Centro Federal De EducaçãO TecnolóGica Do Pará

3.313 visualizações

Publicada em

Apresentação da aula de FTME Eja.

Publicada em: Negócios, Tecnologia
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.313
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Centro Federal De EducaçãO TecnolóGica Do Pará

  1. 1. Centro Federal de Educação Tecnológica do Pará Diretoria De Ensino Superior Coordenação Do Curso De Pedagogia Licenciatura em Pedagogia PLANO DE AULA Princípios-Políticos-Pedagógicos
  2. 2. Plano de Aula <ul><li>Disciplina: </li></ul><ul><li>Fundamentos Teóricos e Metodológicos do Ensino da EJA. </li></ul><ul><li>Tema : </li></ul><ul><li>PRINCÍPIOS POLÍTICO-PEDAGÓGICOS </li></ul>
  3. 3. Alunos : <ul><li>Renata Seabra Brito. </li></ul><ul><li>Natalina Ferreira Nunes </li></ul><ul><li>Daniela de Medeiros Alcolumbre </li></ul><ul><li>Diene Ádria Matos da Rosa </li></ul><ul><li>Ronaldo Martins Gomes </li></ul><ul><li>Aghata Christie Farias </li></ul><ul><li>Gabriela Costa </li></ul><ul><li>Antonio Carlos Vilhena </li></ul><ul><li>Maria de Nazaré Sena </li></ul><ul><li>Pâmela Emanuelle Brito Chagas </li></ul>
  4. 4. Objetivos: <ul><li>Geral: </li></ul><ul><ul><li>Analisar e compreender os princípios políticos pedagógicos da EJA </li></ul></ul>
  5. 5. Especifico: <ul><li>Explicar a partir da visão do autor a dinâmica dos princípios político-pedagógicos, </li></ul><ul><li>Analisar a conjuntura da EJA na América Latina e no Brasil. </li></ul><ul><li>Formular um pensamento crítico sobre a EJA. </li></ul>
  6. 6. Conteúdos: <ul><li>Educação de adulto (algumas reflexões). </li></ul><ul><ul><li>Falar-se-á sobre a educação de jovens e adultos na América Latina, de seu amadurecimento e de suas mudanças. E sobre a educação popular; seu conceito e “benefícios” em prol de uma educação de jovens e adultos emancipadora e mais critica. </li></ul></ul>
  7. 7. <ul><li>Estados, Políticas Públicas e Educação de Adultos </li></ul><ul><ul><li>Será explicada a categoria corporativismo para atender a educação de adultos; refletindo a imagem do Estado mediante a um conjunto de acordos e negociações com certos setores patronais e operários. </li></ul></ul><ul><ul><li>Partindo da análise de Carlos Alberto Torres, esta fala pretende apresentar as idéias do autor acerca da administração de Paulo Freire frente à Secretaria Municipal de Educação do Estado de São Paulo na gestão de Luiza Erundina (1989-1992) </li></ul></ul>
  8. 8. <ul><li>Educação de Jovens e Adultos (corrente e tendências). </li></ul><ul><ul><li>Serão apresentadas as correntes e tendências da Educação de Jovens e Adulto elucidando os conceitos de: Educação de Adultos, Educação não formal e Educação popular, sob a ótica de professor Moacir Gadotti, com exceção deste último, que será analisado segundo a perspectiva (emancipatória) de Carlos Rodrigues Brandão. </li></ul></ul><ul><ul><li>Abordará-se, posteriormente, o porquê de uma Educação de Jovens e Adultos. A evolução do conceito da educação popular no contexto latino-americano e a história da educação de adultos no Brasil segundo Vanilda Paiva. E as perspectivas atuais tomando como parâmetro à relação de um Estado mínimo e Educação Popular. </li></ul></ul>
  9. 9. <ul><li>Educação de Jovens e Adultos (problemas e perspectivas) </li></ul><ul><ul><li>Explanar-se-á sobre o Senador Darcy Ribeiro que criticava a educação de jovens e adultos. E a partir do substitutivo do Senador Cid Sabóia, em que houve muitas disputas de poder no Congresso Nacional para que pudesse garantir a Educação de Jovens e Adultos, ou seja, a sua universalização embora a Constituição Federal/1988 já estivesse contemplado esse direito da EJA. </li></ul></ul><ul><ul><li>Em seguida, discutir-se-á os dois projetos postos para a educação de jovens e adultos. Sendo eles: um projeto para aprovar LDB, “defendido” por Darcy Ribeiro e outro defendido por Gadotti e outros educadores numa perspectiva emancipatória. </li></ul></ul>
  10. 10. Recurso didático necessário: <ul><li>Quadro e pincel. </li></ul><ul><li>Cartolina </li></ul>
  11. 11. Bibliografia <ul><li>BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil . Senado Federal, Brasília: Subsecretaria de Edições Técnicas. 2006 </li></ul><ul><li>FREIRE, Paulo . Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 15ª ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996. </li></ul>
  12. 12. <ul><li>____________. Pedagogia do Oprimido, 24ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005. </li></ul><ul><li>GADOTTI, Moacir & ROMÃO. José E. (orgs). Educação de Jovens e Adultos: Teoria e Pratica e propostas- 4ª ed. São Paulo: Cortez: Instituto Paulo Freire, 2001. </li></ul><ul><li>OLIVEIRA, Inês Barbosa. Reflexões acerca da organização curricular e das práticas pedagógicas na EJA . Ed. UFPR, Curitiba, 2007. </li></ul>
  13. 13. FIM Aula do dia 01/10/2008

×