SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Baixar para ler offline
Texto 1
Anvisa pode decidir pelo fim de emagrecedores
Maior consumidor de sibutramina do mundo, Brasil, pode por fim a essa substância. É
porque a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, (Anvisa) pretende dar um posicionamento, em
breve, se vai ou não retirar os remédios de circulação.
Em Brasília, nesta semana o assunto virou discussão e entre os participantes de um evento.
Entre eles estavam o cardiologista dinamarquês Christian Torp-Pedersen. Para o especialista, a
sibutramina aumenta em 16% os riscos de problemas cardíacos em pacientes com fatores de risco.
Entretanto, ele considera que a substância pode trazer benefícios para os pacientes obesos sem
risco associado.
De acordo com Dirceu Brás Aparecido Barbano, diretor da Anvisa, no ano passado o mundo
consumiu 5,6 toneladas do medicamento no mundo. Desse total, 55% foi vendido no Brasil. Os
números revelam que existe uma indicação excessiva das drogas para emagrecer no país. “Em
2009, os Estados Unidos consumiram 5 quilos e o Brasil, 170 quilos. Há algo errado”, disse Barbano
Para o farmacêutico, tutor do Portal Educação, Ronaldo Jesus Costa, a tendência da Anvisa
é seguir o que já ocorre em inúmeros países, como Estados Unidos, Europa, Argentina, Chile e
México e proibir ao menos a sibutramina. “É bem verdade que há uma tendência de proibir os
demais, porém contrariando a classe médica que argumentam ser necessário mais estudos,
baseando-se no direito do paciente de receber tratamento. Claro que são os médicos responsáveis
pelo excesso de prescrição, o que sugere a necessidade de mais imparcialidade na discussão”,
esclarece Ronaldo Costa.
Mas não é só a sibutramina que está preste a ser descartada, é que houve uma defesa para
que o Ministério da Saúde financie estudos e pesquisas que comprove a eficácia e a segurança de
três das quatro drogas: anfepramona, femproporex e mazindol.
Com a resposta de uma futura pesquisa será possível até indicar qual o melhor
medicamento para o quadro individual de obesidade. “Os obesos precisam de respostas, de
indicações terapêuticas”, defendeu Walmir Coutinho, presidente da Associação Internacional de
Estudo de Obesidade.
RedaCEM
10.3
Ano/Série: 1ª Ensino Médio Entrega: 12/03/2017
Tema: Perigos da Automedicação e seu Avanço no Brasil.
.
Texto 2
"A obesidade infantil aumentou cinco vezes nos últimos 20 anos no Brasil, acusa a
nutricionista Sylvia Elisabeth Sanner, de São Paulo. Entre as principais consequências, ela cita
aumento de casos de diabetes e problemas cardiovasculares, além do aumento dos níveis de
colesterol e triglicérides. De acordo com o médico-nutricionista Fábio Ancona Lopez, vice-
presidente da Sociedade de Pediatria de São Paulo, a obesidade infantil já atinge cerca de 10% das
crianças brasileiras. Independente das cifras, o médico argentino Júlio Ribeiro afirma, categórico,
que a obesidade é uma das piores aquisições da civilização".
O Que é Obesidade?
A obesidade é uma enfermidade crônica que se acompanha de múltiplas complicações,
caracterizada pela acumulação excessiva de gordura em uma magnitude tal que compromete a
saúde, explica o Consenso Latino Americano em Obesidade. Entre as complicações mais comuns
está o diabete mellitus, a hipertensão arterial, as dislipidemias, as alterações osteomusculares e o
incremento da incidência de alguns tipos de carcinoma e dos índices de mortalidade.
A obesidade é ainda o resultado de ingerir mais energia que a necessária. Não há dúvidas
que este consumo excessivo pode iniciar-se em fases muito remotas da vida, nas quais as
influências culturais e os hábitos familiares possuem um papel fundamental. Por isso dizemos que
a obesidade possui fatores de caráter múltiplo, tais como os genéticos, psicossociais, cultural-
nutricionais, metabólicos e endócrinos. A obesidade, portanto, é gerada pela interação entre
fatores genéticos e culturais, assim como familiares.
Ainda de acordo com o Consenso, existe uma clara tendência entre os membros de uma
mesma família possuírem um índice de massa corporal (IMC) similar. São várias as publicações
científicas que demonstraram uma correlação entre o IMC de pais e filhos, o que sugere que,
provavelmente, tanto os genes como um ambiente familiar compartilhado, contribuem ao
desenvolvimento da obesidade.
Proposta de Redação
A obesidade é uma das maiores problemáticas da modernidade. Escreva um texto
dissertativo-argumentativo relacionando essa questão aos perigos da automedicação no Brasil.
Use, no mínimo, 20 linhas e não deixe de expor a situação problema e apresentar proposta de
solução.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Obesidade 7º a.... ketiza e bárbara
Obesidade 7º a.... ketiza e bárbaraObesidade 7º a.... ketiza e bárbara
Obesidade 7º a.... ketiza e bárbaracunhaluis
 
