Tomada de Decisão
Princípios de Gestão
Novembro de 2015
Maria Simões
Formação Modular Certificada em Gestão Social
Página 1
Definir tomada de decisão
É geralmente definida como a escolha de um curso de ação, de entre várias
alternativas ...
Página 2
As três fases do modelo de Simon, primeiro investigador a propor uma formalização
do processo de tomada de decisã...
Página 3
O apoio à tomada de decisão
Trata-se da investigação operacional ao serviço da gestão e do apoio à tomada de
deci...
Página 4
Bibliografia:
Carvalho, L.; Bernardo, M.R.; Sousa, I.; Negas, M. (2014) "Gestão das organizações:
Uma abordagem i...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Tomada de Decisão

246 visualizações

Publicada em

Princípios de Gestão - Tomada de Decisão

Publicada em: Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
246
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tomada de Decisão

  1. 1. Tomada de Decisão Princípios de Gestão Novembro de 2015 Maria Simões Formação Modular Certificada em Gestão Social
  2. 2. Página 1 Definir tomada de decisão É geralmente definida como a escolha de um curso de ação, de entre várias alternativas possíveis, com um objetivo de atingir um fim. Fatores que podem desencadear a tomada de decisão  Reconhecimento da existência de um problema  Perceção de oportunidades ou ameaças no ambiente que envolve a organização  Alteração de alguns aspetos desse ambiente Aspetos que podem influenciar as decisões  Aspetos cognitivos  Personalidade  Experiência e idade  Aspetos organizacionais As teorias da tomada de decisão podem ser divididas em três grandes grupos de análise:  Descritiva  Normativa  Prescritiva O processo de tomada de decisão
  3. 3. Página 2 As três fases do modelo de Simon, primeiro investigador a propor uma formalização do processo de tomada de decisão:  Informação - observação do ambiente envolvente da organização com o objetivo de identificar situações que exigem tomada de decisão.  Projeto - perceber melhor e estruturar o problema de decisão, e identificar, desenvolver e analisar possíveis cursos de ação ou alternativas de solução.  Escolha - implicar a escolha do curso da ação mais apropriado de entre várias alternativas geradas na fase anterior. Características deste modelo  Dinâmico - apesar de ter uma sequência entre cada uma das fases, é possível sempre que necessário, voltar a uma das fases anteriores para fazer ajustamentos e introduzir nova informação  Estrutura simples  Estrutura de fácil compreensão e utilização  Modelo de referência, independentemente da área científica Foram desenvolvidos outros modelos conceptuais de processo de tomada de decisão. O modelo de uma equipa liderada por Mintzberg.  Identificação  Desenvolvimento  Seleção Semelhanças entre os dois modelos  São ambos dinâmicos  São ambos constituídos por três fases  As fases são muito idênticas, no que diz respeito à sua definição e conteúdo Diferença entre os dois modelos  A designação de cada uma das fases  São proposta várias rotinas para cada fase
  4. 4. Página 3 O apoio à tomada de decisão Trata-se da investigação operacional ao serviço da gestão e do apoio à tomada de decisão. A investigação operacional caracteriza-se pela aplicação de métodos científicos e matemáticos na resolução de problemas no âmbito da gestão e do apoio à tomada de decisão. A Investigação Operacional é um dos ramos que utiliza processos de melhor chegar à melhor alternativa. Investigação Operacional = investigação das operações "A IO é uma ciência aplicada voltada para a resolução de problemas reais, em que se procura trazer para o campo da tomada de decisões (sobre a concepção, o planeamento ou a operação de sistemas) a atitude e os métodos próprios de outras áreas científicas. Através de desenvolvimentos de base quantitativa, a IO visa também introduzir elementos de objectividade e racionalidade nos processos de tomada de decisão, sem descurar no entanto os elementos subjectivos e de enquadramento organizacional que caracterizam os problemas.1 " Os sistemas de informação fornecem aos utilizadores um conjunto de ferramentas de apoio computacional que os ajudam a evitar alguns erros, apresentando as seguintes vantagens:  Ultrapassar limitações cognitivas  Redução de custos  Suporte técnico  Suporte de qualidade  Concorrência  Ultrapassar erros humanos 1 (disponível em: http://www.di.ubi.pt/~cbarrico/Disciplinas/InvestigacaoOperacional/Downloads/Capitulo1.pdf)
  5. 5. Página 4 Bibliografia: Carvalho, L.; Bernardo, M.R.; Sousa, I.; Negas, M. (2014) "Gestão das organizações: Uma abordagem integrada e prospetiva." Capítulo 7 (pp 106-115). Lisboa. Edições Sílabo.

×