SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 43
ERA VARGAS
1930 - 1945
CRISE GENERALIZADA
PRÉ-REVOLUÇÃO DE 1930
CRISE
ECONÔMICA
CRISE
SOCIAL
CRISE
POLÍTICA
CRISE ECONÔMICA
A- Quebra da Bolsa de Nova Iorque – 1929.
B- Quebra da economia cafeeira; perda do mercado americano;
inviabilidade de novos empréstimos
CRISE POLÍTICA
A- O presidente Washington Luís (SP), indicou outro paulista,
Júlio Prestes, para sucessão.
B- Fim da aliança do “café com leite”
Apoio das oligarquias
dissidentes; tenentistas;
industriais.
Oligarquias tradicionalmente ,
dependentes
CRISE SOCIAL
A- Aumento do desemprego e das dificuldades de sobrevivência da população
B- Greves;
C- Tenentismo;
GREVE DE 1917
REVOLTA DOS 18 DO FORTE
DE COPACABANA
REVOLUÇÃO DE
1930
1- “Antes que o povo a
faça.”
2- Governo Provisório:
2.1- Revogação da
constituição de 1891;
2.2- Retirada dos
governadores,
nomeação dos
interventores;
2.3- Fechamento do
poder legislativo;
REVOLUÇÃO
CONSTITUCIONALISTA DE
1932:
1- Motivações:
1.1- SP almejava seu retorno ao centro
das decisões políticas;
1.2- Queria a intervenção do Estado na
economia cafeeira para amenizar os
efeitos da Crise de 1929;
1.3- Queria a saída de Getúlio do
poder.
2- Propostas: convocação de uma
constituinte, eleições gerais imediatas,
nomeação de interventor civil e
paulista, a renúncia de Getúlio e a
anistia completa para os
revolucionários.
3- O DESFECHO:
3.1- Vitória militar das
tropas federais, fiéis à
Getúlio;
3.2- Todas as
reivindicações dos
rebeldes foram
atendidas, com
exceção da
convocação das
eleições presidenciais.
ASSEMBLÉIA NACIONAL CONSTITUINTE
CONSTITUIÇÃO DE 1934:
1. Divisão dos três poderes.
a. Executivo; não existia vice-presidente;
b. Deputados (4 anos-proporcionalidade) e Senadores
(8 anos – 2 por Estado);
c. Judiciário: criação da Corte Suprema e do mandato
de segurança;
2. Nacionalização: das companhias de seguro, do
subsolo, dos veículos de comunicação; restrições a
imigração; proibição da concentração de imigrantes
em uma só região;
3. A QUESTÃO TRABALHISTA:
a. As elites temem as massas;
b. Ministério do Trabalho – 1930/ Lindolfo Collor;
c. Salário mínimo regional; proibição da diferença
salarial; 8 horas de trabalho; descanso semanal;
férias anuais remuneradas; indenização do
trabalhador (demissão sem justa causa);
regulamentação do trabalho feminino e do menor.
4. Educação: Ministério desde 1930; ensino primário,
profissional e superior; a serviço do presidente.
A
I
B
A
N
L
Plínio Salgado L.C. Prestes
A INTENTONA
COMUNISTA-
1935:
1.A Lei de Segurança
Nacional, o Manifesto
de 5 de julho de 1935
e o fechamento da
ANL.
2. O suposto clima
revolucionário no
Brasil e a atuação da
URSS.
3. Natal, Recife e Rio de
Janeiro.
4. A REPRESSÃO: o
governo já sabia(?); a
superioridade da forças
legais; as prisões; o
estado de guerra; a
prisão de deputados
federais.
A INTENTONA COMUNISTA E A PRISÃO DE
PRESTES E OLGA
O ESTADO NOVO
1.AS ELEIÇÕES DE 1938: Armando de Salles
Oliveira, José Américo de Almeida e Plínio
Salgado.
a. As conversas sobre o golpe.
2. O PLANO COHEN:
a.A Farsa; O Capitão; A divulgação;
b. O abalo no movimento popular e comunistas pós-
