OPERAÇÃO ICEBERG

3.681 visualizações

Publicada em

O batismo, Mateus 28:19 e a rejeição ao Espírito de profecia.

Publicada em: Espiritual
25 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • http://pt.slideshare.net/josemoraes1612/apostasia-alfa-omega-36127367
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • http://pt.slideshare.net/josemoraes1612/testemunhos-dos-pioneiros
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • http://pt.slideshare.net/josemoraes1612/mudanas-nos-textos-das-literaturas-adventistas-36220529
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • https://www.youtube.com/watch?v=lhzQJAW9DO0 - Pr Kang
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • CITAÇÕES DO LIVRO: “EM BUSCA DE IDENTIDADE” (Casa Publicadora Brasileira) – textos a seguir:


    TENTATIVA DE ESTABELECER A TRINDADE: “EM BUSCA DE IDENTIDADE”- CPB - Página 157 – 1º parágrafo (parte):-
    ...o período que vai de 1919 a 1950 houve também tentativas de tornar o adventismo mais cristão, especialmente durante a década de 1940. Essa década, por exemplo, testemunhou esforços da parte de alguns de “purificar” e fortalecer as publicações adventistas. Três áreas ilustram essa tendência. A primeira diz respeito à Trindade.



    1930 – A PRIMEIRA DECLARAÇÃO TRINITÁRIA: “EM BUSCA DE IDENTIDADE”- CPB - Página 158 – 2º parágrafo: -
    A década de 1930 veria uma constante discussão sobre a Trindade. A denominação PUBLICOU PELA PRIMEIRA VEZ uma declaração DE CRENÇAS FUNDAMENTAIS em seu Yearbook (anuário) de 1931. Ela era EXPLICITAMENTE TRINITARIANA. Embora tecnicamente se tratasse de uma declaração não oficial, ela mostrou de maneira definitiva OS RUMOS QUE A LIDERANÇA DA IGREJA ESTAVA TOMANDO.



    URIAS SMITH – REVISADO - 1942 ...”EM BUSCA DE IDENTIDADE” – CPB - (Página 159 – início)
    ... nova edição de um livro de Urias Smith, Daniel and the Revelatrion. Em março de 1942, o corpo diretivo da Associação Geral e os gerentes das editoras adventistas da América do Norte se encontraram e decidiram que a maior parte do livro permaneceria com Smith havia escrito, mas ALGUMAS MUDANÇAS DEVIAM SER FEITAS. Uma delas seria a supressão de declarações antitrinitarianas e semi-arianas do volume, porque “nossa comissão está convencida de que tal ensino não encontra apoio nem na Bíblia nem no Espírito de Profecia”.


    NATUREZA HUMANA DE CRISTO: - “EM BUSCA DE IDENTIDADE” - CPB (Página 159 – 1º Parágrafo): -
    Uma segunda tentativa importante de “LIMPAR” as publicações adventistas para fazer a denominação parecer mais ortodoxa tinha a ver com a natureza humana de Cristo ... a natureza pecaminosa de Cristo: UM PONTO DE VISTA QUE OUTROS CRISTÃOS GERALMENTE REPUGNAVAM.



    TENTAR FAZER PARECER MAIS CRISTÃO O ADVENTISMO: “EM BUSCA DE IDENTIDADE” – CPB - (Página 161 – 1º parágrafo): -
    Talvez a tentativa mais bem-sucedida de fazer O ADVENTISMO PARECER MAIS CRISTÃO (ou pelo menos mais respeitável) veio da pena de F.D.Nichol, diretor do periódico Review and Herald de 1945 a 1966.



    TENTAR DAR MAIS “RESPEITABILIDADE” PARA A DENOMINAÇÃO – “EM BUSCA DE IDENTIDADE” – CPB - (Página 161 – último parágrafo): -
    Outra iniciativa de um adventista PARA DAR RESPEITABILIDADE HISTÓRICA PARA A DENOMINAÇÃO foi a publicação dos quatros alentados volumes de L.E. Froom com o título de Phophetic Faith of Our Fathers (1946-1954).




    APOSTASIA ÔMEGA – A MAIORIA SE AFASTA DOS PRINCÍPIOS – “EM BUSCA DE IDENTIDADE” – CPB - (Página 174 – primeiro parágrafo - parte) :-
    ... a respeito da natureza humana de Cristo. Ao contrário, o ensino do Questions on Doctrine sobre o assunto representa UMA INVERSÃO DO PONTO DE VISTA DA MAIORIA da Igreja Adventista na primeira metade do século. Essa mudança provocaria constante controvérsia.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.681
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
117
Comentários
25
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

OPERAÇÃO ICEBERG

  1. 1. 1 UM ALERTA SOBRE O PERIGO DA IMPERCEPTÍVEL REJEIÇÃO AO ESPÍRITO DE PROFECIA QUE ESTÁ SE DESENVOLVENDO NO MEIO DO MOVIMENTO LEIGO ADVENTISTA Marilda Barcellos Projeto Preparar um Povo Porto Alegre (RS) Agosto/2013
  2. 2. 2 1. INTRODUÇÃO ► O que afunda o navio é - mais do que o que está acima – a massa de gelo que está abaixo do nível da água (além da visão). As ciladas do inimigo são como ICEBERGS
  3. 3. 3 Desde o surgimento do movimento leigo adventista, provocado pela constatação dos erros doutrinários dentro da denominação, temos visto a introdução do batismo em nome de Jesus, em oposição ao batismo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo ao no qual fomos inicialmente introduzidos. Muitas pessoas podem nunca ter-se perguntado se isso realmente é assim. Outros ainda podem não ter sido despertados para a questão insinuante do porquê o Espírito de Profecia manifesta insistentemente o batismo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Dentro desse movimento, nos deparamos ainda com outras questões relacionadas a essa, quais sejam as supostas “alterações” dos Testemunhos e mesmo “alterações” na própria Bíblia. Neste trabalho queremos, antes de tudo, fazer um alerta; um sonoro alerta quanto ao perigo que se aproxima (ou já chegou) – o perigo de, ao aceitar tais afirmações, abarcar junto a rejeição ao Testemunho do Espírito de Deus para os últimos dias. Não é nossa intenção debater. Não é nossa intenção polemizar. Longe disso. Também não queremos entrar em pormenores teológicos. Apenas queremos alertar, mostrar e provar aquilo que com o tempo e a observação pudemos concluir sobre o texto de Mateus 28:19. O que você verá daqui em diante são provas da sua autenticidade. “Tende cuidado, para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo. Colossenses 2:8.
  4. 4. 4 Alguns pontos que serão tratados daqui em diante são: - Como Deus preserva Sua Palavra e o Espírito de Profecia; - Os verdadeiros manuscritos gregos que deram origem ao Novo testamento; - Os Valdenses, Tyndale e a Bíblia king James e sua relação com nossas Bíblias, e o que a irmã White diz sobre eles; - Quem foi realmente Eusébio de Cesareia e o que a irmã White diz sobre ele; - Textos do Espírito de Profecia e dos Pioneiros adventistas sobre Mateus 28:19.
  5. 5. 5 2. DEUS PRESERVA SUA PALAVRA Quero reproduzir aqui dois textos adaptados dos sites mencionados abaixo, que tratam da preservação da Palavra de Deus e da formação da Bíblia King James. Salmos 12:6-7 diz: “As palavras do Senhor são palavras puras, como prata refinada em fornalha de barro, purificada sete vezes. Tu os guardarás, Senhor; desta geração os livrarás para sempre.” Também lemos em Salmos 100:5: “Porque o Senhor é bom, e eterna a sua misericórdia; e a sua verdade dura de geração em geração.” E Jesus disse, em João 17:17 que a Palavra de Deus é a verdade. Essas citações afirmam claramente que a Palavra preservada de Deus DEVE estar acessível a nós hoje, porque Deus PROMETEU preservá-la para nós. A versão autorizada (King James-1611) foi uma tradução feita sob a designação de um rei ordenado por Deus. O Senhor Jesus será coroado REI DOS REIS E SENHOR DOS SENHORES de acordo com Apocalipse 19:16. Eclesiastes 8:4 diz: “Porque a palavra do rei tem poder; e quem lhe dirá: Que fazes?” Diferente das modernas versões, a Bíblia King James foi traduzida sob a ordem de um rei. De fato, o nome James, significa Jacó, a quem Deus renomeou como Israel. http://www.av1611.org/kjv/knowkjv.html “A versão King James foi originalmente escrita de 1607 a 1610 por um grupo de 54 estudiosos apenas da Grã-Bretanha. Eles foram divididos em 6 grupos, sendo três grupos trabalhando no Antigo Testamento e ou outros três, no Novo Testamento. A maioria dessa tradução foi baseada na Bíblia Geneva e a Grande Bíblia, as quais eram revisões da Bíblia de Tyndale, que foi publicada em 1533.” http://www.comereason.org/theo_issues/theo025.asp
  6. 6. 6 3. DEUS PRESERVA O ESPÍRITO DE PROFECIA “Porém o profeta que tiver a presunção de falar alguma palavra em meu nome, que eu não lhe tenha mandado falar, ou o que falar em nome de outros deuses, esse profeta morrerá. E, se disseres no teu coração: Como conhecerei a palavra que o SENHOR não falou? Quando o profeta falar em nome do SENHOR, e essa palavra não se cumprir, nem suceder assim; esta é palavra que o SENHOR não falou; com soberba a falou aquele profeta; não tenhas temor dele.” Dt. 18:20-22.
  7. 7. 7 Em Apocalipse 12:17 e 19:10 encontramos as duas características do povo remanescente, sem as quais qualquer movimento não pode ser enquadrado como tal, de acordo com a Palavra de Deus: “... os que guardam os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus Cristo.” “... porque o testemunho de Jesus é o espírito de profecia.” Porém, um sútil engano tem se instalado em nossas fileiras. Estamos entrando num grande erro, passando por cima de pontos muito importantes. A igreja Adventista do Sétimo Dia foi estabelecida por Deus no século XIX, com base na interpretação bíblica das profecias relativas à volta de Jesus e Seu ministério no Santuário celestial. Nessa oportunidade, o Senhor estabeleceu Suas diretrizes da plataforma da verdade através da manifestação do dom de profecia na pessoa de Sua serva Ellen White. Juntamente com ela, Ele também deu inspiração e entendimento a muitos homens e mulheres, os quais chamamos carinhosamente de “pioneiros”. Todavia notamos neste momento da história em que vivemos que, apesar de muitos professarem que guardam a fé dos pioneiros, as atitudes por eles seguidas contradizem essa máxima. Vença suas paixões e siga nossa exposição. No final você tirará suas próprias conclusões.
  8. 8. 8 “À lei e ao testemunho! Se eles não falarem segundo esta palavra, é porque não há luz neles.” Isa. 8:20 ► Entre as palavras do profeta e as das Escrituras não pode haver divergência. ► Se constatarmos alguma “suposta” divergência/contradição é porque NÓS não entendemos; precisamos estudar mais. ► Se o profeta ir contra o que diz a Bíblia, tal profeta deve ser deixado de lado, e não serve como referencial de verdadeiro profeta. A L E R T A! Por favor, vença o choque que você pode ter sofrido com a essa afirmação... Tenha calma, paciência e persistência em acompanhar o raciocínio e você entenderá... Analise com maturidade e serenidade o que está sendo apresentado e depois ore e julgue o assunto por você mesmo (a).
  9. 9. 9 APENAS PARA LEMBRAR ...
  10. 10. 10 4. EM DEFESA DOS TESTEMUNHOS “Se não queremos basear nossas esperanças do Céu num falso fundamento, precisamos aceitar a Bíblia como se lê e crer que o Senhor quer dizer o que diz.” Testemunhos para a igreja, v. 5, p. 171. Essas palavras precisam ficar vivas em nossa mente e não pensarmos que elas valem somente para aqueles com quem não concordamos. ► Esse é o texto constantemente apresentado pelos que alegam que a Bíblia e os Testemunhos foram modificados. ► Muito dizem que ficam somente com a Bíblia nos casos em que há uma “aparente” contradição entre a Bíblia e os Testemunhos.
