Mediação entre Pares

129 visualizações

Publicada em

Estratégias de Resolução de Conflitos

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
129
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
0
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mediação entre Pares

  1. 1. Estratégias de Resolução de Conflitos Mediação entre Pares Maria Simões - Dezembro de 2016
  2. 2. Índice  Conflito – conceito e considerações  Natureza dos conflitos  Processos de resolução de conflitos  Mediação - conceito  Mediação – características I  Mediador – características II  Implementação da mediação  Benefícios da mediação
  3. 3. Conflito – conceito e considerações Quando se fala em conflito vêm de imediato à nossa mente imagens negativas associadas a guerra, ira e divergências. Azevedo (2011) refere que “conflito é um processo, no qual se revelam desentendimentos, confrontos de opiniões […] é um fenómeno normal, que existe onde existem pessoas […] não tem que ser necessariamente negativo, (se bem gerido) pode representar a oportunidade de crescimento e de coesão entre as pessoas, permite o desenvolvimento de capacidades sociais, uma maior capacidade de comunicação e mesmo de autonomia […]”
  4. 4. Natureza dos conflitos  Interpessoal – entre dois indivíduos  Intrapessoal – entre nós próprios  Intergrupal – entre dois ou mais grupos*  Intragrupal – dentro do mesmo grupo * tipo de conflito mais frequente na escola.
  5. 5. Processos de resolução de conflitos Quando se enfrenta um conflito existem vários processos de o resolver:  Negação – o objeto do conflito não é identificado, foge-se da realidade e as partes envolvidas não se encontram.  Demissão – reconhece-se a existência do conflito, ele não é enfrentado, procura-se contornar a situação e que o tempo ajude a resolver.  Pacto – as partes tentam chegar a um acordo, apesar de a solução poder ser insatisfatória para ambas.  Perspetiva ganhador-perdedor – reconhece-se a existência de um conflito, mas o objetivo não é resolver o conflito  Confronto violento
  6. 6. Mediação - conceito Graves-Resende (2004) refere que “a mediação assume uma forma alternativa e positiva de gerir o conflito, […] é considerada uma nova cultura de gestão/resolução de conflitos [...] A mediação consiste em utilizar o próprio conflito, proporcionando, através de uma análise crítica e uma comunicação eficaz, uma perspetiva de ganhador-ganhador e não de ganhador-perdedor.
  7. 7. Mediação - características  Construir-se como um processo educativo – oportunidade de formação para os valores do diálogo, de respeito, da colaboração e sensibilidade pelo outro  Ser um processo voluntário  Ser confidencial  Ser realizado em colaboração  Procura de soluções perspetivando a noção de ganhador-ganhador e não ganhador-perdedor, gerando benefício mútuo.
  8. 8. Mediador - características SER:  Imparcial  Neutro  Independente  Criativo  Responsável  Comunicativo  Saber escutar Adquirir Formação para:  Se descobrir a si próprio  Descobrir as suas capacidades  Desenvolver competências ao longo da vida
  9. 9. Implementação da mediação  Sensibilizar a comunidade educativa  Formar professores  Abrir concurso para mediadores  Seleção de mediadores  Formação de alunos mediadores  Constituição dos mediadores entre pares  Abertura do gabinete de mediação  Acompanhamento da mediação  Partilha de informação/resultados
  10. 10. Benefícios da mediação Alunos mediadores  Participação na gestão da escola  Competências de liderança, de comunicação e de cooperação  Tolerância Alunos em geral  Envolvimento ativo  Maior responsabilidade  Partilha de sentimentos  Melhoria das relações Comunidade educativa  Maior cooperação  Colaboração na resolução de problemas  Menor número de processos disciplinares  Menor tempo de resolução de conflitos  Melhoria na comunicação
  11. 11. Bibliografia Azevedo, Maria José Lobato (2011). Mediação de Conflitos. Disponível em: https://cidadaossp.files.wordpress.com/2011/08/mediacao_marialobato_escuta_activa.pdf Grave-Resendes, L. Mediação entre Pares. Disponível em: http://www.moodle.univ- ab.pt/moodle/file.php/59741/Tema_3/Mediacao-CNE.pdf. Vieira, C.& Amado, J. Notas sobre a mediação de conflitos em contexto escolar. Portal de Ensino a distância. Universidade de Coimbra. Disponível: http://www.porto.ucp.pt/twt/ProjectoFenix/MyFiles/MyAutoSiteFiles/nirGerirIndisciplinaEscolaMat eriaisApoioBr44478235/fmartins/74_VGCE_Texto_Base_N_4_Conflitos_N_4.pdf. Imagens Google. Conflito. Disponível em: http://www.google.pt/search?tbm=isch&hl=pt- PT&source=hp&biw=1366&bih=658&q=conflito. Imagens Google. Mediação de Conflitos. Disponível em: http://www.google.pt/search?tbm=isch&hl=pt- PT&source=hp&biw=1366&bih=658&q=conflito&gbv=2&oq=conflito.

×