SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 30
 Escola Básica …
Disciplina: Ciências da Natureza;
Professora:
Turma:6ºB
ÍNDICE :
 O que são doenças respiratórias ? ;
 Quais os principais sintomas das doenças respiratórias ? ;
 Quais as doenças respiratórias mais conhecidas;
 Que tipos de Doenças Respiratórias Existem ? ;
 Doenças Respiratórias;
 Cuidados a ter com as doenças respiratórias;
 Quais os factores de risco ?
 Como se diagnosticam as doenças respiratórias ?;
 A que médico se deve recorrer ?
 Curiosidade;
Neste trabalho, vamos falar sobre «As Doenças
Respiratórias» e as suas causas, até porque
devemos evitar ficar doentes, então vamos explorar
este Power Point para ficarmos informados acerca
destas doenças, para não ficarmos infectados !
 As doenças respiratórias são as que
afectam o trato e os órgãos do sistema
respiratório.
Cada doença tem sintomas específicos, que só o médico
pode avaliar. Mas, a tosse, a rouquidão, o nariz entupido,
dores no peito, dores de garganta, garganta irritada, pingo
no nariz, dificuldade em respirar quando não está a fazer
esforço (a subir escadas, a andar, a fazer exercício), asma,
entre outros, são sintomas de doença respiratória.
QUAIS AS DOENÇAS RESPIRATÓRIAS MAIS
CONHECIDAS ?
 Gripe;
 Bronquite;
 Asma;
 Pneumonia;
 Cancro Pulmonar;
QUE TIPOS DE DOENÇAS
RESPIRATÓRIAS EXISTEM?
 Existem 14 tipos diferentes de doenças
respiratórias.
BRONCOPATIAS:
 Broncopatias : doenças dos brônquios, como a
asma, a bronquiectasia e a bronquite.
PNEUOPATIAS:
 Pneumopatias : Grupo de doenças pulmonares,
entre as quais se destacam a atelectasia, as
doenças pulmonares intersticiais, neoplasias
pulmonares, tuberculose pulmonar, hipertensão
pulmonar, pneumopatias obstrutivas, pneumonia,
pneumopatias fúngicas, pneumopatias parasitárias,
síndroma do desconforto respiratório do recém-
nascido.
TRANSTORNOS RESPIRATÓRIOS :
 Transtornos respiratórios: são assim chamadas as
doenças respiratórias em geral ou aquelas que não
são uma doença específica. Neste grupo incluem-
se a apneia, síndroma do desconforto respiratório
do recém-nascido, dispneia, insuficiência
respiratória, hiperventilação... A tosse, a rouquidão,
a aspiração de mecônio, respiração bucal,
laringismo, síndroma do desconforto respiratório do
adulto, também são considerados transtornos
respiratórios.
FISTULA DO TRATO RESPIRATÓRIO :
 Fístula do trato respiratório: passagem anormal
na comunicação entre algum elemento do trato
respiratório ou entre qualquer parte do sistema
respiratório e os órgãos próximos.
DOENÇAS TORÁCICAS:
 Doenças torácicas: doenças que afectam o tórax.
TRANSTORNOS DA MOTILIDADE CILIAR:
 Transtornos da motilidade ciliar: desordens
caracterizadas pelo movimento ciliar anormal no
nariz, nas sinuses paranasais, no trato respiratório,
entre outras. A síndroma de Kartagener, doenças
respiratórias crónicas, a sinusite crónica e a otite
crónica constituem manifestações deste tipo de
transtornos.
DOENÇAS NASAIS:
 Doenças nasais: doenças do nariz em geral ou
não especificadas. Exemplos de doenças nasais
são as neoplasias nasais, doenças dos seios
paranasais e a rinite. A epistaxe (derramamento de
sangue pelas fossas nasais), a granuloma letal da
linha média, a obstrução nasal, as deformidades
adquiridas nasais, a rinoscleroma (infecção) e os
pólipos nasais (tumores) integram-se também nas
doenças nasais.
HIPERSENSIBILIDADE RESPIRATÓRIA :
 Hipersensibilidade respiratória: uma forma de
hipersensibilidade que afecta o trato respiratório,
como acontece com a asma, a febre dos fenos, a
alveolite alérgica extrínseca, a aspergilose
broncopulmonar alérgica e a rinite alérgica perene.
INFECÇÕES RESPIRATÓRIAS :
 Infecções respiratórias: infecções do trato
respiratório superior. Resultam dessas infecções as
seguintes doenças: empiema pleural, complexo da
doença respiratória bovina, bronquite, laringite,
legionelose (doença do Legionário), pneumopatias
fúngicas, pneumopatias parasitárias, pleurisia,
pneumonia, rinite, sinusite, tonsilite, tuberculose
pleural, tuberculose pulmonar, coqueluche,
resfriado comum, influenza, abcesso pulmonar,
faringite, rinoscleroma, síndroma respiratório agudo
grave, traqueíte (inflamação da traqueia) e
tuberculose laríngea.
DOENÇAS DA TRAQUEIA:
 Doenças da traqueia: incluem neoplasias da
traqueia, estenose traqueal (estreitamento
patológico da traqueia), traqueíte,
traqueobroncomegalia, fístula traqueoesofágica.
DOENÇAS DA LARINGE:
 Doenças da laringe: doenças da laringe em geral
ou não especificadas, entre as quais se contam a
laringite, os distúrbios da voz, o granuloma
laríngeo, o edema laríngeo, as neoplasias
laríngeas, o laringismo, a laringoestenose, a
tuberculose laríngea, a paralisia das cordas vocais.
Estas doenças relacionam-se também com as
otorrinolaringopatias.
DOENÇAS PLEURAIS:
 Doenças pleurais: empiema pleural, hemotórax
(derrame de sangue no tórax), derrame pleural,
neoplasias pleurais, pleurisia e tuberculose pleural,
bem como quilotórax (derrame de quilo na
cavidade pleural), hemopneumotórax,
hidropneumotórax, hidrotórax e pneumotórax.
ANORMALIDADES DO SISTEMA
RESPIRATÓRIO:
 Anormalidades do sistema respiratório:
anormalidades congénitas estruturais do sistema
respiratório, como o cisto broncogénico, o
sequestro broncopulmonar, a atresia coanal, a
malformação adenomatóide, a cística congénita do
pulmão, a síndroma de Kartagener, a síndroma de
Cimitarra e a traqueobroncomegalia.
NEOPLASIAS DO TRATO RESPIRATÓRIO:
 Neoplasias do trato respiratório: neoplasias
pulmonares, pleurais e nasais.
QUE CUIDADOS DEVEMOS TER PARA AS EVITAR
?
 Prevenir Constipações;
 Arejar as Habitações;
 Praticar Exercícios Respiratórios;
 Evitar Ambientes Poluídos;
 Inspirar pelo nariz não pela boca;
 Não Fumar;
QUAIS OS FACTORES DE RISCO ?
 O tabagismo;
 A poluição;
 A exposição profissional a poluentes atmosféricos ;
 As condições alérgicas e doenças do sistema imunitário;
 Entre outros;
COMO SE DIAGNOSTICAM AS DOENÇAS RESPIRATÓRIAS?
 Pela observação clínica, através de técnicas e
meios complementares de diagnóstico, entre os
quais:
 Testes da função respiratória;
 Testes de sons respiratórios
 Broncografia, broncoscopia, laringoscopia;
 Radiografia pulmonar de massa;
 Depuração mucociliar;
 Testes de provocação nasal;
 Rinomanometria e rinometria acústica.
A QUE MÉDICO SE DEVE RECORRER?
o Em primeira instância, ao seu médico de família no
centro de saúde da sua área de residência. Só ele
pode determinar se deve ser encaminhado para um
médico especialista e de que especialidade.
CURIOSIDADE:
 Cada cigarro que se fuma perde-se
aproximadamente 3 minutos de vida 
 Não tentes fumar ! Pois de cada vez tens mais
provas em como é uma coisa perigosa !
CONCLUSÃO
Começamos a fazer este trabalho de forma muito
empenhada e esperamos conseguir obter
resultados foi um trabalho divertido ,onde
alongamos muito os nossos conhecimentos e
satisfizemos a nossa curiosidade acerca deste
tema !
Descobrimos doenças muito graves mas também
já sabemos como nos proteger delas.
Doenças Respiratórias (Breve trabalho/Resumo)
Doenças Respiratórias (Breve trabalho/Resumo)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Saúde do coração
Saúde do coraçãoSaúde do coração
Saúde do coração
 