  11. 11. 11 Ao usar esse texto, devemos ser coerentes e honestos para dizer então: ► ‘Não posso mais aceitar nenhum texto dos Testemunhos, pois eles foram modificados’. ► Ao pesquisar outro texto dos Testemunhos, como vou saber se tal texto também não foi alterado? Como posso saber que tais e tais textos foram escritos por Ellen White ou por alguém mais? ►Podemos perceber aqui que esse tipo de pensamento põe em risco toda a confiança no Espírito de Profecia de Ellen White. ► Será que o SENHOR de toda a Terra - poderoso e Maravilhoso – inspirou Sua mensageira com Seu espírito para nos escrever e depois permitiu que pobres homens mortais tivessem o poder de alterar aquilo que Ele designou para Seu povo? ► É nisso que estamos crendo?... ► Que Deus não tem poder/meios para proteger Sua palavra? ► Veja que nossa crença passa a ser minada. ► Resultado a médio/longo prazo: Jeremias 1:12 “Disse-me o SENHOR: Viste bem, porque eu velo sobre a minha palavra para a cumprir.”
  12. 12. 12 DÚVIDA e DESCRENÇA do Espírito de Profecia! Vamos ver algumas coisas sobre isso. Observe o texto bíblico seguinte: Compare-o agora com aquele texto da irmã White citado lá atrás. “Se os Testemunhos não estiverem de acordo com a Palavra de Deus, rejeite- Conselhos para a igreja, p. 96.os. Cristo e Belial não podem estar unidos.” ▼ O que o apóstolo Paulo estava dizendo é o mesmo que a irmã White disse, só que com outras palavras. Ellen White disse: “Se os Testemunhos não estiverem de acordo com a Palavra de Deus, rejeite-os. Cristo e Belial não podem estar unidos.” Apóstolo Paulo disse: “Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie além do que já vos tenho anunciado,outro evangelho seja .”anátema Analisando o que a irmã White disse: “Se os Testemunhos ... rejeite-os”. O pronome pessoal oblíquo “os” – ou “them”, conforme usado por Ellen White - retoma o substantivo “Testemunhos”. Portanto o que ela disse é: Se vocês encontrarem alguma
  13. 13. 13 coisa nos meus escritos que não esteja de acordo com a Bíblia, rejeite o Espírito de Profecia! Ela não está dizendo para rejeitar apenas um determinado texto, o qual se acredita que não está de acordo com a Bíblia. Ela está dizendo que um texto dos Testemunhos em desacordo com a Bíblia coloca em xeque todo o Testemunho do Espírito de Deus. Penso que as pessoas se esquecem de ler todo o resto do texto, onde ela diz que “ Uma vez que Deus nãoCristo e Belial não podem estar unidos”. se liga com Satanás, não poderia haver nenhuma divergência entre as Escrituras e o Espírito de Profecia. Se a encontrarmos, é porque precisamos estudar mais. O que acontece quando supostamente encontramos uma divergência é que o nosso entendimento é que não está correto. Isso acontece porque as pessoas tendem a estudar a Bíblia deixando que suas paixões aflorem. Precisamos deixar as paixões de lado para entendermos o sentido espiritual do tema. É especialmente interessante notar que tem isso tem sido aplicado com relação também ao divórcio. Alguns não reconhecem o divórcio bíblico, mesmo com tantos textos dos Testemunhos e dos pioneiros. Outros reconhecem o critério do divórcio bíblico, falhando, contudo, em estabelecer a mesma regra para o batismo. Mais adiante falaremos sobre o divórcio bíblico. Analisando o que o apóstolo Paulo disse: “Deus meu, em Ti confio, não me deixes confundido...” Salmos 25:2.
  14. 14. 14 “Seja anátema.” Em outras palavras: Se alguém vier trazendo algo diferente do que estamos pregando agora, que esse seja amaldiçoado (rejeitado). Agora podemos adicionar outro texto para melhor compreensão: Veja bem o que ela diz: “Não há meio-termo” → Querido (a), você crê que esse texto também foi alterado? → Por favor, não caia nessa tentação! O Senhor já nos deu provas suficientes para crermos que o Espírito Santo não faz trabalho pela metade. Ele inspirou os profetas bíblicos, assim como inspirou a irmã White. Mas temos visto muitos que dizem crer nos escritos dela contradizendo-se ao se deixarem levar pelo pensamento de que há divergências entre a Bíblia e os Testemunhos. Não há divergência entre a Bíblia e os Testemunhos. O que há é falta de estudo suficiente até entender os dois em conjunto. Há falta de humildade para reconhecer que erramos em muitas coisas nesse movimento leigo. No afã de se livrar do erro da trindade, os leigos adventistas precipitaram-se em assumir temas que os tornassem diferentes da igreja nominal. Porém o perigo que cerca os adventistas nominais está tão amplamente demarcado do lado de cá como o está do lado de lá. Tanto os primeiros como os últimos estão, por motivos diferentes, no mesmo caminho que poderá leva-los à rejeição final dos Testemunhos do Espírito de Deus. “Ou Deus está ensinando Sua igreja, reprovando seus erros e fortalecendo a sua fé, ou não está. Esta obra é de Deus ou não é. Deus nada faz em parceria com Satanás. Meu trabalho, ao longo dos últimos trinta anos, traz o selo de Deus ou o do inimigo. Não há meio-termo nesta questão. Os Testemunhos são do Espírito de Deus ou do diabo.” 5T 671.
  15. 15. 15 "Vi que Deus havia de uma maneira especial guardado a Bíblia, ainda quando da mesma existiam poucos exemplares; e homens doutos nalguns casos mudaram as palavras, achando que a estavam tornando mais compreensível, quando na realidade estavam mistificando aquilo que era claro, fazendo-a apoiar suas estabelecidas opiniões, que eram determinadas pela tradição. Primeiros Escritos, p. 220. Este texto é muito usado para falar das alterações. → Às vezes penso que as pessoas leem, repetem e citam esse texto, mas não prestam atenção ao que está escrito: Ela disse “mudaram as palavras”! A irmã White viu que algumas palavras foram modificadas, mas ela não diz que textos inteiros foram acrescentados os retirados! Aqui seria a oportunidade para ela nos dizer que Mateus 28:19 foi acrescentado, não acha? Por que nosso Deus amoroso esconderia dela essa informação? Você consegue crer num Deus assim? Que diz que vai enviar um profeta no final dos tempos para nos ajudar, e depois permite que os homens tomem as rédeas de Sua obra, modificando Sua Palavra?
  16. 16. 16 “Por meio dos testemunhos o Senhor Se propõe advertir, repreender e aconselhar Seus filhos, e impressionar lhes a mente com a importância da verdade de Sua Palavra. Os testemunhos não estão destinados a comunicar nova luz; e sim a imprimir fortemente na mente as verdades da inspiração que já foram reveladas. Os deveres do homem para com Deus e seu semelhante estão claramente discriminados na Palavra de Deus, mas poucos de vocês se têm submetido em obediência a essa luz. Não se trata de escavar verdades adicionais; mas pelos Testemunhos Deus tem facilitado a compreensão de importantes verdades já reveladas, e posto estas diante de Seu povo pelo meio que Ele próprio escolheu, a fim de despertar e impressionar com elas a sua mente, para que todos fiquem sem desculpa.” Testemunhos para a igreja, v.5, p. 665. Pergunta: Por que, então, muitos não compreendem a Palavra de Deus? “Orgulho, amor-próprio, egoísmo, ódio, inveja e ciúme obscureceram o poder perceptivo, e a verdade que deveria fazê-los sábios para a salvação perdeu seu poder de cativar e controlar a mente. Os mais essenciais princípios da piedade não são compreendidos, porque não há fome e sede de conhecimento bíblico, pureza de coração e santidade de vida. Os Testemunhos não têm por fim diminuir o valor da Palavra de Deus, e sim exaltá-la e atrair para ela as mentes, para que a bela singeleza da verdade possa impressionar a todos.” (ibid). “Mas não há muitos entre vocês que sabem realmente o que está contido nos Testemunhos. Vocês não estão familiarizados com as Escrituras. Se tivessem feito da Bíblia o objeto de seus estudos, com o propósito de atingir o padrão bíblico e a perfeição cristã, não necessitariam dos Testemunhos. É porque negligenciaram tomar conhecimento com o Livro inspirado de Deus, que Ele procurou alcançar vocês por meio de testemunhos simples e diretos, chamando a sua atenção para as palavras da inspiração que negligenciaram obedecer, e insistindo com vocês para modelarem a vida de acordo com os seus ensinamentos puros e elevados.” (Ibid., v. 2, p. 605).
  17. 17. 17 “Escrevi muita coisa no diário* que tenho mantido em todas as minhas viagens, e deve ser apresentado ao povo se for essencial, mesmo que eu não escreva mais nenhuma linha. Desejo que apareça o que for considerado conveniente, pois o Senhor me deu muita luz que desejo que as pessoas tenham; porque há instruções que o Senhor me tem dado para Seu povo. É luz que eles devem ter, regra sobre regra, preceito sobre preceito, um pouco aqui, um pouco ali. Isto deve agora ser apresentado ao povo, porque foi dado para corrigir erros capciosos e para especificar o que é verdade. O Senhor revelou muitas coisas que indicam a verdade, dizendo portanto: “Este é o caminho, andai por ele.” — Carta 117, 1910. Mensagens Escolhidas, v. 3, p. 32. Ao declarar que a irmã White não teve toda a luz sobre determinado assunto, algumas pessoas estão na verdade manifestando sua descrença no seu dom profético. E, ao mesmo tempo, estão confirmando suas palavras no texto que segue:
  18. 18. 18 “As mensagens que Deus me tem dado foram comunicadas a Seu povo tanto verbalmente como em forma impressa. Assim minha obra tem-se tornado duplamente segura. Estou inteirada de que o Senhor, por Seu infinito poder, tem preservado a mão direita de Sua mensageira por mais de meio século, a fim de que a verdade possa ser escrita segundo Ele me ordena fazê-lo para publicação, em periódicos e livros. Por quê? — Porque se ela não fosse assim escrita, quando morressem os pioneiros da fé, haveria muitos, novos na fé, que às vezes aceitariam como mensagens verdadeiras a ensinos que contêm sentimentos errôneos e enganos perigosos. Por vezes, aquilo que os homens ensinam como “luz especial” na realidade constitui um engano, o qual, como o joio semeado entre o trigo, produzirá uma colheita funesta. E erros dessa espécie serão acolhidos por alguns até o fim da história terrestre.” Este Dia com Deus, p. 127. Somente a convicção inabalável na veracidade em todos os escritos do Espírito de Profecia pode nos assegurar que não seremos enganados pelas sutis armadilhas do inimigo nestes últimos dias. Reiterando as palavras da irmã White, tenho a convicção que o atual movimento leigo adventista está assumindo erros que têm sido considerados como “luz especial”. Por favor, continue acompanhando para que possamos esclarecer e provar essas coisas. A seguir veremos como se procederam às versões atuais da Bíblia e qual a origem da Bíblia King James, considerada a mais fiel ao original, e que foi utilizada pela irmã White. Veremos o que é o Textus Receptus e as versões derivadas dele.
  19. 19. 19 5. O TEXTUS RECEPTUS “A Bíblia King James foi traduzida do Textus Receptus ou Textos Recebidos, isto é, a maioria dos manuscritos Gregos que concordam entre si, e ela tem sido aceita por séculos. A variação da maioria dos textos são mínimas, mas os demais manuscritos são tão diferentes como os cães e os dragões, de acordo com G. A. Ripling (New Age Bible Versions). Essas versões não apenas estão em desacordo com os textos majoritários, como também são discordantes entre si. Incluída nesses textos estão a Vaticanus, Sinaiticus, Bezae e Papyrus 75. Dean John Burgeon (The Revision Revised) escreve sobre esses textos minoritários mencionados acima: ‘todos os quatro, sob cuidadoso escrutínio, foram descobertos como diferindo essencialmente, não apenas de 99 entre 100 dos manuscritos, como tanto de um para o outro.” Fonte: http://www.pbministries.org/Theology/miscellaneous/which_version.htm MATEUS 28:19 NO TEXTUS RECEPTUS: Grego: πορευθέντεσ οὖν μαθητεύςατε πάντα τὰ ἔθνη βαπτίζοντεσ αὐτοὺσ εἰσ τὸ ὄνομα τοῦ πατρὸσ καὶ τοῦ υἱοῦ καὶ τοῦ ἁγίου πνεύματοσ Inglês: Go ye therefore, and teach all nations, baptizing them in the name of the Father, and of the Son, and of the Holy Ghost. Português: Portanto, ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-as em nome do Pai; e do Filho, e do Espírito Santo.
