2012 ii reinado

612 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
612
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
23
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2012 ii reinado

  1. 1. 1- Contexto Histórico:1.1 – Apogeu da monarquia brasileira;1.2 – Deu-se continuidade à centralização política e administrativa iniciada em 1837;1.3 – Estabilidade política:a- violenta repressão aos opositores – revoltas regenciais;b- fortalecimento do poder central ;c- a riqueza do café.
  2. 2. 1.4 – Aliança política entre a elitebrasileira – conservadores e liberais: As “eleições do cacete”; Restauração do Conselho de Estado-1841; O Ministério da Conciliação – 1853 -1857; A manutenção da “ordem”: unidadeterritorial; proteção da propriedade daterra e manutenção da escravidão;
  3. 3. 35 Ministérios em 49 anos – média 1ano e 4 meses; O “parlamentarismo às avessas”.
  4. 4. 1.5-Decadênciado açúcar, doalgodão e dofumo.1.6 – Destaquerelativo para ocacau e aborracha.1.7 – Definitivatransferência doeixo econômicodo nordestepara o sudeste.
  5. 5. 2- O LENTO PROCESSO DEEXTINÇÃO DO TRÁFICO NEGREIRO:2.1- Como seria o Brasil sem o tráficode escravos? E sem a escravidão?2.2- O aumento do trafico emdecorrência da expansão cafeeira.2.3- A pressão da Inglaterra:A- “Lei para inglês ver” : 1827 e 1831B- O Bill Aberdeen – 1845
  6. 6. 2.4- A Lei Eusébio de Queirós – 18502.5- A Lei de Terras - 18502.6- O Tráfico Interprovincial.
  7. 7. 3- A IMIGRAÇÃO PARA O BRASIL:3.1- Era notório que o fim do trabalhoescravo se avizinhava e a busca de umanova opção de mão-de-obra urgente.3.2- Por que não utilizaram os negroscomo mão-de-obra livre?a)preconceito dos fazendeiros em relação aos negros;b) provavelmente os negros não iriam querer trabalhar para seus antigos senhores;
  8. 8. 3.3- Por que não contrataram os nordestinos pobres?a)argumentação racista, baseada nas idéias de Gobineau e Buckle – “embranquecer a população”b) os latifundiários do nordeste não iriam abrir mão dos seus trabalhadores(tráfico interprovincial);c) O sudeste,e em especial São Paulo, ainda não era visto como a terra da prosperidade e das oportunidades.
  9. 9. 3.4- Por que os europeus resolveram migrar para o Brasil?a)crises políticas e guerras;b) aumento da pobreza provocada pela revolução industrial.3.5- A pioneira e frustrada experiênciade Nicolau de Campos Vergueiro –1847.
  10. 10. 3.6- O sistema da parceria: 3.7- O sistema de colonato: a- O governo pagava asa- as despesas de viagem, despesas com a viagem e amoradia e alimentação hospedaria original (Brás- oitoeram custeadas pelos dias).fazendeiros, que cobravamjuros altíssimos aos b- Duas fontes de renda: pequena quantia fixa anual eimigrantes; uma percentual do café colhido, aumentando ab- escravidão por dívidas; produtividade das fazendas.c- bloqueio da locomoção c- A “brecha camponesa”: permissão para cultivar anas fazendas e censura de terra para seu sustento ecorrespondência; comercialização de um possível excedente.d- revoltas e repercussõesno exterior(Itália, d- O colonato é diferente do trabalho assalariado.Alemanha, Rússia;
  11. 11. 3.8- As grandes levas de imigranteschegaram a partir de 1885.3.9- Os grupos migratórios: italianos,portugueses, alemães e espanhóis.
  12. 12. 4- A MODERNIZAÇÃOCAPITALISTA:4.1- 1850, o ano chave: fimdo tráfico, Lei de Terras,centralização da GuardaNacional e a criação doprimeiro Código Comercial.4.2- O fim do tráfico liberouuma grande quantidade decapital, que passou a serinvestido em diversasatividades, tais como,bancos, indústrias,empresas de navegação,etc.4.3- Condições favoráveispara o desenvolvimentocapitalista
