Teorias do Jornalismo - Interacionista

5.926 visualizações

Publicada em

0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.926
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
79
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Teorias do Jornalismo - Interacionista

  1. 1. Todos precisam de notícias.Todos são produtores de notícia.
  2. 2. O jornalista tem necessidadessuplementares
  3. 3. Teoria Interacionista interagir (in-te-ra-gir) Agir mutuamente, exercer interação; interatuar. Construção social da notícia
  4. 4. Harvey Molotch Sociólogo e professor da Univerdade de Marilyn Nova York LesterGaye roteirista, consultora,Tuchman dramaturga e Socióloga escritora, americana autora, editora
  5. 5. Os jornalistas vivem sob a tirania do tempo• “Hoje não há notícias”• Os acontecimentos podem: surgir emqualquer parte; a qualquer momento;
  6. 6. “Os jornalistas, confrontados com a supra-abundância de acontecimentos e a escassez dotempo, lutando para impor ordem no espaço eno tempo, são obrigados a criar o que Tuchman(1973) designa como a rotina do inesperado,tendo como consequência, devido aos critériosprofissionais que utilizam na avaliação dasfontes, a dependência nos canais de rotina.”
  7. 7. Avaliando fontes Autoridade; Produtividade; Credibilidade;Relação simbiótica – jornalistas e fontesoficiais Jornalista: Fontes oficiais: eficácia; maior a publicação dos estabilidade no seus atos; trabalho; possível saliência social; reforço da autoridade que sua legitimidade. valida a notícia.
  8. 8. Rotinização do trabalhojornalístico Gaye Tuchman (1978) destaca o esforço da empresa jornalística para “rotinizar” o trabalho para que este conhecimento permita aos jornalistas trabalhar com diferentes estórias de forma eficaz.
  9. 9. Fazendo acontecimentos As atividades cotidianas de construir acontecimentos são guiadas pelos fins em vista de cada um.
  10. 10. oA constituição de um acontecimento, ou de umaquestão, em notícia significa dar existência pública aesse acontecimento ou questão, de construí-los comorecurso de discussão;o“Toda a gente precisa de notícias. Na vidaquotidiana, as notícias contam-nos aquilo a que nósnão assistimos diretamente e dão como observáveis esignificativos happenings que seriam remotos deoutra forma.” Molotch e Lester
  11. 11. o As notícias são resultado de um processo deprodução, definido como a percepção, seleção etransformação de uma matéria-prima (osacontecimentos) num produto (as notícias);o O processo análogo de criação de pontos dereferência temporais significa que as ocorrênciastornam-se acontecimentos de acordo com suautilidade; (enquadramento)oA criação de pontos de referência varia ao longodo tempo;
  12. 12. Para Molotch e Lester, nem todas asocorrências são acontecimentos, definidoscomo “ocorrências que são criativamente utilizadas na demarcação do tempo”.
  13. 13. Acontecimentos públicos e privadoso Os acontecimentos constituem um imensouniverso de matéria-prima; a estratificação desterecurso consiste na seleção do que irá ser tratado,ou seja, na escolha do que se julga ser matéria-primadigna de adquirir a existência pública de notícia,numa palavra – ter noticiabilidade (newsworthiness).
  14. 14. Os indivíduos ou as coletividades tem propósitosdiferentes. Da mesma forma, uma questão surgequando já pelo menos duas utilizações opostas,envolvendo pelo menos duas partes que tenhamacesso ao campo jornalístico;Assim, existem utilizações diferentes para asocorrências, ou seja, existem diferentes“necessidades de acontecimentos” por parte dosdiversos agentes sociais; Traquina, N. Teorias do Jornalismo. V.1 Capítulo 6 – As teorias do jornalismo (185-186)
  15. 15. Linhas de percurso de desenvolvimento dos acontecimentos públicosUma ocorrência passa através de um conjunto deagências (indivíduos ou grupos), cada uma das quaisajuda a construir, através de um grupo distinto derotinas organizacionais;Os acontecimentos são constituídos por trêsagências principais: new promoters, new assemblerse os new consumers.
