Avanços e desafios do leite no Brasil

1.498 visualizações

Publicada em

Palestra apresentada no Workshop China-Brasil, Embrapa, Juiz de Fora, 12/07/11.

Publicada em: Negócios, Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Avanços e desafios do leite no Brasil

  1. 1. Produção Total de Leite no Brasil 32,500 30,000 27,500 Crescimento  anual:  Milhões de litros 25,000 22,500 20,000 De  1990  a  2000:  3,18%   17,500 De  2000  a  2010:  4,41%   15,000 12,500 De  1990  a  2010:  3,80%   10,000 7,500 5,000 2,500 0Fonte: IBGE / Elaboração: MilkPoint
  2. 2. EUA   EU-­‐27   NZ   AUS   ARG   BRA   Disponibilidade  de   A   C   D   C   A   A   terras   Ambiente  regulatório   B   D   B   B   F   B   Custos  de  produção   C   D   A   A   A   B   Disponibilidade  de   B   B   B   F   A   A   Água   Ganhos  de   D   D   D   D   B   A   produGvidade   Importância  do   A   A   F   D   C   A   mercado  interno   Infa-­‐estrutura  do   A   B   A   A   B   C   país/região   Potencial  de   B   D   C   C   B   B   expansão  Fonte:Rabobank
  3. 3. Produc@on  and  Consump@on  of  Dairy  Products  in  Brazil  (1989  =  100)   230   210   Produc@on   190   Consump@on   170   Market   150   Deregula@on   130   110   90   1989  1990  1991  1992  1993  1994  1995  1996  1997  1998  1999  2000  2001  2002  2003  2004  2005  2006  2007  2008  2009  2010  Source:  IBGE,  elaborated  by  AgriPoint  
  4. 4. 6.00%   5.56%   5.00%   4.40%   4.00%   3.81%   3.18%   2.95%   3.00%   1989-­‐2000   2.54%   2.26%   2000-­‐2009   2.00%   1.59%   1.33%   1.25%   1.00%   0.00%   Total  market   Inspected   PopulaGon   Per  capita   ProducGon  Source: AgriPoint (2011)
  5. 5. Acréscimo  produção  de  leite  inspecionado  x  não-­‐ inspecionado  (informal)  desde  2001  (bilhões  de  litros)   10,000   9,000   8,000   Acum.   7,000   Formal   6,000   5,000   4,000   3,000   Acum.   2,000   Informal   1,000   0   2001   -­‐1,000   2002   2003   2004   2005   2006   2007   2008   2009   2010   2010:  considered  the  same  value  for  informal  milk  as  for  2009  Source: IBGE
  6. 6. Consumo per capita (equivalente-leite/ano) 160 154.47 150 142.54 140 136.94 137.58 133.33 128.72 129.46 130 125.93 123.86 121.31 120 110 100 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009Source: AgriPoint (2011)
  7. 7. 60%   50%   51%   49%   46%   45%   46%   40%   36%   39%   40%   35%   34%   A-­‐B   30%   C   20%   18%   15%   D-­‐E   15%   16%   15%   10%   0%   2005   2006   2007   2008   2009  Source:  IPSOS  
  8. 8. Gasto  familiar  mensal  por  faixa  de  renda,  em  R$  –  Leite  e   Derivados   90   80   70   60   50   40   30   20   Leite  e  derivados   10   0  Source:  IBGE  –  POF  2008/09  
  9. 9. Novas  empresas   12  
  10. 10. 30/6/94  a  6/7/11   Cesta  básica:  julho  de  94  –  US$  67   EUA   Maio  de  11  –  US$  167   Peru   México   Colômbia   Chile   Brasil   ArgenGna   -­‐40   -­‐20   0   20   40   60   80   100   120   140   160  Fonte:  Estado  de  São  Paulo  (11/07/2011)  
  11. 11. Preços do litro de leite ao produtor em diversos países (em US$) Europa 0.60 0.55 Nova 0.50 Zelândia 0.45 EUAUS$/Kg 0.40 0.35 Brasil 0.30 Argentina 0.25 0.20 Uruguai 0.15Fonte: LTO Nederland, CLAL e Cepea / Elaboração: MilkPoint
