PROCESSO SELETIVO 2011
CADERNO DE PROVAS
PROCESSO SELETIVO 2011
ORIENTAÇÕES AO CANDIDATO
PROVAS OBJETIVAS/
REDAÇÃO
QUESTÕES
PONTOS
POSSÍVEIS
Língua Portuguesa/Lite...
QUESTÕES OBJETIVAS - Língua Portuguesa/Literatura P. 1
ESPÍRITO NATALINO
“Homem disfarçado de Papai Noel tenta
matar publi...
P. 2 QUESTÕES OBJETIVAS - Língua Portuguesa/Literatura
4- O termo em destaque que tem função anafórica no texto
é:
a) “mas...
QUESTÕES OBJETIVAS - Língua Portuguesa/Literatura P. 3
8- Leia: “Aqui não se cultiva escândalos, mal-feitos,
roubalheira…”...
P. 4 QUESTÕES OBJETIVAS - Matemática
11- Considerando o fato de que três torneiras ligadas
simultaneamente, enchem uma cai...
QUESTÕES OBJETIVAS - Matemática P. 5
13- Se a área de uma face lateral de um prisma triangular
regular mede 20 , e a área ...
P. 6 QUESTÕES OBJETIVAS - Matemática
17- Em uma sala há 03 homens e 04 mulheres, com esse
grupo pretende-se formar uma com...
PROPOSTAS DE REDAÇÃO P. 7
INSTRUÇÕES
Leia as duas propostas e escolha uma delas.
Elabore sua redação com no mínimo 20 e no...
P. 8 PROPOSTAS DE REDAÇÃO
TEXTO 2 TEXTO 3
Tecendo a manhã
Um galo sozinho não tece uma manhã:
ele precisará sempre de outr...
P. 9 FOLHA DE REDAÇÃO - Rascunho
PROPOSTA ESCOLHIDA: 1 2
Título:
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Caderno de provas 2011- Questões de Interpretação - Ensino Médio

8.745 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.745
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
118
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Caderno de provas 2011- Questões de Interpretação - Ensino Médio

  1. 1. PROCESSO SELETIVO 2011 CADERNO DE PROVAS
  2. 2. PROCESSO SELETIVO 2011 ORIENTAÇÕES AO CANDIDATO PROVAS OBJETIVAS/ REDAÇÃO QUESTÕES PONTOS POSSÍVEIS Língua Portuguesa/Literatura................ 1 - 10 10 Matemática............................................ 11- 20 10 Redação................................................ - - - 20 ATENÇÃO:  Verifique se o seu CPF e seu Curso estão corretos no Cartão de Respostas e na Folha de Redação.  Leia cuidadosamente as questões e marque a resposta correta no Cartão de Respostas. Há apenas uma alternativa correta para cada questão (a, b, c, d ou e).  Observe criteriosamente as orientações no Cartão de Respostas, evitando descuidos que poderão anular sua(s) resposta(s). Só há um Cartão de Respostas para cada candidato.  Utilize o Rascunho para elaborar sua Redação.  Faça a Redação e preencha o Cartão de Respostas com caneta de tinta azul ou preta.  As provas devem ser feitas individualmente e sem consulta. Qualquer tentativa de fraude implicará o cancelamento de sua inscrição.  Você terá 210 min (3 h e 30 min) para fazer as provas, ao concluí-las entregue ao Fiscal o Cartão de Respostas e a Folha de Redação.  Assine a Lista de Comparecimento que será passada pelo Fiscal.  Saídas da sala de provas só serão permitidas na companhia do Fiscal.  Sua ausência da sala só será autorizada após decorridos 30 min do início da prova.
