Mês da Bíblia - História de Israel - Aliança

6.070 visualizações

Publicada em

Mês da Bíblia - História de Israel - Aliança

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.070
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
98
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mês da Bíblia - História de Israel - Aliança

  1. 1. História de Israel – Aliança Autoria de ir. Mary Donzellini, mjc http://marydonzellinimjc.blogspot.com/ HISTÓRIA DE ISRAEL - ALIANÇA A Alia]1. A Aliança é o ponto central da Bíblian Qual a sua importância ? Quando Deus realizou conosco a Aliança? Todos os povos têm a sua história. Muitos povos ficaram só com a históriado passado e hoje não existe continuidade. O Povo de Israel, o Povo de Deus, do Deus da Aliança nasceu quando Javése revela que existe - Ex 3, 14-15. Para o Povo de Israel sua história temsentido porque se refere ao encontro do Povo com seu Deus. A palavra ALIANÇA tem um conceito muito rico: em hebraico BERIT e emlatim: TESTAMENTUM. Nós traduzimos por: pacto, vínculo, comunhão, união, diálogo, casamento,tratado. Da primeira a última página da Bíblia, a Bíblia reflete a Aliança que Deusfez com os homens, em seus diversos aspectos:promessa com Patriarcas, aliança;no Sinai, aceitação da aliança, compromisso , fidelidades, infidelidades à Aliança,crises, ... ate a Nova Aliança com Jesus Cristo. A Bíblia é o Livro que nos fala da Aliança. As duas partes da Bíblia: Antigo e Novo Testamento (testamento =Aliança), Antiga Aliança e Nova Aliança. Deus sempre quis fazer uma Aliança com o homem. Tão forte é este desejode Deus que Ele criou o homem à sua imagem e semelhança. Aliança com Noé - Gn 9, 1-17 - É a segunda etapa do Plano Divino - Deuspromete não destruir a vida - sinal: arco-íris. A iniciativa ê de Deus. Só >. Deus secompromete. Ele pede que o homem apenas se abstenha de sangue (Gn 9,4) istoé - VIDA - que pertence só a Deus. Aliança com Abraão - Terceira etapa da História de Israel: Deus escolheum homem para fazer Aliança com ele. Inclui uma promessa de Deus: numerosadescendência e possuirá uma Terra. Exige: circuncisão (profissão de fé, como um sinal visível dentro de umacomunidade para identificar a descendência de Abraão com o qual Deus faz a suaPromessa (Gn 17). Uma outra exigência é a de permanecer na presença de Deus: Deus .vivo,pessoal. Os pagãos tinham deuses mudos não falavam, não sentiam, não ouviam(SI.133,16-17). Rito da Aliança - Animais eram cortados em duas partes, colocando uma parteem frente a outra e os contratantes passavam pelo meio delas, invocando sobre simaldição (=vítima) conforme o cumprimento do contrato (Gn 15, 9-10. 17 e Jr 34,18-19). Autoria de ir. Mary Donzellini, mjc
  2. 2. História de Israel – Aliança Autoria de ir. Mary Donzellini, mjc http://marydonzellinimjc.blogspot.com/ O sangue tirado dos animais servia para o ritual: imergiam as mãos e aspergia-se o altar e o povo. O sangue é muito importante no ritual da Aliança porque eleera considerado como alma, vida. A aspersão com o sangue criava entre aspessoas laço de vida sagrada.