  20. 20. 20 O TEXTUS RECEPTUS Antes do século XX todas as Bíblias em inglês, desde o primeiro Novo testamento de Tyndale (1526), eram baseadas no Textus Receptus. Isso inclui a Miles Coverdale's Bible (1535), Matthew's Bible (1500-1555), The Great Bible (1539), The Geneva Version (1560), The Bishops' Bible (1568), e a versão King James (1611). HISTORY OF OUR ENGLISH BIBLE, by W. Scott. Versões antigas eram baseadas no Textus Receptus. Essas versões incluem: A versão Peshitta (AD 150), A Bíblia Itálica (AD 157), Os Valdenses (AD 120 em diante), A Bíblia Gálica (Sul da França) (AD177), A Bíblia Gótica (AD 330-350), A Antiga Bíblia Siríaca (AD 400), A Bíblia Armênia (AD 400 (Ainda existem hoje 1244 cópias dessa versão), a Siríaca palestina (AD 450), A Bíblia Francesa de Oliveton (AD 1535), A Bíblia Tcheca (AD 1602), a Bíblia Itálica de Diodati (AD 1606), a Bíblia Ortodoxa Grega (usada nos tempos apostólicos até o presente pela igreja grega ortodoxa.) Em seu recente livro, Verdade Triunfante: A Igreja no Deserto, Benjamin Wilkinson escreve: “As denominações protestantes estão construídas sobre esses manuscritos gregos do Novo Testamento, algumas vezes chamados de Textos Receptus, ou os Texto Recebido. É nesse Novo Testamento grego, nos quais os escritos dos apóstolos em grego foram traduzidos para o inglês, alemão, holandês e outras línguas. Durante a idade média o Texto Recebido era praticamente desconhecido fora da Igreja Grega. Ele foi restaurado à cristandade pelo trabalho daquele grande estudioso Erasmo. É também amplamente sabido que o real editor do Texto recebido foi Luciano. Nenhum dos inimigos de Luciano falhou em creditar a ele esse trabalho. Não foi Luciano nem Erasmo, mas os apóstolos, que escreveram o Novo Testamento grego.
  21. 21. 21 Continuação: Contudo, os dias de Luciano eram dias de apostasia, quando um dilúvio de depravações estava sistematicamente tentando devastar tanto os manuscritos bíblicos como a teologia bíblica. Orígenes do Colégio de Alexandria, fez sua edição e comentários da Bíblia um refúgio seguro para todos os erros, e deformou-os com especulações filosóficas, introduzindo casuísmo e mentira. O sucesso sem par de Luciano em verificar, salvaguardar e transmitir aqueles escritos divinos deixa um legado, pelo qual todas as gerações deveriam ser gratas.” http://www.1611kingjamesbible.com/textus_receptus.html/ ► Por que as igrejas primitivas do segundo e terceiro séculos e todos os Protestante Reformistas dos séculos 15, 16 e 17 escolheram o Textus Receptus, ao invés dos Minoritary Texts (Textos Minoritários)? ► A resposta é pelo seguinte: → O Textus Receptus é baseado numa vasta maioria (cerca de 95%) de mais de 5.300 manuscritos gregos em existência. É por isso que ele é chamado de Texto Majoritário. → O Textus Receptus não é mutilado com supressões, acréscimos e emendas, como o Texto Minoritário. → O Textus Receptus concorda com as versões primitivas da Bíblia Peshita (150 DC), Vulgata (157 DC), Bíblia Itálica (157 DC), etc. essas Bíblias foram produzidas cerca de 200 anos antes do Texto Minoritário (como o Vaticano e o Sinai), preferido pela igreja católica. → O Textus Receptus concorda com a maioria das cerca de 86.000 citações das escrituras pelos pais da igreja.
  22. 22. 22 “Em geral, os textos dos devocionais diários foram tirados da versão King James. Esta era a versão mais usada por Ellen White, embora ocasionalmente ela usasse outras.” Cristo Triunfante, p. 6. (escrita pelos depositários do Ellen White Estate). Continuação: → O Textus Receptus não é manchado com filosofia e descrença egípcia. → O Textus Receptus fortemente sustenta as doutrinas fundamentais da fé cristã: a criação contada em Gênesis, a divindade de Jesus Cristo, o nascimento virginal, os milagres do Salvador, Sua ressurreição, Seu retorno literal e o poder purificador de Seu sangue! → O Textus Receptus era (e ainda é ) o inimigo da Igreja Católica Romana. Esse é um importante ponto a ter em mente. http://www.1611kingjamesbible.com/textus_receptus.html/
  23. 23. 23 Tenha em mente que uma versão é uma tradução feita diretamente do original hebraico ou grego, enquanto que uma tradução de uma versão em outra língua é simplesmente chamada uma tradução. As versões bíblicas foram feitas em diversos idiomas dentro de poucos anos da criação do Novo testamento. Isso era uma raridade no mundo antigo para qualquer livro. No curso do tempo, muitas versões (traduções da língua original) foram feitas. A seguir apresentamos algumas das mais famosas.
  24. 24. 24 A BÍBLIA SIRÍACA
  25. 25. 25 A BÍBLIA ARMÊNIA Bíblia Italiana de Diodati (AD 1606) Bíblia Gótica (AD 330-350) Bíblia Siríaca Palestina (AD 450) Bíblia Gálica (Sul da França) (AD177) Bíblia Armênia (AD 400) Há 1244 cópias dessa versão ainda em existência. Antiga Bíblia Siríaca (AD 400) Bíblia Francesa de Oliveton (AD 1535) Bíblia Tcheca (AD 1602) Bíblia Grega Ortodoxa: Usada dos tempos apostólicos até o presente pela Igreja grega Ortodoxa. “Todas as Bíblias mencionadas acima e a vasta maioria (cerca de 99%) dos 5.200 Novos Testamentos existentes estão em concordância com o texto agora conhecido como Textus Receptus - o texto subjacente da versão autorizada King James. Fonte: http://www.kjv-only.com/peshitta.html
  26. 26. 26 6. OS VALDENSES E A BÍBLIA “Você sabe qual a versão da Bíblia usada pelos valdenses? Os valdenses foram aqueles cristãos que viveram no vale de Vaudois, no norte da Itália. Beza data a igreja valdense como sendo do ano 120 DC e sua Antiga Bíblia Itálica, sendo de 157 DC. Ela foi traduzida dos textos verdadeiros para o latin rude do segundo século. Historiadores como Allix, Leger, Gilley, Comba, e Nolan documentam que essa igreja fazia uso contínuo do texto puro da Bíblia. Eles foram perseguidos severamente entre o quarto e quinto séculos pela igreja de Roma. A Bíblia dos valdenses era usada para levar os textos verdadeiros através da Europa. 1. Olivetan, um pastor valsense, traduziu a Bíblia valdense para o francês; 2. Essa Bíblia francesa Olivetan tornou-se a base para a Bíblia Geneva em inglês. 3. Lutero usou a Bíblia Germânica Tepl, a qual foi uma tradução da Bíblia valdense, para produzir a Bíblia de Lutero. 4. A Bíblia italiana Diodatis foi uma em linha com a Bíblia valdense. Todos esses textos puros dos valdenses , assim como muitos outros manuscritos vadenses, como Dublin Ms A4 estavam entre as ricas variedades de documentos puros usados pelos tradutores da Bíblia King James.” http://www.giveshare.org/library/bible/waldensesandbible.html. .
  27. 27. 27 NOTE A FRASE: “TINHAM A VERDADE INCONTAMINADA”! Raciocinando da causa para o efeito: Se os valdenses tinham a verdade incontaminada, e em suas Bíblias, em Mateus 28:19, lia-se “... batizando-os em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo”, quem pode em sã consciência dizer que esse texto não é original, a menos que esteja negando a plena palavra da Inspiração? Os valdenses foram os primeiros dentre os povos da Europa a obter a tradução das Sagradas Escrituras. Centenas de anos antes da Reforma, possuíam a Bíblia em manuscrito, na língua materna. Tinham a verdade incontaminada, e isto os tornava objeto especial do ódio e perseguição. Declaravam ser a Igreja de Roma a Babilônia apóstata do Apocalipse, e com perigo de vida erguiam-se para resistir a suas corrupções. Opressos pela prolongada perseguição, alguns comprometeram sua fé, cedendo pouco a pouco em seus princípios distintivos, enquanto outros sustentavam firme a verdade. Durante séculos de trevas e apostasia, houve alguns dentre os valdenses que negavam a supremacia de Roma, rejeitavam o culto às imagens como idolatria e guardavam o verdadeiro sábado. Sob as mais atrozes tempestades da oposição conservaram a fé. Perseguidos embora pela espada dos saboianos (França) e queimados pela fogueira romana, mantiveram-se sem hesitação ao lado da Palavra de Deus e de Sua honra. O Grande Conflito, p. 65.
  28. 28. 28 Veja como o que é dito neste site está em consonância com o que diz Ellen White: ► “Cerca de 5.000 cópias de textos gregos do Novo testamento existem guardados em locais seguros pelo mundo. A grande maioria deles é idêntica ao Textus Receptus (também chamado de texto majoritário ou texto Bizantino). Esse texto foi usado pelos valdenses e preservado pela verdadeira igreja através dos séculos. Os Reformadores asseguravam que a igreja valdense foi formada por cerca do ano 120 da nossa era, a partir da qual passaram de pai para filho os ensinamentos que receberam dos apóstolos.” Fonte: http://www.giveshare.org/library/bible/waldensesandbible.html Desde o princípio, tem Deus operado por Seu Espírito Santo, mediante agentes humanos, para a realização de Seu propósito em benefício da humanidade caída. Isso se manifestou na vida dos patriarcas. À igreja no deserto, no tempo de Moisés, também deu Deus Seu “bom Espírito, para os ensinar”. Neemias 9:20. E nos dias dos apóstolos, Ele atuou poderosamente por Sua igreja através do Espírito Santo. O mesmo poder que susteve os patriarcas, que a Calebe e Josué deu fé e coragem, e eficiência à obra da igreja apostólica, tem sustentado os fiéis filhos de Deus nos séculos sucessivos. Foi mediante o poder do Espírito Santo que na idade escura os cristãos valdenses ajudaram a preparar o caminho para a Reforma. Foi o mesmo poder que deu êxito aos esforços de nobres homens e mulheres que abriram o caminho para o estabelecimento das modernas missões, e para a tradução da Bíblia para as línguas e dialetos de todas as nações e povos. Atos dos Apóstolos, p. 29.
  29. 29. 29 O que se nota no presente movimento leigo é - ao que parece - um completo esquecimento desses textos inspirados. Por outro lado, textos duvidosos, escritos por opositores da verdadeira igreja de Deus sobrepõem- se a eles, na consideração do professo povo de Deus. Perguntamo-nos como pode um povo dotado de tantas possibilidades de obter o conhecimento da verdade se deixar levar por erros tão grotescos, por enganos tão facilmente desmascarados. APÓSTOLOS VALDENSES REFORMADORES IGREJA REMANESCENTE
  30. 30. 30 Para pensar: ► A irmã White disse que os valdenses tinham a verdade incontaminada. Conclui-se que Deus preservou a verdade bíblica que eles possuíam. ► Se as Bíblias dos valdenses eram traduzidas diretamente do Textus Receptus (originais gregos não corrompidos), como poderia Mateus 28:19, que nas Bíblias deles dizia “...batizando-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo”, não ser considerado como verdadeiro? “O último engano de Satanás será exatamente anular o testemunho do Espírito de Deus. "Não havendo profecia, o povo se corrompe." Prov. 29:18. Satanás trabalhará engenhosamente, por diferentes maneiras e por instrumentos diversos, para perturbar a confiança do povo remanescente de Deus no testemunho verdadeiro. Introduzirá visões falsas para desencaminhar, e misturará o falso com o verdadeiro, e assim desgostará o povo para que considerem tudo quanto traz o nome de visões como uma espécie de fanatismo; as almas sinceras, porém, comparando o falso com o verdadeiro, serão habilitadas a distinguir entre elas. ...” Mensagens Escolhidas, v. 2, p.78. ► Muitos estão dando mais consideração aos escritos de Eusébio de Cesareia, às Enciclopédias e ao livro do papa do que aos escritos da Mensageira do Senhor. De fato, estamos vendo essa profecia descrita acima (ME, v. 2, p. 78) cumprir-se diante de nós.