  3. 3. QUESTÕES OBJETIVAS - Língua Portuguesa/Literatura P. 1 ESPÍRITO NATALINO “Homem disfarçado de Papai Noel tenta matar publicitária em SP.” (Caderno Cotidiano - FSP – 18-12-01) Primeira coisa que ele fez, ao chegar em casa, foi tirar a roupa de Papai Noel: estava muito quente, suava em bicas. Também se queixou de dor na coluna. Isso é por causa do saco que você carrega, observou a mulher. De fato pesava bastante, o tal saco. A razão ficou óbvia quando ele esvaziou o conteúdo sobre a mesa: revólveres, granadas, submetralhadoras, vários pentes de munição. Já não dá para sair de casa sem um arsenal, resmungou. O seu mau humor era tão óbvio que ela tentou amenizá-lo, puxando conversa. - Como foi o seu dia, perguntou. - Um desastre - foi azeda a resposta. - Mais uma vez errei a pontaria. Já é a segunda vez nesta semana. - Isto é o cansaço - disse ela. - Você precisa de um repouso. Amanhã você vai ficar em casa, não vai? - De que jeito? Tenho trabalho. - Amanhã? No dia de Natal? - O que é que você quer? É a minha última chance de usar a fantasia de Papai Noel. Tenho de aproveitar. Suspirou: - Vida de pistoleiro de aluguel é assim mesmo, mulher. Natal, Ano Novo, essas coisas para nós não existem. Primeiro a obrigação. Depois a celebração. Ela ficou pensando um instante. - Neste caso — disse —, vamos antecipar a nossa festinha de Natal. Vou lhe dar o seu presente. Abriu um armário e de lá tirou um caprichado embrulho. Surpreso, o homem o abriu com mãos trêmulas. E aí o seu rosto se iluminou: - Um colete à prova de balas! Exatamente o que eu queria! Como é que você adivinhou? - Ora - disse ela, modesta - afinal de contas eu conheço você há um bocado de tempo. Ele examinava o colete, maravilhado. E aí notou que ele era todo enfeitado com minúsculos desenhos. - O que é isto? - Perguntou intrigado. Ela explicou: eram pequenas árvores de Natal e desenhos do Papai Noel, trabalho de uma habilidosa bordadeira nordestina: - Para você lembrar-se de mim quando estiver trabalhando. Ele começou a chorar baixinho. Em silêncio, ela o abraçou. Compreendia perfeitamente o que se passava com ele. Ninguém é imune ao espírito natalino. Moacyr Scliar 1- Sobre o texto, está correto afirmar: a) É uma narrativa em primeira pessoa, cujo personagem principal tem como profissão pistoleiro. b) A história é uma ficção baseada em notícia de jornal. c) O motivo do “Papai Noel” errar seu alvo por duas vezes, era a roupa que vestia, pois lhe deixava constrangido. d) O presente dado pela esposa fez o marido mudar de profissão. 2- O trecho: “... suava em bicas”, presente na segunda linha do texto, traz em si um sentido figurado, conhecido como sentido conotativo. A opção abaixo que apresenta no texto a mesma ideia é: a) “Já não dá para sair de casa sem um arsenal, resmungou” (L. 5) b) “ Mais uma vez errei a pontaria.” (L. 8) c) “- Neste caso - disse -, vamos antecipar a nossa festinha de Natal.” (L. 20) d) “Surpreso, o homem o abriu com mãos trêmulas.” (L. 22 e 23) e) “- Vida de pistoleiro de aluguel é assim mesmo, mulher.” (L. 17) SETE ANOS DE PASTOR Sete anos de pastor Jacob servia Labão, pai de Raquel, serrana bela; mas não servia ao pai, servia a ela, e a ela só por prêmio pretendia. Os dias, na esperança de um só dia, passava, contentando-se com vê-la; porém o pai, usando de cautela, em lugar de Raquel lhe dava Lia. Vendo o triste pastor que com enganos lhe fora assi negada a sua pastora, como se não a tivera merecida; começa de servir outros sete anos, dizendo: - Mais servira, se não fora para tão longo amor tão curta a vida! Luís de Camões 3- A respeito do texto acima, todas as afirmativas estão corretas, exceto: a) É um texto narrativo-interpretativo sobre uma história bíblica. b) O “trabalho” é tratado de modo raro. c) O soneto aproxima amor e serviço, como numa relação de vassalagem. d) Em decorrência da morosidade dos anos, Jacó casa- se com Lia. e) Há claramente uma oposição do desejado (Raquel) e do obtido (Lia).