  12. 12. Câmbio (R$/dólar) US$ / MT 1,6 1,7 1,8 1,9 2 2,1 2000 0,31 0,33 0,35 0,37 0,39 0,41 2200 0,35 0,37 0,39 0,41 0,43 0,46 2500 0,40 0,42 0,45 0,47 0,50 0,52 3000 0,48 0,51 0,54 0,57 0,60 0,63 3500 0,57 0,60 0,64 0,67 0,71 0,75 4000 0,65 0,69 0,73 0,78 0,82 0,86 5000 0,82 0,87 0,93 0,98 1,03 1,08Fonte:  MilkPoint  
  13. 13. Câmbio R$/dólar US$ por MT 1,6 1,7 1,8 1,9 2 2,1 2000 0,38 0,40 0,43 0,45 0,47 0,50 2500 0,48 0,51 0,54 0,57 0,60 0,63 3000 0,58 0,62 0,66 0,69 0,73 0,77 3500 0,69 0,73 0,77 0,81 0,86 0,90 4000 0,79 0,84 0,89 0,94 0,98 1,03 4500 0,89 0,95 1,00 1,06 1,11 1,17 5000 0,99 1,05 1,12 1,18 1,24 1,30Fonte:  MilkPoint  
  14. 14. Fonte:  FGV/Embrapa  Gado  de  Leite.  
  15. 15. Fonte:  IFCN  
  16. 16. Fonte:  IFCN  
  17. 17. Fonte: Marcos Neves - Interleite (2010)
  18. 18.   5000  litros/homem/dia    Melhores  no  Brasil:  1000  a     1500  litros/homem/dia   24  
  19. 19. Herd Size % of U. S. % of Production Dairies 1 – 99 cows 74.4% 15.0% 100 – 499 cows 20.1% 24.0% 500 – 999 cows 2.8% 13.0% 1000 – 1999 1.5% 15.5% 2000 + 1.2% 32.5%Fonte: Dennis Dugan – Interleite (2011) 25  
  20. 20. 75%   87%   39%   22%  Brasil:  +53%   95%  Source: IBGE
  21. 21. Fonte:  IBGE    
  22. 22. Fonte:  MilkPoint    
  23. 23. •  Antes  de  2003  –  SP:  15t  por  ha.  de  cana  a  U$  12,00.   Arrendamento  remunerando  a  terra  a  3%  do  valor  patrimonial   (U$  6  mil  ou  R$  10  mil  por  ha).  •  Hoje  –  SP:  25t  por  ha  de  cana  a  U$  25,00.  Arrendamento   remunerando  a  terra  a  6%  do  valor  patrimonial  (U$  10,5  mil  ou   R$  18  mil  por  ha).  •  Custo  de  oportunidade  para  o  leite  (SP):          -­‐2003  -­‐  U$  180,00  por  ha  ou  R$  0,09/L  a  3,5  mil  litros  por  ha  de   produGvidade.          -­‐2010  -­‐  U$  625,00  por  ha  ou  R$  0,10/L  a  10  mil  litros  por  ha  de   produGvidade.  *esGmaGvas  do  autor   Fonte:Roberto  Jank  Jr.  –  Interleite  (2011)  
  24. 24. •  O sucesso da economia brasileira tem sido seu maior desafio•  As vantagens naturais são importantes, mas não são mais suficientes•  Há mudanças importantes ocorrendo no mundo, inclusive em países tradicionalmente não competitivos•  Há a competição com outras atividades
  25. 25. Análise  SWOT  -­‐  Brasil   Strengths-Forças Weaknesses-Fraquezas •  Infra-estrutura: estradas/energia •  Grande mercado interno/ •  Falta de financiamento bancário próximo •  25% maior o preço do leite •  Mudança de preços sazonais •  Mão de Obra disponível •  Falta de gado de qualidade •  Combustível e fertilizantes •  Falta de mão de obra qualificada produzidos internamente •  Cultura não baseada em pastagem •  Sistema “Leite Verde” replicável •  Donos não moram nas fazendas •  Terra barata e disponível •  Falta de estímulo para entrada de novos produtores e manter-se na Opportunities-Oportunidades atividade leiteira. •  Aumentar a produtividade em Threats-Ameaças pastagem, vacas e trabalho •  Mudança de legislação •  200 milhões de pessoas dentro •  Doenças/Biossegurança da fronteira •  Empresas reduzindo o preço •  Educação dos jovens do leite •  Contract milking •  Ausência de tarifa nas •  Equity partnerships importações •  Investimento para estrangeirosFonte:  Jeremy  Casey  (Interleite  2011)  
