Sociedades secretas-e-magia

1.305 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.305
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
15
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
135
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sociedades secretas-e-magia

  1. 1. Sociedades Secretas e Magia Mariano Soltys Catalogação
  2. 2. Sociedades Secretas e Magia SOLTYS, Mariano. Sociedades Secretas e Magia: Mística e Ocultismo. São Paulo: Dracaena, 2013. Prefácio 2
  3. 3. Sociedades Secretas e Magia Aqui nessa obra proponho mais uma vez um enfoque avançado das Sociedades Secretas, mais pelos seus estudos e doutrinas. Começo por ensinamentos míst icos do rosacrucianismo, depois falo da moral da magia, com suas doutrinas de virtudes e demais conceitos, como a questão do talismã e da alquimia. Também falo de temas mais específicos, como algumas Sociedades Secretas, a Sociedade Teosófica, a Gnose, a Maçonaria, a Rosacruz e outras, bem como aquelas que tratam mais de magia em específico, como a Astrum Argentum e a Ordo Templi Orientis, com definições específicas e como deve ser o caminho da iniciação, suas cobranças, a vida mesma da senda ocultista ou mística. Doutrinas como a cabala e numerologia estão bem presentes, bem como segredos do ocultismo tradicional, no que tange a fenômenos espirituais. Ademais, aqui há muito das doutrinas das vias de “mão esquerda”, do conhecimento da via obscura, como doutrinas luciferianas, ainda pouco divulgadas. Sociedades Secretas e Magia é uma obra única e para quem deseja ir além e ser iluminado nos conhecimentos mais secretos. Boa leitura. Sumário 3
  4. 4. Sociedades Secretas e Magia Reflexões Místicas .................................................... 06 Magia e Moral ............................................................ 47 De onde viemos e para onde vamos ................... 50 Virtudes celestes e moral ......................................53 Números mágickos ................................................56 Assinatura simbólica no corpo.............................59 Possíveis adaptações do talismã ..........................62 Magnetismo moral .................................................66 Alquimia moral ......................................................69 Temas Ocultistas ..................................................... 73 Bruxaria ................................................................... 74 Teosofia ................................................................... 77 Demônios ................................................................ 79 Bom e mau agouro ..................................................81 Meditação ................................................................82 Mito ..........................................................................83 Hermetismo .......................................................... 86 4
  5. 5. Sociedades Secretas e Magia Sistemas de magia.................................................88 Maçonaria.............................................................. 90 Rosacruz ................................................................ 92 Exercícios místicos e espirituais..........................94 Métodos de defesa mágicka ................................98 Bafomé – um hieróglifo ....................................... 101 Iniciação e comprometimento ............................ 103 O diário mágicko.................................................. 107 O místico e iniciado atual ................................... 113 Gnose: um conhecimento superior.................... 118 Dragão, serpente e kundalini ............................. 122 Espírito Santo........................................................ 124 5
  6. 6. Sociedades Secretas e Magia Reflexões Místicas Pensamentos rosacruzes A origem de tudo está no Cósmico, que opera através de leis, inclusive estando Este sujeito as suas 6
  7. 7. Sociedades Secretas e Magia próprias leis. Está em todo o lugar, É energia de vida e Dele que surge o Espírito que sustenta a matéria. Δ Parece que sempre entendi a vida como uma parcela de existência maior, daí de no início acreditar na ressurreição, depois em conjunto a reencarnação de personalidades-alma. Não vejo as doutrinas de reencarnação e ressurreição como indissociáveis. Uma, a reencarnação é justamente a preparação para a outra, a ressurreição. Δ Há uma energia, a que os orientais compreendem melhor, sendo fonte e manutenção da vitalidade e da saúde. Sons vocais e certas posturas corporais, bem como toques específicos no corpo ajudam a fluir essa energia. Δ Muitas vezes o Todo está presente mesmo que preconceitos sociais O afaste de certas pessoas, pela forma como se julga certos valores morais, ou mesmo pelos costumes de certa época histórica. 7
  8. 8. Sociedades Secretas e Magia Δ Devemos nos precaver de ao aplicar leis positivadas em códigos humanos, de forma a ter sempre em conta as leis naturais e cósmicas que nos governam desde sempre e para a nossa evolução espiritual, para assim trilharmos de forma mais harmoniosa a escola da vida. Δ No discurso que faz a opinião popular vemos que nem sempre há um compromisso com o progresso e a verdade, sendo muitas vezes erros e promessas vazios edificados a fim de garantir o poder temporal e apenas material, de forma vitalícia e em troca de favores que não se baseiam na ética. A lei da sobrevivência assim faz a astúcia sua melhor arma na polít ica separada de propósitos evolutivos e espirituais. Δ Em muitos livros há a sabedoria legítima, apesar de termos mais sintonia com a Bíblia. Contudo, não se pode alegar superioridade de um livro sagrado a 8
  9. 9. Sociedades Secretas e Magia outro, sem ao menos conhecer todos e a Unidade da palavra dos místicos e iluminados de todos os tempos, uma vez que estes sempre estiveram além de qualquer tempo, o qual é arbitrário. Achar que o mundo ou tudo o que existe é apenas o que conhecemos em nossa consciência tridimensional limita o nosso contato com a Consciência Cósmica, e com a permanência dessas verdades que transcendem os livros. Δ O místico deve ver algo divino onde o materialista não vê, sob pena de ser mais um que concebe a realidade total como a matéria e algo limitado a neurônios e a um corpo físico perecível e sentidos ilusórios. Tem para tanto de buscar a força superior e espiritual, que é eterna e imutável. Δ Lembro que quando era criança era comum saber contar até dez, ou em brincadeiras isso ser exigido para participar. Nesse passo, tal verdade dos inocentes era tudo o que os pitagóricos buscavam conhecer, pois contar até dez é traduzir o Divino. Não é a toa que Yeheshua, O Grande Arquiteto do 9
  10. 10. Sociedades Secretas e Magia Universo (Jesus o Cristo) disse que para entrar no Reino dos Céus se deve antes se tornar semelhante ao pequenino (semelhante a criança). Δ É anti-cient ífico e até imoral falar de algo que não se conhece profundamente. Assim se procede atualmente em relação às sociedades de iniciação, muitas que sempre trabalharam pelo bem da humanidade e pelo Divino, que são acusadas dos maiores absurdos, impropriamente. Julgadas sem qualquer fundamento de conspiração mundial ou demoníacas, sem qualquer prova. Não que não existam tais ordens de forma ainda mais secreta, mas não se deve de forma alguma confundir as lojas brancas a que conhecemos com aquelas que se desviam do caminho. Separar o joio do trigo é necessário, e grande parte do material que conhecemos vem de fontes de segunda mão e originárias de ficções e romances absurdos, cujos autores admitem até as invenções. Δ Percebo que na interpretação de certos símbolos tradicionais ligados aos mistérios ou mesmo 10
  11. 11. Sociedades Secretas e Magia presentes em religiões muito antigas, usa-se de termos mesquinhos e leva-se a interpretação errônea de dualismo, onde a diferença é vista como maligna e sem função ou equilíbrio. Para tanto, figuras como o hexagrama e o pentagrama perderam em muito seu significado original, e ainda foram injustamente acusados de diabólicos e coisas do gênero, mesmo um símbolo egípcio como o “olho que tudo vê” é sugerido como propriedade de uma ou outra ordem, quando é egípcio e apenas significa onipresença de Deus. A treva medieval, a ignorância persiste e dá seus passos de regressão na mente dos mais fanát icos e conspiradores de plantão. Δ De todo o material sério de ocultismo que se pode pesquisar, a maioria se trata de coisas positivas e boas, para a evolução do ser humano e da humanidade. Somente fundamentalistas, em diversos segmentos religiosos, e quem mesmo desconhece a antiga sabedoria (muita dela presente na Bíblia e outros livros sagrados), poderia separá-la das suas visões ou mesmo do que ensinavam os mestres, os quais parecem em todo o mundo dizer algo parecido, e o místico sempre encontra um ponto comum e equilibra as diferenças naturais, 11
  12. 12. Sociedades Secretas e Magia sem contudo deixar de crer no que crê. Δ À medida que o ser humano se tornou mais tolerante e compreendeu outros modos de ver o mundo, também deixou de seguir dogmatismos antes seguidos cegamente, procurando mais um contato direto com a sua busca espiritual, sendo o místico alguém que se contenta mesmo por experimentar, não por apenas ouvir falar. Cada escola tem os seus princípios, porém em comum há a busca do bem maior e da iluminação. Δ Certos segredos existem mesmo como poder ou superação em relação a limitações corporais, e o faquir e outros são exemplos. Porém a nossa vida moderna e capitalista se distancia tanto desta entrega, ou da entrega do santo ou “sadu”, que buscamos apenas formas simples de acreditar ou crer, acontecendo milagres que podem mesmo passar despercebidos, ou poderes que mesmo despertos ficam no inconsciente de nossa compreensão. 12
  13. 13. Sociedades Secretas e Magia Δ Vivemos no mundo, apesar de muitos de nós nos vermos um tanto solitários. Talvez a nossa bioenergia de espiritualistas e busca de conhecimentos esotéricos nos coloque em contato com pessoas do mesmo plano vibracional, que são raras, não devendo isso provocar preocupação. Mesmo se um jovem místico entrar em uma “balada”, ele percebe que os sons e as cores ali cont idos tem seu significado oculto, assim como toda a natureza e acontecimentos são para ele ensinamentos de uma ordem elevada. A solidão aparente vem no deserto da sabedoria, premiada um dia com o oásis da experiência mística. Δ Conheço diversas ciências antigas e ocultas, algumas até oraculares. Contudo, desde a minha primeira obra sobre a moral (Axiologia), entendi apenas possível prever o destino, que difere do futuro, e isso pela vontade do Cósmico. É como trilhar um caminho planejado e mudar de plano na metade do trajeto, ou mesmo desistir de trilhá-lo. Vejo assim com desconfiança qualquer previsão para o futuro de forma fatalista, sem possibilidade 13
  14. 14. Sociedades Secretas e Magia de mudança, por ter eu mesmo superado na infância essa fatalidade e descoberto depois um acontecimento trágico que foi retirado do meu “destino”, através de certos traços de quiromancia. Δ Estou começando a acreditar que ao longo da vida seguimos filosofias diferentes, de modo que as buscamos na medida de necessidades específicas e por certos interesses pessoais, e que isso muitas vezes nos afasta daquela senda que era nossa missão cósmica, e mesmo do nosso Eu verdadeiro, superior ao devir de uma única existência e mesmo as tendências de suas idades. Logo, a mesma pessoa que se ilude com a dimensão material e com tempo e espaço, nas fases como infância, juventude, envelhecimento e formas de pensar de acordo com necessidades para propósitos materialistas e muitas vezes até egoístas, em geral. Δ A boa saúde não nos toma muita atenção, mas quando ela falta-nos, voltamos ao mundo espiritual e meditamos mais, afastando-nos do materialismo costumeiro do mundo capitalista e de hábitos, nem sempre morais ou saudáveis. Devemos perceber 14
