Lenda Indígena

24.220 visualizações

Publicada em

Publicada em: Esportes, Diversão e humor
2 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
24.220
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
470
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
105
Comentários
2
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lenda Indígena

  1. 1. Lenda Indígena A História de Iaçá
  2. 2. Você vai ler uma versão de uma lenda indígena brasileira, que procura dar uma explicação para a origem do arco-íris.
  3. 3. <ul><li>A bela índia, da tribo dos caxinauás, apaixonou-se por Tupá, filho do deus supremo, Tupã. Com muita inveja de Tupá, o demônio Anhangá resolveu tomar sua noiva. Para isso, propôs à mãe de Iaçá que impedisse o casamento da filha, dando-lhe em troca caça e pesca abundantes para o resto da vida. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Interesseira, a mãe de Iaçá proibiu-a de ver Tupá e marcou logo o casamento da filha com Anhangá.Triste e desesperada, a jovem não tinha outra saída, mas pediu a Anhangá que a deixasse ver Tupá pela última vez, nem que fosse de longe. Ela sabia que, depois de casada, teria de ir para o interior da terra, para o inferno, onde morava Anhangá, e nunca mais poderia chegar perto de Tupá, que vivia no céu, junto com seu pai, Tupã. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Anhangá resolveu atender ao pedido da moça, mas com uma condição: ela teria de fazer um corte em seu braço, para que o sangue pingado fosse formando um rastro em sua subida ao céu; desse modo, o demônio poderia acompanhar sua caminhada. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>No dia do casamento, pouco antes da cerimônia, Iaçá partiu para sua última visita a Tupá. E o sangue de seu braço foi formando um arco vermelho no céu. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Tupá, que era muito poderoso, mandou que o sol, o céu e o mar fizessem companhia à jovem em sua viagem, descrevendo outros três rastros, ao lado do risco vermelho, para confundir Anhangá. O sol, Guaraci, traçou um arco amarelo; o céu Iuacá, um arco azul-claro; e o mar, Pará, um arco azul-escuro. </li></ul>
  8. 8. <ul><li>Iaçá, porém, não conseguiu chegar ao céu, nem ver Tupá: muito enfraquecida, foi caindo lentamente em direção à terra. Seu sangue misturou-se primeiro com o traçado amarelo de Guaraci, formando um rastro laranja, e depois com o arco azul de Iacá, descrevendo outro rastro, cor de violeta. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>Quando chegou à terra, Iaçá não foi para o inferno, nem se casou com Anhangá. Morreu numa praia, banhada pelo mar e pelos raios de sol. De seu corpo, subiu ao céu um arco verde, formado pela mistura do azul de Pará com o amarelo de Guaraci. Era o sétimo, que acompanhava a trajetória dos seis anteriores.É por isso que o arco-íris tem sete cores e sempre aparece no céu em forma de arco... </li></ul><ul><li>Suely Mendes Brazão </li></ul>
  10. 10. Organização do enredo Conflito inicial Tentativa de solução Conflito 2 Clímax Situação Final
  11. 11. A História de Iaçá Iaçá apaixonou-se por Tupá. Com inveja, o demônio Anhangá bolou um plano. Anhangá oferece caça e pesca a mãe de Iaçá para que ela proíba a filha de casar Iaçá quer ver Tupã pela última vez Iaçá estava ferida e foi seguida pelo sol, céu e mar, seu sangue misturou-se ao amarelo formando um rastro laranja, e depois com o azul descrevendo outro rastro, cor de violeta e depois o verde. Morreu numa praia, banhada pelo mar e pelos raios de sol, formando o arco-íris
  12. 12. Questões <ul><li>1) Ao ler somente o primeiro parágrafo do texto, pode-se pensar que a história terá, provavelmente, um final feliz. O que nos leva a pensar que, realmente, a história pudesse ter um final feliz? </li></ul><ul><li>2) Quais as personagens que agiram como inimigos nessa lenda. Por quê? </li></ul>
  13. 13. <ul><li>3) Em artes plásticas temos a classificação da cores em primárias e secundárias. A autora do texto nos fornece a composição de cada uma das cores secundárias. Identifique essa composição com base no texto. </li></ul><ul><li>a) laranja: </li></ul><ul><li>b) violeta: </li></ul><ul><li>c) verde: </li></ul><ul><li>4) Utilizando uma palavra, com base no texto, identifique o sentimento: </li></ul><ul><li>a) que leva Anhangá a querer tomar a noiva de Tupã. </li></ul><ul><li>b) que faz com que a mãe de Iaçá a proíba de ver Tupã </li></ul><ul><li>c) de Iaçá diante da proibição da mãe. </li></ul>
  14. 14. Pontuação <ul><li>Leia novamente o trecho </li></ul><ul><li>“ Anhangá resolveu tomar sua noiva. Para isso, propôs à mãe de Iaçá que impedisse o casamento da filha, dando-lhe em troca caça e pesca abundantes para o resto da vida.” </li></ul><ul><li>Transforme o trecho em um diálogo </li></ul>
  15. 15. A importância da pontuação <ul><li>Deixo os meus bens a minha irmã . Não a meu sobrinho. Jamais será paga a conta do alfaiate. Nada aos pobres. </li></ul><ul><li>Deixo os meus bens a minha irmã? Não. A meu sobrinho . Jamais será paga a conta do alfaiate. Nada aos pobres. </li></ul><ul><li>Deixo os meus bens a minha irmã? Não. A meu sobrinho? Jamais. Será paga a conta do alfaiate . Nada aos pobres. </li></ul><ul><li>Deixo os bens a minha irmã? Não. A meu sobrinho? Jamais. Será paga a conta do alfaiate? Nada. Aos pobres . </li></ul>

×