  26. 26. •  Baixa produtividade/rebanho não especializado/ausência de matrizes para dar o salto que preciamos•  Custos de automação•  Custos de produção/sistemas de produção•  Infra-estrutura disponível•  Relacionamento indústria/produtor•  Gestão de risco – falta de instrumentos•  Qualidade do leite (sólidos)•  Ambiente institucional
  27. 27. •  Bolsas  de  couro  colombiano:   baixa  penetração  no  mercado   norte-­‐americano  e  sub-­‐preço   •  Problema  de  qualidade  Indústrias  Curtumes   La  culpa  es  de  la   vaca!!  Frigoríficos   Produtores  
  28. 28. •  Confiança  excessiva  em  vantagens   comparaGvas  naturais  (e  fatores  exógenos)  •  Baixa  cooperação  entre  os  agentes  •  Conhecimento  insuficiente  do  cliente  e  do   mercado  •  Ausência  de  integração  para  frente  •  Paternalismo  excessivo;  foco  em   protecionismo  e  lobby  •  Desconhecimento  da  posição  compeGGva   relaGva  no  mercado  •  Postura  defensiva  
  29. 29. Nova  Zelândia   Brasil   R$   R$/l    R$   R$/l   Receita   2.112.000   0.70   2.194.000   0.87   Despesas   1.099.650   0.36   1.098.000   0.44   Lucro  líquido   1.012.350   0.34   1.096.000   0.43   Capital  invesGdo  (milhões)   12.5   4.16   6.6   2.64   Retorno  do  invesGmento   8.1%   16.6%  Fonte:  Jeremy  Casey  (Interleite  2011)  
  30. 30. Custo  médio  de    US$    0,406/litro  Source: René Machado (DPA, Congresso Interleite Sul - 2009)
  31. 31. •  Indústrias mais próximas dos produtores: –  Necessidade de garantir suprimento –  Necessidade de aumento da eficiência –  Qualidade do leite/segurança alimentar –  (Questões ambientais)•  Aumento do módulo de produção•  Consolidação de grandes projetos, baseados em utilização eficiente dos recursos•  Alguns exemplos:
  32. 32. Fonte:  MilkPoint  –  Ranking  Leite  Brasil  (2010)  
  33. 33. Antônio  Carlos  Pereira  –  Carmo  do  Rio  Claro  (MG)  
  34. 34. Fernando  Stédile,  Coxilha  (RS)  
  35. 35. Fazenda  Figueiredo,  Cristalina  (GO)  
  36. 36. Fazenda  Monjolo  Velho,  Bom  Despacho  (MG)  
  37. 37. •  Presença do proprietário na atividade•  Controle de custos e planejamento•  Uso eficiente dos recursos aplicados•  Redução dos riscos climáticos (irrigação)•  Agricultura eficiente•  Aproveitamento de nutrientes (integração)•  Escala•  Instalações adequadas ao projeto•  Paixão pela atividade•  Preservação do núcleo familiar•  Baixa rotatividade/qualificação da mão-de-obra 47  
  38. 38. •  Exportação: dependência do câmbio ou mudança de patamar de preços no mercado internacional•  Mercado interno: potencial de crescimento de 2,5 a 5,0% ao ano, dependendo do aumento da renda e inovação •  Política comercial (importações) •  Qual será o nosso papel no mercado?
  39. 39. •  Nosso potencial continua existindo•  Aceitar a necessidade de elevar a competitividade da cadeia do leite•  Identificar os aspectos limitantes hoje•  Conhecer os sistemas de produção e o potencial de ganhos de eficiência•  Papel fundamental da pesquisa, da extensão, da mídia, das empresas de insumos e dos laticínios
  40. 40. “A door like this has cracked open five or six times since we got up on our hind legs. It’s the best possible time to be alive, when almost everything you thought you knew is wrong.”•  Tom Stoppard, Arcadia 50  

×