  4. 4. P. 2 QUESTÕES OBJETIVAS - Língua Portuguesa/Literatura 4- O termo em destaque que tem função anafórica no texto é: a) “mas não servia ao pai, servia a ela” b) “em lugar de Raquel lhe dava Lia” c) “começa a servir outros sete anos” d) “como se não a tivera merecida” e) “para tão longo amor tão curta a vida!” 6- Leia a tira: . 7- Leia a notícia abaixo:: 5- A palavra “se” pode assumir diferentes significados, de acordo com a sua função na frase. Assinale a alternativa em que o sentido de “se” equivale ao que se verifica no 2º verso da 4ª estrofe do poema de Luís de Camões. a) Ele se entregou sem reclamar. b) Não se compra um amigo. c) Diria a verdade se soubesse. d) Será verdade que se era mais feliz antigamente? e) José deixou-se convencer pelos argumentos dos companheiros. O humor presente na tirinha decorre principalmente do fato de a personagem Mafalda: a) Atribuir no último quadrinho o aviso à humanidade. b) Considerar que o homem é incapaz de consertar tanto o orelhão quanto a humanidade. c) Considerar a informação do cartaz injusta. d) Usar corretamente a ideia presente no cartaz. e) Concluir que humanidade e orelhões são iguais http://www.objetivandodisponibilizar.com.br/wordpress/wp-content/uploads/2010/05/capturar.jpg As palavras sela e cela são homônimas homófonas e, pela semelhança, causam transtorno para alguns na aplicação da forma correta. Assinale o item em que se trocou o emprego adequado de um dos homônimos a) O político teve seu mandato cassado. b) A mãe então coseu o vestido para que a filha fosse à festa. c) Precisa apressar os alimentos para serem vendidos. d) Creio que Jesus acendeu aos céus. e) Encontrei o que eu queria na seção de laticínios
  5. 5. QUESTÕES OBJETIVAS - Língua Portuguesa/Literatura P. 3 8- Leia: “Aqui não se cultiva escândalos, mal-feitos, roubalheira…” A frase acima, pronunciada pelo ex-candidato à presidência da república José Serra, foi publicada no jornal O Globo, em 31-3-2010. Nela ocorre um erro de concordância verbal. A opção que também está em desacordo com a gramática é: a) A maioria das notas fiscais é tirada no computador. b) Passavam-se meses e nada acontecia. c) Precisa-se de bons alunos. d) Ainda haviam dez pessoas no local. e) As secretárias parecem ter gostado do estagiário. Leia o texto e responda às questões 9 e 10. A INCAPACIDADE DE SER VERDADEIRO Paulo tinha fama de mentiroso. Um dia chegou em casa dizendo que vira no campo dois dragões-da- independência cuspindo fogo e lendo fotonovelas. A mãe botou-o de castigo, mas na semana seguinte ele veio contando que caíra no pátio da escola um pedaço de lua, todo cheio de buraquinhos, feito queijo, e ele provou e tinha gosto de queijo. Desta vez Paulo não só ficou sem sobremesa, como foi proibido de jogar futebol durante quinze dias. Quando o menino voltou falando que todas as borboletas da terra passaram pela chácara de Siá Elpídia e queriam formar um tapete voador para transportá-lo ao sétimo céu, a mãe decidiu levá-lo ao médico. Após o exame, o Dr. Epaminondas abanou a cabeça: - Não há nada a fazer, Dona Coló. Esse menino é mesmo um caso de poesia. Carlos Drummond de Andrade, Contos Plausíveis 9- Segundo o texto: a) Só mente quem é poeta. b) O sinônimo de mentira é fantasia. c) Um poeta mistura mentira e sonho. d) Mentira e imaginação são diferentes. e) Paulo era doente porque era poeta. 10- Em: “como foi proibido de jogar futebol durante quinze dias”, o termo em destaque está no masculino singular porque concorda com o substantivo “Paulo”. Marque a alternativa em que houve erro de concordância nominal. a) Conheci as belas mãe e filha. b) Água é bom para sua saúde. c) Foi proibido entrada de pessoas estranhas. d) Irmão e primo recém-chegado estiveram aqui. e) A jovem chegou meia insegura.