  13. 13. a- A cidade do Rio de Janeiro; símboloda prosperidade do Segundo Impériob- Atividades plurais: estaleiros;construtoras; bancos; fábricas; etc.c- Motivos para a falência do Viscondede Mauá:• redução das tarifas alfandegárias apartir de 1860;• a concorrência com os produtosingleses;• sabotagens.
  14. 14. Observação:A Questão Christie: inabilidade e arrogância doembaixador britânico no Brasil levaram os doispaíses a romperem suas relações diplomáticas.
  15. 15. 5- GUERRA DO PARAGUAI:5.1- 1864 e 1870: Paraguai vs. Tríplice Aliança (Brasil, Argentina,Uruguai);5b) Historiografia paraguaia: agressão dos vizinhos poderosos a um pequeno país independente;c) Historiografia da esquerda latino-americana nadécada de 1960: o Paraguai um pequeno país queoptou por um desenvolvimento autônomo, ou seja,sem a influência do imperialismo inglês, foi atacadopor nações dependentes da Inglaterra, no caso,Brasil e Argentina.
  16. 16. d) Historiografia atual: tentar explicar oconflito como resultado do processo deconstrução dos Estados nacionais daAmérica Latina e da luta entre eles paraassumir uma posição dominante nocontinente.
  17. 17. 7.2- Motivos:a- as tradicionais disputas entre Brasile Argentina ameaçavam a autonomiados países vizinhos a essas duaspotências, sobretudo Uruguai eParaguai.b- Solano López, presidente do Paraguaiqueria transformar seu país na terceirapotência sul-americana.c- Solano López esperava contar com oapoio dos federalistas argentinos e doPartido Blanco, do Uruguai.
  18. 18. 7.3- Conseqüências:a- Devastação econômica, política esocial do Paraguai.Metade da população morreu;Perda de territórios;b- O governo brasileiro ficou devendomais dinheiro aos banqueiros ingleses.c- Formação do exército brasileiro, quevoltou da guerra debatendo as ideiasrepublicanas e abolicionistas.
  19. 19. 8- O FIM DA ESCRAVIDÃO:8.1- Um longo e controverso processo,na sua execução e na discussão arespeito do tema.8.2- Os projetos das leis abolicionistasfoi uma iniciativa pessoal do imperadore dos seus conselheiros, buscavamconstruir uma lealdade de toda apopulação para com o Estado-Nação.
  20. 20. • Choque de interesse com sua basesocial de apoio, a classe dominanteafirmava que a abolição por força de leidaria aos negros a idéia de um direito, oque conduziria o país a uma guerraentre raças.•O temor de uma grande rebelião denegros (fugas em massa SP)
  21. 21. 8.3-Lei do Ventre Livre – 18718.4- O movimento abolicionista.8.5- Lei dos Sexagenários ou Saraiva-Cotegipe – 1884.8.6- Lei Áurea – 13 de maio de 1888.9. AS TRÊS QUESTÕES QUEENFRAQUECERAM A MONARQUIABRASILEIRA:9.1- RELIGIOSA, MILITAR E ABOLICIONISTAOU ESCRAVISTA
  22. 22. QUESTÃO RELIGIOSA
  23. 23. QUESTÃO MILITAR
  24. 24. QUESTÃOABOLICIONISTA
  25. 25. 9- O REPUBLICANISMO: 9.1- A fundação do Partido RepublicanoPaulista (PRP) e o apoio dos paulistasao federalismo e a república.9.2- Os grupos políticos republicanos:a- evolucionistas;b- revolucionários;c- Revolta do Vintém: direito decidadania vs. liberalismo político.
  26. 26. 10- A QUEDA:A) No dia 15 de novembro de 1889, omarechal Deodoro da Fonseca, apoiadopelos cafeicultores paulistas, políticosgaúchos, o exército e a camada médiaurbana do Rio de Janeiro, depôs ogoverno imperial e proclamou arepública dos Estados Unidos do Brasil.

×