1935; a classe dominante aceitou o golpe; o
Congresso não reagiu
c. O início da ditadura aberta.
d. A participação da AIB; a traição de
Getúlio.
e. A constante mudança nas posições políticas
do presidente para manutenção do poder.
3- A CONSTRUÇÃO DA DITADURA:
a. Aliança entre a burocracia civil e militar e a
burguesia industrial;
b.Constituição de 1937: o fim das eleições;
fechamento dos órgãos legislativos; os
interventores; suspensão das liberdades civis e
garantias constitucionais; os decretos-lei;
c. O poder: Getúlio+Casa Civil+Ministros de
Estado+Interventores+Comando militar
d. O D.I.P.: controle da opinião pública; construção
da imagem positiva do presidente e do seu governo
(A “Voz do Brasil”)
A “Voz do Brasil”
4- A POLÍTICA TRABALHISTA:
4.1- O “pai dos pobres”; as leis trabalhistas; A “Carta
del Lavoro”;
4.2- Proibição de greves e lockout ; criação de
federações e confederações de sindicatos ligados ao
Ministério do Trabalho; os “Pelegos”;
4.3- A Justiça do Trabalho – 1939.
4.4- Consolidação das Leis Trabalhistas- 1943
4.5- As comemorações do 1º. de maio: estádios de
São Januário e o Pacaembu;
• “Trabalhadores do Brasil”
5- A POLÍTICA EXTERNA:
5.1- Idas e vindas: os assédios e pressões dos EUA
e da Alemanha; a industrialização e o comércio.
5.2- O exército simpatizante do EIXO; Dutra e Góis
Monteiro.
5.3- O pacto secreto com os EUA em 1942 e o
rompimento diplomático com o EIXO.
5.4- O torpedeamento de 5 navios brasileiros por
submarinos alemães(5/08/1942) e a nossa entrada
na guerra.
5.5- A F.E.B a F.A.B. e a participação brasileira na
guerra.
Batalha de Montese
Soldados da FEB
Soldados da Borracha
A ECONOMIA NA ERA VARGAS:
1. Diante da Crise de 1929 Vargas adotou os princípios do
Keyneisianismo de intervenção do Estado na economia.
2. Incentivos à industrialização através da concessão de
vantajosos empréstimos, protecionismo alfandegário e
controle da classe operária.
3. O Estado investiu pesado em infra-estrutura e indústria de
base através da criação de empresas estatais.
Exemplos: C.S.N.; Companhia Vale do Rio Doce;Companhia
Hidrelétrica do São Francisco e a Companhia Álcalis.
COMPANHIA SIDERÚRGICA
NACIONAL
PETROBRÁS
4. Proteção ao empresariado industrial brasileiro.
5. CARACTERÍSTICAS GERAIS:
A)Desenvolvimento concentrado na região sudeste,
(SP,RJ,MG)
B) Onda migratória do norte e nordeste para esses
polos econômicos;
C) Manutenção da estrutura latifundiária e
conservadora nas regiões Norte e Nordeste.
6- O FIM DO ESTADO NOVO:
6.1- A inserção do Brasil no quadro das
relações internacionais;
6.2- As contradições da participação brasileira
na Segunda Guerra Mundial;
6.3- O Manifesto dos Mineiros (24/10/1943);
6.4- A atuação da UNE;
6.5- A imprensa;
6.6- O lançamento da
candidatura do Brigadeiro
Eduardo Gomes para
presidência;
6.7- O “Queremismo”:
trabalhadores, estudantes e
comunistas (?) juntos a favor
de Getúlio.
6.8- A crise do PACTO
POPULISTA;
6.9- A deposição de Vargas.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Formação e desenvolvimento dos EUA
Formação e desenvolvimento dos EUAFormação e desenvolvimento dos EUA
Formação e desenvolvimento dos EUA
Paulo Alexandre
 

