O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.
Atividade Os retirantes de Cândido Portinari 
Figura1: os Retirantes, de Cândido Portinari 
Portinari foi um dos artistas ...
2. as cores predominantes do cenário é cinza, preto, marrom e azul. 
Com exceção do azul, essas cores mais escuras corrobo...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aula os retirantes cândido portinari

2.944 visualizações

Publicada em

Atividade sobre Os retirantes, Cândido Portinari

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Aula os retirantes cândido portinari

  1. 1. Atividade Os retirantes de Cândido Portinari Figura1: os Retirantes, de Cândido Portinari Portinari foi um dos artistas plásticos brasileiros de maior repercussão mundial, consagrado com diversos prêmios; sua obra é contemporânea ao modernismo de segunda fase e apresenta como fio condutor a temática social. O quadro, Os Retirantes, lançado em 1944, retrata a retirada de uma família do sertão nordestino que foge da seca em busca em busca de melhores condições de vida. Atividade: A partir da imagem, levante hipóteses e reflita sobre a cena retratada na obra. 1. descrevam os elementos naturais do cenário? 2. Recuperem as cores predominantes e associe-as à temática da seca. 3. identifique características físicas e traços da fisionomia das personagens em destaque nas cenas, correlacionando-as às consequências da seca. Respostas: 1: o quadro retrata um cenário triste, desolador, quase sem vida devido ao impacto da seca: o solo está seco e duro, não há flores nem plantas, o céu está escuro, embora não haja nuvens, a lua está opaca, sem brilho e existem alguns animais mortos, o que atrai a presença de urubus.
  2. 2. 2. as cores predominantes do cenário é cinza, preto, marrom e azul. Com exceção do azul, essas cores mais escuras corroboram esse cenário de miséria causado pela seca, reforçando o aspecto de degradação da natureza e das personagens. 3. na cena há pessoas que representam todas as faixas etárias:, crianças, adultos e idosos (homens e mulheres). Assim, percebe-se que a seca acomete a todos de forma cruel; as personagens estão com roupas rasgadas, descalças e possuem aparência esquálida; alem disso, uma das crianças tem o corpo disforme, enquanto outra apresenta uma barriga bastante saliente, provavelmente a chamada barriga d água. Quanto à fisionomia, os olhares são tristes, as personagens apresentam um aspecto cansado, o que pode revelar uma falta de esperança de uma vida melhor. Dessa forma, podem-se relacionar os traços físicos ( desnutrição) e fisionômicos (tristeza, cansaço) às sequelas da seca. Com isso, a obra cumpre um papel de denúncia social, de arauto dos miseráveis e dos desvalidos. Esse engajamento social ocorre também na Literatura, principalmente, na segunda geração modernista. O fragmento do romance Vidas Secas, de Graciliano Ramos, aborda também a temática da seca e seu impacto na vida das pessoas. “ Na planície avermelhada os juazeiros alargavam duas manchas verdes. Os infelizes tinham caminhado o dia inteiro, estavam cansados e famintos. Ordinariamente andavam pouco, mas como haviam repousado bastante na areia do rio seco, a viagem progredira bem três léguas. Fazia horas que procuravam uma sombra. A folhagem dos juazeiros apareceu longe, através dos galhos pelados da catinga rala.” Arrastaram-se para lá, devagar, Sinhá vitória com o filho mais novo escanchado no quarto e o baú de folha na cabeça, Fabiano, sombrio, cambaio, o aió a tiracolo, a cuia pendurada numa correia ao cinturão, a espingarda de pederneira no ombro. O menino mais velho e a cachorra Baleia iam atrás. Os juazeiros aproximaram-se, recuaram, sumiram-se. O menino mais velho pôs-se a chorar, sentou no chão.

×