Infarto agudo do miocárdio
Infarto agudo do miocárdioInfarto agudo do miocárdio
Infarto agudo do miocárdio
 
Bronquite[1]
Bronquite[1]Bronquite[1]
Bronquite[1]
 
Doenças e distúrbios dos sistema respiratório
Doenças e distúrbios dos sistema respiratórioDoenças e distúrbios dos sistema respiratório
Doenças e distúrbios dos sistema respiratório
 
Pneumonia
PneumoniaPneumonia
Pneumonia
 
Doenças dos sistema respiratório
Doenças dos sistema respiratórioDoenças dos sistema respiratório
Doenças dos sistema respiratório
 
DPOC
DPOCDPOC
DPOC
 
Pneumonia
Pneumonia Pneumonia
Pneumonia
 
Apresentação pneumonia
Apresentação pneumoniaApresentação pneumonia
Apresentação pneumonia
 
DPOC - Doenca Pulmonar Obstrutiva Cronica
DPOC - Doenca Pulmonar Obstrutiva CronicaDPOC - Doenca Pulmonar Obstrutiva Cronica
DPOC - Doenca Pulmonar Obstrutiva Cronica
 
Doenças Cardiovasculares
Doenças CardiovascularesDoenças Cardiovasculares
Doenças Cardiovasculares
 
Pneumonia
PneumoniaPneumonia
Pneumonia
 
Asma - Doenças Crônicas
Asma - Doenças CrônicasAsma - Doenças Crônicas
Asma - Doenças Crônicas
 