  6. 6. P. 4 QUESTÕES OBJETIVAS - Matemática 11- Considerando o fato de que três torneiras ligadas simultaneamente, enchem uma caixa de água de 63 em dez horas, quantas horas dez torneiras, semelhantes às primeiras, levarão para encher uma outra caixa com 126 . a) 6 horas b) 1 hora e 30 minutos c) 6 horas e 40 minutos d) 8 horas e) 7 horas e 20 minutos 12- Um laboratório trabalha em uma fórmula desenvolvendo um medicamento para tratar uma moléstia grave. Tal medicamento foi testado no ano 2000 e obteve um resultado positivo de 5% de cura para os pacientes que se submeteram ao tratamento. Considerando o fato que o resultado não foi dos melhores, foram acrescentados novos componentes químicos na fórmula do medicamento, e no ano de 2010, foi feito mais um teste, então, 25% dos pacientes tiveram seu problema de saúde curado. Fazendo uma perspectiva sobre o uso desse medicamento sem acrescentar quaisquer outras substâncias, observou-se que em 2015, o resultado de cura em pacientes que usarão o medicamento produzido será de apenas 10% como se pode observar pelo gráfico a seguir. Considerando que a variável x representa o tempo, em anos, contando a partir de 2000 (x = 0) e y representa a porcentagem dos pacientes que obtiveram êxito no tratamento da moléstia estudada, a curva que representa esses dados é definida por: a) = −2 + 5 0 < ≤ 10 3 − 15 10 < ≤ 15 b) = 2 + 5 0 < ≤ 10 3 − 15 10 < ≤ 15 c) = 2 + 5 0 ≤ ≤ 10 −3 + 55 10 ≤ ≤ 15 d) = 2 + 5 0 < ≤ 10 3 − 55 10 < ≤ 15 e) = −2 + 5 0 < ≤ 10 3 − 5 10 ≤ ≤ 15
  7. 7. QUESTÕES OBJETIVAS - Matemática P. 5 13- Se a área de uma face lateral de um prisma triangular regular mede 20 , e a área da base mede 4√3 , então seu volume mede: a) 15√3 b) 20√3cm c) 40√3cm d) 8 litros e) 25 litros 14- Se o quadrilátero ABCD, representado pela figura abaixo, tem área igual a oito unidades, então a abscissa do ponto D vale: a) 5 b) 3 c) 7 d) 4 e) 15- Seja a matriz de ordem dois com = 2 − , ≤ 3 − , > , então vale: a) 2 −1 0 1 b) 2 1 0 1 c) 2 0 −1 1 d) 2 0 1 1 e) 2 0 1 −1 16- Se , e c são as raízes da equação polinomial − − 4 + 4 = 0, então 2 + 3 − vale: a) 2 b) 1 c) – 1 d) – 2 e)
  8. 8. P. 6 QUESTÕES OBJETIVAS - Matemática 17- Em uma sala há 03 homens e 04 mulheres, com esse grupo pretende-se formar uma comissão de 03 pessoas. Se essa comissão tiver pelo menos 01 mulher, então o número de possibilidades para se formar a comissão é: a) 34 b) 35 c) 12 d) 36 e) 18 18- Anagramas são senhas formadas a partir das letras de uma determinada palavra, logo o número de anagramas que podem ser formadas com a palavra AGAPE é: a) 120 b) 210 c) 75 d) 125 e) 60 19- De um grupo de três homens e quatro mulheres pretende- se formar uma comissão de três pessoas. A probabilidade dessa comissão ter pelo menos uma mulher é aproximadamente: a) 34,3% b) 100% c) 51,4% d) 36% e) 97,1% 20- Sabendo que o sistema 2 – + = −5 + 3 − = 3 3 + 2 + 3 = 1 é possível e determinado e que o conjunto solução é formado pela terna ( , , ), então, a soma e o produto dos elementos da terna do conjunto solução valem respectivamente: a) (−2 − 4) b) (−1 4) c) (−4 1) d) (1 − 4) e) (1 4)
