O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Formação específica e carreiras médicas: panorama internacional

3.462 visualizações

Publicada em

Apresentação realizada no CNIAC 2014, a propósito do Internato Médico fora de Portugal. Inclui dados sobre: Austrália, Brasil, EUA, Reino Unido, Suiça, Alemanha, Bélgica, Canadá e França.

Publicada em: Saúde e medicina
  • Seja o primeiro a comentar

Formação específica e carreiras médicas: panorama internacional

  1. 1. S Formação específica e carreiras médicas: panorama internacional Mariana Reis Costa 4 de Outubro de 2014 – III CNIAC
  2. 2. Internato Médico no Estrangeiro Reconhecimento S Automático ao abrigo da directiva comunitária 2005/36/EC S União Europeia S Membros do Espaço Económico Europeu (Noruega, Islândia, and Liechtenstein) S Suíça S Fora da União Europeia S Diferentes processos de reconhecimento pelos colégios de Especialidade
  3. 3. Países
  4. 4. Internato Médico no Estrangeiro Documentos necessários S Certidão de conclusão do MIM em inglês ou na língua materna S Certificado de língua S Curriculum vitae S Cartas de recomendação S Carta de motivação S Comprovativo de inscrição na OM
  5. 5. Austrália Pré-requisitos S Certificado de inglês emitido nos 2 últimos anos S Realização do exame de acesso ao Australian Medical Council (AMC) S Centro de exames mais próximo em Madrid S Componente prática + teórica (EM) S Inscrição na AMC para International Medical Graduates (IMGs) S Specialist Pathway  Médicos de Família S Standard Pathways  acesso a registo geral  Pre-employment structured clinical interview (PESCIs)
  6. 6. Austrália Inscrição na AMC S PESCIs S Específicas de cada território/Estado S Vídeo-conferência versus presença física S 90min S Casos clínicos S Custos associados: $1,650 AUD (aprox. 1330€). Video- conferência $1,500 AUD (aprox. 1210€)
  7. 7. Austrália Processo de Candidatura S Passos seguintes S RWA (Rural Workforce Agency)  contactar para encontrar emprego S AHPRA (Australian Health Practitioner Regulation Agency) no Estado/Território pretendido  inscrição obrigatória S DIAC (Department of Immigration and Citizenship)  candidatura para obtenção de visto
  8. 8. Austrália Acesso à Especialidade S Obrigatório completar 12 meses de prática clínica supervisionada, em Hospitais acreditados, para completar registo na AMC S Internato (Internship) S Blocos de 5-7 semanas em várias especialidades S Alguns hospitais dão apoio a jovens médicos nas despesas de deslocação e financiam alojamento temporário
  9. 9. Austrália Internato Médico S Conclusão do Internship  qualificação para full registration no Medical Board do Estado/Território correspondente S Exames de admissão para os colégios de Especialidade S Estrutura do Internato Médico variável S Colégios de Especialidade requerem formação médica contínua
  10. 10. Brasil Pré-requisitos S Visto de residência permanente versus temporário S “Programas de Capacitação Profissional para Médicos Estrangeiros” S Equivalência de diploma necessária para inscrição na Ordem dos Médicos do Brasil S Dois processos de candidatura para “Revalidação de Diplomas de Médico Expedidos por Universidades Estrangeiras” S Tradicional S Projecto piloto REVALIDA
  11. 11. Brasil Candidatura S Tradicional S Muito variável! S Certidão conclusão do MIM vs análise de CV vs entrevista vs prova escrita e/ou prática S REVALIDA S Inscrição em Universidades piloto S 1ª etapa – avaliação teórica escrita (permite passagem a 2ª etapa) S Agosto, R$ 100.00 S 2ª etapa – avaliação de competências clínicas S Outubro, R$ 300.00
  12. 12. Brasil Acesso à Especialidade S Exame de seriação Hospitais-Escola S Bastante competitivo! S Variável! S Prova escrita S 100 questões EM/desenvolvimento S 5 tópicos: Medicina Interna, Cirurgia, Pediatria, Ginecologia, Medicina Preventiva, Bioestatística S Prova prática + entrevista
  13. 13. Brasil Acesso à Especialidade S Cirurgia Geral S Clínica Médica S Dermatologia S Genética Médica S Ginecologia e Obstetrícia S Infecciologia S Medicina Legal S Medicina Nuclear S Neurocirurgia S Neurologia S Oftalmologia S Ortopedia S ORL S Patologia S Pediatria S Psiquiatria S Radiologia S Radioterapia S Traumatologia S Especialidades com acesso directo
