Alcântara Machado

1.308 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.308
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
13
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
46
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Alcântara Machado

  1. 1. Alcântara Machado Gabriel Martinelli "Este livro não nasceu livro: nasceu jornal. Estes contos não nasceram contos: nasceram notícias. E este prefácio portanto também não nasceu prefácio: nasceu artigo de fundo". Alcântara Machado
  2. 2. Como tudo começou... • Nasceu em 1901 em São José do Mauá, família de italianos e escritores. • Formou-se em direito, mas não queria seguir a profissão. • Iniciou a carreira de jornalista, na qual chegou a ocupar o cargo de redator- chefe do Jornal do Comércio. • No ano de 1925, viajou à Europa, e de onde se inspirou para escrever crônicas e reportagens que viriam a dar origem ao seu primeiro livro " A volta dos que não foram ", Pathé-Baby.
  3. 3. • Impregnou-se das ideias de vanguarda e assumiu ostensiva posição de combate pela renovação literária, ao lado de Oswald de Andrade, como redator da Revista de Antropofagia. • Escreve, em 1927, sua principal obra: Brás, Bexiga e Barra Funda. • Juntou-se então, em 1931, com Mário de Andrade e dirigiram mais uma publicação, a Revista Nova. • Morreu em 1931, com 34 anos, quando estava sendo operado de uma crise aguda de apendicite.
  4. 4. Características • Em sua obra ele tece uma imagem crítica; • Cenas rápidas, assemelhando-se a fotos instantâneas; • Reconstrução da cena pelo leitor; • Composição híbrida entre conto, crônica e texto jornalístico; • Sem preocupação com o acúmulo de informações;
  5. 5. Obras • Pathé-Baby (1926) • Brás, Bexiga e Barra Funda (1927) • Laranja da China (1928) • Mana Maria (inacabado) • Cavaquinho e saxofone (1940, póstuma)
  6. 6. Brás, Bexiga e Barra funda • Homenageia os imigrantes italianos, seus cantos, maneiras de falar, alegria e movimentações pela cidade de São Paulo. • Ao pisarem o solo brasileiro, carregam a força do trabalho e a vontade de se saírem bem na nova terra. • Ao se adaptarem, misturam-se de forma espontânea, a ponto de se confundirem com a paisagem.
  7. 7. Problemática e temas principais • A luta do Italiano pobre para conseguir seu dinheiro • Ascensão social do italiano • Integração do italiano com o brasileiro • Nomes de firmas ou de lojas que deixaram de existir (vestido do Camilo, Ao Chic Parisiense); • Referências a fatos ou acontecimentos que desapareceram da memória de quase todo mundo.
  8. 8. Trecho da obra “A menina rica viu o enlevo e a inveja da Lisetta. E deu de brincar com o urso. Mexeu-lhe com o toquinho do rabo: e a cabeça do bicho virou para a esquerda, depois para a direita, olhou para cima, depois para baixo. Lisetta acompanhava a manobra. Sorrindo fascinada. E com um ardor nos olhos! O pirulito perdeu definitivamente toda a importância. Agora são as pernas que sobem e descem, cumprimentam, se cruzam, batem umas nas outras. — As patas também mexem, mamã. Olha lá! — Stai ferma! (Esperai) Lisetta sentia um desejo louco de tocar no ursinho. Com jeito, procurou alcançá-lo. A menina rica percebeu, encarou a coitada com raiva, fez uma careta horrível e apertou contra o peito o bichinho que custara cinquenta mil-réis na Casa São Nicolau. — Deixa pegar um pouquinho, um pouquinho só nele, deixa? — Ah! — Scusi, senhora. Desculpe por favor. A senhora sabe, essas crianças são muito levadas. Scusi. Desculpe. A mãe da menina rica não respondeu. Ajeitou o chapeuzinho da filha, sorriu para o bicho, fez uma carícia na cabeça dele, abriu a bolsa e olhou o espelho. Dona Mariana, escarlate de vergonha, murmurou no ouvido da filha: — In casa me lo pagherai!”(Em casa você me paga!)
  9. 9. Bibliografia • http://www.infoescola.com/biografias/alcantara- machado/ • http://pt.wikipedia.org/wiki/Br%C3%A1s,_Bexiga_e_ Barra_Funda • http://www.e-biografias.net/alcantara_machado/ • Acessos em 9 de abril de 2014 • Livro: Português: contexto, interlocução e sentido/Maria Luiza Abaurre, Maria Bernadete M. Abaurre, Marcela Pontara. – São Paulo: Moderna, 2008.

×