  15. 15. Sociedades Secretas e Magia acima disso que leis maiores operam e que não é em relação a uma única existência que sofremos algo, não sendo igualmente castigo, mas um aprendizado, quando se sofre de algo. Δ Há quem diga que a matéria não existe, e talvez devemos compreender isso com outro sentido. Outrossim, temos nessa dimensão algo que ainda nos importa para a evolução da nossa personalidade-alma, ou sua manifestação material, pois do contrário retornaríamos ao Cósmico. É Nous que guia todas essas coisas. Claro que o místico tem sua vida voltada mais para o espiritual, muitas vezes negligenciando seu corpo ou bens materiais, mas deve saber de suas obrigações de vida nesse plano de consciência objetiva, para de forma complementar se direcionar a planos subconscientes e até de Consciência Cósmica. Δ A doce companhia do amor nos faz sentir que em alguma fase existencial poderemos viver de constante estado de graça e iluminação, e que isso ainda não foi descoberto pela ciência. Noutro tempo 15
  16. 16. Sociedades Secretas e Magia éramos ainda completos, possuindo androginia e que após sermos divididos em macho e fêmea, buscamos essa unidade em relacionamentos e em nós mesmos. O amor faz de nós pessoas melhores, e é triste que alguém pense não existir algum sentimento desse modo sublime. Δ O saber ordinário de uma pessoa experiente se revela das lições que a mesma tirou de sua própria vida, de sua história pessoal, permanecendo uma moral que devem os jovens se portar como obedientes e tomando como exemplo esse saber dos anciões. Mas há certas almas de anciãos, e estas nascem mestres já desde muito jovens, não se comparando ao saber ordinário, mas a algo extraordinário e que pode revelar a encarnação de um mestre espiritual para missão específica e impessoal. Δ Uma vida reservada talvez custe muito cara em comparação ao mundo profano, mas se direcionada ao estudo e ao aprendizado sobre os saberes mais elevados da humanidade, pode valer algo, mesmo 16
  17. 17. Sociedades Secretas e Magia que sem popularidade ou experiências afetivas. Em verdade parece que isso não se escolhe, mas algo superior leva a essa senda, talvez já escrito no livro da vida, e na memória akásica. Δ A dor para um mestre é superada, do mesmo modo como ele supera muitas coisas que para outros são irresistíveis, vícios e maus hábitos, bem como inclinações semi-instint ivas, mas sofre como todos os outros, resistindo de uma forma particular as vicissitudes da vida. Como ninguém, ele percebe a origem desse sofrer e aceita passar por essa prova e aprendizado, no que pode ser já seu último carma. Δ Vejo que mesmo de forma sensível consigo perceber lampejos de uma memória da natureza, muito manifestada em sonhos, sabendo de fatos de uma existência passada ou mesmo futura, já traçando um possível caminho de modo que minha personalidade presente, que faz parte de um Ser maior (Alma). Certas vontades serão realizadas mesmo que talvez não nesse momento, o que tornará a possibilidade algo certo e indubitável. 17
  18. 18. Sociedades Secretas e Magia Δ Nossos pensamentos têm sua vida própria, eles não são sem vida, ou sem materialidade. Quem já não percebeu que uma aspiração ant iga hoje se vê realizada e age com indiferença sobre isso? O místico medita coisas que entende realizadas de acordo com a vontade do Cósmico e que podem perfeitamente se realizar, tendo em vista que não é para seu objetivo particular ou egoico. Δ Uma força oculta pareceu me fazer sempre escrever coisas sobre sabedoria e fico com um vazio no meu ser ao não o fazer. Em um momento de isolamento ou mesmo pela vida que levo, sem tanta “curtição”, sei que tenho de buscar um objetivo, uma vez que a vacuidade não agrada o que almejo. Alivio assim qualquer tristeza quando tenho um caderno para escrever ou meu laptop à mão, como se os algarismos fossem algo mágico que surgisse a minha frente. Então escrevo sobre a influência da intuição de algo superior, sou instrumento de uma força poderosíssima, origem de um destino que espera o melhor para a humanidade. 18
  19. 19. Sociedades Secretas e Magia Δ O melhor sorriso é aquele que temos sozinhos e que não tem um mot ivo aparente, como o brilho de um Sol que se reflete em nosso rosto, semelhante a uma experiência indizível revelando a essência da própria vida, um momento especial. É um sorriso interior que faz todos os órgãos do corpo felizes e a saúde equilibra. Δ Percebo que ao nos alimentarmos junto a pessoas queridas, o alimento é melhor digerido, o tempero tem um sabor mais satisfativo, podemos comer coisas que de outro modo não nos cairiam bem. Há certamente uma alquimia de troca bioenergética que nos alimenta mais do que o corpo material, talvez nos fazendo bem igualmente a alma. Alimentamo-nos de vibrações mentais. Δ A música opera uma grande obra energética, podendo levar alguém a rebeldia, tragédia, ódio ou pelo contrário, a um bem como a cura, a boa ação, a 19
  20. 20. Sociedades Secretas e Magia tranquilidade e a união mística. Não é à toa que pitagóricos falavam da música das esferas, revelando esse lado misterioso das vibrações sonoras. Também Platão não era muito a favor de música de certos instrumentos, como a flauta, pois entendia que levava a sensualidade, não condizente com as virtudes mais elevadas. Mesmo a felicidade pode nos acompanhar ao ouvir uma música popular ou cantá-la, até pelo simples ato de assoviar. O místico deve aprender a usar esse poder e a recitar sempre seus mantras ou cânticos. Δ O arquétipo que cada um de nós reflete talvez revele a missão que temos nesse mundo. Acredito que há uma grande importância para que eu sobrevivesse a um parto complicado, ou mesmo em fases complicadas da vida, onde as oportunidades eram avessas e certa monotonia ou mesmo melancolia me envolveram. Mas restava sempre a minha busca e uma essência elevada em meu ser. Trocaria muito do que sou para ser mais simples, quisesse estar mais sintonizado a sociedade, porém uma vez iniciada a obra espiritual, me vejo obrigado a cumpri-la. Já com dezenove anos escrevia uma obra rigorosa sobre moral, lia clássicos da filosofia, obras 20
  21. 21. Sociedades Secretas e Magia de ocult ismo, possuindo uma responsabilidade ímpar. Hoje com 30 anos eu possuo 14 livros publicados,e não paro, a não ser que a mão de Deus me faça mudar, pela diversa oportunidade. Δ O poder da oração ou meditação em favor de alguém é sempre louvável, e mesmo à grande distância entendo importante prestar auxílio a quem se deseja para a cura. A própria ciência vem reconhecendo o apoio da fé no auxílio a recuperação de doenças, em hospitais. Nas camadas mais sut is da existência pode haver esse entrelaçamento purificador, curativo de mentes. Também já fiz parte de um grupo de oração, junto a Sociedade das Ciências Antigas, Martinista, que se destinava a tratar as doenças de várias pessoas, sem as conhecer. Δ Certas catástrofes parecem refletir um carma coletivo, e em algumas cidades isso é perceptível, tendo em vista seus costumes imorais que apenas um tempo depois se reflete nas mesmas. O exagero parece não ser louvável e o equilíbrio tem de ser respeitado, como as leis naturais e mesmo civis, não 21
  22. 22. Sociedades Secretas e Magia sendo a embriaguez e o adultério formas de catarse muito seguras. Δ A busca da espiritualidade independente da religião leva as pessoas a um modo de justificar uma possibilidade de existência melhor e mais livre do que se tivessem em caminhos estritamente dogmáticos. Não devem abandonar necessidades básicas, de sua vontade pessoal ou mesmo sexualidade. Isso parece ser uma questão mais de opção pessoal e necessidades individuais, e a natureza de cada um lhe levará para suas escolhas. Devemos perceber que temos auxiliares invisíveis e também inimigos, e mesmo as leis cósmicas merecem nossa atenção, e as obras materiais também são importantes. Δ Muitas vezes tenho sonhos onde me vejo pleno, como uma projeção do meu eu a outras dimensões, tendo disso consciência e controle, e mesmo compreendendo alterações de uma outra realidade, onde certas coisas podem ser feitas que aqui não. A intuição disso fica em mim, de modo que sei que há 22
  23. 23. Sociedades Secretas e Magia algo que comprova a existência da personalidade-alma, de algo que viva independente da vida material e seu veículo corporal. Δ Aprender com o tempo e que o próprio tempo é uma ilusão, nos leva a perceber que o que contamos do passado está de certa forma já inexistente, tomando outra forma de acordo com a relevância no tratamento a que damos ao fato lembrado. Apesar de um fato ser muito efêmero a uma pessoa, pode ser marcante a outra. Devemos fazer um exercício para lembrar coisas boas, uma vez que parecem as ruins povoar a nossa mente com mais intensidade. Δ A luz deve sempre estar de uma certa forma presente em nossas vidas, seja por uma vela, lâmpada, figura, janela etc, de modo que em um momento de meditação possamos ter esse acesso ancestral e subconsciente, uma vez que foi talvez a fogueira o ponto de origem desse ponto para o nosso contato e harmonia com o Cósmico. Δ 23
  24. 24. Sociedades Secretas e Magia O mesmo fato que era para nós negativo pode em certo momento da nossa existência ser positivo, revelando que o que importava é o modo como o tratávamos o problema e não o problema em si. Alimentamos algo que é exterior a nós e não eterno, e que está em uma inferioridade existencial, se comparado a nossa personalidade-alma, e tal entidade exterior se torna vampírica. Um simples pensamento de tristeza ou humilhação pode nos levar a ruína, não pelo fato que ensejou, mas pela autossugestão negativa a que move o psicossomático que produz um mal maior, até doença ou fatalidade. Δ Espelhos e fotografias não refletem o que realmente somos em essência, apenas mostram as formas que temos como uma elevada simbologia, uma linguagem de fisionomia, acessível a alguns estudiosos. Observei que nem sempre a beleza como padrão é um ideal a moral ou aos valores éticos, revelando tendências muitas vezes até contrárias. Devemos ter uma consciência sempre elevada do ser-para-si-mesmo, sob pena de por algum erro virmos a nos admirarmos com espanto ou até nos 24
  25. 25. Sociedades Secretas e Magia auto-destruirmos, sem compreender o devir que são as existências e a insustentabilidade de certa beleza de superfície ou feiura, aos olhos dos profanos. Δ Observando a natureza, até os mais pequeninos fenômenos, como as formigas a andar pelo chão, os besouros virados, borboletas no jardim, o voar dos pássaros, as flores amarelas, tudo o que há de maravilhoso que nos envolve e que temos por despercebido em nossa vida moderna de excesso de trabalho e ocupações. Sempre, para tanto, tento tirar grandes lições desses símbolos naturais inseridos na realidade, sendo que nada é em vão no nosso caminho, um trajeto tão sagrado e que sempre nos revela a Providência. Longe do mundo moderno e suas atrações passageiras, o místico pode mesmo dentro da sociedade onde está inserido, perceber as vibrações e acontecimentos, a aura de vida de todas as coisas, e que o Cósmico está por todo o lado. Δ Há uma energia de vida que alimenta os seres viventes, e a matéria não nasce por si mesma, não se 25
  26. 26. Sociedades Secretas e Magia mantém sem a ajuda dessa energia de vida, desse motor imóvel. Pode um carro andar sem combustível? Devemos assim perceber que a própria vida não surge do nada, como algo que espontaneamente surge de si mesmo. Há a necessidade dessa energia vital, que certamente vem do Cósmico e das faixas mais sutis de existência, apesar de por fim se manifestar na vida material. Δ Existem forças invisíveis e inteligentes que direcionam as nossas vidas, para uns através de caminhos duvidosos e para outros ao benefício da humanidade. Buscamos esse último caminho. Porém, mesmo procurando-se outro caminho, o mais cético logo perceberá que não conseguirá ou terá oportunidade para a mudança, ou mesmo será difícil de seguir outro m0do de vida. A virtude dos astros, conforme os antigos ou o que hoje poderíamos relacionar com o mapa genético, faz de nós muito do que somos, muitas de nossas tendências, e muitos têm uma vida muito dedicada ao bem do Cósmico, parecendo aos outros sacrifício ou desperdício de vida. Δ 26
