O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Revolta da chibata

2.395 visualizações

Publicada em

tema: revolta da chibata
série: 3º ano
Alunas: Débora Siqueira, Gabrielle Alves e Mariana Pereira

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Revolta da chibata

  1. 1. Colégio-curso célula 1 Aluna: Mariana Pereira, Débora Siqueira e Gabrielle Alves. Professor: Fabiano Turma:3001
  2. 2.   Introdução  O que foi a revolta da chibata  Causas  O líder e suas reivindicações  Fim da revolta  Conclusão  Bibliografia Índice
  3. 3. Introdução A Revolta da Chibata foi um importante movimento social ocorrido, no início do século XX, na cidade do Rio de Janeiro. Começou no dia 22 de novembro de 1910. Neste período, os marinheiros brasileiros eram punidos com castigos físicos. As faltas graves eram punidas com 25 chibatadas (chicotadas). Esta situação gerou uma intensa revolta entre os marinheiros.
  4. 4.  A Revolta da Chibata foi um movimento militar na Marinha do Brasil, planejado por cerca de dois anos pelos marinheiros e que culminou com um motim que se estendeu de 22 até 27 de novembro de 1910 na baía de Guanabara, no Rio de Janeiro, na época a capital do país, sob a liderança do marinheiro João Cândido Felisberto. Na ocasião rebelaram-se cerca de 2400 marinheiros contra a aplicação de castigos físicos a eles impostos (as faltas graves eram punidas com 25 chibatadas), ameaçando bombardear a cidade do Rio de Janeiro. O que foi a revolta da chibata
  5. 5.   As condições de trabalho eram precárias: os marinheiros tinham remuneração baixa, recebiam péssima alimentação durante as longas viagens nos navios e, o mais grave, estavam submetidos a punições corporais, caso desobedecessem alguma regra.  O estopim da revolta ocorreu quando o marinheiro Marcelino Rodrigues foi castigado com 250 chibatadas, por ter ferido um colega da Marinha, dentro do encouraçado Minas Gerais. O navio de guerra estava indo para o Rio de Janeiro e a punição, que ocorreu na presença dos outros marinheiros, desencadeou a revolta. Causas
  6. 6.  O líder e suas reivindicações O primeiro a esboçar uma reação diante da crueldade dos atos que envolviam as práticas de castigos, e chibatadas foi um marujo negro e analfabeto chamado João Cândido ele liderou o protesto, que tomou o controle dos couraçados de Minas e de São Paulo. Depois de tomado o controle de ambas embarcações, enviaram um telegrama ao presidente contendo todas as suas reivindicações. Entre seus pedidos estavam:  Fim dos castigos físicos aos marinheiros.  Melhora dos salários, que eram terrivelmente baixos.  Folga semanal para todos os marinheiros. Caso o governo negasse seus pedidos eles iriam usar de toda a força que tinham em mãos para bombardear a capital.
  7. 7. Fim da revolta Quatro dias após o conflito, o então Presidente Hermes da Fonseca decretou o fim de toda prática violenta e o perdão aos marinheiros, e após a entrega das armas e embarcações, Hermes da Fonseca solicitou que alguns revoltosos fossem expulsos. Mas nem tudo ocorreu tão bem quanto eles imaginavam, já que o governo de Hermes era autoritário, e mesmo descumprindo suas próprias ordens, não perdoou os revoltosos e ordenou a prisão de alguns participantes da revolta. O governo agiu fortemente, reprimindo os marinheiros, muitos deles foram presos nas próprias celas subterrâneas da ilha da Fortaleza da Ilha das Cobras, o que levou muitos prisioneiros a morte, devido as terríveis condições de vida do local. João Cândido, o líder da revolução, foi expulso da marinha e internado em um Hospital de alienados, sendo declarado como louco. Um local que conseguia ser pior do que qualquer prisão. Em 1912 ele e outros marinheiros foram absolvidos das acusações referentes a revolta, e em 1969 ele morreu acometido por um câncer, pobre e esquecido.
  8. 8. Podemos considerar a Revolta da Chibata como mais uma manifestação de insatisfação ocorrida no início da República. Embora pretendessem implantar um sistema político-econômico moderno no país, os republicanos trataram os problemas sociais como “casos de polícia”. Não havia negociação ou busca de soluções com entendimento. O governo quase sempre usou a força das armas para colocar fim às revoltas, greves e outras manifestações populares.
  9. 9.   http://www.infoescola.com/historia/revolta-da-chibata/  http://www.suapesquisa.com/historiadobrasil/revolta_chibata.htm  http://www.brasilescola.com/historiab/revolta-chibata.htm  https://pt.wikipedia.org/wiki/Revolta_da_Chibata  http://revistaescola.abril.com.br/historia/pratica-pedagogica/revolta- chibata-joao-candido-almirante-negro-602782.shtml  http://www.estudopratico.com.br/revolta-da-chibata/ Bibliografia

×