Mais procurados (20)

Primeiro Reinado (1822-1831)
Primeiro Reinado (1822-1831)Primeiro Reinado (1822-1831)
Primeiro Reinado (1822-1831)
 
A guerra do paraguai
A guerra do paraguaiA guerra do paraguai
A guerra do paraguai
 
Colonização da América
Colonização da AméricaColonização da América
Colonização da América
 
Período entre guerras - crise de 1929 - nazifascismo
Período entre guerras - crise de 1929 - nazifascismoPeríodo entre guerras - crise de 1929 - nazifascismo
Período entre guerras - crise de 1929 - nazifascismo
 
Brasil Colônia
Brasil ColôniaBrasil Colônia
Brasil Colônia
 
Era Vargas
Era VargasEra Vargas
Era Vargas
 
13 colônias inglesas
13 colônias inglesas13 colônias inglesas
13 colônias inglesas
 
3º ano era vargas
3º ano   era vargas3º ano   era vargas
3º ano era vargas
 
Formação e desenvolvimento dos EUA
Formação e desenvolvimento dos EUAFormação e desenvolvimento dos EUA
Formação e desenvolvimento dos EUA
 
3º ano - Ditadura Militar e Redemocratização
3º ano - Ditadura Militar e Redemocratização3º ano - Ditadura Militar e Redemocratização
3º ano - Ditadura Militar e Redemocratização
 
República Populista (1946-1964)
República Populista (1946-1964)República Populista (1946-1964)
República Populista (1946-1964)
 
República Velha (1889-1930) - Primeira Parte
República Velha (1889-1930) - Primeira ParteRepública Velha (1889-1930) - Primeira Parte
República Velha (1889-1930) - Primeira Parte
 
3º ano - Brasil de 1945 a 1964.
3º ano - Brasil de 1945 a 1964.3º ano - Brasil de 1945 a 1964.
3º ano - Brasil de 1945 a 1964.
 
Período regencial (1831 1840)
Período regencial (1831  1840)Período regencial (1831  1840)
Período regencial (1831 1840)
 
Segunda Guerra Mundial
Segunda Guerra MundialSegunda Guerra Mundial
Segunda Guerra Mundial
 
A colonização da América portuguesa
A colonização da América portuguesaA colonização da América portuguesa
A colonização da América portuguesa
 
Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitários
 
3º ano Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
3º ano   Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)3º ano   Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
3º ano Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
 
Primeiro Reinado
Primeiro ReinadoPrimeiro Reinado
Primeiro Reinado
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
 

Destaque

2014 Brics - potencialidades e desconfianças
2014 Brics - potencialidades e desconfianças2014 Brics - potencialidades e desconfianças
2014 Brics - potencialidades e desconfianças
MARIANO C7S
 

Destaque (13)

2014 Brics - potencialidades e desconfianças
2014 Brics - potencialidades e desconfianças2014 Brics - potencialidades e desconfianças
2014 Brics - potencialidades e desconfianças
 
2014 maias, astecas e incas
2014  maias, astecas e incas2014  maias, astecas e incas
2014 maias, astecas e incas
 
A Pré História Humana
A Pré História HumanaA Pré História Humana
A Pré História Humana
 
2015 Governos Populistas; República Liberal; 1946 - 1964
2015 Governos Populistas; República Liberal; 1946 - 19642015 Governos Populistas; República Liberal; 1946 - 1964
2015 Governos Populistas; República Liberal; 1946 - 1964
 
2016 A produção do conhecimento histórico
2016 A produção do conhecimento histórico2016 A produção do conhecimento histórico
2016 A produção do conhecimento histórico
 
2015 Egito e Mesopotâmia
2015 Egito e Mesopotâmia2015 Egito e Mesopotâmia
2015 Egito e Mesopotâmia
 
2015 roma
2015 roma2015 roma
2015 roma
 
Islamismo e sahel
Islamismo e sahelIslamismo e sahel
Islamismo e sahel
 
2014 revolução inglesa
2014  revolução inglesa2014  revolução inglesa
2014 revolução inglesa
 