  27. 27. Sociedades Secretas e Magia A vontade parece ser uma lei pessoal para cada indivíduo. Superando limitações pessoais, ou sua genética, muitos saem de um destino aparentemente traçado e fadado ao fracasso. Em países chamados em desenvolvimento, vemos muitos exemplos engrandecedores de pessoas que apesar de nascerem em uma situação difícil, superam a mesma e estão até ajudando seus irmãos em um exemplo digno de fraternidade. Eu mesmo ao nascer não gerei esperança para algumas pessoas, porém pelo amor de meus pais e auxílio de forças superiores superei aquela limitação do início. Sejamos assim todos nós, vencedores, segundo a vontade do Cósmico, da qual alimentamos nossa própria vontade realizadora, pois é a vontade Dele através de nós. Δ Nesse mundo encontramos o que nos assemelha, na medida em que a oportunidade é plantada em solo fértil. Desde por padrão bioenergético, até os assuntos tratados em diálogos, fazem com que tenhamos o doce junto a alguém. Por outro lado, mesmo para objetivos malignos, a quadrilha muitas vezes está formada e o crime é mera repetição de 27
  28. 28. Sociedades Secretas e Magia atos, inst intos já ancestrais que se materializam. Aprender a moral de tudo isso faz com que descubramos a realização da conduta do místico, a busca que altera já todo o destino, uma vez que não é integralmente desse mundo. A própria vibração de cada um é o padrão do que escolherá como amigos e companhias. Δ Certamente se há uma lei natural que corrige algum erro de uma pessoa, não seria justo que fosse unicamente nessa presente existência de sua personalidade-alma. Sem uma sobrevivência de um princípio mental, que é maior que os meros neurônios, não é possível viver a experiência existencial, principalmente em exemplos de crianças que encontram a transição ou falecimento sem ter a devida experiência de vida, e mesmo há aquelas natimortas, que já nascem com óbito, mortas. Δ A Tradição colocou no triângulo um mistério que ronda os diversos reinos e dimensões, em um ir e vir cíclico, envolto na unidade que por fim resulta. O ser humano é triplo em sua constituição, assim algo 28
  29. 29. Sociedades Secretas e Magia dele é sempre espelho de outros mundos ou planos dimensionais. Certamente essa luz nos domina no mistério da perpetuação, ademais, onde as duas colunas se unem em equilíbrio. Enfim, é a lei do triângulo revelada em nós mesmos. Δ Hoje, perceber que a paciência e a persistência são características do sábio, que após muitas dificuldades ou vicissitudes, mesmo sacrifícios e altruísmo, tende a colher cedo ou tarde o fruto maduro da vida, de sua aspiração, de sua Criação Mental. Não é assim essa obra cósmica nenhum passo em vão, uma vez que tudo nesse universo gera a sua consequência. O que corresponde exatamente ao resultado do que fazemos, talvez mesmo sem sabermos, porém algo certamente opera numa ordem e para o melhor, dentro da Lei Cósmica. Δ Também ouço sobre um endeusamento da razão e fico a refletir sobre aquilo que é tido como extraordinário ou fora da razão, que mais pode ser intuído. É a intuição em verdade a grande chave de acesso ao nosso iniciado a ser naquele aspecto 29
  30. 30. Sociedades Secretas e Magia oculto do que apenas se sabe por uma iluminação. Como se pode superar o ego ou a consciência ordinária e materialista, usando apenas da razão? Certamente é a intuição que nos dará as melhores respostas para superar o usual e as limitações materiais. Δ A fraternidade das pessoas é levada pelo próprio Cósmico. Mesmo que nos tentemos isolar de todos, a consciência da unidade, cedo ou tarde prevalecerá, e teremos a noção que todos somos um, estamos por fim em uma mesma Alma. Desde os primórdios, o homem tenta se unir para ter força e caçar, para sua própria sobrevivência. Com uma certa egrégora, fica claro que as pessoas ficam envolvidas pelo que acreditam, tendo assim também mais resistência espiritual na vida, quando unidas. Δ Somos de certa forma construtores na sociedade onde vivemos. Não raro ouvimos pessoas de idade mais madura, contarem fatos que resultam naquele ambiente onde convivemos. Assim Deus constrói o que supera a nossa mais próxima percepção, numa 30
  31. 31. Sociedades Secretas e Magia verdadeira criação pelo pensamento. Nós ainda somos limitados, e precisamos além de pensar, agirmos com nossos veículos de consciência, seja com o corpo denso, seja com os outros, como de desejos ou vital. Superações são assim mesmo possíveis, e até quem não tem formação acadêmica em arquitetura ou engenharia, realizou grandes obras com sua vontade, as quais beiram a perfeição. Mais uma prova das vidas sucessivas e da lei do mentalismo. Construímos mais do que imaginamos e imaginamos construindo, e muitas obras restam para a posteridade. Δ Aqueles que procuram a inimizade, que criticam, que procuram a diferença como discriminação, alimentam a guerra. Quem não leva em conta a opinião alheia, ou apenas leva a sua em consideração, alimenta a guerra. Quem tem o entendimento de julgar severamente os outros por algum erro, alimenta a guerra. Quem mente e engana alimenta a guerra. Quem causa sofrimento ao outro, alimenta a guerra. Δ 31
  32. 32. Sociedades Secretas e Magia A nossa personalidade-alma por vezes quase se deixa enganar pelas dificuldades materiais ou mesmo fragilidade corporal, de saúde, porém inalterável permanece, vibrando com o Cósmico. Longe de me convencer com a dificuldade, fico com a consciência de que inalterável devo permanecer e com o mínimo de influência da ilusão do mundo material e exterior, apesar de interagir nesse plano dimensional e evoluir por suas experiências. Δ Respeitando a Lei Cósmica, que rege o ciclo de sete, há de se colocar uma peculiaridade quanto essa minha missão cósmica. O gosto por filosofia que afeta normalmente apenas na maturidade uma pessoa, aconteceu em mim por sinal aos dezoito até 21 anos. Apesar de um certo sacrifício do tempo na leitura, lembro que certos grandes mestres tiveram algo de precoce em seu desenvolvimento moral, talvez por guardar A Palavra de sua Era. Sei que algo de especial tenho a fazer nesse templo que é a vida. Outros ciclos de sete me marcaram, como aos 28, quanto tive um desenvolvimento intelectual e criatividade admirável. Isso me auxilia até hoje na senda mística. 32
  33. 33. Sociedades Secretas e Magia Δ O objetivo da vida para o profano parece ser as conquistas materiais e financeiras, bem como os cuidados com seus vícios e mesmo sua aparência para seguir a moda. Contudo, com desenvolvimento de sua consciência mental, intuitiva e espiritual, vê que buscar algo a mais em sua existência, como compreender as leis que regem a vida, a origem da vida, o seu potencial latente entre outras coisas, é fundamental. Quando iniciado em uma senda mística, vê tão logo que o caminho a seguir está de acordo com uma ética em sintonia com o Cósmico, e em harmonia com a Grande Fraternidade Branca, perdendo cada vez mais o individualismo, sendo cada vez mais fraternal e amoroso, e refletindo ainda a Lei do Triângulo. Com novos meios buscará assim luz, vida e amor em sua existência plena e com domínio da vida. Δ O momento da transição sempre foi a morte de muitos conhecimentos místicos e de mistérios. Por diversas religiões conhecemos alegorias para o plano do mundo vindouro. As diversas personalidades a que possuímos através das 33
  34. 34. Sociedades Secretas e Magia encarnações, fazem com que achemos esse ser o fim da nossa existência. Contudo, o elevado estado de transpersonalidade, bem como a ressurreição, a última marca cristã, judaica e mesmo egípcia, também se faz necessária. Talvez isso se dê por um veículo não tão rude, o corpo de carne, mas um corpo glorioso, mais próximo da personalidade-alma. Ademais, pela Criação Mental se pode nesse estado compilar a sabedoria de diversos mestres, para assim a existência coroar o iluminado nessa eternidade. A dissolução da morte em um veículo como o denso, ou mesmo o cascão astral, são apenas descartes de faixas de consciência não mais necessárias a evolução. Δ A Alma já está pronta, e, talvez seja a consciência dessa Alma que precise evoluir através do veículo carnal, a fim de que não caia no abismo de seu orgulho. Mas nem as correções do pecado a interferem, nem ao menos os exercícios espirituais, como a meditação. Contudo, através do veículo carnal há uma missão que auxilia numa evolução coletiva, onde o mundo possui certo padrão vibracional um tanto semelhante. A evolução então está onde cada um tem a consciência de sua alma, 34
  35. 35. Sociedades Secretas e Magia por seu eu interior. Em prova pela matéria, a Alma possui sua imutabilidade. É como se ao subir uma escada, nós apenas conhecêssemos os primeiros degraus. Contudo, a escada inteira está lá, mas somos nós que ainda não temos a capacidade de subir. Δ A forma do ser microcósmico é pentagramática, agindo esse em diversos planos de existência. Porém, há seres inteligentes e autoconscientes que atuam em apenas um. E há outros que tem sua forma animal mesclada a humana, como certos demônios. Ademais, também há criaturas artificiais com formato não humanóide, sem quatro membros, troco e cabeça, podendo ser uma esfera, por exemplo. Os sete planetas mágicos podem ser chamados de seres. Mas há no astral toda a sorte de forma para seres inteligentes. Em diversos planos a nossa compreensão pode ficar limitada antes de conhecê-los. Seres evoluídos talvez não necessitem de uma forma material, estes sendo grandes mestres que guiam a humanidade. Criaturas artificiais ainda podem ser produzidas magickamente. Mesmo um inocente religioso ao orar a certo “santo” pode fazer desse um ser independente e com certo poder e 35
  36. 36. Sociedades Secretas e Magia autoconhecimento, habitando o astral. Mesmo um inocente religioso ao orar a certo “santo’ pode fazer com essa forma-pensamento ganhe vida própria, e que essa seja uma entidade com certa vida, autoconsciente. Mas o padrão de seres que conhecemos é pentagramático e humanoide, sejam terrestres, extraterrestres, artificiais ou energéticos. Δ Muitas vezes, desde cedo o míst ico percebe que é bem diferente do comum na humanidade, evitando o mal alheio e seu sofrimento. Por outro lado, ele é quem sofre na cruz da matéria relatando a doutrina de uma era vindoura. Ele é sorriso da esperança em meio às lágrimas do mundo. Contudo, todos superam as suas expectativas, imaginando um horizonte mais colorido, um jardim não destruído. O tempo é propício para a meditação, na solidão que acompanha geralmente o místico. Já conheci pessoas que são um tanto sós por causa da senda, mas que por um momento voltaram à vida comum, haja vista a ilusão do Senhor do umbral voltar cada vez mais forte, à medida que avança em seus graus. É um caminho para os fortes, que parecem às vezes fracos ou sofrem de algum mal aparente, mas que na Alma são invulneráveis. É a marca do iniciado já 36
