Capítulo XIConquista do interesse e     da atenção                      5º grupo
O que deve saber um orador?• Como enfrentar e resolver os problemas• Conhecer o ambiente• Pesquisar o tipo de público     ...
Aspectos do processo captador de                 atenção:1.   Social2.   Psicológico3.   Lógico4.   Técnico               ...
1. Aspecto SocialPropaganda; Publicidade ou Comentários       antecedentes ao evento                                 Mariana
2. Aspecto Psicológico                         Layane
3. Aspecto Lógico                    Layane
4. Aspecto TécnicoDepende de quem está apresentando                           Daniel Sena
•Fundamental que o orador saiba conquistar econservar a atenção e o interesse dosdestinatários    - Entrada           - Po...
Não despertou o interesse da platéia?• Resuma e encerre-se• Desculpe-se• Deus• Recomece e assuma um novo risco            ...
Prudente e responsável                   Daniel Sena
“Procure, decididamente, sempre vencer.Caindo é que se levanta, e é morrendo que               se ressuscita”             ...
Capítulo XIIPronunciação dos discursos                     Ana Paula
• A espada verbo• Glorificação ou fracasso do orador• Muita coisa pode influir no resultado;positiva ou negativamente.    ...
Liana
•O Feedback (retroalimentação recíproca) =recompensa imediata•   O Herói                                       Ana Paula
Eloquência do discurso“Na elocução é onde estão propriamente os vícios evirtudes da eloquência”.(Quintiliano)             ...
Como o orador convenceDotes externos:         Dotes internos:• Aparência agradável   • Talento• Voz perfeita          • In...
A boa eloquência• Pela Beleza – agrada o ouvinte• Pelas Provas e Argumentos – faz ele acreditar namensagem transmitida• Pe...
Técnicas para vencer a timidez e           manter a atenção• Evitar apresentação inadequada;• Evitar imagem negativa (cabe...
• Intensificar a luz de suas ideias• Evidenciar as provas e argumentos• Apaixonar as emoções e sentimentos doscorações ouv...
Imprevistos         Amanda Oliveira
Exemplo 1:1945: Comício (Campina Verde - MG)  “Para quê comício, meu povo, se o próprioDeus está abençoando publicamente o...
Exemplo 2:1958 – Conferência noturna (Goiânia – GO)   “Prá quê luz ao astro Conferencista, se lhe estáa inteligência próxi...
Exemplo 3:Discurso de paraninfo dos formandos da Escolade Enfermagem São Vicente de Paulo (Goiânia -GO)   “Rasgo neste ins...
Pesadelos do OradorVisão nublar, falhar a memória, a gargantasecar, a dicção gaguejar, mãos e pernastremerem. Ou, até, qua...
• Preparar-se interiormente• Preparar-se psicológica e moralmente• Nada de desorientação (em caso dobranco)• Se acaso perd...
• Tempo utilmente usufruído é ouro• Não seja ladrão do tempo alheio• As pessoas têm mais o que fazer                      ...
Obrigado!            5º grupo
Oratória - Conquista do interesse e da atenção
Oratória - Conquista do interesse e da atenção
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Oratória - Conquista do interesse e da atenção

702 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
702
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Oratória - Conquista do interesse e da atenção