2015 brasil colônia
2015  brasil colônia2015  brasil colônia
2015 brasil colônia
 
A colonização da américa espanhola
A colonização da américa espanholaA colonização da américa espanhola
A colonização da américa espanhola
 
2015 revolução industrial
2015  revolução industrial2015  revolução industrial
2015 revolução industrial
 
Texto 3 -Educação intercultural
Texto 3 -Educação interculturalTexto 3 -Educação intercultural
Texto 3 -Educação intercultural
 

Semelhante a 2015 Era Vargas

2014 jango e ditadura militar
2014 jango e ditadura militar2014 jango e ditadura militar
2014 jango e ditadura militar
MARIANO C7S
 
HISTÓRIA POLÍTICA DO BRASIL: Slides-Era-Vargas (1).pptx
HISTÓRIA POLÍTICA DO BRASIL: Slides-Era-Vargas (1).pptxHISTÓRIA POLÍTICA DO BRASIL: Slides-Era-Vargas (1).pptx
HISTÓRIA POLÍTICA DO BRASIL: Slides-Era-Vargas (1).pptx
JoarlanSouza
 
Slides dos alunos do 9ºC sobre a Era Vargas
Slides dos alunos do 9ºC sobre a Era VargasSlides dos alunos do 9ºC sobre a Era Vargas
Slides dos alunos do 9ºC sobre a Era Vargas
Sofia Figueira
 
Parte 1 O fim da República Velha e a era Vargas
Parte 1 O fim da República Velha e a era VargasParte 1 O fim da República Velha e a era Vargas
Parte 1 O fim da República Velha e a era Vargas
Patricia Mendonça
 

Semelhante a 2015 Era Vargas (20)

2014 era vargas
2014  era vargas2014  era vargas
2014 era vargas
 
Ditadura militar
Ditadura militarDitadura militar
Ditadura militar
 
Brasil república 1945-1964
Brasil república   1945-1964Brasil república   1945-1964
Brasil república 1945-1964
 
2014 jango e ditadura militar
2014 jango e ditadura militar2014 jango e ditadura militar
2014 jango e ditadura militar
 
Queda primeira república 1314
Queda primeira república 1314Queda primeira república 1314
Queda primeira república 1314
 
Getulio vargas
Getulio vargasGetulio vargas
Getulio vargas
 
HISTÓRIA POLÍTICA DO BRASIL: Slides-Era-Vargas (1).pptx
HISTÓRIA POLÍTICA DO BRASIL: Slides-Era-Vargas (1).pptxHISTÓRIA POLÍTICA DO BRASIL: Slides-Era-Vargas (1).pptx
HISTÓRIA POLÍTICA DO BRASIL: Slides-Era-Vargas (1).pptx
 
Brasil republica
Brasil republicaBrasil republica
Brasil republica
 
Slides dos alunos do 9ºC sobre a Era Vargas
Slides dos alunos do 9ºC sobre a Era VargasSlides dos alunos do 9ºC sobre a Era Vargas
Slides dos alunos do 9ºC sobre a Era Vargas
 
Era vargas 1
Era vargas 1Era vargas 1
Era vargas 1
 
A Era Vargas
A Era Vargas A Era Vargas
A Era Vargas
 
Era vargas – 1934 1937 - Governo Constitucional
Era vargas – 1934 1937 - Governo ConstitucionalEra vargas – 1934 1937 - Governo Constitucional
Era vargas – 1934 1937 - Governo Constitucional
 
A era vargas
A era vargasA era vargas
A era vargas
 
Parte 01 1
Parte 01 1Parte 01 1
Parte 01 1
 
Parte 1 O fim da República Velha e a era Vargas
Parte 1 O fim da República Velha e a era VargasParte 1 O fim da República Velha e a era Vargas
Parte 1 O fim da República Velha e a era Vargas
 
