Trabalho

121 visualizações

Publicada em

Publicada em: Turismo, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
121
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho

  1. 1. Trabalho de matematica<br />
  2. 2. Panorama do GNV<br />Algumas pessoas revelam-se preocupadas com o futuro do GNV no Brasil. Os gráficos e textos abaixo as tranquilizarão:<br />
  3. 3. O gráfico abaixo mostra que o Brasil está investindo violentamente na independência do GNV, aumentando vertiginosamente as extrações.<br />
  4. 4. Temor com oferta de gás boliviano perde força :<br />A expectativa de que a oferta adicional de gás natural originário do litoral brasileiro (Nordeste e Sudeste) reduza a importância do insumo fornecido pela Bolívia dentro da matriz energética nacional nos próximos anos já impulsiona a elaboração de projetos que objetivam a eficiência energética no País. Para Mario Zanelli, diretor comercial da Iqara Energy Services, empresa que atua no segmento de soluções energéticas, o empresário brasileiro já passou a ver a crise na Bolívia como algo secundário. ´Issoporque a Petrobras voltou seus aportes para o gás natural brasileiro e hoje o País já tem reservas próprias para garantir a oferta local", destaca.<br />
  5. 5. O cenário apontado pelo executivo é bastante diferente do vivido pelo País no ano passado, quando diversas indústrias engavetaram projetos - de eficiência energética ou apenas de ampliações nas linhas de produção - que dependiam da disponibilidade de gás natural. Essa preocupação perdeu força quando a Petrobras mudou sua política de investimentos, principalmente no exterior, e decidiu investir aproximadamente US$ 22 bilhões entre 2007 e 2011 para ampliar a oferta de gás ao mercado interno. Com esses investimentos da Petrobras, que vão desde a compra de navios para a regaseificação de gás natural liquefeito (GNL) até a instalação de gasodutos no País, a expectativa da Empresa de Pesquisa Energética (EPE) é de que a participação do gás boliviano na oferta total do insumo no Brasil, que hoje está em quase 50%, caia significativamente nos próximos anos, podendo chegar a até cerca de 30%<br />
  6. 6. Alunos : Fernanda Cardozo n º 10<br /> Lara Fernanda n º 28<br /> Juliana Aparecida n º25<br /> Pedro Sabino n º36<br />PROF° Marta 9° Ano <br />
  7. 7. Bibliografia<br />http://www.gaspoint.com.br/site/panorama.asp<br />

×