Obesidade infantil - Muito Além do Peso
Obesidade infantil - Muito Além do PesoObesidade infantil - Muito Além do Peso
Obesidade infantil - Muito Além do PesoKethlen Martins
 
Homens e mulheres não são iguais quanto a perda de peso
Homens e mulheres não são iguais quanto a perda de pesoHomens e mulheres não são iguais quanto a perda de peso
Homens e mulheres não são iguais quanto a perda de pesoJoe Pinheiro
 

Mais procurados (6)

Obesidade na infância
Obesidade na  infânciaObesidade na  infância
Obesidade na infância
 
SÍNDROME METABOLICA
SÍNDROME METABOLICASÍNDROME METABOLICA
SÍNDROME METABOLICA
 
Obesidade Infantil
Obesidade InfantilObesidade Infantil
Obesidade Infantil
 
Obesidade 7º a.... ketiza e bárbara
Obesidade 7º a.... ketiza e bárbaraObesidade 7º a.... ketiza e bárbara
Obesidade 7º a.... ketiza e bárbara
 
Obesidade infantil - Muito Além do Peso
Obesidade infantil - Muito Além do PesoObesidade infantil - Muito Além do Peso
Obesidade infantil - Muito Além do Peso
 
Homens e mulheres não são iguais quanto a perda de peso
Homens e mulheres não são iguais quanto a perda de pesoHomens e mulheres não são iguais quanto a perda de peso
Homens e mulheres não são iguais quanto a perda de peso
 

Destaque

English cem high school 1st grade - 10.2
English cem   high school 1st grade - 10.2English cem   high school 1st grade - 10.2
English cem high school 1st grade - 10.2MatheusMesquitaMelo
 
English cem high school 1st grade - 10.1
English cem   high school 1st grade - 10.1English cem   high school 1st grade - 10.1
English cem high school 1st grade - 10.1MatheusMesquitaMelo
 
Manual do aluno de produção textual em-admin-think
Manual do aluno de produção textual   em-admin-thinkManual do aluno de produção textual   em-admin-think
Manual do aluno de produção textual em-admin-thinkMatheusMesquitaMelo
 
English cem high school 2nd grade - 20.1
English cem   high school 2nd grade - 20.1English cem   high school 2nd grade - 20.1
English cem high school 2nd grade - 20.1MatheusMesquitaMelo
 
Radioatividade terceirão
Radioatividade   terceirãoRadioatividade   terceirão
Radioatividade terceirãovaldecirkelvin
 
English cem high school 2nd grade - 20.2
English cem   high school 2nd grade - 20.2English cem   high school 2nd grade - 20.2
English cem high school 2nd grade - 20.2MatheusMesquitaMelo
 

Destaque (20)

1ª série reda cem - 10.4
1ª série   reda cem -  10.41ª série   reda cem -  10.4
1ª série reda cem - 10.4
 
English cem high school 1st grade - 10.2
English cem   high school 1st grade - 10.2English cem   high school 1st grade - 10.2
English cem high school 1st grade - 10.2
 
Cronograma projeto de cinema 2017
Cronograma projeto de cinema 2017Cronograma projeto de cinema 2017
Cronograma projeto de cinema 2017
 