Aula sobre DPOC
Aula sobre DPOCAula sobre DPOC
Aula sobre DPOC
 
Hepatite
HepatiteHepatite
Hepatite
 
CN9-doenças cardiovasculares
CN9-doenças cardiovascularesCN9-doenças cardiovasculares
CN9-doenças cardiovasculares
 
Gripe
GripeGripe
Gripe
 
Insuficiência cardíaca
Insuficiência cardíacaInsuficiência cardíaca
Insuficiência cardíaca
 
Hipertensão arterial powerpoint
Hipertensão arterial   powerpoint Hipertensão arterial   powerpoint
Hipertensão arterial powerpoint
 
Prevenção e Tratamento da Infecção pelo Vírus Influenza
Prevenção e Tratamento da Infecção pelo Vírus InfluenzaPrevenção e Tratamento da Infecção pelo Vírus Influenza
Prevenção e Tratamento da Infecção pelo Vírus Influenza
 

Destaque

Assistência de enfermagem ao paciente pediátrico com pneumonia
Assistência de enfermagem ao paciente pediátrico com pneumoniaAssistência de enfermagem ao paciente pediátrico com pneumonia
Assistência de enfermagem ao paciente pediátrico com pneumoniaTeresa Oliveira
 
Assistência de enfermagem às infecções respiratórias agudas.
Assistência de enfermagem às infecções respiratórias agudas.Assistência de enfermagem às infecções respiratórias agudas.
Assistência de enfermagem às infecções respiratórias agudas.Cleiton Ribeiro Alves
 
Doenças Ocupacionais Pulmonares
Doenças Ocupacionais PulmonaresDoenças Ocupacionais Pulmonares
Doenças Ocupacionais PulmonaresFlávia Salame
 
Apresentação de estudo de caso
Apresentação de estudo de casoApresentação de estudo de caso
Apresentação de estudo de casoDanimilene
 
Cuidados de enfermagem ao paciente com pneumonia
Cuidados de enfermagem ao paciente com pneumoniaCuidados de enfermagem ao paciente com pneumonia
Cuidados de enfermagem ao paciente com pneumoniaManoela Correia
 
Assistência de Enfermagem Sífilis
Assistência de Enfermagem SífilisAssistência de Enfermagem Sífilis
Assistência de Enfermagem Sífilisluzienne moraes
 
Assistência de enfermagem aos paciente portadores de doenças infecciosas aula...
Assistência de enfermagem aos paciente portadores de doenças infecciosas aula...Assistência de enfermagem aos paciente portadores de doenças infecciosas aula...
Assistência de enfermagem aos paciente portadores de doenças infecciosas aula...Clebson Reinaldo
 
Doenças do sistema respiratório
Doenças do sistema respiratórioDoenças do sistema respiratório
Doenças do sistema respiratórioAroldo Gavioli
 
Doenças respiratórias ocupacionais
Doenças respiratórias ocupacionaisDoenças respiratórias ocupacionais
Doenças respiratórias ocupacionaisIsabel Araujo
 
Apresentação - Estudo de Caso Clínico
Apresentação - Estudo de Caso ClínicoApresentação - Estudo de Caso Clínico
Apresentação - Estudo de Caso ClínicoLetícia Gonzaga
 
Estudo de Caso - Diagnóstico de Enfermagem
Estudo de Caso - Diagnóstico de EnfermagemEstudo de Caso - Diagnóstico de Enfermagem
Estudo de Caso - Diagnóstico de EnfermagemYasmin Casini
 

Destaque (13)

Assistência de enfermagem ao paciente pediátrico com pneumonia
Assistência de enfermagem ao paciente pediátrico com pneumoniaAssistência de enfermagem ao paciente pediátrico com pneumonia
Assistência de enfermagem ao paciente pediátrico com pneumonia
 
Assistência de enfermagem às infecções respiratórias agudas.
Assistência de enfermagem às infecções respiratórias agudas.Assistência de enfermagem às infecções respiratórias agudas.
Assistência de enfermagem às infecções respiratórias agudas.
 
Doenças Ocupacionais Pulmonares
Doenças Ocupacionais PulmonaresDoenças Ocupacionais Pulmonares
Doenças Ocupacionais Pulmonares
 
Apresentação de estudo de caso
Apresentação de estudo de casoApresentação de estudo de caso
Apresentação de estudo de caso
 
Cuidados de enfermagem ao paciente com pneumonia
Cuidados de enfermagem ao paciente com pneumoniaCuidados de enfermagem ao paciente com pneumonia
Cuidados de enfermagem ao paciente com pneumonia
 
Síndrome Coronariana Aguda
Síndrome Coronariana AgudaSíndrome Coronariana Aguda
Síndrome Coronariana Aguda
 
Assistência de Enfermagem Sífilis
Assistência de Enfermagem SífilisAssistência de Enfermagem Sífilis
Assistência de Enfermagem Sífilis
 
Assistência de enfermagem aos paciente portadores de doenças infecciosas aula...
Assistência de enfermagem aos paciente portadores de doenças infecciosas aula...Assistência de enfermagem aos paciente portadores de doenças infecciosas aula...
Assistência de enfermagem aos paciente portadores de doenças infecciosas aula...
 