  37. 37. Sociedades Secretas e Magia ter superado suas indignações mais primitivas, os seus dragões particulares, espíritos maus. Mais graus podem surgir e ordálios, como até levarem a tristeza ou até a beira da morte, o que prova a profundidade e a seriedade da senda, seja ela qual for. De qualquer modo, digno é aquele que é uma estrela nesse céu. Δ Somos senhores do nosso destino na medida em que escolhemos por livre arbítrio e cometemos erros ou acertos, naquilo que acaba resultando em compensações como falta ou favorecimento na vida. Felicidade ou tristeza é resultado de uma árvore que se plantou há muito tempo, talvez na noite dos tempos. Por vidas e experiências podemos assim progredir na evolução espiritual, muitas vezes tropeçando nos erros. De certo modo, uma vida reflete muitas vezes apenas a ilusão dos sentidos objetivos, não se apercebendo o ser na sua consciência a finalidade do Cósmico. Para tanto, a fim de superar sua ignorância, teria de pelo menos caminhar no sentido do progresso, do contrário seria uma vítima cega de seus atos errôneos. Mesmo pensamentos ou palavras são fatais na sua intenção, resultando em toda a sorte de dificuldades, doenças, 37
  38. 38. Sociedades Secretas e Magia inimizades, dores ou qualquer infelicidade. Quem está na senda pode até ter alguma infelicidade resultada de uma falta de tempo ao entretenimento, mas é certo que semeia a mais perfeita felicidade do encontro com a Consciência Cósmica e a Paz Profunda. Δ Sinto vontade de fazer tanto bem, de curar as pessoas, de semear sorrisos que não se cansem de sorrir. Florescer um mundo de inocência quase de uma criança, onde não mais vê a sombra negra do egoísmo. Devemos meditar no Cósmico e agradecer a Deus de nosso coração, para que aqueça cada vez mais e brilhe com feixe de luz em todas as direções. Que os Mestres Cósmicos me guiem nessa missão que não é minha, mas nossa, e que leve a evolução da consciência até a paz. Que eu seja um luzeiro ao mundo, que cumpra minha missão cósmica. Nasci e sobrevivi para ser alguém especial, revelando que as pessoas com quem falo e convivo, bem como meus leitores, são também especiais. Deus me guiará nessa obra e será ainda longa a jornada. Δ 38
  39. 39. Sociedades Secretas e Magia A minha aura verde está brilhando aos olhares mais profundos. Se a Alma me vê a partir da minha essência, que se reflete secretamente e que mostra meu coração amolecido. Um místico deve buscar ser o melhor de si, não para si, mas para todos. Deste modo, ama seus inimigos e perdoa qualquer falta. Envie um presente a quem não o quer bem. De todo o modo, tenho compreendido que o caminho do coração me coloca em sintonia com as leis cósmicas. A oração pode oferecer presentes, mesmo que não se tenha dinheiro para os comprar. Não se comporta o místico como a maioria, se vingando, pois a vingança é um veneno até para o vingador. O calor toma o meu corpo e vence a barreira do pessimismo e vibração inferior, atrai a companhia dos anjos, a fragrância das flores agradáveis. Δ Sempre é bom lembrar a uma pessoa enferma, seja qual for a sua enfermidade, que não existe doença incurável para Deus. A Inteligência Cósmica pode perfeitamente na escola da vida a que participas, traduzir na linguagem de determinado mal apenas uma certa lição, uma vez que resulta da transgressão de alguma lei cósmica ou natural. Mas apesar dos tratamentos humanos serem limitados, vai contra o 39
  40. 40. Sociedades Secretas e Magia Eu Interior achar-se liquidado por um mal que corrompe apenas um de seus muitos veículos de consciência, não da Alma. Esta, não sendo afetada por isso, apenas busca tirar lição da experiência. O enfermo mesmo assim anda muitas vezes cego por ser “desenganado” pela medicina oficial, e com a ilusão dos seus sentidos físicos e do mundo fenomênico, resultando ainda maior desequilíbrio e prejudicando a cura. Enfim, doença é desequilíbrio. Δ Os Mestres Cósmicos estão próximos, nos inspirando e guiando. Hoje mesmo notei certa transformação no meu proceder e algo que me afasta do mundo profano. Não estou ainda liberto, mas vendo que em contato com outros buscadores, o diálogo e a inspiração comum existem em uma egrégora de iniciados. Talvez mais ampla que em simples ordem ou filosofia acadêmica, essa se dedica a uma Grande Obra espiritual. Há quem converse com os anjos, e nós que apenas por intuição e inspiração notamos a presença dos Mestres, que são outros, antes humanos evoluídos e iluminados, de que cont inuar no reto caminho não é desvantagem, como possa parecer aos outros. Ao materialista e cético pode parecer estranho a dar o 40
  41. 41. Sociedades Secretas e Magia que possui aos outros sem cobrar, ou que perdoe dívidas, ame os inimigos e lhes dê presentes. Mas ao místico e ao justo isso é o real valor, na lição de Hermes e Pitágoras, bem como outros, e esse valor é algo que não enferruja ou se corroeu com o tempo. Eles já sabem disso, os Mestres, mas ainda pouco aprendemos com eles. Δ Através de compensações nas existências podemos compensar nossos erros. Chame isso de carma, expiação, castigo, missão ou outro nome, vemos que de forma alguma devemos usar um ponto de vista unidimensional, de acordo apenas com nossos ilusórios sentidos do corpo físico ou denso, ou apenas da atual existência da persona ou falso eu. O eu interior pode nos oferecer melhores respostas através de nossa intuição, mesmo que por uma tentativa de analogia. As respostas as grandes indagações talvez estejam bem mais longe do que um momento da infância da personalidade-alma, como querem alguns. Mas necessitamos compreender que uma doença fatal, uma paralisia, perda de ente querido, ou mesmo qualquer mal na vida seriam sem sentido, ou uma imperfeição. Não existe imperfeição. Tudo parece ser guiado por uma 41
  42. 42. Sociedades Secretas e Magia Consciência Superior, mesmo nós mesmos. Não há castigo, mas há aprendizado e simples compensação por violar leis e seu resultado automático. Para a sintonia maior com o Cósmico se deve superar a ilusão dos sentidos objetivos, buscar o sexto sentido. A alma pode assim ser objeto da consciência, em sua beleza e harmonia. Δ Deus é luz, vida e amor. Por certo as Suas leis estão próximas de nós, nos levando a perceber que o mundo não é sem ordem, ou que podemos evoluir. A iluminação talvez não esteja tão inacessível e acessando a egrégora de paz profunda, começa a conquista na senda. A experiência mística surge, os olhos para quem os têm para ver. E o Cósmico está em tudo, ele percebe todas as coisas. Sempre dentro de nosso coração encontramos a verdade sobre Deus. Δ Essas frases a que escrevo são antes partes de meus pensamentos e reminiscências, elas existem antes de existir. Assim é a felicidade, a prosperidade, as pessoas que conheço. Sou a semente que é lançada 42
  43. 43. Sociedades Secretas e Magia no Cósmico e que é materializada na realidade. O pensamento é a casa onde moramos, é a vida que possuímos. Depois voltamos da realidade com as coisas prontas, e, muitas vezes não lembramos que semeamos tudo pela lei do mentalismo. A emoção posit iva e a harmonia estão no que atraímos de bom, pela lei da polar idade. Ocorre que por vezes ocorre o contrário e não percebemos o mecanismo de nosso subconsciente. Atraímos o que somos, não o que fingimos ser, e também somos arquitetos da nossa realidade. Δ A evolução humana certamente já percorreu um bom caminho no seu corpo denso, no seu veículo mais passageiro. De certo modo, o próximo estágio evolutivo é de contato com as forças invisíveis, seja por percepção extrassensorial, ou mesmo pelos sonhos. Os mestres invisíveis nos guiam para esse caminho, onde o veículo mais sutil, etérico, um corpo glorioso a usar em próximo estágio. Já aquele que não quiser encarnar, terá de frequentar um certo plano de consciência. O sonho foi já em profecias muitas vezes um bom meio de contato com o subconsciente e com a Consciência Cósmica. Porém um passo está cada vez mais próximo de 43
  44. 44. Sociedades Secretas e Magia progredir em estado de vigília, seja por mediunidade, premonição, telepatia e outras formas de fenômenos paranormais. Δ O poder temporal tem sempre a sua dimensão passageira e cíclica, terminando na ruína. Os seus espíritos raciais estiveram no auge e em certo momento veio a ruína, seja por guerras ou por cataclismo. Isso se deve pela falta de fraternidade. No reino dos céus não mais haverá necessidade dessa mutação, dessa ruína. Porém, antes desse lugar maravilhoso, é necessário ao mundo caminhar a maior tolerância e igualdade de tratamento, ao longo dos sete mundos e sete ciclos de existência. Nossos impérios se arruínam feito estátuas de barro, e Cristo Cósmico supera as diferenças raciais, mesmo ensinando isso ao encarnar em Jesus. Um tempo de luz, vida e amor está por vir, mas talvez não seja desse mundo. Δ É recomendável que se faça diariamente uma rememoração de fatos que ocorreram no dia, uma vez que em estágio post mortem especifico se toma 44
  45. 45. Sociedades Secretas e Magia grande parte do tempo com essa tarefa, o que certas tradições chamam de purgatório. Assim logo após a transição normalmente ocorre essa reprise de fatos da vida, o que provoca uma demora para que se cumpram novas missões e se trave novas existências. As experiências materiais têm sua importância na evolução da personalidade-alma para o arrependimento de erros e da ignorância, que é o maior mal entre os males. Assim o mestre interior pode se guiar através da evolução da consciência e certas experiências são importantes, a fim de auxiliar a humanidade em seu caminho evolutivo, e mesmo o próprio ser no encontro que tem e harmonia com a Grande Fraternidade Branca. O exercício de relembrar fatos do dia pode ser feito antes de dormir, e fará com que os dias em período de avaliação no astral ou espiritual se veja reduzido em seu tempo, possibilitando assim novas missões cósmicas. Δ Devemos bem tratar as criaturas de Deus. O Cósmico certamente pela lei da compensação, se não respeitarmos as criaturas. Como há o espírito-grupo que protege cada coletividade animal, colaboramos quando estamos em paz e interagimos 45
  46. 46. Sociedades Secretas e Magia com eles. A domesticação faz desses seres dóceis e colabora com sua evolução rumo à individualidade, para que façam depois parte do que se tornará a humanidade. Todo um equilíbrio desses seres mostra a presença da Consciência Cósmica, que os alimenta e organiza. Assim vemos nesses seres a base do homem, não apenas no símio, mas em todas as espécies, até répteis e outros. Além da evolução material, houve uma evolução espiritual, da mônada até o mineral, o vegetal, o animal e finalmente o humano. Devemos assim muito amar esses seres e evitar provocar seu sofrimento e apenas os usar para o necessário. 46
  47. 47. Sociedades Secretas e Magia Magia e Moral Sociedades Secretas e seus estudos Introdução A moral geralmente é vista ligada aos 47
  48. 48. Sociedades Secretas e Magia costumes, a ordem, a religião, a honestidade, a consciência e temas afins. Por outro lado, a moral não é algo palpável, sendo mais um ideal de nossa imaginação, a fim de sermos melhores do que somos. A origem estaria no Cósmico e obtemos a regra pela nossa intuição. É um contato místico o que faz o humano superar o materialismo e o apego excessivo ao próprio corpo. Veremos nesse capítulo que a moral tem seus padrões, sua diversidade natural, magia natural e que por certas virtudes celestes cada pessoa é o que é e depende certo comportamento que naturalmente é obrigado a seguir. O talismã é a lei que alguém segue. O espírito é a voz de sua consciência traduzida em personalidade superior. A virtude das coisas na vida de cada um é o que se relaciona a sua verdadeira natureza e vontade. Assim o sucesso acontece no talento natural da pessoa, que é por ela descoberto. Ela descobre o que é, de onde veio e para onde vai. E para tanto conhece a si mesma. A moral faz assim da pessoa uma iluminada. Já superou a queda de Adão, pela regeneração se tornou o Novo Homem, salvo pelo Reparador dos Mundos, segundo a Ordem Martinista. A moral lhe deu o domínio sobre os elementos, ele conquistou o fogo, a terra, o ar e a água, superou qualquer dificuldade ou inimigo do mundo visível e do invisível. Aquele que conhece a 48