  14. 14. EUA Pré-requisitos S Inscrição para Certificação pela Educational Commission for Foreign Medical Graduates (ECFMG) S Proveniência de Faculdade presente no IMED S United States Medical Licensing Examination (USMLE) S STEP 1, 2 e 3 S STEP 2 e 3 só podem ser feitos nos EUA S Necessário passar nos 3 exames para exercer Medicina autonomamente nos EUA
  15. 15. EUA Candidatura S STEP 1 S Ciências básicas S Duração de 8 horas, 322 questões EM, divididas por 7 blocos de 46 questões, 1 hora por bloco, intervalo de 1 hora S Não pode ser repetido se aprovado S Exame mais difícil e mais importante carreira médica
  16. 16. EUA Candidatura S STEP 2 S STEP 2-CK S Avaliação de conhecimentos clínicos S EM, 9 horas, 8 blocos de 44 questões cada, 1 h/bloco S STEP 2-CS S Avaliação de capacidades clínicas  simulação S 12 doentes, 15 minutos para colheita de anamnese, 10 min para HDA + DDx + MCDTs
  17. 17. EUA Candidatura S STEP 3 S Médicos que completaram formação fora dos EUA têm de fazer este exame para iniciar internato S Aconselhada prática médica de pelo menos 1 ano acreditada pelo Accreditation Council on Graduate Medical Education (ACGME) antes da realização deste exame S 16 horas, 8h/dia, 45 min a 1h de intervalo S Dia 1 – 336 EM, 7 blocos com 48 questões cada, 1h/bloco S Dia 2 – 144 EM, 4 blocos 36 questões, 45 min/bloco com duração total de 3hs + 12 simulações de casos clínicos 10 a 20 min cada
  18. 18. EUA Internato Médico S Valorizada a prática clínica anterior nos EUA S Vistos patrocinados pelo ECFMG S Internato Médico (Residency) S Pré-requisitos e currículo definidos por cada colégio de especialidade S Duração de 3 a 7 anos S Necessário 1 ano de internato “geral” antes de entrar na Especialidade S Exame final: “Board Certification”
  19. 19. Reino Unido Pré-requisitos S Certidão de conclusão do MIM + Certificado emitido pela Ordem dos Médicos S Certificado de língua inglesa S IELTS com score mínimo de 7.5 em cada uma das 4 componentes (reading, writing, listening, speaking) S 2 anos de validade S 2 cartas de recomendação (1 clínica e 1 académica) S Inscrição no General Medical Council (GMC)
  20. 20. Reino Unido Candidatura S Tipos de inscrição no GMC S Provisional Registration S Full Registration  12 meses de experiência médica prévia (pelo menos 3M Cirurgia + 3M Medicina Interna) S Full Registration S F2 S Entrada directa para especialidade S Autonomia
  21. 21. Reino Unido Candidatura S Candidatura ao Foundation Programme 1 S De Julho a Agosto S Componentes da avaliação S Educational Performance Measure (EPM) S Nota conclusão MIM, outros feitos académicos S Situational Judgement Test (SJT) S 70 questões EM, 2h30
  22. 22. Reino Unido Candidatura S 1ª inscrição como Full Registration S Obrigatória prática médica sob regime de Approved practice setting (APS) em centros hospitalares acreditados durante primeiros 12 meses S Espaço conclusão do MIM e início FP > 2 anos S Obrigatório Exame de Avaliação Clínica pela UKFPO
  23. 23. Reino Unido Acesso à Especialidade S Candidatura ao Foundation Programme 2 S Recrutamento local S Colégios de Especialidade/Províncias S De Março a Maio S CV + entrevista S 48 horas para aceitar/recusar oferta
  24. 24. Reino Unido Internato Médico S Clínico Geral S Foundation programme S 2 anos de prática clínica como Senior House Officer (SHO) passando por várias especialidades S Exames periódicos S Médicos Especialistas S Foundation programme S Exames de entrada, Entrevista, CV S Muito competitivo! S Duração aproximada de 7 a 10 anos
  25. 25. Suíça Pré-requisitos S Certidão conclusão do MIM traduzida para alemão/francês S Certificado de língua S Varia de acordo com cantão S Estágios observacionais remunerados em Hospitais aquando de curso de língua
  26. 26. Suíça Pré-requisitos S Não existe exame nacional/cantonal S Candidatura por contacto directo com Hospital S Entrevista + CV
  27. 27. Suíça Internato Médico S Duração aproximada de 5 a 8 anos S Pré-requisitos mínimos definidos por cada Colégio de Especialidade S Estrutura flexível S Reconhecimento da Especialidade S Avaliação final por cada Colégio de Especialidade  CV + exame