Doenças do sistema respiratório
Doenças do sistema respiratórioDoenças do sistema respiratório
Doenças do sistema respiratório
 
Doenças respiratórias ocupacionais
Doenças respiratórias ocupacionaisDoenças respiratórias ocupacionais
Doenças respiratórias ocupacionais
 
O Estudo De Caso
O Estudo De CasoO Estudo De Caso
O Estudo De Caso
 
Apresentação - Estudo de Caso Clínico
Apresentação - Estudo de Caso ClínicoApresentação - Estudo de Caso Clínico
Apresentação - Estudo de Caso Clínico
 
Estudo de Caso - Diagnóstico de Enfermagem
Estudo de Caso - Diagnóstico de EnfermagemEstudo de Caso - Diagnóstico de Enfermagem
Estudo de Caso - Diagnóstico de Enfermagem
 

Semelhante a Doenças Respiratórias (Breve trabalho/Resumo)

Asma brônquica alérgica
Asma brônquica alérgicaAsma brônquica alérgica
Asma brônquica alérgicaRenan Ribeiro
 
pneumonia-161113222159 (1) (2).pptx
pneumonia-161113222159 (1) (2).pptxpneumonia-161113222159 (1) (2).pptx
pneumonia-161113222159 (1) (2).pptxEvertonMonteiro19
 
Aula 12 doencas do sistema respiratorio
Aula 12  doencas do sistema respiratorioAula 12  doencas do sistema respiratorio
Aula 12 doencas do sistema respiratorioVanessa Maia
 
Ciências morfofuncionais ii
Ciências morfofuncionais iiCiências morfofuncionais ii
Ciências morfofuncionais iiAna Araujo
 
CUIDADOS DE ENFERMAGEM AO CLIENTE COM DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS 3.pptx
CUIDADOS DE ENFERMAGEM AO CLIENTE COM DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS 3.pptxCUIDADOS DE ENFERMAGEM AO CLIENTE COM DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS 3.pptx
CUIDADOS DE ENFERMAGEM AO CLIENTE COM DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS 3.pptxJessiellyGuimares
 
Aula 07 doenças obstrutivas asma v1
Aula 07   doenças obstrutivas asma v1Aula 07   doenças obstrutivas asma v1
Aula 07 doenças obstrutivas asma v1alcindoneto
 
Artigo ivas2
Artigo ivas2Artigo ivas2
Artigo ivas2Dâmaris
 
Higiene dos Hábitos, formas corretas de se manter saudável
Higiene dos Hábitos, formas corretas de se manter saudávelHigiene dos Hábitos, formas corretas de se manter saudável
Higiene dos Hábitos, formas corretas de se manter saudávelRaquelOlimpio1
 
Como tratar a asma
Como tratar a asmaComo tratar a asma
Como tratar a asmaTookmed
 
Assistência à criança nas disfunções respiratórias e cardiovasculares
Assistência  à criança nas disfunções respiratórias e cardiovascularesAssistência  à criança nas disfunções respiratórias e cardiovasculares
Assistência à criança nas disfunções respiratórias e cardiovascularesTércio David
 
Apresentação tratamento para Hemophilus influenzae tem como medicamento de ...
Apresentação tratamento para Hemophilus influenzae tem como medicamento de ...Apresentação tratamento para Hemophilus influenzae tem como medicamento de ...
Apresentação tratamento para Hemophilus influenzae tem como medicamento de ...ClaudiaPereiraBrito
 

Semelhante a Doenças Respiratórias (Breve trabalho/Resumo) (20)

Asma brônquica alérgica
Asma brônquica alérgicaAsma brônquica alérgica
Asma brônquica alérgica
 
pneumonia-161113222159 (1) (2).pptx
pneumonia-161113222159 (1) (2).pptxpneumonia-161113222159 (1) (2).pptx
pneumonia-161113222159 (1) (2).pptx
 
Aula 12 doencas do sistema respiratorio
Aula 12  doencas do sistema respiratorioAula 12  doencas do sistema respiratorio
Aula 12 doencas do sistema respiratorio
 
Trabalho de pneumonia
Trabalho de pneumoniaTrabalho de pneumonia
Trabalho de pneumonia
 
Corronavirus ppt
Corronavirus pptCorronavirus ppt
Corronavirus ppt
 
Ciências morfofuncionais ii
Ciências morfofuncionais iiCiências morfofuncionais ii
Ciências morfofuncionais ii
 
CUIDADOS DE ENFERMAGEM AO CLIENTE COM DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS 3.pptx
CUIDADOS DE ENFERMAGEM AO CLIENTE COM DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS 3.pptxCUIDADOS DE ENFERMAGEM AO CLIENTE COM DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS 3.pptx
CUIDADOS DE ENFERMAGEM AO CLIENTE COM DISTÚRBIOS RESPIRATÓRIOS 3.pptx
 
Aula de tosse
Aula de tosseAula de tosse
Aula de tosse
 
Asma
AsmaAsma
Asma
 
5.doc
5.doc5.doc
5.doc
 
Pneumonia
PneumoniaPneumonia
Pneumonia
 
Aula 07 doenças obstrutivas asma v1
Aula 07   doenças obstrutivas asma v1Aula 07   doenças obstrutivas asma v1
Aula 07 doenças obstrutivas asma v1
 