  31. 31. 31 O texto a seguir foi obtido no site giveshare assim como está, o que nos indica que os batistas usaram o livro de Ellen White para basear sua crença de que os valdenses preservaram a palavra de Deus incontaminada. Compare com o texto citado acima de O Grande Conflito, p. 65 e veja como está igual. Será possível que as pedras estão falando aquilo que os leigos adventistas estão negando? “Os valdenses foram os primeiros dentre os povos da Europa a obter a tradução das Sagradas Escrituras. Centenas de anos antes da Reforma, possuíam a Bíblia em manuscrito, na língua materna. Tinham a verdade incontaminada, e isto os tornava objeto especial do ódio e perseguição.” Biblioteca Batista Primitiva, História da Bíblia, por Elder Robert L. Webb. http://www.giveshare.org/library/bible/waldensesandbible.html. “Por trás dos elevados baluartes das montanhas — em todos os tempos refúgio dos perseguidos e oprimidos — os valdenses encontraram esconderijo. Ali, conservou-se a luz da verdade a arder por entre as trevas da Idade Média. Ali, durante mil anos, testemunhas da verdade mantiveram a antiga fé.” O Grande Conflito, p. 65.
  32. 32. 32 Vejamos agora um pouco sobre o livro mais antigo do mundo – A Bíblia de Gutemberg. No ano de 2003, enquanto eu morava nos Estados Unidos, fui a uma exposição sobre a história da Bíblia numa cidade do Estado do Tennessee, juntamente com meus colegas estudantes. Logo na entrada, assistimos a um documentário sobre Tyndale e sua luta pela tradução da Bíblia para o inglês. Esse filme me impressionou muito, pois até então eu não havia estudado muita coisa sobre ele. Vimos sua firmeza e coragem incansável para levar a Palavra de Deus ao povo de fala inglesa. As cenas de sua morte na fogueira ficaram registradas na minha memória como algo a nunca ser esquecido, como um legado de sangue a todos nós que hoje possuímos a Bíblia King James (e suas derivações, como a Bíblia Almeida Antiga e Trinitariana em português). No museu propriamente dito havia muitas Bíblias antigas e a mais famosa e importante – um exemplar da Bíblia de Gutemberg.
  33. 33. 33 Eusébio • Eusébio de Cesareia é comumente citado pelos leigos adventistas, na tentativa de provar que Mateus 28:19 é apócrifo. de • O texto dele diz: “Ide fazei discípulos de todas as nações em meu nome”. Cesareia • Note-se que Eusébio não fala no batismo. A BÍBLIA DE GUTEMBERG A Bíblia de Gutenberg é o incunábulo (livro impresso nos primeiros tempos da imprensa com tipos móveis) impresso da tradução em latim da Bíblia, por Johann Gutenberg, em Mainz, Alemanha. A produção da Bíblia começou em 1450 e calcula-se que tenha terminado em 1455. Essa Bíblia é considerada o livro mais importante, pois marca o início da produção em massa de livros no Ocidente. Uma cópia completa desta Bíblia possui 1282 páginas, com texto em duas colunas; a maioria era encadernada em dois volumes. A Bíblia contém 73 livros, dividida em Antigo Testamento e Novo Testamento. Acredita-se que 180 cópias foram produzidas, 45 em pergaminho e 135 em papel. Elas foram impressas, rubricadas e iluminadas (ilustradas) à mão em um período de três anos. Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Iluminura
  34. 34. 34 Um exemplar da Bíblia de Gutemberg (Novo Testamento) foi adquirida pelo japonês Eiichi Kobayashi por $5.4 milhões – um recorde para um livro impresso (cerca de doze milhões de reais). Vejamos agora um pouco mais sobre esse homem – William Tyndale, considerado o pai da Bíblia em inglês. Para encerrar, mostro aqui a Bíblia de Lutero:
  35. 35. 35 7. TYNDALE E A BÍBLIA
  36. 36. 36 Na imagem central acima podemos ver o anúncio do greatsite.com que diz: Bíblia Mateus-Tyndale de 1537 “Esta é a primeira Bíblia em língua inglesa já traduzida diretamente dos originais Hebraico e Grego e impressa em inglês. Menos de 15 exemplares desta primeira edição existem atualmente. Ofertada por $275.000”
  37. 37. 37 UM POUQUINHO SOBRE A VIDA DE WILLIAM TYNDALE Ao ser trazido para o local da execução, Tyndale foi atado à estaca, estrangulado por um carrasco e depois queimado pelo fogo, na cidadezinha de Vilvorde em 1536 DC. Ao ser amarrado, ele clamava com voz solene: "Senhor, abre os olhos do Rei da Inglaterra! A oração já estava sendo atendida. McClure relata o miraculoso testemunho: “O que foi mais estranho em tudo isso e inexplicável para aqueles dias é que na hora exata em que Tyndale, por obtenção dos eclesiásticos ingleses e pelo tácito consentimento do rei inglês, foi queimado em Vilvorde, uma edição paginada de sua tradução era impressa em Londres, com o seu nome na página titular e por Thomas Berthlet, com a própria patente de impressão do rei. Essa foi a primeira cópia das Escrituras impressa em solo inglês. O professor Herman Buschais descreveu a capacidade intelectual para as línguas de Tyndale assim: “Um homem tão versado nas sete línguas: Hebraico, Grego, Latim, Italiano, Espanhol, Inglês e Francês, que qualquer uma que ele falasse poderia dar a impressão de ser a sua língua nativa.” COMO TYNDALE TRADUZIU MATEUS 28:19 DIRETO DO TEXTUS RECEPTUS (ORIGINAL GREGO): “Go therfore and teache all nacions baptysinge them in the name of the father and the sonne and the holy goost.” Tradução: “Portanto ide ensinai todas as nações batizando-as em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.”
  38. 38. 38 O que a irmã White diz sobre Tyndale: “Enquanto Lutero abria ao povo da Alemanha a Bíblia, que até então estivera fechada, Tyndale era impelido pelo Espírito de Deus a fazer o mesmo pela Inglaterra. A Bíblia de Wycliffe fora traduzida do texto latino, que continha muitos erros. Nunca havia sido impressa, e tão elevado era o custo dos exemplares manuscritos, que, a não ser homens abastados ou nobres, poucos poderiam adquiri-los; demais, sendo estritamente proscrita pela igreja, tivera divulgação relativamente acanhada. Em 1516, um ano antes do aparecimento das teses de Lutero, Erasmo publicara sua versão grega e latina do Novo Testamento. Agora, pela primeira vez, a Palavra de Deus era impressa na língua original. Nesta obra muitos erros das versões anteriores foram corrigidos, dando-se mais clareza ao sentido. Levou muitos dentre as classes cultas a melhor conhecimento da verdade, e deu novo impulso à obra da Reforma. Mas o povo comum ainda estava, em grande parte, privado da Palavra de Deus. Tyndale deveria completar a obra de Wycliffe, dando a Bíblia a seus compatriotas.” O Grande Conflito (1888) , p. 245. Para pensar... ► Sendo que Ellen White diz que o Espírito de Deus estava com Tyndale, e que seu trabalho daria impulso à Reforma, não nos parece claro que Deus levaria Tyndale a traduzir a Bíblia a partir de um texto não corrompido? E que o mesmo se pode dizer com relação aos valdenses, cujas traduções deram origem a todas as demais Bíblias? ►Deus estaria preparando homens para combater os erros do catolicismo permitindo que eles usassem uma Bíblia que não fosse a verdadeira? ► Afinal, estamos crendo num Deus de amor e onipotência ou não?
  39. 39. 39 8. EUSÉBIO DE CESAREIA E A BÍBLIA Não obstante tudo o que já foi dito acima, agora você também verá claramente porque estou fazendo este alerta sobre o perigo da rejeição inconsciente ao Espírito de Profecia. Você verá o perigo de dar mais valor aos escritos de Eusébio de Cesareia, mesmo contrariando o que diz Ellen White. Leia atentamente e medite com muita oração. Quem foi Eusébio de Cesareia? “Foi o expoente mais qualificado da cultura cristã de seu tempo, em contextos muito variados, da teologia à exegese, da história à erudição. Eusébio é conhecido sobretudo como o primeiro historiador do cristianismo, mas também como o filósofo maior da Igreja antiga. Na Cesareia, onde provavelmente nasceu em torno do ano 260, Orígenes se havia refugiado procedente da Alexandria, e lá havia fundado uma escola e uma ingente biblioteca. Precisamente com estes livros se teria formado, uma década depois, o jovem Eusébio. No ano 325, como bispo de Cesareia, participou com um papel de protagonista no Concílio de Nicéia. Sincero admirador de Constantino, que havia dado paz à Igreja, Eusébio sentiu por ele estima e consideração. Celebrou o imperador, não só em suas obras, mas também em discursos oficiais, pronunciados no vigésimo e trigésimo aniversários de sua chegada ao trono, e depois de sua morte, ocorrida no ano 337. Dois ou três anos depois também morria Eusébio. http://www.veritatis.com.br/patristica/biografias/392-eusebio-de- cesareia.
  40. 40. 40 Constantino e Eusébio Apresentamos abaixo, um texto traduzido do site 1611KingJamesBible.com. “Constantino tornou-se imperador romano em 312 DC. Logo depois ele supostamente abraçou a fé cristã para ele em particular e para seu império, numa tentativa de trazer uma amalgamação do paganismo com o cristianismo. Em 331, o Imperador Constantino ordenou que “uma Bíblia ecumênica” fosse escrita. Constantino queria uma Bíblia que fosse aceita pelos pagãos, assim como pelos cristãos. Eusébio (o bispo de Cesareia e seguidor de Orígenes) foi designado para a tarefa. Eusébio rejeitava a divindade de Cristo e alegava que Cristo era um ser criado. Esse erro, chamado de heresia ariana, é ensinado pela Igreja Católica Romana. (Quer prova? O papa declarou a Vulgata como a “Bíblia infalível”, uma vez que ela remove a deidade de Cristo). Eusébio, um devoto estudante do trabalho de Orígenes, alegremente respondeu à requisição do imperador e enviou-lhe seus manuscritos cheios da corrupção Alexandrina. Havia cerca de 50 cópias dessas Bíblias feitas por Eusébio, e elas acabaram em Roma e Alexandria, onde existia uma grande presença ocultista. Uma vez que os ataques à Palavra de Deus haviam se originado em Alexandria (com o trabalho enganoso de alguns sábio gregos como Orígenes e Clemente de Alexandria), era muito conveniente para algumas das Bíblias de Eusébio acabassem por lá. Ambos os admiradores como os inimigos dos textos Vaticanus e Sinaiticus prontamente admitiram que esses dois textos eram marcadamente similares, tão similares a ponto de levar alguém a acreditar que eles provinham de uma origem comum. Dr. Gregory, um recente estudioso no campo dos manuscritos, acredita que os manuscritos Vaticanus e Sinaiticus são uma das 50 Bíblias de Constantino. Ele declara: ‘Esse manuscrito (Vaticanus) é supostamente, como temos visto, provindo do mesmo lugar do qual provém o manuscrito Sinaitic. Tenho dito que esses dois mostram conecções um com o outro, e que eles deveriam ajustar-se muito bem como um par dos manuscritos escritos em Cesareia por Constantino, o Grande.’ (Dr. Gregory, The Canon and Text of the NT, p. 345).