A ERA VARGAS- MARINA.pptx
A ERA VARGAS- MARINA.pptxA ERA VARGAS- MARINA.pptx
A ERA VARGAS- MARINA.pptx
 
Republica Populista Brasil 1945 64
Republica Populista Brasil 1945 64Republica Populista Brasil 1945 64
Republica Populista Brasil 1945 64
 
História – rafa = ] Especial 3º ano
História – rafa = ] Especial 3º ano História – rafa = ] Especial 3º ano
História – rafa = ] Especial 3º ano
 
9BFBE1AE-DB39-4655-8947-8A81AC983367.pdf
9BFBE1AE-DB39-4655-8947-8A81AC983367.pdf9BFBE1AE-DB39-4655-8947-8A81AC983367.pdf
9BFBE1AE-DB39-4655-8947-8A81AC983367.pdf
 
A Queda da primeira república
A Queda da primeira república A Queda da primeira república
A Queda da primeira república
 

Mais de MARIANO C7S

2014 reinos africanos e tráfico negreiro
2014 reinos africanos e tráfico negreiro2014 reinos africanos e tráfico negreiro
2014 reinos africanos e tráfico negreiro
MARIANO C7S
 
Mineração e interiorização no brasil colônia
Mineração e interiorização no brasil colôniaMineração e interiorização no brasil colônia
Mineração e interiorização no brasil colônia
MARIANO C7S
 
2014 independência das 13 colônias e os eua no século xix
2014 independência das 13 colônias e os eua no século xix2014 independência das 13 colônias e os eua no século xix
2014 independência das 13 colônias e os eua no século xix
MARIANO C7S
 
2013 olmecas, maias e astecas
2013  olmecas, maias e astecas2013  olmecas, maias e astecas
2013 olmecas, maias e astecas
MARIANO C7S
 

Mais de MARIANO C7S (16)

2015 República Velha Extensivo
2015 República Velha Extensivo2015 República Velha Extensivo
2015 República Velha Extensivo
 
Revolução Francesa
Revolução FrancesaRevolução Francesa
Revolução Francesa
 
2014 grandes navegações
2014  grandes navegações2014  grandes navegações
2014 grandes navegações
 
2014 Renascimento Cultural - Mecenato, burguesia, transformações no mundo feu...
2014 Renascimento Cultural - Mecenato, burguesia, transformações no mundo feu...2014 Renascimento Cultural - Mecenato, burguesia, transformações no mundo feu...
2014 Renascimento Cultural - Mecenato, burguesia, transformações no mundo feu...
 
A Baixa Idade Média - breve estudo sobre as Cruzadas, Renascimento Comercial ...
A Baixa Idade Média - breve estudo sobre as Cruzadas, Renascimento Comercial ...A Baixa Idade Média - breve estudo sobre as Cruzadas, Renascimento Comercial ...
A Baixa Idade Média - breve estudo sobre as Cruzadas, Renascimento Comercial ...
 
Academia enem república populista ditadura
Academia enem república populista ditaduraAcademia enem república populista ditadura
Academia enem república populista ditadura
 
2014 revolução industrial
2014 revolução industrial2014 revolução industrial
2014 revolução industrial
 
2014 Revolução Inglesa
2014  Revolução Inglesa2014  Revolução Inglesa
2014 Revolução Inglesa
 
2014 Idade Média
2014 Idade Média2014 Idade Média
2014 Idade Média
 
ROMA ANTIGA
ROMA ANTIGAROMA ANTIGA
ROMA ANTIGA
 
2014 reinos africanos e tráfico negreiro
2014 reinos africanos e tráfico negreiro2014 reinos africanos e tráfico negreiro
2014 reinos africanos e tráfico negreiro
 
Mineração e interiorização no brasil colônia
Mineração e interiorização no brasil colôniaMineração e interiorização no brasil colônia
Mineração e interiorização no brasil colônia
 
2014 independência das 13 colônias e os eua no século xix
2014 independência das 13 colônias e os eua no século xix2014 independência das 13 colônias e os eua no século xix
2014 independência das 13 colônias e os eua no século xix
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
2014 Grécia
2014 Grécia2014 Grécia
2014 Grécia
 