(Ex 24, 7-8) Outra maneira de celebrar a Aliança era tomar uma refeição em comum (Gn26,30; 31,54; Js 9,14 ; 2Sm 9,10; SI 40, 10). Outro modo era comer sal em comum (Nm 18,19; 2 Cr 13,5) . Elesacreditavam que o sal os ligava, ou então, que o sal era um sinal de preservaçãocomo sugere Mt 5,13 (no sentido de recordar a aliança no meio da sociedade) Aliança do Sinai - A saída do Egito é o ponto de destaque da História deIsrael. É no Sinai que Israel, libertado do Egito, deixa de ser um bando de fugitivose se torna Povo de Deus mediante uma Aliança. Esta Aliança do Sinai é a mais importante do Antigo Testamento. A partir destaaliança as pessoas se constituíram POVO. O culto a Javé se torna ReligiãoNacional de Israel, porque o povo se sentiu povo escolhido pelo próprio Deus. Ex 6,7; Ex 19, 5-6; Lv 26,11. De agora em diante, Israel deverá prestar culto aJavé e Ele se compromete estar entre o povo Ex 29,46. A Aliança do Sinai é diferente das outras alianças: Ê condicional: Deus é nosso Deus e nós somos o seu povo - todos irmãostendo um único Deus. Exige contínua fidelidade e vigilância (Ex 24,7-8).O sinal será o repousosabático - Ex 31, 16-17. Exige compromisso - que se resumia no Decálogo. Dez palavras queenvolviam a Aliança e se dirige a cada pessoa e ao povo. Exige uma resposta deamor: “Amaras o Senhor de todo o coração... (Ouve, ó Israel)...” (Dt 6,4-9). Ainfidelidade à Aliança é semelhante a um casamento infiel. Os profetas usamexpressões conjugais para alertar a esta infidelidade: “ comportamento adúltero “ ,“ prostituição”. “Não mataras, não terás outros deuses...” A Aliança para o Povo de Deus é o fio condutor de sua história O Código da Aliança - Ex 20, 22s - desenvolve o decálogo Profetas - Os profetas zelam pela Aliança: a anunciam e denunciam ainfidelidade. Jeremias anuncia a NOVA ALIANÇA - Jr 31,31a partir da expressão: “Eu sereivosso Deus e vós sereis o meu Povo” Jr 31,33; 11,4; 30,20; 31; Ez 36,28; 37,27 ;Zc 8,8. A novidade da NOVA ALIANÇA tem três aspectos: 1.Iniciativa de Deus para perdoar nossos pecados; 2. a responsabilidade pessoal e 3. a interiorização da religião. Autoria de ir. Mary Donzellini, mjc
  3. 3. História de Israel – Aliança Autoria de ir. Mary Donzellini, mjc http://marydonzellinimjc.blogspot.com/ Deixar de ser puramente exterior para atingir o coração do homem. Ez 11,20 -tirarei o coração de pedra e colocarei um coração de carne Um coração novo Ez36,26-27 . Coração de pedra: é duro, frio, impenetrável, sem vida. Coração de carne: é macio, quente, amoroso, vivo. NOVA ALIANÇA - JESUS CRISTO - A Nova Aliança e realizada com JesusCristo. Deus vivo, pessoal, misericordioso quis que os laços com a humanidadefossem eternos. Não mais pelo sangue dos animais, mas pelo sangue de seupróprio Filho Jesus Cristo. No sacrifício da cruz se realiza o término da caminhada de Deus em busca deuma nova humanidade. Jo 3,16 .” Amou-nos até o fim” Jo 13, Na Aliança com Abraão, as pessoas são “amigas de Deus, aliadas de Deus” .Com Jesus Cristo, as pessoas são convidadas a serem “filhos de Deus”. ComMoisés.. “Eis o sangue da Aliança”... Ex 28,8 Com Jesus Cristo ... Mt 26,28 e Mc14,24 “Este é o meu sangue, sangue da Aliança que será derramado por muitos”. Lc 22,20 e l Cor 11,25 “Este e a Nova Aliança em meu sangue que êderramado por vós.” Pactos - Decálogo - Mt 22,37; 23,6 ; Mc 12,30-31; Lc 10,27 ; Jo 1 EUCARISTIA - Celebração da Nova Aliança Se não se celebra na Missa a Nova e Eterna Aliança, não se tem nada acelebrar. A Aliança da Nova Lei tem para nós o significado de atingir a salvação: - Porque este é o Meu sangue, sangue da Aliança, que vai ser derramadopor muitos para remissão dos pecados. Eu vos digo: Não beberei mais desteproduto da videira até ao dia em que o hei de beber de novo convosco no Reinode Meu Pai. (Mt 26:28,29). - Depois da ceia, fez o mesmo com o cálice dizendo: "Este cálice é a NovaAliança em meu sangue, que é derramado em favor de vós". (Lc.22/20). - Do mesmo modo, depois de cear, tomou o cálice e disse: "Este cálice é aNova Aliança em meu sangue ; todas as vezes que o beberdes, fazei-o emmemória de mim". (1 Cor 11:25). Esta Nova Aliança