Asma CiêNcias
Asma   CiêNciasAsma   CiêNcias
Asma CiêNcias
 
Artigo ivas2
Artigo ivas2Artigo ivas2
Artigo ivas2
 
Higiene dos Hábitos, formas corretas de se manter saudável
Higiene dos Hábitos, formas corretas de se manter saudávelHigiene dos Hábitos, formas corretas de se manter saudável
Higiene dos Hábitos, formas corretas de se manter saudável
 
Como tratar a asma
Como tratar a asmaComo tratar a asma
Como tratar a asma
 
Assistência à criança nas disfunções respiratórias e cardiovasculares
Assistência  à criança nas disfunções respiratórias e cardiovascularesAssistência  à criança nas disfunções respiratórias e cardiovasculares
Assistência à criança nas disfunções respiratórias e cardiovasculares
 
Asma
AsmaAsma
Asma
 
Apresentação tratamento para Hemophilus influenzae tem como medicamento de ...
Apresentação tratamento para Hemophilus influenzae tem como medicamento de ...Apresentação tratamento para Hemophilus influenzae tem como medicamento de ...
Apresentação tratamento para Hemophilus influenzae tem como medicamento de ...
 
Pneumonia
PneumoniaPneumonia
Pneumonia
 

Mais de Maria Freitas

The Virgin Suicides - "Why does Jeffrey Eugenides’ narrate in the first perso...
The Virgin Suicides - "Why does Jeffrey Eugenides’ narrate in the first perso...The Virgin Suicides - "Why does Jeffrey Eugenides’ narrate in the first perso...
The Virgin Suicides - "Why does Jeffrey Eugenides’ narrate in the first perso...Maria Freitas
 
“Why does Jeffrey Eugenides’ narrate in the first person plural?” - The Virg...
 “Why does Jeffrey Eugenides’ narrate in the first person plural?” - The Virg... “Why does Jeffrey Eugenides’ narrate in the first person plural?” - The Virg...
“Why does Jeffrey Eugenides’ narrate in the first person plural?” - The Virg...Maria Freitas
 
Trabalho de TIC - «Os Perigos da Internet»
Trabalho de TIC - «Os Perigos da Internet»Trabalho de TIC - «Os Perigos da Internet»
Trabalho de TIC - «Os Perigos da Internet»Maria Freitas
 
Objetivos Teste de Filosofia Nº3 (10ºAno)
Objetivos Teste de Filosofia Nº3 (10ºAno)Objetivos Teste de Filosofia Nº3 (10ºAno)
Objetivos Teste de Filosofia Nº3 (10ºAno)Maria Freitas
 
Objetivos Teste de Filosofia Nº2 (10ºAno)
Objetivos Teste de Filosofia Nº2 (10ºAno)Objetivos Teste de Filosofia Nº2 (10ºAno)
Objetivos Teste de Filosofia Nº2 (10ºAno)Maria Freitas
 
Objetivos Teste de Filosofia Nº1 (10ºAno)
Objetivos Teste de Filosofia Nº1 (10ºAno)Objetivos Teste de Filosofia Nº1 (10ºAno)
Objetivos Teste de Filosofia Nº1 (10ºAno)Maria Freitas
 
Objetivos Psicologia - Teste Nº4 (12ºAno)
Objetivos Psicologia - Teste Nº4 (12ºAno)Objetivos Psicologia - Teste Nº4 (12ºAno)
Objetivos Psicologia - Teste Nº4 (12ºAno)Maria Freitas
 
Objetivos Psicologia - Teste Nº3
Objetivos Psicologia - Teste Nº3Objetivos Psicologia - Teste Nº3
Objetivos Psicologia - Teste Nº3Maria Freitas
 
Objetivos de Geografia - Teste Nº3 (9ºAno)
Objetivos de Geografia - Teste Nº3 (9ºAno)Objetivos de Geografia - Teste Nº3 (9ºAno)
Objetivos de Geografia - Teste Nº3 (9ºAno)Maria Freitas
 
Lista de Objetivos N.º 1 - Ciências Naturais 9.º Ano
Lista de Objetivos N.º 1 - Ciências Naturais 9.º AnoLista de Objetivos N.º 1 - Ciências Naturais 9.º Ano
Lista de Objetivos N.º 1 - Ciências Naturais 9.º AnoMaria Freitas
 
Métodos Contracetivos Não Naturais Químicos (Guião)
Métodos Contracetivos Não Naturais Químicos (Guião)Métodos Contracetivos Não Naturais Químicos (Guião)
Métodos Contracetivos Não Naturais Químicos (Guião)Maria Freitas
 
Doenças do Sistema Nervoso
Doenças do Sistema NervosoDoenças do Sistema Nervoso
Doenças do Sistema NervosoMaria Freitas
 
Análise Poema - A Última Nau (Guião)
Análise Poema - A Última Nau (Guião)Análise Poema - A Última Nau (Guião)
Análise Poema - A Última Nau (Guião)Maria Freitas
 