  41. 41. 41 Continuando… Também o Dr A. T. Robertson, em sua introdução ao Textual Criticism do NT, diz que ‘O próprio Constantino ordenou de Eusébio, bispo de Cesareia, 50 Bíblias gregas para as igrejas de Constantinopla. É bem provável que Aleph (Sinai) e B (Vatican) sejam duas dessas 50. “Mas, por favor, lembre-se que os cristãos primitivos REJEITARAM esses manuscritos. Então eles foram para as livrarias secretas... e lá permaneceram... até que se tornaram “manuscritos antigos”. Assim, isso é o que provavelmente aconteceu: o corrupto texto Alexandrino (também chamado ‘Egípcio’ ou ‘Hesychian’ encontrou seu caminho na Bíblia de Constantino (via Orígenes e Eusébio), um dos quais era o manuscrito Vaticano e o outro era o manuscrito Sinai. Mas eles foram rejeitados e jogados no armário pelos cristãos daquele tempo. Contudo, após centenas de anos, eles eventualmente foram recebidos através dos textos gregos de Westcott e Hort , e finalmente arrastados lentamente para dentro das versões da Bíblia que compramos nas livrarias cristãs. O diabo é sorrateiro, não é? Doravante quando você ouvir ou ler de alguém “corrigindo” a Bíblia com um “mais antigo” ou “mais autorizado” manuscrito, você está simplesmente ouvindo alguém tentando usar um texto corrupto, pagão, gnóstico, ecumênico, Católico Romano a fim de derrotar o texto da Reforma Protestante e dos grandes reavivamentos honrados por Deus.” http://www.1611kingjamesbible.com/constantine.html/
  42. 42. 42 Querido irmão (ã), creio que você entendeu e não vai cair nessa, não é? Os textos bíblicos de Eusébio de Cesareia, amplamente citados pelos leigos adventistas, são oriundos dos textos corrompidos Vaticanus e Sinaitic. Além do mais, o trabalho de Eusébio foi patrocinado pelo Imperador Constantino, o que por si só já seria indício suficiente para nos fazer duvidar de sua autenticidade. Adicione-se a isso o que já vimos, e ainda vamos ver, sobre o que a Mensageira do Senhor nos escreveu. O inimigo tem paciência (guardou os manuscritos corruptos de Alexandria até passar muito tempo e, então, os homens dizerem ‘Oh! Que maravilha, esses escritos antigos’). Ele está há muitos anos preparando o golpe final contra a igreja remanescente. Jesus advertiu: “... se possível fora, enganariam até os escolhidos”. Fiquemos com a Bíblia divina no coração, na cabeça, amando-a e respeitando-a: Essa Bíblia é a versão King James. Não quero aqui me estender muito. Mas gostaria que todos pudessem pesquisar sobre a história da Bíblia King James e a maneira poderosa como Deus a formou e a tem protegido. http://www.giveshare.org/library/bible/waldensesandbible.html BÍBLIA DE CONSTANTINO (EUSÉBIO) X TEXTUS RECEPTUS Mateus 28:19 No Textus Receptus e na versão king James: “Go ye therefore, and teach all nations, baptizing them in the name of the Father, and of the Son, and of the Holy Ghost.” Tradução da versão revista e corrigida (igual à king James): “Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo.”
  43. 43. 43 O QUE ELLEN WHITE DIZ SOBRE EUSÉBIO DE CESAREIA “Como a ordem real não parecia substituir de modo suficiente a autoridade divina, Eusébio, bispo que procurava o favor dos príncipes e era amigo íntimo e adulador de Constantino, propôs a alegação de que Cristo transferira o sábado para o domingo. Nenhum testemunho das Escrituras, sequer, foi aduzido em prova da nova doutrina. O próprio Eusébio inadvertidamente reconhece sua falsidade, e indica os verdadeiros autores da mudança. “Todas as coisas”, diz ele, “que se deveriam fazer no sábado nós as transferimos para o dia do Senhor.” — Leis e Deveres Sabáticos, de R. Cox. Mas o argumento do domingo, infundado como era, serviu para incentivar os homens a desprezarem o sábado do Senhor. Todos os que desejavam ser honrados pelo mundo, aceitaram a festividade popular. O Grande Conflito, p. 574. Você crê que Deus usaria um homem bajulador, corrompido pela amizade com um imperador pagão? Sabemos que Constantino dissimulou uma suposta conversão ao cristianismo num golpe político para introduzir o paganismo para dentro do cristianismo, e contou com a ajuda de Eusébio de Cesareia para lograr seus efeitos. Não precisamos de muita concentração para verificar que Eusébio foi um instrumento do inimigo para introduzir erros na igreja. O diabo vem trabalhando incansavelmente há séculos para o grande engano dos últimos dias: tornar sem efeito o Espírito dos Testemunhos de Deus! Será que estamos nos esquecendo de ler e continuar a crer no livro o Grande Conflito de 1888?
  44. 44. 44 PERGUNTAS PARA PENSAR ► Se os escritos de Eusébio de Cesareia estavam de acordo com a vontade de Deus, por que então o Senhor não inspirou Ellen White a usar esses escritos (de Eusébio), em vez de instruí-la a usar a versão King James como ela fazia? ► Não nos parece que, apesar de tão clara elucidação, muitos do professo povo de Deus ignoram essas palavras, dando mais valor a Eusébio de Cesareia, considerando seus escritos como de maior autoridade do que a palavra profética? Pode Deus ter inspirado a irmã White a escrever O Grande Conflito baseado em erros? ► Tem havido um grande erro de interpretação. Muitos estão considerando que os textos de Eusébio são mais confiáveis apenas por serem “mais antigos”. Mas será que o mais antigo é sempre o mais confiável? ► Será que não conseguimos ver a mão do inimigo atuando nisso tudo para confundir e enganar? “Mas Deus terá sobre a Terra um povo que mantenha a Bíblia, e a Bíblia só, como norma de todas as doutrinas e base de todas as reformas. As opiniões de homens ilustrados, as deduções da ciência, os credos ou decisões dos concílios eclesiásticos, tão numerosos e discordantes como são as igrejas que representam, a voz da maioria — nenhuma destas coisas, nem todas em conjunto, deveriam considerar-se como prova em favor ou contra qualquer ponto de fé religiosa. Antes de aceitar qualquer doutrina ou preceito, devemos pedir em seu apoio um claro — “Assim diz o Senhor”. O Grande Conflito, p. 595.
  45. 45. 45 9. MATEUS 28:19 ESTÁ RELACIONADO COM A TRINDADE? Mateus 28:19 prova uma trindade? A passagem de Mateus 28:19 é constantemente mal-interpretada e relacionada com a doutrina católica da trindade. Trago aqui um texto publicado no site da United Church of God, que não é trinitariana. Contudo parecem ter um discernimento impressionante sobre este assunto. Veja o texto deles: Lembre-se de um ponto importante: a Bíblia se interpreta a si mesma. O que essa passagem em particular nos mostra é que o processo do batismo e a entrada na família de Deus envolve O Pai, o Filho e o Espírito Santo. Ela não é uma descrição da natureza de Deus. Note Atos 2:38: “Após real arrependimento e ser batizado, o exemplo das Escrituras é que o ministro lance suas mãos na pessoa e ela receberá o Espírito Santo diretamente de Deus. Importante como é, o batismo somente não é suficiente. Precisamos receber o Espírito Santo – a semente da vida eterna – a qual é concedida pelo mandato bíblico da imposição de mãos pelo ministro de Deus (Atos 19:1-6). Não podemos participar da natureza divina, como mencionada e 2 Peter 1:4, sem primeiro ser gerado pelo Pai pelo Espírito Santo, o qual confere aquela natureza divina. “E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo.”
  46. 46. 46 Nós somos do Pai, do Filho e do Espírito Santo como mencionado em Mateus 28:19? Vamos compreender. No batismo, entramos num relacionamento de aliança com Deus, o Pai. O sacrifício de Jesus Cristo, o Filho de Deus, torna a aliança possível. (É claro, através o arrependimento e também, assim, entramos num relacionamento com Jesus Cristo como nosso Irmão mais velho e Cabeça da Igreja). O Espírito Santo é o meio pelo qual o Pai e o Filho tornam tudo isso possível. Por outro lado, Deus, o Pai, é O que nos chama para o batismo e um novo estilo de vida (João 6:44, 45), e é Sua bondade que nos guia ao arrependimento e ao batismo. (Romanos 2:4). Sabemos, também, que Jesus Cristo morreu como sacrifício pelos nossos pecados, reconciliando-nos com Deus. (Romanos 5:6-11). O batismo ilustra nosso sepultamento com Jesus Cristo e o nascimento para uma nova vida com Ele, tanto agora como na ressurreição futura. (Romanos 6:1-5). E o Espírito Santo é quem nos torna filhos de Deus. (Romans 8:16). A instrução em Mateus Matthew 28:19 presume que, antes de ser batizado, os crentes aprenderão sobre Deus, o Pai, Seu Filho Jesus Cristo e o Espírito Santo. No batismo, esses crentes entram num relacionamento pessoal familiar com o Deus, o Pai, e o Filho através do espírito Santo, recebendo assim o nome de Deus. (Compare com Efésios 3:14-15). Note novamente que o Pai, o Filho e o espírito Santo estão todos reconhecidos como estando envolvidos nesse processo. Mas isso não significa que os três são pessoas divinas em uma Trindade. Dizer que Mateus 28:19 estabelece um Deus e três pessoas vai muito além das palavras atuais desse verso. E outros versos mostram que tal noção é completamente falsa.” http://www.ucg.org/booklet/god-trinity/does-matthew-2819-prove-trinity/ Será que mais uma vez as pedras estão falando o que estamos relutando em reconhecer? Veja no texto abaixo, escrito por Ellen White, se não é o resumo do texto acima. “Cristo fez do batismo um sinal de entrada no Seu reino espiritual. Ele fez disso uma positiva condição, com a qual todos os que desejam ser reconhecidos como estando sob a autoridade do Pai, do Filho e do Espírito
  47. 47. 47 Santo, devem concordar. Antes que o homem possa encontrar um lar na igreja, antes de passar o limiar do reino espiritual de Deus, ele deve receber a impressão do divino nome. „O Senhor Justiç ‟a nossa , Jeremias 23:6.” 6T 91. EXISTE REALMENTE RELAÇÃO ENTRE MATEUS 28:19 COM A TRINDADE? Muito se tem ouvido sobre a vinculação do texto de Mateus 28:19 “Portanto ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo” com a trindade. Um argumento muito utilizado é o de que Eusébio de Cesareia, antes do concílio de Niceia, citava Mateus 28:19 como “ide fazei discípulos de todas as nações em meu nome”. Pode Eusébio ser autoridade para nós, sobrepondo-se a toda a luz que nos é dada pela Bíblia e Espírito de Profecia? Apenas a título de resumo, trago aqui citação do credo de Niceia e de Atanásio, marcos fundamentais para o estabelecimento da doutrina da trindade na igreja católica. O Credo de Nicéia (Estabeleceu os fundamentos para a doutrina da trindade) “Creio em um único Deus e Pai Onipotente, que fez o Céu e a Terra; e em um único Senhor Jesus Cristo, Filho de Deus, unigênito do Pai, nascido antes de todos os séculos, Deus de Deus, consubstancial com o Pai, que desceu dos Céus, e foi encarnado do Espírito Santo pela Virgem Maria; e no Espírito Santo, Senhor e Vivificante, que procede do Pai e do Filho, que é adorado e glorificado com o Pai e o Filho.” O Credo de Atanásio (Produzido pouco depois do Concílio de Nicéia, onde o conceito da trindade ficava mais claro).
  48. 48. 48 “A Fé católica *universal+ é que veneramos um único Deus na Trindade, e a Trindade na Unidade, sem confundir as Pessoas e sem separar a substância' (...) Outra é a Pessoa do Pai, outra a Pessoa do Filho, e outra a Pessoa do Espírito Santo (...) O Pai é Deus e Senhor, o Filho é Deus e Senhor, e o Espírito Santo é Deus e Senhor (...) Mas, assim como somos forçados pela verdade cristã a confessar cada Pessoa Deus e Senhor em particular, do mesmo modo somos impedidos pela religião católica de dizer três Deuses ou três Senhores.” A Bíblia ecumênica de Constantino, citada anteriormente, surgiu aproximadamente na mesma época do Concílio de Niceia. O concílio de Niceia reafirmou assuntos que já vinham sendo introduzidos pouco a pouco na igreja cristã, inseridos especialmente por Constantino, o qual queria conciliaras doutrinas pagãs com as doutrinas cristãs.
  49. 49. 49 PERGUNTAS PARA PENSAR: ► Quem vinculou o texto de Mateus 28:19 “Batizar em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo” com a trindade? Os discípulos (que não eram trinitarianos), ou a igreja católica Romana?) ► Batizar em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo significa batizar em nome da trindade ou apenas reconhecer a autoridade da divindade sobre nós, como afirma Ellen White? ► Teria Deus dado inspiração ao papa e deixado Ellen White na escuridão quanto a um texto tão importante das Escrituras como Mateus 28:19? ► Teria Deus falhado em dar toda a luz para Sua mensageira dos últimos dias? ► Teria Deus permitido que os jesuítas controlassem Sua obra e dispusessem de Sua Palavra? ΩΩΩ “Certamente o Senhor Jeová não fará coisa alguma, sem ter revelado o seu segredo aos seus servos, os profetas.” Amós 3:7.
