Agrotóxicos agrotoxico[1]

100 visualizações

Publicada em

agrotóxicos

Publicada em: Governo e ONGs
  • Seja o primeiro a comentar

Agrotóxicos agrotoxico[1]

  1. 1. AGROTÓXICOS eAGROTÓXICOS e TRANSNACIONAIS:TRANSNACIONAIS: O desafio da cidadania ambientalO desafio da cidadania ambiental no Brasilno Brasil
  2. 2. Brasil 2008 - Maior Consumidor Mundial Movimentação de mais de US$ 7 bilhões
  3. 3. 10 empresas respondem por 90% do mercado nacional: Bayer (Alemanha), Syngenta (Suíça), Basf (Alemanha), Monsanto (EUA), Dow Chemical (EUA), Milenia/Makteshim Agan (Israel), Dupont (EUA), FMC (EUA), Nortox (Brasil) e Arysta (Japão).
  4. 4. Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social Syngenta, Basf, Monsanto, Dow, Milenia e Dupont; Missão: “mobilizar, sensibilizar e ajudar as empresas a gerir seus negócios de forma socialmente sustentável, tornando-se parceiras na construção de uma sociedade sustentável e justa”
  5. 5. Conselho Empresarial Bras. para o Desenvolvimento Sustentável - CEBDS Coalizão de empresas que tem como missão “integrar os princípios e práticas de desenvolvimento sustentável no contexto de negócio, conciliando as dimensões econômica, social e ambiental Bayer, Syngenta, Basf e Dupont
  6. 6. Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Defesa Agrícola(SINDAG) Principal entidade representativa dos produtores de agrotóxico Presidência (Syngenta), Vice-presidência (FMC e Dupont) Diretorias (Milenia, Basf) Suplentes (Bayer, Dow, Monsanto e Arysta) Liminar contra reavaliação ANVISA
  7. 7. Reavaliação - ANVISA Retirar o agrotóxico do mercado: riscos a saúde humana e ambiental; perda de efetividade (insetos e ervas desenvolvem resistência ao veneno); substituição com produtos menos tóxicos Informações sobre a toxicidade através de instituições independentes Registros sem data de validade
  8. 8. Procedimento Reavaliação Início em 2000 Análise de produtos com toxicidade aguda ou possibilidade de causar danos Anvisa, Ibama, MAPA, Sindag e comun. científica 2008: Anvisa, MAPA, Ibama e audiências públicas (cidadania ambiental) Não retira o produto do mercado
  9. 9. 2008 – ANVISA reavaliação de 14 substâncias banidas ou com restrição de uso na UE e EUA SINDAG – liminar consegue interromper a avaliação de 9 (triclorfom, parationa metílica, metamidofós, fosmete, carbofurano, forato, endossulfam, paraquate e tiran)
  10. 10. Intoxicação 2006 - agrotóxicos de uso agrícola e doméstico foram a segunda e terceira causa de intoxicação humana no país – 9.600 casos(Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas) – Para cada caso de intoxicação notificado há 50 não comunicados Fumicultores
  11. 11. Glifosato Principal causador de intoxicação – 11,2% das ocorrências entre 1996 e 2002 Edilson Paiva: vice-presidente da CTNBio - “A vantagem na segurança alimentar é que os humanos poderiam até beber e não morrer porque não temos a via metabólica das plantas.” (Valor Econômico, 23/04/07)
  12. 12. Causas Elevada toxicidade dos produtos Vendas irresponsáveis Falta de orientação adequada Baixo nível de informação e treinamento dos agricultores (código de cores utilizados para classificar o nível de toxicidade e significado dos pictogramas)
  13. 13. Contaminação de alimentos 2001 –Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos (Anvisa) – excesso de químico nos alimentos e uso de agrotóxicos em culturas não indicadas 2007 – tomate (45%), morango (43%) e alface (40%)
  14. 14. Resistência Mobilização Sociedade Civil Organizada, AGU e CNS – Anvisa reverteu a decisão para reavaliar 13 substâncias. Ações Fumicultores
  15. 15. Conclusão Violação de DH pelas transnacionais dos agrotóxicos:contrato de integração, contaminação, doenças, meio ambiente, consumidor, tentativa de impedir a reação do Estado. Movimentos Sociais (agroecologia), Justiça Ambiental, informação e resistência Origem política e argumentos técnicos
  16. 16. Bibliografia ANVISA – www.anvisa.gov.br BRANCO, Jeffer Castelo. Os agrotóxicos e a força das multinacionais. Le Monde Diplomatique Brasil. Setembro, 2008.

×