Análise do Poema - A Última Nau
Análise do Poema - A Última NauAnálise do Poema - A Última Nau
Análise do Poema - A Última NauMaria Freitas
 
Objetivos de História - 5º Teste - 3ºPeríodo
Objetivos de História - 5º Teste - 3ºPeríodoObjetivos de História - 5º Teste - 3ºPeríodo
Objetivos de História - 5º Teste - 3ºPeríodoMaria Freitas
 
Objetivos de História - 4º Teste - 2ºPeríodo
Objetivos de História - 4º Teste - 2ºPeríodoObjetivos de História - 4º Teste - 2ºPeríodo
Objetivos de História - 4º Teste - 2ºPeríodoMaria Freitas
 
Objetivos de História - 3ºTeste - 2ºPeríodo
Objetivos de História - 3ºTeste - 2ºPeríodoObjetivos de História - 3ºTeste - 2ºPeríodo
Objetivos de História - 3ºTeste - 2ºPeríodoMaria Freitas
 
Objetivos de História - 2º Teste - 1ºPeríodo
Objetivos de História - 2º Teste - 1ºPeríodoObjetivos de História - 2º Teste - 1ºPeríodo
Objetivos de História - 2º Teste - 1ºPeríodoMaria Freitas
 
Objetivos de Geografia - Teste Nº4 (9ºAno)
Objetivos de Geografia - Teste Nº4 (9ºAno)Objetivos de Geografia - Teste Nº4 (9ºAno)
Objetivos de Geografia - Teste Nº4 (9ºAno)Maria Freitas
 

Mais de Maria Freitas (20)

The Virgin Suicides - "Why does Jeffrey Eugenides’ narrate in the first perso...
The Virgin Suicides - "Why does Jeffrey Eugenides’ narrate in the first perso...The Virgin Suicides - "Why does Jeffrey Eugenides’ narrate in the first perso...
The Virgin Suicides - "Why does Jeffrey Eugenides’ narrate in the first perso...
 
“Why does Jeffrey Eugenides’ narrate in the first person plural?” - The Virg...
 “Why does Jeffrey Eugenides’ narrate in the first person plural?” - The Virg... “Why does Jeffrey Eugenides’ narrate in the first person plural?” - The Virg...
“Why does Jeffrey Eugenides’ narrate in the first person plural?” - The Virg...
 
Trabalho de TIC - «Os Perigos da Internet»
Trabalho de TIC - «Os Perigos da Internet»Trabalho de TIC - «Os Perigos da Internet»
Trabalho de TIC - «Os Perigos da Internet»
 
Objetivos Teste de Filosofia Nº3 (10ºAno)
Objetivos Teste de Filosofia Nº3 (10ºAno)Objetivos Teste de Filosofia Nº3 (10ºAno)
Objetivos Teste de Filosofia Nº3 (10ºAno)
 
Objetivos Teste de Filosofia Nº2 (10ºAno)
Objetivos Teste de Filosofia Nº2 (10ºAno)Objetivos Teste de Filosofia Nº2 (10ºAno)
Objetivos Teste de Filosofia Nº2 (10ºAno)
 
Objetivos Teste de Filosofia Nº1 (10ºAno)
Objetivos Teste de Filosofia Nº1 (10ºAno)Objetivos Teste de Filosofia Nº1 (10ºAno)
Objetivos Teste de Filosofia Nº1 (10ºAno)
 
Objetivos Psicologia - Teste Nº4 (12ºAno)
Objetivos Psicologia - Teste Nº4 (12ºAno)Objetivos Psicologia - Teste Nº4 (12ºAno)
Objetivos Psicologia - Teste Nº4 (12ºAno)
 
Objetivos Psicologia - Teste Nº3
Objetivos Psicologia - Teste Nº3Objetivos Psicologia - Teste Nº3
Objetivos Psicologia - Teste Nº3
 
Objetivos Filosofia
Objetivos FilosofiaObjetivos Filosofia
Objetivos Filosofia
 
Objetivos de Geografia - Teste Nº3 (9ºAno)
Objetivos de Geografia - Teste Nº3 (9ºAno)Objetivos de Geografia - Teste Nº3 (9ºAno)
Objetivos de Geografia - Teste Nº3 (9ºAno)
 
Lista de Objetivos N.º 1 - Ciências Naturais 9.º Ano
Lista de Objetivos N.º 1 - Ciências Naturais 9.º AnoLista de Objetivos N.º 1 - Ciências Naturais 9.º Ano
Lista de Objetivos N.º 1 - Ciências Naturais 9.º Ano
 
Métodos Contracetivos Não Naturais Químicos (Guião)
Métodos Contracetivos Não Naturais Químicos (Guião)Métodos Contracetivos Não Naturais Químicos (Guião)
Métodos Contracetivos Não Naturais Químicos (Guião)
 
Doenças do Sistema Nervoso
Doenças do Sistema NervosoDoenças do Sistema Nervoso
Doenças do Sistema Nervoso
 
Análise Poema - A Última Nau (Guião)
Análise Poema - A Última Nau (Guião)Análise Poema - A Última Nau (Guião)
Análise Poema - A Última Nau (Guião)
 
