Ebola - Contextualização

309 visualizações

Publicada em

Trabalho sobre o vírus Ebola

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
309
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ebola - Contextualização

  1. 1. Gabriel Martinelli
  2. 2.  A infecção pelo vírus ebola causa uma febre hemorrágica, uma das doenças virais mais perigosas, frequentemente fatal, com índice de mortalidade de 50 a 90% dos casos.
  3. 3.  Ele recebeu essa denominação porque foi identificado pela primeira vez em 1976 na República Democrática do Gongo perto do Rio Ebola.  Uma epidemia ocorreu em 1979, quando 80% das vítimas morreram. Em maio de 1995, a cidade de Mesengo, 150 km de Kikwit foi atingida pelo vírus, que matou mais de cem pessoas. Há suspeitas de casos no Congo e no Sudão. O primeiro desse tipo de vírus apareceu em 1967, foi o Marburg, a partir de células dos rins de macacos verdes de Uganda.
  4. 4.  Febre, dor de cabeça muito forte, fraqueza muscular, dor de garganta e nas articulações, calafrios;  Com o agravamento do quadro, outros sintomas aparecem: náuseas, vômitos e diarreia (com sangue), garganta inflamada, erupção cutânea, olhos vermelhos, tosse, dor no peito e no estômago, insuficiência renal e hepática, hemorragia interna, sangramento pelos olhos, ouvidos, nariz e reto.
  5. 5.  É transmitido pelo contato direto com o sangue, secreções ou sêmen de pessoas portadoras do vírus.
  6. 6.  Não há tratamento ou vacina eficaz . Os doentes devem ser postos em quarentena e os familiares impedidos de tocar no corpo dos falecidos.  ZMapp é uma droga experimental resultante da combinação de três anticorpos monoclonais(gerados pela clonagem de uma única célula) - produzidos em plantas como o tabaco - e, depois, "humanizados". Dois voluntários americanos infectados pelo ebola parecem ter sido salvos pela ação do medicamento. Ressalta-se que o ZMapp nunca tinha sido testado em seres humanos, porém os resultados obtidos em macacos eram promissores
  7. 7.  Procure não frequentar lugares que facilitem a exposição ao vírus ebola;  Evite contato com pessoas infectadas. Quanto mais avançada a doença, maior a concentração de vírus e mais fácil o contágio;  Use vestimentas de proteção, como macacões e botas de borracha, aventais, luvas e máscaras descartáveis e protetores oculares, sempre que tiver de lidar com os pacientes. Sob nenhum pretexto reutilize agulhas e seringas. Instrumentos médicos metálicos que serão reaproveitados devem ser esterilizados;  Só coma alimentos de procedência conhecida;  Lembre que o corpo dos doentes continua oferecendo risco de contágio mesmo depois da morte.

×