  50. 50. 50 10. SUPOSTAS ALTERAÇÕES DOS TESTEMUNHOS As tentativas de adulterações já foram desmascaradas! Deus permite que elas venham à tona para que não fiquemos desprotegidos. Se Deus permitisse que os homens alterassem os textos da Bíblia e dos Testemunhos em segredo, o texto a seguir seria falso: “Certamente o Senhor Jeová não fará coisa alguma, sem ter revelado o seu segredo aos seus servos, os profetas.” Amós 3:7. Além disso, Deus já permitiu que aquilo que os homens alteraram nas diversas traduções da Bíblia fosse tornado claro para que possamos ver o que esses homens fizeram. Temos até livros onde podemos comparar diversos textos e verificar as alterações. Tudo está às claras! Ainda mais, na continuação do texto de Primeiros Escritos, página 220, temos: “Vi, porém, que a Palavra de Deus, como um todo, é uma cadeia perfeita, prendendo-se uma parte à outra, e explicando-se mutuamente. Os verdadeiros inquiridores da verdade não devem errar; pois não somente é a Palavra de Deus clara e simples ao explanar o caminho da vida, mas o Espírito Santo é dado como guia na compreensão do caminho da vida ali revelado.” PE 220. ► Se acreditarmos que Mateus 28:19 foi acrescentado por quem quer que seja, estaremos pondo em dúvida a Palavra de Deus. Como as Escrituras podem ser uma cadeia perfeita se não conseguimos estabelecer uma relação entre um verso e o restante da Bíblia? ► Você percebe que entramos em contradição com o que está escrito? ► Vê que dessa forma abrimos uma porta enorme para a descrença?
  51. 51. 51 ● Certa vez Deus mostrou à irmã White onde estava uma redezinha de cabelo que uma moça havia roubado dela. ● Será que Deus mostraria a ela sobre uma rede de cabelo e não sobre um texto fundamental para nossa fé, se esse tivesse sido realmente acrescentado? O CATECISMO CATÓLICO O mundo leigo protestante adventista parece repudiar indiscriminadamente qualquer coisa que venha da igreja católica, associando que tudo que menciona o nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo está ligado com a Trindade. Muito se tem dito sobre as publicações que mencionam o atual texto de Mateus 28:19 como sendo uma adulteração, incluída pelo catolicismo. Mesmo o livro escrito pelo papa Bento XVI, Introduction to Christianity, é considerado como um porta-voz da verdade, a despeito de tudo que temos visto no Espírito de Profecia. “Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho e do espírito Santo. Mateus 28:19.
  52. 52. 52 Não é minha intenção debater ou analisar cada um dos livros e textos que negam a veracidade de Mateus 28:19. Com o fôlego que Deus me dá, e o desejo de fazer acordar os sonolentos, quero apenas reafirmar e defender a necessidade de nos apegarmos ao que Deus inspira e não ao que o diabo inspira seus súditos a escrever. PARA VER O OUTRO LADO DA MOEDA Algumas sugestões de sites em português para aqueles que desejarem pesquisar sobre evidências a respeito da autenticidade de Mateus 28:19: http://www.e-cristianismo.com.br/pt/apologetica/110-mateus2819 http://english.sdaglobal.org/research/mt2819.htm http://www.perguntas.criacionismo.com.br/2010/09/mateus-2819-falso-ou- autentico.html http://literalmenteverdade.blogspot.com.br/2010_09_01_archive.html http://www.adventistacaucaia.com.br/resposta/008.php Não importa o que o Eusébio, as enciclopédias ou o papa escrevam e t tentem provar. Nada disso tem valor diante da verdadeira Inspiração divina. Além disso, para os que se lançarem a meditar, pesquisar e orar sobre o assunto, tenho a plena convicção de que, na sinceridade da busca, o Senhor há de mostrar também a outros aquilo que me possibilitou descobrir. Quando não temos preferências particulares sobre determinados assunto, u quando não queremos fazer nada para nos sobressairmos ou recebermos a h homenagem dos outros, somente nesse caso, o Senhor pode mostrar-nos a algo tão claro, no entanto não decifrado pela maioria.
  53. 53. 53 “Mas Deus terá sobre a Terra um povo que mantenha a Bíblia, e a Bíblia só, como norma de todas as doutrinas e base de todas as reformas. As opiniões de homens ilustrados, as deduções da ciência, os credos ou decisões dos concílios eclesiásticos, tão numerosos e discordantes como são as igrejas que representam, a voz da maioria — nenhuma destas coisas, nem todas em conjunto, deveriam considerar-se como prova em favor ou contra qualquer ponto de fé religiosa. Antes de aceitar qualquer doutrina ou preceito, devemos pedir em seu apoio um claro — “Assim diz o Senhor”. O Grande Conflito, p. 595. Perguntas para pensar... ► Como podemos praticar o texto acima se nossas Bíblias foram alteradas? ► Teria Deus nos deixado sem uma âncora? Sem amparo? ► A qual ‘Assim diz o Senhor” o Senhor estaria se referindo que não fosse a Bíblia como a temos hoje em nossas casas? ► Como Deus diria uma coisa que não poderíamos fazer? ► Permitira Ele que os humildes habitantes deste planeta, que não tem acesso à Internet, mas apenas possuem um simples exemplar das Escrituras Sagradas, e estão buscando a verdade, tivessem que consultar os escritos de Eusébio e outros similares , a despeito de suas Bíblias, para poder saber o que é a verdade?
  54. 54. 54
  55. 55. 55 POR ACASO NOS ESQUECEMOS DA LUTA ENTRE AS POSTESTADES DO BEM E O MAL? Para reavivar a memória contra possíveis lapsos, com relação à origem das forças religiosas e políticas atuais, quero mencionar o que Ellen White escreveu em O Grande Conflito a respeito do surgimento da ordem jesuíta. Não obstante o fato de sabermos que tais homens são capazes de mentir, envenenar, torturar, etc, muitos dentre nós avocam o livro escrito pelo papa Bento XVI ( Introduction to Christianity) como prova de que o texto de Mateus 28:19 foi introduzido pela igreja de Roma. Neste contexto, vejamos a carta emitida por Adolfo Nicolás, Superior Geral do Companhia de Jesus (papa negro da ordem dos jesuítas) quando da renúncia do papa Bento XVI. Renúncia do Papa Bento XVI 2013/02 A TODA A COMPANHIA Queridos irmãos em Cristo: “Em toda a cristandade o protestantismo estava ameaçado por temíveis adversários. Passados os primeiros triunfos da Reforma, Roma convocou novas forças, esperando ultimar sua destruição. Nesse tempo fora criada a ordem dos jesuítas — o mais cruel, sem escrúpulos e poderoso de todos os defensores do papado. Separados de laços terrestres e interesses humanos, insensíveis às exigências das afeições naturais, tendo inteiramente silenciadas a razão e a consciência, não conheciam regras nem restrições, além das da própria ordem, e nenhum dever, a não ser o de estender o seu poderio.” O Grande Conflito, p. 234.
  56. 56. 56 Nosso Santo Padre, o Papa Bento XVI, anunciou, ontem, a sua decisão de renunciar ao “ministério de Bispo de Roma, Sucessor de São Pedro”. De nossa parte, recebemos esta notícia com respeito e admiração pela liberdade espiritual, humildade e profundo amor que o Papa mostra à Igreja. Vem-nos à memória a experiência consoladora da audiência oferecida à Congregação Geral 35, há cinco anos. Nessa ocasião, o Papa nos manifestou a sua proximidade e confiança na Companhia de Jesus, e nos lançou o desafio de “ir àqueles lugares físicos e espirituais em que outros não chegam ou não podem ir” (Alocução de Sua Santidade Bento XVI à Congregação Geral 35). Sentimo-nos profundamente agradecidos pela confiança e inspiração que o Santo Padre nos dispensou ao longo de seus anos de pontificado. Seguindo o espírito do quarto voto, que vincula a Companhia de Jesus de modo muito especial ao Romano Pontífice, rezemos pelo Papa Bento XVI, e renovemos nosso compromisso com a missão que confiou à Companhia. Finalmente, unidos a toda a Igreja, rezemos também, de maneira especial, para que o Espírito Santo ilumine e guie, em todos os seus passos, a eleição do novo sucessor de Pedro. Não cessamos de confiar no Senhor Ressuscitado, que é fiel à sua promessa de permanecer sempre com sua Igreja. Fraternalmente no Senhor, Adolfo Nicolás, S.I. Superior General (tradução do espanhol: P. Carlos Contieri) Grifos acrescentados. “Era princípio fundamental da ordem que os fins justificam os meios.” O Grande Conflito, p. 235.
  57. 57. 57 Veja o que diz este artigo, publicado na Revista Brasileira de História, sob o título “Escrevendo Cartas. Jesuítas, Escrita e Missão no Século XVI”, por Fernando Torres Londoño, da PUC-SP: “A Companhia de Jesus nasceu e se estendeu no século XVI a quatro continentes sob o domínio da escrita (...). Incluindo o próprio Loyola, os primeiros jesuítas eram todos mestres em letras. Nas gerações seguintes já estariam presentes também os doutores.” A mesma linha de pensamento, de que os jesuítas podem ter escrito livros para enganar com mentiras, também vale para as enciclopédias. Afinal, estamos crendo mais no braço do homem ou no braço de Deus? Nem vou me deter aqui em analisar o que dizem as enciclopédias sobre Mateus 28:19. Isso, quem desejar, pode pesquisar na internet. O ponto principal a considerarmos é que homens pecadores escreveram essas coisas, em total contradição com a palavra dos Testemunhos de Deus. Não deixemos que a descrença se instale em nossa mente, dando mais valor ao que eles escreveram do os escritos da serva do Senhor. A palavra profética nos Testemunhos nos foi dada para dirimir dúvidas, aclarar aquilo que possa estar obscuro e fortalecer a fé no Pensepoder controlador de Deus sobre o que se passa com Suas criaturas. nisto:
  58. 58. 58 O papa Bento XVI diz: "Mateus 28:19 é invenção de Roma". Ellen White diz: “O rito do batismo é administrado no nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo." 6MR 27.
  59. 59. 59 11. TEXTOS DOS TESTEMUNHOS SOBRE O BATISMO “Conheço seu perigo. Se perder a confiança nos testemunhos, cairá das Tenho temido que muitos assumiriam uma atitudeverdades da Bíblia. questionadora, duvidosa, e em minha aflição por sua salvação, quero adverti- lo. Quantos atenderão à advertência? De acordo com sua atitude atual para com os testemunhos, porventura no caso de lhe ser dado um testemunho contrário a seu pensar, corrigindo seus erros, você se sentirá na perfeita liberdade de aceitar ou rejeitar qualquer parte, ou todo ele? Aquilo que menos inclinado se acha a receber pode ser justamente a parte mais . Deus e Satanás jamais trabalham em parceria. Os testemunhos,necessária ou trazem a aprovação de Deus, ou de Satanás. Uma árvore boa não pode produzir fruto mau, nem pode uma árvore má produzir bom fruto. “Pelos seus frutos os conhecereis.” Mateus 7:20. Foi Deus quem o disse. Quem tremeu ante Sua Palavra? {T5 98.2}”5 T, 98. “Deus fala através dos Testemunhos. Precisamos seguir as instruções dadas através do Espírito de profecia. Precisamos amar e obedecer a verdade para este tempo. Isso nos livrará de . Deus tem falado a nós através de Sua . Ele nosaceitar grandes ilusões Palavra tem falado através dos , e dos que têmTestemunhos para a igreja livros ajudado a tornar claro nosso presente dever e a posicão que devemos agora ocupar.” Testemunhos para a Igreja, v. 8, p.298 (1904).
