ESPÍRITO SANTO INDEPENDENTE
Gostaria de fazer um esclarecimento sobre o texto da irmã White,
mencionado pelo irmão Chalegr...
equivocada. Seja para defender ou para combater, precisamos ser fiéis ao
que está escrito.
1) Na frase destacada, o termo ...
JOÃO 16:12-13:
“Ainda tenho muito que vos dizer, mas vós não o podeis suportar
agora. Mas quando vier aquele Espírito de v...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

ESPÍRITO SANTO INDEPENDENTE

468 visualizações

Publicada em

Veja esclarecimentos sobre o texto a respeito do Espírito Santo como agência independente.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
468
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
12
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

ESPÍRITO SANTO INDEPENDENTE

  1. 1. ESPÍRITO SANTO INDEPENDENTE Gostaria de fazer um esclarecimento sobre o texto da irmã White, mencionado pelo irmão Chalegre em vídeo postado no Youtube com o título Por que voltei à IASD?. Aos 37 minutos é mencionado o texto publicado na Review and Herald de 05.05.1896. Quero, porém, colocar todo o contexto, o que é importante para compreendermos o sentido. Antes, desejo esclarecer que minha intenção não é combater qualquer posição, seja contra ou a favor da trindade. Creio se a verdade do Espírito de Deus não for habilitada a falar individualmente ao coração de cada um, não serão meus argumentos que irão convencer. Quero apenas prestar meu compromisso com a veracidade daquilo que é divulgado. E como me deparei com esse erro, venho aqui dar minha contribuição. Veja o texto em inglês conforme a irmã White escreveu, e depois a tradução que a graça de Deus me habilita a fazer, conforme segue: Texto extraído do artigo da irmã White publicado na Review and Herald, de 05 de maio de 1896, com o título OPERATION OF THE HOLY SPIRIT MADE MANIFEST IN THE LIFE (Operação do Espírito Santo manifestada na vida). Todo o artigo é muito lindo; espero ainda poder traduzi-lo na íntegra, se Deus quiser! “The Holy Spirit is a free, working, independent agency. The God of heaven uses His Spirit as it pleases Him; and human minds and human judgment and human methods can no more set boundaries to its working, or prescribe as to the channel through which it shall operate, than they can say to the wind, “I bid you to blow in a certain direction, and to conduct yourself in such and such a manner.” Agora, a tradução: “O Espírito Santo é uma agência livre, trabalhadora, independente. O Deus do Céu usa Seu Espírito como Lhe agrada; e mentes humanas e julgamentos humanos e métodos humanos não podem colocar limites ao seu trabalho, ou prescrever o meio pelo qual ele deva operar mais do que eles podem dizer ao vento: “Eu ordeno que você sopre em certa direção, e conduza a si mesmo de tal e tal maneira”.” O irmão Chalegre usou o texto, traduzido equivocadamente da seguinte forma: “O Espírito Santo é livre, trabalhando,(sic) como uma agência independente.” Quero mostrar aqui os erros, não para desmerecer o irmão, porém para evitar que outros irmãos saiam divulgando esse texto de maneira
  2. 2. equivocada. Seja para defender ou para combater, precisamos ser fiéis ao que está escrito. 1) Na frase destacada, o termo “free, working, independent agency” é uma expressão única, composta por um substantivo (agency) e três adjetivos (free, working, independent). Os três adjetivos estão qualificando o mesmo substantivo “agency” (agência). 2) A palavra “working” não é verbo nesse contexto; ela é um adjetivo que está qualificando o substantivo “agency” (agência). Frequentemente Ellen White usa a expressão “agency” para se referir ao Espírito Santo. 3) Nem poderia ser jamais um verbo, pois há uma regra gramatical que diz que não podemos separar o verbo de seu complemento. A expressão mencionada (uma agência livre, trabalhadora, independente) é o predicativo, que funciona nessa oração como “complemento verbal” do verbo ser. 4) A vírgula colocada depois de “working” já um sinal evidente de que essa palavra não está sendo usada como verbo, e sim como adjetivo. 5) Note que na próxima oração Ellen White diz que “O Deus do Céu usa o Espírito Santo como Lhe agrada”. Isso mostra que ela acreditava que o Espírito Santo não faz o que agrada a si mesmo, mas está sob o controle de Deus. Mostra também que o Espírito Santo pertence a Deus. Vemos que, embora o Espírito Santo possa ser comparado ao nosso espírito, Ele opera de forma independente (separada) da pessoa a quem Ele pertence. 6) Esse texto somente pode ser compreendido em comparação com outro texto semelhante escrito pela irmã White. Aliás, esses dois são os únicos textos da irmã White que encontrei nos quais ela menciona o Espírito Santo como independente. Veja O DESEJADO DE TODAS AS NAÇÕES, p. 669 “O Espírito Santo é o representante de Cristo, mas despojado da personalidade humana, e dela independente. Limitado pela humanidade, Cristo não poderia estar em toda parte em pessoa. Era, portanto, do interesse deles que fosse para o Pai, e enviasse o Espírito como seu sucessor na Terra. Ninguém poderia ter então vantagem devido a sua situação ou seu contato pessoal com Cristo. Pelo Espírito, o Salvador seria acessível a todos. Nesse sentido, estaria mais perto deles do que se não subisse ao alto.” Esse texto nos mostra que Jesus, sendo Deus, possui a prerrogativa de enviar Seu próprio Espírito para atuar de forma independente (separado) de Seu corpo, o qual está pessoalmente no Santuário celestial. É dessa forma que o Espírito Santo é independente! Por uma questão de coerência, a irmã White não poderia contrariar o que está no texto bíblico abaixo. Veja:
  3. 3. JOÃO 16:12-13: “Ainda tenho muito que vos dizer, mas vós não o podeis suportar agora. Mas quando vier aquele Espírito de verdade, ele vos guiará em toda a verdade; porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido, e vos anunciará o que há de vir.” Nos assuntos de Deus, precisamos ter cuidado com o que divulgamos, e serenidade e muita paciência para esperar que Deus mostre aquilo que é de Seu interesse. Às vezes é preciso esperar - estudando quieto, na obscuridade, sem tentar provar nada para ninguém - durante anos, até ter plena certeza e segurança antes de poder tomar alguma decisão importante. Que o bondoso Pai de nosso Senhor Jesus Cristo abençoe e conduza na busca da verdade a todos os que estão clamando pelo Espírito. No amor do Senhor Jesus, Marilda Scotti Luciano Barcellos Porto Alegre, 24.12.14

×