  49. 49. Sociedades Secretas e Magia sua verdadeira moral sabe somar os números c0mo Pitágoras, descobre sua natureza e destino, interpreta fatos da realidade, agouros. Sabe também dos 72 nomes de Deus, comunga com a Consciência Cósmica. Aquele que conhece sua moral está em paz profunda. O leitor ou leitora verá aqui então um portal para uma crítica da moral, que comece antes pela ciência oculta nos capítulos a seguir. A moral é mágicka e conhecê-la é se tornar um mago, um sábio conhecedor da natureza e do Divino. Lembrando que a tradição da magia vem sendo estudada por sociedades secretas há séculos, e aqui proponho uma reflexão sobre o sentido desses estudos. De onde viemos e para onde vamos Viemos do Cósmico e voltaremos para o 49
  50. 50. Sociedades Secretas e Magia Cósmico. De certo modo, Este criou o Universo do Caos e assim surgiu tudo o que existe, mesmo antes de existir, em Sua mente, pela lei do mentalismo. Longe de ser a figura antropomórfica a que muitos pensem, Ele opera através de leis imutáveis. Todos estamos sujeitos a essas leis cósmicas e estamos ainda também as leis naturais. Não que o Big Bang não tenha ocorrido, mas antes dele já era o Ser que o pensou. O Todo já tinha as coisas e seres naquela ideia germinal, pois para Ele o pensamento é realização. A nossa queda dimensional, representada no mito de Adão, que é o homem universal, se deu pela perda da espiritualidade, de um veículo espiritual, de poderes supranaturais e do contato com seres e dimensões sutis e hoje invisíveis. Foi uma involução. A evolução ou transmutação alquímica é o retorno a esse “jardim” ou mesmo ao que se chama de céu, que deveria ser a busca de todo o aspirante a iluminação ou mesmo ao mago. O mago não deve ser confundido com o feiticeiro ou bruxo, que são outras figuras. O mago de que eu falo é o cabalista, que está em contato com Ein Sof e com suas emanações, com seres invisíveis e espirituais, espíritos etc. também falar que a origem das coisas está em 13 bilhões de anos é ilusão, assim como o tempo é algo arbitrário e só existe em nossa faixa de consciência. 50
  51. 51. Sociedades Secretas e Magia Somente a Memória da Natureza pode nos fornecer as eras e processos anteriores e calcular é coisa humana, de sua mentalidade material. Deus é um geômetra mais avançado, Ele opera pelos números que são divinos, que tem poder mágicko. Assim viemos da grande Unidade que contém todo o número. Também o três ou trindade nos é fundamental a compreender a nossa origem, uma vez que participa do Logos. Também viemos do quaternário, que é o nome secretíssimo do Todo Poderoso, o tetragrama hebraico, ou o mistério que p0r eles foi traduzido ou continuado. Também o filho do Pai, o nosso Jesus o Cristo, Yeshuah, o pentagrama, traz a lição de para onde vamos, ou seja, a regeneração e que leve ao Novo Adão. Superamos assim a voz demoníaca do materialismo e ceticismo, que hoje é regra comum e majoritária, através do consumismo e de vários vícios. Portanto, somos sujeitos a vibrações de toda a ordem, devendo-nos precaver das trevas que nos envolvem e travam nossa evolução espiritual. A busca daquele segredo a que os alquimistas chamavam de pedra filosofal também se dá por uma trabalhosa e demorada grande obra, que é na verdade uma porta estreita. Em nossa geração de incerteza, mesmo com as luzes coloridas da tecnologia, percebemos que o retorno a espiritualidade, mesmo talvez sem religião 51
  52. 52. Sociedades Secretas e Magia ou dogma, é um caminho seguro para onde vamos. O que os taoistas chamavam de Tao é ao mesmo tempo traduzido como Deus e como caminho, o que pode nos dar a resposta a tão elevada questão. E a magia é uma arte elevada para ter segurança nesse caminho até Deus, o retorno ao Pleroma. A exemplo dos grandes mestres cósmicos, não precisaríamos assim reviver nessa veste carnal nem encarnar, sem ter os sofrimentos que aqui padecemos. Mas a escola da vida ainda nos reserva muitas lições, traduzidas em notas no boletim do carma. Com ajuda daquele protetor a que nos foi reservado, o anjo que nos acompanha, podemos ficar mais seguros no sent ido para onde vamos. Ademais, o mago é um estudioso da natureza, ele sabe os segredos a medida do necessário e com a permissão do Cósmico opera mudanças nos acontecimentos. Não sem a colaboração dos astros, ou do seu poder mental, parapsíquico. Um sagrado casamento entre a terra e o céu, é isso que devemos buscar. O amor pode ser a chave para se buscar o conhecimento superior e oculto, que nos dá as respostas para perguntas a que a ciência se limita a oferecer hipóteses, e algumas que nem trata, como a alma e qual a origem e fim de tudo, inclusive da vida. 52
  53. 53. Sociedades Secretas e Magia 53 Δ Virtudes celestes e moral O homem tem o céu no seu corpo, assim o destino e todas as coisas estão nele presentes. Nem tanto escolhe para tanto sua moral, uma vez que no seu corpo há a tendência específica de acordo com a idade e posição de certo planeta no céu, bem como a Lua e o Sol. Mas você perguntaria como tal absurdo seria possível. De certa forma, a nossa crença opera grandes mudanças físicas, psíquicas e metafísicas, restando que o fato de se acreditar em algo alimenta o poder da mente. Talvez por em tempos primitivos funcionarmos não pela razão ou consciente, mas talvez por níveis subconscientes e intuit ivos. Não raro o poder chamado de paranormal, este sendo ferramenta de curandeiros e feiticeiros, cujo resultado se deve por meio incomum, atribuindo isso a deuses e espíritos. Outrossim, voltando à influência celeste, os antigos percebiam virtudes em número de signos e planetas. Essas virtudes seriam poderes mágickos, refletidos nos reinos, plantas, minerais, animais etc. Atualmente, ninguém nega a propriedade curativa de certa erva, e todos compram por vezes algum chá. Ademais, também
  54. 54. Sociedades Secretas e Magia animais e certas partes suas, preparados ou providenciados em tempo específico, podem ter poderes curativos ou outros, o que seria sua virtude. Resumindo: esses seres seriam influenciados pelos planetas e guardariam as propriedades mágickas desses. Então, o corpo do homem reflete constelações e planetas, tendo ainda cada parte do corpo influência por virtudes da natureza, restando não só qualidades, mas também defeitos específicos a cada um desses seres, de vários reinos, mesmo o mineral, e assim revelando muitos remédios de acordo com qual parte se trata. Por exemplo, o signo de Áries influencia a região da cabeça, podendo dar boa inteligência ou enxaqueca, dependendo da posição astrológica desse signo. O indivíduo, um microcosmo é assim padronizado com uma espécie de DNA do Cosmo, que define a sua moral, ou tendência de comportamento, vida emocional, profissão, talentos e assim por diante. Porém o mago pode intervir nessas forças e tendências, anulando ou potencializando, usando de certa virtude para modificar a realidade, pelo menos por um tempo, pois a alma reflete essas energias celestes em diversos reinos e seres, como numa pedra preciosa ou semipreciosa que tem propriedades específicas por sua energia, onde se 54
  55. 55. Sociedades Secretas e Magia pode preparar um talismã, usando de analogias o mago e ainda com signos e assinaturas de seres do mundo espiritual, podendo fazer remédios até mais eficientes que encontramos em nossas farmácias modernas. O homem, pelo que foi exposto é um universo em miniatura por esse sentido, refletir os mundos, estrelas, satélites e demais corpos celestes e fenômenos celestes, tendo selos em partes de seu corpo que revelam ainda sua história, missão e destino. Contudo, a maioria das pessoas por não se conhecerem a si mesmas nesse sentido de se conhecer a magia, se tornando pelo contrário, fantoches de forças invisíveis e astrais, imaginando que suas tendências e condicionamentos são apenas de seu corpo físico ou instint ivo, ou provindo da sociedade, quando pode ser apenas uma influência externa de certo astro e suas inteligências espirituais. Revela-se assim a astrologia como uma grande ciência e especial a nossa aqui tratada, moral mágicka. 55 Δ Números mágickos Saber contar até dez é saber sobre todas as
  56. 56. Sociedades Secretas e Magia coisas. Mais do que uma criança, é um adepto que sabe contar até o infinito. O um é na verdade o Todo, ele engloba todo o número, e é glorificado pelo 10. Ele é intocado, é na verdade a Substância, divino e inconfundível, o grande gerador, Pai primeiro, Senhor de tudo. Assim, todos têm o seu número, e o segredo de algo é descoberto pelo número, que é a sua essência. Através da sabedoria da cabala e de cálculos provenientes da gematria, pode-se ser um verdadeiro mago. Claro que sabe que número corresponde à letra e melhor, a som, sendo um mantra mágicko após descoberta a sua propriedade e influência magnética e astral. Igualmente uma figura geométrica correspondente, sem a qual não se poderia confeccionar o talismã ou figura para a invocação em círculo mágicko. Seguindo os números, vamos assim a díada, que é além do dois, uma divisão, como que uma parte feminina. Na manifestação, parece ser a dualidade a regra para a geração. Foi-me revelado em segredos taoistas através do yin e yang. O caminho parece ser revelado por alguma prática secreta envolvendo a separação dessa dualidade, o sagrado amor. Alquimia sexual foi um dos grandes segredos taoistas (provam as meditações de dança dos testículos, órbita microcósmica e outras). Vem a tríada, o três que é tão sagrado quanto à unidade, 56
  57. 57. Sociedades Secretas e Magia sendo uma retomada a seu eterno retorno. O triângulo ou delta simboliza um grande significado. A trindade dos deuses tira o véu daquilo que não compreendemos. É um ciclo, o que é também gerado fora de si. Já o quaternário revela o nome do Sagrado Deus, tetragrama, mistério indizível e necessário em toda a operação de magia (mesmo goécia...). Quatro pontos cardeais, quatro evangelistas bíblicos, quatro elementos, arcanjos etc. É uma cruz, um ciclo gerador, suástica, começo, meio e fim. Vem o cinco, que é a batalha, o pentagrama, Jesus (que julga e trás a espada no Juízo...). O Julgamento Final, a ira de Deus. Esse mistério é o segredo dos segredos, está selado por sete selos, é o ABRACADABRA (AAAAA= VVVVV, ou A de ponta cabeça = pentagrama = pentágono, figura relacionada a Marte, e, Geburah na cabala). Cont inuando nossa contagem até a década, vamos agora tratar do seis, que é o hexagrama. Em seis dias ou períodos cósmicos tudo foi criado, e no sexto dia foi criado o homem, o que por isso tem seu número 666 (que é o quadrado do Sol, somatória de 36, não sendo maligno, e o nome Jesus soma isso, por ser representante solar, ou de Tipharet da árvore da vida cabalística). O Sol é assim o rei das esferas, o centro da árvore da vida, e revela uma característica da união dos dois triângulos, da 57
  58. 58. Sociedades Secretas e Magia emanação divina e da transcendência humana, o que resulta o símbolo da estrela de seis pontas, usada por religiões (além do judaísmo, a teosofia, a umbanda e mesmo o cristianismo usam da mesma figura, t ida por estrela de Salomão). Leva ao fogo do céu e não sem perigo que se pode abrir essa arca sagrada ou da aliança (ou caixa de Pandora...), por guardar o fogo do céu. O sete é a héptada, um número que se dedica ao retorno ao divino, sendo marca registrada nas Escrituras e Livros Sagrados. São os sete planetas mágickos, sem os quais o mago não trabalha (pela hora e dia das operações...), encontrando na astrologia o segredo máximo. Sete são muitas das ordens de espíritos, e mesmo o número dos pecados capitais. Vem o oito (8=∞), que é uma roda da fortuna, entrega de poder temporal. Deitado é assim o infinito, usado em diversos trabalhos místicos. Lembrar que quanto mais se sobe em uma roda gigante, mais se desce, e assim é com a prosperidade, que pode reservar grandes dívidas, assim como garante a prosperidade. Vem o nove, que é um tanto mal visto, talvez por ser um fundamento, algo que segura e gera em nível chamado de inferior, que se refere à sexualidade. Nove é a chave da alquimia e de práticas de magick sexual, tantra. Número lunar. Chegamos enfim ao 58