Reda cem lista 10.1
Reda cem lista 10.1Reda cem lista 10.1
Reda cem lista 10.1
 
English cem high school 1st grade - 10.1
English cem   high school 1st grade - 10.1English cem   high school 1st grade - 10.1
English cem high school 1st grade - 10.1
 
1ª série reda cem - 10.2
1ª série   reda cem -  10.21ª série   reda cem -  10.2
1ª série reda cem - 10.2
 
Manual do aluno de produção textual em-admin-think
Manual do aluno de produção textual   em-admin-thinkManual do aluno de produção textual   em-admin-think
Manual do aluno de produção textual em-admin-think
 
2ª série reda cem - 20.3
2ª série   reda cem -  20.32ª série   reda cem -  20.3
2ª série reda cem - 20.3
 
2ª série reda cem - 20.4
2ª série   reda cem -  20.42ª série   reda cem -  20.4
2ª série reda cem - 20.4
 
8º ano reda cem - 8.4
8º ano   reda cem - 8.48º ano   reda cem - 8.4
8º ano reda cem - 8.4
 
Mat cem lista 7.3
Mat cem   lista 7.3Mat cem   lista 7.3
Mat cem lista 7.3
 
1ª série reda cem - 10.5
1ª série   reda cem -  10.51ª série   reda cem -  10.5
1ª série reda cem - 10.5
 
English cem high school 2nd grade - 20.1
English cem   high school 2nd grade - 20.1English cem   high school 2nd grade - 20.1
English cem high school 2nd grade - 20.1
 
Radioatividade terceirão
Radioatividade   terceirãoRadioatividade   terceirão
Radioatividade terceirão
 
Reda cem lista 20.1
Reda cem lista  20.1Reda cem lista  20.1
Reda cem lista 20.1
 
1ª série reda cem - 10.3
1ª série   reda cem -  10.31ª série   reda cem -  10.3
1ª série reda cem - 10.3
 
2ª série reda cem - 20.2
2ª série   reda cem -  20.22ª série   reda cem -  20.2
2ª série reda cem - 20.2
 
English cem high school 2nd grade - 20.2
English cem   high school 2nd grade - 20.2English cem   high school 2nd grade - 20.2
English cem high school 2nd grade - 20.2
 
English cem 8th grade - 8.2
English cem   8th grade - 8.2English cem   8th grade - 8.2
English cem 8th grade - 8.2
 
English cem 9th grade - 9.2
English cem   9th grade - 9.2English cem   9th grade - 9.2
English cem 9th grade - 9.2
 

Semelhante a 1ª série reda cem - 10.3

Revista da ABESO 2016 - Obesidade e Infertilidade - Evidências clinicas - Dr ...
Revista da ABESO 2016 - Obesidade e Infertilidade - Evidências clinicas - Dr ...Revista da ABESO 2016 - Obesidade e Infertilidade - Evidências clinicas - Dr ...
Revista da ABESO 2016 - Obesidade e Infertilidade - Evidências clinicas - Dr ...Conrado Alvarenga
 
Obesidade e câncer nas políticas públicas
Obesidade e câncer nas políticas públicasObesidade e câncer nas políticas públicas
Obesidade e câncer nas políticas públicasOncoguia
 
Resenha muito além do peso
Resenha   muito além do pesoResenha   muito além do peso
Resenha muito além do pesoDeiciane Araújo
 
Alimentação saudavel
Alimentação saudavelAlimentação saudavel
Alimentação saudavelKeylla Tayne
 
PESO DESEQUILIBRADO; SOBREPESO, OBESIDADE
PESO DESEQUILIBRADO; SOBREPESO, OBESIDADEPESO DESEQUILIBRADO; SOBREPESO, OBESIDADE
PESO DESEQUILIBRADO; SOBREPESO, OBESIDADEVan Der Häägen Brazil
 
Obesidade Infantil e Atividade Física
Obesidade Infantil e Atividade FísicaObesidade Infantil e Atividade Física
Obesidade Infantil e Atividade FísicaLuciano Daniel Silva
 