Análise do Poema - A Última Nau
Análise do Poema - A Última NauAnálise do Poema - A Última Nau
Análise do Poema - A Última Nau
 
Objetivos de História - 5º Teste - 3ºPeríodo
Objetivos de História - 5º Teste - 3ºPeríodoObjetivos de História - 5º Teste - 3ºPeríodo
Objetivos de História - 5º Teste - 3ºPeríodo
 
Objetivos de História - 4º Teste - 2ºPeríodo
Objetivos de História - 4º Teste - 2ºPeríodoObjetivos de História - 4º Teste - 2ºPeríodo
Objetivos de História - 4º Teste - 2ºPeríodo
 
Objetivos de História - 3ºTeste - 2ºPeríodo
Objetivos de História - 3ºTeste - 2ºPeríodoObjetivos de História - 3ºTeste - 2ºPeríodo
Objetivos de História - 3ºTeste - 2ºPeríodo
 
Objetivos de História - 2º Teste - 1ºPeríodo
Objetivos de História - 2º Teste - 1ºPeríodoObjetivos de História - 2º Teste - 1ºPeríodo
Objetivos de História - 2º Teste - 1ºPeríodo
 
Objetivos de Geografia - Teste Nº4 (9ºAno)
Objetivos de Geografia - Teste Nº4 (9ºAno)Objetivos de Geografia - Teste Nº4 (9ºAno)
Objetivos de Geografia - Teste Nº4 (9ºAno)
 

Último

HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresLilianPiola
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxOsnilReis1
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfPPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfAnaGonalves804156
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalJacqueline Cerqueira
 
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasCenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasRosalina Simão Nunes
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniModelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniCassio Meira Jr.
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxfabiolalopesmartins1
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 

Último (20)

HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfPPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
 
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasCenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniModelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 

Doenças Respiratórias (Breve trabalho/Resumo)