ultrapassa a Antiga Aliança por causa do sacerdócio deCristo que é superior ao sacerdócio do Antigo Testamento; por causa do Sanguede Cristo que é o mais puro de qualquer outra vítima possível; por causa do"Testamento" da morte de Cristo que é a maior garantia possível, uma vez que aSua Ressurreição é o mais seguro "Testamento" para confirmar a nossa fé nEle ea nossa esperança de salvação. Depois de Cristo ainda a Nova Aliança continua. Esta Nova Aliança permanece viva entre nós, sob o domínio eresponsabilidade do Magistério da Igreja, que alimenta a fé do Novo Povo de Deus– a Igreja. Autoria de ir. Mary Donzellini, mjc
  4. 4. História de Israel – Aliança Autoria de ir. Mary Donzellini, mjc http://marydonzellinimjc.blogspot.com/ Apesar de hoje como sempre a pessoa humana não ser fiel à Nova Aliança,Deus é sempre fiel, e convida-nos à profissão da nossa fé em ordem ao Seu planosalvífico, o plano da História da Salvação. - Um contínuo questionamento à nossa vida e a vida de nossas comunidades. - Um desafio no campo social, técnico, científico, religioso... - A transformação de nossas atitudes, valores. Troca de nosso egoísmo, poderambição a solidariedade na história das pessoas. 1. Fazer confronto com “Eu serei o teu Deus e sereis o meu Povo” com aoração PAI NOSSO. 2. Ver os símbolos da Aliança e tentar comparar com nossa vida e a vida denossa comunidade. 3. Quais são as manifestações de fidelidade à Aliança em minha comunidade? 4. O que seria do Povo de Israel (Antigo e Novo Testamento - Igreja hoje) setirassem a Aliança como fio condutor de nossa história? Eu serei o teu Deus Te darei VIDA ,Te defenderei Tu serás o meu povo - me reconhecerás como Deus único e verdadeiro. - escutarás a nossa voz - me darás culto - cumprirão o meu plano vivendo como irmão em solidariedade e fraternidade. SACRAMENTOSBatismo - para participar de um povo - comunidadeConfirmação - Espírito Santo sela a Aliança e nos dá força para testemunhar aAliança.Reconciliação - quando faltamos a Aliança com Deus e com os irmãosEucaristia - celebramos comunitariamente a nossa Aliança e renovamos o nossocompromisso.Unção - quando nos dispomos ao encontro definitivo com o Senhor consumandoa nossa Aliança.Ordem - Povo servidor da Aliança, para promover a justiça e a paz entre oshomens.Matrimônio - Sinal de Cristo e seu povo (Igreja) Irmã Mary Donzellini - MJC Autoria de ir. Mary Donzellini, mjc
  5. 5. História de Israel – Aliança Autoria de ir. Mary Donzellini, mjc http://marydonzellinimjc.blogspot.com/ JESUS O LIVRO DA NOVA ALIANÇA - Frei Carlos Mesters 1. A antiga aliança estava quebrada No tempo de Jesus a antiga aliança estava quebrada. O sinal da quebra era apresença maciça de marginalizados no meio do povo: leprosos, pecadores,publicanos, prostitutas, estrangeiros, doentes, cegos, surdos, mudos, coxos,possessos, samaritanos, crianças, mulheres, o povo do campo, os pobres... O antigo sistema do faraó e dos reis tinha voltado com outra cara e agoradominava disfarçado, pintado com as cores da fidelidade à lei, ao sábado, àstradições, ao templo, à aliança! Trágica ilusão! Os que em nome da aliançadeveriam ser acolhidos, estavam sendo marginalizados em nome da fidelidade àaliança! Em vez de unir os homens na unidade da aliança, os falsos líderes, emnome desta mesma aliança, provocavam divisões e mais divisões entre próximo enão-próximo, entre puro e impuro, entre judeu e não-judeu, entre obra santa(oração, jejum, esmola) e obra profana, entre tempo santo (sábado) e tempoprofano, entre lugar santo (templo) e lugar profano. Da aliança nada sobrou! 