  59. 59. Sociedades Secretas e Magia 10, o tetraktis dos pitagóricos. São dez os nomes divinos, dez são as suas emanações, as esferas da árvore da vida cabalística. Mas mesmo assim Ele é único. Por tudo isso, o conhecimento desses números pode ser usado para acessar as virtudes, e ainda cada pessoa tem um número que revela a sua moral. 59 Δ Assinatura simbólica no corpo e reflexo moral Uma pessoa é uma assinatura única, ela tem na sua individualidade o selo de Deus, que por ser Perfeitíssimo a criou com esse propósito elevado de imagem e semelhança. Como na natureza há a diversidade, há assim um número, letra e forma que identifica cada ser humano, bem como o planeta ou signo que revela seu arquétipo. Mesmo Jesus já sabia a tradução dos seus discípulos, como Pedro e Judas, ou outros, da falta de fé ou verdadeira fé. Um sábio ou um mago tem de ter conhecimento dessas assinaturas, especialmente a de si mesmo, conhecendo assim por consequência o Universo. O caráter é assim revelado e a moral chega a um nível
  60. 60. Sociedades Secretas e Magia superior de compreensão. Por exemplo, eu posso saber que certa pessoa tem tendência a ser violenta, ou mesmo tem outras confusões mentais, unicamente pela sua face, postura, traços em seu corpo e assim por diante. Numa forma mais simples, pode-se ver pela postura que certa pessoa é otimista ou pessimista, é popular ou não popular. Claro que o que a psicologia sabe é em um nível bem inferior a que sábios sabiam, ou mesmo Jesus sabia, e assim temos apenas uma ciência ainda oculta. Importa que o corpo tem uma linguagem na medida que é usado, e reflete planetas, signos, temperamentos, elementos, anjos etc. Isso pode ser usado pelo mago para conquistas, seja qual for a sua finalidade, principalmente superar as próprias fraquezas, a fim de levar uma vida mais casta e desapegada, mesmo reservada, sem contudo não poder praticar certos ritos, sem esse domínio prévio. Mesmo um sacerdote de religião já tem de levar essa vida diferenciada, pois a busca de Deus e encontro com o Espírito Santo não podem ser envoltos de atos de pecado e energias sinistras. A moral tem assim uma linguagem e o comportamento revela uma assinatura natural, por outro lado. Isso se reflete no que a pessoa aparenta, no tom de sua voz, na caligrafia, sorte na vida, gestos, cor de cabelo, olhar etc. Contudo, ao ser 60
  61. 61. Sociedades Secretas e Magia dono de seu destino, o mal é afastado e a paz reina no coração. A forma das mãos também revela segredos, a forma dos pés, de certas partes do corpo, tudo são assinaturas que revelam as tendências, qualidades, defeitos, relação social, emocional e muitas outras coisas. Mesmo as coisas mais íntimas não devem ficar ocultas ao olhar do sábio. A moral, portanto toma um rumo preventivo, onde se pode evitar muito sofrimento e engano se conhecendo desvios de algumas pessoas e sabendo com estas lidar. Também com essa ciência em um nível superior, poderia um médico saber da origem da doença, não apenas de seus efeitos, para melhorar seu diagnóst ico do paciente, e assim receitar o remédio universal, para não desperdiçar a experiência e chegar a uma cura efetiva. Mesmo Paracelso já possivelmente fosse um conhecedor desse método, e mesmo muitos alquimistas acessaram esses mistérios das assinaturas ocultas nos homens. Isso em parte se traduz na medicina holística. Uma pessoa bela pode refletir uma forte influência do planeta Vênus, um sujeito meio briguento pode refletir o arquétipo marciano, um governante pode ser a fotografia solar, uma artista sonhadora viajar em seu aspecto lunar e assim por diante. Uma pessoa fofinha pode refletir o elemento água e o forte sentimento, uma magra e cientista 61
  62. 62. Sociedades Secretas e Magia pode manifestar o elemento terra, e o sorriso de uma criança voar no elemento ar. Certo comportamento pode refletir uma doença ainda oculta, um traço na fisionomia pode denunciar de onde está a doença, uma marca na mão pode ainda colaborar a sua confirmação e assim por diante. Um certo tipo de nariz pode indicar que a pessoa tem dificuldade em se controlar e toma uma série de decisões sem pensar, se comporta por impulso. Enfim, a assinatura de planetas e mesmo arquétipos revelam todo um universo de possibilidades e conquistas. Assinamos mesmo sem escrever nosso nome no papel. 62 Δ Possíveis adaptações do talismã O número e a forma ident ificam o espírito e a verdadeira vontade. Vemos em tratados dogmáticos de magia alguns desses segredos. Essa relação é mais especificamente planetária, no sentido astrológico. Deste modo, tabelas estão disponíveis para a confecção do talismã, com sua virtude específica e de acordo com os espíritos direcionados. Ademais, um quadrado mágico para cada planeta,
  63. 63. Sociedades Secretas e Magia segundo a mesma lógica do seu número e forma. Essas tabelas estão disponíveis em obras como a de Papus, Levi e Barrett, onde se podem encontrar esses conhecimentos cabalíst icos, a que a complexidade não permite abordagem profunda nesse capítulo. Para tanto na prática, para a confecção de um talismã, com esse sistema planetário, com esse sistema cabalístico deve-se levar em conta os materiais apropriados, dias e horas, bem como uma vontade firma no poder da referida medalha. Assim, para o Sol o ouro, para a Lua a prata, Vênus o cobre etc. Até aqui apenas relacionei esses métodos de mágicka dogmática, mas a prática leva a adaptações e o mago ou a maga devem se ater que o importante é a relação com o astral e espiritual, mais do que formas materiais. Portanto, nada obsta que se substituam os antigos materiais por modernos, e que se possa fazer o seu material ritualístico. O que não pode é se trocar as características dos planetas, uns pelos outros, o que seria a mesma coisa que se tomar um remédio a determinada doença quando serve para outra. Porém, usar de um lápis, de papel (no lugar de “pergaminho virgem”), de tapetes (no lugar de se traçar sigilos, círculo etc), local dentro de casa para operações e outras coisas, não devem alterar em muito a vontade mágicka. Não se pode por óbvio 63
  64. 64. Sociedades Secretas e Magia alterar também as assinaturas dos espíritos, pois são a sua identidade, poder e essência. Logo, se o mago fazer uma operação para coragem ou alguma batalha ou competição, pode usar de Marte e algo com ferro, talismã com um pentágono, com quadrado mágicko correspondente e assim por diante. Para tanto, pelo exposto se percebe que a base mesmo assim é numérica, e que isso ainda nos leva a uma noção cabalística e energética da operação mágicka, quando do uso de talismãs. Se no quadrado do Sol se usa números de 1 a 36 sem repetir, e seu número elevado ao quadrado é igual a 666, pode o mago mesmo perdendo o material de modelo, criar um novo, com base nesse conhecimento numérico. Eu queria ainda complementar com práticas de radiônica e radiestesia, as quais ut ilizei com bom resultado, e que isso ainda facilitaria um trabalho a distância, por meio de “testemunhos”. Falamos assim em energia, algumas direcionadas por símbolos que levam a algum planeta, outras com letras hebraicas que levam ao nome do Deus bíblico e assim por diante. Somam mais uma vez a esse labor os números. E adaptações são possíveis. Pode-se inclusive usar da impressora para confeccionar esses gráficos ou talismãs, e as figuras geométricas 64
  65. 65. Sociedades Secretas e Magia ficam melhores confeccionadas que em um desenho a mão livre. O que vale é que por adaptação se podem alterar alguns componentes, desde que guardem as características e que se respeitem às horas adequadas, dias e assim por diante, a influência da Lua e demais saberes necessários. Trocamos assim a questão astral por uma mera questão energética, o poder mágicko por um poder de subconsciente, adaptamos nossas ideias, mas cont inuamos com as mesmas práticas. Excluímos a religião mas usamos em gráficos de proteção os mesmos símbolos das religiões. A magia se tornou em grande parte alguma psicologia, mesmo leis como a atração e repulsão, ou a polaridade. Claro que as leis herméticas são mais amplas e são a grande base disso tudo, presente já no livro “Caibalion”, que já citei em muitas das minhas obras. Mas adaptar sempre ocorreu, e se troca vinho por suco de uva. 65 Δ Magnetismo Moral A atração se deve por causa da virtude. Mas
  66. 66. Sociedades Secretas e Magia não é contudo a virtude de ser bom ou mau, porém sim o poder pessoal de atração. Isso se dá por simpatias planetárias, momentos oportunos, vontade própria, desejos, instintos e mais muitos outros fatores. O que nos interessa são o invisível e a moral por traz desse fenômeno de atração pessoal e sucesso, que revela uma linguagem ampla favorável, corporal, caligrafia, sorriso, abraço, beijo e assim por diante. Claras ficam as influências dos semelhantes que se atraem, ou as energias venusianas, solares e jupiterianas, que revelam características tão almejadas pela sociedade, como sensualidade, fama e dinheiro. Passando a nossa cultura de mágicka africana (Umbanda, Candomblé e Quimbanda), seria a influência de Exu e Pombagira. Voltando, segredos de fisionomia planetária podem revelar muito do que cada um é e o porquê de atrair ou não fama, amor e dinheiro. Já em meus escritos filosóficos eu revelei que o comportamento é tudo. Por certos atos se pode modificar o modo como as pessoas nos percebem e como nos tratam. O mais comum é as pessoas cuidarem da estética corporal (Fisionomia? Linguagem corporal? Padrão venusiano?) para serem atraentes sexualmente, mas outras formas de jogo mágicko podem ser praticadas. Basta conhecer certos arquétipos para se enquadrar em cada tribo, 66
  67. 67. Sociedades Secretas e Magia grupo social e assim por diante. Veste-se então a correspondente persona. Claro que a maior parte da pessoa é inata, seja por genética, ainda somado a certos hábitos e a oportunidade facilita a atração e sucesso. Para um intelectual então fica difícil entrar em uma academia de ginástica, a não ser quando esteja fora de forma para perder peso. Também o conhecimento das várias linguagens de acordo com padrões ocultos, seja do corpo, da voz, da caligrafia, da posição das estrelas no nascimento, no número de seu nome e data de nascimento, entre outros, servem para atrair as coisas que se deseja ou se está favorecido, e os magos já possuíam esse conhecimento. Pelo domínio da vida, o mago já era coroado pelas forças da natureza, e atraía o que bem desejava. Geralmente se afastava da sensualidade, porém isso para sua senda espiritual, que muitas vezes exigia algum desapego do mundo profano (por um tempo de 14 dias antes do ritual). Já o feiticeiro, o qual usava de práticas que não compreendia, havendo por vezes um acordo com um espírito e não temia usar práticas estranhas para atrair algo. Desde “filtros de amor” com receitas mirabolantes até um pacto com um espírito (ou daemon, diferente de “O Demônio”), fazia este atrair poder, dinheiro, e paixão. Fato é que isso o levava muitas 67
  68. 68. Sociedades Secretas e Magia vezes a fraudar contra as pessoas e até hoje a propaganda usa de técnicas semelhantes. Mas o magnetismo é invisível, e se dá por forças espirituais muito sutis, de ordem geralmente elemental, planetária e outras entidades, muitas vezes criadas pelas próprias pessoas. O maior exemplo são as formas-pensamento criadas pela vontade e fé, ou mesmo egrégoras, que fazem de uma coletividade mental o poder para obter curas e milagres, estes atribuídos a santos ou mesmo divindades. O magnetismo pode usar da mesma força mágicka, e a reencarnação pode explicar o porquê de laços entre pessoas tão diferentes, bem como alguns conseguem enriquecer mesmo sem qualquer formação intelectual ou educação financeira. O magnetismo é assim um comportamento diferente somado a energias favoráveis que fazem do ser atraente de alguma forma, isso por alguma mágick. É a verdadeira natureza se revelando, para traduzir o ser no mundo onde vive. Ainda o mago pode manipular estas forças por sua vontade, somando algo a mais nessa dinâmica de atração, pela interação com o subconsciente. Para isso, pode usar de sistemas dogmáticos ou não, do poder da oração, de meios que ache necessários, como interação com espíritos, ou de um sistema pragmático, que muitas vezes 68