  60. 60. 60 Resumindo… Deus fala através de: Sua Palavra Dos Testemunhos Dos livros (dos pioneiros)
  61. 61. 61 “Nos tempos antigos Deus falou aos homens pela boca de Seus profetas e apóstolos. Nestes dias Ele lhes fala por meio dos testemunhos do Seu Espírito. Nunca houve um tempo no qual Deus instruísse mais seriamente Seu povo a respeito de Sua vontade e da conduta que este deve ter do que agora. Mas aproveitarão eles os Seus ensinos? Receberão as Suas repreensões e acatarão as Suas advertências? Deus não aceitará obediência parcial; não abonará nenhuma contemporização com o próprio eu.” Testemunhos para a Igreja, v. 4, p. 148. “É plano de Satanás enfraquecer a fé do povo de Deus nos Testemunhos. Em seguida vem o ceticismo no tocante aos pontos vitais de nossa fé, as colunas de nossa posição, depois as dúvidas acerca das Escrituras Sagradas, e então a caminhada descendente para a perdição. Quando os Testemunhos, nos quais se acreditava anteriormente, são , Satanás sabepostos em dúvida e rejeitados que as pessoas enganadas não pararão aí; e ele redobra seus esforços até lançá-las em rebelião aberta, a qual se torna irremediável e termina em destruição.” . Testemunhos para a Igreja, v. 4, p. 211. “… Mas meus livros testificarão quando a minha voz não for mais ser ouvida. As verdades comissionadas a mim, como Mensageira do Senhor, permanecem imortalizadas, tanto para convencer e converter almas como para condenar aqueles que se apartaram da fé e têm dado ouvido a espíritos enganadores.” Carta 350, 1906. Para pensar: ► Como podem as verdades comissionadas à Mensageira do Senhor permanecer imortalizadas se fosse permitido que elas fossem alteradas? ► Como Deus poderia inspirá-la a escrever isso e depois permitir que seus escritos fossem alterados em sua essência? ► Onde estaria nossa segurança?
  62. 62. 62 “Recomendo-vos, caro leitor, a Palavra de Deus como regra de vossa fé e prática. Por essa Palavra seremos julgados. Nela Deus prometeu dar visões nos “últimos dias”; não para uma nova regra de fé, mas para conforto do Seu . Assim tratou Deuspovo e para corrigir os que se desviam da verdade bíblica com Pedro, quando estava para enviá-lo a pregar aos gentios. Atos dos Apóstolos 10. Primeiros Escritos, p. 78. • Em meio à crescente confusão religiosa na qual vivemos, qual nossa segurança? Qual nossa distinção? • Apoc. 12:17 “... Os que guardam os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus.” • Apoc. 19:10 ... Porque o testemunho de Jesus é o espírito de profecia.” • → Sem o Testemunho da irmã White (ou parte dele) seremos como as demais igreja, apenas dizendo que ficamos com a Bíblia, passando por alto algo que Deus nos deu justamente para entendermos melhor a Bíblia!
  63. 63. 63 Ilustração Prática sobre o Espírito de Profecia O céu estrelado é como a Bíblia. Os Testemunhos são como o telescópio. Ele não cria nenhuma estrela, nem as modifica, no entanto nos aproxima delas, ajudando-nos a conhecê-las melhor. → A irmã White repetindo Mateus 28:19 centenas de vezes não é significativo para você? Ela foi inspirada por Deus ou não? O que tem mais peso: ela ou os escritos de Eusébio e as enciclopédias de Babilônia?
  64. 64. 64 MAIS TEXTOS DOS TESTEMUNHOS SOBRE BATISMO: “Quando os cristãos se submetem ao rito solene do batismo, Ele registra o voto que eles fazem de serem leais a Ele. Esse voto é seu juramento de submissão. Eles são batizados em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Assim eles são unidos com os três grandes poderes do Céu. Eles se comprometem de renunciar ao mundo e observar as leis do reino de Deus.” Letter 129, 1903. No batismo somos dados ao Senhor como um vaso para ser usado. O batismo é a mais solene renúncia ao mundo. O eu é por profissão morto para uma vida de pecado. As águas cobrem o candidato e, na presença de todo o universo celestial, o compromisso mútuo é feito. No nome do Pai, do Filho, e do Espírito Santo, o homem é depositado em sua sepultura de água, enterrado com Cristo no batismo e ressurgido da água para viver uma nova vida de lealdade a Deus. Os três grandes poderes no Céu são testemunhas; Eles estão invisíveis, mas presentes.” 6BC 107 “Cristo fez do batismo um sinal de entrada no Seu reino espiritual. Ele fez disso uma positiva condição, com a qual todos os que desejam ser reconhecidos como estando sob a autoridade do Pai, do Filho e do Espírito Santo, devem concordar. Antes que o homem possa encontrar um lar na igreja, antes de passar o limiar do reino espiritual de Deus, ele deve receber a impressão do divino nome. „O Senhor Justiça nossa‟, Jeremias 23:6.” 6T 91. ► A impressão do divino nome – “o Senhor justiça nossa” ► “Feito tanto mais excelente do que os anjos, quanto herdou mais excelente nome do que eles”. Hebreus 1:4. ► “... Porque o meu nome está nele.” Êxodo 23:21. ►”Eu Sou me enviou a vós”. Êxodo 3:14 ► “... antes que Abraão existisse Eu Sou.” João 8:58.
  65. 65. 65 MAIS TEXTOS ... “A comissão foi dada a nós: „Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a observar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos.‟ Mateus 28:19, 20. Você é dedicado ao trabalho de fazer conhecido o evangelho da salvação. A perfeição do Céu deve ser o seu poder. 3TT 289. (Testimony Tresures). “Quando aceitamos a Cristo, e, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, comprometemo-nos servir a Deus, o Pai, a Cristo e ao Espírito Santo, os três dignatários e poderes do Céu, empenham-Se para que todos os meios nos sejam dados se nós levarmos a efeito nossos votos batismais de “sair do meio deles... e ser separados, ...e não tocar nada imundo”. Quando somos fiéis aos nossos votos, Ele diz: “Eu vos receberei.” Manuscript 85, 1901, 6BC 1075. “O batismo é a mais solene renúncia ao mundo. Aqueles que são batizados no tríplice nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, bem na entrada da sua vida cristã, declaram publicamente que eles abandonaram o serviço de Satanás e se tornaram membros da família real, filhos do Rei celestial.” 2TT 389 (Testimony Treasures). “O rito do batismo é administrado no nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Esses três grandes poderes do Céu empenham-Se em ser a eficiência do todos aqueles que se submetem a sua ordenança, e que fielmente mantêm o voto que então fizeram.” 6MR 27. “Pelo batismo você faz um solene compromisso. Em nome e na presença do Pai, do Filho e do Espírito Santo você solenemente empenha-se pertencer ao Senhor.” 6MR 25.
  66. 66. 66 Se alguns textos parecem conflitantes com o que muitos estão crendo atualmente, o mais lógico a fazer seria tomar uma posição de humildade e reconhecer que se há algo de errado certamente não é com a Bíblia nem com os Testemunhos, mas com os homens. Antes de reproduzir o discurso amplamente divulgado de que Eusébio fez isso ou aquilo, de que os Testemunhos foram adulterados, deveria haver uma reflexão para reconhecer os erros assumidos e voltar a se aprofundar nos estudos. É extremamente fundamental para nossa fé buscar a conciliação da Bíblia e do Espírito de Profecia, assim como eles estão. Essa conciliação existe. Eles estão em plena harmonia, mas as pessoas precisam descobri-la com o coração livre de suposições de qualquer liderança humana. Ao que parece, o batismo “em nome de Jesus” instalou-se mais como um batismo de protesto do que propriamente uma necessidade de mudança de comportamento.
  67. 67. 67 1’2. O BATISMO DOS DISCÍPULOS Agora veja com bastante atenção o texto seguinte.
  68. 68. 68 13. SIGNIFICADO DO TERMO “BATISMO EM NOME DE JESUS” Se formos honestos com nossa crença no Espírito de Profecia, precisamos reconhecer e aceitar esse texto muito claro citado acima: “... os discípulos de Jesus, em profissão de fé, batizavam em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.” “Precisamos seguir as instruções dadas através do Espírito de profecia.” Testemunhos para a Igreja, v. 8, p.298 (1904) ► Mas se acreditarmos que muita coisa foi modificada pelas nossas costas, como poderemos cumprir o texto acima? ► Assim como na Bíblia, pode ter havido alterações de palavras nos Testemunhos, e até de expressões, mas não de textos inteiros. Traduções tendenciosas? Muitas já foram constatadas. ► No entanto aquilo que eles alteraram já foi desmascarado para que vejamos. ► Não precisamos temer. O que eles fazem às escondidas Deus o revela para Seus filhos. O que significa que os discípulos de Jesus entenderam corretamente o que significa as palavras do apóstolo Paulo: “E, quando fizerdes por palavras ou por obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus.” Colossenses 3:17. Acerca do prometido Messias, Deus disse: “Eis que vos envio um anjo diante de ti, para que te guarde neste caminho, e te leve ao lugar que te tenho aparelhado, Guarda-te diante dele, e ouve a sua voz, e não o provoques à ira, porque não perdoará a vossa rebelião; porque o meu nome está nele.” Êxodo 23:20-21. O nome do Pai está no Filho!
  69. 69. 69 O pecado dos construtores da grande torre de Babel – “façamo-nos um nome” (Gênesis 11:4) – não era simplesmente construir um prédio alto, mas glorificar a si mesmo, por meio de um nome célebre. Por isso também, por exemplo, quando dizemos que o nome de Jesus salva ou que todo joelho se prostrará a seu Nome, estamos falando do próprio Cristo, não apenas de uma junção de letras. Em nome de quem Jesus veio à Terra? Resposta: EM NOME DO PAI ♥ Ele veio em nome do Pai; ♥ Ele veio em nome dEle mesmo, uma vez que tem todo o poder no céu e na terra; ♥ Ele veio em nome do Espírito Santo, uma vez que o Espírito é Ele mesmo em forma espiritual. → Por acaso isso significa que estamos falando de uma trindade? De maneira nenhuma! O fato de citar os três poderes do céu não significa que estamos aceitando que são uma trindade. Nome: (Dicionário UOL) sm (lat: nomen) 1. Palavra com que se designa e distingue qualquer pessoa, animal ou coisa, bem como ação, estado ou qualidade. 2. Denominação, designação, qualificação. 3. Título, honra. 4. Alcunha, apelido, cognome. 5. Reputação, fama. Palavra com que se designa ou qualifica uma pessoa ou coisa, especialmente o substantivo
  70. 70. 70 Em Lucas 24:47, lemos: “E em seu nome se pregasse o arrependimento e a remissão dos pecados, em todas as nações, começando por Jerusalém.” ▼Todas as coisas devem ser feitas em nome de Jesus! ▼Isso nos leva a ver que não só o batismo, mas tudo deve levar o nome de Jesus. “Em nome de Jesus” é uma abrangência global da nossa aceitação dEle como o Messias. “O nome de Jesus” é a mola propulsora, a insígnia do trabalho, o termo de entendimento sob o qual nossa crença se baseia.
  71. 71. 71 SIGNIFICADO DO NOME NA BÍBLIA Autoridade, posse, intimidade, status e identidade – tudo isso estava associado à ideia de “nome”. → “nome” é mais que uma junção de letras. Ele representa a própria essência da pessoa que o carrega. → Quando alguém, na época do Antigo Testamento ou do mundo antigo, dava um nome a outra pessoa ou coisa, significava que ela possuía essa pessoa ou coisa. Saber o nome de alguém, especialmente o nome de Deus, frequentemente significava entrar em um relacionamento íntimo com essa pessoa ou poder. “É-me dado todo o poder no céu e na terra.” Percebe o que Jesus está ensinando? ♥ Como Ele tem todo o poder, tudo deve ser feito em Seu nome: a pregação do evangelho, o arrependimento, o perdão dos pecados, a expiação, as curas, o batismo. O nome dEle encerra todas as coisas. Mas isso não quer dizer que essas sejam as palavras exatas a serem usadas na hora do batismo. Se eu disser ‘eu me arrependo em nome de Jesus’, significa que por causa dEle, do entendimento e aceitação de Sua pessoa, eu me arrependo e assim busco e Seu perdão.
  72. 72. 72 Em ATOS 4:12, lemos: “E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.”nome ♥ O verdadeiro batismo “em nome de Jesus” indica que a pessoa entende e aceita que JESUS é autoridade e Salvador. ♥ Significa que ela entende o significado espiritual da pessoa de Jesus. ♥ Significa que ela entende e aceita Jesus como Filho de Deus!