2013 olmecas, maias e astecas
2013  olmecas, maias e astecas2013  olmecas, maias e astecas
2013 olmecas, maias e astecas
 

Último

PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
carlaOliveira438
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Plano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaPlano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola pública
anapsuls
 

Último (20)

o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Plano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaPlano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola pública
 

2015 Era Vargas

  • 2.
  • 3. CRISE GENERALIZADA PRÉ-REVOLUÇÃO DE 1930 CRISE ECONÔMICA CRISE SOCIAL CRISE POLÍTICA
  • 4. CRISE ECONÔMICA A- Quebra da Bolsa de Nova Iorque – 1929. B- Quebra da economia cafeeira; perda do mercado americano; inviabilidade de novos empréstimos
  • 5. CRISE POLÍTICA A- O presidente Washington Luís (SP), indicou outro paulista, Júlio Prestes, para sucessão. B- Fim da aliança do “café com leite” Apoio das oligarquias dissidentes; tenentistas; industriais. Oligarquias tradicionalmente , dependentes
  • 6.
  • 7. CRISE SOCIAL A- Aumento do desemprego e das dificuldades de sobrevivência da população B- Greves; C- Tenentismo; GREVE DE 1917 REVOLTA DOS 18 DO FORTE DE COPACABANA
  • 8. REVOLUÇÃO DE 1930 1- “Antes que o povo a faça.” 2- Governo Provisório: 2.1- Revogação da constituição de 1891; 2.2- Retirada dos governadores, nomeação dos interventores; 2.3- Fechamento do poder legislativo;
  • 9. REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA DE 1932: 1- Motivações: 1.1- SP almejava seu retorno ao centro das decisões políticas; 1.2- Queria a intervenção do Estado na economia cafeeira para amenizar os efeitos da Crise de 1929; 1.3- Queria a saída de Getúlio do poder. 2- Propostas: convocação de uma constituinte, eleições gerais imediatas, nomeação de interventor civil e paulista, a renúncia de Getúlio e a anistia completa para os revolucionários.
  • 10. 3- O DESFECHO: 3.1- Vitória militar das tropas federais, fiéis à Getúlio; 3.2- Todas as reivindicações dos rebeldes foram atendidas, com exceção da convocação das eleições presidenciais.
  • 12. CONSTITUIÇÃO DE 1934: 1. Divisão dos três poderes. a. Executivo; não existia vice-presidente; b. Deputados (4 anos-proporcionalidade) e Senadores (8 anos – 2 por Estado); c. Judiciário: criação da Corte Suprema e do mandato de segurança; 2. Nacionalização: das companhias de seguro, do subsolo, dos veículos de comunicação; restrições a imigração; proibição da concentração de imigrantes em uma só região;
  • 13. 3. A QUESTÃO TRABALHISTA: a. As elites temem as massas; b. Ministério do Trabalho – 1930/ Lindolfo Collor; c. Salário mínimo regional; proibição da diferença salarial; 8 horas de trabalho; descanso semanal; férias anuais remuneradas; indenização do trabalhador (demissão sem justa causa); regulamentação do trabalho feminino e do menor. 4. Educação: Ministério desde 1930; ensino primário, profissional e superior; a serviço do presidente.
  • 16. A INTENTONA COMUNISTA- 1935: 1.A Lei de Segurança Nacional, o Manifesto de 5 de julho de 1935 e o fechamento da ANL. 2. O suposto clima revolucionário no Brasil e a atuação da URSS. 3. Natal, Recife e Rio de Janeiro.
  • 17. 4. A REPRESSÃO: o governo já sabia(?); a superioridade da forças legais; as prisões; o estado de guerra; a prisão de deputados federais.