  9. 9. PROPOSTAS DE REDAÇÃO P. 7 INSTRUÇÕES Leia as duas propostas e escolha uma delas. Elabore sua redação com no mínimo 20 e no máximo 25 linhas. Use a linguagem adequada para cada proposta. Dê um título ao seu texto. A Versão Definitiva deverá ser escrita em tinta azul ou preta. Os Quadros C1, C2, C3 da Folha de Redação - Versão Definitiva serão preenchidas pela CEPS. A fuga ao tema implicará a anulação da mesma A ideia de se trabalhar em equipe surgiu no momento em que o homem percebeu que a soma dos conhecimentos e habilidades individuais facilitariam o atingir dos objetivos. TEXTO 1 A RATOEIRA Um rato, olhando pelo buraco na parede, vê o fazendeiro e sua esposa abrindo um pacote. Pensou logo no tipo de comida que poderia haver ali. Ao descobrir que era uma ratoeira ficou aterrorizado. Correu ao pátio da fazenda advertindo a todos – Há uma ratoeira na casa, uma ratoeira na casa! A galinha, então, disse: - Desculpe-me Sr. Rato, eu entendo que isso seja um grande problema para o senhor, mas não me incomoda. O rato foi até o porco e lhe disse: - Há uma ratoeira na casa, uma ratoeira! - Desculpe-me Sr. Rato, disse o porco, mas não há nada que eu possa fazer, a não ser rezar. Fique tranquilo que o senhor será lembrado nas minhas preces. O rato dirigiu-se então à vaca. Ela lhe disse: - O que Sr. Rato? Uma ratoeira? Por acaso estou em perigo? Acho que não! Então o rato voltou para a casa, cabisbaixo e abatido, para encarar a ratoeira do fazendeiro. Naquela noite ouviu-se um barulho, como o de uma ratoeira pegando sua vítima. A mulher do fazendeiro correu para ver o que havia caído na ratoeira. No escuro, ela não viu que a ratoeira havia prendido a cauda de uma cobra venenosa. E a cobra picou a mulher… O fazendeiro a levou imediatamente ao hospital. Ela voltou com febre. Todo mundo sabe que para alimentar alguém com febre, nada melhor que uma canja de galinha. O fazendeiro pegou seu cutelo (pequeno facão) e foi providenciar o ingrediente principal. Como a doença da mulher continuava, os amigos e vizinhos vieram visitá-la. Para alimentá-los o fazendeiro matou o porco. A mulher não melhorou e acabou morrendo. Muita gente veio para o funeral. O fazendeiro então sacrificou a vaca, para alimentar todo aquele povo. Na próxima vez que você ouvir dizer que alguém está diante de um problema e acreditar que o problema não lhe diz respeito, lembre-se que, quando há uma ratoeira na casa, toda a fazenda corre risco.
  10. 10. P. 8 PROPOSTAS DE REDAÇÃO TEXTO 2 TEXTO 3 Tecendo a manhã Um galo sozinho não tece uma manhã: ele precisará sempre de outros galos. De um que apanhe esse grito que ele e o lance a outro; de um outro galo que apanhe o grito de um galo antes e o lance a outro; e de outros galos que com muitos outros galos se cruzem os fios de sol de seus gritos de galo, para que a manhã, desde uma teia tênue, se vá tecendo, entre todos os galos. E se encorpando em tela, entre todos, se erguendo tenda, onde entrem todos, se entretendendo para todos, no toldo (a manhã) que plana livre de armação. A manhã, toldo de um tecido tão aéreo que, tecido, se eleva por si: luz balão. João Cabral de Melo Neto (1920-1999) TEXTO 4 "Uma tribo sozinha é fácil de partir, mas várias tribos juntas jamais partem.” Genghis Khan, um guerreiro da Mongólia, que viveu no século XIII CONSIDERANDO QUE OS TEXTOS ACIMA TÊM CARÁTER APENAS MOTIVADOR, ESCOLHA UMA DAS PROPOSTAS A SEGUIR PARA CONSTRUÇÃO DE SEU TEXTO. PROPOSTA 1 PROPOSTA 2 Redija um texto dissertativo-argumentativo a respeito do seguinte tema: “Alimentar o trabalho em equipe é acima de tudo uma questão de sobrevivência”. Redija um texto narrativo, em primeira pessoa, utilizando discurso direto, em que a personagem principal, a partir do companheirismo, vence seu vaidoso ego
  11. 11. P. 9 FOLHA DE REDAÇÃO - Rascunho PROPOSTA ESCOLHIDA: 1 2 Título: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30

×