Proposta 1 de redação enem 2017
Proposta 1 de redação enem 2017Proposta 1 de redação enem 2017
Proposta 1 de redação enem 2017ananiasdoamaral
 
Por que adoecemos? - Uma reflexão a partir do livro "Ponto de Mutação na Saúd...
Por que adoecemos? - Uma reflexão a partir do livro "Ponto de Mutação na Saúd...Por que adoecemos? - Uma reflexão a partir do livro "Ponto de Mutação na Saúd...
Por que adoecemos? - Uma reflexão a partir do livro "Ponto de Mutação na Saúd...Wallace Liimaa
 
Obesidade infantil e aterosclerose
Obesidade infantil e ateroscleroseObesidade infantil e aterosclerose
Obesidade infantil e aterosclerosegisa_legal
 
Obesidade é uma doença multifatorial e exige tratamento multidisciplinar
Obesidade é uma doença multifatorial e exige tratamento multidisciplinarObesidade é uma doença multifatorial e exige tratamento multidisciplinar
Obesidade é uma doença multifatorial e exige tratamento multidisciplinarVan Der Häägen Brazil
 
Obesidade é uma Doença Multifatorial e exige Tratamento Multidisciplinar
Obesidade é uma Doença Multifatorial e exige Tratamento MultidisciplinarObesidade é uma Doença Multifatorial e exige Tratamento Multidisciplinar
Obesidade é uma Doença Multifatorial e exige Tratamento MultidisciplinarVan Der Häägen Brazil
 
Risco cardiovascular em crianças e adolescentes
Risco cardiovascular em crianças e adolescentesRisco cardiovascular em crianças e adolescentes
Risco cardiovascular em crianças e adolescentesgisa_legal
 

Semelhante a 1ª série reda cem - 10.3 (20)

Revista da ABESO 2016 - Obesidade e Infertilidade - Evidências clinicas - Dr ...
Revista da ABESO 2016 - Obesidade e Infertilidade - Evidências clinicas - Dr ...Revista da ABESO 2016 - Obesidade e Infertilidade - Evidências clinicas - Dr ...
Revista da ABESO 2016 - Obesidade e Infertilidade - Evidências clinicas - Dr ...
 
Obesidade Infantil
Obesidade InfantilObesidade Infantil
Obesidade Infantil
 
Posicionamento inca-sobrepeso-obesidade-2017
Posicionamento inca-sobrepeso-obesidade-2017Posicionamento inca-sobrepeso-obesidade-2017
Posicionamento inca-sobrepeso-obesidade-2017
 
WebQuest Português Farmácia Nova Faculdade
WebQuest Português Farmácia Nova FaculdadeWebQuest Português Farmácia Nova Faculdade
WebQuest Português Farmácia Nova Faculdade
 
Obesidade Infantil
Obesidade InfantilObesidade Infantil
Obesidade Infantil
 
Obesidade e câncer nas políticas públicas
Obesidade e câncer nas políticas públicasObesidade e câncer nas políticas públicas
Obesidade e câncer nas políticas públicas
 
Resenha muito além do peso
Resenha   muito além do pesoResenha   muito além do peso
Resenha muito além do peso
 
Alimentação saudavel
Alimentação saudavelAlimentação saudavel
Alimentação saudavel
 
PESO DESEQUILIBRADO; SOBREPESO, OBESIDADE
PESO DESEQUILIBRADO; SOBREPESO, OBESIDADEPESO DESEQUILIBRADO; SOBREPESO, OBESIDADE
PESO DESEQUILIBRADO; SOBREPESO, OBESIDADE
 
Sintonia da Saúde 12-07-17
Sintonia da Saúde 12-07-17Sintonia da Saúde 12-07-17
Sintonia da Saúde 12-07-17
 
Obesidade Infantil e Atividade Física
Obesidade Infantil e Atividade FísicaObesidade Infantil e Atividade Física
Obesidade Infantil e Atividade Física
 
Proposta 1 de redação enem 2017
Proposta 1 de redação enem 2017Proposta 1 de redação enem 2017
Proposta 1 de redação enem 2017
 
Anticancer
AnticancerAnticancer
Anticancer
 
Síntese
SínteseSíntese
Síntese
 
Por que adoecemos? - Uma reflexão a partir do livro "Ponto de Mutação na Saúd...
Por que adoecemos? - Uma reflexão a partir do livro "Ponto de Mutação na Saúd...Por que adoecemos? - Uma reflexão a partir do livro "Ponto de Mutação na Saúd...
Por que adoecemos? - Uma reflexão a partir do livro "Ponto de Mutação na Saúd...
 