  73. 73. 73 No início da obra dos discípulos, logo após a morte de Jesus, a maior tarefa deles era mostrar que Aquele a quem haviam crucificado era de fato o Filho de Deus. As pessoas precisavam dessa grande verdade. Elas precisavam reconhecer queJesus Cristo era o Messias prometido – o Unigênito do Pai. Por isso os escritores do Novo testamento enfatizaram tanto o “batismo em nome deJesus”. Mas o que eles estavam querendo dizer é que aqueles que estavam sendo batizados reconheciam e aceitavam Jesus como Filho de Deus. Afianal essa tinha sido a negação dos judeus e o motivo pelo qual cruxificaram a Jesus. Naquele momento histórico era imperioso a insistente pregação da messianidade de Cristo. Essa era a chave mestra para a entrada do cristão na igreja. → Os judeus e o povo já aceitavam o PAI como único DEUS; → Os batismos de Atos foram acompanhados da manifestação do dom do ESPÍRITO SANTO (antes, durante ou depois); → Faltava aos judeus e aos demais a aceitação de JESUS, como o FILHO DE DEUS! BATISMO EM NOME DE JESUS = ENTENDIMENTO E ACEITAÇÃO DA DIVINDADE E MESSIANIDADE DE CRISTO. NÃO É UMA FÓRMULA A SER APLICADA. BATISMO EM NOME DO PAI , DO FILHO E DO ESPÍRITO SANTO = A FÓRMULA ENSINADA POR JESUS PARA SER APLICADA NO BATISMO. Veja agora o que a irmã White diz sobre como os discípulos deviam batizar: “Deviam os discípulos levar avante sua obra no nome de Cristo. Cada uma de suas palavras e atos devia atrair a atenção sobre Seu nome como possuindo esse poder vital pelo qual os pecadores podem ser salvos... “Sua fé devia centralizar-se nAquele que é a fonte de misericórdia e poder. Em Seu nome deviam apresentar suas petições ao Pai, e receberiam resposta. Deviam batizar no nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. O nome de Cristo devia ser a senha, a insígnia, o laço de união, a autoridade para sua norma de prosseguimento e a fonte de seu sucesso. Nada devia ser reconhecido em Seu reino que não trouxesse Seu nome e inscrição.” Atos dos Apóstolos, 28 e 29.
  74. 74. 74 CUIDADO ao pensar: ‘Isso foi alterado’. Assim você pode correr o risco de ficar sem um norte, sem a plataforma da verdade que Deus estabeleceu através de Sua Palavra, reforçada através de Sua mensageira e dos pioneiros para os últimos dias. Por favor, observe os textos abaixo: Atos 10:43 “A este dão testemunho todos os profetas, de que todos os que nele creem receberão o perdão dos pecados pelo seu nome.” Atos 4:17, 18 “Mas, para que não se divulgue mais entre o povo, ameacemo-los para que não falem mais nesse nome a homem algum. E, chamando-os, disseram-lhes que absolutamente não falassem, nem ensinassem, no nome de Jesus.” Atos 5:28 “Dizendo: Não vos admoestamos nós expressamente que não ensinásseis nesse nome? E eis que enchestes Jerusalém dessa vossa doutrina, e quereis lançar sobre nós o sangue desse homem.” Atos 5:40 “E concordaram com ele. E, chamando os apóstolos, e tendo-os açoitado, mandaram que não falassem no nome de Jesus, e os deixaram ir.” Percebe como o termo ‘nome de Jesus’ era usado no sentido genérico, como sinônimo de aceitação de Jesus como Filho de Deus, e não como uma fórmula literal? Os judeus odiavam o nome de Jesus porque esse nome representava-O como o Filho de Deus, a quem haviam crucificado!
  75. 75. 75 14. O BATISMO DE JOÃO BATISMO DO ARREPENDIMENTO “Há ainda outra lição para nós na experiência daqueles judeus conversos. Quando eles receberam o batismo das mãos de João não haviam compreendido completamente a missão de Jesus como portador de nossos pecados. Eles estavam mantendo sérios erros. Mas com uma luz mais clara, alegremente aceitaram Cristo como o Redentor deles. Ao receberem uma fé mais pura, houve uma correspondente mudança em sua vida. Como símbolo dessa mudança, e como um reconhecimento de sua fé em Cristo, foram rebatizados em nome de Jesus.” Atos dos Apóstolos, p. 285. Este texto nos mostra que ser batizado “em nome de Jesus” significa o entendimento da missão de Jesus e a manifestação da fé em Sua pessoa. “Com profundo interesse e regozijo gratificante, os discípulos ouviram as palavras de Paulo. Pela fé eles se apossaram do sacrifício expiatório de Cristo, e reconheceram-nO como seu Redentor. Eles foram então batizados “no nome de Jesus”, e Paulo lançando suas mãos sobre eles, receberam também o batismo do Espírito Santo, pelo qual foram habilitados a falar em línguas de outras nações e a profetizar. Assim esses homens estavam qualificados para atuar como missionários nos importantes campos de Éfeso e suas adjacências, e também, a partir desse centro, espalhar o evangelho de Cristo na Ásia Menor.” Spirit of Prophecy, v. 3, p. 417. Outra coisa que podemos concluir, baseados na premissa de que o Espírito de Profecia não se contradiz, é que, se em outras passagens ela diz que o batismo deve ser em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, nos textos mostrados acima, ela não pode estar dizendo o contrário. Isso nos reforça a ideia de que o batismo em nome de Jesus é um termo genérico, empregado no sentido do reconhecimento da missão de Jesus Cristo como Filho de Deus, único Salvador da humanidade!
  76. 76. 76 AGUNS TEXTOS DE ATOS SOBRE BATISMO: Atos 2:38 “E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para perdão dos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo.” Atos 8:16 “(Porque sobre nenhum deles tinha ainda descido; mas somente eram batizados em nome do Senhor Jesus).” Atos 10:48 “E mandou que fossem batizados em nome do Senhor. Então rogaram-lhe que ficasse com eles por alguns dias.” Atos 19:5 “E os que ouviram foram batizados em nome do Senhor Jesus.” Atos 22:16 “E agora por que te deténs? Levanta-te, e batiza-te, e lava os teus pecados, invocando o nome do Senhor.”
  77. 77. 77 O apóstolo Paulo esclarece: “Rogo-vos, porém, irmãos, pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que digais todos uma mesma coisa, e que não haja entre vós dissensões; antes sejais unidos em um mesmo pensamento e em um mesmo parecer. Porque a respeito de vós, irmãos meus, me foi comunicado pelos da família de Cloé que há contendas entre vós. Quero dizer com isto, que cada um de vós diz: Eu sou de Paulo, e eu de Apolo, e eu de Cefas, e eu de Cristo. Está Cristo dividido? foi Paulo crucificado por vós? ou fostes vós batizados em nome de Paulo? Dou graças a Deus, porque a nenhum de vós batizei, senão a Crispo e a Gaio, Para que ninguém diga que fostes batizados .”em meu nome Aqui fica claro que não se trata de uma fórmula, mas o reconhecimento dos méritos e da autoridade da pessoa em nome da qual se é batizada. Significa dizer ‘EU SOU DE JESUS’! É como se os apóstolos lá em Atos dissessem: Em Atos • Não está falando de uma fórmula batismal, mas de uma resolução. Em Mateus 28:19 • Comissão + fórmula batismal dada por Jesus.
  78. 78. 78 ► ‘Já que vocês são de Jesus, porque O aceitaram como Filho de Deus, vão lá e se batizem em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, que são os três poderes a quem Ele representa. ► Estava ele mandando se batizarem em nome da Trindade? De maneira nenhuma! Os apóstolos não acreditavam em uma trindade, tampouco os pioneiros adventistas e também nós não acreditamos na doutrina da trindade. ► Reconhecemos, sim, que existem três grandes poderes no céu, mas isso não constitui uma trindade. ► O entendimento correto da natureza de nosso Senhor Jesus Cristo por si só desqualifica a existência de uma trindade. Para haver trindade, Jesus teria que ser coeterno com o Pai, e isso a Bíblia não diz em lugar algum.
  79. 79. 79 POR QUE ELLEN WHITE CITOU MATEUS 28:19 TANTAS VEZES? Lembra do iceberg? Você não acha que estamos correndo o risco de ver somente 10% da situação?
  80. 80. 80 15. ESCRITOS DOS OS PIONEIROS ACERCA DO BATISMO Vejamos agora o que disseram nossos pioneiros sobre o batismo.
  81. 81. 81
  82. 82. 82 ► Todos esses homens foram piedosos servos de Deus no início da obra adventista nos EUA. ►A irmã White disse que seus escritos deveriam ser reimpressos após sua morte. ► Se eles escreveram em seus livros e artigos que o batismo era em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, por que devemos acreditar em vozes modernas que dizem o contrário? ► Certamente, se eles escreveram isso, a conclusão é lógica: ► Os pioneiros adventistas batizavam materialmente em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, no entendimento de que isso é o que realmente significa espiritualmente o “batismo em nome de Jesus”!
  83. 83. 83 16.VOTO BATISMAL Queria apresentar aqui um certificado de batismo, o qual consta de um power point feito pelos adventistas históricos de Palhoça (SC).
  84. 84. 84 Por favor, observe n aprimeira imagem o que diz logo abaixo de “Certificado de Batismo”: “Portanto ide, ensinai tôdas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-as a guardar todas as coisas que Eu vos tenho mandado; e eis que Eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos.” S. Mat. 28:19 e 20. (sic) Em harmonia com a ordem do mestre (....) Foi batizado. Data: 14 de dezembreo de 1963. Na segunda imagem podemos ver o voto batismal. A primeira pergunta diz: Crê em Deus Pai, em seu Filho Jesus Cristo e no Espírito Santo? O QUE PODEMOS CONCLUIR DAQUI: → Em 1963, a igreja adventista de Laguna (SC) reconhecia Mateus 28:19 e 20 como autêntico; de outra forma não o teria citado como base para um certificado de batismo. → A igreja reconhecia Mateus 28:19 como a ordem do Mestre para batizar. → A igreja, embora não cresse na trindade, uma vez que o certificado tem data anterior a 1980, citava as três pessoas da divindade em correlação com Mateus 28:19. → Mais uma vez constatamos a harmonia entre a Bíblia e o Espírito de profecia, sem no entanto crermos na trindade pagã como propagada pela igreja atual. → A IASD do passado (50 anos atrás) cria na divindade de maneira correta, de acordo com o pensamento dos pioneiros. → Hoje em dia, tanto os adventistas da denominação quanto os leigos estão em confusão quanto a esse assunto.
  85. 85. 85 “Mas Deus terá sobre a Terra um povo que mantenha a Bíblia, e a Bíblia só, como norma de todas as doutrinas e base de todas as reformas. As opiniões de homens ilustrados, as deduções da ciência, os credos ou decisões dos concílios eclesiásticos, tão numerosos e discordantes como são as igrejas que representam, a voz da maioria — nenhuma destas coisas, nem todas em conjunto, deveriam considerar-se como prova em favor ou contra qualquer ponto de fé religiosa. Antes de aceitar qualquer doutrina ou preceito, devemos pedir em seu apoio um claro — “Assim diz o Senhor”. O Grande Conflito, p. 595. “Os homens poderão apresentar um ardil após o outro, e o inimigo procurará desviar as almas da verdade, mas todos os que creem que o Senhor tem falado por intermédio da irmã White, e lhe tem dado uma mensagem, estarão livres dos muitos enganos que surgirão nestes últimos dias. “ Mensagens Escolhidas, v. 3, pp. 83 e 84.
  86. 86. 86 A profecia diz que Deus terá sobre a terra um povo que terá a Bíblia somente como regra de fé. A partir desse princípio desenvolveu-se a fé de todos os verdadeiros crentes durante a história do cristianismo. E assim será até o fim. A Bíblia e os Testemunhos tem de estar em harmonia. Precisamos nos empenhar na busca por encontrar essa harmonia. E nunca desistir, até alcançar o sucesso. No entanto, o que vemos é uma tentativa espúria de justificar as diferenças lançando dúvidas sobre a veracidade de parte da Palavra de Deus e dos Testemunhos. Nossa igreja afastou-se desse princípio uma vez que já não mantém as doutrinas conforme ensinadas pelo Senhor Jesus. O movimento leigo, que nasceu com o propósito de restaurar as verdades recusadas desde 1888, mostra-se agora incapaz de avaliar da causa para o efeito. A fim de preparar um povo para a volta de Jesus, precisamos urgentemente de um movimento leigo mais coerente com a verdadeira fé dos pioneiros adventistas. Precisamos de um movimento que viva aquilo que os pioneiros viviam e que não apenas professem seguir a fé deles, contudo negando suas crenças mais puras e profundas. CONCLUSÃO
  87. 87. 87 PROJETO PREPARAR UM POVO marildabarcellos@hotmail.com

×