2. A nova aliança em marcha Crescendo no meio daquela situação, Jesus, unido ao Pai, torna-se aluno dosfatos, descobre dentro deles a chegada da hora de Deus e anuncia ao povo:“Esgotou-se o prazo! O reino de Deus está aí! Mudem de vida! Acreditem nestaBoa-nova!” (Mc 1,15). ESGOTOU-SE O PRAZO, O REINO DE DEUS ESTA Al. MUDEM DE VIDA ACREDITE NESTA BOA NOVA.A chegada do Reino é a chegada da nova aliança, anunciada pelos profetas eesperada pelo povo. São Marcos a descreve em marcha na atividade de Jesus ediz qual é o seu objetivo. São sete pontos muito importantes e muito atuais (Mc1,16-45):1. criar comunidade: congregar as pessoas em torno de Jesus e entre si (1,16-20);2. fazer surgir consciência crítica no povo diante dos seus líderes (1,21-22);3. combater o poder do mal, expulsá-lo e, assim, libertar o homem (1,23-28);4. salvar a vida do povo e restaurá-la para o serviço (l, 29-34);5. permanecer unido à raiz que é o Pai, através da oração (1,35);6. manter a consciência da missão e não se fechar no resultado já obtido (1,36-39);7. libertar e reintegrar os marginalizados na convivência humana (1,40-45). Autoria de ir. Mary Donzellini, mjc
  6. 6. História de Israel – Aliança Autoria de ir. Mary Donzellini, mjc http://marydonzellinimjc.blogspot.com/Estes sete pontos colocam algumas perguntas muito sérias para nós: 1. Como você e a sua comunidade estão anunciando o Evangelho? Estão norumo certo? 2. Estão refazendo a aliança ou estão reforçando o sistema do faraó e dos reis? 3. Faça o teste: pegue cada um destes sete pontos e verifique o grau defidelidade da sua prática. “ESTE CÁLICE É A NOVA ALIANÇA NO MEU SANGUE” (Lc 22,20)Onde a Boa-nova do Reino entra na história e começa a atrair as pessoas, elaprovoca conflitos e tensões (Mc 2, 1-3,6; Lc 12,51-53). Por isso, Jesus foi combatido e xingado. Dele disseram de tudo: ateu, semDeus (Jo 9,16), tem o diabo (Mc 3,22), é louco (Mc 3,221), blasfemador (Mt26,65), malfeitor (Jo 18,29), subversivo (Lc 23,2.5), é contra o imposto (Lc23,2), contra o césar (Jo 19,12), contra o templo (Mt 26,61). Quiseram silenciá-lo, mas não conseguiram. Jesus não voltou atrás.Continuou firme, apesar das ameaças. No fim, recorreram ao argumento dosfracos e o mataram. Jesus veio para que todos tivessem a vida, e vida emabundância (Jo 10,10). Por amor à vida, entregou sua vida e morreu (Jo10,15.18; 15,13). Foi a extrema prova do seu amor! “Antes da festa de páscoa, sabendo Jesus que chegara a sua hora depassar deste mundo para o Pai, depois de ter amado os seus, deu-lhes aextrema prova do seu amor”. (Jo 13,1). Foi na noite de páscoa, a noite em que se celebrava a libertaçãodo Egito. Jesus realizou a promessa e concluiu a nova aliança. O momentosolene da nova aliança é descrito assim: “Estando para ser entregue e abraçando livremente a paixão, Jesus tomouo pão, deu graças e o partiu e deu a seus discípulos dizendo: “Tomai e comeitodos vós: Isto é o meu corpo que é dado por vós!” Do mesmo modo, ao fim daceia, ele tomou o cálice em suas mãos, deu graças novamente e o deu a seusdiscípulos dizendo: “Tomai e bebei todos vós: este é o cálice do meusangue, o sangue da nova e eterna aliança, que é derramado por vós epor todos os homens para o perdão dos pecados. Fazei isto para celebrara minha memória” (do roteiro da Missa). Jesus, ele mesmo, com a sua prática, a sua palavra, a sua paixão, morte eressurreição, ele é o Livro da Nova Aliança. É a luz que nos esclarece osentido pleno do Livro da Aliança. Ele é a chave de ouro da leitura da Bíblia! Texto tirado da “BÍBLIA - LIVRO DA ALIANÇA” - Êxodo 19-24 Frei Carlos Mester Autoria de ir. Mary Donzellini, mjc

×