Obesidade infantil e aterosclerose
Obesidade infantil e ateroscleroseObesidade infantil e aterosclerose
Obesidade infantil e aterosclerose
 
Obesidade é uma doença multifatorial e exige tratamento multidisciplinar
Obesidade é uma doença multifatorial e exige tratamento multidisciplinarObesidade é uma doença multifatorial e exige tratamento multidisciplinar
Obesidade é uma doença multifatorial e exige tratamento multidisciplinar
 
Obesidade é uma Doença Multifatorial e exige Tratamento Multidisciplinar
Obesidade é uma Doença Multifatorial e exige Tratamento MultidisciplinarObesidade é uma Doença Multifatorial e exige Tratamento Multidisciplinar
Obesidade é uma Doença Multifatorial e exige Tratamento Multidisciplinar
 
Agressão da Obesidade em Nosso Corpo
Agressão da Obesidade em Nosso CorpoAgressão da Obesidade em Nosso Corpo
Agressão da Obesidade em Nosso Corpo
 
Risco cardiovascular em crianças e adolescentes
Risco cardiovascular em crianças e adolescentesRisco cardiovascular em crianças e adolescentes
Risco cardiovascular em crianças e adolescentes
 

Mais de MatheusMesquitaMelo

9º ano reda cem - 9.32-arena e barra
9º ano   reda cem - 9.32-arena e barra9º ano   reda cem - 9.32-arena e barra
9º ano reda cem - 9.32-arena e barraMatheusMesquitaMelo
 
9º ano reda cem - 9.32-arena e barra
9º ano   reda cem - 9.32-arena e barra9º ano   reda cem - 9.32-arena e barra
9º ano reda cem - 9.32-arena e barraMatheusMesquitaMelo
 
8º ano reda cem - 8.32-todas as unidades
8º ano   reda cem - 8.32-todas as unidades8º ano   reda cem - 8.32-todas as unidades
8º ano reda cem - 8.32-todas as unidadesMatheusMesquitaMelo
 
7º ano reda cem - 7.32-barra e jpa
7º ano   reda cem - 7.32-barra e jpa7º ano   reda cem - 7.32-barra e jpa
7º ano reda cem - 7.32-barra e jpaMatheusMesquitaMelo
 
6º ano reda cem - 6.32-arena e barra
6º ano   reda cem - 6.32-arena e barra6º ano   reda cem - 6.32-arena e barra
6º ano reda cem - 6.32-arena e barraMatheusMesquitaMelo
 
2º série reda cem - 20.32-barra
2º série   reda cem -  20.32-barra2º série   reda cem -  20.32-barra
2º série reda cem - 20.32-barraMatheusMesquitaMelo
 
1ª serie reda cem - 10.32-arena
1ª serie   reda cem -  10.32-arena1ª serie   reda cem -  10.32-arena
1ª serie reda cem - 10.32-arenaMatheusMesquitaMelo
 
English cem high school 2nd grade - 20.15
English cem   high school 2nd grade - 20.15English cem   high school 2nd grade - 20.15
English cem high school 2nd grade - 20.15MatheusMesquitaMelo
 
English cem high school 1st grade - 10.15
English cem   high school 1st grade - 10.15English cem   high school 1st grade - 10.15
English cem high school 1st grade - 10.15MatheusMesquitaMelo
 
English cem 9th grade more 4 - 9.15
English cem   9th grade more 4 - 9.15English cem   9th grade more 4 - 9.15
English cem 9th grade more 4 - 9.15MatheusMesquitaMelo
 

Mais de MatheusMesquitaMelo (20)

9º ano reda cem - 9.32-arena e barra
9º ano   reda cem - 9.32-arena e barra9º ano   reda cem - 9.32-arena e barra
9º ano reda cem - 9.32-arena e barra
 