  1. 1. Capítulo XIConquista do interesse e da atenção 5º grupo
  2. 2. O que deve saber um orador?• Como enfrentar e resolver os problemas• Conhecer o ambiente• Pesquisar o tipo de público Mariana Castro
  3. 3. Aspectos do processo captador de atenção:1. Social2. Psicológico3. Lógico4. Técnico Mariana
  4. 4. 1. Aspecto SocialPropaganda; Publicidade ou Comentários antecedentes ao evento Mariana
  5. 5. 2. Aspecto Psicológico Layane
  6. 6. 3. Aspecto Lógico Layane
  7. 7. 4. Aspecto TécnicoDepende de quem está apresentando Daniel Sena
  8. 8. •Fundamental que o orador saiba conquistar econservar a atenção e o interesse dosdestinatários - Entrada - Postura - Encaminhar - Voz - Imagem - Palavra pessoal - Gestos - Idumentaria Daniel Sena
  9. 9. Não despertou o interesse da platéia?• Resuma e encerre-se• Desculpe-se• Deus• Recomece e assuma um novo risco Daniel Sena
  10. 10. Prudente e responsável Daniel Sena
  11. 11. “Procure, decididamente, sempre vencer.Caindo é que se levanta, e é morrendo que se ressuscita” Daniel Sena
  12. 12. Capítulo XIIPronunciação dos discursos Ana Paula
  13. 13. • A espada verbo• Glorificação ou fracasso do orador• Muita coisa pode influir no resultado;positiva ou negativamente. Ana Paula
  14. 14. Liana
  15. 15. •O Feedback (retroalimentação recíproca) =recompensa imediata• O Herói Ana Paula
  16. 16. Eloquência do discurso“Na elocução é onde estão propriamente os vícios evirtudes da eloquência”.(Quintiliano) Liana
  17. 17. Como o orador convenceDotes externos: Dotes internos:• Aparência agradável • Talento• Voz perfeita • Inspiração• Posição natural • Imaginação • Memória Liana
  18. 18. A boa eloquência• Pela Beleza – agrada o ouvinte• Pelas Provas e Argumentos – faz ele acreditar namensagem transmitida• Pelos afetos – impulsiona-o a posicionar-se deacordo com o objetivo da comunicação Liana
  19. 19. Técnicas para vencer a timidez e manter a atenção• Evitar apresentação inadequada;• Evitar imagem negativa (cabelo, calçado, roupa);• Obedecer requisitos de postura• Exercitar a voz e os gestos• Ter um vocabulário atual José Moraes
  20. 20. • Intensificar a luz de suas ideias• Evidenciar as provas e argumentos• Apaixonar as emoções e sentimentos doscorações ouvintes• Mover e disparar a vontade persuadida detodo o auditório José Moraes
  21. 21. Imprevistos Amanda Oliveira
  22. 22. Exemplo 1:1945: Comício (Campina Verde - MG) “Para quê comício, meu povo, se o próprioDeus está abençoando publicamente o nossocandidato?! Assim, dirijamo-nos todos à Igreja.E, ali, rezarmos, em agradecimento. Obrigado,muito obrigado, nosso bom Deus!” Amanda Oliveira
  23. 23. Exemplo 2:1958 – Conferência noturna (Goiânia – GO) “Prá quê luz ao astro Conferencista, se lhe estáa inteligência próxima às estrelas e se esse brilhoseu externo é mero bruxoleio ante as labaredasestonteantes do seu vulcão interior,incandescência do seu saber, eloquência evirtudes! Ascendamos, então, nós, as nossashumildes velas mentais, e, que o CometaCapanema nos ilumine, agora, agora, a escuridãode nossa cultura!” Amanda Oliveira
  24. 24. Exemplo 3:Discurso de paraninfo dos formandos da Escolade Enfermagem São Vicente de Paulo (Goiânia -GO) “Rasgo neste instante todas as folhas do meudiscurso, porque está todo ele profundamentegravado aqui no meu coração, e juro que a luz deminh’alma iluminará minhas idéias, palavras egestos; e o clarão de vossa fé soberana, queridasformandas, fará, mesmo escuro, que enxergueis acabeça embranquecida e os lábios trêmulos dessevosso humilde professor de Sociologia e dePsicologia.” Amanda Oliveira
  25. 25. Pesadelos do OradorVisão nublar, falhar a memória, a gargantasecar, a dicção gaguejar, mãos e pernastremerem. Ou, até, quando não nos sobrevém opior... Hilton Marcos
  26. 26. • Preparar-se interiormente• Preparar-se psicológica e moralmente• Nada de desorientação (em caso dobranco)• Se acaso perder a atenção do auditório Hilton Marcos
  27. 27. • Tempo utilmente usufruído é ouro• Não seja ladrão do tempo alheio• As pessoas têm mais o que fazer Hilton Marcos
  28. 28. Obrigado! 5º grupo

×