  69. 69. Sociedades Secretas e Magia vemos em inocentes simpatias e promessas, velas e técnicas semelhantes, e sendo o sistema pragmático por excelência o caótico. Até eu mesmo já utilizei algumas técnicas de sigilização e outras com algum resultado ou não, mas o sistema pode ser meio cego e perigoso. O melhor é conhecer-se profundamente e conhecer as pessoas, para assim atrair o que é bom e evoluir como ser microcósmico, como pequeno universo. Nem tudo porém se deseja atrair. E a magia é uma forma de usar da vontade paranormal. 69 Δ Alquimia Moral A pedra filosofal tem a fama de perpetuar a juventude e curar qualquer mal. Para sua obtenção não é necessário muito, apesar de que antigos alquimistas batalhavam muito na transmutação dos metais. Mas o espírito pode ser também transmutado, encontrando o alquimista o seu eu superior, o seu Sagrado Anjo Guardião, dialogando de forma segura com o Divino. Para tanto, o mago-alquimista possui um meio seguro de não ser enganado por espíritos e entidades falsas. Também o melancólico pode transformar a sua tristeza de
  70. 70. Sociedades Secretas e Magia chumbo ou Saturno em alegria Solar, para assim encontrar a virtude desse astro (Sol, ouro), ou a magnificência. Essa já é uma alquimia bem rara, digna de poucos que podem controlar o seu forno e encontrar o que é puro. Também a alquimia é para tanto mental, é transformar a matéria com o poder do pensamento e subconsciente. Isso exige algum método, alguma forma especial onde os metais impuros do pensamento são trabalhados. Destarte, o controle dos pensamentos pode mesmo trazer a fonte da juventude, a cura de muitas doenças ou até a felicidade, fruto dessa pedra filosofal. Um jardim suspenso no céu está reservado para quem saber obter o ouro dos seus pensamentos, acessando assim consciências superiores, até o Cósmico, conhecendo a lei que rege o superior e sua interação com o inferior. Outrossim, a harmonia com os elementos e os elementais faz da relação com o corpo uma obra alquímica, onde o prazer pode reservar também a salvação e a cura. Contudo, grande obra nesse sentido é encontrar o sentimento mais puro e o amor que daí surge. Essa alquimia cria o andrógino dentro do ser, mesmo que resultante de uma relação de homem e mulher, mais especificamente de seu sopro que é trocado por ambos. A magia também é 70
  71. 71. Sociedades Secretas e Magia conquistada através de estados alterados de consciência que são produzidos em certas condições de maithuna, ou sexo sacralizado, tântrico. A moral assim supera a simples dicotomia entre o que é apropriado ou não, pelo pudor profano, mas transforma a própria intimidade corporal o objeto de um rito sagrado e santo. Entre os hebreus era sugerido que se fizesse amor após a meia noite, ou na meia noite, e isso no sábado ou sabath. Também era uma forma de Israel, ou a divina esposa, encontrar o seu esposo, o Eterno, Bendito Seja. Mas isso refletia já uma união não material, mas espiritual. O resultado da alquimia então é a transformação, e a cruz também reserva essa pedra filosofal, que é resultado de longo labor e progresso moral. Não é moralismo, nem o conjunto de preconceitos para sustentar um puritanismo mundano. Mas o ouro que surge mesmo provem de um ato material de amor, este salutar ao ser, mas não é sem a pureza. Isso não significa que o sal e o mercúrio devam ser deixados de lado, mas sim que a sua união é sempre necessária, seja também no Sol e na Lua, no Rei e na Rainha, e assim por diante. O amor é o segredo da pedra filosofal. Não devemos contudo confundir o sagrado com o profano, nem esquecer que é necessária uma yôga para o reencontro com o Divino, e que isso não se faz como 71
  72. 72. Sociedades Secretas e Magia a química grosseira o tenta fazer, nem com os entretenimentos, vícios e paixões humanas. Essa é a diferença entre a alquimia e a química, por uma ser mágica e viva e por outra não o ser. 72
  73. 73. Sociedades Secretas e Magia Temas Ocultistas Sociedades Secretas e temas correlatos 73 Bruxaria
  74. 74. Sociedades Secretas e Magia Há muito tempo a bruxaria foi confundida com a feit içaria, injustamente. Na Idade Média foi condenada como coisa maligna e diabólica, o que também foi um equívoco, apesar de terem existido criminosos que usaram da arte como desculpa para seus atos perversos. Modernamente se pode usar de um termo geral, designado Wicca, que engloba essa tradição e algumas ciências correlatas, como adivinhação, tarô, magia, astrologia, cabala, numerologia, rituais de cura, banhos, etc. Como seus instrumentos usados na magia tem a adaga, o cálice, o pentáculo, a espada, a corda, as velas, os incensos e outros. Os bruxos têm um certo controle e autocontrole, bem como conhecimento, o que distingue-os dos feiticeiros, que eram em maior parte ignorantes. Surgem da tradição celta, muito antiga. Os lugares de encontro para as práticas e rituais são chamados de Covens. Para fazer parte e ser um bruxo é preciso de iniciação junto a outro mais experiente ou mesmo pela auto-iniciação. Rituais são celebrados em solstícios e equinócios, como em outras religiões “pagãs” e o que veio a influir no próprio cristianismo, sendo o próprio Natal uma comemoração correlata, no lugar de um solstício de inverno (no hemisfério norte). Grande parte de uso de plantas em uma espécie de medicina natural e esotérica já era usada por antigas 74
  75. 75. Sociedades Secretas e Magia bruxas, apesar do tom mágico da sua utilização e condenação popular. Rituais e magias podem ser assim utilizados por bruxos para diversos fins, desde cura, sabedoria, dinheiro, amor e outras coisas. Defendem a prática da arte para o bem, sendo que têm uma forte lei de retorno, como o que é simbolizado quando se aponta o dedo para alguém e voltam três dedos para si mesmo (lei do tríplice retorno). Fazer o mal seria o receber três vezes em troca. Existem também uma infinidade de rituais relacionados a entidades espirituais da natureza, como os elementais da água, ar, fogo e terra, ou seja, ondinas, silfos, salamandras e gnomos. Cânticos são assim feitos a essas entidades de forma a respeitar a natureza. O grande problema da bruxaria talvez sejam seus deuses para os cristãos, pela humanidade de uma Afrodite e seu desejo carnal, pelo instinto de um Pã (e seus chifres), para a força feminina de uma Astarte (transformada em demônio). É que as nações dominadas tiveram seus deuses transformados em demônios, sejam esses bons ou angelicais, ou não. Outra “provocação” talvez fosse o sacerdócio da mulher, algo que é raro em outras religiões. A bruxaria ou wicca está cada vez mais se expandindo, por filmes e livros famosos, pela cultura norte-americana e seu “dia das Bruxas”, 75
  76. 76. Sociedades Secretas e Magia cada vez mais comemorado por crianças e pré-adolescentes daqui. Fato curioso é que tem magia até para fazer um bolo crescer sem fermento, e isso funciona, bem como uma tradição cultural milenar, haja vista simbologias e arquétipos bem estruturados, como símbolos de ratos, dragões, gatos, corujas etc. Frente a um machismo e violência contra a mulher, bem como a cultos fundamentalistas e opressores as mulheres, estas talvez tenham achado na Wicca um meio de cultuar a Deusa (e a Deus), sem ser apedrejada, e com mais participação que apenas ouvir o que os homens têm a falar, apesar das mudanças nas religiões cristãs e maior participação feminina. Mas a bruxaria leva consigo toda a metanarrativa feminina de mundo, uma visão lunar e de anima das coisas, coisa que na cultura judaico-cristã não existe, haja vista papel de submissão da mulher (e Maria foi uma feliz exceção, bem como a Madalena). Fato é que bruxos não são maus nem feios, e pelo contrário, bruxas são em geral atraentes. Devemos superar os contos da carochinha, onde as bruxas são as vilãs da história (quando na realidade foram mortas muitas vezes por uma fitoterapia, uso de ervas e coisas inocentes). Δ 76
  77. 77. Sociedades Secretas e Magia Teosofia – Sociedade Teosófica Literalmente significa conhecimento da verdade e começou com Helena Petrovna Blavatsky e o Coronel Ollcot, trazendo para o ocidente os conhecimentos esotéricos do oriente, ou melhor, iniciáticos e ocult istas, com grande uso de termos de religiões budistas e hindus. Tem por divisa a frase: “Não existe religião superior a verdade”. Com a expansão da curiosidade na Europa da época, bem como do espiritismo e suas mesas girantes e denúncias de fraude, a Teosofia veio para mostrar a verdade, baseada em tradições antigas. As obras de Blavatsky têm um grande grau de conhecimento de religiões comparadas e cultura, e não se demora em criticar a visão ocidental sobre a espiritualidade, principalmente com críticas severas ao espiritismo e uma visão peculiar do crist ianismo (a gnóstica e mística). Essa filosofia traz toda a sorte de conhecimento sobre a alma humana, sobre os diversos níveis de consciência e do ego que em algum momento deixaria de ser ego. Ela dá “nomes aos bois”, enquanto nas religiões temos apenas termos gerais como céu, inferno, anjos e sem a devida classificação e detalhes. Tem uma divisão 77
  78. 78. Sociedades Secretas e Magia setenária do homem, da história, em paralelo a divisão ternária do rosacrucianismo e de forma ainda a se basear nos conhecimentos de cabala, com seu padrão de dez emanações divinas e ainda os véus do Ilimitado (En Sof). Então, segundo a teosofia o homem reencarnou e reencarna por diversas vezes, passa por planos existenciais após a morte, mas não se comunica enquanto está desencarnado. Há mais níveis astrais e não se poderia apenas pensar em céu e inferno, bem como não há condenação eterna por pecados. Também trata da evolução, onde o que ocorreu é um processo que veio por auxílio de anjos ou devas, sendo que desde a essência divina passa assim para a mônada, daí para o mineral, o vegetal, o animal e por fim o homem. Interessante é que o homem evolui do animal que se individualiza (pois antes o animal tem alma-grupo), e não necessariamente do macaco, mas de animais domésticos, como cão, gato e cavalo, em geral. Algumas escolas esotéricas tratam a Teosofia como algo de segunda classe, mas certamente não é, colaborando com diversas sociedades secretas e mesmo com os saberes que lançamos mãos quando tratamos do oculto e da mística. Δ 78
  79. 79. Sociedades Secretas e Magia 79 Demônios Demônio surge provavelmente da palavra grega daemon, que poderíamos traduzir para anjo ou gênio. Mesmo na Bíblia, há a referência a um tal Satã no livro de Jó e no Novo Testamento há a “espíritos imundos”, sendo o termo Satanás muito vago, mais referente a quem duvida do Evangelho e aos Fariseus, que a um espírito. Também há nas Escrituras um relato que Sarah era amaldiçoada por um demônio, ficando viúva sete vezes. Muitos desses demônios eram na verdade os antigos deuses pagãos, anteriores a cultura judaico-cristã. A lista dos mesmos é grande, e vários nomes podem ser citados com reconhecimento do público, como Leviatã, Mamon, Lilith, Astarox, Abramelec, Moloc, Samael, Abraxás e tantos outros. Quanto a Lúcifer, é um caso a parte, este sendo um anjo caído que mais tarde seria incluído na lista dos demônios (e na verdade um deus romano de luz, portador de luz, lux fere, paralelo a Prometeu). Sobre cultos a demônios há muito relatado em material a que encontramos em livros de São Cipriano, com seus Sabás, ainda havendo o Satanismo fundado por Lavey (Igreja de Satã), a sociedade secreta ONA