  16. 16. A) News promoters: os promotores da notícia, são aqueles indivíduos e seu associados que identificam (e tornam assim observável) uma ocorrência como especial;B) News assemblers: são os profissionais que “transformam um perceptível conjunto finito de ocorrências promovidas em acontecimentos públicos através de publicação ou radiodifusão;C) News consumers: consumidores de notícia - são aqueles que assistem a “determinadas ocorrências disponibilizadas como recurso pelos meios de comunicação social”.
  17. 17. Executor e informadorSegundo Malotch e Lester,Executor é o que faz o acontecimento, participa doacontecimento;Informador é o que não participou doacontecimento mas assume o papel de informar osmedia sobre a existência do acontecimento;
  18. 18. Promoção Ator Presencia um fato PúblicoTorna pública para um grande número de pessoas.
  19. 19. A promoção é realizada tendo em vista o impacto público que se espera ter.
  20. 20. Direta, grosseira e óbvia Ex: Candidato republicano à Casa Branca enfrenta nova acusação de assédio sexual Sharon Bialek deu uma conferência de imprensa em Nova Iorque onde revelou o “comportamento inapropriado” demonstrado por Cain quando o atual candidato republicano era presidente da Associação Nacional de Restauração, nos anos noventa. Fonte: http://www.rtp.pt/noticias
  21. 21. Não é para proveito próprio
  22. 22. Promovendo o inimigoOs promotores também tem acesso a promover atividades de outros –incluindo indivíduos cujo os propósitos são opostos aos seus.
  23. 23. Exemplo Marden Menezes acusa PT de desvalorizar aliados políticos Durante pronunciamento na tribuna da Assembléia Legislativa do Piauí, o deputado Marden Menezes (PSDB) acusou o PT de desvalorizar seus aliados políticos e afirmou que o partido "está trazendo para si todos os méritos das realizações e dos avanços".Fonte: http://cidadeverde.com
  24. 24. A riqueza e a ironia da vida política é feita de uma desenfreada competição especializada entre pessoas que tem acesso aos media, e como tal tentammobilizar ocorrências como recursos para oseu trabalho de construção da experiência.
  25. 25. Montagem Pessoal dos media Verificam o valor de uma estória, selecionando as mais especiais, interessantes ou importantes.
  26. 26. Típica concepção Meios de comunicação Repórteres-refletores-indicadores de uma realidade objetivaDesvio da realidade: imparcialidade ou circunstância patológica
  27. 27. O enquadramento da notícia serve tambémcomo uma rotina de trabalho para os jornalistas,permitindo-lhes, de forma rápida, aidentificação, a classificação e a organizaçãoda informação para um uso eficiente do leitor,de forma consciente ou inconsciente. Grifo nosso (de acordo com Scheufele)
  28. 28. Os meios de comunicação refletem a realidade ou amolda? (...) Oferecemos às pessoas o que as pessoasquerem, dizem os meios de comunicação, e assim seabsolvem, mas tal oferta, que responde à demanda, geracada vez mais demanda da mesma oferta: faz-secostume, cria a sua própria necessidade, transforma-seem soma. (GALEANO, 2001, p. 302)
  29. 29. Necessidade de acontecimentospor parte dos news assemblers Importância das atividades organizacionais
  30. 30. Como o trabalho de produção dos mediacoincide ou entra em conflito com o trabalho de construção dos – promoters?
  31. 31. Grandes promotores – News assemblers Necessidade de acontecimentos PRESSÃO (rotinas de trabalho)
  32. 32. Direta (grosseira) - discursos ameaçadores,boicotes de publicidade, ações litigiosas (...)Indireta (sutil) – prêmios de jornalismo,estímulo, entrevistas regularizadas, fugas deinformação, conferências de imprensa (...)
  33. 33. A Operação formação deFaktor anteriormente quadrilha, gestãodenominada Operação Boi de instituiçãoBarrica é uma operação da PFque investiga Fernando Sarney financeirasuspeito de fazer caixa dois na irregular, lavagemcampanha de Roseana Sarney de dinheirona disputa pelo governo do MA e falsidadeem 2006. Antes das eleições, ele ideológicateria sacado 2 milhões de reaisem dinheiro vivo. Curiosidade: O nome Boi Barrica refere-se a um grupo folclórico do MA que é apadrinhado pela família Sarney.A operação teve que ser rebatizada devido a reclamações do grupo boi-bumbá Boizinho Barrica
  34. 34. Imprensa controlada formalmente News promoter e News assemblerssão organizados para servir determinado propósito. Ex: Manutenção de um regime ou criação de um homem socialista “A evolução e o avanço, e a sobrevivência na carreira depende da capacidade de cada um de entrosar seu faro para a notícia com as concepções dos patrões dos propósitos sociais (...)”