  28. 28. Alemanha Pré-requisitos S Certificado de língua S Nível B2 língua alemã  6 meses a 1 ano S Possibilidade de fazer estágios observacionais em Hospitais aquando de curso de língua S Não existe exame nacional S Candidatura por contacto directo com Hospital S Entrevista + CV S Registo na State Chamber of Physicians (Arztkammer)
  29. 29. Alemanha Internato Médico S Duração de 5 a 8 anos S Estrutura flexível S Salário aumenta anualmente conforme progressão S Investigação S Possibilidade de pós-graduação oferecida em muitos hospitais S Exame final de Especialidade
  30. 30. Bélgica Pré-requisitos S Exame de língua S Valónia: exame de francês S Flandres: não há exame de língua; necessário saber falar holandês S Registo OM Belga S Região onde irá exercer
  31. 31. Bélgica Candidatura S Universidades S Períodos de candidatura diferentes S 1 ano de antecedência S Critérios de selecção diferentes S entrevista, apresentação de casos clínicos, trabalhos científicos, exame S Processo com duração habitual de 2 a 3 meses
  32. 32. Bélgica Internato Médico S Não há ano comum S Possibilidade de realizar parte do internato no exterior S Especialidade versus Clínica Geral S Clínica Geral (3 anos) S Podem trabalhar no hospital nos departamentos de pediatria, emergência, etc. S Especialidade (4 a 7 anos) S Internato começa em Agosto, Setembro ou Outubro S Exames intermédios S Possibilidade de Doutoramento durante Internato
  33. 33. Bélgica Especialidades não abrangidas S Lista de Especialidades Médicas não abrangidas pela directiva europeia S Medicina Legal S Oncologia Clínica S Medicina de Emergência S Medicina Tropical
  34. 34. Canadá Pré-requisitos S Certificação do diploma  Physician Credentials Registry of Canada (PCRC) S Medical Council of Canada Evaluating Exam (MCCEE) S 500 centros em 72 países S Pediatria, Saúde Materna, Saúde do Adulto, Saúde Mental, Saúde Pública e Ética Médica S Recolha de anamnese, interpretação de casos clínicos, capacidade de síntese, tratamento de diversas patologias S Visto de residência temporária S Embaixada do Canadá em Portugal S 2 a 3 meses
  35. 35. Canadá Pré-requisitos S Teste de língua (varia conforme a província) S Teste de proficiência de Francês administrado pelo “Collège des Médecins du Québec”  Quebec S Escola primária/secundária com ensino em Inglês ou Francês S TOEFL S 600 – teste escrito; 250 – teste computador; 100 – teste internet S IELTS S 7 em cada componente
  36. 36. Canadá Candidatura S Componentes importantes para candidatura S Estágios clínicos S Cartas de recomendação S Investigação Científica prévia (clínica ou básica) S CV e carta de motivação S Entrevista – características pessoais
  37. 37. Canadá Candidatura S Inscrição no CaRMS S Agosto S Pedido de inscrição online S Actualizar CV; trabalhar na carta de motivação; pedir cartas de recomendação S Setembro S Distribuição de códigos para acesso ao registo online  registo online S Envio de CV para o CaRMS S Outubro S Escolha de programas de internato S Envio de documentos adicionais
  38. 38. Canadá Candidatura S Novembro S Resultados MCEE inseridos no CaRMS S Candidatura aos vários programas preferidos S Janeiro S Entrevistas (geralmente as universidades contactam o candidato) S Fevereiro S Fazer ranking dos programas preferidos S Março S Match versus unmatched S 2ª volta de candidaturas para os unmatched S Julho S Início do Internato Médico!
  39. 39. Canadá Internato Médico S IMGs S Concurso paralelo ao dos médicos canadianos S Menor número de vagas por Especialidade, Universidades seleccionadas S Algumas Especialidades não abrem vagas para IMGs S Especialidades com duração de 4 a 5 anos de internato S Oportunidade de fazer investigação clínica/básica S Bolsa para participação em congressos e outras actividades de cariz científico S Estrutura flexível com requisitos mínimos definidos para cada Especialidade S Salário médio para internos varia desde aproximadamente 50000CAD/ano (37500€/ano) até 80000CAD/ano (60000€/ano) S Depende da província
  40. 40. França Pré-requisitos S Certidão de conclusão MIM em francês S Certificado de língua S Não é necessário S Realização de Exame Nacional de Seriação (ECN) S Máximo 2 vezes S Todos os estudantes têm lugar no Internato após realização do exame S Registo na OM Francesa