  80. 80. Sociedades Secretas e Magia (Ordem dos Nove Ângulos), a Ordem de Set, Ordem de Phosphoros e outras semelhantes. Na tradição africana aqui mesclada a outros elementos, temos a Quimbanda, que é uma espécie de magia negra em culto organizado, parecida a Umbanda. Essas cultuam ou fazem algum trabalho com os demônios. Outrossim, tecnicamente e de acordo com o ocultismo, os demônios são entidades específicas em meio ao zoológico do mundo astral ou espiritual, e são necessários a trabalhar o lado sombrio dos seres humanos, na zona de malva. O homem culpa os demônios por seus erros por falta de responsabilidade e por ser cômodo. Tais demônios são muitos ainda da ordem dos anjos, e são mais especificamente “espíritos de Goécia”, sistema mágico específico que estudei em aspecto teórico junto a uma escola iniciática. Espíritos como outros, talvez até menos perigosos do que os cascões astrais que vemos muitas vezes em centros espíritas ou terreiros de umbanda. Logo não sendo esses deuses antigos ou espíritos de goécia, há de se descartar e relacionar como outra ordem de espíritos do astral, como elementais, egrégoras, elementares, cascões, projeção do mago etc. Isso tudo requer mais conhecimento de ocultismo e para o leitor curioso pela verdade basta pesquisar material telêmico em artigo na net (da OTO – Ordo Templi Orient is) e o 80
  81. 81. Sociedades Secretas e Magia livro de J.R.R Abrahão, “Curso de Magia”, onde há ampla classificação dessas entidades e diferencia os demônios das outras. Δ 81 Bom e mau agouro No livro sobre cabala Sepher ha Zohar está descrito que certos eventos são anunciados por pássaros, crianças e pessoas simples. Mas para os antigos um acontecimento tinha um significado especial, bem mais amplo que para os modernos. O racionalismo foi desencantando e desmistificando uma série de situações que antes causariam pânico ou preocupação, mas também proporcionavam cautela. A Idade Média foi fértil ainda nesse ponto de vista. Por exemplo, certo animal poderia ser relacionado a feit içaria, ou algum acontecimento trágico. Hoje ainda se busca o auxílio por meios não ortodoxos para curas que a medicina oficial não obtém êxito. Interessante que isso projeta na maioria das vezes o lado negativo do subconsciente das pessoas. Acredito que por traz do que alguns entendem superstição há uma ciência e certo símbolo que revela algo de extrassensorial no
  82. 82. Sociedades Secretas e Magia humano, e que pensar coisas boas nesse sentido as facilita. Uma forma de usar de espécie de telecinese, um poder mágicko. Pensei numa teoria geral disso e chamei de simbólico da realidade, que seria uma forma da realidade conversar com as pessoas e alertar as mesmas, por acontecimentos e símbolos na realidade, como certos animais. Isso me veio em mente pela interpretação dos sonhos de Freud e numa ampliação dessa visão. Os agouros são assim formas de traduzir uma realidade por traz da realidade, um código de causalidade misterioso, a que antigos já possuíam o saber de acessar. Δ 82 Meditação A meditação de certa forma é uma introspecção manipulada pela pessoa para mudança de vibração mental. Vejo que na tradição ocidental isso se faz através da oração, enquanto na oriental engloba um sistema mais complexo, com asanas, mantras, exercícios respiratórios etc. Em nosso novo mundo muito se faz por empréstimo o oriente para a meditação, nas chamadas sociedades secretas, como a Sociedade Teosófica, a Rosacruz, a
  83. 83. Sociedades Secretas e Magia Autora Dourada, a OTO e assim por diante. Alguns místicos dizem que para uma boa meditação é necessário bom sono. Outros dizem que para se meditar é necessário se esvaziar a mente, se desligar do mundo quotidiano, das preocupações com o trabalho e a família etc. De grande auxílio para um iniciante é um “terço” católico, sendo bom para a repetição e o desligamento. Por outro lado, eu mesmo fazia por certo tempo exercícios respiratórios e era uma forma de acalmar muito e limpar a mente, além de favorecer a maior inteligência. Atualmente tento reprogramar meu subconsciente e isso em pensamentos positivos junto a meditação, em quase um estado de sono ou dormência. Δ 83 Mito Disse Annie Besant que: “O mito é infinitamente mais verdadeiro que a história” (O Cristianismo Esotérico). Como eu já havia falado em outro livro, que os antigos guardavam grandes segredos em seus contos de deuses, como a cosmologia, gênese, biologia, antropologia e outras
  84. 84. Sociedades Secretas e Magia ciências ainda não nomeadas, que em seu tempo nem existiam. Até algumas passagens da Bíblia são consideradas por alguns como mitos (Adão e Eva, Jonas engolido por peixe gigante, Noé e seu dilúvio e outras). Provavelmente para os antigos essa era a forma de se dar uma lição, e ao mesmo tempo velar grandes mistérios, de mesmo filosofar. Os sábios rabis também nesse sentido eram mestres, além da influência de receberam de caldeus, Babilônia, Egito e outras nações. Mas no geral dos povos,há muito de conhecimento astronômico e solar por trás de mitos, além de segredos de uma psicologia profunda e relações de poderes psíquicos, que não poderiam cair em mãos erradas, como qualquer poder. Temos assim com maior relevância a mitologia greco/romana, com seus deuses e panteão característico, mesmo pelo uso de tais aspectos na psicanálise, com seus complexos (Édipo, Electra etc..). Popularmente por engano se diz que o mito não é real, que é apenas fantasia. Acontece que grandes verdades são guardadas nesses mitos e que a demonização de muitos desses aspectos nos fez apenas ocultar a porção subconsciente do ser humano, que volta a ser relevante com as filosofias ideologias sombrias (Luciferianismo, Satanismo, Sociedades Secretas de mão esquerda etc), e que mistificam os mitos, ou seja, lhes dão um valor 84
  85. 85. Sociedades Secretas e Magia espiritual e profundo, não materialista. A verdade é que se tem muito por real que é mito e se esquece que muito mito colabora com a realidade, de modo a revelar os segredos da humanidade. Para o mago esses segredos devem ser desvelados, e por exemplo o tempo e o envelhecimento estão em um Saturno, o amor e a beleza em Vênus e assim por diante. A inter-relação entre o mito e a astrologia, bem como com a cabala ocidental e mesmo a magia, são de grande importância a quem procura se aprofundar no conhecimento das ciências ocultas. Fazer pontes pode ser a chave a muitos segredos e aqui não há muito espaço pare esse trabalho, mas ao bom buscador as coisas se revelam a medida que ele pesquisa e faz comparativos entre diversas mitologia e mesmo faz um estudo de religiões comparadas. A verdade virá e muito será mitificado (e não desmistificado ou desmitificado). Δ 85 Hermetismo O nome surgiu de uma filosofia atribuída a
  86. 86. Sociedades Secretas e Magia um certo Hermes Trimegisto, o três vezes sábio, o qual provavelmente era iniciado nos mistérios egípcios, tratando seus ensinamentos de alquimia, magia, astrologia, teologia e temas afins. Talvez a obra mais acessível seja Corpus Hermeticum, não muito diferente de obras de filósofos gregos como a de Aristóteles, Platão e outros, sobre metafísica. Talvez seja a origem de muito ocultismo posterior, como doutrina de essênios, neoplatonistas, gnósticos, templários, rosacruzes etc. Eu mesmo sou suspeito a falar, por ser de longa data inclinado a estudo de ciências ocultas e esotéricas, principalmente por estudo de numerologia, astrologia, quiromancia, fisionomia, cabala, magia e outras. Acredito que o livro central de uma doutrina mais profunda seja o Caibalion, onde estão traçados princípios de leis cósmicas e muito úteis ao mago, bem como as leis de Nous, energia muito importante no Cosmo. Também lembro que o que mais se ensine em sociedades secretas de magia seja a cabala, que apesar de mist icismo judaico, não se pode negar a influência egípcia e em especial do hermetismo. O Corpus por exemplo já esteve até em sintonia com o catolicismo, por algum Papa o sugerir como estudo e o bendizer. Inegável é que se essas doutrinas são antigas, talvez tenham até influenciado toda a filosofia grega antiga e por 86
  87. 87. Sociedades Secretas e Magia consequência todo o pensamento ocidental, tanto quanto a cultura judaico-cristã. Fato é que os princípios ensinados no Caibalion antecipam muitas leis e descobertas da ciência, e que há ainda lá muita coisa a ser revelada, como o princípio do mentalismo, que hoje nos parece ainda presente nas chamadas doutrinas do “poder da mente”, e mesmo funda uma teologia de Deus mental, que muitos filósofos parecem ter abraçado, e que mesmo em um Hegel é clara e sem dúvida central. Fato é que o hermetismo deve ser estudado e levado mais a sério, e que não se pode pensar em alquimia sem esse doutrina, que parece ser a base do segredo. A chamada “Pedra de esmeralda” também está sempre presente, revelando o princípio da correspondência e a analogia entre o que é superior e inferior, entre o macrocosmo e microcosmo, revelando assim segredos para a magick. Δ 87 Sistemas de magia
  88. 88. Sociedades Secretas e Magia Uma classificação de sistemas de magia moderna e sintética existe em Liber KKK, dos caóticos Iluminados de Thanatheros (IOT), onde há a bruxaria, o xamanismo, a alta magia, magia ritual e magia astral. Por motivos que já expliquei, considero a bruxaria diferente da feitiçaria, e aqui o termo mais correto é feitiçaria, e não bruxaria, pois essa última estaria mais em sintonia com o sistema Wicca. O xamanismo vemos muito na umbanda e no candomblé, que parece ser o sistema mágico mais usado no Brasil, e mais eficiente, talvez pela sua tradição africana. Já a magia ritual parece ser o que vemos mais em um sistema dogmático de magia, este presente em sociedades secretas, como a OTO, a Astrum Argentum. e a Aurora Dourada, e que nos referimos como um sistema cabalístico, com uso de pentáculos, pantáculos, círculos mágicos, armas mágicas e assim por diante. No mesmo passo vemos a alta magia, que esse sistema dogmático levado ao extremo, com operações envoltas em preparações cuidados e todo um sistema rígido. A magia astral requer não os instrumentos, mas mais a visualização e o encontro de estados alterados de consciência, e assim se chega a determinada gnose. Alguns autores se referem a xamanismo e suas experiências com tóxicos, o que não tem muito a ver com o que índios ou africanos fazem, uma vez que 88
  89. 89. Sociedades Secretas e Magia quem deveria ingerir qualquer coisa, mesmo a cachaça, seria a entidade, e não a pessoa. Voltando a sistemas de magia, há autores que se referem à magia eletrônica, a magia sexual, a magia angélica, e muitas outras formas de magia. Poderíamos nos lembrar de diversos grimórios e sistemas variados de uso da arte mágicka, e o sistema enoquiano pode nos vir como um dos peculiares nesse sentido. Assim há chaves enoquianas, de um alfabeto especial que parece nos abrir portas para o subconsciente, que segundo alguns são palavras muito poderosas. Outro sistema digno de nota e A Magia Sagrada de Abramelin, que nos revela os segredos dos quadrados mágicos. Por meio de tal se pode dominar espíritos e conquistar o que se deseja, em especial após o contato com o anjo da guarda. Outro sistema é o de magia hermética, de Franz Bardon, que é uma forma parecida com cabala. Ainda temos sistemas xamânicos como o do Vodu, e mesmo outro mais prático, o do Hodu, e a diversidade vai longe. Também para quem acha algo demoníaco, existe o sistema de goétia, que já falei em outro capítulo, que é o contato com as legítimas entidades com esse nome. Também há magia planetária, magia zodiacal, com os sistemas condizentes as suas identidades. De certa forma por traz do véu de 89

×