  • 1.  Escola Básica … Disciplina: Ciências da Natureza; Professora: Turma:6ºB
  • 2. ÍNDICE :  O que são doenças respiratórias ? ;  Quais os principais sintomas das doenças respiratórias ? ;  Quais as doenças respiratórias mais conhecidas;  Que tipos de Doenças Respiratórias Existem ? ;  Doenças Respiratórias;  Cuidados a ter com as doenças respiratórias;  Quais os factores de risco ?  Como se diagnosticam as doenças respiratórias ?;  A que médico se deve recorrer ?  Curiosidade;
  • 3. Neste trabalho, vamos falar sobre «As Doenças Respiratórias» e as suas causas, até porque devemos evitar ficar doentes, então vamos explorar este Power Point para ficarmos informados acerca destas doenças, para não ficarmos infectados !
  • 4.  As doenças respiratórias são as que afectam o trato e os órgãos do sistema respiratório.
  • 5. Cada doença tem sintomas específicos, que só o médico pode avaliar. Mas, a tosse, a rouquidão, o nariz entupido, dores no peito, dores de garganta, garganta irritada, pingo no nariz, dificuldade em respirar quando não está a fazer esforço (a subir escadas, a andar, a fazer exercício), asma, entre outros, são sintomas de doença respiratória.
  • 6. QUAIS AS DOENÇAS RESPIRATÓRIAS MAIS CONHECIDAS ?  Gripe;  Bronquite;  Asma;  Pneumonia;  Cancro Pulmonar;
  • 7. QUE TIPOS DE DOENÇAS RESPIRATÓRIAS EXISTEM?  Existem 14 tipos diferentes de doenças respiratórias.
  • 8.
  • 9. BRONCOPATIAS:  Broncopatias : doenças dos brônquios, como a asma, a bronquiectasia e a bronquite.
  • 10. PNEUOPATIAS:  Pneumopatias : Grupo de doenças pulmonares, entre as quais se destacam a atelectasia, as doenças pulmonares intersticiais, neoplasias pulmonares, tuberculose pulmonar, hipertensão pulmonar, pneumopatias obstrutivas, pneumonia, pneumopatias fúngicas, pneumopatias parasitárias, síndroma do desconforto respiratório do recém- nascido.
  • 11. TRANSTORNOS RESPIRATÓRIOS :  Transtornos respiratórios: são assim chamadas as doenças respiratórias em geral ou aquelas que não são uma doença específica. Neste grupo incluem- se a apneia, síndroma do desconforto respiratório do recém-nascido, dispneia, insuficiência respiratória, hiperventilação... A tosse, a rouquidão, a aspiração de mecônio, respiração bucal, laringismo, síndroma do desconforto respiratório do adulto, também são considerados transtornos respiratórios.
  • 12. FISTULA DO TRATO RESPIRATÓRIO :  Fístula do trato respiratório: passagem anormal na comunicação entre algum elemento do trato respiratório ou entre qualquer parte do sistema respiratório e os órgãos próximos.
  • 13. DOENÇAS TORÁCICAS:  Doenças torácicas: doenças que afectam o tórax.
  • 14. TRANSTORNOS DA MOTILIDADE CILIAR:  Transtornos da motilidade ciliar: desordens caracterizadas pelo movimento ciliar anormal no nariz, nas sinuses paranasais, no trato respiratório, entre outras. A síndroma de Kartagener, doenças respiratórias crónicas, a sinusite crónica e a otite crónica constituem manifestações deste tipo de transtornos.
  • 15. DOENÇAS NASAIS:  Doenças nasais: doenças do nariz em geral ou não especificadas. Exemplos de doenças nasais são as neoplasias nasais, doenças dos seios paranasais e a rinite. A epistaxe (derramamento de sangue pelas fossas nasais), a granuloma letal da linha média, a obstrução nasal, as deformidades adquiridas nasais, a rinoscleroma (infecção) e os pólipos nasais (tumores) integram-se também nas doenças nasais.
  • 16. HIPERSENSIBILIDADE RESPIRATÓRIA :  Hipersensibilidade respiratória: uma forma de hipersensibilidade que afecta o trato respiratório, como acontece com a asma, a febre dos fenos, a alveolite alérgica extrínseca, a aspergilose broncopulmonar alérgica e a rinite alérgica perene.
  • 17. INFECÇÕES RESPIRATÓRIAS :  Infecções respiratórias: infecções do trato respiratório superior. Resultam dessas infecções as seguintes doenças: empiema pleural, complexo da doença respiratória bovina, bronquite, laringite, legionelose (doença do Legionário), pneumopatias fúngicas, pneumopatias parasitárias, pleurisia, pneumonia, rinite, sinusite, tonsilite, tuberculose pleural, tuberculose pulmonar, coqueluche, resfriado comum, influenza, abcesso pulmonar, faringite, rinoscleroma, síndroma respiratório agudo grave, traqueíte (inflamação da traqueia) e tuberculose laríngea.
  • 18. DOENÇAS DA TRAQUEIA:  Doenças da traqueia: incluem neoplasias da traqueia, estenose traqueal (estreitamento patológico da traqueia), traqueíte, traqueobroncomegalia, fístula traqueoesofágica.
  • 19. DOENÇAS DA LARINGE:  Doenças da laringe: doenças da laringe em geral ou não especificadas, entre as quais se contam a laringite, os distúrbios da voz, o granuloma laríngeo, o edema laríngeo, as neoplasias laríngeas, o laringismo, a laringoestenose, a tuberculose laríngea, a paralisia das cordas vocais. Estas doenças relacionam-se também com as otorrinolaringopatias.
  • 20. DOENÇAS PLEURAIS:  Doenças pleurais: empiema pleural, hemotórax (derrame de sangue no tórax), derrame pleural, neoplasias pleurais, pleurisia e tuberculose pleural, bem como quilotórax (derrame de quilo na cavidade pleural), hemopneumotórax, hidropneumotórax, hidrotórax e pneumotórax.
  • 21. ANORMALIDADES DO SISTEMA RESPIRATÓRIO:  Anormalidades do sistema respiratório: anormalidades congénitas estruturais do sistema respiratório, como o cisto broncogénico, o sequestro broncopulmonar, a atresia coanal, a malformação adenomatóide, a cística congénita do pulmão, a síndroma de Kartagener, a síndroma de Cimitarra e a traqueobroncomegalia.
  • 22. NEOPLASIAS DO TRATO RESPIRATÓRIO:  Neoplasias do trato respiratório: neoplasias pulmonares, pleurais e nasais.
  • 23. QUE CUIDADOS DEVEMOS TER PARA AS EVITAR ?  Prevenir Constipações;  Arejar as Habitações;  Praticar Exercícios Respiratórios;  Evitar Ambientes Poluídos;  Inspirar pelo nariz não pela boca;  Não Fumar;
  • 24. QUAIS OS FACTORES DE RISCO ?  O tabagismo;  A poluição;  A exposição profissional a poluentes atmosféricos ;  As condições alérgicas e doenças do sistema imunitário;  Entre outros;
  • 25. COMO SE DIAGNOSTICAM AS DOENÇAS RESPIRATÓRIAS?  Pela observação clínica, através de técnicas e meios complementares de diagnóstico, entre os quais:  Testes da função respiratória;  Testes de sons respiratórios  Broncografia, broncoscopia, laringoscopia;  Radiografia pulmonar de massa;  Depuração mucociliar;  Testes de provocação nasal;  Rinomanometria e rinometria acústica.
  • 26. A QUE MÉDICO SE DEVE RECORRER? o Em primeira instância, ao seu médico de família no centro de saúde da sua área de residência. Só ele pode determinar se deve ser encaminhado para um médico especialista e de que especialidade.
  • 27. CURIOSIDADE:  Cada cigarro que se fuma perde-se aproximadamente 3 minutos de vida   Não tentes fumar ! Pois de cada vez tens mais provas em como é uma coisa perigosa !
  • 28. CONCLUSÃO Começamos a fazer este trabalho de forma muito empenhada e esperamos conseguir obter resultados foi um trabalho divertido ,onde alongamos muito os nossos conhecimentos e satisfizemos a nossa curiosidade acerca deste tema ! Descobrimos doenças muito graves mas também já sabemos como nos proteger delas.