  35. 35. Propaganda x Notícia Propósitos Refletem a planejados realidadeMas essa forma de autodefiniçãodos praticantes não deveobscurecer a intencionalidade dotrabalhos do dos mediaTuchman (1972b)
  36. 36. Talvez inconscientes, produzem umproduto que favorece as necessidades de acontecimentos de certo grupos sociais e desfavorece as de outros.
  37. 37. “Tudo que acontece no mundo de hoje, depende da exposição e omissão de fatos de interesse da população”. Centro de Mídia Indepentende (CMI)
  38. 38. “(...) esse é um espetáculo em que todos nós atuamos, como atores e espectadores de uma mesma cena". Helena Tassara
  39. 39. Consumo News assemblers + News promoters News consummers (não possuem base institucional onde possam difundir seu trabalho)
  40. 40. News consummers(não possuem baseinstitucional onde possamdifundir seu trabalho)O CMI Brasil quer dar voz à quem não têm vozconstituindo uma alternativa consistente à mídiaempresarial que frequentemente distorce fatos eapresenta interpretações de acordo com osinteresses das elites econômicas, sociais eculturais.
  41. 41. Acontecimentos públicos A forma como as ocorrências chegam aoacontecimento público depende do trabalho de promoção.
  42. 42. Acontecimentos de rotina• Como acontecem os acontecimentos de rotina? Os Assessores (promotores) ou Agentes como são chamados por Molotch e Lester. São responsáveis pela promoção de uma ocorrência, buscando sua transformação em acontecimento e, a partir dele, em notícia, conseguindo a atenção dos consumidores de notícia.
  43. 43. Os executores ou happennings• São protagonistas das ocorrências programadas ou eventos de rotina(routine events).• Os acontecimentos de rotina são distinguíveis por se tratarem de realizações intencionais.
  44. 44. A grande maioria das notícias que estão naimprensa se encaixam nessa categoria O Estado de Minas
  45. 45. Os executores ouhappenningsOs responsáveis pela execução de uma ocorrência, em grande maioria, são idênticos aos promotores do acontecimento.Assessores de comunicação Dilma Rousseff Se um dado promotor é ou não o mesmo que o executor pode ser difícil de determinar em alguns casos
  46. 46. Subtipos de rotina1. Os promotores tem acesso habitual aos jornalistas( news assemblers).2. Os promotores procuram impedir o acesso de rotina dos outros aos jornalistas para criarem acontecimentos próprios; e3. Aqueles em que o acesso é conseguido pelo fato de os promotores seres e os jornalistas serem os mesmos.
  47. 47. AcessoHabitual - Existe quando um indivíduo ou grupoque está tão bem localizado que as suas própriasnecessidades de acontecimento coincidem com otrabalho dos jornalistas.O acesso habitual está geralmente, entre os ricos, os ocupantes de altos cargos ou com fontes institucionais de poder. Ex. Presidências dos EUA (rede noticiosa).
  48. 48. AcessoAcesso disruptivo – Notícias que entram em conflitocom o processo jornalístico, gerando surpresa, choque eagitação. São acontecimentos anti-rotina. Ex: Protesto de estudantes.
  49. 49. AcessoAcesso direto – é reservado aos própriosjornalistas quando escolhem as reportagens que vãorealizar. Ex.: “Desenterrar notícias”
  50. 50. Acidente Atividade intencional que se chocam com happenings imprevistos Quebra da ordem habitual
  51. 51. 1. O happening subjacente não é intencional2. Aqueles que promovem (promotores) são diferentes daqueles cuja atividade deu origem ao acontecimento (executores).
  52. 52. Caso Watergate – Presidente Nixon
  53. 53. Resultados opostos aosacontecimentos de rotina:Incita revelações que de outro modo são propositalmente ofuscadas por aqueles com recursos para criar acontecimentos de rotina
  54. 54. Queda do Boeing da Gol 737Voo 1907
  55. 55. Na vida cotidiana, o acidente é umimportante recurso de aprendizagem das rotinas daqueles que protegem suas vidas privadas das vistas do público.
