 4. Como eram os primeiros genes? As primeiras moléculas hereditárias eram cadeias pequenas de RNA.
  • 25. Origem das células O problema da origem das células procarióticas e eucarióticas está diretamente relacionado com a origem da vida em nosso planeta. Nos itens anteriores, vimos que antes da evolução biológica houve um longo período de evolução prebiótica durante o qual se formaram as moléculas orgânicas. É razoável supor que a primeira célula que surgiu era estruturalmente simples certamente um procarionte heterotrófico. Admite-se que, com o passar do tempo, tenham surgido em células procariontes um sistema capaz de utilizar a energia do sol, permitindo a realização da fotossíntese. Surgiam, assim, as células procariotas autótrofas. Supõe-se que o passo seguinte no processo evolutivo, tenha sido o aparecimento das células eucariotas a partir das procariotas.
  • 27. As primeiras célulasAs primeiras células
  • 28. As primeiras células PROCARIÓTICAS Não se tem certeza da data exata do surgimento do 1º ser vivo. Os cientistas têm encontrado indícios de vida em rochas que datam de 3,8 bilhões de anos na Groelândia, mas esses indícios baseiam-se em formas do C14 que representam a atividade metabólica de seres vivos. O registro fóssil mais antigo de um ser vivo que se conhece até hoje data de cerca de 3,5 bilhões de anos.
  • 29. As primeiras células PROCARIÓTICASSeres como esses foram encontrados em rochas chamadas estromatólitos, no sul da África e oeste da Austrália. Essas rochas são muito semelhantes aos “tapetes” estratificados formados atualmente em algumas lagunas de oceanos de águas quentes. Os fósseis mais antigos encontrados nos estromatólitos parecem ser de procariontes fotossintetizantes.
  • 30. O surgimento das células EUCARIÓTICAS O registro fóssil da primeira célula eucariótica data de 1,7 bilhão de anos, mas supõem-se que os eucariontes tenham surgido um pouco antes. Teriam surgido a partir das células procarióticas que apresentaram evaginações e invaginações da membrana plasmática, tornando-se mais complexas.
  • 31. A B EVOLUÇÃO DE PROCARIONTE PARA EUCARIONTE
  • 32. Teoria endossimbióticaTeoria endossimbiótica Provável origem das mitocôndrias eProvável origem das mitocôndrias e cloroplastos.cloroplastos.
  • 33.
  • 34.
  • 35. Formação da Lua Formam-se os Oceanos Cometas lançados por Jupiter Finda a fase de impactos frequentes Rochas δ13 C Isua GroenlandiaCamadas de FeO3 (BIF) Vida desenvolvida Estromatólitos Australia Fósseis mais antigosO2 livre na atmosfera Impactos esterilizantes Vida estável
  • 36. 4,56 4,52 4,45 4,00 3,86 3,80 3,46 G. anos Formação da LuaFormam-se os Oceanos Cometas lançados por Jupiter Finda a fase de impactos frequentes Rochas δ13 C Isua GroenlandiaCamadas de FeO3 (BIF) Vida desenvolvida Estromatólitos Australia Fósseis mais antigosO2 livre na atmosfera TEMPO Impactos esterilizantes Vida estável