9º ano reda cem - 9.32-arena e barra
9º ano   reda cem - 9.32-arena e barra9º ano   reda cem - 9.32-arena e barra
9º ano reda cem - 9.32-arena e barra
 
8º ano reda cem - 8.32-todas as unidades
8º ano   reda cem - 8.32-todas as unidades8º ano   reda cem - 8.32-todas as unidades
8º ano reda cem - 8.32-todas as unidades
 
7º ano reda cem - 7.32-barra e jpa
7º ano   reda cem - 7.32-barra e jpa7º ano   reda cem - 7.32-barra e jpa
7º ano reda cem - 7.32-barra e jpa
 
6º ano reda cem - 6.32-jpa
6º ano   reda cem - 6.32-jpa6º ano   reda cem - 6.32-jpa
6º ano reda cem - 6.32-jpa
 
6º ano reda cem - 6.32-arena e barra
6º ano   reda cem - 6.32-arena e barra6º ano   reda cem - 6.32-arena e barra
6º ano reda cem - 6.32-arena e barra
 
2º série reda cem - 20.32-jpa
2º série   reda cem -  20.32-jpa2º série   reda cem -  20.32-jpa
2º série reda cem - 20.32-jpa
 
2º série reda cem - 20.32-barra
2º série   reda cem -  20.32-barra2º série   reda cem -  20.32-barra
2º série reda cem - 20.32-barra
 
1º série reda cem - 10.32-jpa
1º série   reda cem -  10.32-jpa1º série   reda cem -  10.32-jpa
1º série reda cem - 10.32-jpa
 
1ª serie reda cem - 10.32-arena
1ª serie   reda cem -  10.32-arena1ª serie   reda cem -  10.32-arena
1ª serie reda cem - 10.32-arena
 
9º ano reda cem - 9.32-jpa
9º ano   reda cem - 9.32-jpa9º ano   reda cem - 9.32-jpa
9º ano reda cem - 9.32-jpa
 
1º série reda cem - 10.31
1º série   reda cem -  10.311º série   reda cem -  10.31
1º série reda cem - 10.31
 
9º ano reda cem - 9.31
9º ano   reda cem - 9.319º ano   reda cem - 9.31
9º ano reda cem - 9.31
 
8º ano reda cem - 8.31
8º ano   reda cem - 8.318º ano   reda cem - 8.31
8º ano reda cem - 8.31
 
7º ano reda cem - 7.31
7º ano   reda cem - 7.317º ano   reda cem - 7.31
7º ano reda cem - 7.31
 
6º ano reda cem - 6.31
6º ano   reda cem - 6.316º ano   reda cem - 6.31
6º ano reda cem - 6.31
 
2º série reda cem - 20.31
2º série   reda cem -  20.312º série   reda cem -  20.31
2º série reda cem - 20.31
 
English cem high school 2nd grade - 20.15
English cem   high school 2nd grade - 20.15English cem   high school 2nd grade - 20.15
English cem high school 2nd grade - 20.15
 
English cem high school 1st grade - 10.15
English cem   high school 1st grade - 10.15English cem   high school 1st grade - 10.15
English cem high school 1st grade - 10.15
 
English cem 9th grade more 4 - 9.15
English cem   9th grade more 4 - 9.15English cem   9th grade more 4 - 9.15
English cem 9th grade more 4 - 9.15
 

Último

Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOColégio Santa Teresinha
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfangelicass1
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfdio7ff
 

Último (20)

Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
 
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
 

1ª série reda cem - 10.3

  • 1. Texto 1 Anvisa pode decidir pelo fim de emagrecedores Maior consumidor de sibutramina do mundo, Brasil, pode por fim a essa substância. É porque a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, (Anvisa) pretende dar um posicionamento, em breve, se vai ou não retirar os remédios de circulação. Em Brasília, nesta semana o assunto virou discussão e entre os participantes de um evento. Entre eles estavam o cardiologista dinamarquês Christian Torp-Pedersen. Para o especialista, a sibutramina aumenta em 16% os riscos de problemas cardíacos em pacientes com fatores de risco. Entretanto, ele considera que a substância pode trazer benefícios para os pacientes obesos sem risco associado. De acordo com Dirceu Brás Aparecido Barbano, diretor da Anvisa, no ano passado o mundo consumiu 5,6 toneladas do medicamento no mundo. Desse total, 55% foi vendido no Brasil. Os números revelam que existe uma indicação excessiva das drogas para emagrecer no país. “Em 2009, os Estados Unidos consumiram 5 quilos e o Brasil, 170 quilos. Há algo errado”, disse Barbano Para o farmacêutico, tutor do Portal Educação, Ronaldo Jesus Costa, a tendência da Anvisa é seguir o que já ocorre em inúmeros países, como Estados Unidos, Europa, Argentina, Chile e México e proibir ao menos a sibutramina. “É bem verdade que há uma tendência de proibir os demais, porém contrariando a classe médica que argumentam ser necessário mais estudos, baseando-se no direito do paciente de receber tratamento. Claro que são os médicos responsáveis pelo excesso de prescrição, o que sugere a necessidade de mais imparcialidade na discussão”, esclarece Ronaldo Costa. Mas não é só a sibutramina que está preste a ser descartada, é que houve uma defesa para que o Ministério da Saúde financie estudos e pesquisas que comprove a eficácia e a segurança de três das quatro drogas: anfepramona, femproporex e mazindol. Com a resposta de uma futura pesquisa será possível até indicar qual o melhor medicamento para o quadro individual de obesidade. “Os obesos precisam de respostas, de indicações terapêuticas”, defendeu Walmir Coutinho, presidente da Associação Internacional de Estudo de Obesidade. RedaCEM 10.3 Ano/Série: 1ª Ensino Médio Entrega: 12/03/2017 Tema: Perigos da Automedicação e seu Avanço no Brasil. .
  • 2. Texto 2 "A obesidade infantil aumentou cinco vezes nos últimos 20 anos no Brasil, acusa a nutricionista Sylvia Elisabeth Sanner, de São Paulo. Entre as principais consequências, ela cita aumento de casos de diabetes e problemas cardiovasculares, além do aumento dos níveis de colesterol e triglicérides. De acordo com o médico-nutricionista Fábio Ancona Lopez, vice- presidente da Sociedade de Pediatria de São Paulo, a obesidade infantil já atinge cerca de 10% das crianças brasileiras. Independente das cifras, o médico argentino Júlio Ribeiro afirma, categórico, que a obesidade é uma das piores aquisições da civilização". O Que é Obesidade? A obesidade é uma enfermidade crônica que se acompanha de múltiplas complicações, caracterizada pela acumulação excessiva de gordura em uma magnitude tal que compromete a saúde, explica o Consenso Latino Americano em Obesidade. Entre as complicações mais comuns está o diabete mellitus, a hipertensão arterial, as dislipidemias, as alterações osteomusculares e o incremento da incidência de alguns tipos de carcinoma e dos índices de mortalidade. A obesidade é ainda o resultado de ingerir mais energia que a necessária. Não há dúvidas que este consumo excessivo pode iniciar-se em fases muito remotas da vida, nas quais as influências culturais e os hábitos familiares possuem um papel fundamental. Por isso dizemos que a obesidade possui fatores de caráter múltiplo, tais como os genéticos, psicossociais, cultural- nutricionais, metabólicos e endócrinos. A obesidade, portanto, é gerada pela interação entre fatores genéticos e culturais, assim como familiares. Ainda de acordo com o Consenso, existe uma clara tendência entre os membros de uma mesma família possuírem um índice de massa corporal (IMC) similar. São várias as publicações científicas que demonstraram uma correlação entre o IMC de pais e filhos, o que sugere que, provavelmente, tanto os genes como um ambiente familiar compartilhado, contribuem ao desenvolvimento da obesidade. Proposta de Redação A obesidade é uma das maiores problemáticas da modernidade. Escreva um texto dissertativo-argumentativo relacionando essa questão aos perigos da automedicação no Brasil. Use, no mínimo, 20 linhas e não deixe de expor a situação problema e apresentar proposta de solução.