  56. 56. Acidente de Lady Di
  57. 57. Na rapidez do acidente e a sua natureza imprevisível, leva a que os produtores de acontecimentos não estejam inicialmente preparados, e assim os poderosos podem fazerrelatos descoordenados e mutualmente contraditórios.
  58. 58. Os acidentes são mais inesperados que acontecimentos de rotina nas necessidades de acontecimento dos poderosos. Sua característica atípica provoca demarcação temporal. • Ex.: Watergates – EUA antes e depois.
  59. 59. Se a produção jornalística der origem a reportagens publicadas, consideradas por um grande número de pessoascomo importantes, ou a legitimidade do jornal é colocada em risco.
  60. 60. Veiculação da morte de Amy Winehouse –Revistas e jornais em todo o mundo
  61. 61. Veiculação da morte dos Mamonas Assassinas –revistas e jornais principalmente no território nacional
  62. 62. Veiculação do acidente com Stênio – sites e jornais regionais.
  63. 63. Tudo atesta o fato de que todos osacontecimentos socialmente construídos ea sua noticiabilidade não está contida nos seus traços objetivos.
  64. 64. Escândalo Acidentes + Acontecimentos de Rotina Escândalos
  65. 65. Ocorrência que se torna num acontecimento através da atividade intencional de indivíduos, e nãopartilham as estratégias de produçãode acontecimento dos “executores” da ocorrência.
  66. 66. http://www.istoe.com.br/reportagens/15 376_A+BELA+DO+CLA+SARNEY
  67. 67. Um escândalo exige a cooperação voluntária de pelo menos uma daspartes com poder e legitimidade da sua experiência em primeira mão(testemunha ocular) ou da sua posição social.
  68. 68. http://diversao.terra.com.br/gente/notici as/0,,OI5457313-EI13419,00-Lindsay+Lohan+persegue+DiCaprio+e+ e+expulsa+de+festa+nos+EUA.html
  69. 69. Os escândalos também podem ocorrer quando os estatutos sociais sãodivergentes, mesmo que, nesse caso,para tornar-se escândalo exige trabalho árduo.
  70. 70. Classificação de Acontecimentos Acontecimento Acontecimento realizado realizado INTENCIONALMENTE INVOLUNTARIAMENTEPromovido peloEXECUTOR Rotina SerendipityPromovido peloINFORMADOR Escândalo Acidente
  71. 71. Serendipity Talento pra fazer descobertas por acaso involuntariamente; Tem características tanto de aconteci- mento de Acidente como Rotina. Exemplos de acontecimentos como esse são difíceis de aparecer; Os heróis autoproclamados; São o tipo de acontecimento menos útil.
  72. 72. Exemplos Homem devolve mala com R$ 200 mil achada em trem O projetista de calderaria Antonio Fernando Rodrigues, 53 anos, devolveu uma mala com R$ 200 mil em dinheiro, cheques e notas promissórias que encontrou no trem que liga São Paulo e Jundiaí.03 de agosto de 2005Fonte: noticias.terra.com.br
  73. 73. Exemplo II Sem-teto devolve US$ 3,3 mil achados em mochila nos EUA Nem todo mundo que vive nas ruas é um „criminoso, disse Dave Talley. Estudante dono da mochila disse que juntava dinheiro para comprar carro.20 novembro 2010Fonte: g1.globo.com
  74. 74. Exemplo III PM que baleou atirador em Realengo disse que ele estava com um olhar transtornado O sargento da Polícia Militar Márcio Alves, que baleou o atirador após ataque na Escola Municipal Tasso da Silveira, prestou depoimento na Divisão de Homicídios, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. Fonte: g1.globo.com
  75. 75. A classificação deacontecimentos Esquema Classificativo de acontecimentos Acontecimento Acontecimento realizado realizado intencionalmente involuntariamentePromovido pelo Rotina Serendipity executorPromovido pelo Escândalo Acidente informador
  76. 76. Questionamentos• O happening que não se manifestaclaramente forma-se através da atividadehumana intencional ou não?• A parte que promove é a mesma queinicialmente leva a cabo o happening em queo acontecimento se baseia?

×