  41. 41. França Candidatura S Registo no ECN S Formulário em http://www.cng.sante.fr/IMG/pdf/formulaire_inscription_ecn.pdf S Preenchimento de formulário até 31 de Março do ano de realização do exame S Envio de documentos necessários S Comprovativo de frequência do 6º ano S Realização do ECN em Maio S Envio de certidão de conclusão do MIM até 11 de Julho S Participação no processo de escolha nacional em Setembro para escolha de especialidade e cidade/faculdade S Início do Internato Específico a 1 de Novembro
  42. 42. França Internato Médico
  43. 43. França Internato Médico S Duração de 3 a 5 anos S Necessária Tese em Ciências Médicas para finalizar especialização S Possibilidade de realização de estágios no exterior (programa organizado apenas para Médicos de Família) S Tuition fees S 370€/ano pagos à Universidade
  44. 44. França Especialidades não abrangidas S Lista de Especialidades não abrangidas pela directiva europeia: S Medicina Desportiva S Medicina do Trabalho S Pediatria S Psiquiatria S Ginecologia Médica S Reanimação Médica S Medicina Legal S Neonatologia S Nutrição
  45. 45. Será que emigrar é a solução?
  46. 46. Será que emigrar é a solução? Factores a ponderar
  47. 47. Será que emigrar é a solução? Factores a ponderar Formação Médica Estrutura Internato Certeza de terminar a especialidade Tutor/orientador Oportunidades de formação Possibilidade de fazer investigação Qualidade técnico-científica serviços hospitalares
  48. 48. Será que emigrar é a solução? Factores a ponderar Condições Trabalho Carga horária semanal Vencimento Regime de férias Direitos casamento/maternida de/paternidade
  49. 49. Será que emigrar é a solução? Factores a ponderar Condições Económicas Poupança anual Seguros, renda, despesas supermercados, transportes… Suporte emocional Proximidade/a cessos Características País/cidade Clima Cultura
  50. 50. Será que emigrar é a solução? Factores a ponderar Regresso a Portugal Timming Reconhecimento Especialidade Empregabilidade ?
  51. 51. Será que emigrar é a solução? Desafios/Passos limitantes S Qualidade de vida Vencimento S Adaptação a 1 cultura diferente S Menor contacto com rede de suporte emocional
  52. 52. Será que emigrar é a solução? Vantagens/Desvantagens Vantagens Desvantagen s Contacto com outros sistemas de Saúde Enriquecimento pessoal (melhor) Vencimento Estrutura internato/oportunid ades aprendizagem? Rede suporte
  53. 53. OBRIGADAOBRIGADA
  54. 54. Netgrafia S http://wiki.ifmsa.org/scome/index.php?title=Medical_education_ S http://www.juniordoctors.eu/pwg/site/index.php?lnk=about.nmem S http://eurlex.europa.eu/LexUriServ/LexUriServ.do?uri=OJ:L:2005:255 :0022:0142:PT:PDF S Austrália S http://www.doctorconnect.gov.au/internet/otd/publishing.nsf/Co ntent/firstSteps S http://www.acrrm.org.au/ S http://www.ahpra.gov.au/ S Alemanha S http://www.bundesaerztekammer.de/page.asp?his=4.3575.911 9 S Brasil S http://www.infoescola.com/medicina/residencia-medica/ S http://portal.mj.gov.br/data/Pages/MJA1BC41DEITEMID01AF6 9FC72FA42C3819011B5985E7A8APTBRIE.htm S http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view= article&id=267&Itemid=321 S Bélgica S http://www.health.belgium.be S http://www.ordomedic.be S http://www.health.fgov.be S Canadá S http://www.globalmedics.com/canada/doctors/Medical- Regisration.aspx S http://www.pcrc.org/en/guides/quick.shtml S http://www.carms.ca/eng/r1_eligibility_e.shtml S http://www.carms.ca/eng/r1r3_program_university_e.shtml S http://www.carms.ca/eng/r1_program_salaries_e.shtml S http://www.mcc.ca/en/faq/faq_ee.shtml S EUA S http://www.ecfmg.org S http://www.kaptestglobal.com/ S http://www.ama-assn.org S França S www.cng.sante.fr S www.isnar-img.com / www.isnih.com S http://www.conseil-national.medecin.fr/article/vade-mecum-d- exercice-liberal-393 S Reino Unido S http://www.nhscareers.nhs.uk S http://www.medicalcareers.nhs.uk/postgraduate_doctors/intern ational_medical_graduate.aspx S http://www.mmc.nhs.uk/specialty_training/specialty_training_2 012/recruitment_process/stage_1_- _getting_started/quick_guide__to_specialty_trai.aspx S http://www.foundationprogramme.nhs.uk S http://www.mmc.nhs.uk S http://www.gmc- uk.org/doctors/registration_applications/eea_evidence_portuga l.asp S Suíça S http://www.fmh.ch/fr/fmh.html

×