  • 18. A INTENTONA COMUNISTA E A PRISÃO DE PRESTES E OLGA
  • 19. O ESTADO NOVO 1.AS ELEIÇÕES DE 1938: Armando de Salles Oliveira, José Américo de Almeida e Plínio Salgado. a. As conversas sobre o golpe. 2. O PLANO COHEN: a.A Farsa; O Capitão; A divulgação; b. O abalo no movimento popular e comunistas pós- 1935; a classe dominante aceitou o golpe; o Congresso não reagiu
  • 20.
  • 21. c. O início da ditadura aberta. d. A participação da AIB; a traição de Getúlio.
  • 22. e. A constante mudança nas posições políticas do presidente para manutenção do poder.
  • 23. 3- A CONSTRUÇÃO DA DITADURA: a. Aliança entre a burocracia civil e militar e a burguesia industrial; b.Constituição de 1937: o fim das eleições; fechamento dos órgãos legislativos; os interventores; suspensão das liberdades civis e garantias constitucionais; os decretos-lei; c. O poder: Getúlio+Casa Civil+Ministros de Estado+Interventores+Comando militar d. O D.I.P.: controle da opinião pública; construção da imagem positiva do presidente e do seu governo (A “Voz do Brasil”)
  • 24. A “Voz do Brasil”
  • 25.
  • 26.
  • 27.
  • 28. 4- A POLÍTICA TRABALHISTA: 4.1- O “pai dos pobres”; as leis trabalhistas; A “Carta del Lavoro”; 4.2- Proibição de greves e lockout ; criação de federações e confederações de sindicatos ligados ao Ministério do Trabalho; os “Pelegos”; 4.3- A Justiça do Trabalho – 1939. 4.4- Consolidação das Leis Trabalhistas- 1943 4.5- As comemorações do 1º. de maio: estádios de São Januário e o Pacaembu; • “Trabalhadores do Brasil”
  • 29.
  • 30. 5- A POLÍTICA EXTERNA: 5.1- Idas e vindas: os assédios e pressões dos EUA e da Alemanha; a industrialização e o comércio. 5.2- O exército simpatizante do EIXO; Dutra e Góis Monteiro. 5.3- O pacto secreto com os EUA em 1942 e o rompimento diplomático com o EIXO. 5.4- O torpedeamento de 5 navios brasileiros por submarinos alemães(5/08/1942) e a nossa entrada na guerra. 5.5- A F.E.B a F.A.B. e a participação brasileira na guerra.
  • 31.
  • 32.
  • 33.
  • 34.
  • 37.
  • 38. A ECONOMIA NA ERA VARGAS: 1. Diante da Crise de 1929 Vargas adotou os princípios do Keyneisianismo de intervenção do Estado na economia. 2. Incentivos à industrialização através da concessão de vantajosos empréstimos, protecionismo alfandegário e controle da classe operária. 3. O Estado investiu pesado em infra-estrutura e indústria de base através da criação de empresas estatais. Exemplos: C.S.N.; Companhia Vale do Rio Doce;Companhia Hidrelétrica do São Francisco e a Companhia Álcalis.
  • 41. 4. Proteção ao empresariado industrial brasileiro. 5. CARACTERÍSTICAS GERAIS: A)Desenvolvimento concentrado na região sudeste, (SP,RJ,MG) B) Onda migratória do norte e nordeste para esses polos econômicos; C) Manutenção da estrutura latifundiária e conservadora nas regiões Norte e Nordeste.
  • 42. 6- O FIM DO ESTADO NOVO: 6.1- A inserção do Brasil no quadro das relações internacionais; 6.2- As contradições da participação brasileira na Segunda Guerra Mundial; 6.3- O Manifesto dos Mineiros (24/10/1943); 6.4- A atuação da UNE;
  • 43. 6.5- A imprensa; 6.6- O lançamento da candidatura do Brigadeiro Eduardo Gomes para presidência; 6.7- O “Queremismo”: trabalhadores, estudantes e comunistas (?) juntos a favor de Getúlio. 6.8- A crise do PACTO POPULISTA; 6.9- A deposição de Vargas.